Etc Mercado

Ninguém mais quer carro de 2 portas

Ninguém mais quer carro de 2 portas

Se você tem mais de 25 anos de idade com certeza se lembra da época em que carro de quatro portas era visto como carro de taxista no Brasil, e ningúem queria as duas portas extras. Que idéia ridícula, se pararmos pra pensar. Ainda bem que essa idéia tosca se foi, pois hoje cerca de 85% dos carros vendidos no Brasil tem quatro portas.


O que sobra com apenas duas portas se dividem em basicamente dois segmentos. O de carros esportivos e o de carros extremamente básicos, pelados, populares, que tiram duas portas pra economizar coisa de 500 a 1.000 reais. Você sabe de algum sedã feito no Brasil que tenha versão de duas portas, assim como tínhamos Monza, Santana, Versailles, etc??? Claro que não.

Hoje, a principal função dos modelos de duas portas é a de chamariz, para atrair o consumidor que busca um primeiro carro o mais barato possível, ou o frotista que procura economia em escala. Se analisarmos entre os carros nacionais, apenas um deles vendeu mais na versão de duas portas do que na versão de quatro. Foi o Chevrolet Celta, que vende cerca de 36.000 unidades de duas portas, contra 32.000 de quatro portas. A diferença de preço entre os dois é de aproximadamente 1.500 reais, um absurdo, cerca de 5% do valor do carro.

Já o Uno Mille vende bem mais unidades de quatro portas do que de duas. E conforme o carro sobe de preço, ele vende ainda menos, com duas portas. O VW Fox vende apenas 20% em versões de duas portas. “O modelo de duas portas ainda é consumido pelo jovem, que usa o carro praticamente sozinho, que quer uma porta ampla para poder entrar”, acredita o consultor Paulo Roberto Garbossa, da ADK Automotive.


Temos também modelos pseudo-esportivos, que têm apenas duas portas por causa de seu segmento específico. Podemos citar exemplos como Citroen C4 VTR, Volkswagen Polo GTi e Palio 1.8R. Outros modelos, apesar de ter potência ainda maior que estes anteriores citados, como VW Golf GTI e Honda Civic Si, não tem versões de duas portas.

A Honda até mesmo chegou a pensar em criar o Honda Civic Si de duas portas, mas as vendas de apenas 120 unidades por mês não justificam os custos de criação e desenvolvimento.

Um modelo que foi lançado apenas com duas portas, o Chevrolet Astra, hoje só existe na versão de quatro portas. Uma prova de como o mercado mudou.

Matéria baseada em reportagem do UOL.

Ninguém mais quer carro de 2 portas
Este texto lhe foi útil??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email