América Latina Mercado Nissan

Nissan amplia alcance do Qashqai na América do Sul mas falta chegar ao Brasil

nissan-qashqai-2018-1 Nissan amplia alcance do Qashqai na América do Sul mas falta chegar ao Brasil

Sucesso na Europa, o Nissan Qashqai já está em sua segunda geração e vem conquistando mais espaço em outros mercados, desde Ásia à América Latina. Na região sul do continente, por exemplo, já está presente em quase todos os mercados, exceto Brasil e Argentina, já que acabou de chegar ao mercado colombiano. Na Venezuela, a marca japonesa não tem mais operação comercial.



No país vizinho, o Nissan Qashqai acaba de ser lançado com preços a partir de 78.490.000 de pesos colombianos ou pouco mais de R$ 89 mil. Com 4,37 m de comprimento, 1,80 m de largura, 1,59 m de altura e 2,64 m de entre-eixos, o crossover é um pouco maior que o Kicks, tendo 430 litros no porta-malas e suspensão traseira multilink.

nissan-qashqai-2018-1 Nissan amplia alcance do Qashqai na América do Sul mas falta chegar ao Brasil

A configuração do Nissan Qashqai para estes mercados, incluindo o colombiano, consiste no motor 2.0 de 142 cv e 20,4 kgfm usado pelo Nissan Sentra vendido por aqui, assim como transmissão manual ou CVT Xtronic. Na versão topo de linha, vem com sistema de tração nas quatro rodas, um importante diferencial.



Essa configuração é a mesma apresentada ao mercado americano, onde o Qashqai é chamado de Rogue Sport, pois seria uma alternativa menor ao Rogue, que chegará em breve ao mercado brasileiro como X-Trail. Com visual bem atraente, o utilitário esportivo ficou mais agressivo após nesta nova geração.

nissan-qashqai-2018-1 Nissan amplia alcance do Qashqai na América do Sul mas falta chegar ao Brasil

Mais espaçoso e completo que o Kicks, o Nissan Qashqai pode ser equipado com faróis full LED, luzes diurnas em LED, lanternas em LED, rodas de liga leve de 17 a 19 polegadas, teto solar panorâmico, multimídia com GPS e câmera de ré, controle dinâmico de chassi, frenagem automática de emergência, alerta de tráfego traseiro, farol alto automático, alerta de colisão, seis airbags, freio motor inteligente, entre outros.

Apesar de parte desse equipamento ser oferecido no Kicks, o Nissan Qashqai tem uma oferta maior e melhor, bem como oferece uma plataforma mais larga e evidentemente superior. Além disso, o conjunto propulsor oferece um desempenho mais consistente. Depois da Colômbia, apenas os dois maiores mercados da região continuam sem a oferta do produto. Por aqui, o Qashqai utilizaria a versão flex desse motor 2.0, reduzindo assim os custos com logística de peças e manutenção.

nissan-qashqai-2018-1 Nissan amplia alcance do Qashqai na América do Sul mas falta chegar ao Brasil

Como não há produção mexicana, a importação teria de ser feita direto do Japão, reforçando naturalmente o Qashqai como um intermediário entre Kicks e X-Trail, tendo preços acima de R$ 100 mil, batendo assim de frente com nacionais como Jeep Compass,  Hyundai ix35 ou Mitsubishi ASX, por exemplo. Uma produção em Resende seria importante caso a demanda fosse muito boa, com possibilidade de abastecer a Argentina e até a região latina, incluindo o México.

Nissan Qashqai 2018 – Galeria de fotos

[Fonte: El Carro Colombiano]

COMPARTILHAR:
  • afonso200

    faz uns 5 anos que tinha umas mulas, mas nao veio pra ca

    • vicegag

      Este país é tão ridículo, que de carro a ser produzido aqui ( no fim veio a Livina, ahhfff ), se vier um dia, provavelmente seremos um dos últimos na AL a recebê-lo, pode uma coisa dessas Arnaldo?

  • Ricardo Blume

    Apesar de algumas diferenças entre Kicks e Qashqai, a própria Nissan já falou que não tem interesse em trazer o Qashqai e que dará prioridade para o X-Trail para evitar muita proximidade com o Kicks.

    • Raimundo A.

      Muita proximidade com o Kicks? Não entendo isso. O Qashqai é um médio compacto e o Kicks, compacto. O Kicks não tem opção de tração 4×4. Aliás, desde do começo disseram que não tinham interesse nesse tipo de tração nele. O Qashqai tem mais equipamentos de segurança e pode ter mecânica mais moderna embora por questões de custos, a mecânica citada na matéria facilitaria bastante a oferta aqui.

      Eu vejo o Qashqai como o Compass da Nissan, e o Kicks, obviamente, o Renegade. O Compass não é muito maior que o Renegade, embora as formas da carroceria favorecem o primeiro. O que a Nissan parece fazer é trazer o X-Trail que seria o Cherokee da Jeep, lembrando que o Nissan pode levar sete passageiros. Se não quer trazer o Qashqai, talvez seja para alocar e não ter concorrente direto um produto da Renault (Kadjar ou outro). O Kadjar pode ter mecânica mais eficiente, o que não veríamos com o Qashqai usando o motor do Sentra. Embora este Renault não seja grandão, seria equivalente em parte ao Captur, o nível de sofisticação é superior, além do design.

      • tjbuenf

        É muito fácil explicar: a Nissan já emplacou um carrinho ordinário a R$ 90 mil, não precisa de um carro muito mais caro para vender a R$ 100 mil.

        • leandro

          90 mil? Na versão SL com pintura bi tom já tá mais de 95 mil…
          Justamente por 20 mil reais de diferença preferi uma EcoSport freestyle 1.5 AT

          • kirig

            com mochila

            • leandro

              Por 20 mil reais levo até 2 mochilas…
              E tem suas vantagens, ganhei roda, sensor de pressão pneus e estepe idênticos aos demais

              • kirig

                Tenho esta mochila a uns 10 anos, com 2 estepes, um meia boca para ser furtado que fica pendurado, o de liga escondido no porta malas.

                • leandro

                  Já roubaram seu estepe alguma vez? Onde vc mora?

                  • kirig

                    Várias. Para tal uso um estepe meia boca. Você será visitado também

                    • leandro

                      Mas onde vc mora/costuma frequentar? A corrente q vem com a capa não protege um pouco?

                    • kirig

                      Perto de Campinas.
                      Nos três furtos, o carro estava em ruas não tão movimentadas. Uma burrice sem tamanho da montadora. A corrente pouco resolve.
                      Peguei um Pneu de Sandero e uma roda no ferro velho.A original (não robauto) é cara. Esta fica em casa, pois o porta malas é ridículo. Há um espaço sob o assoalho que a acomodaria, mas fica externo também.
                      Em manobras, o estepe sempre atrapalha, pois vc perde a noção do espaço.
                      Esperava que a Ford colocasse ele para dentro, mas ………
                      Tem também a tampa traseira da Montana, bem fácil de furtar, estepes de carros externos, Duster, Captur, Sandero Ka, 207, entre outos, que também fazem a alegria dos Ladrões

              • Edson Fernandes

                Controle automatico de velocidade e encosto de braço central que faltam no kicks tbm.

    • th!nk.t4nk

      O Qashqai é de outra categoria, bem maior e melhor acabado, um modelo médio. Dá uma surra no compacto Kicks (que é baseado num carro popular, o March), não tem como comparar. Particularmente acho o Kicks um roubo total. Pelo que cobram por ele, poderia ser oferecido o Qashqai tranquilamente.

  • Raimundo A.

    Honda e Toyota não cobram barato, mas RAV-4 e CR-V não chegam aqui baratos, então como o Qashqai chegaria? Outra, ainda não está claro o que a Nissan e a Renault querem fazer no segmento de SUVs. O mais cotado dos SUVs na Nissan era o Qashqai, mas agora é X-Trail cobrando quanto?

    A Renault ia trazer o Koleos, que colide com o X-Trail em termos de posicionamento. Vão trazer os dois ou apenas um? A demora do Koleos teria sido preço e isso não seria o problema da demora do X-Trail porque ambos não viriam de locais que permitiriam preços aqui convidativos. É só vermos o quanto caíram as vendas dos japoneses citados por conta dos preços cobrados e se o valor cai, é por redução na oferta de itens que ainda assim os tornam menos atraentes ao Compass e ao Equinox.

    Pesa ainda a notícia que a Renault estaria preparando um SUV para a região acima do Captur. Alguns falam em novo projeto que seria um SUV com design coupé. Outros, o Kadjar, que concorreria com o Qashqai caso seja ofertado, ou só teria o Renault como SUV médio compacto.

    Em suma, a demora para lançar é grande, especulações não faltam, e não bastasse, existe as negociações com o livre comércio com a Europe a o Rota 2030. Este último considerado mais grave porque poderá inviabilizar a continuação da produção de importados caros montados aqui e importações de outros produtos haja vista ter uma definição a médio e longo prazo como serão as exigências ambientais e questões tributárias.

  • Lucas Alves

    Ele é tão lindo que nem parece um Nissan.

    • th!nk.t4nk

      Pior que eu diria o contrário: esse Qashqai é a cara da Nissan, mas fora do Brasil. O problema é a insistência em venderem monstrinhos super faturados no país. O Kicks é super maquiado interna e externamente pra que as pessoas não percebam que não passa de um March altinho.

  • carloscomp

    Este carro começando na casa dos 100 mil seria sucesso certo no Brasil, penso eu.

  • carloscomp

    Este deve vir com piloto automático e apoio de braço rsrsrs

  • Cesar

    Por este preço, seria um concorrente para o Compass.

  • Cosi fan Tutti

    A Jeep agradece a lentidão da Nissan em trazer esse SUV que realmente iria bombar na faixa de preço do Compass, poderiam ate fabricar aqui, mas a Renault-Nissan não ta preocupada com o Brasil, Renault esta feliz em ter somente Dacia, e Nissan nem se importa em ser coadjuvante das japonesas, perdendo ate para os coreanos.

  • andre2110

    É praticamente a mesma coisa que o kicks, só que aqui sairia uma fortuna.
    Além disso vai acabar tendo uns 50 suvs no mercado se continuar assim… vai saturar …passar a onda … e desvalorizar muito.
    Melhor não exagerarem com a onda SUV.

    O que sinto falta da Nissan é o Tiida, bem melhor que o versa e bem mais barato que o sentra.

    • th!nk.t4nk

      Cara, já entrou num Qashqai? Nao tem absolutamente nada a ver com o Kicks. O Qasqai é um modelo médio. Faz o Kicks parecer um carro de brinquedo perto dele.

      • andre2110

        Me referia ao visual e não ao espaço que certamente é maior, daí o comentário de custar uma fortuna.

  • sigma7777777

    O X-Trail ou Rogue claramente faz mais sentido para o Brasil. Este aí é praticamente um Kicks de luxo e acho que o 4×4 não seria o suficiente para chamar a atenção. Já o X-Trail com seus 7 lugares sim.
    Só acho que as montadoras japonesas estão deixando passar batido o segmento de SUVs a partir dos R$ 100 mil, pois as opções são importadas e cara. Acho que só a Mitsubishi que estava bem posicionado com o Outlander no início de 2017, mas subiu o preço e agora já era!

    • andre2110

      Creio que deveriam ter alguns acordos/parcerias entre as montadoras, no sentido de viabilizar os mercados com menor consumo. Isto é necessário porque o Brasil não tem suporte para uma gama exagerada de modelos. A excessão são os populares, em que cada empresa pode ter 2-3 modelos. Nos demais nichos não dá para ampliar demais a gama de produtos porque o custo dispara. Além disso temos problemas sérios de logística e questões sérias com manutenção. Por exemplo, a maioria das oficinas e mecânicos ainda são rudimentares; faltam peças e domínio das tecnologias embarcadas. Um número exagerado de modelos só geraria confusão, altos preços, e problemas como a falta de componentes e concertos do tipo gambiarra. Conheço pessoas que ficaram meses sem o carro por falta de peças.

  • Maycon Farias

    Realmente muito atraente.

  • Martini Stripes

    Não entendo a NIssan, ela não quer vender mais no Brasil, só pode.

    • andre2110

      Tiraram do mercado o Tiida e não trouxeram a nova versão; ficaram sem um modelo que vendia bem e perderam mercado e credibilidade.

    • yurieu

      Pense, cidadão, uma empresa sem produtos relevantes e arcaicos, porém conseguiu projetar-se no mercado com um mini SUV de nome ridículo, “chute”, que colocou a marca em evidência. Esses executivos são muito inteligentes. O Qashqai é um veículo para mercados abertos.

  • Júnior Nascimento

    A Nissan poderia e deveria lançar esse modelo aqui, numa versão única por uns 100-110 mil. Deixaria o x terra a partir de 120-130 mil.

    • Erivelton Freitas

      Sonha, se esse carro viesse para cá, e a Nissan fosse justa, ela traria o Qashqai por R$ 139.000 e o X-Trail por R$ 189.000, porque é a faixa de preço dos concorrentes do mesmo porte!

  • Luis Burro

    Mas nem adianta vir ao Brasil,pq vai faltar “Qashqai-o” pra compra-lo!

  • Erivelton Freitas

    Esse menino mimoso é bem mais atraente que o Kicks, pelo menos a meu ver. Contudo, o preço justo dele por aqui, considerando o valor dele em pesos, seria de R$ 129.000 ou R$ 139.000. Agora o preço que a Nissan iria realmente vender ele por aqui, seria em torno de R$ 159.000 ou R$ 169.000, por isso, ela faz bem em não trazer. Ele realmente é da categoria do ix35 e Compass, mas seria vendido com preço de Equinox ou Outlander.

    • Luccas Villela

      lindo

    • O valor em pesos na Colombia está alto. Aqui no Chile esse carro começa em 60 mil reais.

  • Freaky Boss

    seria uma ótima!

  • Wolfpack

    O brasileiro só consome porcarias. E quem manda nos lançamentos aqui são os consumidores. Um exemplo é o Ethios, Corolla. Brasileiro gosta de lata, e esquece o recheio. O próprio presidente da Honda em entrevista disse que o Civic 10 foi feito para um consumidor jovem, mas o jovem no Brasil não tem dinheiro para comprar o Civic, e o velho, compra o Corolla. Se a Toyota fizesse um Corolla com motor carburado e freio a tambor nas quatro rodas, ainda assim o brasileiro iria comprá-lo. Os carros vendidos aqui são equivalentes ao consumidor e seu nível educacional.

    • Freaky Boss

      Sem dúvida. Quem manda nos produtos da indústria é o consumidor. Povo fica xingando montadoras aqui mas elas só estão oferecendo o que o povo demanda .

  • yurieu

    O Brasil e a Argentina são completamente à parte do mercado automotivo da América Latina. Na Colômbia o cidadão pode optar entre um Suburban e uma Expedition. No Brasil e Argentina, se copiam os modelos europeus, indianos e chineses, e não há opção. Resquício da política Kirschner-PT.

  • Filipo

    Qashqai: crossover pequeno para países de primeiro mundo.
    Kicks: crossover pequeno para países de terceiro mundo.
    Diferença de tamanho: aproximadamente 7 cm.
    A Nissan deve trazer o Qashqai? Não há sentido trazê-lo. Melhor trazer o X-Trail.

  • pedro

    É um belo carro, mas a concorrência seria dura com ele.

  • Celso

    O que eu acho legal nesse carro é o nome: Qashqai tem uma sonoridade legal e diferente.

  • Renato Almeida

    Aqui na Alemanha, o Qashqai vende relativamente bem mesmo tendo concorrentes em todas as marcas. É sem dúvida um carro de categoria superior ao Kicks e no Brasil concorreria com Compass, CRV, etc, na casa dos R$ 120mil. Curiosamente, aqui tem fama de ser um carro beberrão tanto na versão gasolina como na diesel.

  • Edson Fernandes

    Não que eu não tenha achado no Sentra atual o visual bonito, mas como no Qashqai o visual caiu super bem tanto de farois e lanternas! Além do proprio visual geral.

    É uma pena que a Nissan não traga mais fortemente seus produtos que poderiam ter mto mais interesse em nosso mercado.

  • Razzo

    Sem dúvida o Nissan Qashqai falta chegar ao Brasil, inclusive na frente do Nissan XTrail.

  • Lucas Ranfer

    se vem pro Brasil engole o HR-V, Kicks, Creta e por ai vai..

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email