Nissan

Nissan entra no segmento de assinaturas de carros

Nissan entra no segmento de assinaturas de carros

A Nissan acaba de adotar a modalidade de assinaturas de veículos (uma espécie de Netflix dos carros). Batizado de “Nissan Switch”, o sistema funciona em Houston, Texas (Estados Unidos).


O modelo de assinaturas da Nissan irá contar com três modalidades: o plano “Select” custa US $ 699 por mês e o cliente poderá escolher entre Frontier, Altima, Rogue e Pathfinder. Já o plano “Premium”, custa US $ 899 por mês e o consumidor poderá selecionar: o Leaf Plus, Maxima, Murano, Armada, Titan e 370Z.

Nissan entra no segmento de assinaturas de carros

Agora, para quem curte superesportivos, a montadora está disponibilizando o icônico GT-R no modelo de assinaturas de carro. O veículo estará disponível para os clientes Select ou Premium por uma taxa adicional de 100 dólares por dia. Além disso, o Nissan Switch limita o uso do GT-R por apenas sete dias (no máximo).

Na hora de realizar a contratação do serviço, os interessados precisam pagar uma “taxa de ativação de associação” além do plano mensal. Essa taxa custa 495 dólares – algo em torno de R$ 2.164, fazendo a conversão.

Entrega, limpeza, seguro, assistência na estrada e manutenção regular estão inclusos no valor cobrado mensalmente pela Nissan. Portanto, o motorista / assinante não precisa se preocupar com esses itens.

Nissan entra no segmento de assinaturas de carros

“O Nissan Switch é outra maneira pela qual a Nissan está testando alternativas à noção de mobilidade tradicional, sem compromissos financeiros de longo prazo para nossos clientes. Este programa oferece mais opções, conveniência e flexibilidade. Para quem deseja um sedan durante a semana e um SUV ou carro esportivo, como o GTR, nos fins de semana, o Nissan Switch fornece a solução”, disse Andrew Tavi, vice-presidente de Assuntos Jurídicos da empresa.

A montadora japonesa não é a primeira fabricante a adotar o sistema de assinaturas para carros. Marcas como Mercedes-Benz, Porsche, BMW, Volvo, Audi, Cadillac e Jaguar já trabalham com esse método.

Como vai funcionar no Brasil

A empresa anunciou que fará um teste no mercado brasileiro. Por aqui, apenas prestadores de serviços e funcionários de fornecedores que atendem a empresa irão utilizar. Ao todo, há três veículos disponíveis: Kicks, March e o Versa.

O contrato de locação dura um ano e o assinante tem direto a revisão periódica, seguro e a opção de compra do carro assim que terminar o período de 12 meses. Todo o serviço é feito via aplicativo.

Darlan Helder

Darlan Helder

Natural de São Paulo, é jornalista e fotógrafo. Escreve na internet sobre o universo automotivo desde 2011

  • th!nk.t4nk

    O preço está bom aparentemente. Se pegar o leasing + seguro + manutenção à parte, sairia na mesma faixa, mas o plano tem a vantagem de possibilitar a troca do carro no dia-a-dia de acordo com a disponibilidade no pátio da loja. O que não empolga muito são os carros (tirando o 370Z) pra ser bem sincero, mas deve ter seu público (vai que o sujeito vive numa área rural, precisa de uma Frontier num dia e de um sedã em outro).

  • Mario

    Achei caro, mesmo se tratando de USA.

    • Toyo_Highlander fan

      2
      Para ser nos EUA o melhor mesmo é comprar. Dando uma entrada vc parcela por até 60 meses com parcelas de 400 dólares uma Frontier.

      • th!nk.t4nk

        Simula um seguro completo em cima da Frontier pra ver como fica. Soma também a manutenção. A mensalidade do carro em si infelizmente não diz muito sobre o gasto real com o carro.

        • Toyo_Highlander fan

          Faz sentido

          • th!nk.t4nk

            Note que eu concordo com você, na ponta do lápis até faz sentido a compra. Mas se formos somar tudo pode ter vantagem nessa assinatura pra algumas pessoas (ex: quem gosta muito de ficar trocando de carro toda hora, ou que não quer se comprometer com um longo financiamento). O lance do seguro mesmo, reparei que a montadora sempre consegue melhores ofertas do que pegando à parte.

            • Toyo_Highlander fan

              Tenho um aplicativo em meu telefone chamado Carrorama. Lá registro tudo do meu carro desde 2014 quando o app surgiu, época do Android Kit Kat. Se formos analisar o custo que saiu meu carro desde esse tempo até o momento (e rodo muito pouco por sinal, média de 330 km mensais) hoje o meu carro com apenas 27000 km rodados, gastei ao todo só com combustível mais de 9600 reais (tudo isso num carro 1,0). Fato é que o gasto maior que se tem com o carro mesmo é com combustível.

  • Daniel Deichmann

    Quando começarem os testes no BR, vou analisar profundamente pois muito me interessa. Minha mulher roda em média 2500 a 3000 kms por mês. Além do alto consumo em combustível, a manutenção do carro se torna corriqueira, basicamente a cada 3 meses. Gastando em média 500,00 pra mais por revisão (carro ainda está na garantia) + seguro (1280,00/ano) + ipva, seguro obrigatório e licenciamento (em média de 900,00/ano), é de se considerar essa modalidade.

    • Caramba, não vale mais a pena se mudar para perto do trabalho?

      • leomix leo

        Melhor ele alugar um carro.

      • Daniel Deichmann

        Então, já conversamos sobre essa possibilidade mas no momento não é uma alternativa viável.

    • Ricardo Brito

      Já existem várias opções no mercado, pelo menos 4. Pesquisa por carro por assinatura que vc vai encontrar, o preço varia obviamente pelo carro escolhido e pela kilometragem mensal.

      • Daniel Deichmann

        Muito obrigado pela dica, vou procurar me informar.

  • Sino Weibo

    O que se pode pegar nos Eua ——– o que se pode pegar no Brasil mostra como a Nissan é nestes dois mercados.

  • Alessandro Marques

    Nos EUA : 370z, GTR, Altima …
    Brasil: kicks, march e versa

    Triste …

  • Samluzbh

    EUA = Frontier, Altima, Rogue e Pathfinder por US $ 699,00
    Brasil = Kicks, March e o Versa por US $ 699,00

    • Piston head

      Isso prova que mais que preço, o problema é o que se recebe em troca…

  • Willian Silva

    Sei que serei criticado pelo que vou dizer: Mas BR ainda não tem maturidade pra algo assim. Aqui em Curitiba, as Bicicletas pararam de ser alugadas, pq os BR, estavam quebrando as bikes. Tem um barracão aqui lotado de Bike quebrada. Quem sabe daqui 10 anos a mentalidade mude um pouco e o pessoal comece a cuidar das coisas. Igual funcionário quando pega o carro da empresa e sai metendo o loco.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email