EUA Nissan Pickups

Nissan Frontier americana não terá quase nada em comum com o modelo internacional

frontier-eua Nissan Frontier americana não terá quase nada em comum com o modelo internacional

A Nissan prepara uma picape para rivalizar com Chevrolet Colorado, GMC Canyon, Toyota Tacoma, Honda Ridgeline e a próxima Ford Ranger. Atualmente comercializando a geração anterior da Frontier, a montadora japonesa quer ver nos EUA um modelo de porte médio mais robusto e por isso, este não terá quase nada em comum com o modelo internacional, que é vendido no Brasil.



De acordo com a revista Motor Trend, o projeto estaria consumindo uma quantidade importante de dinheiro e seu foco será exclusivamente o mercado norte-americano, assim como as demais marcas presentes naquele mercado. Comenta-se que a Nova Frontier “by USA” será feito em Canton, Mississippi, e terá motor de quatro cilindros com opção de um V6.

Da mesma forma que as opções a gasolina, um motor diesel também está sendo considerado, mas ainda não foi batido o martelo quanto à sua execução na gama de versões da nova picape. O interessante nessa ideia é que em 2014, o conceito Frontier Diesel Runner portava um motor Cummins 2.8 com 203 cv e 48,2 kgfm. Os números são importantes pois batem de frente com aqueles apresentados pelo GM Duramax 2.8 da dupla Chevrolet/GMC.

Mas, a princípio o projeto da Nova Frontier poderia não contar com esse motor, o que seria bem ruim em termos de mercado. A Frontier/Navara internacional ainda usa o 2.5 de 190 cv, mas também vem com um biturbo 2.3 com a mesma cavalaria. No mercado americano, um motor pequeno pode indicar fraqueza na proposta. Por isso, é mais sábio usar um motor americano, maior e reconhecido no país.

Quanto ao modelo a gasolina, o 2.5 do Altima devidamente atualizado seria uma opção acessível, enquanto o V6 4.0 poderia também ser modernizado para se tornar mais eficiente. Embora não seja o V6 mais potente da Nissan, ele tem um bom torque em comparação com os menores e mais recentes, usados em carros como o Maxima, por exemplo. A transmissão automática deve seguir o exemplo global com sete marchas ou até oito velocidades, se adquirido em fornecedores locais.

Pelo visto, a Nova Frontier americana quer ficar mais parrudo e bruta, ao gosto do cliente dos EUA. Assim, o estilo pode incorporar elementos da Titan que, ao contrário da próxima picape média da Nissan, terá suas vendas expandidas para fora da América do Norte, onde já existe demanda para uma picape grande. Brasil? Quem sabe… Faria um belo duelo com a RAM 2500, sem dúvida. Por ora, a única opção por aqui é a Frontier global.

[Fonte: Motor Trend]

  • El Gato Negro

    Um mercado exigente e competitivo sempre leva vantagem.
    Já na Banânia… leva Ônix com OnStar que tá tudo bem.

    • Esquilo Tranquilo

      Onix ZeroStar “by banânia”

      • V12 for life

        Agora tem companhia do Ka.

    • Chris

      É impressionante como a Nissan dos Eua é diferente da nossa, principalmente na oferta de modelos. Notei que há muitos modelos diferentes, sem contar que me surpreendi como carro japonês é bem aceito no mercado ( e também de ver um versa por lá), pelo menos na Florida no geral. Achei que as marcas americanas levariam mais vantagem em casa.

      • yurieu

        É a mesma empresa… mesmos princípios… as duas estão vendendo produtos bem aceitos pelo mercado. vide o Equinox, lançamento de última geração simultâneo com o americano, canadense, etc, mas o povo prefere o Compass gastador de combustível.

  • octavio cesar godoy

    Camionete tem que ser quadradona, parrudona, igual f150, ram 1500, as camionetes da gm, agora essas camionetes com frente abauladinha, parecendo carro de passeio, nao vira, pelo menos p mim, vide toyota tundra, e as da Hillux aqui no brasil, alem de tombar e entrar poeira parece carro de passeio com esses motorzinhos de brinquedo

    • Leon Gonçalves

      Problema de Hilux de fato é tombar – mas poucos sabem – porém o motor fraco todos sabem.

      • Moreno Rocha

        Eles reprogramaram o ESP/TCS pra não passarem vexame no teste do alce. E depois aplicaram nos modelos, todos iguais aos vendidos aqui. Mas só na Europa, porque aqui não ligamos pra isso, e não tem alce mesmo…

      • leomix leo

        Essa questão de tombar ou não vai da necessidade de ter que desviar de algo em uma velocidade mais elevada, mais acho que todas tombam, eu mesmo já postei aqui, ando em Hatch, sedan médio, sedan grande e pickup, sei por experiência própria, não é a mais confortável, não é para puxar de vez, ela é feita para carregar peso e andar no limite, sempre que saio com a pickup de meu pai, sinto uma falta de segurança incrível ao fazer curvas que faço com o meu carro ou o de minha mãe. Até o C3 de minha irmã é melhor de curva. Então essa questão de tombar, vai do motorista que não conhece o limite do carro, já precisei desviar de um buraco bruscamente, mais a pickup se manteve estável, pois eu estava no limite da via, mais não nego que no Civic ou Fusion a conversa é outra. O Fusion parece que tem um trilho de trem pra ele andar por cima, o Civic é muito bom TB, mais o Fusion é fora do normal. Pickup não foi feita para andar correndo como muitos fazem.

        • REDDINGTON

          Também já disse isso aqui. Tive 2 Civics o carro parece que anda em trilhos sim. Querer comparar uma Hilux ou QUALQUER outra picape a um hatch, sedã vc vai passar aperto SIM. Meu pai vai pra quarta Hilux, 3 do modelo anterior e vai pegar uma SRX nova no final agora de novembro (ELE GOSTA!!!) , já andei com TODAS pesadas e NUNCA passei aperto justamente por não andar no limite, ou acima dele, AH MAS AMAROK curva melhor e tal, ok pode ser, mas TODAS as picapes vão capotar se vc forçar, TODAS!!! Se vc sabe que está numa picape, pesada, anda mais devagar justamente pra vc não passar aperto!! Simples, já precisei frear, desviar de buracos ela rebolou um pouco e depois seguiu tranquilo. Não exagerem pessoal, a vida não tem preço…

        • Fernando Bento Chaves Santana

          Pois é muitos que reclamaram do eixo rígido traseiro do humilde QQ nunca fizerem o mesmo em relação às picapes que são muito mais potentes e instáveis quando circulam sem carga em rodovias.

  • TijucaBH

    Isso é quase uma confissão que a Frontier global ficou meio mirradinha no tamanho. Ela está mais pra L200 e Ranger das primeiras gerações, enquanto S10, Ranger e Hilux cesceram consideravelmente (principalmente as duas primeiras).

  • Debraido

    Passei a gostar menos de picapes quando o padrão asiático foi imposto para a America Latina, em detrimento do americano.
    Gosto de picape parruda.

    • yurieu

      É a triste realidade, somos americanos, mas o nosso povo prefere esse refugo chinês. O povo preferiu a S10 e Hilux a F250 cabine dupla opressora.

      • Debraido

        Não chegaria nem na questão do tamanho. Más ao design, entre a nossa S10 (asiatica) e a Colorado. Prefiro o desenho da Colorado.

  • Munn Rá : O de Vida Eterna

    Mas isso é meio que esperado : o mercado de pick ups estado unidense é de ” outro mundo “

  • Munn Rá : O de Vida Eterna

    Apenas uma opinião : por mais modernas que sejam no design a F-1000 1996 e D-20 1933 são insuperáveis

  • NaoFaloComBandeirantes

    Mercado americano pode se dar a esse luxo de não ter sinergia com outros mercados.
    O volume de vendas de um carro que vende medianamente lá é ainda um ótimo volume de vendas.

  • Ricardo Blume

    Uma pena não termos mais pick up média com cabine king cab no Brasil. São lindas.

    • Alexandre Volpi

      É verdade. Sou fã das Ranger V6 com cabine estendida (STX). Sem dúvidas teria uma.

      • Ricardo Blume

        A S10 (das primeiras que sairam, V6) também eram assim e lindas!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend