*Destaque *Featured Crossovers Lançamentos Nissan Test Drive

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 – Impressões ao dirigir

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

A partir do dia 5 de agosto, chega aos concessionários o Nissan Kicks, o primeiro projeto global da marca japonesa no Brasil. O crossover segue a linhagem de estilo e proposta dos demais modelos da empresa que, por enquanto, ainda não os oferece por aqui.


Desenvolvido em parceria entre o centro de estilo da Nissan no Brasil e os demais do grupo, o Kicks entra no atrativo segmento de utilitários esportivos compactos apenas na versão SL e na série especial Rio 2016. O preço da opção topo de linha é R$ 89.990. A série limitada custa R$ 93.500.

Com investimento de R$ 750 milhões, a Nissan começará a fazer o Kicks entre o final de 2016 e o começo de 2017, em Resende/RJ, quando serão incluídas as demais versões, bem como a possível transmissão manual. A meta da marca nipônica é vender entre 2 mil e 3 mil unidades por mês até o fim do ano. A empresa diz que se possível, pode vender além disso. A série especial teve 1.800 pedidos e por isso a Nissan ampliou a pré-venda com a opção SL.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir


Kicks

O crossover apresenta estilo agressivo e ao mesmo tempo jovial, sendo atraente no conjunto geral. Os faróis têm desenho bastante aerodinâmico e contam com LEDs diurnos. A grade “V-Motion” chama atenção e representa o DNA da marca, enquanto o para-choque tem aspecto esportivo com seus faróis de neblina dotados de detalhes cromados.

O Nissan Kicks tem linha de cintura alta e teto reto, além de vincos bem pronunciados, especialmente nos para-lamas dianteiros. Outro destaque são as colunas C com base elevada e acabamento preto. A traseira tem vigia proeminente e lanternas em formato de bumerangue. Elas não são de LED e possuem lentes divididas pela tampa.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

Esta tampa, os retrovisores (com repetidores de direção em LED) e o logotipo da Nissan na frente carregam quatro câmeras do sistema de monitoramento de 360 graus, que ainda possui detecção de objetos ou pessoas. Há também sensores de estacionamento traseiro. As rodas de liga leve diamantadas são aro 17 com pneus 205/55 R17. No teto, barras longitudinais prateadas e uma antena simples. A Nissan venderá rack como acessório para essas barras.

Por dentro, o ambiente do Nissan Kicks agrada de modo geral. O acabamento tem muitos plásticos, é verdade, mas a parte central do painel, em material emborrachado e costurado, dá um toque premium ao crossover nipo-brasileiro (por enquanto importado do México…). O console elevado da transmissão também chama atenção, assim como o volante de fundo chato e o cluster análogo-digital. A multimídia com tela proeminente centralizada a parte frontal é outro item que domina o visual.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

O volante tem bom aspecto e comandos do painel digital, assim como de mídia e telefonia. Mas, faltou o piloto automático, algo que não poderia estar ausente em um carro de praticamente R$ 90 mil. O quadro de instrumentos digital é bonito, tendo 12 funcionalidades disponíveis, incluindo bússola, navegador, mídia, resumo de funções, histórico de consumo, informações de mídia e telefonia, controle de chassi e um belo conta-giros, além de econômetro e configurações do veículo.

O display TFT tem sete polegadas, apresentando ainda uma tela de boas-vindas muito elegante. O velocímetro analógico parece ter sido esquecido, mas apresenta boa visualização. A multimídia tem boa aparência e é fácil de operar, mas não chega perto da MultiApps. Tem navegador GPS, Bluetooth, CD, USB, SD, auxiliar, rádio e as imagens das câmeras de manobra. A tela tem 7 polegadas e é sensível ao toque. Poderia ter Car Play e Android Auto.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

O sistema de som tem seis alto-falantes e é suficiente para as pretensões do Kicks. O ar-condicionado digital tem bom aspecto e gela bem. O porta-luvas apresenta volume interno adequado. A base da alavanca tem acabamento em preto brilhante e chama atenção pelo botão de partida, próximo. Porta-copos entre os bancos e freio de estacionamento mecânico ao lado. Faltou um apoio de braço para o motorista, pelo menos.

Os vidros têm acionamento one touch para todos. Já os bancos em couro têm a tecnologia Zero Gravity, que permite maior conforto para o corpo dos ocupantes durante longos períodos. São confortáveis e adequados para a proposta do Nissan Kicks. O banco traseiro é bipartido e conta com três apoios de cabeça e cintos completos, além de Isofix.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

O espaço geral é bom, inclusive atrás. A altura é adequada e o porta-malas generoso: 432 litros. O estepe é de liga leve e da mesma medida que os demais. No teto, luzes de leitura, retrovisor dia e noite e espelhos nos para-sóis, mas sem iluminação.

O Nissan Kicks tem boa posição de dirigir. Os comandos ficam próximos das mãos e o assento do condutor é elevado, porém, tem ajuste de altura (assim como a coluna, também em profundidade). A visibilidade geral é adequada e o conforto só não foi completo pelas ausências citadas acima. Embora a proposta seja de um crossover urbano, o brasileiro pega estrada e leva família com tudo dentro.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

Impressões ao dirigir

Para pequenas e longas viagens ou o dia a dia, a Nissan optou pelo motor 1.6 16V Flex usado nos March e Versa. A ideia da marca é ter um propulsor pequeno e econômico, mas com boa performance para um carro de 1.142 kg. Com 114 cv a 5.600 rpm e 15,5 kgfm a 4.000 rpm, o motor em realidade se mostrou apenas suficiente para as pretensões do Kicks. O modelo tem 4,29 m de comprimento, 1,76 de largura, 1,59 de altura e 2,61 de entre eixos. Apesar do tamanho, como citado acima, surpreende por ser bem leve.

Equipado com câmbio CVT e função D-Step, que ajuda no desempenho, o crossover tem respostas apenas medianas. A caixa de polias e correias vem ainda com modo Sport, fazendo assim uma simulação de marchas quando se pisa mais fundo.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

A rotação varia bastante, bem diferente do March CVT, por exemplo, indo de mansos 1.800 rpm em cruzeiro (110 km/h) até 4.000 rpm em retomadas sem exagero no pedal. Pisando até o fim, o ponteiro virtual marca 6.000 rpm e corta.

As saídas com pé embaixo foram bem mansas e longe de um modo Sport, assim como as retomadas. Para uma condução sem nenhuma pretensão esportiva, o Kicks vai muito bem. O motor 1.8 do Sentra “americano” faria bem ao brasileiro, ainda mais para um carro com baixo peso como ele. Não há trocas manuais, mas estas não se mostraram necessárias, nem nas reduções.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

Mesmo com giro alto, o nível de ruído se mostrou adequado para as características do crossover, sendo bem melhor que o apresentado pelo March CVT, por exemplo. Há também a função “L” (Low) para aclives e declives muito íngremes. A Nissan divulgou consumos de 8,1/11,4 km/litro na cidade e 9,6/13,7 km/litro na estrada, respectivamente com etanol e gasolina. Seu tanque de combustível tem somente 41 litros.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

O comportamento dinâmico do Nissan Kicks é bom. O veículo oferece boa estabilidade, tendo ajuste mais firme da suspensão, mas sem curso pequeno ou batidas secas, superando bem buracos e asfaltos destruídos. O bom equilíbrio ainda é realçado pelo controle dinâmico de chassi, que adicionando carga aos freios, além de ajustes na direção, permite evitar rolagem da carroceria, permite melhor contorno de curvas e freio-motor adequado para descidas longas, poupando assim os freios.

Desvios rápidos, curvas fechadas, lombadas ou asfalto com muita ondulação são bem filtrados pelo sistema, que ainda reforça a boa agilidade da direção elétrica, muito direta e gostosa de controlar em velocidade. Os freios são mais do que suficientes para o Nissan Kicks, lembrando que atrás vão tambores. Há controles de tração e estabilidade também, assim como assistente de partida em rampa. A versão SL vem com seis airbags, além de sensor crepuscular para reforçar a segurança.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

Pós-venda

A Nissan disponibilizará o Kicks SL nas cores Preto Premium (sólida), Prata Classic, Cinza Grafite, Cinza Grafite com Sunset Orange, Cinza Rust e Branco Diamond, todas metálicas, exceto o branco, que é perolizado. A pintura metálica custa R$ 1.350. Há três opções de tonalidade no interior: Preto, Sand (cinza) e Macchiato (marrom), sendo as duas últimas custando um adicional de R$ 500. A pintura Sunset Orange no teto custa R$ 2.500.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

Além disso, a japonesa também reforçou o pós-venda do Kicks com revisões fixas e paradas a cada 10.000 km, alternando os valores entre os intervalores, sendo três de R$ 419 e três de R$ 579, totalizando R$ 2.994. A mão de obra está incluída e a garantia é de três anos sem limite e a assistência é 24 horas.

Para fechar, a Nissan divulgou os valores de uma cesta básica de peças, onde um farol custa R$ 585, o para-choque sai R$ 890, lanterna traseira tem preço de R$ 225, amortecedor sai por R$ 219, disco de freio por R$ 120 e pastilhas ficam em R$ 199.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

Conclusão

O Nissan Kicks é um belo crossover, sem dúvida. Tem boa presença e cativa pelos detalhes estéticos. O interior é igualmente atraente e chega a ser mais esportivo que alguns rivais. O comportamento ao volante é realmente bom, pena que o motor não corresponda ao conjunto bem equilibrado. O câmbio proporciona conforto, mas a proposta de torna-lo mais esportivo não agrada. Afinal, essa não é a pegada do carro, embora ele possa ir além com algo mais potente no cofre.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 - Impressões ao dirigir

O pacote de segurança e conteúdo da versão SL e da série limitada Rio 2016, testada no evento, são muito bons, ainda mais com câmeras de visão 360 graus e, o melhor, controle dinâmico de chassi, um recurso que poucos carros possuem.

Faltaram alguns itens de conforto ao volante, que podem ser facilmente compensados na versão nacional. No geral foi bom, mas por R$ 89.990, poderia ser melhor. Mesmo assim, vale a pena? Melhor ir fazer o test drive. Se motor e câmbio lhe forem suficientes, então assine o cheque e vá com um belo e confortável crossover para casa.

Galeria de fotos dos Nissan Kicks SL e SL Rio 2016:

Evento a convite da Nissan.

Nissan Kicks chega ao mercado a partir de R$ 89.990 – Impressões ao dirigir
Nota média 5 de 2 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email