*Destaque Crossovers Montadoras/Fábricas Nissan

Nissan Kicks nacional celebra um ano com 45 mil unidades fabricadas

Nissan Kicks nacional celebra um ano com 45 mil unidades fabricadas

Atual automóvel mais vendido da Nissan no mercado brasileiro, o Kicks está comemorando um ano de produção em nosso País. O crossover compacto, que foi lançado inicialmente sob importação do México, passou a ser produzido no Complexo Industrial de Resende (RJ) em maio de 2017. De lá para cá, 45.060 exemplares do modelo saíram da linha de produção fluminense, sendo que 38.515 unidades foram comercializadas pela marca.


O Nissan Kicks nacional seguiu praticamente o mesmo padrão do modelo importado, mas trouxe ainda uma série de versões com preços mais em conta. A variante mais cara do modelo sai de fábrica com recursos como detector inteligente de objetos em movimento, controle inteligente de chassi, estabilizador ativo de carroceria, controle inteligente de freio motor, controle dinâmico em curvas, câmeras com visão 360º, entre outros.

Nissan Kicks nacional celebra um ano com 45 mil unidades fabricadas

Para receber a linha de produção do Kicks, o complexo industrial da Nissan em Resende recebeu mais de 150 novos equipamentos e a empresa iniciou um segundo turno por lá, com a contração de 600 funcionários. Além disso, o local recebeu novas áreas na linha de montagem e na inspeção de qualidade. Isso tudo demandou um investimento de R$ 750 milhões.


Na linha de produção, o teste para ajustar o funcionamento das câmeras com visão 360º leva cerca de um minuto e 15 segundos por veículo e o ajuste do assistente inteligente de frenagem (que equipa o Kicks SL) é realizado em aproximadamente dois minutos. Fora isso, o Kicks conta com 3.169 pontos de solda devido a sua carroceria mais recortada – para efeito de comparação, o Versa tem 2.913 pontos.

Nissan Kicks nacional celebra um ano com 45 mil unidades fabricadas

Segundo dados da Nissan, as tonalidades Branco Diamond, Cinza Grafite e Preto Premium são as mais vendidas na linha do Kicks nacional, representando 66,9% do total de emplacamentos do carro. Já a versão “2-Tone” mais adquirida é a Branco Diamond combinada com teto preto. Essas cores e combinações costumam sair com mais frequência nas versões de acabamento SV e SL, que são as mais vendidas, com 67% do total de vendas.

Hoje o Nissan Kicks é comercializado em versões com motor 1.6 litro flex de 114 cv e câmbio manual ou automático do tipo CVT, com preços entre R$ 72.990 e R$ 98.890.

Nissan Kicks nacional celebra um ano com 45 mil unidades fabricadas
Nota média 4.3 de 3 votos

  • EDUARDOTEIXEIRA KULL

    ERRO ENORME: Motor 1.4????????? No modelo atual, seria interessante que aparecesse o tal piloto automático, que inclusive tem o seu lugar no volante, no raio direito, com tem outros modelos que usam tal modelo, com o Micra novo e o Qashqai/Rogue. Outro “plus” que cairia bem no modelo seriam os faróis de LED, como no modelo dos EUA. Ainda mais se pensarmos que a política de não importação da Renault se reflete na linha da Nissan também.

    • Mr Tony

      Aliás, até agora não peguei um pela ausência do piloto automático e de um simples alarme de velocidade, que me faz muita falta.

      • th!nk.t4nk

        ACC? Ou o cruise control normal? Porque se nao tiver nem o normal, é vergonhoso demais. Tá certo que é um carro baseado num modelo popular, mas seria o cúmulo da economia.

        • Mr Tony

          Não tem nenhum dos dois. E por isso não peguei um. E o mais vergonhoso é que tem o “buraco” na coluna de direção para instalar um e o espaço no volante para o adaptativo.

      • what_the_hell??

        O piloto automático não ME faz falta, mas realmente é uma mancada grande da Nissan> O carro é honesto, tem acabamento na média, equipamentos interessantes na versão top, mas não dava pra faltar um item tão básico nessa categoria, sobretudo nas versões mais caras!

    • 1 Raul

      Motor 1.4 não, motor 1.6!

  • Mr Tony

    Vai vir o E-power em 2019?

    • Alex

      Se chegar com E-power podem reservar o meu!

      • Mr Tony

        Depois do meu, kkkk

  • Natán Barreto

    Chega a ser piada o preço desse carro com esse motor. 98 mil????

    • Samluzbh

      Pior que é uma piada que vende!

      • Unknown

        Vende pois os concorrentes da mesma categoria são mais caros e quase nenhum é melhor do que ele.

  • El Gato Negro

    Veja só… A Nissan, excelente marca, possui no seu portfólio tupiniquim um dos melhores sedãs médios do mercado, certamente o melhor CxB (os descontos nas concessionárias são bem generosos em relação ao preço de tabela). O Sentra é realmente uma nave.
    Aí acaba fazendo sucesso com um desses pseudo SUVs da moda, com motorzinho de dentista e preço absurdo (muitas vezes vendido com ágio). O mercado nacional é realmente difícil de entender…

    • Geraldo Xavier

      O motor de dentista tem desempenho honesto e ótimo consumo na categoria dele. É igual falar mal dos motores “defasados” da gm. Aliás aqui só tem gente pra falar mal das coisas.

      • Ítalo dos Santos Oliveira

        Concordo! Fico pensando nos carros que muitos que falam mal possuem. Vem a minha cabeça que todos têm carros de luxo e se referem ao 1.6 como se fosse 1.0 e os concorrentes do segmento 2.0!

        • El Gato Negro

          Porquê ficar pensando apenas? Pergunte! Faz algum tempo que não baixo de 140 cv… Hoje tenho um Focus (178 cv). É um sedan médio popular, como todos no Brasil. Mas o motor já me deixa feliz, embora o torque não seja lá essas coisas.
          E não se ofenda, amiguinho… gosto é igual a fiofó, cada um tem o seu! Como viajo bastante, uma relação peso x potência como o Kicks oferece me deixariam bem aborrecido. Mas acho ele um excelente carro! De verdade! Gosto muito da Nissan (já tive um Sentra, inclusive). Só acho que merecia um motor melhor. E não me venha chamar o Kicks de SUV… né?
          Miau!

          • Filipo

            Você que viaja bastante, iria se irritar com a baixa autonomia na estrada, por o tanque do Kicks ter apenas 41L. Isso porque ele utiliza a plataforma limitada do March, que também é utilizada no Versa. Na cidade, um tanque pequeno não é problema. Mas na estrada…
            E o povo hoje é muito fresco. Não se pode criticar mais nada, pois ficam ofendidos.
            Não existe, pelo menos em faixa de preço de até uns R$ 200.000,00, veículo sem pontos negativos. E isso é natural!
            Ocorre que alguns carros são “ponto fora da curva” e possuem muitos pontos negativos, e ainda por cima custam muito mais do que eram para custar (mesmo que no BR todos custem caro).
            Um motor de 1,6L para o Kicks não é ruim, já que é um veículo leve, mas 114 cv com 15,5 kgfm, em 2018, é aquém do esperado para um motor de 1,6L. Nos EUA, o Kicks foi lançado com 125 cv e 15,9 kgfm (gasolina). O Duster (que utiliza o mesmo motor), foi remapeado e gera 120 cv com 16,2 kgfm. Ao menos poderia adotar um mapeamento de injeção parecida com a do Duster.
            Enfim… acham que em um fórum (debate sobre carros) deve-se apenas tecer elogios!

            • El Gato Negro

              Perfeita a observação sobre o Sentra. Aliás, perfeitas todas as suas observações. E a capacidade do tanque do Kicks realmente me surpreendeu negativamente… eu não sabia sobre essa informação!!

            • Ítalo dos Santos Oliveira

              Excelente comentário, Filipo! Realmente o Kicks norte-americano (ou mexicano exportado para os EUA) possui além de torque e potências maiores (ainda que irrisoriamente superiores ao brasileiro), possui também itens de série não ofertados no Brasil e até mesmo no México onde ele é produzido. Sobre o tanque de combustível ter 41 litros, sempre o comparo com um concorrente que tem a maior capacidade de combustível, que é o Renegade (tanque de 60 litros). Não vou ao consumo real (que obviamente difere do Inmetro por este ser feito em condições pré-estabelecidas em laboratório), mas ainda assim vou seguir o padrão de etiquetagem do Inmetro para você e outros leitores não acharem que sou um fã boy da Nissan. Seguindo o programa de etiquetagem veicular do Inmetro, o Kicks quando abastecido com álcool faz 8.1 km/l na cidade e 9.6 k/l na estrada. Com o tanque de 41 litros, teremos respectivamente a autonomia com álcool de 332 km na cidade e 394 km na estrada nele. Já com gasolina, 11.4 km/l na cidade (autonomia de 467 km) e 13.7 km/l na estrada (autonomia de 562 km). O Renegade, com seu tanque de 60 litros, na cidade faz 6.5 km/l (autonomia de 390 km) e 7.6 km/l na estrada (autonomia de 456 km). Com gasolina, na cidade ele faz 9.5 km/l (autonomia de 570 km) e 10.9 km/l na estrada (autonomia de 654 km). Ou seja, são 19 litros a mais no tanque do Renegade para rodar com álcool na cidade 58 km mais e na estrada 62 km. Já com gasolina, na cidade roda-se 103 km com os exorbitantes 19 litros a mais e na estrada apenas 92 km a mais. Está aí a prova de que “tanques com grandes capacidades de combustível” não estão correlacionados a ter significativamente maior autonomia. São exorbitantes 19 litros para ter uma média de autonomia de apenas 80 km a mais combinando o uso de álcool e gasolina para rodar.

          • Ítalo dos Santos Oliveira

            Me desculpe mas o fato de pensar não quer dizer que me interessa o carro que as pessoas possuem. Apenas citei que as pessoas criticam o 1.6 do Kicks como se equivalesse à um motor 1.0 e que os concorrentes do segmento com seus 1.8 são como motores 2.0 (diferença maior na litragem, sendo que não é tão significativa assim, lembrando que na maior parte do tempo utilizamos o torque como você mesmo cita e não a potência total). Que bacana que o seu carro possui 178 cv, já que como você mesmo cita é fundamental para você que trafega por rodovias. Não me ofendi, aliás… Você supõe e já responde (risos). Sei que o Kicks, assim como todos os outros são “Crossovers”. Claro que gosto é pessoal e cada um tem o seu. Imagina o que seria do azul se todos gostassem do verde? Tudo é questão de prioridade. Pra você, vejo que a sua prioridade é a potência diante do perímetro que você roda. Para outras pessoas pode ser economia, para outras design, etc. Sobre você citar que ele merecia um motor melhor, concordo. Assim como o Focus merecia ter um câmbio melhor, já que o PowerShift automatizado é campeão em apresentar problemas, gerando processos por parte dos consumidores que o adquiriram nos EUA e até alguns casos no Brasil. Não existe perfeição, sempre terá alguma coisa que irá desapontar num carro, seja ele de qual categoria for. Por falar na Ford, ela encerrará produção dos carros de passeio nos EUA até 2020 como os sedãs por exemplo, focando em pick-ups, SUVs (ou Crossovers) e o esportivo Mustang. Há rumores que terá impacto no Brasil.

          • 1 Raul

            Eu pedi um kicks no sistema de PCD, em breve deve chegar. Dentre as inúmeras opções deste mercado, achei o kicks o mais interessante, pois rodo 90% do tempo na cidade, e buscava um carro econômico (tenho um lounge thp).

            Quando o kicks foi lançado, eu critiquei bastante o motor de baixa cilindrada e pouca cavalaria, mas conheço várias pessoas que possuem o carro, que é unanimidade entre elas.

            Confesso que eu jamais pagaria mais de 90k nesse carro, com essa grana iria de cruze ou civic, mas cada um sabe onde gastar suas ricas economias.

          • Abdallah

            Concordo plenamente com vc, e ainda digo, esse motor do kicks é uma tremenda porcaria para o carro, nao gosto, acho fraco, e problema de quem fica satisfeito com pouco. Eu fico satisfeito com muito!

      • El Gato Negro

        Falar mal? Sério? Fiz um elogio rasgado para um modelo da mesma marca, no mesmo comentário, mas isso você não leu, né?
        Querido Geraldo, se o “desempenho honesto” do Kicks te agrada, vai lá e compra o seu! E seja feliz!
        Grande abraço! Miau!

        • Geraldo Xavier

          O kicks me agrada e muito. O kicks, hrv e o tracker, qualquer 1 dos 3 seria perfeito e se me custasse um seguro pagável e não fosse tão perigoso andar com eles no rio de janeiro os teria com certeza. Já o renegade, Creta, captur não me cativam em nada. Infelizmente a razão fala mais alto.
          Quanto ao sentra, pode até ser muito bom pra você. Já dirigi 1 manual e é horrível de tão duro e a experiência de 1 at que um amigo do trabalho teve foi tão traumática que 8 meses depois dele ter comprado ele se desfez do carro.

  • vi.22

    A Nissan tem um ótimo produto de um segmento com vendas de alto volume, o novo March/micra
    E fica insistindo no March atual q n vende mto bem
    Qual a lógica disso??

  • Rodrigo

    É um carro surpreendente, melhor até que alguns concorrentes diretos em alguns aspectos, mas a Nissan precisa acordar para alguns equipamentos importantes que não justificam sua ausência no modelo vendido no BR (ainda mais pelo preço que cobra):
    Cruise control, apoio de braço e CM simples demais.
    Fazem até perder um pouco a graça dos equipamentos legais que o carro possui (a visão 360 graus é bem bacana).

  • Ricardo Blume

    O que quebra mesmo é seu preço. O que me surpreende, é que assim mesmo 38.515 unidades foram comercializadas em um único ano. Seu preço vai continuar subindo e o modelo vai continuar vendendo.

    • Zé Mundico

      Ué, se tá vendendo bem , prá que baixar de preço?

  • Zé Mundico

    O problema, gente, é que carro não é só litragem e cavalaria, como se estivéssemos comparando carros de F1. Claro que potência e torque são conveniências que tem sua relativa importancia, mas devemos ver antes de tudo a proposta comercial do produto.
    O Kicks é um carro destinado a um público jovem urbano que usa o carro para ir de casa ao trabalho e no fim de semana dá uma esticada na praia ou no sítio ali na periferia. Pronto, só isso já é o suficiente para 95% dos usuários, que estão se lixando para super-potência e ultra-desempenho arrojado e esportivo.
    Sinceramente, motor 1.6 me parece o ideal para esse carro, para levar até 4 pessoas em uso urbano e numa rodovia. Quer motor turbo ou 2.0? Aí vai ter que mudar tudo no carro, desde suspensão até freios, passando por parte elétrica, o que já mudaria a proposta conceitual do carro, Bem, aí já seria outro papo…..

    • Rafael Lima

      Uma injeção direta já seria ideal nesse motorzinho

    • Racelogic

      Perfeito. E de bônus vc ainda ganha economia de combustível.

    • Ítalo dos Santos Oliveira

      👏🏻

      Parabéns pelo texto redigido!

    • Mike

      Entendo, mas não custa nada exigir um pouco de eficiência né? O 1.6 do Fiesta tem 128cv e faço 15, 16 km/l em viagem tranquilamente…

  • Leonardo costa

    Quando fui comprar meu “SUV”, fiz o teste drive no Creta, kicks, 2008, wrv e Captur. Optei pelo captur, ótima dirigibilidade, controle de tração e estabilidade, chassis robusto herdado do duster, mala grande, nota quatro no latincap, cambio CVT, altura do solo excelente, econômico e um design show.

  • Piston head

    Alguém sabe se houve mais casos do airbag ou aquela atriz foi premiada mesmo?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email