Nissan SUVs

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Lançado no mercado brasileiro em 2016 durante as Olimpíadas do Rio, o Nissan Kicks teve sua gama ampliada quando começou a ser produzido no País, em 2017. Todavia, o Nissan Kicks SL é oferecido desde a sua estreia por aqui e hoje se posiciona como a configuração mais completa e cara da gama, agora com a opção de um pacote opcional com recursos extras.


O Kicks SL segue a mesma linha dos demais modelos, com motor 1.6 flex aspirado e câmbio CVT, ao contrário dos rivais que oferecem duas opções de motorização (leia-se T-Cross, Renegade, Creta, HR-V, C4 Cactus e 2008). Se diferencia, contudo, por detalhes visuais, de acabamento e uma lista de equipamentos mais recheada.

Somente ele traz recursos como alerta de colisão frontal com assistente inteligente de frenagem, painel de instrumentos com tela HD de sete polegadas e câmeras externas com visão 360º, por exemplo.

Abaixo, você pode conferir os principais detalhes do Kicks SL 2020 comercializado no Brasil:

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Nissan Kicks SL – detalhes

Dono da maior oferta de equipamentos dentro da linha do crossover/SUV da Nissan, o Kicks SL agrada quem busca por mimos de conforto e ainda bons recursos de segurança.

O interior do carro é o mais refinado da gama, com direito a um aplique no painel que imita couro e com costuras aparentes. Por falar nisso, ele é o único que pode receber acabamento interno em couro marrom ou bege, que de uma certa forma confere um maior requinte para a cabine do automóvel.

Obviamente, assim como todos os outros crossovers e SUVs compactos à venda no Brasil, ele abusa dos plásticos na parte superior do painel e das portas. Ao menos oferece apliques em couro na área de contato com os braços dos ocupantes.

Além disso, ele dispõe de um painel de instrumentos com tela TFT configurável de sete polegadas, que faz misto com o velocímetro e outros instrumentos analógicos. Dispõe ainda de sistema de câmeras com visão 360º na tela da central multimídia, que dá uma visão panorâmica do carro em manobras, facilitando a entrada e saída em vagas, por exemplo.

Além disso, ele tem bons itens de segurança, como o controle inteligente de curvas, que freia as rodas internas ou externas do carro em uma curva, para melhorar a performance do carro em curvas mais fechadas. Com o pacote opcional Pack Tech, o carro incorpora o sistema de alerta de colisão frontal, que até freia o carro sozinho em casos mais extremos.

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Há ainda, como recurso de série, o controle inteligente do freio-motor, que atua em curvas e ainda descidas mais íngremes, reduzindo a velocidade do carro quando o motorista tira o pé do acelerador. Outro item é o estabilizador ativo de carroceria, com sensores de aceleração que detectam o movimento do carro e estabilizam a oscilação em pisos irregulares.

O Nissan Kicks também é um carro agradável de dirigir, graças a direção elétrica leve, bem calibrada e com bom raio de giro, além da boa posição de volante, banco e pedais. A suspensão tem acerto mais voltado para o conforto, mas sem comprometer tanto a estabilidade. O isolamento acústico também é bom.

Por outro lado, peca no espaço interno, acomodando bem pessoas com menos de 1,75 metro de altura no banco de trás. Pessoas mais altas certamente terão problemas para se instalar dentro do carro. O porta-malas recompensa esse aperto e leva bagagens com certa folga, graças a capacidade de 432 litros.

No entanto, decepciona quem busca por um carro com desempenho ágil. O motor 1.6 flex com câmbio CVT entrega um desempenho apenas aceitável, sem grandes emoções. Neste caso, vale a pena dar uma olhada em modelos como o T-Cross Highline e o Creta Prestige, mais potentes e na mesma faixa de preço.

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Nissan Kicks SL – equipamentos

Nissan Kicks SL 2020

Segurança: seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois do tipo cortina), controle eletrônico de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampas, controle inteligente em curvas, controle inteligente do freio-motor, freios ABS com EBD e BA, alarme perimétrico, encosto de cabeça e cinto de três pontos para os cinco ocupantes, sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis no banco traseiro, limpador de para-brisa com duas velocidades e controle intermitente variável, luz de freio em LED, faróis de neblina, entre outros.

Conforto: ar-condicionado automático digital, direção elétrica, banco do motorista com regulagem de altura, banco traseiro bipartido e dobrável, bancos dianteiros com tecnologia Zero Gravity, chave presencial I-Key, partida do motor por botão, volante multifuncional com regulagem de altura e profundidade, vidros dianteiros e traseiros elétricos com sistema one touch e antiesmagamento, travas elétricas, retrovisores elétricos, faróis com função Follow me home e acendimento automático, piloto automático, entre outros.

Visual e acabamento: faróis dianteiros em LED com assinatura em LED, aerofólio traseiro na cor do carro, grade frontal com acabamento cromado, maçanetas externas cromadas, barras longitudinais no teto na cor prata, rodas de liga-leve de 17 polegadas, retrovisores externos com indicadores de direção em LED, manopla de câmbio revestida em couro com detalhes cromados, volante em couro, maçanetas internas cromadas, tapetes em carpete, apoio de braço dianteiro central, entre outros.

Tecnologia: central multimídia Nissan Multi-App com CD e DVD player, conexão Bluetooth, conexão à internet via WiFi pela plataforma Android, download de aplicativos, Android Auto, Apple CarPlay e tela sensível ao toque de sete polegadas, sistema de câmera 360º inteligente com imagem integrada ao display do sistema multimídia, sistema de som com quatro alto-falantes e dois tweeters, painel de instrumentos com tela multifuncional HD de sete polegadas com 12 funções, câmera de ré, entre outros.

Nissan Kicks SL Pack Tech 2020

Segurança: agrega alerta de colisão frontal com assistente inteligente de frenagem.

Conforto: recebe comandos do computador de bordo no volante.

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Nissan Kicks SL – preços

O Kicks SL está disponível atualmente em duas configurações, sendo que a topo de linha agrega somente um pacote de tecnologia, com direito a recursos de segurança e conforto.

Confira abaixo os preços do Kicks SL 2020:

  • Nissan Kicks SL 1.6 CVT 2020: R$ 103.990
  • Nissan Kicks SL Pack Tech 1.6 CVT 2020: R$ 106.390

Nissan Kicks SL – cores

Veja abaixo as cores disponíveis para o Nissan Kicks SL. Ele é o único da gama que dispõe de opção de pintura em dois tons e também três opções de acabamento interno.

  • Branco Diamond (perolizada);
  • Branco Diamond com teto Preto Premium (perolizada);
  • Cinza Grafite (metálica);
  • Cinza Rust (metálica);
  • Cinza Rust com teto Preto Premium (metálica);
  • Prata Classic (metálica);
  • Prata Classic com teto Preto Premium (metálica);
  • Preto Premium (sólida);
  • Preto Premium com teto Cinza Grafite (sólida);
  • Vermelho Malbec (metálica).

Vale ressaltar que os modelos com pintura Branco Diamond e Cinza Grafite têm interior com acabamento em cor Macchiato (marrom). Já os modelos na cor Cinza Rust e Preto Premium, com interior na cor Sand (bege). Os demais possuem interior preto.

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Nissan Kicks SL – motor

Assim como as demais versões da gama Nissan Kicks 2020, o Kicks SL é equipado com um motor 1.6 litro flex de quatro cilindros em linha, naturalmente aspirado. Ele tem os mesmos números de potência e torque quando abastecido com etanol e/ou gasolina. Rende 114 cavalos, a 5.600 rpm, e 15,5 kgfm, a partir de 4.000 giros.

Entre as tecnologias, ele dispõe do sistema CVVTCS (Continuoulsy Variable Valve Timing Control System) de variável contínua da fase de abertura das válvulas, bloco e cabeçote em alumínio, quatro válvulas por cilindro (16 válvulas), comando por corrente e duplo comando de válvulas.

Junto ao motor 1.6 CVVTCS flex está o câmbio automático X-Tronic do tipo CVT (continuamente variável), usado também em modelos como March, Versa e Sentra, além de carros da Renault (ambas as marcas pertencem ao mesmo grupo).

Este câmbio tem um modo Sport que deixa o desempenho do carro mais “afiado”, elevando as rotações do motor para priorizar as entregas de potência e torque. Há também a função D-Step, que aproveita a força do motor com funcionamento linear e em rotações mais baixas.

Com este motor, o Nissan Kicks é o crossover compacto, teoricamente, mais fraco do segmento. Todavia, vale ressaltar que ele é também um dos mais leves, com apenas 1.136 kg de peso seco, comparável a de hatches menores, por exemplo.

Por outro lado, ainda assim o Kicks fica devendo em desempenho, sobretudo em percursos com subidas íngremes e com o carro carregado com pelo menos quatro adultos, bagagens no porta-malas e ar-condicionado ligado, por exemplo.

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Nissan Kicks SL – consumo

O Nissan Kicks tem como um dos destaques o consumo de combustível adequado para o seu segmento, sobretudo por competir com outros carros “beberrões”, como o Jeep Renegade Flex.

Abaixo, você pode conferir os números de consumo do Renegade divulgados pelo Inmetro no Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE):

  • Consumo de 7,7 km/l na cidade e 9,4 km/l na estrada com etanol;
  • Consumo de 11,4 km/l na cidade e 13,7 km/l na estrada com gasolina;
  • Nota “C” na comparação relativa na categoria e “B” na comparação absoluta geral do Inmetro.

Nissan Kicks SL – desempenho

A linha Nissan Kicks tem o mesmo motor 1.6 flex para todas as versões. Veja abaixo os números de desempenho do Kicks 1.6 e com câmbio CVT:

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 12,4 segundos;
  • Velocidade máxima de 175 km/h.

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Nissan Kicks SL – garantia e revisões

Toda a linha Nissan Kicks 2020 conta com garantia de fábrica de três anos, sem limite de quilometragem.

As revisões do carro têm preços tabelados e geram um custo total de R$ 2.924 ao proprietário do carro até os 60 mil quilômetros rodados ou seis anos de uso.

Veja abaixo os preços das revisões do Nissan Kicks:

Revisão

Custo

Quilometragem

Preços 1.6 CVT

10.000 km

R$ 399

20.000 km

R$ 559

30.000 km

R$ 419

40.000 km

R$ 569

50.000 km

R$ 419

60.000 km

R$ 559

Nissan Kicks SL – concorrentes

Honda HR-V EX 1.8 CVT – R$ 103.000

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Apesar de ser o modelo mais em conta desta lista, o HR-V EX é o mais “pelado”. O crossover compacto da Honda usa motor 1.8 flex de 139 cv e 17,4 kgfm, com câmbio automático do tipo CVT que simula até sete marchas.

Tem recursos como airbags frontais e laterais, luzes diurnas e lanternas traseiras em LED, ar-condicionado digital, piloto automático, central multimídia com tela de sete polegadas, espelhamento de smartphones e câmera de ré, freio de estacionamento eletrônico, volante multifuncional com revestimento em couro, entre outros.

Jeep Renegade Longitude 1.8 Flex AT – R$ 104.990

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Outro concorrente direto do Kicks SL e que também vende bem no mercado brasileiro é o Jeep Renegade. O modelo que mais se aproxima é o Renegade Longitude com motor 1.8 flex de 139 cv e 19,2 kgfm, com câmbio automático de seis marchas.

Tem recursos como ar-condicionado de duas zonas, faróis full LED, freio de estacionamento eletrônico, monitoramento da pressão dos pneus, rodas de liga-leve aro 18, central multimídia com tela de 8,4 polegadas e espelhamento de smartphones, piloto automático, painel de instrumentos com tela TFT de 3,5 polegadas, entre outros.

Hyundai Creta Prestige 2.0 AT – R$ 107.990

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Em sua configuração mais completa e cara da gama, o Creta usa um motor 2.0 litros flex de 166 cv e 20,5 kgfm, com câmbio automático de seis marchas. Este modelo é a alternativa mais completa ao Kicks SL que o seu dinheiro pode comprar dentro da mesma faixa de preço entre os crossovers compactos.

Oferece seis airbags, faróis com cornering lamp de iluminação lateral, monitoramento da pressão dos pneus, bancos em couro marfim, ar-condicionado automático digital, chave presencial, partida por botão, banco do motorista com ventilação, sensor de estacionamento, carregador wireless para smartphones, câmera de ré, retrovisores com rebatimento elétrico, chave Smart Kay Band tipo pulseira, central multimídia com tela de sete polegadas, TV digital, GPS e espelhamento de smartphones, entre outros.

Volkswagen T-Cross Highline 250 TSI – R$ 109.990

Nissan Kicks SL: detalhes, equipamentos, preços, motor e consumo

Por último, mas não menos importante, o Volkswagen T-Cross Highline aparece como o único com motor turbo. Ele usa o 1.4 TSI turbo flex de até 150 cv e 25,5 kgfm, com câmbio automático de seis velocidades. Ele também dispõe de bons equipamentos.

O T-Cross Highline oferece seis airbags, ar-condicionado digital, bancos em couro, iluminação ambiente em LED, luzes diurnas em LED, retrovisor interno eletrocrômico, frenagem automática pós-colisão, indicador de pressão dos pneus, rodas aro 17, sensores de luz e chuva, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, central multimídia com tela de 6,5 polegadas e espelhamento de smartphones, detector de fadiga, chave presencial, partida por botão, entre outros.

Nissan Kicks SL – ficha técnica

Motor

1.6

Tipo

Dianteiro transversal, Gasolina e Etanol

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

1.598

Válvulas

16

Taxa de compressão

10,7:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima

114 cv a 5.600 rpm

Torque Máximo

15,5 kgfm a 4.000 rpm

Transmissão

Tipo

Automático do tipo CVT

Freios

Tipo

Disco ventilado (dianteira) e tambor (traseira)

Direção

Tipo

Elétrica

Suspensão

Dianteira

McPherson, independente com barra estabilizadora

Traseira

Multilink

Rodas e Pneus

Rodas

Liga-leve de 17 polegadas

Pneus

205/55 R17

Dimensões

Comprimento total (mm)

4.295

Largura sem retrovisores (mm)

1.760

Altura (mm)

1.590

Distância entre os eixos (mm)

2.610

Capacidades

Porta-malas (litros)

432

Tanque (litros)

41

Carga útil (kg)

427

Peso em ordem de marcha (kg)

1.136

Coeficiente de penetração aerodinâmica (Cx)

0,345

Nissan Kicks SL – fotos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • th!nk.t4nk

    Essa versão altinha do March é até interessante, apesar da traseira polêmica. Perfeito pra quem precisa de um compacto pra estacionar fácil na cidade. O que é totalmente incompreensível é como um carro popular pode custar mais de 100 mil no país, ainda mais com motor aspirado e um pacote tecnológico tão minguado (pelo que entendi não oferece sequer um ACC). É extremamente superfaturado, assim como vários de seus concorrentes.

    • Willie Cicci

      É que 99,9% dos Brazucas não sabem o que compram, não entendem absolutamente nada de carro, por isso temos essas aberrações.

      • Robert

        Qual seria uma boa compra então, sabichão

  • MonHoe

    Esse é o carro que mais chama Brasileiro de otário, muito caro pra esse motorzinho, tanque de gasolina pequeno e os preços, pelado demais nas versões de entrada

    • Leo

      Esse tanque de gasolina é um absurdo. Lamentável.

    • DrG

      Aí vc se lembra do WR-V …
      Aí vai falar que é o segundo e se lembra do Prius. Aí se lembra do Etios. Aí se lembra do Up, do HRV Turbo, do Toro diesel, Duster 4×4…. Cara, a gente compra Corolla como se fosse Camry. Muitos que há uns 10 anos tirava uma CR-V não paga mais nem a entrada de uma nova. Mtos que compraram o Fusion V6, não conseguem pegar o Fusion Ecoboost. Galera da Tucson 1a gen, nem passa perto da atual. Via de regra brasileiro não vê que cada ciclo desce de categoria e continua pagando a mesma coisa. Carros cada vez mais simples na Europa que são empurrados aqui como “Premium”. Tecnologia incorporada lá fora no mesmo preço, aqui tem que subir pra ter. Somos bobos demais da indústria

      • MonHoe

        O WR-V é um Fit altinho que tem preços bem próximos ao mesmo, não deixa de ser absurdo, mas o Kicks é pior, um projeto de custo baixíssimo, vindo de uma evolução de uma plataforma antiga da Renault, ao menos o WR-V nasceu de um carro Global como o Fit.

        • DrG

          Por esse ponto de vista, pode ter razão.. Sem dúvida mecanicamente é um carro superior. Mas ao menos o Kicks é de fato um projeto independente, “novo”; WRV não tiveram nem a decência de fazer uma traseira nova, meteram um plástico preto onde a lanterna do fit sobe e mandaram pro mercado como carro novo e preço como tal…fico com a sensação que querem me chamar de “otário”. Questão de tentar encontrar o menos pior, triste realidade

      • Nelson Oliveira

        Não precisa nem voltar aos 10 anos, mas uns 5, por exemplo. Tem vizinhos meus que compraram um fusion titatnium no fim de 2014 (0km) e hoje passam longe de um novo. Tiveram que ir pra um versa SL. A questão é que , nao só o preço dos carros, mas tudo subiu aqui no Brasil. Esse número “grande” de vendas é pura enganação; algo bem diferente da realidade

        • DrG

          Exato.. No Br, mtas vezes que anunciam carro novo de uma categoria ligeiramente infeiror, é para daqui uns anos ocupar esse cargo em definitivo e inflar o preço do modelo mais sofisticado, “obrigando” o cliente continuar pagando o mesmo preço num carro de categoria inferior. Vou citar exemplos

          Exemplo mais recente, clientes de Touareg comprando Tiguan All Space agora.
          Clientes de Passat no Jetta. Clientes de A4, comprando o A3.
          Creta fez isso com o ix35 (Tucson)
          Yaris está fazendo com Corolla
          Kwid fez com Clio
          Polo fez com Golf
          HRV com CRV
          Elantra com o Azera
          HB20 com i30
          Onix fez com Corsa
          Spin com Zafira
          Astra com Vectra

          Prevendo o futuro:
          – Versa vai pegar os clientes do Sentra
          – Classe A sedan vai pegar dos A180
          – Strada pegar do Toro
          – Jeep deve lançar algo pra fazer com Compass
          – Futura nova WRV com HRV
          – Onix sedan com Cruze

  • hinotory O

    Tive um por um ano, SL topo de linha, porém é o que nosso amigo ai disse, é um carro popular, depois que passa a empolgação você começa a observar os detalhes com mais cuidado. Bom para quem só anda na cidade, na estrada é péssimo, por ser fraco e barulhento. Tem solução de luz diurna de padaria, aquela sinatura em led é inútil. O motivo da venda foi porque preciso viajar e na estrada esse carro é só pra quem suporta esse cambio CVT com esse motor de 114 pôneis malditos. Depois desse fiquei bem mais esperto ao comprar carro zero.

    • Cleber

      Por curiosidade, trocou por qual?

      • hinotory O

        Peguei um cruze.

  • Willie Cicci

    Se o Renegade é o peso pesado, o Kick é o peso pena da categoria. O que ajuda muito no consumo, mas atrapalha bastante na estrada. Carroceria leve, com centro de gravidade alto, faz com que ele balance muito com os ventos laterais, parece muito com o que acontece com o Fox.

  • Raphael P

    Mais de 100 mil em 114cv, pode até ser leve e ter desempenho ok, mas é pouco pra tanto valor. Os 173cv do 2008 e Cactus dão um banho, embora nao seja a proposta ter tanto desempenho. Antes que caiam pedras, não estou falando em os venda ou das marcas, o que os produtos entregam.

    • André Luis Versiani

      2008 muio mais carro, com certeza!

  • Jose Motor10

    É o SUV mais econômico do mercado (não me recordo se o TCross 1.0 é ainda mais econômico). As revisões são mais em conta. Mas não sei se compensa pagar o que pedem nesse carro. Em termos de estilo, nenhum supera o Renegade. Só gostaria de saber de quem tem um Renegade, qual é o consumo na cidade a gasolina, andando de forma econômica.

    • Francisco Vieira de Bem

      Renegade é a reincarnação do Tim Maia no corpo do Amy Winehouse. Bebe até com o motor apagado, 7km/l na cidade andando suave.

      • Jose Motor10

        Kkkk só isso?? Na tabela do Inmetro faz mais que isso, e eu consigo sempre uma média maior do que a a apresentada no Inmetro. Por isso queria saber o consumo de quem usa o Renegade e dirige de uma forma econômica .

      • hinotory O

        Fala isso só quem não tem o carro. Tenho um é está dentro da média dos demais. 13km por litro de gasolina na estrada andando de 100 a 120.

        • omaisbanidodona

          E no ALCOOL ?

          • hinotory O

            Aí não fiz não.

      • Cleber

        Não sei onde. Tenho um e faço entre 12 e 13km/l na estrada com gasolina e entre 8.5 e 9.3km/l na cidade com gasolina. Pro peso e tamanho do Renegade, acho ótimo.

  • Daniel Pirolli

    Pq ainda nao colocaram motor turbo nesse carro? Acho que todos os concorrentes tem, e quase pelo mesmo preço desse. Esse aí nao anda e custa dois. Pq por mais de cem mil deveria ser 2 kkkkkkkkk

    • Ernesto

      Todos os concorrentes tem motor turbo?
      Creta não tem.
      HRV só na versão top, Touring.
      Duster não tem.
      Captur não tem.
      2008 só na versão top.
      C4 Cactus só na versão top.
      Renegade só a versão diesel que é turbo.
      Ecosport não tem.
      Somente T-Cross e Tracker usam exclusivamente motor turbo.

      • Daniel Pirolli

        Eu sei que é questao de gosto e preferencia, mas mais da metade dos carros que vc colocou na lista, eu nem considero como opcao. Por um motivo ou outro, Hrv, Duster, Captur, 2008, C4, Ecosport.

        • Ernesto

          Bom, meu comentário foi sobre motor turbo e não sobre opção de compra. Você disse que todos os concorrentes tem motor turbo, o que não é verdade conforme lista que escrevi.

          • Disse que achava que todos tinham, mas, engano meu. Sem estresse, vc está correto.

  • carlos rodrigues

    Esse carro com a tecnologia E-Power deve ser bem mais interessante…

    • th!nk.t4nk

      Olha, eu diria que é o contrário: ficaria impossível de vez. Se a versão normal já sai por 104 mil, imagina uma híbrida. Fora que esses híbridos seriais são super fracos de desempenho (a exemplo do Corolla). Ao contrário do que muita gente acredita, eu discordo totalmente que esse tipo de híbrido seja uma boa solução pro Brasil. O que realmente cairia bem são os novos mild-hybrids. Esses sim aliam perfeitamente consumo, desempenho e preço. Resta saber quem será a primeira a lançá-los no país.

  • Francisco Vieira de Bem

    De fato, para o CVT os 114 CVs são pouco. Já o câmbio manual casou muito bem nesse carro, (versão S), Ficou econômico e permite o melhor aproveitamento do torque. Faço 13km/l na cidade e 17 km/l na estrada (quase compensa o tamanho do tanque). Excelente ergonomia (nunca vi nenhum banco sequer parecido, o que é ótimo, já que eu viajo bastante) e espaço interno. Fora isso, revisão e seguro são os mais baratos da categoria (porta-malas acho que é o maior também).
    Os pontos negativos são o acabamento, simples demais para um carro dessa faixa de preço e o tanque… 41 litros é pouco até pra 1.0.

    • omaisbanidodona

      Tanque de KWID

  • Robert

    Tem que ser muito ignorante pra compra um Renegade. O Carro de m…

  • Mauricio Ferrari

    É o típico carro a ser comprado seminovo, já desvalorizado, mais próximo do valor real.
    Em acabamento, o que acho pior é o das portas. Principalmente nas maçanetas internas. Aquilo é só um buraco mal recortado com o gancho da maçaneta enfiado.

    Mas esse modelo mais completo até que fica palatável com ambiente bi tom.
    Por fora acho bonito, principalmente os de dois tons, se for branco perolizado com teto laranja fica lindo pra mim.Mais bonito que o HR-V por fora, mas por dentro é inferior.
    Motor fica devendo mesmo, mas para os sossegados dá conta do recado, e é de boa manutenção.

    Enfim, acho que vale por ser mais uma opção no mercado, e tem seus apreciadores, tanto que vende bem.
    Se eu fosse comprar um zero, dentro das opções da matéria, teria que dirigir cada um, pois realmente cada um tem seus problemas e seus pontos fortes.

    HR-V é o mais facilmente aceito na revenda, mecânica confiável, mas aquele carro que já não empolga
    Renegade, bonito acabamento, espaço adequado, tamanho compacto e boa suspensão, mas porta malas minúsculo, motor fraco e gastão
    Creta tem espaço, muitos equipamentos, motor forte, mas menos economico, e desenho externo e interno pouco inspirado, já meio cansado.
    T-Cross, motor, suspensão , freios, modernos. Econômico, bom desempenho. Mas também um desenho que não empolga, e por dentro é regular. Além do preço mais alto.
    Sem andar não dá pra decidir.

  • Leonardo Carneiro

    Estou comprando um Kicks S CVT e achei a melhor opção entre seus concorrentes. Leve e econômico, fora que agradará a patroa (avida por um SUVzinho). Achei o Renegade é uma péssima opção devido ao motor arcaico da Fiat, já o Creta pesado e (consequentemente) gastão. O T-cross sem sal e caro, fora que tive um UP! TSI Speed que me assustou com seu motor TSI, onde com 25.000 km tive problemas com turbina vazando óleo (ovalização) e problemas durante a partida.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email