Elétricos Hatches Lançamentos Nissan Preços Salões do Automóvel

Nissan Leaf começa pré-venda com preço sugerido de R$ 178.400

Nissan Leaf começa pré-venda com preço sugerido de R$ 178.400

A Nissan revelou no Salão do Automóvel a atual geração do hatch elétrico Leaf e com ele, o início da pré-venda do modelo com preços sugerido de R$ 178.400. Entramos no site da marca e o produto já está incluso no portfólio nacional, mas ao se reservar, o internauta acaba numa página ainda em desenvolvimento.


O elétrico começa a ser vendido em versão única com motor de 149 cavalos e bateria de lítio de 40 kWh, que confere ao Nissan Leaf autonomia de 389 km no ciclo WLTP (que simula a vida real) e 241 km no ciclo americano EPA. O produto chegará ao mercado com três opções de carregamento.

Nissan Leaf começa pré-venda com preço sugerido de R$ 178.400

Nesse caso, com o cabo de carregamento portátil, o Nissan Leaf tem suas baterias recarregadas em 20 horas. Com uma estação Wallbox fixada na residência, o tempo de recarga cai para 8 horas. Por fim, numa estação de recarga rápida, o tempo de reposição de 80% da capacidade é de somente 30 minutos.


O Nissan Leaf vem de série com controle de cruzeiro adaptativo, alerta de tráfego cruzado, alerta de ponto cego, assistente de manutenção de faixa de rolagem, sistema de monitoramento em 360 graus, alerta de colisão e frenagem automática de emergência, bem como vetoração de torque em curvas e assistente de partida em rampa.

Nissan Leaf começa pré-venda com preço sugerido de R$ 178.400

Além disso, o Nissan Leaf traz multimídia com sistemas Google Android Auto e Apple Car Play. Ar-condicionado automático, slot para recarga indutiva de smartphones, rodas de liga leve, trio elétrico completo, direção elétrica, entre outros. A atuação geração é a segunda do modelo, que roda em testes no país desde 2011.

Com 4,490 m de comprimento, 1,788 m de largura, 1,530 m de altura e 2,700 m de entre-eixos, o Nissan Leaf é maior que o Renault Zoe, que está sendo oferecido para o consumidor brasileiro ao preço de R$ 149.900. Dotado de visual mais moderno e esportivo, o elétrico tem espaço interno amplo e bom porta-malas.

Nissan Leaf começa pré-venda com preço sugerido de R$ 178.400
Nota média 5 de 7 votos

  • Phantasma

    Belo interior, pena que por enquanto esse elétricos são apenas para ricos

    • Oliveira

      há um bom tempo são.. Toyota Prius quando deu as caras aqui, já custava mais de cem mil.. Lexus ct200h tbm.. o mais em “conta” era o Ford Fusion, mas mesmo assim, também sempre foi caro..

      • Ford Opala Attractive 200TSI

        A diferença é que esses que vc falou são híbridos e o Leaf e o Zoe são elétricos.

  • Oliveira

    já sou do time que torce o nariz para elétricos e híbridos, e ainda vem e colocam esses preços ridículos. ai fica zero de interesse mesmo.

    • Ford Opala Attractive 200TSI

      Dá para comprar 3 Polos MSI ou 3 Cronos 1.3.

  • No_Name

    Vou de Bolt por esse preço…

    • rkimwb

      Não faz sentido pagar mais para levar o Leaf, sendo que o Bolt tem uma autonomia muito maior que o Nissan… Melhor mesmo só se o Hyundai Kona Electric chegasse também nessa faixa de preço, mas dado o excesso de demanda pelo modelo nos mercados onde ele é vendido, não deve chegar tão cedo.

    • Daniel Asseff Souza

      Po cara, se tivesse o dinheiro eu compraria o Leaf, é muito mais luxo, conforto e acabamento que o do Renault. Sério, eu tava lendo, tem itens de carros de luxo nível Mercedes e BMW, o que “justifica” o preço; já o Renault não tem nada de mais, nunca pagaria o preço por aquilo, é tipo pagar 100 mil por um Doblo 0 km.

      • No_Name

        Falei sobre um Chevrolet. O Renault se chama Zoe.

  • Bruno Costa

    Qual o consumo do Leaf, alguém tem ideia?

    O BMW i3 tem consumo de 10km/kw, o que já cega a ser viável na nossa situação atual de gasolina a 5 reais…

    • Roberto

      por aproximação, podemos definir o custo pro consumidor para 1 real por kwh.
      com gasolina a 5 reais… seria como se o elétrico fizesse 50km/L…

      Ai pelo lembro, o Nissan Note E-Power faz 36km/L de gasolina no japão, e custa bem mais barato…

      • Bruno Costa

        O calculo não é tão simples assim mas é mais ou menos isso… CxB é o que deve ser analisado…

        Acho que na nossa realidade entra o Fusion na disputa, com o consumo perto de 25km/l e um carro talvez superior em conforto…

    • rkimwb

      Na verdade tem consumo bem maior:
      BMW i3 60Ah: 130km/22kWh = 5,9 km/kWh
      BMW i3 94Ah: 183km/33kWh = 5,5 km/kWh
      Nissan Leaf: 243km/40kWh = 6,1 km/kWh
      Chevrolet Bolt: 383km/60kWh = 6,4 km/kWh
      Hyundai Kona 64kWh: 415km/64kWh = 6,5 km/kWh

      PS: usando como autonomia os dados do EPA.

      • Bruno Costa

        Sim, dependendo do parâmetro do teste, já que no uso real deu um melhor consumo (pelo menos nos review do i3).

        A própria matéria mostra uma autonomia “mais próxima da real” de 389km (9,7km/kW?)… Mas tem que lembrar tbm que tem perdas na recarga e qlqr bateria, possivelmente perto dos 10% o que alteram os cálculos p c$ma…

        • Martini Stripes

          o kw tá em média R$ 0,80 não é? Mesmo que saia 1 real pra rodar 10 km, tá bom perto dos combustiveis tradicionais

          • Bruno Costa

            Bruto, sim…. mas tem outras variáveis, favoráveis ou não, como a ausência de manutenção de um motor a combustão, uma necessidade de manutenção bem mais técnica, o valor de aquisição absurdamente mais elevado (apesar de oferecer muitos equipamentos ele custa um bocado a mais que “o normal”)… Uma coisa que pode favorecer ainda mais é aliar a instalação de painéis fotovoltaicos em casa, aí fica perfeito e vc usa o carro a custo praticamente nulo, apesar de um investimento inicial elevado. Ou seja, o CxB tem que ser bem estudado, se for visar a economia.

            • Martini Stripes

              IPVA a 2%, mas concordo contigo, ainda não é uma questão de custo. É mais ambiental.

        • rkimwb

          Na verdade a autonomia de ciclo misto (padrão divulgado pela WLTP, o novo padrão europeu) para o Nissan Leaf é de 270 km, o que daria 270km/40kWh = 6,75 km/kWh.

          Quanto a ser mais próxima da real, todos os testes simulam situações do dia a dia, envolvendo trechos “urbanos” e de estrada, todos em circuitos fechados. Você pode ver que o resultado da americana EPA é bem próxima da WLTP (243km vs 270km). O que acontecia antes é que a Europa usava o NEDC, que dava uma autonomia otimista até demais.

          • Carlos Monteiro

            Bom dia, disse tudo… andei com esse modelo em Portugal e o ciclo de autonomia varia de 270 a 280 KM, não mais do que isso, com 100% de carga.
            Atualmente estou com o modelo de 30KW, que faz a media de 240KM.
            Esse modelo da Nissan nada mais é a mesma estrutura do Modelo de 30 KW, muda-se a frente e a traseira e um novo painel.
            Bom mesmo é o E-Golf, autonomia proxima de 300KM e estruturalmente não tem comparação. Os materias empregados no Golf são de melhor qualidade, paga-se mais um pouco por isso.
            Ainda vou fazer um teste drive no Passat GTE, mais a frente eu relato a experiencia.
            Obs. Fiz um teste drive no Lexus NX300H, boa maquina, mais a conversa motor e cambio conforme você acelera não me agradou, tinha um barulho (lag) estranho.

            Abraços.

            • Bruno Costa

              Se ele realmente fizer só os 280km não dá msm p sustentar CxB, é preciso rodar muito em um dia e poder deixar ele muito tempo carregando p voltar a usar full no dia seguinte e assim valer a pena ante um a combustão na msm faixa de equipamentos…

  • Piston head

    Entre Prius, Bolt e similares o Leaf é disparado mais bonito. Deve ser por ser o mais ”normal”.

    • Edgar

      O novo Leaf é bem paisano, mas ainda prefiro o Renault Zoe…

    • th!nk.t4nk

      Bonito, sim, mas pessoalmente o carrinho é bem “meh”. Nas fotos ele parece ser bem mais do que realmente é viu.

  • Bruno Silva

    Achei melhor que o Bolt, seria minha opção entre os dois.
    NA, a maioria das matérias não estão aparecendo os comentários, nem no pc nem no celular, matéria do Fiat Fastback por exemplo está sem comentários e algumas outras só estão aparecendo horas depois.

    • Paulo Santos

      verdade..nem leio as matérias, vou direto ver as tretas nos comentários…hehehe

    • Dag Drollet

      Clique em load comments

      • Ernesto

        Em algumas matérias aparece a opção “load comments”, mas em outros casos, os comentários aparecem mas você não consegue comentar. O site pede para você “acessar para responder” mesmo você já estando logado. Aí você clica acessar para responder e aparentemente o login é específico do NA…estranho…

  • Rodrigo

    Ainda que tivesse esse dinheiro pra comprar um carro elétrico eu não compraria por uma única razão (afora o preço obviamente): onde abastecer em viagens? Se em São Paulo capital já é difícil encontrar pontos de abastecimento rápido, imagine em outras cidades.
    Ok, primeiro precisa haver a demanda pra gerar o investimento, mas acho (só acho) que quem adquirir esse e outros elétricos puros vai sofrer com isso por um bom tempo. Melhor seria investirem pesado na hibridização da frota primeiro.

    • Acho eu que quem compra um carro nesses valores tenha no mínimo outro modelo na garagem para usar em situações em que o elétrico não de conta.

      • Rodrigo

        É um argumento válido tendo em vista o preço. Mas acredito eu que, tendo um leque grande de escolhas nessa faixa de preço, ter um produto que é limitado em termos de autonomia e liberdade, vai enfrentar uma desvalorização absurda (nos EUA carros elétricos e híbridos são os que mais desvalorizam como noticiado aqui mesmo no NA) e que ainda por cima não se sabe quanto vai sair seguro e manutenção, tem que ser endinheirado e muito descolado pra entrar numa barca dessas.

    • Bruno Costa

      Ou nos postos de recarga rápida padronizados, shoppings seria uma ótima opção para as viagens, já que é um local de grande fluxo e que se permanece pelo menos 30min (tempo de comer algo).

      • Rodrigo

        Frequento alguns shoppings em São Paulo e até hoje só vi esses totens de recarga no Morumbi, Iguatemi e Cidade Jardim (que inclusive tinha um i3 plugado). Pode até ser que esse benefício tenda a se popularizar mas se não houver uma política pública eficiente pra disseminação da tecnologia duvido que vingue.

        • FrankTesl

          O Shopping Anália Franco também tem uma vaga com ponto de recarga, se não me engano é do tipo 2. Estava com um BMW i3 carregando.

      • Ernesto

        Mas numa viagem você ter que entrar na cidade e buscar um shopping para abastecer é algo bem trabalhoso, não?

        • Bruno Costa

          Não, vc vai parar para comer a cada 250-300km, não? O tempo que tá comendo carrega p mais 250-300km… o problema ainda é realmente a popularização….

          • Ernesto

            Bom, o Rodrigo comentou que para viajar ainda é complicado pois mesmo em São Paulo é difícil encontrar pontos de recarga.
            Se em viagem você for entrar na cidade para procurar ponto em recarga de shopping, você aumentará em muito o tempo de sua viagem. Nos postos nas estradas como Frango Assado e afins, estes também ainda não possuem infraestrutura de recarga.
            Quanto a parar para comer, eu nem sempre faço isso, e quando faço, normalmente não fico meia hora. Não sei como as outras pessoas fazem em viagens, se ficam tanto tempo assim paradas.

    • Ernesto

      Creio que seja por isso que a Toyota aposta na hibridização da nova geração do Corolla.

  • Alexandre Maciel

    Preço para não vender. Ademais, sem estrutura no país, aposta em híbridos para ser mais coerente.

    • Bruno Costa

      O foda de um híbrido é que vc garante duas manutenções, do sistema a combustão e do elétrico.

      • Kang Otro ✓

        Fusion Hybrid tem preço de manutenção de carros na faixa de 90 mil. Além dos 8 anos de garantia da bateria e o sistema elétrico. Vale sim a pena.

        • Bruno Costa

          Pois é, e fica na faixa dos 20-25km/l.

    • Louis

      É só o primeiro passo, com o tempo vai baixar o preço e a estrutura vai aparecendo.

  • Cardoso (não aquele)

    Carro horrível de feio

  • Dod, o verdadeiro :D

    Muita grana para um carro com tantas limitações. Elétricos só são boa opção atualmente em algumas partes da Europa e na Califórnia, onde há profusão de estações de recarga rápida e incentivo para a compra. Aqui vão ser brinquedos de hipster endinheirado metido a cool por muito tempo.

  • Mr Tony

    Alguém sabe se a Nissan vai apresentar o E-power no salão?

  • Paulo

    Com esses preços fica difícil.

  • afonso200

    100% inviavel pra população que realmente precisa de economia, kkkkkk,l nada a ver com os EUA,

  • BuffyDawn Summers

    Deixa eu ir ali queimar 150… reais para encher o tanque do possante com gasolina mesmo. Me falta 150… mil reais para ter um desses na garagem.

  • Mauro Banqueiro

    Não é por mal. Mas este carro com motor turbo seria um pesadelo para o GTI

    Por favor nissan, coloca um motor a combustão aí.

  • Mauro Banqueiro

    Carro que deveria ser para nós pobres que não temos dinheiro para abastecer com gasolina, já que a meta é ir até ao topo no preço por litro. Mas sai mais caro que o passat sedan top de linha da vw no Brasil. Me desculpe, mas a esse preço, só pessoas que não estao nem aí para o preço da gasolina poderão comprar só para mostrar ao vizinho que também tem um Pré Tesla 😂😂😂😂😂

  • fsjal

    hahahahahahahahah vsf, quase 180 mil num carrinho desse
    prefiro continuar queimando petróleo num Passat

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email