Elétricos EUA Hatches Nissan

Nissan Leaf e+ amplia autonomia para 363 km nos EUA

Nissan Leaf e+ amplia autonomia para 363 km nos EUA

Ele já está sendo oferecido em pré-venda no Brasil por R$ 178.400, mas lá nos EUA, o hatch médio elétrico da Nissan traz novidades. O Leaf e+ é uma resposta da montadora japonesa aos mais recentes players do segmento de carros elétricos no mercado americano, mais notadamente o Chevrolet Bolt.


O Nissan Leaf oferecido na maioria dos mercados, inclusive aqui, tem autonomia de 241 km, o que não é suficiente para concorrer com Tesla Model 3 e a minivan da GM, por exemplo. Assim, para não ficar por baixo e perder a corrida, a empresa lançou essa versão mais potente e com melhor capacidade de armazenamento de energia.

Nissan Leaf e+ amplia autonomia para 363 km nos EUA

No Leaf e+, as baterias de lítio tem 62 kWh, uma densidade superior ao do Bolt, por exemplo. Mas, não para por aí, o hatch consegue rodar 363 km com uma única carga, de acordo com a EPA, agência ambiental americana. Se isso já não bastasse, a Nissan adicionou um novo motor elétrico, mais possante, que entrega 217 cavalos e 34,6 kgfm.


Com esse conjunto, bem superior aos 149 cavalos e 32,3 kgfm do Leaf normal, o e+ consegue ter velocidade final 10% maior e retomada 13% melhor. Além disso, uma nova rede de carregadores rápidos de 70 kW, com potência máxima de 100 kW, poderá reduzir pela metade o tempo de carregamento parcial (80%), pois o Leaf atual tem plugue recebendo somente 50 kW.

Nissan Leaf e+ amplia autonomia para 363 km nos EUA

Visualmente, o Nissan Leaf e+ se difere da versão comum por sua frente levemente atualizada com mais partes em azul, bem como rodas de liga leve na mesma tonalidade .Outra novidade é a multimídia com tela atualizada e 8 polegadas, que possui navegador GPS, sincronizado com smartphone com atualização online.

O Nissan Leaf e+ vem também com pacote de segurança que inclui o Pro-Pilot, condução semiautônoma, além de detector de objetos em movimento, alerta de invasão de faixa, frenagem automática de emergência, entre outros.

Nissan Leaf e+ 2019 – Galeria de fotos

Nissan Leaf e+ amplia autonomia para 363 km nos EUA
Nota média 5 de 3 votos

  • th!nk.t4nk

    O de 240 km já era um sucesso entre taxistas fora do Brasil, esse de 360 km então creio que vá dominar o segmento de vez (se a concorrência não se mexer).

  • leomix leo

    Poxa, custa tão caro rodar sem gastar gasolina que até desisto dá ideia de ter um desses(usado é claro)daqui a 5 anos.

    • Eng Turbo

      A conta não fecha. Ja fiz e refiz esses calculos com varios times de engenheiros e pessoas do setor. O quanto se tem que andar para viabilizar a compra é algo fora da realidade para a maioria esmagadora dos consumidores em potencial. Em casos específicos, onde a pessoa literalmente depende do carro como forma de trabalho e roda +10x a media nacional, a conta começa a fechar, fora isso, não se justifica.
      O invertimento é muito alto, o seguro é absurdo, a energia eletrica no Brasil não é barata (Novidade), caso queira investir em geração solar, é mais outra conta paga se chegar ao payback…ou seja, é um buraco sem fundo, nesse momento.

      • leomix leo

        O jeito vai se eu ir em um Fusion Híbrido daqui pra lá, um vizinho tem um da 1° geração e nada de problemas, só manutenção básica.

        • CarloAndreiDiniz

          Espera chegar perto de ter que trocar as baterias para você ver ninguém compra, casamento eterno pelo alto preço das baterias fora a desvalorização bem acima do normal, infelizmente nada vantajoso um enorme passivo financeiro.

        • Eng Turbo

          Tb goto desse modelo. Mas ainda não encontrei nenhum com um bom historico de nodo anterior. A vida util dessa bateria era estimada em 10 anos, ou seja, ja está em vias de troca

      • Thiago

        Seguro de carro elétrico é caro?
        Achei que fosse até mais barato…

        • Eng Turbo

          As peças são caras, não tem volume e principalmente, a bateria é o que mais encarece a cotação. Imagine se envolver em uma simples colisão, porém a bateria foi afetada e necessita troca. Por isso nesse momento, carros eletricos e hibridos, somente para estudos mesmo.

          • Thiago

            Valeu.

  • Gabriel

    Se colocar o logo da Honda eu não desconfiaria nem um pouco que é um nissan

  • Louis

    Colocar um motor potente desses não diminui a autonomia?

  • Paulino Lino

    Até que é interessante esse carro mas se eu fosse comprar um elétrico hoje no Brasil seria o BMW i3

  • Sonfav

    Continua sendo muito mais vantajoso abastecer com gasolina/etanol.
    Aguardando 2020 agora.

  • Cosi fan Tutti

    Esse motor que fez a guinada do Nissan Sentra elétrico na China, conseguiu a proeza de ser o carro mais vendido naquele país, pq a Nissan lançou uma versão com esse motor do Leaf e por um preço camarada, alem dos subsídios governamentais.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email