Elétricos Híbridos Manutenção Mercado

Nos próximos 10 anos, mecânico de carro elétrico terá 25 mil vagas

Nos próximos 10 anos, mecânico de carro elétrico terá 25 mil vagas

Os carros elétricos estão demandando grandes mudanças na infraestrutura das cidades devido aos pontos de carregamento rápido, imprescindíveis para que os proprietários simplesmente não fiquem na mão. No entanto, outro setor com envolvimento direto também sofrerá uma transformação irreversível, o pós-venda.


Embora o carro elétrico tenha manutenção bem reduzida em relação ao automóvel comum, exigindo basicamente a troca de componentes de desgaste natural, como pastilhas, discos, amortecedores e pneus, por exemplo, sua eletrônica embarcada e baterias de lítio, fora o motor elétrico, necessitarão de profissionais para eventual reparação.

Como se sabe, nenhum produto é inteiramente livre de problemas, mas para prevenir eventuais defeitos e outras intervenções, o mercado de carros elétricos verá um crescimento de vagas para mecânicos especializados nesse tipo de veículo.

Nos próximos 10 anos, mecânico de carro elétrico terá 25 mil vagas


VEJA TAMBÉM:

Um estudo do Centro de Pesquisa em Energia Solar, da cidade de Baden-Württemberg, na Alemanha, estima que em 2018, 3,2 milhões de carros elétricos circularam no mundo. Para 2023, a previsão é de 5 milhões. Então, para dar conta dessa demanda, os serviços de pós-venda exigirão profissionais qualificados para manutenção dessa enorme frota.

De acordo com Emilio Paganoni, gerente sênior de treinamento da BMW do Brasil, os profissionais terão que falar inglês e entender da tecnologia que envolve esses automóveis. A marca alemã já ofereceu curso de especialização em elétrica para mecânicos da rede, visto que o modelo i3 e o híbrido i8 fazem parte do portfólio de produtos vendidos no país.

No Reino Unido, por exemplo, 97% dos mecânicos profissionais não estão qualificados para trabalhar com carros elétricos. A falta de técnicos especializados nesse tipo de veículo é enorme. Por isso, a previsão é que 25.000 novas vagas serão abertas nos próximos 10 anos para atender o aumento expressivo da frota de veículos eletrificados.

No Brasil, por ora, apenas as marcas que vendem carros elétricos e híbridos possuem profissionais com qualificação nos produtos que são oferecidos.

[Fonte: Exame]

Nos próximos 10 anos, mecânico de carro elétrico terá 25 mil vagas
Nota média 4.3 de 3 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • RPM

    Eu,se fosse me especializar hj em dia em mecânica,seria na mecânica de elétricos ou suspensão e freios….

    • Eduardo 1981

      Eu também. e seria pioneiro na área.

  • Moisés Nunes

    Acredito que a tecnologia automotiva chegará a um ponto, mesmo em carros ditos populares, que acabará com os mecânicos de vila. Hoje em dia ABS, EBD, direção elétrica, motores turbo de três cilindros já são uma incógnita para muitos, quem dirá no futuro.
    Manutenção apenas em concessionárias e pagando muito.

    • alex

      Eu discordo em partes, eles só precisaram se especializar em tecnologia, devido a esse veículos integrarem cada vez mais componentes eletrônicos. Esses componentes parecem de outro mundo, porém são semelhantes aos nossos desktops e notebooks, com processadores memória… Ai chega o ponto interessante que vc colocou em questão, se as marcas não liberarem os parâmetros para conserto e regulagem desses componentes a manutenção se torna muito cara, e no mercado de hoje carros com manutenção mais cara são preteridos, vamos utilizar importados usados como exemplo, custo de aquisição relativamente menor comparado ao novo, mas a manutenção e tão cara quanto o novo.
      Se aparecer uma chinesa precisando de mercado e libera esses parâmetros para conserto fora das suas concessionárias o custo da manutenção e cesta de peças cai, e atrai novos consumidores. As concorrentes para não perderem mercado seguem a intrusa… No final acho que o mercado se regula automaticamente, se houver concorrência principalmente nova o cartel brasileiro fica inviabilizado.

      • Moisés Nunes

        Sim, alguns mecânicos se atualizarão mas outros irão parar pelo caminho. Um exemplo disso foi a evolução dos carros com carburadores para os com injeção eletrônica. Muitas oficinas inclusive uma em que eu trabalhei, optaram por trabalharem apenas com funilaria e pintura. Havia uma certa rejeição nas oficinas da época em se atualizarem. Entendo que os tempos são outros agora, porém, o acesso as novas tecnologias, ao meu ver, tenderão a ser restringidas pelos fabricantes.

        • alex

          Por enquanto é isso que acontece mesmo. Quem tem um tesla é só com a Tesla.

      • leomix leo

        Alex, até hoje tem mecanico que não meche em 16v, tem medo , manda o cara ir na CSS trocar uma correia, elétrico como é muito mais simples, creio eu que vá se popularizar ,ais com quem se aprimorar mais.

  • alex

    Fico pensando que com os elétricos é bem mais fácil fazer um esportivo com tração traseira a um custo semelhante do motor dianteiro, devido ao volume menor, dependendo do motor claro.

  • Bandit

    Mecanico falar em ingles … rapaz aqui custa achar um que entenda como funciona um abs, já vi que a manutenção desses carros vai ser bem cara.

    • Cesar

      Difícil achar um que fale português.

      • Eskarmory .

        Difícil achar um que goste de automóvel ou mesmo da profissão. Não é brincadeira, já vi muitos encararem o que fazem como não muito mais que uma atividade qualquer, suja e braçal.

        • Zé Mundico

          Olha, de certa forma, eles tem razão. Não é preciso ser apaixonado por carro para ser mecânico, basta fazer bem feito que já está muito bom.

  • Creio eu que com a popularização dos carros elétricos e aumento da demanda por manutenção fique mais fácil um mecânico aprender sobre o assunto devido a Internet. Hoje muitos profissionais opteram conhecimento de forma autodidata, basta pesquisar na internet sites ou canais no YouTube sobre o assunto. Tem canais no YouTube que ensinam passo a passo manutenção simples como troca de filtros, sistema de freios dentre outras. Basta ter o ferramental e paciência para aprender.

  • Diego G. de Lima

    Mas até achar alguém que te especialize é difícil. Eu tô desde o ano passado esperando o grupo S (Senac, Senai) abrir curso de mecânica automotiva para eu fazer e poder mexer no meu carro. Imagina um conceito novo desse?
    Ver uma coisa simples, o câmbio automático, na minha cidade não acha um que saiba mexer, são tudo curioso. O conhecimento no Brasil ainda não é democrático.

    • zekinha71

      Se depender do nosso glorioso (contém ironia) ministro da fazenda o sistema S está com os dias contados.
      Ele quer acabar com tudo pra economizar umas moedas, e criar uma população totalmente ignorante.

      • Thiago

        e saber o dialeto dos travestis para a prova do ENEM é que era importante.

      • Bruno Alves

        Que Ministro da Fazenda?

        • zekinha71

          Aquele que todo dia tem uma ideia mirabolante pra cobrir o rombo do governo fazendo o povo pagar.

    • Bob

      Conhecimento foi democratizado com Internet, YouTube.

      Basta buscar lá que você consegue aprender sobre qualquer assunto.

      Veja o caso do Marcelo Tonella: O canal dele explica, passo a passo, como montar um motor, como pintar um carro, como trocar sapatas e pastilhas de freio, etc. O básico – e muitas vezes todo o processo – é explicado. Cabe a cada um buscar mais informações.

      E inglês é FUNDAMENTAL. Sem ele, o alcance ao conhecimento é restringido.

  • Maxnoob

    Olha a bocada aí

  • Samluzbh

    Previsão de futuro nas Css; Sem vendedores pois as vendas serão online, atendente sem muita capacitação para entregar e explicar o carro, engenheiros para dar manutenção, que será agendada online pelo carro e não pelo usuário.

  • dallebu

    Estou fazendo um curso técnico em mecânica, amo carros e tenho paixão por mecânica desde pequeno. Com certeza vou buscar cursos de especialização em híbridos e elétricos num futuro próximo.

  • André

    A realidade aqui ainda vai demora ser essa, pois a demanda de carro elétrico ainda é muito pequena e os carros a combustão vai sobreviver por um bom tempo graça ao governo que não incentiva essa nova tendencia e a população do Brasil ainda não ter renda para o elétrico.

  • Zé Mundico

    O caminho é esse mesmo: especialização. carros elétricos demandarão pessoal especializado bem como ferramental e sistemas diferenciados, envolvendo desde softwares até capacitação específica. E isso vai custar muito dinheiro.
    Realmente é uma nova área que está sendo formada , talvez ainda meio tímida no início, mas dentro de pouco tempo será a tecnologia dominante, não tem saída.

  • Bob

    Não é a falta de técnicos, mas o lock-in que os fabricantes de carros elétricos estão criando. Por exemplo, a simples troca de um módulo qualquer em um Tesla necessita que o técnico saiba qual é a chave criptográfica para que o novo módulo converse com os outros. Sem a chave o carro simplesmente não funciona ou entra em modo de segurança.
    Se não forem criados padrões abertos a manutenção dos carros elétricos será inviável.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email