Finanças Governamental/Legal Mercado

Nova lei de retomada de veículos obriga o pagamento total das parcelas atrasadas e restantes em 5 dias

mercado-NA11.jpg.pagespeed.ce_.pbXr6RycTZ Nova lei de retomada de veículos obriga o pagamento total das parcelas atrasadas e restantes em 5 dias

A fim de reduzir a inadimplência nos contratos de financiamento de veículos e aumentar as chances dos bancos retomarem os veículos alienados com pagamentos atrasados acima de 90 dias, o governo alterou a DL 911/69 da Lei n.° 10.931/2004. Essa mudança determina que o devedor não mais poderá pagar somente as prestações vencidas para ter o bem devolvido, caso este tenha sido apreendido.



Agora, o devedor terá que pagar a integralidade da dívida, ou seja, tanto as parcelas que estão em atraso quanto aquelas que ainda estão por vencer, quitando assim definitivamente o contrato. Mas isso só poderá ser feito no prazo máximo de 5 dias após a execução da liminar. Anteriormente, o cliente inadimplente tinha apenas que pagar as parcelas em atraso para ter o veículo devolvido.

Essa nova alteração da lei permite maior rapidez na retomada dos veículos, o que garante menor risco para os bancos, que assim podem ampliar a aprovação de novos contratos. O objetivo geral é que o mercado seja retomado com aumento das vendas e consequente queda nas taxas de juros. No entanto, o mercado de carros leiloados deverá ganhar grande impulso com essa nova medida, que entrou em vigor no mês de novembro de 2014.

[Fonte: Procon-SC]

Agradecimentos ao Ricardo Lima pela dica.

  • Roger Rosato

    Finalmente. Já passou da hora de mudar essa cultura que impera no país onde os que honram seus compromissos têm de arcar com os prejuízos advindos dos que não o fazem.

    • João Cagnoni

      Roger “Alienado” Rosato

      • Eduardo Brito

        Alienado como? O sistema de financiamento aqui é uma farra! Tá certo que esse sistema não é tão bom como o utilizado em outros países, mas fara a pessoa pensar duas vezes antes de entrar num financiamento.

        • João Cagnoni

          Eduardo e Roger, não quero tornar isso pessoal. Desculpe-me da forma que comentei acima, mas eu achei um absurdo o posicionamento da maioria por aqui. Só eu vejo que os únicos privilegiados nesta lei são os bancos? Me diga pelo menos uma proteção ao consumidor dentro de um financiamento.

          • Halisson Cardoso

            Concordo, o único privilegiado são os bancos…

            • Holandes Louco

              Discordo em partes. Diminuindo a inadiplencia os juros tendem a ficar mais baratos pois o risco do negócio diminui para o banco. Vantagem para ambos os lados.

              • João Cagnoni

                hahaha, sério mesmo? Esqueceu que estamos no Brasil? Os juros vão ficar iguais ou mais caros com isso, se isso não entrasse pro bolso dos banqueiros, eles simplismente não fariam. Assim como foi no IPI, nada será repassado.

              • Linkera

                Da mesma forma que ao isentar o IPI os carros tendiam a ficar mais baratos… da mesma forma que quando o barril do petroleo abaixa a tendencia da gasolina é diminuir na bomba… SQN!

                Acorda amigo… isto aqui é Brasil! Só ganha quem financia campanha!

                • João Cagnoni

                  Linkera, comentamos a mesma coisa no mesmo segundo! Toca aí o/

                  • Linkera

                    o/

                    fuckyeah!

                • Holandes Louco

                  bom dia pra você também, amigo!!!!
                  E ficaram, perdi quase 6.000 reais quando baixaram o IPI na primeira vez, esse foi quanto o valor do meu Astra baixou no mercado na época.
                  E além do mais, quem compra carro quer perder e gastar dinheiro. voltando ao empréstimo, a taxa de juros é calculada pelo risco de calote no empréstimo. Experimente simular a compra um carro/imóvel pagando 50% à vista e outra com 10% à vista, no primeiro caso não querem nem saber se você tem renda, já no segundo querem saber até quando seu avô ganha de aposentadoria. É este risco que influencia na taxa de juros.

                • Chega_de_Ignorância

                  Não é bem assim. O banco tem interesse em perder menos com os inadimplentes e poder oferecer melhores taxas. O banco é o maior interessado em ampliar o crédito, pois assim ele ganha dinheiro.
                  A taxa de juros é proporcional ao risco do empréstimo. Se há menos risco, a taxa diminui.
                  Essa de “estamos no Brasil” vale, mas não é uma coisa tão simples assim. O banco não quer baixar as taxas pra ser bonzinho, ele quer atrair mais gente pra tomar dinheiro emprestado dele.

              • Andre L. A. Melo

                Conversa fiada Holandes. Ainda no Governo FHC, mudaram (a favor dos bancos, é claro), as regras para ação judicial contra inadiplentes. O juros cairam devido à isto? Não. Os Bancos tem métodos para lucrar e muito com os inadiplentes, contratos com taxas de juros menores que 2% ao mês, vão para mais 30% de juros de mora ao mês , mais taxas de 10% de “honorários”. Outro exemplo? Bancos te cobram cerca de 7% ao mês no cheque especial, tiveram pessoas que tiveram (foi desviado) ilegalmente, subtraido da conta corrente , certos valores, o que ocorreu? O cliente que foi lesado (o Banco se recusou a reembolsá-lo) entrou na justiça, em primeira instancia ganhou com a devolução calculada na taxa média do cheque especial, virou uma devolução milionária. O que aconteceu? O Banco recorreu ( quanto as taxas, que são cobradas dos clientes , porém banco recusou a pagar o mesmo valor da taxas cobradas dos clientes, aí recalcularam, passando o Banco a devolver o dinheiro com a taxa do judiciário . O cliente pode pagar taxas exorbitantes , o coitadinho do Banco não. Nós estamos no Brasil , e não na Holanda.

                • Holandes Louco

                  Pois é no governo FHC mudaram a favor dos bancos, no governo Lula e no governo Dilma fizeram igual ou pior, pra mim o PT também é partido de DIREITA. Usar camiseta do Che não torna ninguém de esquerda. ;-) E o foco da discussão não é o presidente/partido. então… Juros de mora são penalidades para o inadimplente, se é abusivo, o inadimplente que procure um advogado e corra atrás de seus direitos. Cheque especial? você contratou e concordou com a taxa de juros, vale a mesma regra: procure um advogado e corra atrás de seus direitos. O que eu falei é que as taxas de juros são calculadas conforme o risco do cidadão ficar sem pagar as contas considerando a situação econômica do momento do país, quanto maior este risco maior a taxa, simples assim. Seguro de carro funciona assim, quanto maior o risco de você bater o seu carro ou de te roubarem ele, mais caro será o seu seguro. Os rendimentos das aplicações financeiras também tem este “seguro” na taxa cobrada. Os juros são caros? verdade. O governo é corrupto e ladrão? mais verdade ainda. Eu/você/ele somos culpados? sim, pois não fizemos nada para mudar, votamos nulo/branco ou elegemos pelo menos um dos 3 que eu citei. Não quer pagar juros e alimentar todo este sistema bancário? simples, compre à vista. Ahhh, e leia os contratos que você assina, porque dizer que assinou e não leu, não é desculpa, é burrice e ainda ajuda a economizar com advogados.

                  • Andre L. A. Melo

                    Caro amigo, não voto em nenhum dos dois partidos, aliás, partido político no Brasil é tudo igual, só mudam as siglas. Quanto à processar banco, aos colegas deste forum que pensam em fazer, além dos fatos alegados anteriormente, é muito bom para os advogados que estão recebendo os honorários, se alguém pensa nisto , SIMPLESMENTE DESISTAM, você entra numa lista negra do SISBACEN , do Banco que vc processou , etc…, vc vai ter muita dificuldade para conseguir novamente cartão de crédito, financiar veículos , etc. Quanto às taxas pornográficas que vc citou, a maior fonte de venda de carros, imóveis, etc.. no exterior é através de financiamento (com taxas decentes), pouca gente compra à vista, se nos países desenvolvidos , hipoteticamente um dia se proibissem os financiamentos, o país simplesmente quebra, com uma recessão que afetaria até o vendedor de cachorro quente da esquina, mesmo que não tenha conta em banco. Um abraço

                    • Holandes Louco

                      Concordo com o que você disse sobre os financiamentos serem importantes. Para investimentos empresariais (expansões, reformas, etc, etc). para aquisição de imóvel (neste caso os juros são aluguéis), ou para liquidar dividas de cartão de credito ou LIS que possuem taxas maiores. Agora usando como método de sustentar status, aí não adianta chorar: exemplo a tv nova de 55 parcelada em 12x “pelo preço à vista”. Abraços

                    • andre oliveira

                      O problema estar nesse desistir,aqui temos a cultura de não brigarmos por nada e ficarmos nos lamentando depois e justamente por isso que todas as instituições nesse país fazem o que querem conosco.

                  • Rick Moranes

                    Leiam sobre a teoria de Gramsci, esse é o projeto de poder do governo petista!

                    Trecho de uma materia do jornalista Rodrigo Constantino da Veja publicado ano passado, desculpem o tamanho do post mas procurem mais sobre o assunto no google:

                    ” Lenin queria uma revolução comunista pelas armas, para impor a “ditadura do proletário” (na verdade, da elite em nome do proletário). Mas Gramsci, o fundador do Partido Comunista Italiano, acreditava que essa tática belicosa não daria certo no Ocidente. Era preciso comer pelas beiradas, dominar a cultura, destruir a democracia de dentro dela.”

                    De forma bem resumida: Gramsci. O empresário Gastão Reis Rodrigues Pereira publicou um excelente artigo hoje no Estadão resumindo o que pregava o ideólogo comunista. Dá uma boa ideia de como chegamos até aqui. Isso foi abordado em meu livro Esquerda Caviar também, tamanha a importância que dou ao assunto. Segue um trecho:

                    Onde as ditaduras socialistas não vingaram, restou a opção da tomada de baixo para cima desses veículos. A revolução de Gramsci, o comunista italiano que arquitetou a estratégia de poder por meio da própria democracia, poderia dispensar as armas se fosse bem-sucedida na infiltração em escolas, universidades, redações, igreja e televisão. Sua revolução cultural seria mais silenciosa e, portanto, mais perigosa, pois menos perceptível.

                    Vale a pena dedicar alguns parágrafos a esta figura sombria, uma vez que as estratégias traçadas em seus Cadernos do cárcere têm tudo a ver com a postura da esquerda caviar atualmente, e com esse viés da imprensa.

                    Nascido na Itália em 1891, Antônio Gramsci foi um marxista intelectual membro do Partido Socialista Italiano. Gramsci era um simpatizante da revolução bolchevique de 1917, e foi um dos fundadores do Partido Comunista Italiano. Preso pelo regime fascista de Mussolini, começou a escrever notas na prisão.

                    O tema central de seus escritos consistiria na formulação de uma estratégia de tomada do poder, distinta do modelo leninista. Para Gramsci, o “assalto ao poder” de Lênin não seria o método adequado nos países ocidentais. A estratégia gramscista de transição para o socialismo contaria com aspectos mais graduais, infiltrando-se e influindo na cultura, e alterando-a para permitir a conquista final do poder pelas classes subalternas. Esta tem sido a receita praticada na América Latina nas últimas décadas, com resultados claramente positivos do ponto de vista dos marxistas.

                    O general Sérgio Augusto de Avellar Coutinho, já falecido, escreveu o livro A revolução gramscista no ocidente, que faz um didático resumo da concepção revolucionária de Gramsci. Nela, o grupo dirigente seria justamente aquele que tem a hegemonia, ou seja, “que tem capacidade de influir e de orientar a ação política, sem uso da coerção”. O que torna a estratégia gramscista tão perigosa é exatamente o fato de trabalhar por apodrecer os pilares democráticos de dentro da própria democracia, subvertendo seus valores e corroendo esses fundamentos.

                    Os gramscistas falam em “democracia radical” ou “radicalismo democrático” para se referir a tal modelo. Essa deturpação da ideia de democracia é útil para a causa socialista, pois permite que se fale em “socialismo democrático”, distanciando-se, no imaginário popular, do regime ditatorial adotado na União Soviética. Isso garante o respaldo de legalidade, evitando assim eventuais resistências e reações da sociedade.

                    Na estratégia gramscista, o papel dos intelectuais orgânicos é crucial. O novo intelectual não é apenas um orador eloquente, mas um dirigente que orienta, influencia e conscientiza as massas. O grupo de luta deve também batalhar pela assimilação e conquista ideológica dos intelectuais tradicionais. Estes terão participação consciente ou inconsciente, podendo assumir o papel de intelectual orgânico por convencimento e adesão, ou por ingenuidade, acomodação ou até capitulação.

                    Para Gramsci, todos os membros do partido, em todos os níveis, são intelectuais. Devem realizar na sociedade civil uma profunda transformação política e cultural, “amestrando” as classes burguesas também, levando-as a aceitar as mudanças intelectuais e morais como parte de uma natural e moderna evolução. Para tanto, contam com o apoio dos organismos privados, como sindicatos e organizações não-governamentais. E da imprensa, claro.

                    Portanto, caros leitores, se desejamos nos livrar de vez do PT e do bolivarianismo – e toda gente decente deseja isso – será preciso lutar no campo cultural. Sem mudar a mentalidade das pessoas e sem impedir o avanço dos “intelectuais orgânicos”, essa cambada de doutrinadores que desde a escola já manipula as frágeis cabeças das crianças, não será possível superar e enterrar essa seita esquerdista, colocando-a em seu devido lugar, que é o lixo da história.

                    • Bola_D_FoGo

                      Rick Martin… ou Moranes… vc foi abdusido pelos reaças do PIG e seus delírios/devaneios mais parecem uma tese cunhada nas paredes de um hospício fascista… Vc sim é escória.

                    • Rick Moranes

                      Vota no PT bonitona bola de bos.. opa de Fogo na rabiola! Uiiii

                      Se você defende essa escoria que esta ai no poder é com certeza mais um metido a “intelectual organico”.

                      Vai mora na Venezuela ou em Cuba por favor! Aproveita e leva essa corja de safado com voce!

                      Ficou nervosa porque a mascara caiu linda?

                    • Rick Moranes banido por ofensa ao outro leitor.

                    • Bola de fogo banido por ofensa ao outro leitor.

                    • MauroRF

                      Cara, eu bato nessa tecla faz tempo, e ninguém me entende ou acha que sou louco. O Olavo de Carvalho cansa de falar nisso, mas é algo silencioso, ninguém percebe, e quando vai ver, já dominou. Eu sempre quis entender por que meus professores eram esquerdistas, em sua maioria. Encontrei a resposta quando fui atrás disso e entendi isso. A meta deles é destruir as instituições, desestabilizar tudo, gerar o caos e ir se infiltrando. Estão realizando um belíssimo trabalho a favor deles aqui no Brasil. Essa violência toda, essa defesa dos bandidos, esse pessoal dos direitos humanos, isso tudo é a teoria gramsciana em ação. Infelizmente.

                  • Matafuego

                    Seu conceito de direita/esquerda está equivocado. Quem gosta de eleger campeões nacionais (ou amigos do governo) são justamente os governos de esquerda. O governo escolhe quem vai se dar bem e isso não tem nada de capitalismo / livre mercado.

                    Sugiro que você consulte o ranking de liberdade econômica da Heritage Foundation (http://www.heritage.org/index/ranking) e se atente principalmente ao início e ao final da lista.

                  • Deivid

                    Bora estudar pra não passar vergonha?

                    • Holandes Louco

                      Abraços aos seus irmãos Uóchintom, Uélintom, Dioni, Dienifer e para você também Deivid.

                • Chega_de_Ignorância

                  O banco não lucra com boa parte dos inadimplentes.
                  Primeiro porque acaba renegociando a dívida e recebendo um valor bem menor, segundo porque geralmente o caloteiro não tem bens pra ser executado judicialmente, quarto porque quando o banco recupera o bem (carro), geralmente já perdeu grande parte do valor, porque carro de caloteiro… Com óleo sintético é que não anda.
                  O banco acaba lucrando naquela pessoa de boa-fé que passa por uma dificuldade e depois que se estabelece se esforça pra quitar as dívidas…

              • mariostefa

                Pelo jeito vc acredita em Papai Noel, Saci Perere, etc. Vai esperando…sentado

                • Holandes Louco

                  não entendi seu comentário. A qual parte se refere?

              • Luiz

                O petróleo ta em queda no mundo todo e fomos atingidos por um aumento de escalas aterrorizantes (0,50) tendo em mente esse fato você realmente pensa que o banco vai rever a política de valores ou diminuir juros!? Sabe nada inocente no Brazil as coisas não funcionam assim. Pagar todo o contrato para ter o bem de volta HuEhUeHuE me poupe ninguém tem, teve ou vira a ter condições de fazer isso.

                • Holandes Louco

                  Mas o propósito é justamente esse. Se o cara já não consegue pagar, já se extingue o problema de vez, toma-se o bem e diminui o valor da divida.

              • Basket13

                Quero ver ficar mais baratos kkkkkkkkkkkkkkkkkk.

                • Holandes Louco

                  Eu também quero

            • Chega_de_Ignorância

              O bom pagador também é beneficiado. Se o banco não perder tanto dinheiro com o inadimplente, o bom pagador pode receber melhores taxas, melhores ofertas de créditos e assim por diante.
              Trata-se de verdadeira função social do crédito.

              • Halisson Cardoso

                Torço para que realmente o credito tenha essa função social, mas está sendo feito da maneira errada…e inocente he aquele que acha que financiamento ficará mais barato…

          • Daniel

            Você está de brincadeira né amigo? E o empréstimo que o banco lhe concedeu? Não foi um privilégio? Ou a instituição financeira é obrigada a lhe conceder crédito?

            • Alessandro Lagoeiro

              Privilégio? Com os juros que são pagos?

              • Daniel

                Assina o contrato quem quer! Compra carro sem poder pagar à vista quem quer! Se o cara contraiu dívida com banco, foi conivente com os juros. Não quer pagar juros altos? Guarde dinheiro e compre a vista. Simples assim.

                • Louis

                  Perfeito. Banco paga juros pra mim. E até a taxa da minha conta corrente e cartão de crédito são isentos. Paga juros quem quer.

                  • João Cagnoni

                    Louis, tenta emprestar dinheiro a juros pra alguém e vê se esse mercado existe. Se você fizer isso, a polícia arrebenta sua porta em alguns minutos.

                    • Louis

                      Rapaz, uma coisa eu concordo contigo, os banco são privilegiados mesmo.
                      Por exemplo, no caso dos talões de cheques, os bancos liberam cheque pra quem não tem a mínima condição, liberam cheques indiscriminadamente, mas com o cheque sem fundos quem fica no prejuízo é só quem os recebe. Se o banco libera um cheque para um correntista, deveria ser responsabilizado, nem que fosse parcialmente, sobre o prejuízo.
                      Outro caso que acho que deveria haver maior responsabilidade dos bancos são as movimentações ilícitas, em que quadrilhas movimentam contas fantasmas a fim de roubos e estelionatos livremente.

                    • João Cagnoni

                      Louis, tenho um amigo que trabalha em um departamento de cobrança de um grande banco. Ele me disse recentemente que a maior parte do lucro dos bancos vem de financiamentos atrasados, e não daqueles pagos normalmente.

                    • Holandes Louco

                      Concordo integralmente. Minha esposa é coordenadora de um escritório de advocacia que trabalha com bancos (réu e autor) e também diz a mesma coisa.

                    • Luis_Zo

                      Olha, eu discordo da sua linha de raciocínio. Pra exemplificar por que faço paralelos:

                      Imagina que a Taurus fosse “responsabilizada, nem que fosse parcialmente” pra cada pessoa que morre devido ao um tiro de seus revolveres.

                      Ou então que a FIAT, Ford, GM e outras, fossem “responsabilizadas, nem que fosse parcialmente” pra cada pessoa que morre devido a um acidente com seus carros.

                      Ou então que o Schindler fosse “responsabilizada, nem que fosse parcialmente” pra cada pessoa que morre devido a um acidente com seus elevadores.

                      Ou então que a Votorantim fosse “responsabilizada, nem que fosse parcialmente” pra cada pessoa que morre ao tropeçar e cair de cabeça no meio fio feito com seu cimento.

                      Sério, essa linha de raciocínio nos leva a um estado paternalista, cidadão reativos e não pro-ativos, ao ´manda quem pode e obedece quem tem juízo´. Por fim, cidadãos “criança”, onde a culpa é sempre dos outros. Temos que aprender a errar e assumir a responsabilidade pelo erro, e não ficar jogando a culpa no “governo” ou “nas empresas que tem muito lucro”.

                      Fez financiamento, não tinha condições, fica sem carro. Ponto. Culpa sua, não do banco, nem do governo, nem do vizinho. É você que não sabe gerenciar suas contas.

                    • Louis

                      Concordo em partes com seu raciocínio, que as pessoas devem ser responsabilizadas por seu atos. Mas desde quando alguém que solta cheque sem fundos indiscriminadamente é punido aqui na Banânia ? Quem se lasca é o “bobo’ que aceitou o cheque…

                    • Luis_Zo

                      A pessoa que aceita cheques hoje em dia, esta assumindo um risco alto do mesmo não ter fundos ou ser roubado/falsificado. Esse risco hoje é muito maior do que receber notas falsas, por exemplo.

                      Concordo contigo, só “bobos” aceitam cheque hoje em dia.

                      Mais um detalhe, por 45 reais por mês tem o sistema do Serasa. Ou 2,20 por consulta, tanto faz. Novamente, “bobo” o comerciante que não paga isso. Ou ignorante, ou mão de vaca mesmo. Ou MELHOR, é um assumidor de riscos! (igual todo empreendedor)

                      Detalhe, já vi até vendedor de balas no sinal vendendo com maquina de débito.

                      Conclusão, o “bobo” que aceita cheques, também não deveria ser punido pelos seus atos de aceitar cheques? Eventualmente, se ele não usa nenhum sistema de proteção, ELE É! Assumiu o risco, arque com as consequências… assim como quem passou o cheque. Simples.

                    • Holandes Louco

                      Eu faço isso já tem uns 8 anos, a polícia já bateu na minha porta, trocou o cheque e foi embora, depois voltou e trouxe mais 1 cliente.

                    • Bruno

                      haha boa! Mas sabemos que não da pra todo mundo fazer isso

                    • Holandes Louco

                      Sim, nem todos podem fazer e nem todas as puliças serão seus clientes…

                    • Chega_de_Ignorância

                      Ah tá. Eu conheço um cara que trabalha em banco e empresta dinheiro por fora.
                      Emprestar dinheiro pra policial é a maior burrice… Porque eles não pagam depois. E ai do agiota que abrir a boca…
                      Isso demonstra que vc é completamente alienado do assunto que estamos tratando.

                  • Linkera

                    Uau! 0,05% de Poupança a.m.? Assim vamos todos ficar ricos!

                    Mas não pode atrasar um dia a fatura do cartão de crédito, senão lá se vão as economias de um mês (ou mais) pro saco!

                    • Louis

                      Sim é pouco, não estou questionando o percentual. Se eu colocar dinheiro na poupança, é porque tenho consciência de quanto irão me pagar. Assim como ninguém me obriga a pagar juros. Paga juros quem quer.

                • João Cagnoni

                  Daniel, a conversa está evoluindo. Ambos concordamos que o melhor é rasgar o financiamento e comprar à vista, mas será que os bancos informam corretamente esses detalhes no contrato? Várias pessoas nos comentários estão me perguntando o que acontece no caso do não pagamento das parcelas, e infelizmente a grande maioria só descobre quando deixa de pagar (como foi o meu caso). Se as pessoas tivessem consciência desses detalhes, não vejo problema nos financiamentos existirem, pois ninguém iria fazer.

                • Linkera

                  Quem dera os juros fossem o único problema amigo. O buraco é um pouco mais embaixo… as financeiras empurram tarifas ilegais em cima de tarifas ilegais e ainda por cima poem juros sobre elas!

                  Meu primeiro carro mesmo eu comprei com taxa de gravame, taxa de avaliação de bem, taxa de serviços de terceiros (a mais absurda!) e, pra fechar com chave de ouro, um seguro obrigatório (venda casada) e puseram os juros em cima de todo montante!

                  Elas oneram o cliente dos seus custos operacionais e isto é ilegal! Fazem isto para mascarar os juros.. colocam uma taxa de juros baixinha mas enfiam essas taxas abusivas!

                  Infelizmente eu tive que assinar o contrato pois a Concessionária (obviamente beneficiada pela taxa de serviços de terceiros de R$1500) não vendia se não fosse pelo corretor deles. Eu precisava do carro, então tive que assinar o Termo de Aceite (veja bem, esta é uma modalidade de contrato unilateral, ou vc assina e concorda ou não leva). Agora só me resta entrar na justiça para reaver este dinheiro, mas vou levar bem uns 2 anos pra consegui-lo de volta.

                  Mas que bom que você é abastado e pode comprar carro a vista porque a maior parte da população não o é e deseja ter um carrinho na garagem para se locomover tanto quanto você!

                  • Daniel

                    Não vem com vitimização colega. Compro carro à vista sim porque me planejo para isso. Estou longe de ser abastado.

                    • Linkera

                      Seu pensamento é minimalista.

                      Com a sua afirrnação subentende-se que os bancos podem explorar o consumidor porque a culpa é dele de não ter condições ou de não se planejar para comprar a vista.

                      E desse jeito o Brasilzão vai de vento em popa! Afinal se eu for assaltado na rua e roubarem meu relógio, meu celular, meu carro e me matarem a culpa vai ser minha porque eu estava ostentando também não é?

                      A proporção é maior… mas o pensamento é o mesmo!

                    • Daniel

                      E o seu pensamento é generalista. Tenho carro novo, mas uso diariamente um Fusca 65. Veja bem, eu disse DIARIAMENTE. Se eu não tivesse condições de comprar um carro novo à vista, ainda assim eu poderia ter um Fusca e não andar a pé. Não precisa filosofar na onda da ostentação meu amigo. A realidade é a mesma para todos! Tem dinheiro? Compra. Não tem? Não compra! Você assinou um contrato unilateral de livre e espontânea vontade, certo? Tá reclamando do que agora?

                    • Linkera

                      Estou reclamando que os bancos não agem com lisura!

                      Os bancos enfiam taxas abusivas ILEGAIS em todos os contratos e depois vem chorar por causa de inadimplencia? Ah, tenha dó… grande parte é culpa deles mesmo qua praticam O MAIOR SPREAD DO MUNDO e, ainda não satisfeitos, enfiam tarifas ilegais para lucrar mais, afinal ninguem controla isso mesmo…

                      Isso sem falar em outras falcatruas que esses bancos fazem que eu não vou nem entrar no detalhe senão vou ter que escrever um livro aqui.
                      Entenda uma coisa, nós, o povo, somos as vítimas e não os culpados!

                      Se os bancos agissem com lisura e fossem instituições que agissem de acordo com a lei eu concordaria com tudo o que está dizendo, mas não o são!

                      Eles preferem cobrar o que não devem e ficar na retroativa, de vez em quando um ou outro corre atrás dos seus direitos, mas o lucro proveniente dos que não correm é muito maior.

                      Mas enfim, acredite naquilo que quiser, se você, mesmo sabendo destes fatos, ainda acha que a culpa é do consumidor quando é lesado, você tem um forte vies para ser o próximo a lesar alguem…

                    • Daniel

                      Linkera, é fácil. É só cada um procurar seus direitos judicialmente. Você fez isso. Eu, sigo com a minha vida sem dívidas, sem stress e sem compactuar com o lucro abusivo dos bancos. Cada um faz o que quer da própria vida. Pode ficar tranquilo… Nunca lesei ninguém e não começarei agora. E você, assuma a responsabilidade em ter assinado um contrato que não te beneficiava simplesmente porque preferiu comprar algo que não cabia no seu bolso.

                    • Linkera

                      Se não tivesse cabido no meu bolso eu não teria comprado. Tanto que estou com o carro até hoje e pagando as parcelas em dia… tsc tsc

                    • Luis Carlos

                      Atrasei um prestação, pois estava em ferias, quando fui programar para pagar a próxima percebi o atraso, como ainda não tinha passado trinta dias, liguei para o banco para emitir novo boleto, o mesmo já se encontrava em escritorio de advogacia e para que eu não tivesse o nome negativado tive que pagar honorários advocatícias que davam quase o dobro da prestação.

                    • Linkera

                      Já passei pela mesma situação!
                      A minha não chegou dar o dobro, mas ficou R$100 mais caro.
                      Mais um exemplo deles onerando o cliente de uma atividade de negócio deles.

                    • mariostefa

                      Bancos/Banqueiros querem sempre arrancar o couro dos clientes.
                      Por isso todos se escondem atras da FEBRABAN, parceiros da FENABRAVE.

                    • Carlos H. Ferreira

                      Se ele tivesse lido o contrato , e se negasse a assinar com estas cláusulas e cobranças absurdas e fosse em outra que nao cobrasse , talvez não estaria aqui chorando , mas o brasileiro médio é assim , passional , depois que passou a euforia do carro novo ele foi ver o tamanho da Bíblia que sobrou. Trabalho com financiamentos de automóveis e sei o que estou falando , é crônico das primeiras compras de automóveis , depois da compra ,vem seguro , Ipva , manutenção , combustível , e o carnê começa a pesar no bolso , que o cidadão para pra fazer conta e vê a roubada em que se enfiou. Lembre de – juros é o aluguel do dinheiro , se vc não tem e resolve usar o de algum banco , pague o valor combinado , e nem pense em processar o banco, como foi postado antes , caso vc faça isso , nunca mais vc consegue comprar um alfinete fiado!

                    • João Cagnoni

                      Marque o maior ladrão na aquisição de um carro: Lucro da Venda, Garantia de 5 anos com revisões obrigatórias, Opcionais, Impostos de Venda, IPVA, Preço das Peças, Taxas inventadas pelos Bancos, Juros dos bancos em caso de inadimplência, Seguradoras, Faróis de Xenon (se você ainda não bateu o carro, procure saber do preço, ou venda os seus e viaje para Miami por 1 semana), Bandeja de suspensão dos Citroen/Peugeot que duram 6 meses, Parabrisa original, Pneus/Rodas acima de 215 R16, Furtos, Ladrões e Sequestradores. Até hoje, os que menos me levaram dinheiro foram os furtos, ladrões e sequestradores.

                    • Basket13

                      Novo ka revisão com 5000km, 3 meses, pode, é só grana que vai, tempo de troca de óleo de carro velho, que pelo menos usa aqueles oleo baratinho.

                    • Pedro

                      Me desculpe meu amigo, vc trabalha de graça ? Sem salário ? A montadora é uma empresa e como todas têm fins lucrativos e visa o lucro..,

                      Achar que alguém vai passar mão na sua cabeça é bobeira sua

                    • Alessandro Lagoeiro

                      Inclusive esse seu ponto é o que foi alterado na reforma do código-civil (Artigo 157). Seria similar a dizer: “Carro usado tem risco. Você compra um carro de uma loja e no dia seguinte cai o motor. Como você sabia do risco e isso pode acontecer, a responsabilidade é sua ao assinar o contrato. Você sabia que o motor poderia cair e isso não é coberto pelo contrato”.
                      Pelo jeito esse artigo não atingiria os bancos.

                      O que o pessoal tem dificuldade de entender é que ninguém está defendendo a inadimplência. Acho justo o banco tomar o bem, e acho pouco o que acontece hoje com quem tem o bem tomado. A questão é que a medida é desproporcional. Bem ou mal, o financiamento foi o que permitiu uma renovação da frota, mesmo que forçada. E o que acontecerá é que aquelas bombas que você pode comprar a vista (Tipo Gol BX, Tempra, Chevette, Escort) subirão de preço pela lei da oferta e da procura. E aí em vez de dividir rua com a escória que não tem dinheiro para comprar carro vista e seus Celtas, Gols e Palios, dividirão rua com Monzas, Tempras, Mondeos…

                    • Linkera

                      Tirando a parte da escória eu concordo contigo.

                      Não acho que pobre que não tem dinheiro para comprar Celta, Gols e Palios a vista sejam escória porque eles são gente como nós

                      Mas de fato também acho justo o banco tomar o bem, só não acho justo que as leis nesse país são todas para favorecer a burguesia e as poucas que tem para favorecer a massa não são respeitadas.

                    • Alessandro Lagoeiro

                      Linkera, fui irônico. Até porque nessa lista está meu valente carro!

                    • Linkera

                      Ah se é assim sim rsrs

                    • Thales Sobral

                      Não… O acordo com o banco é bilateral, ele quer emprestar e você quer o empréstimo. No assalto, a coisa é unilateral.

                    • Linkera

                      Você escolheu passar por ali, ele escolheu te assaltar…

                      É uma analogia…

                    • Thales Sobral

                      Analogia tortíssima, mas você não vai querer aceitar. Deixa pra lá.

                    • Minerius Valioso

                      Você trocou as bolas.

                      O contrato que você faz com o banco é voluntário.

                      Não é o mesmo com um bandido. Você não pediu para ser assaltado, né?

                  • Léo Hung

                    Compra usado e pára de mimimi. Nunca foi vergonha. Porque seria agora?

                    • Linkera

                      E aonde foi que você leu que o meu carro era novo???

                • Alessandro Lagoeiro

                  Tenho uma idéia melhor: Que tal levar esses pobres que não tem dinheiro para comprar carro a vista para campos de concentração e esterilizá-los a força? Ou proibir quem não tem dinheiro de ter carro de 2.0 para cima de andar na rua para não atrapalhar o trânsito de vocês, seres superiores? O fato de alguém assinar um contrato lesivo não dá o direito do outro lado praticar injustiça. Inclusive isso foi contemplado na última mudança do código civil (Artigo 157).

                  • Daniel

                    Cara, abaixa a bola. Eu ando de Fusca 1200. Já financiei carro, já me enrolei com cartão de crédito e cheque especial. Sou um cidadão tão comum como qualquer outro. Mas veja só; cansei de pagar juros para bancos. Me reorganizei e NUNCA MAIS comprei absolutamente nada parcelado e que não coubesse no meu bolso. Se você acha legal me enquadrar numa analogia a Hittler porque defendo que só se estrepa quem quer, é um direito seu. Agora, se a população não tem renda digna, poder de compra, cultura e inteligência para evitarem de serem lesados… Não é culpa dos bancos.

                    • Alessandro Lagoeiro

                      Concordo com sua última frase, e desculpa pela analogia. Mas o caminho não é esse Daniel, não é por aí. Para começar a idéia de juros maiores compensarem a inadimplência é algo que acho similar a presunção de culpa. Certa vez eu li que 25% do seguro é fraudado, o que faz aumentar o preço para os outros 75%. O dever de coibir o mau uso é do banco, e ele está repassando essa responsabilidade para os clientes. É errado! Que se crie controles, negue o financiamento, crie a distinção que nesse cenário acho melhor que punir inocentes, mas não onere os clientes corretos. Vamos supor ainda no exemplo da seguradora, que as fraudes diminuam para zero por cento (O que deve ser impossível em qualquer parte do mundo). Você acha que o preço diminuiria para os outros 75%? Eu tenho a resposta e você também.

                    • Daniel

                      Bingo! Absolutamente tudo tem sobrepreço no Brasil. Convênios médicos, seguros, carros, imóveis, eletrônicos e por aí vai. O consumidor sabe (ou deveria saber) disso. Os juros bancários não poderiam ser diferentes.
                      Observemos os valores dos carros no Brasil… Absurdo!!! Ao invés da população rejeitar a oferta, prefere ver o valor da parcela e mandar bala. Veja bem, se o consumidor fica mais de três meses inadimplente e perde o bem, qual o interesse em reaver o carro sem ter condições de pagar? Não achei a nova medida abusiva. Abuso é movimentar o ramo automotivo, na maioria das vezes, comprando um carro que você não precisa, com um dinheiro que você não tem. Precisamos parar de querer subir na cruz! Brasileiro pode ser burro, mas nunca foi inocente. Eu não pago juros abusivos por opção. Faz quem quer.

                  • Holandes Louco

                    “O fato de alguém assinar um contrato lesivo não dá o direito do outro lado praticar injustiça.”
                    “Que tal levar esses pobres que não tem dinheiro para comprar carro a vista para campos de concentração e esterilizá-los a força?”

                    Adorei seu exemplo de justiça…

                • GCR

                  Infelizmente 99% dos brasileiros tem péssima cultura financeira. O cara recebe o salário, gasta tudo em uma semana e depois fica na merda. Investimento a longo prazo? Planejamento? “Isso é coisa de otário, depois eu me viro”. Atualmente me recuso a usar o máximo cartão de crédito, pq pagoem dia e sei que enquanto isso tem no mínimo 3 que não pagam, estão pouco se fudendo pra isso, e que a operadora do cartão ou não recebe ou aceita um valor bem menor depois de tanto brigar.

                • Léo Hung

                  Exato!!!!! O problema é que as pessoas de um modo geral estão com a visão tão deturpada, que acham que o banco é criminoso por cobrar taxas abusivas.

                  Está errado? Sim, pois cobra muito mais que em outros países com situação similar. Mas cadê a galera reclamando e brigando e fechando suas contas no banco? Duvido que isso não surtisse efeito. Mas não, é melhor se vitimizar e dizer “Banco mau! Me extorquiu em um financiamento que EU DECIDI fazer” :D

                  Vai vendo…

              • Chega_de_Ignorância

                Sim, como existe a função social dos contratos, da propriedade, da posse, existe a função social do crédito.
                Por exemplo: se não fosse a tal da minha casa minha vida, muita gente estaria só enriquecendo pessoas já ricas pagando aluguel.
                Assim, essa gente enriquece a Caixa (e o governo), mas seus filhos ou netos terão um patrimônio.

                • Alessandro Lagoeiro

                  Desculpa Lipe, não vou discutir política com você porque seria perder o nosso tempo, até você contar como é superior a mim por ter estabilidade no emprego.

                  Mas esse programa que você se refere ferrou a vida de muita gente que estudou, se dedicou ao trabalho e por isso ganha um pouco mais (Olha só, eu!), por ser em um mercado desregulado: Os subsídios são muito, muito menores que valorização absurda e artificial dos imóveis. Subsídio de 23 mil para apartamento de 40 metros quadrados que valiam 60 e agora valem 200? Será que ninguém se deu conta disso?

              • Léo Hung

                Paga quem quer…

                Eu poderia pegar um Fusion zero e pagar suaves prestações de 2k por mês para “ostentar”. O banco me concederia o crédito para isso.

                Vou fazer? CLARO QUE NÃO. Não sou maluco… :)

                Continuo com meu kazinho caído 2009, juntando grana para quando tiver uns 50k, pensar em algum carro ou zero (popular) ou médio usado com até 2 anos (já sabendo que terei que arcar com manutenção). E isso à vista.

            • Linkera

              Desde que você atenda aos requisitos a instituição financeira é sim obrigada a te dar o crédito porque ela não pode fazer distinção.
              Tem dúvidas? Pesquise a quantidade de ações deferidas a favor do consumidor por causa de crédito negado sem justificativa.

              Não é um privilégio! É um direito!

              • Daniel

                Ação deferida depende da ótica do Juiz. A questão é que você está errado… As instituições NÃO são obrigadas a conceder crédito, mesmo que você se enquadre nos requisitos.

                • Linkera

                  Pesquise, depois comente.

          • Hamilton Maia

            Concordo contigo. Povo não é capaz de enxergar a jogada dos bancos para mudança na norma.

          • Matafuego

            Bancos privilegiados? O banco não forçou o cidadão a fazer o financiamento.

          • Thales Sobral

            Mas é pra proteger os bancos mesmo. Senão, eles tratam de se proteger fazendo uma análise de crédito mais rigorosa e com juros mais altos.

          • Roger Rosato

            Os bancos sairão ganhando de uma forma ou de outra. Antes haver vantagem para os dois lados que só para o lado deles. Sem garantias, não há crédito, sem crédito quem se ferra somos nós, não eles. Os lucros dos bancos privados batem recorde após recorde, em especial em época de crise… quanto menos aquecida a economia, mais eles encarecem e dificultam o acesso ao crédito, perder eles nunca perdem. Essa medida só é negativa aos que não honram o contrato que MUITO BEM assinaram.
            Se acha que é melhor um sistema financeiro que não valoriza o bom pagador, sinto muito, mas discordo, mas sem chamá-lo de alienado, pois não o conheço e seria muita petulância minha concluir isso.

          • Chega_de_Ignorância

            João,
            Hoje já se fala em função social do crédito.
            Isso mesmo!
            E essa medida, a meu ver, beneficia a sociedade em geral, no sentido de reduzir a inadimplência, melhorar as taxas de juros e facilitar os empréstimos e financiamentos para os bons pagadores.
            Claro, beneficia os bancos, mas também acaba beneficiando o bom pagador.

          • Igor Lima

            Com certeza somente os bancos… se o contrato de financiamento foi aprovado em 60 vezes, a pessoa perde o emprego durante a vigência do contrato e se enrola… pq diabos os banco tem de receber as 54 parcelas de uma vez? o certo é o certo o errado é o errado! Se o contrato está novamente em dia ele tem de seguir como fora contratado!

            • Alessandro Lagoeiro

              Igor, vou ensinar uma coisa: A pretensa elite sempre apoiará medidas elitistas ou de higienização se preferir. Não a elite definida por aquele rato vermelho barbudo, mas aqueles que se acham melhores que os outros como os que discriminaram pessoas de determinada região do país. E tudo que para eles significa privilégio, como de não dividir espaço nas ruas com os “pobres”, terá apoio incondicional. Foi por causa de gente assim que infelizmente teremos essa desgraça no governo por mais quatro anos. Na internet a ressonância deles é maior, tanto que se fosse mirar no Facebook, o candidato derrotado teria pelo menos noventa por cento dos votos. Mas o tiro irá sair pela culatra: Eles não dividirão mais espaço com o moleque de Celta 2010 financiado. Mas terão que dividir o espaço deles com Mondeo, 106, Mazda 626, Gol BX, 206, Mille, Palio ED…

        • Alessandro Lagoeiro

          Quem está alienado é o carro! heeheh

      • Mais respeito com o outro leitor. Seu comentário está sendo apagado.

    • Halisson Cardoso

      Mas esse sistema só beneficia os bancos. Por que tenho que pagar a divida toda em caso de atraso, se no ato da compra ficou acordado um tempo maior para o pagamento?

      • Daniel

        Também fica acordado no ato da compra que você deve pagar as parcelas em dia, ou não?

      • CorsarioViajante

        É o que penso.

      • Angelo_RSF

        Será que é porque você ficou 90 dias inadimplente???

      • Halisson Cardoso

        Me desculpem, he como eu disse acima, acho que devem sim dar agilidade ao direito dos bancos, mas não pode prejudicar cem por cento o consumidor

        • Roger Rosato

          100% dos consumidores? Gostaria de saber com que bases concluiu essa sua estatística, pois, para mim, o consumidor que honra seus compromissos só tem a ganhar com as mudanças, uma vez que aumenta o acesso e reduz o custo do crédito.

      • Felipe Meyer

        Está escrito na própria notícia: “que assim podem ampliar a aprovação de novos contratos”.

      • Roger Rosato

        No ato da compra também ficou acordado que vc pagaria as prestações… se não o fez, não honrou a sua parte e quem paga são todos os usuários de crédito.

    • Louis

      Rapaz, aqui no meu condomínio (classe média-alta), tem muita gente que não paga a taxa de condomínio de sacana mesmo, o cara anda de carro importado novo e está inadimplente há meses no condomínio. Isso eu acho o cúmulo. E ainda usufrui de serviços do condomínio, como piscina, etc…

      • Gustavo73

        O pai de um amigo é dono de escola. Ele diz que durante um tempo teve um aluno, que o pai não pagava a escola o ano todo. No final vinha e pagava tudo de uma vez. Sempre negociando um desconto. Uma vez ele perguntou o porque disso. Pois afinal moravam no mesmo bairro, e ele via que els não passavam por qualquer dificuldade. Resposta, uso o dinheiro para “jogar” na bolsa. E ainda levo um. E ele como dono não podia fazer nada.

        • Louis

          Pois é, no final a conta é dividida para todos os demais pais de alunos. Assim como nos condomínios, esse prejuízo é dividido por todos.

          Agora, eu pergunto, uma pessoa que ganha dinheiro na bolsa, precisa deixar de pagar a escola pra ganhar um trocado a mais ? Faz isso porque tem espírito de porco mesmo, gente suja.

          • Gustavo73

            Exatamente e ná época eu era novo e perguntei pro pai do meu amigo. Porque ele não botava o car a pra fora. Ele disse que a criança não tinha culpa, e que a lei não dava muita opção pra ele. Ele disse que tinha o número de pessoas que faziam isso estava aumentando. Isso a quase 20 anos. Imagino hoje. Com relação a condomínio, minha mãe é sindica do prédio dela há menos de um ano. E falou que tinha gente devendo quase 3 anos. Gente com dinheiro, que o dono era filho de hospital e tudo. Mas que ia empurrando com a barriga. Mas ela conseguiu receber agindo com diplomacia e tenacidade. Mas é desgastante isso e muitas vezes desnecessário, como você disse. Não é por necessidade é por índole.

            • Thales Sobral

              Aqui no meu condomínio, 3 meses de inadimplência e já tá no tribunal…rs
              E funciona, hein?

              • Gustavo73

                Pois é, mas minha mãe assumiu tem menos de 6 meses. E nunca tinha feito nada do tipo. Como é advogada primeiro quis colocar as coisas em ordem no condomínio(resolvendo tudo que poderia voltar contra ela como sindica). Agora eu acho que ela finalmente está com as coisas mais em ordem. Mas sei que ela sofreu esses meses todos…

              • radiobrasil

                Por dívidas de condomínio o único imovel pode ser penhorado também, se não me engano.

                • 4lex5andro

                  nao, se o titular nao possuir outro imovel, nao pode ser penhorado ou confiscado ..

                  de acordo com o art. 1º da Lei n. 8.009 , norma que tem por objetivo a garantia da moradia familiar , se a casa é unico bem em nome do individuo-alvo da açao judicial (ou similar) é considerada impenhorável ..

        • Linkera

          O mal do brasileiro é achar que é espertão!

          Depois é fuzilado na Indonésia e não sabe porque… pobre vítima

          • Gustavo73

            É aquele negócio, faz e depois vê como fica. Aqui muitas vezes tem jwito. Fora muitas vezes não…

          • Junoba

            O que mais impressiona, é que a diLLma se preocupa com traficante, invés de ajudar a população local, ou com os brasileiros que são queimados vivos na fornalha por islamistas, simplesmente por serem cristãos.

        • CorsarioViajante

          Num prédio onde morei, um sujeito fazia isso em relação ao condomínio. Falava que era melhor pagar a multa do ano todo e aplicar o dinheiro, que ainda ficava no lucro. Quanta falta de cidadania.

          • Gustavo73

            Pois é, o cara mora em um condomínio e pensa unilateralmente.

        • Economy

          Imagino as kgadas que esse “investidor” está levando na Bolsa? Todo dia é uma queda fenomenal.

          • Gustavo73

            A história tem uns vinte anos. Mas Bolsa é aquilo, negócio de risco. Principalmente a curto prazo.

            • Economy

              Gustavo! É inegável que o investimento neste instante esteja ruim. Quer queira ou não, e sou absolutamente leigo no assunto, apenas uso o bom senso.

        • radiobrasil

          Eu pago a escola anualmente, MAS no início do ano. Não invisto na bolsa, mas consegui 2 mensalidades de desconto… ou seja, um BAITA DESCONTO.

          • Gustavo73

            Paga adiantado, merece o desconto.

      • Roger Rosato

        Pois é… isso porque isso tudo é devidamente acordado e assinado… fico com dúvida se o que mais falta neste país é honra a compromissos ou vergonha na cara.

    • Economy

      Perfeito Roger Rosato!

      Só dessa forma para frear a irresponsabilidade dos que desejam mais em se aventurarem na estrada esburacada do financiamento, e muitos até priorizam o aspecto social de um falso poder de compra aos orçamentos de vida comum a todos.

      Financiamento se faz quando se tem condições para isso. Mas muitos acham que enfrentar um carnê de financiamento em 60 vezes é sinal de “respeito”. Mas em casa, coloca os filhos na escola pública, cessa o Plano de Saúde e se alimenta de mistura só para andar de “carro novo”. E mesmo assim atrasam as parcelas.

    • Alessandro Lagoeiro

      Você acredita mesmo que você paga os maiores juros do sistema solar só por causa do risco que eles tem de eu não pagar?
      Eu não queria estragar sua lua de mel com essas entidades tão idôneas e aversas a lobby, mas tenho que te abrir o olho. Você não paga juros de países civilizados PORQUE ELAS NÃO QUEREM!
      Elas já tem sua ficha há anos, sabem da sua pontualidade, dos seus investimentos e até do seu salário. E acha que você está pagando esses juros pornográficos porque eles tem que emprestar dinheiro para mim que atraso a conta, deixo estourar o limite, tenho vez ou outra o cheque devolvido… Não seria mais fácil eles não emprestarem para mim e cobrarem juros menores para você? Em todos as estatísticas sobre o setor, os inadimplentes são a minoria absoluta (E parece que os defensores dos bancos só conhecem os 10, 15% de inadimplentes. Os outros 85% eles não conhecem). Logo a maioria “honesta” empresta e paga em dia. E continua emprestando e pagando, e é por isso que os juros são altos. Porque TODOS concordam em ser assaltados. Inclusive os que pagam em dia. E nesse cenário, com o lucro batendo recorde ano após ano, porque eles baixariam os juros?
      Usei a figura do eu e você para tentar explicar (Meu financiamento está em dia, eu juro… heheeh)… Não caia nessa explicação fácil…

    • Basket13

      Mesmo a pessoa pagando as parcelas em dia, o financiamento já é burrice.

      • Alessandro Lagoeiro

        Imagino que andar de transporte público seja equivalente a ter PHD em Harvard. Nem todo mundo tem condição de ter carro CONFIÁVEL sem financiar.

        • Basket13

          Até concordo, mas não estou a fim de financiamento, carro zero muita frescura, vou tem que fazer 2 revisoes em 6 meses no novo ka, tem marcar revisão, levar o carro, depois voltar de circular pra buscar, meu gol tava com 96 mil, eu levava o carro pra trocar oleo, o cara trocava na minha frente em meia hora e já saia com carro e gastava bem menos, carro zero e financiado é ilusão, escravidão, peguei nojo.

          • Alessandro Lagoeiro

            Não entendi. Você é OBRIGADO a fazer revisão no seu carro? Você pode não fazer, levar no mesmo mecânico, levaria a mesma meia hora e pagando a mesma! Você só não teria garantia. Como seu Gol acho que não não tinha. Logo, isso não se caracteriza desvantagem do carro novo. E carro usado financiado não é escravidão? Não te dá nojo? Eu hein…

            • Basket13

              Minha intenção é ficar com meu carro que tirei zero novo ka 1.5 o máximo possivel, quando for extremamente necessário eu troco de carro, mas a vista sem financiamento, com esses preços das carroça zero, vou comprar usado, agora vou fazer as duas primeira inhaca de revisão depois vou cair fora dessa corja, financiamento é dificil a gente não sabe o dia de amanhã, fico doente, minha renda diminua ou venha a falecer, vou deixar divida pra minha familia, eu estou fora, meu tio tinha um palio 2008, valia uns 16 sei lá, pegou um palio zero ta estrepado em financiamento, você qual ia dar mais dor de cabeça pra ele o palio financiado zero ou usado quitadinho.

              • Alessandro Lagoeiro

                Isso é relativo: Se a comparação é usado quitado x novo financiado, é uma situação. Dá para dizer que o usado é mais vantajoso? Depende. O seu gasto de manutenção tende a ser maior “Ah, mas já tive carro que era zero e teve problema e comprei carro usado e nunca tive”. Pode existir esse cenário, mas o mais comum é o contrário. E é só pensar no carro zero que teve: Quando passou para frente, deixou de ser zero e passou a ser usado. Será que só por ter deixado de ser zero (Na verdade acontece isso quando sai da concessionária) ele deixou de ter problema? Isso prova que carro usado também tem problema. É tudo uma questão de fazer compras, mas no caso do usado, existe algo nebuloso: O que vai quebrar, o que pode quebrar, o que foi usado a exaustão e está no limiar de quebrar…. Claro que carro zero tem essas questões, mas você controla melhor as variáveis. Fora aquela questão: Quanto vale você não ficar com o carro parado em uma Anhanguera as 22 horas da noite com seus filhos dentro? São questões a considerar.

                • Basket13

                  Claro que carro zero tem menos chance de quebrar, eu prefiro zero, mas do jeito que está indo, esses carros vagabundo popular custando o que custa eu vou de usado melhor a vista, o cara comprar um de 40 mil 1.0 financia em 4 anos, depois volta na css os fdp dá 20 ai o trouxa pega outro livrinho, coloca em risco os 20 de capital em risco, eu não acho isso vantagem.

                  • Alessandro Lagoeiro

                    Se é melhor ou não não vou entrar no mérito, mas usarei seu comentário como gancho. De fato está complicado comprar carro no Brasil. A questão não é nem ser 1.0 (Que para meu uso regular dá e sobra), mas o preço em si mesmo. Só faria a observação que se a pessoa tem 40 mil para dar a vista em um carro usado, obviamente ela tem o mesmo valor para dar em um usado. Vejo muita gente falando que é melhor pegar um usado quitado do que financiar um zero km, o que posso até concordar. Mas aí fala que no lugar de pegar um White up! de 40 mil a pessoa fala que pega um Fusion sei lá o que por 40, Azera por 40… Porque diabos a pessoa teria 40 mil para dar em um usado e se ele for zero e custar isso a pessoa vai ter que financiar?
                    Mas de fato, está complicadíssimo comprar carro aqui!

    • Revoltado

      Exatamente o que eu penso…. A pessoa que paga em dia cumprindo o contrato, acaba pagando 2 carros por que outros não pagam em dia isso encarece o financiamento…

  • zekinha71

    O que vai ter de mané andando a pé.
    Conheço um que compra alemão fica uns três meses e depois “troca”.
    Vem com papinho que ora não gostou do banco, ora não gostou da suspensão, ora achou o motor fraco.
    O cara compra só paga a primeira e quando começa a receber as”visitas”, devolve e compra outro. Quer pagar de rico, mas ultimante nem nome o cara tem.

    • Guest

      Zekinha, ta com dor de cotovelo do vizinho?

      • Pablo Lourenço

        João “alienado” Cagnoni

      • zekinha71

        Dor de cotovelo de pilantra?
        O cara é laranja dos outros e que pagar de patrão, esses tipos, eu gosto de ver na merda.

    • Gênesis Cardoso da Cruz

      Como que aprovam um financiamento de um cara desses? Eu não entendo isso, se fosse comigo nunca mais iria conseguir financiar carro.

    • Alessandro Lagoeiro

      Bem, existe um processo que demora um pouco para limpar o nome dele. Não acredito que ele logo compre outro.

      • zekinha71

        O cara dá um jeito de pagar as parcelas devedoras e devolve o carro, antes de complicar, e cada compra ele vai em uma loja diferente.
        Bem pilantra, já pensando em desfilar com carrão e devolver depois de 3 meses.

        • Alessandro Lagoeiro

          Mas não adianta devolver o carro: Ele irá para leilão e a partir daí o processo só terminará com a venda do bem… E ele pode ir em mil estacionamentos. Os bancos serão os mesmos, com poucas variações..

          • zekinha71

            O cara deve ter esquema com algum funcionário, deve usar docs falsos, já ví aparecer com cartão de credito com nome de outra pessoa, usar e depois jogar fora.
            Uma vez viram uns policiais colocando ele dentro de um camburão e ele sumiu alguns dias. Depois aparaceu com a cara toda roxa e ele falou que fez uma plástico no nariz, por isso que tinha ficado daquele jeito, deve ter lavado uma bela surra, afinal a maioria das lojas de carros multi marcas são de policiais ou políticos em SP.
            Toda vez que ele “trocava” de carro vinha mostrar, como era bonito, potente e tudo mais, daí eu falava pra que pena que dali três meses ele não mais estar com o carro. Daí ele entrava no carro e sumia uma semana, pra depois vim de gabar de outra coisa novamente.

  • Debraido

    Boa.
    O que mais vemos por ai são pessoas que sujam as estatísticas. Compram o carro que querem e simplesmente não pagam. Quando o banco consegue retomar, já utilizaram o carro por um bom tempo.

    • 4lex5andro

      é exatamente o tipo de comportamento – a inadimplencia voluntaria, que nao raro, é exatamente a de maior valor monetario – que mantem as taxas de juros dos emprestimos nesse país no nivel que estao ..

  • João Cagnoni

    Ultimamente crescem cada vez mais os “assaltos de contrato”. Podem nos roubar com o amparo da lei.

    • Debraido

      Não entendi. Se alguém vem tomar um bem pelo qual você se comprometeu a pagar e não pagou é assalto?

      • João Cagnoni

        Sim, ninguém deixa de pagar porque quer. Eu já passei por isso após perder o emprego, simplismente não tenho pai ou mãe que pague por mim. Após 3 meses desempregado eu conheci esse outro lado dos bancos, a parcela do meu carro literalmente dobrou o valor e foi muito difícil recuperar o prejuízo. Caso o carro vá a leilão, normalmente vendem a preço de banana pra alguém de dentro do banco e ainda te cobram o saldo devedor. Pelo amor de deus, me diga onde isso é justo. Só vejo comentários sem noção por aqui.

        • Daniel

          Oras bolas, claro que é justo! Se não tinha dinheiro para comprar algo que coubesse no seu bolso, não comprasse! Perdeu o emprego, logicamente vai perder o carro que não é seu. Qual o problema nisso? Ou vai me dizer que você não leu o contrato?

          • João Cagnoni

            Isso já faz um tempo, mas cabia no meu bolso quando comprei. Os tempos mudam. A parcela subiu de R$ 620 pra R$1100 em menos de 3 meses, então os R$1860 de saldo devedor viraram uns 3 mil reais. E não, eu não li o contrato. Não leio contrato, bula de remédio e manual de microondas, mas não seria justo um microondas que explodisse ao apertar o “Stop” 3 vezes que me matasse só por não ter lido um pedaço de papel.

            • Daniel

              Então me desculpe, mas você mereceu.

              • João Cagnoni

                Daniel, ninguém merece ser roubado. Os contratos de financiamento favorecem somente os bancos.

                • Daniel

                  Caramba João! E qual o problema nisso??? O dinheiro é deles! Você não foi roubado amigo. Você perdeu seu emprego por motivos alheios à vontade do banco. Você precisou de dinheiro, te emprestaram. Você não conseguiu pagar e foi onerado com juros. É a vida colega. Não gosto de ver ninguém sofrendo com dívidas. Mas quem vai bater na porta de uma instituição financeira e pede milhares de reais emprestado, TEM QUE SABER como o credor vai reaver esse dinheiro em qualquer que seja a hipótese.

        • Debraido

          João, não sei como foi no seu caso. Porem, sou da opinião que quando estamos sem dinheiro devemos nos desfazer dos bens que geram custos, e o carro é o principal deles. Já vi gente tirando o filho de uma boa escola e continuar pagando prestação de carro de luxo. Ai vai de cada um.

          • João Cagnoni

            Sim, com certeza. O problema é quando você se desfaz do carro e da escola pra pagar os juros abusivos dos bancos.

            • Angelo_RSF

              Os juros não constam do contrato de financiamento?

              Os juros são altos mas ninguém põem uma arma na cabeça da pessoa obrigando-a a comprar um carro financiado.

              • João Cagnoni

                Angelo, esse é o problema. Se você ler um contrato de financiamento com atenção, tenho certeza que você nunca vai assinar. Isso não muda o fato de ser um assalto, estamos discutindo os contratos em andamento.

                • Angelo_RSF

                  João…Para mim um contrato em andamento supõem-se que foi lido antes de assinado pelas partes.

                • Thales Sobral

                  Eu li o contrato de financiamento do meu apartamento, é uma dívida bem grande, e lá estão as várias cláusulas de penalização caso eu não pague. E assinei. E obviamente não planejo meu orçamento pra só pagar a parcela do próximo mês.

          • radiobrasil

            Isso aconteceu com um amigo semana passada… tinha um Voyage 1.0 2012… inteiro. Tava pensando em comprar uma casa pra alugar. MAS o jumento torrou a reserva de $$ q seria para o imóvel numa Amarok seminova. E tava chorando pra comprar material escolar pros filhos, fazendo pesquisa mesmo. Detalhe: ele ainda não fez o seguro da Amarok.. QUANDO SOUBER AIAIAIA

        • Pablo Lourenço

          O justo então e vc comprar não pagar e ainda ficar com o carro? Ta explicado porque o Brasil e esse lixo.

          • João Cagnoni

            Não falei em ficar com o carro!!! É claro que o banco deve reaver o carro, mas a maneira que fazem isso é extremamente absurda. Como assim as pessoas precisam pagar o saldo devedor à vista? Quem tem grana pra isso? Se o sujeiro deve 3k de parcelas e o carro custa 40k, ele não pode pagar as atrasadas nem com os atuais juros ultra-abusivos de 200~300%?

            • Eduardo Brito

              Simplesmente se você não conseguir pagar as parcelas, o Banco reave o carro, como era antes.

            • Angelo_RSF

              Pelo que li a pessoa tem que pagar a divida integralmente PARA TER O CARRO DEVOLVIDO…se a pessoa não pode mais pagar então pra que quer o carro devolvido??? Pra continuar não pagando???

              • João Cagnoni

                A pessoa pode pagar para ter o carro devolvido depois da apreensão e antes do leilão, sendo que o leilão não demora a acontecer. Depois disso, você precisa pagar a diferença entre o leilão e o valor do carro, que é gigante.

        • Eduardo Brito

          Você não entendeu João: você só precisa pagar o restante se realmente quiser ficar com o carro. senão ele volta pro banco.

          • João Cagnoni

            Eduardo, se você não pagar o restante, o banco ainda te cobra a diferença do “leilão” e o valor do carro. Coloquei o leilão entre aspas, pois vendem Fusion a preço de Palio fiasa.

            • Marcelo Barganha

              Velho.. na boa.. Não há desculpas!
              O banco não está fazendo caridade. Ademais, pessoa que vem aqui e diz que assinou um contrato de financiamento SEM LER e ainda quer ter razão…

              Empréstimo é coisa para ser tomada em RARÍSSIMAS EXCEÇÕES.

              Brasileiro foi que pegou mania de achar que empréstimo é coisa banal que dá para fazer toda hora… Inclusivo para panaquices como comprar carro!

              • João Cagnoni

                Marcelo, o Leasing e outros financiamentos são muito mais presentes nos EUA e Europa do que aqui. Por que lá os bancos não metem tanto a mão nas pessoas? Será que aqui tem mais inadimplência que a França? Óbvio que não.

                • Marcelo Barganha

                  Talvez porque nos outros lugares as pessoas dão mais valor a ler o contrato antes de assinar…

                  • João Cagnoni

                    Marcelo, esse é o problema. Quem lê, não assina. Adianta? Não seria melhor deixar o banco com um lucro justo, sem meter a mão nas pessoas? Fica bom pra todo mundo. Ninguém julga o banco por lucrar, mas julgamos por lucrarem onde não deveriam.

            • Holandes Louco

              Sim, eles cobram a diferença pois te emprestaram dinheiro e não um carro, se houve depreciação, (des)valorização, etc, tudo isso é risco de negócio da parte contratante.

  • CorsarioViajante

    Peraí, eu acho correto facilitar que tomem o bem de quem deve, mas acredito que agora existe um abuso, pois caso o cara tenha o carro tomado no meio do financiamento terá que pagar todo o resto à vista em cinco dias? Não acho justo, exceto em casos de má fé, que poderiam ter sido previstos (por exemplo, deixar de pagar uma segunda vez…)

    • Anderson Lemos

      Cara ficar 3 meses sem honrar com sua parte do contrato, vc quer mais má fé do que isto ?

      • CorsarioViajante

        O problema é que agora se ele quiser honrar não basta mais pagar os atrasos, mas sim TODO o valor… Ou seja, praticamente impossível. O correto, a meu ver, seria numa primeira vez permitir que se reestabeleça a normalidade e, em caso de segunda inadimplência sim, tomar desta forma.

        • Debraido

          Corsario, acredito que a lei permita que o banco se utilize dessa forma de atuação. Porem acho que vai muito de caso para caso e do relacionamento do cliente com o agente financiador, para o banco é péssimo ter um monte de carros estocados indo para leilão. Acho que a lei só será utilizada em caos extremos ou de evidente má fé.

          • CorsarioViajante

            Espero que sim, eu mesmo sofro com uma questão similar mas com imóvel, no caso a pessoa não paga condomínio até ir à justiça, mas daí paga UMA parcela e volta tudo à estaca zero… Por ano! Um caso típico de má fé. Mas nem todo mundo que atrasa uma mensalidade do condomínio é picareta, por exemplo!

            • Debraido

              Concordo, porem devem existir leis que possam prevenir, as pessoas e as instituições, dos picaretas.

        • GPE

          Concordo. Quem é reincidente deve sim ser penalizado mas nunca quem por algum motivo não honrou o compromisso pela primeira vez

        • Junoba

          Se alguém comprou alguma coisa, é obrigação pagar em dia. Quando alguém faz um financiamento, ela tem que analisar a sua situação financeira, antes de fazer negocio. Meu avô tem 75 anos e nunca teve seu nome ´´sujo“. Isso só acontece porque ele tem responsabilidade. Coisa que todos nós devemos ter.

          • CorsarioViajante

            Também acho, tanto que nunca tive problemas do tipo, mas ao mesmo tempo meu lado humanista me lembra que ninguém é feito de ferro e acerta sempre. Em casos extremos, vale sempre lembrar do caso exemplar das prisões por dívidas na Inglaterra vitoriana, que acabavam por tornar a solução pior que o problema, se ainda não conhece o assunto vale a pena pesquisar.

    • Guilherme

      mas pode ter certeza que não é isso na grande maioria que acontece.
      Mas entendo seu ponto de vista e concordo com isso.

      Acho que o que você quis dizer foi o cara pagou metade do carro ( financiamento em 5 anos ) tudo certinho sem atrasar nada, aí chega um mês e sua empresa sofre com alguns cortes e ele é o escolhido e acaba atrasando pela primeira vez…
      Pensando por esse lado a lei se torna um pouco dura mesmo. Porém acredito que existe toda uma estatística por trás disso, um estudo sabe.

      • CorsarioViajante

        Sim… Foi exatamente o que pensei. Em cinco anos por exemplo muita coisa muda, acho um pouco de exagero.

        • Guilherme

          Com certeza, porém acredito que a possibilidade de fazer a apreensão do bem não será feita de forma tão radical para clientes nesse perfil.

          Acredito sim que isso afetará os MUITOS consumidores que compram carros (não importa se novo ou velho, importado ou nacional) financiados a muitos anos e pagam poucos 3 meses e depois já desistem de pagar pois sabem como a justiça é demorada.

          Sei que não é o pensamento de todo mundo, porém existem muitos consumidores que já compram nessa intenção.

          • CorsarioViajante

            Exato, existem mesmo, por este lado sem dúvida é um avanço.

      • João Cagnoni

        “Um pouco dura”? Isso é um contrato de assalto, nem bandido conseguiria tirar tanta grana de alguém.

        • Guilherme

          Com certeza João, entendo seu lado de revolta. Porém sou um empresário, e as vezes o trabalhador não vê o lado do empresário, que tem muito mais contas, muitos mais gastos e também depende de dinheiro. O empresário ser lesado também é MUITO ruim para ele.

          Porém acredito que poder não significa deverá, acho que em situações extremas como um contrato que sempre foi pago direitinho e por conta de uma infelicidade na vida (desemprego, etc) o bem não será tomado tão rápido assim, de um mês para o outro.

          É muito fácil pensar só em nosso benefício.

          • João Cagnoni

            O bem não é tomado de um mês para o outro, mas eles cobram mais de 200% de juros em cima de cada parcela em menos de 3 meses de atraso, e se o carro for a leilão, vendem por um terço do preço e te obrigam a pagar a diferença.

    • duhehe

      Concordo que ”dores de barriga” acontecem, as vezes uma pessoa super honesta, por um acontecimento ou outro acaba impossibilitado de honrar os compromissos.
      Mas os casos de gente que vive pulando de carnê em carnê, de rolo em rolo.. carro em nome de vizinho, laranja e cia é enorme.
      Eu apoio a medida, incentiva o credito responsável, o banco lucra muito sem duvida, mas ninguém obriga ninguém a pegar dinheiro emprestado para comprar as coisas, logo quando a vontade ou a necessidade obriga, é aceitar as regras do jogo ou não comprar.

      • CorsarioViajante

        É um ponto de vista. Também sou contra rolo e cia., aliás sou visto como ET gente que enche o saco falando que falta dinheiro para comer mas anda de carro zero.

    • Peraldiano

      Seguinte, não trabalho diretamente nessa área bancária ou de crédito. Mas presto serviço a diversas empresas, entre elas imobiliárias. A regra nesse ramo é que quando o freguês atrasa uma prestação, esqueça, pois não paga mais. Se não teve dinheiro para pagar 1 ou 2 prestações, para 3 é que não vai ter mesmo.
      Nesse caso, a melhor saída é procurar um acordo ou solução amigável, podendo até repactuar novos prazos e valores.
      Com carro deve ser a mesma coisa. O cliente deve procurar a financeira, expor a situação e tentar um acerto no financiamento.

    • Thales Sobral

      Rapaz, o cara não querer/poder pagar o carro à vista e financiar, ok. É algo normal com bens de maior valor. Mas não dá também pra o cara não ter nenhuma reserva, como é o que tem muito por aí. Aí atrasou o salário do cabra, ele já fica inadimplente.
      Tenho uma dívida enorme (financiamento imobiliário), mas antes mesmo de assinar o contrato eu já fiz uma poupança para qualquer eventualidade.

      • CorsarioViajante

        É Thales, é difícil. Eu tbm penso assim, mas muitos foram no papo vendido por vários anos de estabilidade, pleno emprego, crédito farto, etc. Agora vivemos um tempo com mais instabilidade, com risco real de desemprego… MUita gente vai ser pega de calças curtas.

        • Thales Sobral

          Pois é, mas e aí? De quem é a responsabilidade de cuidar das próprias contas? E se der errado, quem que vai pagar o preço?
          As empresas (todas, não só bancos) estão aí pra nos servir, mas o pessoal acha que elas tem que dar o que a gente quer e “de graça”…

          Sim, banco tem que lucrar, se fosse pra dar prejuízo se chamava repartição pública. E não dá pra lucrar se ele empresta dinheiro e o cara não paga. Um contrato é um acordo entre duas partes, o lado de lá tem que cumprir a dela, e eu tenho que cumprir a minha. Se tem riscos nesse contrato, ou eu não aceito ou dou um jeito de me precaver. O problema é que ninguém quer se precaver (mas Deus é brasileiro então tá tudo certo?).

          • CorsarioViajante

            COncordo com vc. Só acho que poderia ser justo sem ser tão inflexível ou, vá lá, draconiano. Exigir que a pessoa que atrasou pague tudo de uma vez para mim não é correto, pelo menos não no primeiro caso de inadimplência.

  • Guilherme

    Até que enfim, quero ver agora os falsos ricos na rua.

    • Pedro Paulo ()

      A “preyboyzada” vai andar a pé…

      • Guilherme

        hahahahah

  • Hamilton Maia

    A novidade no Decreto não é recente. O que houve foi uma mudança no posicionamento do Superior Tribunal de Justiça, que até meados do ano passado entendia que era possível depositar as parcelas vencidas e recuperar o veículo. Este era o entendimento da maioria dos Tribunais.
    Ano passado defendi um cliente que teve uma ação de busca e apreensão manejada por um banco. Ele depositou o valor das atrasadas em juízo, com a inclusão de juros contratuais, multa, honorários de advogado e custas processuais e conseguimos a liberação do veículo. Mas eis que nesse meio tempo houve mudança no posicionamento dos Tribunais; o banco recorreu da decisão que liberou o veículo, e o Tribunal do Paraná a reformou, com base no entendimento do STJ de que se deve depositar o valor de todo o contrato.
    Para mim isso demonstra o tamanho da força dos bancos, pois mudar o posicionamento desta forma, passando por cima do disposto no CDC acerca do princípio da continuidade dos contratos é surreal.

    • Anderson Lemos

      O CDC presume a boa fé do contratante, já o STJ “entende” a pilantragem do contratante…

    • mariostefa

      A “força dos bancos” se chama taxa de juros baixissimas para emprestimos, para juizes , como a Caixa Federal faz. Aí quando aparece alguma ação desse tipo, é claro, que é a favor dos bancos.

  • Anderson Lemos

    Tem que tomar mesmo! só vejo um erro; Deveria tomar com 60 dias e não com 90.
    As taxas de juros deveriam “flutuar” de acordo com o CPF. É como diz o colega acima, “os bons pagadores pagando pelos maus”

    • CorsarioViajante

      Se não me engano o Serasa tem um projeto de cadastro positivo, é só se inscrever, a idéia é usar este cadastro para obter condições melhores.

      • mariostefa

        Faz uns 5 anos, que a Febraban vem dizendo que vai adotar este sistema. Se vem mamando até hoje , acha que eles vão perder a mamata?

        • CorsarioViajante

          Para eles é bom negócio, porque podem emprestar de forma mais seletiva e com menos risco, incentivando gente como eu, que sou “bom pagador” mas raramente tomo dinheiro emprestado devido aos juros. Se fosse diferente talvez eu já tivesse trocado de carro ou adquirido um segundo, por exemplo.

  • Mr. Car

    Se o sujeito não tem dinheiro para pagar três prestações, que dirá quitar o total. Não que eu esteja com peninha. Neguinho tem que aprender que não basta calcular o valor das prestações, ver que ela supostamente cabe em seu bolso, e mandar brasa. Esquecem de somar outras despesas, como o IPVA, o seguro, o emplacamento, o próprio combustível, uma eventual mensalidade de vaga de garagem, as manutenções periódicas…

  • Pedro Paulo ()

    Já tô até vendo as ruas da minha cidade esvaziando, aqui nego anda de carro de graça…
    Vai diminuir em 50% o número de carros…

  • Raul Godiano

    Agora alguem me responde !! Pq nao existe uma lei que tambem pune o banco , assim como a CSS e a Fabrica em caso de veiculos com defeitos que ninguem resolve em ate 5 dias ?. Esse Procon é igual Anatel Detran Aneel e afins , so servem para cabide de empregos.

    • CorsarioViajante

      Agora sim você levantou uma lebre…

    • Daniel

      Boa ótica.

  • Halisson Cardoso

    Concordo que as instituicoes financeiras precisam de celeridade para cumprir seus direitos, como he o caso da inadimplência. Mas dar benefícios totais aos bancos em detrimento ao comsumidor, também he demais….

  • Walter

    Se torna abusiva esta pratica de pagar a integralidade do valor, mas a tudo cabe recurso pois no caso considero a pratica abusiva de contrato, levando sempre o cliente a parte mais fraca a ter perdas, um contrato imparcial e muito vantajoso para uma das parte no caso os bancos, no nosso CC na parte de contratos fala sobre isso, e com certeza ira existir jurisprudências para derrubar isso caso queira correr atras.

    Incrível que leis só favoreça os GRANDES EMPRESÁRIOS, os bancos brasileiros cobram taxas abusivas, quando o cliente paga 50% do contrato os bancos já tem tirado uns 18% ou mais de lucro em cima, agora digo que mais que nunca as revisionais estará valendo.

    Quero ver leis que obriguem os bancos praticarem taxas de juros mais baixas, e as CSS e fabricantes de AUTOS, resolverem problemas de carros 0km defeituosos em curto prazo. Isso não se ver.

    E logo existem seres do país das bananas comemorando, acho triste, quando o cidadão perde mais direitos ou são de formas mais prejudiciais para ele, vem outros e comemoram, isso não é ruim unitariamente e sim para todos do nosso país, mais infelizmente somos “um pais de tolos”.

    • Ricston

      Não existe contrato “imparcial”. Todo contrato é parcial (partes do contrato), sendo que cada uma visa, apenas, à satisfação de seus interesses.

      Quanto à questão jurídica, o colega acima já esclareceu que o Decreto apenas segue a recente tendência de posicionamento do STJ.

      No que diz respeito aos “autos”, não é necessária lei nova. O CDC já existe para isso e se aplica, inclusive, aos carros.

      Em relação a leis que limitem a taxa de juros, a discussão é mais profunda e não cabe neste espaço, mas acho que tendo a concordar com você.

  • AndersonRomeiro

    Resumindo tudo, os únicos privilegiados é os BANCOS e de forma abusiva-debochada. O comprador só se ferra, não importa o que aconteceu com comprador, que estará sempre errado e BANCO sempre correto.

    • Daniel

      Me empresta 40 mil reais para eu lhe pagar em 42 vezes?

      • Ricston

        Não: me empresta 40 mil reais, para eu NÃO lhe pagar em 42 vezes.

  • Acho que isso deveria ser de duas vias. Eu concordo que quem deve, deve pagar. Mas, e as instituições que acrescentam juros abusivos nas parcelas que somente quem é do ramo (ou procura seus direitos) conseguem saber?
    Dai você entra na justiça o juiz reconhece os juros abusivos, retira do contrato e fim. Porque na lei, quando for abusivo, as financiadoras também tem que pagar todo o restante do carro e considera-lo quitado para quem ela lesou?

  • Clayton Martins

    O que muitos brasileiros não entendem é que todo financiamento é um ALUGUEL. quando você não tem dinheiro no momento para se comprar um bem então ALUGA DINHEIRO a uma instituição financeira. Ao ser liberado o dinheiro DO BANCO ESTARÁ com você. Ao invés disso, o “consumidor” considera que aquele dinheiro que o banco liberou é dele. Ter e estar são verbos com significados completamente diferentes. Geralmente o consumidor compra o automóvel considerando apenas o valor limite de parcela mensal que pode pagar e ignora completamente todos as outras despesas decorrentes da posse de um carro: Tributos, seguro, combustível, manutenção, gastos com estacionamento, lavagem…
    Resultado disso: O cara vive para sustentar o carro. Qualquer despesa não prevista torna-se motivo para se atrasar prestações. Os bancos, como em todo o lugar do planeta, nunca perdem, pois vão diluir essa inadimplência nos demais contratos.
    Se os brasileiros fizessem o mínimo de planejamento e tivessem educação financeira fariam menos empréstimos, ou fariam empréstimos de menor valor, dentro daquilo que podem honrar. Sacrificar mais do que 10% do orçamento com carro (prestação + previsao de gastos com o veículo) é querer jogar com a sorte.

    • Angelo_RSF

      Concordo…Se ninguém assinasse financiamentos draconianos como os existentes hoje, o mercado trataria de fazer contratos com condições melhores para ofertar ao mercado.

  • Filipo

    Haja pátio para estocagem de veículos não quitados, em alienação fiduciária!

    • Eduardo Canedo

      kkkk……os leiloeiros agradecem ….kkkkk…….e olha eu comprando meu próximo carro no leilão ….

  • Gustavo73

    Resumo da Ópera.
    Acabou a farra. E novamente quem vai realmente pagar o pato é o cara honesto que por algum motivo teve algum problema passageiro. Porque os pilantras que davam uma de “João sem braço” já tiraram sua casquinha. Os bancos não vão perder(nem acho a principio de que deveriam). Mas o cara que fez tudo certo e teve no meio do caminho um imprevisto tá f*****.
    Na minha opinião deveria ter que pagar tudo que deve o mais rápido possível. E se repetisse o atraso mais duas vezes perderia o bem sem chorô. Mas normalmente os espertinhos iriam achar uma maneira de “se dar bem”.

    • Alessandro Lagoeiro

      Gustavo, lembra daquele Tempra que eu não queria comprar porque não estava em boas condições? Acabei de ser menos “exigente”! hehehe

    • Netovski

      O cara honesto tem a opção do repasse e, caso queira ficar com o bem, ao observar que terá problemas busca de imediato uma negociação junto ao credor.

      • Gustavo73

        Realmente não entendo como isso funciona. Nunca financiei nada. Se tem maneiras de evitar. Menos mal…

    • Ricston

      Concordo. Um pouco off-topic, creio que seria interessante o Banco (no caso de financiamento de carros) oferecer a opção de instalação de rastreador, na modalidade de comodato, havendo a respectiva redução da taxa de juros do financiamento.
      É bom lembrar que muitos carros, com ordem de apreensão judicial, nunca mais são vistos.

    • Thales Sobral

      Tá na hora dos honestos fazerem uma poupancinha maior hein… Os desonestos não vão fazer de jeito nenhum mesmo.

      • Alessandro Lagoeiro

        Temos aqui o mesmo maniqueísmo das discussões de nível alcoólico no NA. De um lado existem os honestos, bom pagadores que não atrasam suas responsabilidades. Do outro lado os playboys, irresponsáveis, ladrões que não honram seu pagamento. Se a pessoa fez de sacanagem para aparecer até vencer a terceira parcela e o banco vir tomar ou algum agendamento não foi por esquecimento pouco importa, vai para fila dos ladrões. É a mesma coisa do teor do nível alcoólico: Existe o cidadão de bem, honesto e puro que não bebe uma gota de álcool e o assassino homicida que bebe. Tanto faz se você bebeu uma taça de vinho que não alterou sua forma de dirigir ou se você não tem condições de abrir a porta do carro, você é assassino homicida e acabou (Mesmo os acidentes nunca sendo provocados pelo senhor da taça de vinho, ele é homicida). Ótica estreita de alguns de quem é incapaz de enxergar além da janela da sua casa de condomínio fechado…

        • JPaulo10

          Verdade. Existe uma polarização de conceitos (ou é sim, ou é não), sem levar em conta que na vida existe sempre o meio termo, e esse meio termo muitas vezes é maioria.
          Conheci gente que comprava bens já pensando em não pagá-los. E outras que, apesar de honestas, também não puderam pagar pelo bem adquirido.

          • Alessandro Lagoeiro

            Pior que certa vez eu ouvi que a pessoa só estava defendendo a lei! Caramba, existe uma lei para quem furta e quem mata, são penas diferentes. Se você quer dar a mesma punição de assassino a quem furta, você é tudo, menos legalista. E será que essas pessoas condenariam a morte Chico Buarque, Bill Gates, George Cloney, Schindler…?
            Esses dias tive que fazer o que não queria… Defender um pagodeiro… Sinceramente o cantor Belo passa longe dos meus cantores preferidos, do meu gosto musical, mas a pessoa falou que ele era um safado traficante. Ele não foi punido pelo crime que cometeu? Não pagou sua dívida com a sociedade? Quem é que aponta o dedo para ele, fazendo da sua punição eterna?

        • Braddock

          Faltou falar da velha discussão “Usado x Novo”. Porque quem compra carro zero mais caro no Brasil é: 1) Burro; 2) Soberbo que está se argolando em dívida pra ostentar; 3) Corrupto que conseguiu comprar com dinheiro sujo.

          • Alessandro Lagoeiro

            E preguiçoso, esqueceu! Claro, porque todo mundo tem tempo de pesquisar, e vai saber o histórico do carro só de olhar para ele. E para isso eles usam a verdade absoluta em matéria de carros: O Webmotors!

  • Peraldiano

    Pode parecer crueldade,maldade ou até coisa pior. Mas nesse quesito especifico, acho sensato e coerente o banco ter um certo “poder” de coerção para tomar de volta o bem financiado. Ninguém pode se achar no direito de atrasar prestações de um financiamento e achar que nada vai acontecer.

    O brasileiro precisa entender que ter carro zero não é um “direito” e fazer financiamento não é um “privilégio”. De uns anos prá cá, todo mundo se acha com direito e condições de ter um carro zero, esquecendo dos outros compromissos que terá que arcar. Tem seguro, IPVA, emplacamento,manutenção, revisões, etc,etc.
    Acho que já citei aqui o caso de vários amigos que quase sempre recorrem ao empréstimo consignado para pagar o IPVA e o emplacamento anual da latinha. Dá até pena, sério!.

    A contratação de um financiamento, seja de um carro, casa ou até um eletrodoméstico, exige ponderação, maturidade e muito bom senso. Nada vem de graça e dinheiro pode até não trazer felicidade, mas quando vai embora leva ela junto….

  • Darlon Anacleto

    Simples assim: pensem duas, três vezes antes de assumir um financiamento. Lembre-se que imprevistos como doença ou demissão podem acontecer. Não pode pagar à vista? Só troque de carro se estritamente necessário e não por status.

    • Netovski

      Não me leve a mal mas certos modelos estão aumentando mais que a inflação e não são raros os casos de gente que está pagando ou pagou no custo total do financiamento menos do que pagaria à vista, hoje.

      • Darlon Anacleto

        É que o risco é muito grande. Os carros são caríssimos, as taxas cobradas, absurdas. E agora, para perder o bem, é rapidinho. Até como um protesto vale à pena.

    • Braddock

      A não ser que a pessoa seja do funcionalismo público. Aí ela pode comprar a porcaria que seu contra-cheque pagar ^^

  • Vattt

    Com medidas como essas os banco poderiam baixar drasticamente as taxas de juros por ter seus direitos íntegros. Mas como se trata de Brasil o circo sempre pega fogo, o povo morre e os pilantras assam as pizzas!!! Lavei as mãos.

    • Daniel P.

      com medidas como essa os bancos deveriam instituir a “pontuação de Credito” igual nos estados unidos para os Bons pagadores….

      Score vai de 0 ~ 700

      tem score baixo de credito ?? juros mais altos, menos parcelas = cliente de risco
      tem score alto? juros mais baixos, reconhecido bom pagador = cliente tranquilo pro banco

      QUALQUER operadora de cartao de credito nos USA te da cartoes “gold” internacional, paltinum, infinite puramente paseado na sua pontuação….
      FInanciamentos em geral tambem seguem a mesma regra…

      pague em dia suas contas, seus pontos sobem e vc tem mais vantagens… simples assim.

      • Ricston

        Isso sim seria interessante. Aliás, já que estamos sonhando, poderíamos “importar”, também, o verdadeiro leasing financeiro praticado por lá.

      • Thales Sobral

        Aqui foi lançada a idéia do “cadastro de bom pagador”, mas parece que isso não foi pra frente.

        • João LP

          A ideia já está implementada e valendo. Mas, a adesão tem sido muito baixa. Parte por desinteresse das pessoas, boa parte por desinteresse dos bancos, que correm o risco de perder o cliente para outra instituição que ofereça melhores condições aos bons clientes.
          Existe, ainda, um medo de divulgação de dados sigilosos, mas isso parece desculpa para os bancos não implementarem em grande escala.

          • Vagnerclp

            Fui tentar me cadastrar a algum tempo atrás. Processo muito burocrático, não era possível realizar o cadastro via internet. Acabei desistindo.

    • Netovski

      Se serve de consolo podemos ver ofertas mais generosas de taxas subsidiadas pelas montadoras, as chamadas “taxa zero”.

      • Vattt

        Realmente não poderia faltar as aspas do “taxa zero” kkkkk. Tudo no Brasil é mentira, até as promoções.

        • Braddock

          Não sei pq mentira. Tem Juros embutidos no financiamento com taxa zero? Nunca vi. Se tá falando de IOF, Taxa de Cadastro e afins, isso nada tem a ver com juros.

          • Vattt

            Pesquise até mesmo aqui no NA como funciona o “taxa zero”. Na maioria das vezes, o preço “a vista” praticado é bem abaixo do preço de promoção. Ou seja, se você disser que vai comprar a vista, você vai ganhar um desconto abaixo do valor promocional, dai se você financia por um banco próprio esse valor comprado a vista, a prestação vai ficar muito próximo das parcelas da “promoção” “taxa zero”. Em outros casos é como os “black friday” antes o preço era um, mas para fazer promoção desse tipo, o preço é outro.

            • Braddock

              Ainda assim 36 meses de juros de 1,5% é bem mais do que um aumento de 1~2mil por ter comprado a vista com taxa zero. A não ser que eles estejam vendendo mais de 5% mais caro nessas condições. Aí nada que uma boa negociação não resolva.

  • Economy

    GRAÇAS A DEUS QUE MEU CARRO ESTÁ QUITADO HÁ DOIS ANOS.

  • Diego

    menos caloteiros no mercado, isso é muito bom, menos juros para quem realmente pode comprar um carro e tem boa movimentação financeira. ótima notícia !

    • Alessandro Lagoeiro

      Primeiro ponto: A lei diz que os bancos PODEM fazer isso, não que farão. Sinceramente não acredito. Até porque no caso eles também teriam que abater os juros das parcelas restantes.
      Segundo ponto: Você acha que pagará menos juros? HAHAHAHA. Porque?

      • Netovski

        Não querendo defender os caloteiros, mas mais uma medida que beneficia os interesses de banqueiros enquanto que ao povo resta apenas pagar a conta.

        “Pai dos pobres e mãe dos ricos”.

        • Alessandro Lagoeiro

          Eu não veria problema nisso, se não fosse as promessas de campanha que não faria isso e a acusação leviana que o outro candidato faria.

  • Ricardo

    Bom! Fodam-se os caloteiros!

  • Boris

    Agora eu quero ver se vai continuar pipocando tanto Evoke aqui na minha cidade.

    • Vagnerclp

      Claro que vai, pobre não compra Evoque e rico compra porque pode pagar.

      • Boris

        Vc nao conhece a minha cidade kkkkkk.
        Tem muita gente que cai do cavalo

        • Braddock

          Aqui na minha pipocou de evoke. Hj só vejo um na rua e 4 pra vender numa revenda na esquina da casa do meu pai uhauhaeuh

  • Antonio De Julio

    Haja pátio…

  • zeuslinux

    Só digo isso:

    http://oglobo.globo.com/economia/negocios/lucro-do-itau-unibanco-sobe-289-em-2014-chega202-bilhoes-15227038

    Maior banco privado do país, o Itaú Unibanco registrou lucro líquido contábil de R$ 20,24 bilhões, resultado 28,9% maior que o ganho de 2013, que foi de R$ 15,696 bilhões. Descontando-se efeitos não recorrentes (baixas ou ganhos contábeis que não ocorrerão nos próximos trimestres, o lucro do banco chegou a R$ 20,62 bilhões.

  • Minerius Valioso

    Muita gente ainda acha que os bancos são instituições malignas e que roubam o dinheiro do povo. Mas esquecem que os juros, nada mais são uma forma de compensação de um empréstimo ou financiamento, e que o governo é o maior banqueiro que existe, este sim deve ser combatido. Sabe quais bancos são o problema?

    Os estatais possuem o poder de expandir artificialmente o crédito, simplesmente emprestando-os através de um dinheiro mágico tirado do nada, gerando inflação com o aumento da moeda em circulação.

    O Brasil está passando por um problema de milhões de endividados (mais de 40% da população), que começou após os dois jênios expandirem o crédito e estimularem o consumo.

    Olhem a maravilha que está.

    • Braddock

      Só copiando o que digitei para o amigo lá em cima:

      “O Banco é o demônio sim e eu digo porque. Sou da área jurídica e já
      lidei muito com pessoas argoladas em dívidas por conta de gerentes mal
      intencionados e oportunistas. Claro que o Banco é uma empresa privada
      que visa o lucro. Mas a forma que eles conseguem maximizar esse lucro é
      totalmente desleal e até ilegal. Já vi casos de idosos que ganham
      pensões parcas devendo mais de 100mil reais para Instituições
      Financeiras, onde, analisando a fundo o caso, descobri que tratava-se de
      uma dúvida de 8~10mil reais, 90mil era somente de juros sobre juros e
      refinanciamentos que o Banco “obrigava” o cliente a realizar.
      Então
      não é bem assim como você falou. Tem gente que não tem a menor educação
      financeira, que mete os pés pelas mãos, mas a maior parte das pessoas
      que estão argoladas com os bancos é justamente por estes aproveitarem a
      situação de pessoas pouco esclarecidas e empurram refinanciamentos,
      créditos, cheques especiais, dando a corda pra pessoa se enforcar.”

  • Vinicius Maciel

    NAO IRA RESOLVER . O QUE SE TEM QUE FAZER É TIRAR DO JUDICIARIO ESSA
    ESSA QUESTAO E REPASSA -LA PARA OS BANCOS. DAI SE ATRASOU O BANCO VAI LA
    E BUSCA, JA QUE É DELE. AGORA SE BUSCAR O QUE ESTIVER PAGO DEVERA PAGAR
    DANOS MORAIS BEM ELEVADOS

    • Minerius Valioso

      Aí eu concordo. Quanto menos o governo se meter, melhor.

  • Ronaldo Prado

    ferrou com meus esquemas

  • Alexandre Maciel

    Para entender melhor:

    http://www.migalhas.com.br/Registralhas/98,MI211815,101048-A+lei+13043+de+13+novembro+de+2014+alteracoes+no+procedimento+de

    Detalhe para o fato de que o STJ já entendia ser devido o pagamento integral desde a edição da lei 10.931/2004.

  • Andre Henrique Melo

    Conversa fiada. O endividamento esta alto.O poder de compra terá uma recuperação somente em dois anos.Em economia não existe milagre e “faz de conta”.Sobre apreensão de carros para leilão.Olha como brasileiro e criativo.Levo seu carro com dividas astronômicas R$ 60.000,00 soma total de um financiamento de carro com valor R$ 35.000,00 a vista.Vai para leilão este mesmo e vendido R$ 20.000,00 por varias motivos de estado do veiculo e demais fatores.
    Entra no site do banco veja onde e o leilão arruma-se um laranja ou titular mesmo.Arremata o veiculo a divida morre.Empresas fez este ato.A divida morreu e os coletivos rodando pela cidade.Jeitinho brasileiro e F………………

    • JPaulo10

      Vi um vizinho fazer isso com sua própria moradia.
      O apartamento foi à leilão judicial por inadimplência de taxa de condomínio, sendo arrematado pelo próprio dono, que pagou por ele valor menor do que a dívida do condomínio.

      • Braddock

        E o restante da dívida do condominio ainda estava lá. O próprio condomínio podia levar isso à justiça e até criminalmente por fraude contra credores. Seu vizinho é um corrupto, em vez de pagar o condomínio, tinha dinheiro pra arrematar a própria casa novamente, e a vista, visto que em leilões só se recebe os valores a vista.

  • Pedro

    O povo brasileiro é engraçado … Acha que o banco e o demônio etc.. Mas sem o dinheiro do banco boa parte não vira a o mês.. Não trabalho e nem conheço ninguém de banco..mas o banco é uma empresa e a empresa visa lucro
    Ou os espertos da discursão aqui iam ficar no atual trabalho se alguém ofertar o dobro do salário !? Ia dizer cuidado da minha empresa vou ficar aqui pq gosto e ganhando a metade
    Não exiate isto

    O brasileiro compra sem planejamento e de forma justa e depois que mãozinha na cabeça

    P mim o governo Tb podia obrigar seguro obrigatório particular como e nos usa

    Não falo do dpvat não e seguro mesmo

    Não tem seguro nem compra e muito menos emplaca

    Tem débito de IPVA fica bloqueado de comprar outros veículos e por aí vai

    O povo ganha 4 mil e quer financiar 1500 mais seguro, mais gasolina etc

    Vai se enrolar e a culpa é do banco que é mau !?

    Por isto o Brasil Não é sério

    • Braddock

      O Banco é o demônio sim e eu digo porque. Sou da área jurídica e já lidei muito com pessoas argoladas em dívidas por conta de gerentes mal intencionados e oportunistas. Claro que o Banco é uma empresa privada que visa o lucro. Mas a forma que eles conseguem maximizar esse lucro é totalmente desleal e até ilegal. Já vi casos de idosos que ganham pensões parcas devendo mais de 100mil reais para Instituições Financeiras, onde, analisando a fundo o caso, descobri que tratava-se de uma dúvida de 8~10mil reais, 90mil era somente de juros sobre juros e refinanciamentos que o Banco “obrigava” o cliente a realizar.
      Então não é bem assim como você falou. Tem gente que não tem a menor educação financeira, que mete os pés pelas mãos, mas a maior parte das pessoas que estão argoladas com os bancos é justamente por estes aproveitarem a situação de pessoas pouco esclarecidas e empurram refinanciamentos, créditos, cheques especiais, dando a corda pra pessoa se enforcar.

      • Pedro

        Então por a caso se vc puder aumentar seu lucro na sua empresa vc não faria !?

        Se o cliente entra na loja e paga o preço sem olha e pesquisar a culpa é de quem vende !?

        Cai na real.. Brasileiro quer o que não pode e se enrola

        Eu vejo cara q ganha na renda familiar 12 K líquido e assume só de prestação de ap 3500 mês em 240..360 meses

        Só alguém com pouco capacidade mental faz isto

        Depois da problema é a culpa é do banco ?

        • Braddock

          Assista “O Lobo de Wall Street” e diga se o Belfort é correto só pq ele visava lucro.

        • Braddock

          E cara. Qual o problema do cara financiar 3500 de prestação em 30 anos com uma renda de 12k líquido? Sério. Na boa. Enquanto o cara está com um apartamento ótimo e um carro ótimo, viajando e gastando seu dinheiro suado, vc tá aí reclamando da vida do cara. Me poupa hein. Só pra constar, 3500 de prestação em 30 anos é um financiamento de quase 500mil reais. O que dá pra comprar um ótimo imóvel. Enquanto isso vc pode ficar aí juntando 500 por mês na poupança sonhando numa casa numa COHAB

          • Pedro

            Todo problema Pq afinal de colocar na conta o condomínio e gastos de iptu P cara já vai gastar 4500 por mês só moradia sem incluir luz , água etc… Quase 40% do que ganha…

            Se alguém perder emprego a conta não fecha e em 30 anos muita coisa acontece

            E outra não sei onde mora mas em SP ap de 500k atualmente só na Moóca e barra funda e dai P mais distante que não são bairros nobres e sim apenas bons bairros

            E finalmente eu não moro na cohab e nem pressupus que vc é pobre como acha que eu sou rsrsrs

            Digamos que meu padrão de carro e com estrela e todo ano troco e meu já e 2015 e sim moro em bairro nobre

            • Braddock

              Engraçado que o jeito que vc fala e as besteiras que fala não condizem com essas afirmações. Mas na internet todo mundo fala oq quer não é não?

  • afonso200

    compram carro zero e na 4° parcela ja nao conseguem mais pagar, pois esqueceram que tem seguro, IPVA gasolina, e mais uma penca de filhos pra criar

  • Roger Bersch

    Leilões mais frequentes e lotados, esse vai ser o resultado dessa alteração.

  • Raone

    Acredito que, com essa mudança o consumidor pensará duas vezes antes de financiar, com isso, os financiamentos irão diminuir e os bancos terão que baixar os juros para atrair mais consumidores “Lei da oferta X Procura”.

    • Léo Hung

      quero sonhar como você :)

      Acho que continua tudo na mesma.

      • Raone

        Estou tentando ser otimista :-).

  • Léo Hung

    Essa eu quero ver na prática (o devedor quitar a dívida pra reaver o carro). Na realidade, quem se dá bem é o Banco mesmo (o que é correto, pq devedor tem que se ferrar mesmo por inflacionar e descacetar o mercado pro bom pagador).

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend