Motos Yamaha

Nova Yamaha Fazer 250 é registrada no Brasil

Nova Yamaha Fazer 250 é registrada no Brasil
Nova Yamaha Fazer 250 registrada no INPI

Recentemente, a Yamaha registrou a Fazer 250 com novo visual no Brasil. Os desenhos foram patenteados no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e divulgados na internet na última terça-feira, 19 de maio.

A nova Yamaha Fazer 250 surgiu no mercado indiano, onde é conhecida como FZ 25. Por lá, a motocicleta apresenta um novo design na região onde fica o farol, ela traz luzes de LED na parte dianteira, há para-lama sobre a roda traseira, entre outros. Por falar em design, o visual da versão indiana ficou ainda mais invocado.


Ainda quando se trata de design, o modelo da Yamaha foi muito comparado com outras motos da empresa, como a MT-03 (que conta com farol parecido com o da nova Fazer 250).

Nova Yamaha Fazer 250 é registrada no Brasil

Na Índia, a nova Fazer 250 é comercializada em duas configurações: uma similar ao modelo que é vendido por aqui e outra mais cara, topo de linha, batizada de FZS 250. Essa opção conta com maior proteção aerodinâmica além de protetores de mão.

Com relação ao motor, a marca não realizou tantas mudanças. A FZ 25 continua com o mesmo conjunto mecânico: de 1 cilindro, 249,5 cc e sendo capaz de gerar 21,3 cavalos de potência, e torque de 2,1 kgfm. Apesar de manter essa configuração, a fabricante fez pequenos ajustes para que a moto pudesse respeitar as regras de emissões na Índia.

Nova Yamaha Fazer 250 é registrada no Brasil

Como de costume, as marcas não costumam dar detalhes sobre os desenhos patenteados no Instituto Nacional da Propriedade Industrial, tampouco comentam sobre possível lançamento em nosso país.

Geralmente, o registro é feito para proteger o desenho e evitar que outras pessoas e empresas copiem o modelo original da Yamaha. Portanto, esse procedimento não significa que a empresa irá lançar a moto no Brasil.

Ainda assim, vale lembrar que a Fazer 250 é o modelo mais vendido da Yamaha por aqui.

[Fonte: Portal G1]

Darlan Helder

Darlan Helder

Natural de São Paulo, é jornalista e fotógrafo. Escreve na internet sobre o universo automotivo desde 2011

  • Fabão Rocky

    O que tinha que mudar que é a lanterna traseira, não mudaram. E o que não era p/ mexer, o farol q era bonito, mudaram. Pq esse farol aí tá ridículo.

  • Bruno Gomes

    Adquiri uma em outubro e não tenho o que reclamar. Atende as minhas necessidades, é econômica e tem um visual bacana.

  • André Gonçalves

    Enquanto a fazer 150 caiu no esquecimento

  • vi.22

    Melhor deixar como esta, essa nova ficou com o visual carregado demais, a atual é mto bem acertada é mto bonita

  • Megaman X2✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Que troço ridículo. A atual é muito mais bonita e harmoniosa.

  • Maycon Farias

    Estamos em 2020 e as motos de 250 cilindradas ainda não atingiram os 33cv semelhante ao da Ninja 250 de 2009. Mas o que ficou meio estranho aí é o farol. Eu considero o farol um elemento estético importante é complementar, não dá pra simplesmente reduzir até quase desaparecer.

    • Hank Rearden

      Ninja 250: 33cv a 11000 rpm, 2,2kgf/m a >8000 rpm, bicilindrica refrigerada a agua, motor arisco, ruim de andar na cidade no transito. A Fazer tem ~20cv a 8000 rpm e troque de ~2.1kgf/m a 6000 rpm, monocilindrica refrigerada a ar/óleo, super dócil e facil de manejar na cidade. Moto não é carro. Moto é que nem sapato, cada tipo tem sua serventia. Em meados dos anos 90 haviam motos 250cc com mais de 50cv, mas não tem nem como comparar, é como comparar uma bota com um chinelo!

      • Maycon Farias

        Tem que comparar sim estão dentro da categoria. É igual a BMW lançar a concorrente deles monocilíndrica, o resulto já sabe né. Rsrsrs.

        • Matuska

          Geralmente as motos com solução refrigerada a água ou motor bicilíndrico são projetos mais rebuscados e possuem manutenção mais onerosa. Lembre-se que esses modelos de entrada como a Fazer 250 ou a Twister são como escada do camarada que tinha uma 125cc e quer partir pra uma moto maior.

        • Martini Stripes

          Não estao na categoria.
          Claramente vc não anda ou se interessa por motos.

          É igual falar que CB 500F e CB 500X são a mesma coisa.
          São públicos distintos. A separação de nichos em motos é muito mais forte do que em carros.

        • Hank Rearden

          Moto não é carro! Carro se compara por cilindrada/tamanho da carroceria, não é assim com moto, não é porque ambas são 250cc que são comparáveis. A BMW já tem uma monocilindrica, a G310 que não tem como comparar nem com a Ninja e nem com a Fazer, mesmo com potencia e torque similar à Ninja.

    • anonbr666

      Com todo o respeito, você está bastante desinformado Maycon.

      A própria Yamaha tem uma moto de 300cc (a MT-03) com quase o dobro de potência e equivalente as Ninja da Kawa.

      A principal diferença? Refrigeração a líquido, que exige bomba d’água, radiador e outros componentes e que permite o motor de baixa cilindrada gerar mais energia.

      O trade-off é o preço, pois essas motos acabam custando 30% a 40% a mais.

      É uma questão de gosto do consumidor, como para a maioria os 21cv da Fazer já são mais que suficientes, ela segue líder de venda por ter um CxB melhor. Mas da forma que você comenta, parece que a Kawasaki é uma marca superior à Yamaha e Honda, quando na verdade ela apenas se posiciona de forma diferente, sem oferecer soluções low cost ao mercado.

  • Danilo Vieira

    A atual precisa mesmo é de um câmbio de 6 marchas, pois visualmente, pra mim, é muito bem acertada.

    • Matuska

      Também acho, muito bonita e com freio ABS de série (ao contrário da Twister que é opcional restrito a uma cor específica).

  • delvane sousa

    Não uso moto há um bom tempo, mas esse farolzinho pode ser funcional mas ai ficou bem feio!!

  • Rogério R P Jessy

    Excelente moto para quem usa no dia a dia e procura um pouco mais de potência, porém com um ótimo consumo, a minha Fazer por exemplo mantendo uma aceleração de no máximo 5500 rpm faz na cidade 37 km por litro, só para se ter um ideia minha moto anterior um Bros 150, andando na mesma velocidade fazia 40 km/l, mas o motor ficava no limite.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email