Audi Projeções SUVs

Novo Audi Q3 maior e com plataforma MLB, de acordo com site italiano

audi-q3

De acordo com o site italiano Omni Auto, o Novo Audi Q3 – projeção acima – será maior e terá motor longitudinal. A segunda geração do SUV de acesso da marca alemã deverá ser feita sobre a plataforma modular MLB Evo, a mesma empregada no Novo Audi A4, por exemplo.

Com isso, espera-se atender melhor os clientes que buscam cada vez mais espaço e capacidade de tração nas quatro rodas. Estima-se que o Novo Audi Q3 terá em torno de 4,50 metros, deixando uma lacuna para ser preenchida pelo Audi Q1 ou Q2 (com outro nome, por conta dos direitos da FCA).

O novo SUV compacto da Audi terá plataforma MQB, que tem motor transversal. A previsão de chegada do Novo Audi Q3 é para 2017. No entanto, em 2016, o Q3 atual passará a ser feito no Brasil. O modelo é feito sobre a antiga plataforma PQ35, a mesma do Golf V e do Passat anterior.

[Fonte: Omni Auto]





  • Debraido

    Novo Q1/2 entra no lugar do Q3, novo Q3 entra no lugar do Q5, Q5 entra no lugar do Q7 e Q7 substitui um micro-ônibus.

    • fschulz84

      E o micro-ônibus entra no lugar do ônibus espacial? :)

      • Debraido

        O céu é o limite.

        • 4lex5andro

          pois entao, é muita sigla, o que ja é costumeiro em carros europeus , mas no br, o uso de nomes convencionais sempre foi a regra no mercado ..

      • Marcos Lopes

        que sera substituído pela ‘USS Enterprise’ …

        • V12 for life

          Que por sua vez da lugar a estação orbital da Liga da Justiça.

          • zekinha71

            O duro vai ser achar lugar na linha pra Estrela da Morte.

    • Rmx

      Continua parecendo um Kinder Ovo com rodas!! kkkkkk

    • GPE

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Eduardo Brito

    Poderia mudar de nome e se chamar Q4.

    • Du Beckedorff

      Provavelmente a Audi esta “guardando” a numeração par para SUV Coupé, assim o Q4 seria um Q3 Coupé

    • V12 for life

      Q2 e Q4 pertencem a FCA que se recusa a ceder os nomes para a Audi.

  • Gustavo73

    Passat usa a MQB e é bem espaçoso. A MLS deve ser usada na Q5.

    • V12 for life

      Realmente ta meio estranho já o Q3 equivale ao A3 que é MQB.

      • Gustavo73

        E sendo usada no Passat, espaço não é problema só ver a nova Tiguan qie tem versão para 7 pessoas. E a Q3 já está confirmada para ser feita aqui justamente por usar a MQB. Já a Q5 vai usar e o A4 já usa a MLS, e serão inclusive feitos no México.

        • V12 for life

          Não sabia que serão feitos no México, isso também é importante para o Brasil, ainda mais no caso do A4 com Serie 3 e Classe C nacionais.

          • Gustavo73

            Sim, a Audi parecia fora dessa categoria sendo o único importado. Outro erra no texto o Passat numca usou a PQ35 e sim a 45. É a primeira vez que Passat e Golf usam a “mesma” plataforma.

            • V12 for life

              Realmente esse texto ta cheio de furos.

        • gveralonso

          O Q3 que vai ser fabricado aqui a partir do primeiro trimestre de 2016 não tem a plataforma MQB, e sim a PQ35, como dito na matéria.

          • Gustavo73

            Ele chega ano que vem compartilhando a plataforma do Jetta(nunca do Passat). E assim como está acontecendo com o X1 assim que atualizado terá a nova geração feita aqui. Lembrando que o A3 sedan já usa a MQB e o Golf também usará logo a plataforma já exite assim como os motores 1.4 tsi flex e 2.0tsi(vindo do México). Então sim o Q3 terá a MQB assim que existir o produto em 2017.

            • gveralonso

              “E a Q3 já está confirmada para ser feita aqui justamente por usar a MQB.”

              Isso é o que você disse, e é o que eu respondi. A Q3 que será fabricada aqui não terá MQB. Mas, a nova geração pode ser que use ela sim.

            • gveralonso

              E pelo que sei, o Golf V, o Passat compartilham plataformas, e o Jetta também, visto que é baseado na plataforma do Golf VI que é um profundo facelift do Golf V. Então, como o atual Q3 usa a PQ35, como os citados anteriormente, certamente ele terá a MQB dos mesmos em suas novas gerações.

              • Gustavo73

                Negativo, o Passat usou a PQ45/46.
                P- plataforma
                Q- transversal (posição do motor em alemão -Quer)
                4- categoria do veículo Passat B, Golf A e Polo A0.
                6- geração da plataforma.
                O Golf IV usava a PQ34, o V e VI a PQ35, o Polo fabricado aqui PQ24 o alemão PQ25.
                Agora a MQB tem as seguintes divisões
                A= Golf
                A0= próxima geração do Polo
                B = novo Passat.
                A MQB é um sitema modular que substituiu todas as plataformas com motores transversais a partir do Polo na VW. Só a NSF ou PQ12 que é a do Up ficou de fora.

                • Edson Fernandes

                  Gustavo, o Fox tem como código interno A0 para MQB também.

                  • Gustavo73

                    Semdo compacto é isso. Já está confirmado que ele tera a MQB na nova geração? E o Gol segue o mesmo caminho ou fica na PQ? Curioso de como a VWB vai conduzir a atualização de seus compactos.

                    • Edson Fernandes

                      Já está confirmado sim. O que não está confirmado é o Gol (ainda que existam noticias a respeito)

                      Spacefox e Fox já estao em desenvolvimento.

                    • Gustavo73

                      Valeu pela informação Edson. Algum tempo atrás outro comentarista disse que por causa da crise só um deles receberia a MQB. Agora é esperar o destino do Gol. Com o facelift do Gol chegando agora pelas notícias deve ficar mais para frente essa decisão. Com motores e plataforma moderna a VW tem uma boa oportunidade nas mãos.

                    • Edson Fernandes

                      Sabe do curioso na VW? O Gol é o que sempre precisou diante do patamar onde ele se encaixa, ser aquele produto que sempre na parte de compactos se destaca em algo. Creio que isso foi quando o Gol veio em 2008.

                      O problema é que a VW queria por uma questão de estrategia, já que ela não possui atualmente um carro acima do Fox que faça chegar até o Jetta… e então ela precisaria para isso atualizar por uma questão de escala, o Fox. O que ela faz? Solicita ferramentais para os projetos A0 e A1 (cujo já estamos vendo na rua, Golf e A3 sedan) e falta o projeto A0.

                      Entretanto, precisa de um player nos compactos onde poderá dispuar com os modelos de entrada uma vez que o subcompacto não agradou. Qual será a opção da VW? Inicialmente seria manter o Fox em suas dimensões atuais. Hoje, ela pensa em refinamento para o Fox (há quem diga na fabrica que ele realmente seria o Polo e aqui batizado de Fox) e o Gol o compacto que disputará com os compactos de entrada, porém ofertando motores e itens opcionais dignos de um compacto premium, conciliando boa condução e ainda espaço interno.

                      Pode ter certeza de uma coisa… se a VW não cadenciar essas coisas entre Fox e Gol, um dos dois sofrerá uma mutação esquisita. Perderá um pouco do foco do produto que sempre foi. Curiosamente a VW parou emrelação ao Fox de testar mulas, usando um ou outro projeto, para dar foco ao facelift do Gol e ainda, testando aquele Golf curto. (que está fechado a sete chaves de qual carro se trata, parecendo ser o Gol a principio).

                    • Gustavo73

                      A VWB começou essa bagunça entre o Gol e Fox é da própria VWB. Na época foi falado que o o Fox era para será nova geração do Gol. Mas o desenho altinho deixou alguns executivos preocupados pois fugia muito do que o mercado esperava do Gol. No final lançaram acima do Gol e ali ficou sem dar problemas. Agora com o Gol cambaleante perante o que já foi, e o Fox ganha destaque. Se o Gol não fosse o Gol, seria simples. O Fox assumiria o lugar do Polo, lugar que muitos imaginaram ser o do Gol. E o Gol ficaria abaixo dele. Mas o Gol é o carro de maior sucesso da VWB e apesar da situação atual deve ter muita gente dentro da VWB que acha que o Gol merce esse upgrade. O nome apesar de tudo (e da própria VWB com aquele “G4”) ainda tem peso. Mas aí oque fazer com o Fox? Ele poderia virar um compacto crescido como o Sandero ficando no espaço e deixar o Gol um compacto Premium. Mas aí surge o primeiro problema, o mercado entenderia o Gol acima do Fox? Mesmo ele sendo o novo Polo europeu com nome Gol? Mas se o Fox assumir em definitivo o lugar do Polo tornando-se ele. O que acontece com o Gol? Vira um Fox/Polo mais simples? Tipo o Ka frente ao Fiesta?
                      Então qualquer que seja a alternativa pelo menos um não será o que era para ser na época do projeto. Ela pode errar os dois e seria um desastre, ou acertar só em um. O que não seria bom, é algo delicado e por isso acho que as mudanças não ocorrerão perto a questão de tempo para permitir ajustes. O facelift do Gol não deve mudar grandes coisas mas deve acrescentar o que a concorrência tem, telinha no painel e outras coisinhas. Finalmente o 1.0 3 cilindros deve dar as caras no modelo e por aí vai. O Fox pelo timing realmente deve seguir a linha do Polo que chega na mesma época. O Gol virá depois já que recebeu o facelift depois, e terá as características que forem importantes para os consumidores da categoria compactos de entrada.
                      Uma terceira via menos provável seria a fusão dos produtos em um só, sendo que cada um assume uma função como Golf e o Golf SV(ex plus) a Spacefox vira um altinho e ainda faltaria um sedan compacto para ficar abaixo do Jetta. Mas pela terceira via não teria o motor ter um sedan compacto Premium e um grandinho (tipo Cobalt e cia). Mas agora é aguardar …
                      Mudando de produto, mas ainda na VWB é o Golf? Atraso estranho esse!?

                    • Edson Fernandes

                      Na realidade, rolou muita briga na decisão do tipo de suspensão que o Golf iria usar. Ele foi testado com as duas soluções… sendo que eixo de torção para o motor 1.4 TSI é exclusivo ao Brasil.

                      Para mim, acho uma perda a retirada do cambio DSG que fará no futuro ser um belo mico leão dourado nas mãos dos donos que não terão outro produto equivalente que possa baratear o custo de revisão do DSG7 e poderá criar na propria VW rejeição desses donos. Ou seja, o cara não compra mais Golf sendo que isso é importante para a historia do modelo.

                      E os compradores mais novos podem até comprar, mas aqueles que já tiveram irão rejeitar os futuros Golf. E a VW deveria ter revisto isso, já que se é para dar mais conforto de rodagm, que se adequassem ao tipo Ford de ser e seu Focus.

                    • Gustavo73

                      Até tem outro produto a Variant, mas com pouco volume bobeira essa do DSG, que nem de longe deu os problemas da Powershift, e da suspensão também desculpa boba. Não mata o carro assim como o a Tiptronic também não mais diminui o brilho. Mas ainda não entendo a demora já são 4 meses e pelo que andei lendo só depois do carnaval. O motor e ajustes do câmbio “já estão aí” A3 que o diga inclusive da suspensão. O 1.6 MSI nem disso precisava. Agora acheibque na Alemanha o Confortline com o 1.4 tsi de 125 cv já tivesse a suspensão mais simples…

                    • Edson Fernandes

                      Lembrando que o arranjo para o Brasil difere do que há lá fora. Lá ele é mais baixo, então todos os calculos e uso de buchas mudam para o Brasil (que são mais resistentes)

  • Diogo

    Q1, Q2, Q3, Q5, Q7…

    Daqui a pouco a Chery entra com processo por plágio por causa do QQ!

    • fschulz84

      A Infiniti também! Tantos “Qs” que logo mais chegam no Q50!

  • radiobrasil

    Vai se distanciar mais do Tiguan entao?

  • V12 for life

    Quero saber é da versão MQB do Q1 pois essa é extremamente importante para a linha nacional da VW.

    • Gustavo73

      MQB-A0 para.os compactos a mesma que será usada no Polo r na próxima geração do Fox. Mas a Q3 será feita aqui.

      • V12 for life

        Exatamente, mas não tem muito mais informações além daquela tabela que você me mandou, embora isso se deva ao fato da VW esconder muito bem seus planos.

  • DTF

    E o Brasil vai ficando com as gerações mais antiga, mesmo qdo se trata de marca premium….mais uma desvantagem de se fabricar aqui…a primeira logicamente é o preço que não melhora porcaria alguma e a qualidade que piora…



Send this to friend