Chevrolet Hatches Lançamentos Test Drive

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

A GM finalmente apresentou o Chevrolet Onix 2020. Antes mesmo da imprensa andar no carro, várias concessionárias da rede já estavam com o produto pronto para entrega, que começou nesta quarta (27).


O campeão de vendas do mercado nacional finalmente entra para o jogo com muitas mudanças para continuar dando as cartas por aqui. O Novo Onix 2020 chega sem aumento de preços em relação ao antigo, que agora vira Joy e fica na linha de entrada.

Custando a partir de R$ 48.490, o Novo Onix 2020 cresceu e ganhou uma cara encorpada, mas sem ousar nas linhas. Bem funcional, embora com detalhes que o mantém jovem, o hatch traz plataforma nova, mecânica com motor de três cilindros, segurança de cinco estrelas e conectividade que vai manter muita gente plugada a bordo.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Disponível nas versões de entrada, LT, LTZ e Premier, o Novo Onix 2020 traz um novo motor de três cilindros com 1.0 litro e duas versões. A aspirada com até 82 cavalos e a turbinada de 116 cavalos.

Mantendo a transmissão de seis marchas, manual ou automática (apenas turbo), o compacto foca agora no baixo consumo e desempenho superior, centrando a atenção sobre a nova calibragem de suspensão e direção, assim como da propulsão mais forte.

A proposta do Novo Onix 2020 inclui ainda três pacotes de personalização (Sport, Elegance e Adventure), bem como um conjunto de itens de série que se destacam pelos seis airbags de série, assim como controles de tração e estabilidade, sem esquecer do assistente de partida em rampa.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Além de uma gama ampla de versões, o líder de mercado vem ainda com tecnologias que tornam o produto mais interessante, como conexão 4G com Wi-Fi e planos que vão de R$ 29,90 a R$ 89,90, indo de 2GB até 20GB, a partir da versão LT.

O Novo Onix 2020 pode ter ainda (na versão Premier) sistema de estacionamento automático, sensor de ponto cego, ar condicionado automático, OnStar, MyLink com Android Auto e Car Play, câmera de ré, chave eletrônica, sensor crepuscular e carregamento indutivo de smartphone, que ainda deve baixar o app myChevrolet, que permite acesso remoto ao carro e dados de performance do mesmo, entre outros.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul, diz: “O Onix definiu uma nova era. É indiscutível que seja uma escolha inteligente por oferecer conteúdo com preços competitivos, ter o melhor valor de revenda, ser a referência em conectividade e ter o melhor conjunto. Mas, para consumidor, os atributos do modelo vão além dos aspectos técnicos em si. Nesta nova geração, o Onix entrega itens que até então só estavam disponíveis em veículos de categorias superiores”.

Chevrolet Onix 2020 – Impressões gerais

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

O Novo Chevrolet Onix ficou bem maior. São 23 mm a mais, o que deixa o modelo com 4,163 m de comprimento e entre eixos com 2,551 m. O ganho mais expressivo foi no comprimento, deixando-o maior que o Renault Sandero, por exemplo.

Ainda um compacto, o Novo Onix lembra muito visualmente o Cruze, especialmente na versão Premier, que possui faróis com projetor e assinatura visual em LED. Os LEDs diurnos no para-choque também reforçam a proposta jovial do hatch, que tem ainda grade bipartida.

A carroceria é mais volumosa, mas a primeira impressão é que o Novo Onix 2020 não cresceu tanto assim. Ainda que não se possa ver, ele ganhou 17% a mais de aços de alta resistência, bem como perdeu 6 kg na suspensão nova, assim como 15 kg no propulsor. Isso fora o eixo traseiro (4 vezes) mais rígido.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Com portas de tamanho adequado, retrovisores grandes e maçanetas semi-embutidas, o hatch da Chevrolet tem colunas C destacadas e chama atenção pelas belas lanternas com assinatura em LED, dando um visual mais sofisticado ao Onix.

Ainda causa estranheza os dois pequenos spoilers pretos na vigia traseira, mas a tampa tem boa abertura e o para-choque ganha um aspecto mais esportivo com refletores verticais e vincos acentuados, que deixam a parte inferior proeminente e contrastando com preto.

As rodas de liga leve aro 16 polegadas da versão Premier são atraentes e de bom acabamento. Antena em estilo barbatana, frisos cromados nas janelas e grade, bem como spoilers pronunciados nas extremidades do para-choque frontal, marcam a nova cara do Onix.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Se o visual parece não empolgar tanto, o Novo Onix tem os pacotes de customização já mencionados, sendo que o Sport chama atenção pelos retrovisores em preto brilhante, rodas de liga leve de cor preta, rack no teto, entre outros.

Por dentro, o ambiente do Onix Premier 2020 em tonalidade cinza parece mais simples do que aquela de tom marrom, que tem um aspecto mais premium. O cluster de fácil leitura tem display TFT bem completo, mas pouco ergonômico em acesso.

O volante multifuncional com direção elétrica tem boa pegada e agrada visualmente. A multimídia MyLink atualizada vem com tudo o que é necessário, inclusive com os úteis Android Auto e Car Play, tendo ainda comandos de climatização e o OnStar.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Este, por sinal, pode ser acessado também no teto, seu lugar original. Mas, de volta ao MyLink, o que realmente chama atenção é a internet 4G a bordo, que usa conexão Wi-Fi para alcançar 7 aparelhos móveis até 15 m de distância.

De boa velocidade, dá até para trabalhar usando a internet do carro, porém, o dispositivo não fica ligado direto sem o acionamento do motor. Os planos de dados são semelhantes aos de celulares, sendo que a GM “dá” 3 GB grátis ou três meses no ato da compra do Novo Onix.

A conexão é bem fácil de fazer e o cliente pode colocar nome da rede e senha que desejar. Ela é tão boa que usamos para trabalhar durante o test drive.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

O ambiente tem acabamento condizente com a proposta, sem pender mais para o premium. Os bancos com apoios de cabeças integrados, também apresentam parte do visual em cinza.

O revestimento em couro com costuras brancas chama atenção. Confortáveis, os bancos do Onix 2020 garantem uma boa condição para o motorista ao volante e também passageiro.

Quem vai atrás, apesar do aumento do entre eixos, não goza tanto assim de mais espaço para as pernas. Se quem vai na frente é alto, então fica um pouco mais complicado para quem vai atrás.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

O banco traseiro bipartido vem com a mesma padronagem da frente e os itens de segurança necessários, inclusive Isofix. Já o porta-malas ficou menor, perdendo 5 litros e agora com 275 litros.

Diz a GM que houve um novo arranjo interno para levar bagagens com mais eficiência. Ainda assim, visualmente, ele parece adequado. Ainda por dentro, o Onix 2020 tem portas com acabamento macio e cor cinza na frente, sendo preta e com plástico duro atrás.

O hatch tem ainda luzes de leitura e três entradas USB, sendo duas atrás. O porta-luvas é pequeno, assim como o porta-objeto entre os bancos. O carregamento indutivo de smartphone inutiliza o espaço à frente da alavanca de câmbio, já que quase qualquer outro objeto é recusado com alerta de perigo, por conta da conexão wireless, que pode queimar o que estiver em cima.

Chevrolet Onix 2020 – Impressões ao dirigir

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Gravataí-RS – No último parágrafo acima, citamos a segurança do carregador wireless para objetos que não sejam para o fim de recarga, mas isto também nos faz lembrar – compreensivelmente – do recente recall do Onix Plus. E o Onix 2020?

Ele já vem atualizado em seu motor 1.0 Ecotec Turbo com 116 cavalos a 5.500 rpm e 16,3/16,8 kgfm a 2.000 rpm, respectivamente com gasolina e etanol. O pequeno propulsor turbinado tem intercooler e injeção indireta com pré-aquecimento na partida a frio.

Após a atualização de software, ele se mostra um motor forte, apesar do tamanho, tendo bom torque em rotações baixas e com curvatura plana na maior parte do tempo de trabalho, o que garante disposição extra.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Com transmissão automática de seis marchas, a GF6-3, o Novo Onix tem um bom desempenho, condizente com a proposta de “melhor de dois mundos”.

Isso é muito bom, pois, permite ao hatch andar como gente grande e evita que o mesmo sofra com espaço cheio e em trechos que exijam mais força. Com uma estrutura leve, apesar de volumosa, o Onix de nova geração se mostra um carro bem ágil nas saídas.

Com aceleração vigorosa, o ponteiro logo alcança 4.000 rpm e ele já está andando bem. Se afundar o pé, mesmo com uma pausa muito breve em virtude da relação de marchas longa, ele retoma o embalo e alcança 6.000 rpm sem cerimônia, onde é cortado.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Na rodovia, andando a 110 km/h, ela aponta para 2.300 rpm. Com pista reta e plana na maior parte do tempo, não deu para perceber se ele responde nas subidas longas da mesma forma que o Onix Plus fez. Vamos esperar a Avaliação NA para termos essa resposta.

Contudo, pelo que pudemos notar no primeiro contato com o Onix hatch, ele se mostrou bem e disposto. É um carro – na versão automática – feito para se andar em Drive.

A opção L com mudanças manuais no botão da alavanca, ruim de ser manuseado, dá apenas uma sensação rápida de liberdade na condução, mas é possível ver reduções e avanço de marchas sem que o painel acuse essa alteração…

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

A GM fala que o Onix 2020 vai de 0 a 100 km/h em 10,1 segundos e tem consumo em torno de 17,7 km/litro. No mais, parece estar de acordo com o irmão sedã, que tem bom consumo em cidade e estrada.

Por ser um carro mais curto, a GM providenciou uma calibração do conjunto direção, freios e suspensão especialmente para o Novo Onix, que assim tem um handling melhor que o antigo.

Fabiola Rogano, vice-presidente de engenharia da GM, diz: “O novo Onix alcança aqui um patamar de refinamento dinâmico que extrapola os níveis até então conhecidos na categoria. Para o hatch, trabalhamos numa nova calibração dos amortecedores que resultou em uma menor rolagem dinâmica da carroceria, que, somado ao fato de a direção elétrica ter ficado mais direta, a sensação que se tem é de maior agilidade e esportividade em curvas”.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

De fato, sentimos a direção mais leve e direta, entretanto, durante a condução, ela parece muito mais leve que o ideal. Já a suspensão é mais firme que a do Onix Plus e igualmente do hatch antigo.

Mais no chão, ao entrarmos por engano em uma estrada sinuosa, deu para perceber que o conjunto melhorou bastante. Em curvas mais fechadas, ele apresenta boa estabilidade para seu porte.

Em pisos irregulares, porém, sente-se mais os impactos dos buracos, mas ainda dentro da proposta de conforto do segmento. Os freios são mais que suficientes para sua missão.

Novo Chevrolet Onix 2020: Impressões ao dirigir

Os sistemas de auxílio à condução, incluindo monitoramento de pressão de pneus (item de série no Onix), dão ao compacto uma garantia de direção segura.

No mais, o Chevrolet Onix 2020 ainda apresenta o bom alerta de ponto cego, que ajuda a evitar colisões laterais, bem como o estacionamento automático, que permite facilmente estaciona-lo em vagas paralelas ou perpendiculares.

Assim como no Onix Plus, o sistema no hatch também faz vários movimentos para deixa-lo na posição certa. Com tudo isso, o hatch agradou nesse primeiro contato e parece bem preparado para continuar sendo líder de mercado.

Chevrolet Onix 2020 – Galeria de fotos

 

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Matthew

    Até agora não ficou claro se essa atualização de software alterou ou não o desempenho do motor. Difícil encontrar algum canal no Youtube que tenha feito uma aferição confiável em dinamômetro antes do recall para fazer um segundo ensaio comparativo agora. Teve maluco falando em 145 cavalos aplicando duas correções sucessivas de 10% baseado sabe-se lá no quê. Nos resta as medições de desempenho das revistas impressas pra ter alguma noção.

    De qualquer forma, passada a euforia do lançamento com o pacote agressivo do modelo, analisando friamente, cada vez que eu entro no carro reforça a sensação de ser um produto de origem chinesa mesmo. Só a Premier vem com revestimento nas laterais de portas e a seção central em coloração diferenciada. Todas as versões abaixo são plásticos rígidos pretos. E não dá pra entender essa história de retirar a abertura elétrica do porta-malas tanto pelo botão no painel quanto no controle da chave. O Joy, teoricamente inferior, tem as duas opções. No caso da Volkswagen é o contrário: O Polo tem abertura interna da quinta porta, porém sem possibilidade de abrir pela própria tampa, enquanto no Virtus não há a abertura interna por ter a maçaneta sobre a placa de licença. Quanta confusão pra economizar uns trocados.

    • Paulo Lustosa

      Ele agiu errado, pois correção em dinamometro se aplica apenas em carro aspirado. Sem correção o motor ficou entre 125-131 cv, mas 145 cv não vi até hoje.

  • th!nk.t4nk

    Faltou mostrar o navegador do próprio carro. Essas fotos são do espelhamento do celular.

    • Pergunta séria: ele tem navegador próprio? Depende do celular estar conectado?

      • th!nk.t4nk

        Tem que ter pelo menos opcional. Imagina pagar um dinheirão num modelo “completo” e ficar sem navegador se estiver sem rede. Já passei por essa situação um par de vezes em viagens, e o que salvou foi o navegador do carro.

        • Eu concordo 100%. Mas infelizmente é a tendência.

        • Paulo Lustosa

          Concordo contigo a ponto de ter comprado um navegador offline da tomtom pro celular caso fique sem internet pro Waze. Nisso tenho saudades do navegador que o Fluence usava que era bastante completo para a época..

          • E apesar de ser offline é bastante inteligente né…

            • Paulo Lustosa

              Sim, pra mim é a referência que tenho quando se trata de navegador gps

              • Eu tenho o meu por 4 anos. Irá fazer 5 em maio do ano que vem… (e ainda irei continuar com ele), eu gosto mto do GPS. Ele já fez caminhos melhores que Waze. Essa historia dos GPS atuais tentarem a todo custo caminhos mais curtos, as vezes tornam o trajeto mais travado só para te evitar qualquer transito que apareça. E as vezes, o transito é de 1 minuto a mais para vc pegar uma reta. (caso recorrente aqui em Indaiatuba, vc passa nervoso tentando cortar caminho para ganhar 1 a 3 minutos no maximo de diferença para rodar em ruas ruins, esburacadas, cheio de caminho quebrado em rua de bairro para isso… eu prefiro já pegar uma reta com transito que não é travado para essa finalidade).

                “Perdi” 3 minutos…. mas não fiquei em anda e para o tempo todo nas ruas.

        • TijucaBH

          Nao tem navegador nativo, tem que usar Google Maps ou Waze.
          Particularmente eu nunca usei o nativo do carro. Já tive 2 carros com GPS do proprio carro e nunca usei nem mesmo pra viajar. Deixo sempre no waze porque ele me avisa de radar. No entanto, se voce precisar de se localizar em um local sem sinal e tentar iniciar o trajeto nesse ponto sem sinal, realmente, pode esquecer!

          • th!nk.t4nk

            O Waze é sensacional mesmo. Eu penso mais na questão da redundância sabe. Meu carro por exemplo até permite usar 2 mapas simultaneamente (o Waze/Maps na tela principal, e o navegador do carro no cockpit + HuD). Pode parecer exagero, mas em viagens pra lugares que não conheço isso já me ajudou pra caramba. O navegador nativo tem melhor integraçao (o HuD é viciante), enquanto o espelhado do celular dá sugestoes adicionais. Ou se perder o sinal, o integrado serve de backup no mínimo. Acho importante ter essa segurança, pra quem viaja bastante.

            • Ricardo Silva

              No google maps, você pode baixar o mapa offline, você escolhe a região pra onde vai ele baixa o mapa pro celular, se não tiver sinal de internet continua navegando normal só com o GPS.

              • th!nk.t4nk

                Então, infelizmente isso não funciona em viagens longas. Teria de baixar um mapa ridiculamente gigante (eu costumo visitar várias cidades em diferentes regioes, muitas decididas na hora). Mas concordo que pra viagens mais curtas/específicas é uma possibilidade.

                • cepereira2006

                  O Waze funciona na Europa ou é só no BR?

                  • Vinicius

                    Nunca fui lá pra testar, mas acredito que sim.
                    O Waze é do Google, então deve ser global e funcionar em qualquer lugar.

                    • th!nk.t4nk

                      Funciona, mas os alertas de radar são desativados.

        • É praisso que tbm existe o here maps que pode ser usado offline para celular.

    • Matheus Mendes

      MyLink não possui navegador próprio na linha onix (nem nunca possuiu) vem apenas na conexão com Android Auto ou Carplay

  • Jeanphil

    Difícil bater o Onix completinho hein… Até o Polo ficou desatualizado

    • Matafuego

      Tá quase na hora da VW fazer o facelift dele. É a oportunidade p/ entrar na briga.

      • Piston head

        Facelift no interior, por favor

    • Marcos Carvalho

      Polo precisa com urgencia de uma versão manual turbo por 5-6k a menos

      • Ric53

        Tem espaço para um Polo GT rs

      • Verdades sobre o mercado

        Creio que agora (com o Onix Turbo MT) a VW vai se mexer, já tem comentários que está em testes.

      • 🅰🅽🅳🅴🆁🆂🅾🅽 – 🆂🅿® ✅

        Dá pra colocar um Polo 170 TSI Manual na mesma faixa deste Onix, resta saber se a marca quer.

        • Paulo Lustosa

          Teria que ser o 200 TSI pra ver se tem o mesmo desempenho, já que é mais pesado que o Onix.

      • alexandre

        Exatamente!! Fiquei esperando, esperando… muita notícia garantindo que o Polo tsi MT estaria no forno e nada. Única opção seria o Up, mas 55 pilas nele tá muuuito puxado. Fiz o td e optei pelo Ônix LTZ turbo, pela boa relação diversão x economia x conteúdo. R$ 60.990,00 sem choro nem vela. Acredito que a Chevrolet vá reajustar esses preços do Ônix e Ônix Plus muito em breve.

        • Marcos Carvalho

          Tô quase fechando em onix ltz turbo manual por 60k cor branca

          • alexandre

            Se for do Rio, esse seu preço tá excelente. Fui em todas ccs daqui e não rolou um centavo de desconto…rsrs

            • Marcos Carvalho

              Fortaleza, tenho colegas da faculdade que trabalham na concessionária

  • Janio Candido

    Esse carro ficou muito acertado em tudo, espero que os problemas dos incêndios tenham sido realmente resolvidos, pois já quero ver esse hatch nas ruas, na versão premier seria minha opção de carro se eu fosse trocar agora.

  • Bil

    Até agora não foi apresentada a versão de entrada.

  • Calibra vermelho 95

    Todos achavam que o desempenho seria melhor no hatch mas eu já desconfiava que seria ao contrário pois esse caso ocorre no Onix e Prisma, onde o segundo é tem desempenho um pouco melhor que o primeiro. Talvez a GM faça isso pra compensar o peso…sei lá…
    Enfim, não é porque o desempenho do hatch ficou inferior ao Plus que é preciso fazer escândalo na internet e nem é o apocalipse. Parece que a suspensão do hatch ficou melhor calibrada, dando mais esportividade. Deve ser uma belezinha a versão manual. Ou seja, perde em desempenho, ganha em dinâmica.
    Entrei em um Onix Plus ontem e gostei bastante. Notei um defeito aqui e ali, mas no geral as qualidades superam em muito.
    Onix hatch LTZ Turbo Manual: esse é o meu alvo!

    • Paulo Lustosa

      O Prisma era um pouco melhor após os 100 por conta da aerodinâmica do sedan ser melhor… isso acontecia inclusive com o Vectra, que o GT tinha final menor que o sedan, mas que tinha melhores acelerações e retomadas que o mesmo.

  • Verdades sobre o mercado

    Algumas considerações a respeito do Novo Onix.
    1) A Chevrolet fez a lição de casa direitinho. Sabia que seria um problema fazer a transição do modelo antigo para o novo se aumentasse demais os preços e então inteligentemente lançou a nova geração com preços muito competitivos e isso impactou o mercado, garantindo assim uma transição sem perda de volume de vendas (o que poderia ser fatal).

    2) Estes preços não vão durar muito tempo pois obviamente a nova geração é mais cara de se produzir e tem que somar também o retorno do investimento feito que também é contabilizado na margem de contribuição para formação do preço final.

    3) O carro tem alguns pequenos pecados ? Tem, mas o custo X benefício compensa todos estes pequenos pecados.

    4) Quais são estes pequenos pecados ? Falta de ajuste de altura do cinto de segurança do passageiro, porta-malas pequeno frente aos concorrentes(pela tamanho do carro deveria ter os mesmo 320 litros do Sandero), bancos curtos.

    5) É melhor que o Polo ? Parece-me que não, mas isso não importa tanto para a maioria dos compradores, que querem é um bom carro por um preço que caiba no bolso e lhe atenda às suas necessidades, e isso o Novo Onix parece que vai conseguir com facilidade.
    6) Provavelmente as versões de entrada das 2 motorizações serão difíceis de serem compradas nos primeiros meses. Elas me parecem estar ali mais para atrair o consumidor, que vai acabar tendo que levar as versões mais caras, e mais para a frente quando os preços estiverem maiores e a demanda “de lançamento” tiver arrefecido, as versões mais baratas serão encontradas com mais facilidade, ou seja, tudo é estratégia para a GM fazer inicialmente uma boa transição de geração sem perder volume de vendas e na sequência buscar lucratividade.
    7) Este negócio de chamar o Novo Onix de chinês é uma grande bobagem, quem está por trás de tudo é um dos maiores fabricantes do mundo, e o carro teve sim participação chinesa, da GM China, afinal este veículo será vendido por lá também(pelo menos o Plus), além do mais chinês não faz só coisa ruim não. Chinês faz o que o cliente quer, se quer, desde o barato (e ruim) até o mais sofisticado.
    8) Com relação ao recall apesar de ter tido uma razoável repercussão negativa, a (necessária) rapidez em buscar uma solução provavelmente pouco afetará a imagem do modelo. A única hipótese deste problema afetar o produto é se a solução colocada em prática não for efetiva, e novos casos aparecerem, aí o bicho pode pegar…

    • Algumas considerações sobre suas considerações:
      2) A plataforma é mundial, então parte dos custos também é. Além da evolução da fabricação geralmente levar a processos mais simples. Ou seja, é pra ter sim um aumento, mas em teoria, nada que seja tão significativo (chuto que algo pouco acima da correção da inflação).
      4) Muita gente tem reclamado do carro ter crescido e ter perdido porta-malas: é o custo de ganhar 5 estrelas em segurança. O carro melhorou o espaço para quem vai atrás e também precisa ter um espaço de absorção na carroceria. Quem foi sacrificado foi o porta-malas.
      5) Em alguns aspectos é melhor que o Polo: desempenho, pós venda e acabamento. Vai do que cada um prioriza.

      • Verdades sobre o mercado

        2) sua ponderação é pertinente, mas não esqueça que a geração anterior já estava amortizada e a nova vem mais completa (4 air-bags a mais e ESP só para citar alguns dos itens) e com novos motores, que são mais caros (ainda que tenham 1 cilindro a menos)
        4) Polo é mais curto(principalmente na dianteira), tem maior porta-malas e teve melhor desempenho no Latin NCap especialmente na absorção de impactos frontais
        5) Sim, há pontos que um ou outro supera, mas considero o Polo um pouco superior no conjunto da obra, é um projeto para países desenvolvidos (a diferença do teste de absorção de impacto frontal com uma frente mais curta evidencia isso), já o Onix é um projeto para mercados menos exigentes e me parece que foi feito com muita competência para este fim.
        Eu tenho um Polo e estou muito satisfeito com ele, mas não quer dizer que não poderia trocar num Onix, se o custo X benefício for muito melhor e o Polo for pouca coisa melhor, poderia optar pelo Onix sim.

        • Se você tem o Polo, ele te deixa feliz e, principalmente, atende suas necessidades, é o que importa.

          • Jonathan

            Eu tenho um Polo e estou muito satisfeito, mas confesso que o Onix me despertou curiosidade especialmente pela opção completa com turbo e cambio manual. Porém, ao vivo ele me impressionou menos do que nas fotos (não está feio, mas impressionou menos que o esperado). Ainda não dirigi o novo Onix, mas aparentemente o Polo parece mais confortável.

          • Verdades sobre o mercado

            Sim, vale para qualquer produto. Satisfação é o que importa, mas deve-se estar atento às possibilidades do mercado.

      • Leandro1978

        Olha, em relação ao acabamento, o Onix não é superior ao Polo. Fui ver os dois e estão no mesmo nível. O Premier, pode até ser superior, pelo couro nos bancos e portas, a faixa cinza/bege no painel, mas as demais versões, mesmo nível.

    • Leandro1978

      Eu fui ver o Onix Plus e gostei muito do carro. Achei mais interessantes as versões LT e LTZ, pelo custo benefício. Mas tem uma coisa que, para mim, é fundamental e me faria optar por outro carro, que são justamente os bancos desconfortáveis. Eu fico pelo menos duas horas/dia no trânsito e o conforto dos bancos acaba sendo fundamental. Tivesse os bancos do Cobalt, seriam perfeitos.

      • Jonathan

        Eu também vi ele e tive a mesma sensação, ainda não dirigi para “confirmar”, mas tive a impressão de que fica devendo um pouco em conforto. Tenho um Polo e pelo menos sem dirigir fiquei com a impressão de que o VW é mais confortável, mas falta dirigir para confirmar ou não.
        Também acho que vai se destacar pelo custo/benefício, achei muito interessante ter uma opção turbo, completa e com câmbio manual.

  • Ric53

    Sabe quando a GMB ia conseguir desenvolver um produto destes com design e tecnologia de ponta? NUNCA

  • Ricardo Silva

    Galera, e a distância do solo? Dá pra passar em lombadas e entrar em garagens sem ficar raspando esse carro?

    • Estou De Olho

      É algo q eu tb me certifico antes de escolher uma viatura kk… ninguém merece ficar ralando a barriga em tudo e em todos kkkkkkk

      • Ricardo Silva

        É então, e até hoje não fi ninguém analisando esse ponto, ainda mais no Brasil, que as ruas são todas bagunçadas, pelo que vi na fixa técnica o carro tem 12cm de altura do solo, bem mais baixo do que muito carros que já são considerados baixos, vai entender …

    • Gilcimar China

      Estou há mais de um mês com o carro, Onix Plus Premier, e nunca raspei em nada. E Olha que minha cidade é um mar de tristeza.

      Dessa forma, a altura em relação ao solo eu considero bom.

  • Estou De Olho

    Uma informação adicional ao texto do NA, o novo Onix hatch é maior q o Sandero somente no comprimento total pq o entre-eixos e o porta-malas é consideravelmente menor q o Sandero (Sandero: entre-eixos tem 2,59m e porta-malas de 320 litros). Abraço!

  • Emygdio Carlos

    Achei bacana esse carro, entretanto, o espaço interno para os ocupantes do banco traseiro e o porta malas me decepcionaram.!

    Também achei as proporções do capô muito grandes para acomodar um motor tão pequeno.

    Ou seja, mais espaço para a máquina do que aos humanos!

    Outros carros menores têm muito mais espaço e o sistema de rebatimento do banco traseiro não deixa o assoalho plano, dificultando a colocação de objetos maiores, eventualmente, a meu ver.

    • Marcos Delai

      Também estranhei a informação do tamanho do porta-malas.
      Fui vê-lo hoje, e fiz uma comparação com o do meu Peugeot 2008, com medições que fiz.

      2008
      Largura: 103; Altura: 56
      Comprimento inferior: 79
      Comprimento superior: 52
      Total: ~ 375 litros

      Onix
      Largura: 98; Altura: 52
      Comprimento inferior: 74
      Comprimento superior: 45
      Total: ~ 305 litros

      Eu peguei a medida da parte “quadrada”, sem considerar os espaços extras.
      A medida oficial do 2008 é de 355 litros de mala, e algumas publicações, chegaram a 402 litros.
      Com isso, acredito que o Onix tenha por volta de 320 litros.

      • Emygdio Carlos

        Que bacana!
        Você tirou a prova dos nove.
        Parabéns, o 2008 é um carro interessante, e creio que com a motorização THP aliada a transmissão automática ficou show!
        Obrigado!

  • Rogério R.

    Realmente o Onix virá para abalar o mercado e a concorrência, sinceramente eu que não sou muito fã de Onix, mas esse novo está chamando a minha atenção principalmente pelo seu custo x benefício, na minha opinião o melhor da categoria compacto no Brasil. Mas não gostei do balanço dianteiro exagerado e do espaço interno.
    Uma curiosidade, o Sandero, Logan e Stepway 2020 já estão sendo produzidos na Colômbia e na Argentina e vi nos sites que as versões intermediárias do Sandero nos respectivos países são mais equipados do que o brasileiro. Por exemplo, as versões intermediárias Life+(Colômbia) e Zen(Argentina) são equipados com vidros dianteiros e traseiros elétricos, o Life+ colombiano tem controle de estabilidade e tração na versão manual e banco traseiro bipartido, mas na Colômbia não há Sandero normal CVT. O Zen argentino também vem com faróis de neblina. Ou seja, se o Sandero Zen brasileiro fosse mais equipado como dos países vizinhos creio que animaria mais as vendas do hatch no varejo. Estou comentando isso porque o Sandero tem um baita espaço interno e uma baita robustez e se também fosse mais equipado, seria um baita custo x benefício como foi na época do Sandero 1 fase 2.

    • Paulo Lustosa

      O que eu acho ruim do Sandero/Logan nem é a questão do espaço, que acho bastante competentes nisso, mas é na questão de acabamento e isolamento acústico que é muito fraco.

      • Rogério R.

        Os bancos dos novos Sandero/Logan achei que melhoraram, mas esperava mais mudanças no painel, principamente nos intrumentos como no Duster 2 que ficou bem bacana, mas o marcador de temperatura do motor pelo menos voltou.

    • Ricardo Silva

      Também acho o Sandero/Logan interessante, mas essa ultima versão, com cambio CVT, ficou desproporcionalmente alto, vi um Logan na rua ontem, que coisa bizarra …

  • tiago

    Polo killer Qu’est-ce que c’est…
    Brincadeira, finalmente o polo tem um concorrente tecnicamente parelho e mais em conta.

  • G. de F.

    Poxa GM… Faltou um câmbio manual nesse 1.0 Turbo, não? Tirando essa traseira, principalmente na linha do meio da tampa para baixo com talvez um excesso de recortes, que por fotos traz um ar meio “pesado” ao veículo, parece ser um produto um degrau acima daquilo hoje disponível. Resta saber se os recentes problemas apresentados no motor também acontecerão com o hatch. Caso não aconteça, a concorrência vai passar aperto para entregar algo a altura.

    • alexandre

      Faltou não…. O câmbio manual está lá no LT e LTZ, ambos turbo.

      • G. de F.

        Tem razão… Numa leitura rápida, e com tantos pacotes/versões, não vi essa possibilidade. Valeu pelo alerta!

    • Paulo Lustosa

      LT, LTZ e RS possuem câmbio manual.

  • Bruno Luís

    Sincronismo desse motor correia ou corrente?

  • PH Sacchi

    Estranho essa capacidade em litros do porta malas , nos vídeos e imagens que tenho visto me parece maior do que o antigo porém divulgaram que diminuiu ( muito embora talvez o formato as vezes influencie mais do que a ficha técnica ) me lembro de ver o porta malas do renegade e embora tivesse poucos litros tinha ótima largura e não passava a impressão de ser menor do que qualquer compacto do mercado … O jeito é visitar a css para ver pessoalmente .

    • Marcos Delai

      Também estranhei a informação do tamanho do porta-malas.
      Fui vê-lo hoje, em um shopping de Porto Alegre, e fiz uma comparação com o porta-malas do meu Peugeot 2008, com medições que eu fiz.

      2008
      Largura: 103
      Altura: 56
      Comprimento inferior: 79
      Comprimento superior: 52
      Total: ~ 375 litros

      Onix
      Largura: 98
      Altura: 52
      Comprimento inferior: 74
      Comprimento superior: 45
      Total: ~ 305 litros

      Eu peguei a medida da parte “quadrada”, sem considerar os espaços extras.
      A medida oficial do porta-malas do 2008 é de 355 litros, e algumas publicações, por medidas próprias, chegaram a 402 litros.
      Com isso, acredito que o porta-malas do Onix tenha por volta de 320 litros.

      • PH Sacchi

        Muito obrigado pelas informações , já tinha separado a trena e ia medir o porta malas do vw up! que segundo ficha técnica teria maior capacidade e que bom que não parece tão ruim quanto os números fazem supor

      • PH Sacchi

        fui conhecer o carro hoje e pude conferir o porta malas , inclusive aberto ao lado do modelo antigo e ao vivo me pareceu bem melhor (equivalente ao do Sandero ou muito pouco menor ) , essa informação de que diminuiu definitivamente não procede …

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email