Hatches Longform Volkswagen

Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

novo-golf-highline-azul-1-700x525 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Gostaria de aproveitar esse espaço do blog Notícias Automotivas para compartilhar as minhas impressões até o momento do meu carro. O carro em questão é o Golf 1.4 TSI DSG, com pacote Exclusive, ano 13/14, adquirido em outubro de 2013, no interior de São Paulo. Está com 9.732 km rodados e já fiz a primeira revisão. O carro está original, não fiz nenhuma alteração no motor ou na mecânica.



Conheci o Golf através de um evento da VW, Driving Experience, que aconteceu em Piracicaba em setembro de 2013. Um evento muito interessante onde apresentaram a nova geração do Golf, MK7, suas características, etc., sempre com o slogan: O melhor da VW em um só carro (mais para frente vou colocar que nem tudo é tão melhor assim). Depois conheci as tecnologias ACC e DLA, na prática com um piloto de testes. Também testei o Park Assist.

Depois o mais interessante: o test drive. Liberaram para eu dar quatro voltas no circuito. Fiz a primeira no 1.4 Manual, depois no 1.4 DSG e depois duas voltas no GTI. Nem é preciso dizer que o GTI é um monstro, mas foquei na versão 1.4, pois julgava ser a mais equilibrada para o meu uso x custo (aquisição, seguro e manutenção).

novo-golf-highline-azul-3-700x525 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Também tinham vários Golf em exposição no evento, analisei vários aspectos do carro com a minha esposa e filho, como espaço interno e itens de conforto. Após isso, fiz o pedido de um Golf 1.4 DSG Exclusive com teto e rodas pretas, na cor Azul Pacific (minha preferência era pelo branco até ver pessoalmente esse azul). Tinha preferência pelo câmbio manual, achei muito caro um câmbio automático aumentar R$ 7 mil no preço, mas não tinha nenhum carro na versão Exclusive Manual.

Também achei salgado o pacote Exclusive, R$ 15 mil, R$ 10 mil a mais que a Elegance, porém bancos em couro era um requisito obrigatório para mim, e os faróis em xenônio são ótimos e dão um visual bem legal ao carro. Para reduzir o peso na consciência, consegui um desconto de R$ 2,7 mil no preço de tabela da época, fechando por R$ 93 mil.

Bom, para balizar a minha avaliação é importante dizer que vim de um Cruze Sport6 LTZ automático 12/13 branco e de um Focus Hatch Titanium manual 11/12 branco. Também já tive Vectra GT-X, Astra hatch. Minha preferência sempre foi por hatches médios.

novo-golf-highline-azul-2-700x525 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Avaliação

Segurança: Fico mais tranquilo com minha esposa levando o meu filho à escola, médico, etc., e também em viagens. 5 estrelas na EuroNCAP. Segurança é o item mais importante em minha opinião.

Estabilidade: É um carro incrivelmente estável. Na minha experiência superou o Focus Hatch MK2 que tive. O carro não balança em curvas, não perde traseira, nem dianteira e faz curvas como nenhum outro que já dirigi. O ponto negativo vai para os pneus Pirelli P7 Cinturato, aquaplanam e tem pouca aderência.

Acabamento interior: Muito bem acabado, com ótimos materiais e tudo muito bem encaixado. Muitos podem dizer que ninguém vai ficar passando a mão ou apertando, por exemplo, o painel. Porém um acabamento assim dificulta o aparecimento dos famosos “grilos” no interior do carro, que tanto chateiam a maioria. A qualidade dos materiais é superior aos meus carros anteriores, inclusive a qualidade dos bancos em couro. Nas últimas semanas apareceu um “grilo” me parece que no porta óculos, que fica no teto junto com os controles da iluminação interna e do teto-solar.

novo-golf-highline-azul-5-700x445 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Design interior: Particularmente gosto muito do interior do Golf, nada muito chamativo, porém não é simples. O painel central voltado para o motorista, LEDs espalhados por toda a cabine (intensidade configurável pela central multimídia, podendo até desliga-los), painel de instrumentos de fácil leitura e ótima iluminação (o painel, durante o dia, tem sensor de luminosidade, ele regula a iluminação conforme o ambiente), apliques de black piano no painel. O ponto negativo vai justamente para o black piano, é bonito, mas tem que tomar muito cuidado para não risca-lo (ainda não tem riscos).

Espaço interno: O espaço é satisfatório, superior ao do Cruze S6 e do Focus MK2 que tive. Esse é um dos primeiros itens que avalio quando entro num carro. Tenho 1,85 cm, minha esposa tem 1,75 e tenho um filho de três anos que usa cadeirinha. Ajusto o banco do motorista ao meu gosto e avalio o espaço que sobra no banco traseiro, cabe tranquilamente a minha esposa sem ficar encostando os joelhos nas costas do banco dianteiro. O espaço lateral também é bom, superior aos carros citados. Para a cabeça, tanto nos bancos dianteiros como nos traseiros, também tem um bom espaço. Ou seja, tem um espaço mais amplo em todos os sentidos comparando com os meus antigos carros, contudo não podemos dizer que é o ideal. O ponto negativo vai para o túnel no banco traseiro impede que um quinto passageiro viaje com conforto.

Ergonomia: Todos os comandos tem fácil acesso. O volante multifuncional é completo. Os bancos dianteiros (motorista e passageiro) têm regulagens de altura, distância e lombar. O volante tem regulagens de altura e profundidade. É bem fácil de encontrar a posição ideal para dirigir.

Itens de conforto: O A/C é dual zone de fácil operação, até por voz, com saídas para o banco traseiro e para os pés de quem vai atrás. Tem uma função bem interessante que é a recirculação automática quando detecta a presença de poluição exterior. Sensores de chuva e crepuscular, sendo que o sensor de chuva tem controle de sensibilidade. Piloto automático e limitador de velocidade funcionam muito bem e de fácil operação (no volante). O freio de estacionamento elétrico associado ao auto-hold é uma “mão na roda”, hoje sentiria muita falta desse recurso. O motorista não usa mais o freio de estacionamento, colocou o cinto, câmbio em D ou R e ao acelerar o freio de estacionamento desativa automaticamente, o mesmo em paradas, colocou em P e tirou o cinto o freio ativa automaticamente. O auto-hold segura o carro em paradas, freou o auto-hold ativa e o motorista pode soltar o freio, acelerou ele desativa.

novo-golf-highline-azul-4-700x451 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Conforto: O carro é bem confortável, ótimos bancos em couro com ótimo encaixe. O nível do ruído é mínimo, às vezes o motor parece estar desligado mesmo com os vidros abertos. Na estrada, a 120 km/h (2000 rpm), só se escuta o barulho de rodagem dos pneus, aqui outro ponto negativo do meu carro, os pneus Pirelli são ruidosos. O isolamento acústico me surpreendeu positivamente. A suspensão tem uma calibragem mais esportiva, por isso não filtra muito as imperfeições do piso. Nesse ponto o Focus tinha uma suspensão mais macia, porém o Cruze é nitidamente mais duro que o Golf em minha opinião. O comportamento do DSG também é impressionante, muito suave, sem trancos, as mudanças são imperceptíveis. O ponto negativo vai para o barulho das trocas em pisos irregulares, sendo percebido com os vidros abertos. Porém ainda não percebi o barulho de “lata” do DSG nesse tipo de piso. Fiz um vídeo registrando o comportamento do meu carro nesse tipo de piso.

Vídeo DSG Parte 1: http://www.youtube.com/watch?v=_u-zH0npcYM
Vídeo DSG Parte 2: http://www.youtube.com/watch?v=d1DCDgiwE5M
Vídeo DSG Parte 3: http://www.youtube.com/watch?v=-J6qMwz6NLo
Vídeo DSG Parte 4: http://www.youtube.com/watch?v=9fzifSCit90
Vídeo DSG Parte 5: http://www.youtube.com/watch?v=VJd-486oY6c

Design exterior: Um ponto subjetivo e muito discutido. Eu acho muito bonito o Golf, principalmente a traseira e as laterais. A dianteira realmente lembra os demais carros da montadora, porém tem detalhes que o diferencia dos demais, afinal é um novo modelo. Os faróis em xenônio melhoram ainda mais o design. O teto-solar, quase panorâmico, abrindo para fora é outro item que agrega ao design.

Desempenho: Só dirigi um carro até hoje com desempenho superior, foi um Golf GTI. O motor 1.4 tem fôlego desde a arrancada até em altas velocidades. As retomadas são impressionantes, o câmbio DSG faz um excelente trabalho junto ao motor. Fiz um vídeo registrando 0 a 100 km/h em menos de 8s, carro original e usando 40% de podium no tanque. O comportamento do carro é extremamente modificado através dos Modos de Condução. Ponto negativo vai para o turbo lag, pois até 1500rpm a turbina não ajuda, e passando de 1500rpm se pisar muito no acelerador o carro dá um “pulo”. Porém esse ponto negativo é minimizado ao usar os Modos Sport ou até mesmo o Normal.

Vídeo Desempenho: http://www.youtube.com/watch?v=5FnMRCTdQ3w

Dirigibilidade: A direção é extremamente direta, sinto o carro literalmente na mão. Tem direção elétrica, leve em manobras e com o peso certo na estrada por exemplo. E ainda é possível ajustar a direção para um modo mais esportivo, deixando-a nitidamente mais pesada. A suspensão faz bem o seu papel, independente nas 4 rodas, Multilink atrás, dá o apoio ideal em curvas sem balançar o carro.

novo-golf-highline-azul-6-700x525 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Equipamentos: A lista é extensa. Vou destacar o start-stop, modos de condução, faróis em xenônio, computador de bordo e central multimídia.

1 – Start-stop: No começo eu não achei muito interessante, pois não sabia usá-lo da maneira correta. Ele sempre desligava o carro em paradas em semáforo por exemplo, cruzamentos ou em manobras, e isso me irritava as vez, pois era uma parada rápida e desligar o motor não era o ideal. Comecei a desligar o start-stop toda vez que ligava o carro, através de um botão no console. Porém, através de um fórum de proprietários do Golf, aprendi que o carro só desliga se pisar no freio e segurar até ele desligar. Com o auto-hold habilitado, é só pisar no freio e soltar, assim o motor não desliga mesmo com o start-stop ligado. Dessa forma não tenho mais surpresas com funcionamento do start-stop, ele só desliga o motor quando eu quero.

2 – Modos de condução: No início não achava que faria tanta diferença. O Focus que tive tinha modos de direção Conforto, Normal e Esportiva, porém nunca senti a diferença de uma para outra, cheguei até a reclamar disso numa das revisões do Focus, contudo o consultor disse que a diferença era mínima mesmo. Então eu não tinha grandes expectativas com esses modos de condução do Golf. Porém, no Golf, eles mudam completamente o comportamento do carro: Direção, Motor, Câmbio, Ar Condicionado e Iluminação. Não vou me estender explicando os modos, mas colocar qual utilizo mais. Na estrada gosto de usar o modo Eco, pois apenas nesse modo em o recurso do “Roda Livre”, a famosa “banguela”, tirou o pé do acelerador entra o Roda Livre, o que melhora sensivelmente o consumo. Na cidade uso o modo Normal ou Sport, gosto mais do comportamento do carro nesses modos. Mas já dirigi na estrada no modo Sport, o que aumenta sensivelmente o consumo, e na cidade no modo Eco, porém não senti diferença no consumo entre esse modo e o modo Normal.

3 – Faróis em xenônio: Ótima iluminação e deixa o carro com um design mais bonito e agressivo. Eles são bi-xenônio (farol baixo e alto), são direcionais, tem regulagem automática de altura e uma luz auxiliar para curvas feitas em baixa velocidade (conversões). Os modos de condução mudam o comportamento direcional dos faróis e da luz auxiliar, no modo Sport eles têm uma reação bem mais rápida que no modo Normal, já no modo Eco deixam de ser direcionais. Também em baixas velocidades (percebo que abaixo de 20 km/h) os faróis deixam de ser direcionais e passa a funcionar a luz auxiliar em curvas, onde uma lâmpada dentro do farol liga do lado correspondente à curva.

4 – Computador de bordo: Muito completo, ainda mais que vendo do Cruze que só tinha velocidade média, consumo médio e autonomia. O computador de bordo do Golf, que inclusive é personalizável podendo selecionar o que quer ver, tem as opções de visualização e controle do: Estado do Veículo, Dados de Viagem, Mídia, Telefone, Rádio e Navegação. Estado do Veículo apresenta qualquer anormalidade do carro, como baixo nível de combustível, perda de pressão de um ou vários pneus, revisões, entre outros, sempre com o complemento na Central Multimídia. Dados de Viagem apresenta o Consumo Instantâneo, Consumo médio (modos: Desde a Partida, Desde o Abastecimento e Longo Prazo), Velocidade média (nos três modos), Tempo de Viagem (nos três modos), Autonomia, Velocidade Digital, Temperatura do Óleo e Alerta de Velocidade. Em Mídia, Telefone e Rádio permite o controle pelos comandos do volante e visualização no próprio computador de bordo. Navegação mostra uma bússola, posição atual (endereço) e permite acessar os últimos destinos ou destinos favoritos do GPS sem precisar usar a Central Multimídia, só pelo volante. Ou seja, é realmente um computador de bordo, com muitas configurações, opções e fácil operação pelo volante.

5 – Central Multimídia: Completa. Quero destacar que a operação é fácil, até por comandos de voz (ultimamente estou usando mais, tentando me entender com a “moça” da Central). O que me chama mais a atenção é a quantidade de opções para configuração do carro, como iluminação, sensores de estacionamento, abertura e fechamento, etc. Também tem uma tela de Estado do Veículo que apresenta qualquer anormalidade do carro, mostrando visualmente (tem a imagem do carro) onde está o problema destacando na cor laranja o lugar. O ponto negativo vai para a lentidão do processamento da Central, à vezes você seleciona uma opção e demora um pouco o processamento (minha central é a de 5,8”, dizem que a de 8”, que tem um HD de 60GB, não tem esse problema).

novo-golf-highline-azul-7-700x427 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Porta-malas: É pequeno, ainda mais comparando com o Cruze S6 que é da mesma categoria. Porém ainda não tive dificuldades com isso. Minha família é pequena, minha esposa e meu filho de 3 anos. Já viajei e levamos todas as malas no porta-malas e algumas bolsas no banco traseiro. No Cruze cabia tudo no porta malas, com isso daria para levar mais uma pessoa (ou ter mais um filho). Acho que para uma família com 4 pessoas o porta-malas do Golf pode ser um impeditivo. Vale destacar o belo acabamento do porta-malas com alguns detalhes bem interessante, como indicado nas fotos.

Garantia: Já utilizei uma vez, para trocar o quebra-sol do passageiro por causa da luz de cortesia. Demorei a perceber o problema: abaixando o quebra-sol a luz não acende, somente quando de abre o espelho, isso é o normal. Porém na do passageiro a luz acendia independente do espelho estar fechado ou aberto, claramente um problema no sensor do quebra-sol. Levei à CCS num sábado e fui atendido na hora, o consultor viu o problema e já requisitou a peça. Em quatro dias me ligaram avisando que chegou a peça e agendando a troca para o próximo sábado. Acompanhei a troca, o mecânico nunca tinha trocado isso no novo Golf. A dificuldade era para tirar o quebra-sol, como eu acompanhei vi que era difícil mesmo. Ele acessou através do computador um passo-a-passo da VW com fotos ensinando como trocar, aí ficou mais fácil. Demorou uma hora e meia, se ele tivesse olhado o passo-a-passo primeiro teria sido mais rápido.

novo-golf-highline-azul-8-700x525 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

novo-golf-highline-azul-9-700x393 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Concessionária: Como comprei o carro no evento, a entrega já foi direcionada para uma concessionária da minha preferência e para um vendedor aleatório. Esse vendedor me posicionava sobre a previsão de chegada do carro, que demorou 1 mês para chegar após o evento. A entrega do carro foi muito boa, o vendedor conhecia bem o carro. Não tive os problemas típicos: falta do cartão SD do GPS; falta do extintor; pressão dos pneus; não zerar os avisos de troca de óleo e revisão. Ligaram da concessionária perguntando como foi a entrega.

A primeira revisão foi feita em outra concessionária. Nessa com uma surpresa inesperada: Não tinham o óleo recomendado para o Golf conforme o manual. Na realidade eu previ esse problema e liguei antes na concessionária perguntando se tinham o óleo para o novo Golf, e foi informado que sim. Insisti e perguntei se a especificação era a API-SN, aí a surpresa, fui informado que o óleo usado era o API-SL. Não discuti o assunto com o funcionário e fui pessoalmente à concessionária um dia antes da revisão agendada.

Conversei com o chefe da oficina, e ele informou que usavam o óleo recomendado pela fábrica, 5W40 Castrol Magnatec Professional MF, que atende as normas VW 502 00 e 505 00. Até aí tudo certo, é esse óleo que consta no manual, 5W40 VW 502 00 e 505 00. Porém no manual também menciona a classificação americana API-SN (quem tem o manual está na página 316). E o óleo disponível na concessionária era o API-SL. Para quem conhece essa classificação sabe que API-SN é uma evolução da SM e por sua vez da SL. Se no manual pede para usar API-SL, pode-se usar a SM ou a SN que estará usando um óleo com qualidade acima da recomendada, porém o contrário não é recomendado.

Com isso, o chefe da oficina concordou que eu fornecesse o óleo para a revisão. Comprei o óleo Castrol Magnatec 5W40 API-SN, que atende a norma VW 502 00 e 505 00, ou seja, é o mesmo óleo da concessionária, porém API-SN. Tirando isso a revisão foi boa, acompanhei tudo, verificaram todos os itens constantes no manual, trocaram o óleo, filtro de óleo, parafuso e anel do cárter. O mecânico se enrolou um pouco com o computador para zerar os avisos da revisão e troca de óleo, chegou a ter três mecânicos no meu carro para tentar zerar os avisos. A revisão ficou em R$ 51,34, paguei R$ 167,60 nos 4 litros do óleo, totalizando R$ 218,94, abaixo dos R$ 236,00 informados no site da VW. Ofereceram a lavagem do carro, não autorizei. Hora agendada 9:20, a revisão começou às 10:00 e terminou às 11:15.

Em resumo, achei um erro não terem óleo especificado no manual, porém gostei da postura do chefe da oficina permitindo que eu levasse o óleo sem grandes restrições, só pedindo que eu fornecesse o óleo certo com a nota fiscal do óleo para constar na revisão e não perder a garantia de três anos.

novo-golf-highline-azul-10-700x525 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Som: Não sou amante das modificações em som, sempre deixei o som original de fábrica nos meus carros. Fiquei positivamente surpreso com a qualidade do som do Golf comparando com o som dos carros que tive, Cruze S6 LTZ (versão que tem um som premium) e Focus Titanium.

Consumo: Carro bem econômico ao andar moderadamente. Nesse assunto posso contribuir bastante, pois sempre testei o consumo dos meus carros nas mesmas condições. Trabalho e moro em Paulínia, interior de SP, há mais de 10 anos, meus pais e os pais da minha esposa moram em Sorocaba, também interior de SP. Por isso faço muitas viagens entre essas cidades. Um percurso de 95 km, com subidas e descidas, com pedágios, trânsito moderado e boa qualidade do asfalto.

1 – Estrada: Minha melhor média na estrada com o Golf foi obtida recentemente, após a revisão, fazendo 19,6 km/l no modo Eco, com o AC desligado e sozinho no carro. Tanque com 40% de Podium e 60% de Aditivada, média de velocidade de 89 km/h, mas andando no máximo a 110 km/h, porém com o trânsito e pedágios a média de velocidade fica mais baixa. Mas geralmente, às vezes com o carro carregado, com a família, AC ligado, o meu consumo fica entre 16 e 17,5 km/l. Como comparação, minha melhor marca com o Cruze foi de 14,6 km/l, nas mesmas condições, e de 13,4 km/l com o Focus, ambos com gasolina.
Mas já fiz a mesma viagem, nas mesas condições, porém no modo Sport com média de velocidade de 113 km/h, e o consumo ficou em 12,6 km/l. Ou seja, se pisar o consumo aumenta bastante.

2 – Cidade: Média por volta de 9 a 11 km/l. Geralmente com AC ligado, e às vezes com bastante trânsito. Minha esposa comenta que às vezes fica até 30 minutos num trânsito ao deixar meu filho na escola. Como comparação, já cheguei a ver média no meu Cruze de 5,5 km/l.

3 – Média Geral: No começo, quando o uso do carro era 70% estrada e 30% cidade, ficava em torno de 14,5 km/l. Porém recentemente, com o início das aulas e minha esposa usando mais o carro na cidade, a média do último tanque foi de 13 km/l, em mais ou menos 40% estrada e 60% cidade. Julgo o consumo muito bom, ainda mais comparando com o Cruze e Focus que não faziam mais que 10 km/l com gasolina.
Seguro: Fechei o meu seguro pela Porto Seguros, melhor cotação, por R$ 2.383,72, sem cartão porto (teria mais 5% de desconto). 110% da FIPE, franquia reduzida de R$ 1.700,00, 100 mil para terceiros, cobertura total para vidros, lanternas, faróis e retrovisores. Perfil: 33 anos, casado, bônus 2, CEP interior de SP (Paulínia), não trabalho ou uso o carro para estudos. Como comparativo, a renovação do Cruze ficaria por volta de R$ 1.800,00 (Azul Seguros), e do Focus eu pagava por volta de R$ 2.200,00 (Azul seguros também).

novo-golf-highline-azul-11-700x328 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

novo-golf-highline-azul-12-700x525 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Resumo

Até o momento estou muito satisfeito com o carro e com o atendimento da VW, mesmo com o contratempo do óleo. Destaco a segurança, espaço interno, acabamento interno, motor, câmbio e os equipamentos.
O funcionamento do DSG, em conjunto ao motor, é ótimo.

A ressalva vai para o barulho do DSG nas trocas das marchas em pisos irregulares, percebido em baixas velocidades com os vidros abertos, porém não verifiquei o barulho de “lata” em pisos irregulares, assistindo aos vídeos é possível avaliar isso. Também não verifiquei retenções em marchas nesses mais de 9 mil km rodados, também abordado nos mesmos vídeos, porém conheço pessoas que tem esses problemas incômodos das retenções e do barulho de “lata” do DSG. Importante também ressaltar que o comportamento do câmbio DSG hoje é o mesmo de quando o tirei 0km, ou seja, ainda tem um funcionamento excelente, sem problemas.

novo-golf-highline-azul-13-700x525 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

Minha esposa, que dirige muito o carro, elogia bastante o carro também, principalmente o câmbio, direção, silêncio, auto-hold e os sensores de estacionamento dianteiro e traseiro. Ela não aprovava a compra no início, mas hoje ela apoia a minha escolha.

Resumo Pontos Positivos

– Segurança;
– Acabamento e design interno;
– Itens de conforto e equipamentos;
– Dirigibilidade, ergonomia, conforto acústico e do interior;
– Ótimo desempenho e consumo do motor 1.4 TSI;
– Suavidade, rapidez e precisão do câmbio DSG;
– Som;
– Concessionária e Garantia.

Resumo Pontos Negativos / Ocorrências até o momento

– Barulho do DSG nas trocas de marchas em pisos irregulares, sendo percebido em velocidades baixas com os vidros abertos;
– Barulho de rodagem e pouca aderência dos pneus Pirelli (mas não tive problemas de desgaste irregular ou bolhas);
– Suspensão traseira não filtra todas as imperfeições do piso, poderia ser mais macia;
– Lentidão percebida, às vezes, da Central Multimídia de 5,8”;
– Turbo lag, percebido principalmente no modo ECO;
– Porta-malas reduzido;
– Túnel central no banco traseiro, impede que um quinto adulto viaje confortavelmente;
– Acabamento black piano do painel, tem uma ótima aparência mas tem que ter cuidados extras para mantê-lo sem riscos;
– “Grilo” recente no porta-óculos localizado no teto;
– Quebra-sol do passageiro com defeito no sensor, trocado na garantia.

Por Edson Menezes

novo-golf-highline-azul-14-700x394 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

novo-golf-highline-azul-15-700x263 Novo Golf: leitor que rodou 9.000 km fala detalhadamente de sua experiência até agora

  • Matheus_Ulisses_P

    O carro é inegavelmente muito bom! Agora só quero ver como estarão esses carros daqui a 5~7 anos no mercados de usados…

    • Debraido

      Fica esperando ai. Depois passe sua opinião!
      Comentário mais sem sentido! Vou ativar meu lado "Mãe Diná" e te dizer. Daqui 5 ou 7 anos esse carro valera menos de 50% do seu valor e pipocando com a manolada, assim como qualquer usado de sua categoria.

      • supico

        Debraido, concordo em tudo com você!

        Que mania feia é esse do brasileiro achar que carro é investimento! é BEM DE CONSUMO!

        Eu vou comprar, porque eu gosto do carro, ele atende as minhas necessidades, etc etc.

        Quer comprar algo e vender bem depois: Imóvel ou Ações na bolsa ( e olhe lá )!

        • pabloces10

          Ok, é bem de consumo, concordo. MAS NÃO QUANDO ELES CUSTAM DE 70 A 100MIL REAIS, sendo que no resto do mundo eles custam de um terço a metade disso! Ok, concordo que todos amamos carros e por tanto eles existem pra nos dar prazer, mas não vamos ser trouxas tbm!!!

        • Thiago Peres

          Hum, mais ou menos cara, se vc comprar um usado de baixa depreciação (tipo honda ou toyota), vc acaba perdendo quase nada de dinheiro, basicamente só combustível e impostos.

          eu por exemplo, já fui sortudo 2x, comprei um fit 2004 um pouco mais barato pq tinha uns riscos na pintura, usei 6 meses, mandei polir e vendi por 3 mil a mais.

          agora tenho um new fit 2010, negociei com a vendedora e comprei por 29, quando vender, vou conseguir o preço da FIPE (34). Mesmo que eu comprasse por 34, se eu usa-lo 20 mil km, daqui a pouco vai estar valendo o q, 33 mil talvez… é tipo um ativo fixo de baixa depreciação! rsrs, melhorou?

          agora quer perder dinheiro com carro, compra peugeot ou citroën 0km, só tirar da concessionária que perde 30% do valor.

      • velhomisantropo

        Com orbitais!!!!!!!!!!!!!!!!!

        • rafa_marcao

          As BBS fake são as novas orbitais (ainda bem rs)

          • ubiratamuniz

            Tem também as snowfake (réplicas da snowflake dos VW dos anos 80) em aro 17.

            • rafa_marcao

              Qualquer coisa é melhor que a orbital. rs

      • Alan Cardeque

        Pootz! hauhauahuahuahauhauh! :))))))))))))))))))))))))))))))))))))

        #TomaFacaCega

    • pc1980

      Amigo, eu tive um Golf alemão modelo 2001, o qual já deve estar no décimo dono, e até hoje (2014) o vejo na rua por aí.. inteirão.

    • mmcinza

      Se tomar por base a minha Jetta Variant, que já tem o mesmo bom nível de acabamento do Golf MK5, posso dizer que ela está perfeita.

      E já tem 5 anos….

      • Edson

        Ainda bem. Boa notícia. Mas nunca fico muito tempo com os meus carros, o Focus foram 7 meses, o Cruze 9 meses… pretendo ficar no máximo 2 anos com o Golf… isso se a família não crescer… hehehe

        • Edson Roberto

          MAs porque tão pouco tempo? Porque roda mto com os carros?

          • Cristiano_RJ

            Pois é. Ficar menos de 2 anos com um carro comprado zero… só se for por algum motivo específico; porque é perda de dinheiro desnecessária.

            • Edson

              Leia abaixo.

          • Edson

            Pelo contrário, rodo pouco.

            Eu sou um cara que gosta de carros… é um defeito meu… quando vejo um lançamento fico doido para trocar.

            Quando troquei o Focus pelo Cruze foi por causa dos itens de segurança, pois sinceramente gostava mais do conforto e desempenho do Focus (era um Hatch Titanium MT). Porém tinha 2AB e sem ESP e sem TC… para mim isso é pouco, ainda mais com um filho no banco traseiro. Já o Cruze LTZ, peguei o AT S6, tem 6AB, ESP e TC.

            Bom, na questão de dinheiro, nesses dois não perdi quase nada. A empresa que trabalho tem parceira com a Ford, e na época o Focus estava com um excelente desconto. Paguei 65 mil nele, e ainda tinha taxa 0% em 24x com entrada de 50%. Quando vi o S6 eu anunciei o Focus, e vendi bem rápido por 63 mil, tava com 18 mil km rodados. Ou seja, perdi 2 mil, mais a TCC que paguei no financiamento, IPVA e documentação. Em minha opinião bem pouco em relação ao que eu perderia entregando o carro na CCS.

            Já o Cruze eu comprei por 72 mil, em Dez/12, antes de aumentar o IPI. Eu adorava o carro, mas lá para julho/13 vi que seria lançado o Golf. Então eu anunciei o Cruze por 73 mil, e vendi em duas semanas por 73 mil. O zero km nessa época já estava 80 mil, e a pessoa que comprou estava muito satisfeita, pois meu carro tava muito novo, tinha acabado de fazer a revisão de 10 mil km. Ela economizou no IPA e documentação. E eu vendi por mil reais a mais que comprei, porém perdi o IPA e a documentação, esse não perdi o TCC e em juros pois comprei o Cruze à vista.

            Minha esposa diz que tenho muita sorte nessas trocas, pois vendo bem meus carros. Eu já acho que é porque cuido bem dos carros, sou muito chato. E tem muita gente que adora comprar carro praticamente 0km, já percebi isso… pois paga um preço bem mais baixo que um 0km, economiza no IPA e na documentação, porém geralmente tem que ser à vista.

            Vamos dizer que é um misto de sorte e do estado dos meus carros. Foi uma moça que comprou meu Cruze, empresária, ela é de SP. Ela viu um Cruze S6 em SP, igual ao meu, que estava inclusive menos rodado que o meu e por 70 mil, porém ela se apaixonou pelo meu, pois saiu de SP e veio aqui para o interior para comprar o meu. Ela disse que o outro tava mal cuidado, amassados, arranhões, e o interior tava mal cuidado… ela achou inclusive que era carro recuperado de enchente.

            Mas creio que no Golf, se eu trocar, vou perder mais, pois comprei com um pacote muito caro, e isso não valoriza tanto quando vende… carro que vem com itens de série é melhor, caso do Focus Titanium e Cruze LTZ que tive.

        • mmcinza

          Quando for vender me avise…..

          • Edson

            Pode deixar. rsss

        • riccorreasp

          Qual a razão de trocar de carro com tanta frequência, Edson?

          • zeuslinux

            Deve ser vendedor de carros ou milionário, porque se perde muito dinheiro trocando de carro em menos de 3 anos de uso.

            • Cristiano_RJ

              Se fosse milionário acho que ele optaria pelo GTI, não? Bem, pelo menos EU optaria…

              • dougkmt

                O que eu não compreendo é a escolha pelo 1.4 Highline com pacote Exclusive. Minha opinião particular é que, pensando na cifra de R$ 93.000, em época que o GTI estava R$ 94.990, eu não teria dúvidas em colocar mais R$ 2.000. É claro que o seguro tende a ser maior, mas pra fechar nesse valor, eu arcaria com este "prejuízo". Agora se fosse pra ficar mais na racionalidade, pegaria no máximo com pacote Elegance, que sairia por R$ 79.990 na época retratada.

                Exclusive por R$ 10.000 a mais, nunca!

                • Cristiano_RJ

                  Definitivamente o pacote Exclusive por R$ 10 mil é uma extorsão. Nada justifica esse preço. Assim como o GPS do A3 / A3 Sedan, que a Audi tem a careta de pau de cobrar R$ 10 mil. Mas a questão é que trata-se da linha tênue entre razão e emoção. E quem está disposto a pagar mais de R$ 90 mil em um hatch médio já saiu da razão há tempos. Então, a VW joga justamente com isso. Afinal, se é para meter o pé na jaca e fica com faróis convencionais e bancos em alcântara, por que não afundar logo o joelho e ficar plenamente satisfeito?

                  Se eu comrapasse o Highline também optaria por essa configuração. O problema está justamente aí. No conflito: razão x emoção. Ainda não me convenci. E fico em círculos pensando nesse modelo, no GTI ou em outro modelo na mesma faixa. No fim de tudo, lembro que estou 99% satisfeito com meu carro, que só tem 23 mil km e pouco menos de 2 anos e fico aliviado de que não preciso trocar de carro agora. Quando precisar, espero que outras opções estejam disponíveis no mercado.

                  • Edson

                    Foi isso que pensei quando comprei…rsss… Elegance era 85 mil… já tava pagando um absurdo num hatch médio, mesmo sendo um ótimo carro… então o que são mais 10 mil?

                    Só que esse foi meu limite…rsss… pois pensando assim eu poderia ter pego um GTI Exclusive… pois o que são mais 24 mil, né? rsss

                    Mas aí a razão já me levaria para um Fusion Ecoboost.

                • Edson

                  Bom… alguns dão mais importância para o desempenho… e outros para itens de conforto e equipamentos… o que seria do azul se todos quisessem o verde.

                  Itens que o Golf GTI básico não tem:
                  – Modos de condução… quem tem e usa sabe o quanto são bons;
                  – Bancos em couro, para mim essenciais;
                  – Faróis em xenônio… são ótimos e lindos. Se no 1.4 já faz diferença, imagina no GTI, que ele tem aquela linha vermelha… não dá para engolir um GTI com faróis normais;
                  – Teto-solar… para mim e para muitos é um item que agrega muitas coisas: Conforto e design por exemplo… ainda mais esse do Golf… não consigo imaginar um GTI sem teto solar;
                  – GPS… para ter uma ideia, o GTI básico nem tem antena no teto, pois ela só vem quando o carro tem GPS;
                  – Kessy: Partida sem chave, sensores na maçaneta… um carro desse preço, 96 mil, com chave para dar partida?

                  Bom, se eu fosse comprar um GTI teria que ser o exclusive… porém na época era 24 mil a mais que o meu…

                  Mas respeito quem compra um GTI básico, pois com certeza é outro carro.

                  Mas a versão mais vendida do GTI sem dúvidas é a exclusive, e a maioria das pessoas que conheço, que tem o 1.4, mesmo o básico, só pegaria um GTI se fosse exclusive.

                  Não sei se você compreende… mas cada um é cada um.

                  E outra, elegance DSG com teto era 85 mil na época, não 79,9 mil como você colocou, era 10 mil a menos que o exclusive.

                  Sei que depois teve gente que comprou por esse preço que você colocou, até menos, 78 mil já vi. Porém também conheço pessoas que compraram o Exclusive por 88 mil, pintura sólida vermelha.

                  • Cacio Frigerio

                    Bom.. tenho um i30 atualmente. Andei olhando os Golfs, e como voce colocou sua opnião e seus pontos vou me permitir rebater alguns que para mim não são justificativa para você não ter pego o GTI:

                    – Bancos em couro – Couro de verdade só colocando fora. Na alemão por exemplo, R$2.000,00
                    – Faróis em xenônio – R$89,00 cada kit no mercado
                    – Kessy – Até hoje nos colocamos a chave no buraco e giramos. Isto não é justificativa.

                    Portanto a diferença ai pra mim aceitável é o o Teto Solar e o GPS.

                    • dougkmt

                      Eu realmente não faço questão de sensor de presença, partida no botão ou chave cartão, mas vc foi criativo no argumento 3, kkkk!

                    • Edson

                      Bom, aí não dá nem para discutir com você. Se você acha que um kit de xenônio da china, de 89 reais é a mesma coisa que os faróis originais em xenônio, que tem LED, não direcionais, regulagem automática de altura e com lavadores… realmente fica difícil.

                      Para se ter uma ideia, para importar esses faróis da Europa o custo é de 1500 euros, isso sem impostos.

                      Já que você pensa dessa maneira, tem muito lugar que instala um teto solar por mil reais, os caras cortam o teto do carro com um maçarico e encaixam o teto solar… rsss

                      Mas como você acha que um xenônio de 89 reais vai ser a mesma coisa… esse teto solar você também vai achar que ficou a mesma coisa do teto solar original do Golf.

                      Os bancos em couro do Golf são de verdade, não são como do Cruze ou Focus por exemplo. São ótimos… e ainda tem aquecimento dos bancos dianteiros.

                      E não corro o risco de perder os AB laterais colocando o couro em terceirizados… eles dizem que não perde… mas você vai testar? Quem garante?

                      Eu não vou colocar em risco a minha vida e a vida da minha família por causa de 8 mil reais…

                    • Filippeyke

                      Meu Deus, o cara quer comparar os faróis bixenon do Golf com xenon xing ling é pácabá.
                      Amigo, xenon original é outra história.
                      Couro mesma coisa, sem contar o fato que carros com airbags laterais perdem a garantia com couro instalado fora.

                      E quero ver quando tiver o primeiro carro com partida por botão se vai querer voltar a virar chave pra ligar o carro. Nunca. São pequenos detalhes que fazem a diferença, ainda mais que ele já vinha de chave presencial do Cruze.
                      A chave do meu carro eu coloco no bolso de manhã quando eu acordo e só tiro à noite quando chego em casa.
                      Estou deixando de comprar um A3 Sport pela falta desses detalhes imperdoáveis, como chave de presença, sensor de ré, cruise control, couro, etc… Pagar 125 mil num carro só por causa de 4 argolas é um absurdo pra mim.

                      Parabéns pela compra. Meu irmão tem um idêntico ao seu e está satisfeitíssimo.

                    • Cacio Frigerio

                      Fillippe. Eu não conheco os detalhes do CONJUNTO ÓTICO do golf. Talvez se a palavra correta fosse empregada minha confusão não ocorreria.
                      Meu argumento foi em relação as LAMPADAS e não ao CONJUNTO ÓTICO. Não sabia das diferenças.

                      Couro já falei abaixo. É só ler. Colocar couro em concessionária é atestado de burrice. Pagar 4x mais por algo inferior ao que o mercado oferece.

                      Eu não estou desmerecendo a compra do cara. Só disse que se ele só tinha este dinheiro para comprar o carro EU teria pego o GTI, SEM SOMBRA ALGUMA DE DÚVIDAS.

                      Preferir perfumaria ao invés de motor para mim é coisa de menina.

                    • Edson

                      Está vendo, não dá para levar os seus comentários à sério. Coisa de menina.

                      Para mim, um cara que compara uma lâmpada de xenônio com faróis em xenônio é coisa de manolo.

                      Para mim, cara que compra carro pela potência é coisa de manolo e PP.

                      E o couro não é 4x mais… se você paga 2 mil só pelo couro, fora da CCS, eu paguei 10 mil pelo couro com aquecimento e pelos faróis em xenônio originais. Só por aí sua conta não bate.

                      E por último, se você não conhece o carro, como você disse aí, não deveria comentar sobre o mesmo. Primeiro se informe e depois comente, quem sabe assim você escreve menos besteiras.

                    • Cacio Frigerio

                      Edson,

                      Voce não esta falando com um retardado mental. Se a diferença não é nas LAMPADAS e sim no CONJUNTO ÓTICO a coisa é bem diferente.

                      Eu não falei nada de teto solar. Você viu eu escrever teto solar em alguma parte do meu texto?

                      O couro de carro original na parte traseira é vinil. Passe a mão você mesmo e veja a diferença de textura. Não existe 100% couro nos carros por aqui fora as marcas premium (Porsche, Ferrari, Rolls, etc)

                    • Edson

                      Sei que você não é retardado mental.

                      Sobre o teto você não disse nada mesmo, você só disse que apenas o teto e o GPS eram aceitáveis.

                      Portando eu lhe dei mais uma dica, tem como colocar teto-solar por fora também.

                      Porém não vai ser a mesma coisa… assim como um xenônio de 89 reais não é a mesma coisa dos faróis em xenônio.

                      Sobre o couro, no Golf é tudo o mesmo material… o mesmo material que tem na parte central está nas laterais e na parte de trás. Você já foi ver o Golf com couro original?

                      E como eu tive um Cruze, com couro de fábrica, sem bem a diferença. No Cruze era couro só na parte central dos bancos, o resto era sintético.

                  • dougkmt

                    Pois é. Vc tem critérios diferentes dos meus mesmo. Por isso coloquei que era opinião particular.

                    Mas sobre os itens ausentes no GTI "básico":

                    – Modo de condução: não faço questão mesmo! Fiz o teste e usei o modo normal em 95% do trajeto. E a calibragem normal do Golf já me atende perfeitamente.
                    – Bancos em couro: eu gosto sim e dou preferência em relação ao tecido / veludo / alcântara. Mas, e esse MAS é bem grande, são R$ 10.000 adicionais por conta do pacote Exclusive. Provavelmente eu nunca comprarei um Golf com este pacote.
                    – Faróis de xenônio: aqui é mais complicado porque nunca dirigi carro com tal equipamento. Por isso não sei a diferença na prática, com a condução à noite e em estradas, por exemplo. Mas o que sei é que os faróis convencionais já me atendem de forma satifatória (de modo geral). Quanto ao visual, também não me importo com a diferença mais simplista e muito menos com o famoso "ser confundido com Gol e Fox". Não tenhos problema algum quanto a isso.
                    – Teto solar: outro item totalmente dispensável pra mim. Pra falar a verdade, a presença do teto até me incomoda, pois quando sento em carros com tal equipamento, normalmente, eu bato a cabeça. Daí quando sento no mesmo carro sem o teto, tenho mais espaço. Mas daí vc pode argumentar que vc dirige no banco da frente, ok. Mas pra quem tem família grande (meu caso), é muito ruim e prefiro "abrir mão" (um tanto irônico, pois sem o teto o valor da compra é bem menor) pra proporcionar melhor conforto pra quem vai atrás.
                    – GPS: uso Waze no celular. Por isso, nenhum sistema de navegação GPS nativo pra carros supre a minha necessidade, com o trânsito caótico da grande SP (me corrija se já existir Waze pra GPS de carros). Mesmo que o carro tenha a CM com GPS, eu vou ligar o meu celular com o Waze para aproveitar as vantanges do aplicativo. Neste cenário, eu prefiro pendurar o suporte no vidro e ficar um tanto feio, mas tenho o monitoramento do tráfego, avisos de acidentes e bloqueios (manifestações, e.g.), alertas de chuva e granizo, dentre outros; além das atualizações que são feitas diretamente no aplicativo (acessando internet), sem a necessidade de baixar pacotes e plugar pen drive na CM.
                    – Kessy: outro item que eu realmente não faço questão! Não vejo diferença, em termos de esforço, ao apertar um botão ou enfiar e girar uma chave pra ligar o carro. Pra entrar e destravar o carro, vc economiza o apertar do botão da chave, ao invés de só abrir a maçaneta com o sensor de presença. É aquele item que se tiver beleza, mas se tiver que pagar por isso, eu dispenso totalmente, independente do valor do carro. Pra citar um exemplo de como não me importo com um certo "requinte": se eu gostasse de um modelo e todos os meus requisitos fossem atendidos, mas a chave não fosse canivete, isso não me faria desisir da compra, mesmo pra um carro na faixa de R$ 95.000 (Captiva tem chave convencional não-canivete).

                    Sobre o valor que mencionei, eu exclui o teto solar; talvez porque o meu subconsciente exclua o teto automaticamente, rs. Mas volto a repetir, com R$ 100.000 na conta, eu não compraria nem GTI básico, nem Highline DSG Exclusive. Eu levaria o DSG básico, ou no máximo com Elegance, pra ficar na racionalidade.

                    • Edson

                      É por isso que vejo muita gente procurando o GTI básico… ou o highline básico.

                      Cada um tem as suas prioridades.

                      Eu sei que, se eu comprasse um Highline básico ou um Elegance, depois ficaria insatisfeito, e pensaria: Nossa, paguei 75 mil (DSG básico sem teto) ou 80 mil (DSG Elegance sem teto), sendo que por mais 20 mil ou 15 mil teria tudo o que eu queria num carro.

                      Num carro de 30 ou 40 mil 15 mil é muita diferença, vejo gente comprando Punto por 40 mil e colocando mais de 15 mil em opcionais.

                      Pagar 80 mil num Golf, hoje o preço do DSG Básico sem nada, 15 mil é bem mais aceitável.

                      Mas isso sou eu, cada um é cada um.

                  • dougkmt

                    Ah, parabéns pela compra e pela avaliação!! :)

            • Edson

              Leia acima.

          • Edson

            Leia acima.

            Resumindo, gosto de carros… principalmente itens de segurança, e sempre vendo particular, e perda é menor.

            Já fiquei tentado pelo Golf GTI, que agora tem ACC e DLA… rsss

            • riccorreasp

              Vou procurar emprego em Paulínia. Eles devem pagar os salários em libras esterlinas. rs

              Agora, falando sério, você é Engenheiro?

              • Edson

                Sou, e ganho pouco. rssss

                • riccorreasp

                  Arrisquei sua profissão por causa do Polo Petroquímico de Paulinia.

                  E pensei exatamente em Engenheiro Químico, quando escrevia. rs

        • mdscom

          Caramba, haja dinheiro! heheh

    • HenriqueHJ

      a sua dúvida é referente ao valor da depreciação ou o estado que o carro vai ficar? fica aqui o relato de um ex-dono de golf alemão GL. comprado em 1995 e vendido 2005, ficou comigo por 10 anos. troquei as pastilha de freio e pneus (michelin) perto dos 60 mil km. e peça de suspensão com quase 100 mil km. e só, nem troca de óleo eu fazia direito, pois era meio negligente (ou jovem) na época, fora da primeira revisão eu relaxava muito na manutenção dele, tipo trocava óleo de 15 a 20 mil km. alinhamento e balanceamento a cada 30 mil km, e o meu não era ar de fábrica era ar instalado pelo refricentro (RJ). o carro já me deixou na rua por furo de pneu, por problema de quebra de peça mecanica ou de motor nunca. eu só troquei de carro pois o seguro começou a ficar caro, na época era coisa de HONDA FIT zero 1200 reais e no Golf GL de 10 anos o seguro ficava na casa de 3500.

      carro por carro, o golf foi melhor que o meu atual FIT. para os que podem comprar o golf alemão eu recomendo muito.

      • FelipeLange

        Me conte qual o benefício e justificativa racional, pra ficar trocando de carro cedo.

        O único benefício que vejo nisso, é gerar bons carros usados no mercado de "seminovos". De resto, mais nada.

  • fschulz84

    Alguém de SP-Capital com perfil parecido com o meu (Zona Sul, região da Saúde, casado, 29 anos, carro usado somente para locomoção, garagem em casa e no trabalho), poderia me dizer o valor do seguro?

    Sempre que me vem o nome Golf na cabeça, o seguro me assusta, mas já ouvi relatos que para esta versão, o seguro não é tão alto quanto costumava ser.

    Só para efeito de comparação, atualmente pago 1200 anuais no seguro do meu Focus Ghia 2009, classe de bônus máxima sem franquia reduzida pela Marítima.

    • marciomadeira

      Bom não sei se vai servir…
      O meu é de SP ficou em 2100 (Porto seguro) no modelo GTI estão voltando 100 reais em relação ao Bravo T-JET, bônus classe 5, 30 anos.
      Zona sul é um pouco complicado!

      • Edson Roberto

        Casado com filhos?

      • Leo_037

        Belo relato Edson!

        No meu caso – solteiro, 29 anos, usando o carro para o trabalho e faculdade, estacionamento fechado no trabalho e faculdade, Brasília-DF, o meu golf 1.4 tsi sem nenhum pacote, ficou em R$4.000 pela Porto Seguro. A qual possuiu o melhor custo benefício em relação a Azul – R$ 200,00 mais barata.
        Quanto aos pneus, o meu veio com os da Continental. Até agora não tenho nada a reclamar deles tanto do seco, quanto no molhado.
        Excelente dica a do Start-stop!
        Quero registrar também que andando na 'maciota, consigo médias de 16,8km/L no uso 100% urbano! O carro tá com 3.000 km rodados.
        Abraço

        • Garfield_DF

          Leo, também sou de Brasília, estou pensando em comprar um Golf 1.4 e tenho algumas curiosidades:
          1. Qual o seu bônus do seguro?
          2. Seu câmbio é DSG ou manual?
          3. O consumo está excepcional. Essa média de 16,8 Km/l é somente com trânsito livre e sem semáforos ou pegando um pouquinho de congestionamento?
          Desde já agradeço!

          • Leo_037

            Garfield,

            1 – Bônus de seguro classe 0;
            2 – DSG;
            3 – Pego trânsito livre quase sempre (95% do tempo).
            Abraço

        • sergiopsy

          Vc usa gasolina Podium ou aditivada? Ou um misto das duas?

          • Leo_037

            No começo usava só podium. Agora uso só aditivada. Ainda não parei pra perceber a diferença entre um tipo e outro de gasolina. Mas agora que o motor está amaciado, penso em fazer este tipo de teste.

            • André Furtado

              Léo, dei uma olhada na questão da gasolina, e avaliando tecnicamente o que há no manual, a norma da ANP e a especificação dos combustíveis, concluí o seguinte:

              Nossa gasolina COMUM/ADITIVADA tem 93 octanas RON ou 87 IAD. A premium (acho que só vende no posto ipiranga) tem 95 RON ou 91 IAD. A Podium tem 100 RON ou 95 IAD.

              O manual do GOLF especifica RON 95 como a gasolina padrão, dizendo que pode colocar com mais RON, mas que se colocar com menos RON você deve exigir menos do carro.

              Meu golf chega em mais ou menos 1 mês, e PRETENDO utilizar somente gasolina PREMIUM, enchendo com PODIUM de vez em quando, a cada uns 2 tanques por exemplo.

              Não sei se vou ter coragem de colocar a gasolina aditivada, a não ser em viagens, se não achar uma das outras duas…

    • Edson

      O seguro do Golf tem ficado mais barato pela Porto Seguros. Pelo menos a maioria que conheço tem Porto Seguros.

      • mjlopes

        Vocês moram no ceu só pode ser …
        um gol g5 paga no minimo R$ 3500 de seguro no RJ !
        no lancamento do golf cheguei a cotar o seguro pela minha seguradora ( porto seguro bonus 4 , 40 anos casado, utilização casa-trabalho-casa ambos com portão e garagem ) saiu para o 1.4 dsg (que era vendido a 75k se não me engano ) 'só' a R$ 6600 … e olha que NUNCA "acionei" seguradora na minha vida… moro em bairro super tranquilo na zona oeste do rj .

        • diogo_mr

          Também estou achando super barato, rsrsrs. TInha a intenção de comprar um Golf 1.4, simulei o seguro antes. Para o meu perfil, resido em BH, 39 anos, sem filhos, ficou em quase 7.000,00.

      • MarceloSchwan

        O meu também é Porto e foi o mais barato que achei.

    • Edson Roberto

      Esse Focus aí é manual ou atuaomtico:?

      • fschulz84

        Fala Edson, o meu é MT (os 2009 são os melhores câmbios MT do Focus). Eu prefiro mesmo os câmbios MT para este tipo de modelo.

        O câmbio AT da Ford é muito limitado, mas me lembro que fiz orçamento na época para um do mesmo ano AT, aumentava uns 100 reais no máximo!

  • Edson, a avaliação ficou sensacional! Parabéns! Eu já estou preparando a segunda parte da minha, mas estou focando mais no consumo e pós-venda (fique ligado, usuário @smart que trabalha na css da Azenha). Acompanhei a revisão também, mas no meu colocaram o óleo MF, diferente do que consta no manual. Estou ainda esperando resposta do chefe de oficina sobre o caso… Quanto ao preço, incialmente queriam me cobrar 295, mas falei do site e fizeram por 220, preço antigo. Já um outro colega meu, pagou absurdos 436 reais na primeira revisão! Enfim… não vou roubar o espaço do colega (se já que não o fiz), quando postar a minha vou relatar todos os detalhes, inclusive do pneu aro 16 que custava R$1600.

    • Edson

      Valeu, Edu!

      • Cristiano_RJ

        Parabéns mesmo. Ficou show de bola. E parabéns pelo carro também. Uma das melhores opções do mercado, sem dúvida. Se eu fosse comprar o Highline, também escolheria o Exclusive, pois tenho as mesmas exigências suas. Quanto ao câmbio, até que gostaria de me aventurar no manual. deve ser muito gostoso dirigir um carro manual e com uma motorização turbo. Ainda mais o Golf, que é referência mecânica no segmento. Mas sinceramente? Acho que a questão "mercado" pesaria muito. Exclusive manual deve ser mosca branca e a dificuldade de revenda deve ser colossal. Ah, isso sem falar na questão trânsito. Para você ter uma ideia, na terça passada percorri 37 km em 4:30 h!!!!! É de matar.

        • Gustavo73

          Com a ajuda do nosso prefeito e secretário de transporte. Você deve morar na região da Barra /Recreio e trabalhar no Centro. Isso tá uma loucura. Agradeço todos os dias por trabalhar a 20 minutos à pé de casa.

          • Cristiano_RJ

            Exatamente. Caí na besteira de pegar a Grajaú-Jacarepaguá naquele dia que o pessoal da Cidade de Deus fez um protesto na Amarela.

            A velocidade média registrada no computador de bordo foi de 9 km/h! E o consumo ficou em 3,5 km/l !!!! Cheguei em casa às 23:30h. Desespero total! Como é que dá para pensar no "prazer em cambiar" em um contexto desses???!!!

            • Gustavo73

              Não dá mesmo. Sempre fui um defensor ferrenho do câmbio manual, principalmente em carros com desempenho mais arisco. Mas cada vez mais tenho pensando em câmbios como o dsg, que não há perda de desempenho, e ainda possibilita a troca de marchas. Até em fins de semana e feriados não estamos livres, principalmente se o destino for a região dos lagos. E em dias como o que você passou na terça equipamentos como o ACC passam a ter uma utilidade real.

            • O jeito é esperar a E-Clutch rsrs https://www.noticiasautomotivas.com.br/bosch-eclut

              Aqui em Porto Alegre nunca peguei uma tranqueira dessa dimensão…

      • GUiGoBH

        Edson, primeiramente parabéns pelo carro, tive oportunidade de andar num desse na europa e aqui e posso afirmar que nao deve nada para o europeu, também vou ficar de olho quando vc for vender esse aí hein.
        Só não entendi o porquê de você querer deixar o carro na "banguela" sendo que isso aumenta o consumo, melhor mesmo é deixar a marcha engatada e fazer o cut off, que faz com que o sistema pare de injetar combustível no motor.

        • Gustavo73

          Ele não deixa o carro na banguela. A programação no modo ECO coloca o carro em "roda livre".

          • GUiGoBH

            Gustavo, confesso que sou leigo nesses câmbios automáticos modernos, como funciona essa coisa de "roda livre"?

            EDIT: Pesquisei como funciona essa roda livre e entendi o seu funcionamento, o que não ficou claro é que se o motor é desligado quando está nesse modo, pois senão o motor vai ficar consumindo combustível durante a roda livre.

    • Alan Cardeque

      Mas você tem sorte, cara! Em meu veículo, o mecânico "conseguiu" colocar 4,5 litros de óleo, lá na Saga do Park Shopping. A falta de preparo técnico dos concessionários VW está excelente!

      • No meu também… o pós-venda da VW é péssimo.

      • ChicoFCarvalho

        Tenho um Tiguan 2010, na última troca de óleo, ainda na garantia feita em concessionária (Recreio RJ), quiseram me cobrar 6 litros de óleo. Informei ao consultor técnico que havia um erro pois o manual do carro informava 4,7 litros. Ele insistiu que com a troca do filtro iria além dos 5 litros. Mandei chamar o mecânico que confirmou terem sido usados apenas os 4,7 l. Tiveram que estornar o litro cobrado a mais e ainda exige que me dessem o frasco com os 300ml restantes para complementação. Mas concordo que o pior não é cobrar a mais mas sim colocar a mais!!!

        • Alan Cardeque

          Amigo, eu não aceitei isso. Paguei um belo e inesquecível "esporro" para o Mecânico, o Chefe de oficina, e o gerente. Fiz com que devolvessem até o último centavo do litro pago a mais. Exigi que esgotassem todo o óleo do motor, e obriguei que realizassem a troca com os 4 Litros sendo deslacrados sobre a minha presença. Não tolero esse tipo de falta de preparo!

    • GUGASP

      Edu, onde você mora? Meu irmão gastou 590 reais na primeira revisão do Jetta TSI 13/13 (já é o de 211cv) na VW de Botucatu-SP. Detalhe, só trocou óleo e filtros.

      • Porto Alegre, mas os preços das revisões estão no site.

        • sergiopsy

          Sim. No documento há vários valores e alíquotas. 48,693,13 alíquota ICMS normal 4%. Valor unitário de comercialização e tributação: 51.220,86. E depois 67.990 com alíquota de 12%. É uma salada de números e alíquotas.

          • Gustavo73

            E só nessa brincadeira subiu 20 mil reais.

            • sergiopsy

              Exatamente, 20 e poucos mil o que esta incluso ali pelo que vi ICMS, COFINS, PIS e o IPI de 8%.

    • sergiopsy

      Quando revisei o meu o problema foi o filtro de óleo que não tinham em estoque na css, já o óleo não me atentei para este detalhe, estou achando o meu gastão, andando a maior parte na rodovia.

      • Edson

        Tem zerado o consumo médio?

        Sei que parece ser uma pergunta besta, mas já vi relatos de pessoas que reclamavam do consumo e nunca zeraram ele desde quando tiraram da CCS.

        • sergiopsy

          Sim sempre zera ao reabastecer.

  • netovskifln

    Uma curiosidade que tenho não só acerca do Golf mas também em modelos como o Logan e o C4 Lounge que usam o GPS abaixo das saídas de ar centrais mas é que parece um tanto quanto incômodo ter que desviar tanto o olhar para conferir a rota no GPS ao dirigir. Confere isso?

    • As setas de direção também aparecem no computador de bordo, entre o conta-giros e o velocímetro.

    • Edson

      Não é tão cômodo. Mas acho que é por isso que tem o navegador também no Computador de Bordo, mostrando a direção, distância, posição atual e o nome da próxima rua/estrada. Mas não dá para ver a rota toda como você colocou.

      O meu antigo Cruze tem o GPS no alto, não senti a diferença para o Golf. É só um pouco mais abaixo.

  • Mikecars

    Na parte do consumo existe muita especulação sobre o assunto , nada melhor do que um prorietario passar a experiencia,, na média geral 70% estrada 30% cidade 14,5km/L , é muito bom , quase igual o consumo do Punto Tjet,, carro só a gasolina é outra coisa …

    • Edson

      Punto T-Jet é econômico assim? Não sabia.

  • YoOdEx

    Fiz Test Drive no Golf, e em seguida comprei um Bravo T-Jet! Calma.. não sou louco..

    Não aguentava mais meu Civic 2009 AT. Carro beberrão, com motor fraco e cambio que eu vivia brigando na estrada, além de ser mais pelado que um carro popular (tirando isso era um ótimo carro). Resolvi voltar pros Hatchs médios, afinal, não preciso de porta-malas de sedan e o Civic já não tinha mesmo… Por outro lado viajo quase todo final de semana com 3 ou 4 pessoas no carro, descartando assim os compactos (Punto T-Jet, DS3 fora).

    A minha preferência era um carro 1.4 ou 1.6 Turbo por conta de desempenho e consumo, e nisso ai um monte de carro saiu da lista, inclusive o Focus novo, e que fosse bem completo. Nisso ai sobraram 3 carros. Golf Tsi, Peugeot THP, Bravo T-Jet. Com isso em mente precisava de um carro com seguro "barato" e os três me surpreenderam positivamente, mesmo com meu perfil ruim. Outros critérios que gostaria era cambio manual, suspensão independente e baixo peso (o minimo possivel), por questão de prazer ao dirigir, desempenho, consumo etc..

    Tudo apontava para o Golf Tsi manual, como vocês podem estar concluindo. Rodei, rodei, rodei em BH e cambio manual só por encomenda.. Fiz test drive no DSG e gostei.. aquilo não seria fator limitante. Fomos aos preços, e consegui um Golf como o do amigo, na mesma cor inclusive, por R$ 87000.. Bom, era um valor alto mas o preço de um sonho podia valer a pena.

    O Peugeot eu fiquei meio desanimado, fiz o test drive e achei a suspensão seca demais, interior muito "simples", e preço razoável R$ 72000,00 com aqueles famosos itens.

    Ai entra o Bravo T-Jet, encontrei um semi novo com 20 mil km rodados de funcionário Fiat (eles compram com um belo desconto e podem vender com 6 meses), e o Bravo estava inteiririnho.. Zero km.. Ele possui Teto Solar, Farois Xenon (original de fábrica), bancos em couro, ar dual zone digital, esp, abs, airbag, hill holder e demais itens comuns a categoria. Preço? R$ 56.000,00. Não era o Golf, mas R$ 32.000,00 de diferença.. a razão me fez optar pelo Bravo.

    O que dizer do carro? Fantástico.. me entregou tudo que procuro num carro. Me surpreendeu muito positivamente (o convívio foi me fazendo gostar mais do carro do que na época do test drive). Hoje, olho para trás e agradeço por não ter ficado com o Golf, pois iria entrar em prestações..

    • Edson

      Fez uma ótima compra, muito bom preço.

      308 ou Bravo eu só escolheria o THP e o T-Jet também.

      • FelipeLange

        Parabéns pelo Bravo T-Jet.

        É uma boa opção de hatch médio, claro que quando equipado com 7 airbags (lamentavelmente opcionais).

    • O_Corsario

      Só não podemos esquecer que está comparando um carro zero com um usado.

      • Edson

        Verdade.

      • TiagoNA

        É verdade, eu concordo com ele mesmo assim, pois na verdade ele não tem condições de um Golf e sim de um ótimo usado.

    • marciomadeira

      É um ótimo carro, parabéns pela compra.
      Eu tinha um e não me arrependo de ter comprado, teto solar é um show a parte!

    • Leandro1978

      Bem interessante, e com esta diferença, acho que a minha escolha seria a mesma, a não ser que realmente quisesse o Golf.

    • Dragoniten

      É cara, com uma diferença de 31 mil, sua escolha foi muito sensata. Acho que na sua situação eu teria feito a mesma escolha. Se você pegar 10% desse dinheiro e colocar um Piggyback, já tem uma performance superior à do Golf, sem perder a garantia e ainda ter seus ~28 mil no bolso, rs.

    • caiojunior

      Moro em Contagem e também fiz esta escolha. Mas quando optei, o novo Golf ainda não havia sido lançado. Ótimo carro. E esse motor manual fica muito emocionante.

  • E_Pretinho

    lindo o interior do seu veículo.
    parabéns pela a aquisição!

    parece mesmo ser superior em tudo em relação aos outros hatchs médios do mercado atual.

    • Edson

      Valeu!

      Curto muito o interior desse carro, parece que tudo dentro dele foi pensado nos detalhes. Tentei colocar alguns detalhes nas fotos, mas seriam muitos. Tem até vários lugares para colocar cartão de SD, tipo, como se fosse uma disqueteira, no porta-luvas, num porta-trecos abaixo dos controles dos faróis… caso tenha muitos SDs. Mas não uso, hehehe, comprei um cartão de 64gb que cabe muita coisa.

      • E_Pretinho

        hehe.. parece ser muito legal mesmo. carro muito bem planejado. mas além das luzes diurnas o que mais me chama a atenção sem duvidas é esse teto solar.ele despensa comentários

  • YoOdEx

    Fiz Test Drive no Golf, e em seguida comprei um Bravo T-Jet! Calma.. não sou louco..

    • Leosena

      O que motivou sua decisão pelo Fiat?

  • 410184

    Excelente relato , obrigado pela contribuição.. Agora conheço um pouco mais sobre Golf´s

    • Edson

      Por nada!

  • FelipeLange

    "Segurança: Fico mais tranquilo com minha esposa levando o meu filho à escola, médico, etc., e também em viagens. 5 estrelas na EuroNCAP. Segurança é o item mais importante em minha opinião."

    Que bom, que temos cidadãos conscientes. É assim, que o nosso mercado vai melhorar.

  • Renato_1976

    Parabéns pela avaliação, melhor que muitas matérias de revistas especializadas. Feliz que considere o item segurança o mais importante, nós brasileiros precisamos focar mais nesse ponto para que as montadoras passem a oferecer produtos de melhor qualidade.

    • Edson

      Considero mesmo. Troquei o Focus no Cruze só por causa dos 6AB, ESP e TC, ausentes no Focus MK2.

      Tenho filho, e esses itens me deixam mais tranquilo numa viagem e até mesmo num possível acidente, que graças à Deus nunca tive com nenhum carro.

  • CharlesAle

    Um dos melhores relatos de proprietário que li aqui no NA, há uma fartura de informações sobre o carro.Só faço uma ressalva sobre o quesito estabilidade:onde cita que é muito estável e tal,mas "aquaplanam e tem pouca aderência",ué,aquaplanar com certa facilidade não é bom,como diz:"é falha do pneu,não do carro"mas é um problema a considerar!!!!

    • Edson

      Obrigado!

      Também li isso depois, e mesmo observando o mesmo que você, resolvi deixar. Queria ver se alguém iria se atentar para isso. Você é bem observador.

      Em piso seco o carro é muito estável, assim como na chuva ele é muito estável, você sente que o carro não vai escapar, que você pode fazer uma curva tranquilo.

      O problema é se chover muito e a estrada não tiver uma boa drenagem, já passei uma vez por isso, o carro aquaplanou… mas vi no painel claramente o ESP e o ASR agirem, o volante fica bem mais duro, e o carro não saiu da trajetória… mas a sensação não é das melhores… aí eu acho que o problema é dos pneus, a aquaplanagem, e não do carro. Por isso que coloquei que o carro é estável.

      Quando tiver com uns 30 mil km, mesmo se os pneus estiverem meia vida, vou trocar por outra marca, já tenho uma em mente, já tive um carro que veio de fábrica com essa marca e gostei muito: São silenciosos e bem aderentes… e nem por isso tiveram desgaste excessivo.

      Pirelli é muito durável, mas não gostei dessas características dele: Pouca aderência e ruidosos.

      • Dragoniten

        Também reparei nessa parte de elogiar a estabilidade, mas criticar os pneus e aquaplanagem.

        Como você falou, pelo menos ESP e ASR ajudam quando os pneus não dão conta. Recomendo trocar esses pneus quando der pra um prazer ainda maior ao volante. :D

      • MarceloSchwan

        Edson.

        Belo post, parabéns.

        Tenho um Elegance DSG com teto, branco. E só não peguei o Exclusive justamente por causa dos bancos de couro que foram sua exigência. Eu detesto banco de couro. São lindos, mas não gosto deles no uso.

        Também comprei em setembro de 2013 no lançamento e também tive de esperar mais de 30 dias pelo carro. O meu está com 7500 km rodados.

        O meu veio com Dunlop Sport Maxx. Sinto justamente o contrário do que você falou.

        Na chuva eles são muito bons e não senti nenhuma tendência à aquaplanagem mesmo debaixo de tempestade ou de velocidades maiores. E também nunca vi o ESC funcionando no molhado. Seguram bem no molhado.

        Mas já vi o ESC piscando insistentemente no seco em curvas de baixa e média velocidade. Tudo bem que a velocidade estava pouco acima do recomendado e eu forcei pra ter idéia dos limites do carro, mas achei que deveria segurar um pouco mais em pista seca. O ESC não deixa você perder o carro, mas fiquei intrigado.

        Ainda assim, acho mais seguro ficar com um que não tenha tendência à aquaplanagem, bem mais difícil de controlar.

        Eu também tenho um Focus 2.0 manual (2012) e nele estou com Good Year Excellence. Ainda não peguei chuva torrencial em estrada com ele (troquei tem pouco tempo), mas em cidade deu pra perceber ser absurdamente melhor que os anteriores Bridgestone que tinham forte tendência à aquaplanagem. Troquei-os com 30.000 km, ainda com borracha pra rodar, justamente por causa dessa característica. E esse Focus não tem controle de estabilidade.

        abraço,
        Marcelo Schwan

        • Edson

          Obrigado. Já li muitos comentários seus no Car Blog também.

          Não está no ht fórum? Clube do Golf?

          O pessoal do grupo tá preferindo os Dunlop, tem gente pedindo para trocar os P7 antes de sair com o carro da CCS.

          • MarceloSchwan

            Opa, ht fórum ainda não mas o clube do Golf eu entrei tem pouco tempo.

            abraço,
            Marcelo Schwan

    • wasdyn

      Concordo Charles, relato muito bem escrito e rico em informações, contando ainda com um resumo para quem não tá afim de ler um texto muito longo.

    • Jalapao

      Acredito que questão da aquaplanagem seja do pneu, pois metade dele tem sulco e metade não. Já andei em chuva forte e pude perceber a menor aderência.

  • deleted3940176

    R$ 95mil…
    Tinha que ser mesmo um ótimo carro, como de fato é!
    Certamente o desejo de quase todos aqui…
    Eu também, se tivesse esse dinheiro e fosse comprar um Golf, não abriria mão do teto solar e do pacote Exclusive.

  • Mackcar

    Opinião bem pautada.
    Este Golf é um ótimo carro.
    Só acho que a Volks espetou mais do que deveria no preço, ela tentou o "se colar colou" e o Golf definitivamente é um carro que colou.
    Tentaram fazer o mesmo com o preço do UP….

    • Edson

      Ela deu uma melhorada agora nos pacotes… Colocou no Exclusive o DLA…e no Premium DLA e ACC, mantendo os mesmos preços dos pacotes quando do lançamento do carro, 15 e 25 mil. Infelizmente o carro em si, o básico, teve aumento, foi de 67 para 72 mil, o que aumenta o preço no final.

      No GTI tanto o pacote exclusive quanto o premium agora tem ACC e DLA, sem aumento de preços dos pacotes também.

      • sergiopsy

        Verdade aumentou e muito o preço. Não defendendo a VW, tive acesso aos dados da nota fiscal de entrada do carro no Brasil e ele chega aqui por 48 mil reais, se levarmos em conta que vários carros importados são vendidos por um preço três vezes maior do que é vendido lá fora, ai podemos dizer que a VW pegou "leve" no preço deste. Isso na versão Highline básica que é a que tenho. E nota de entrada em outubro de 2013.

        • Jalapao

          Sérgio, poderia dizer se esse preço da NF é o valor aduaneiro (isto é, antes dos tributos de importação)?

        • 48k!?

    • Rafael Schettino

      É… mas no UP não colou!

  • shdn2010

    Olha a potencia e o consumo desse carro, é lindo!! E ainda tem louco que ama carro bi combustivel. Não precisa. Essas "tecnologias bi combustiveis" são tudo remendo do que realmente deveria de ser bom.

    • Edson

      Compartilho da mesma opinião. Antes fosse só motor a etanol…

      E pensar que a VW vai ter um 1.4T Flex…

    • wasdyn

      Shdn, acho que o principal problema dos nossos flex é a taxa de compressão intermediária para gasolina e etanol aliada ao motor aspirado. Num motor turbo, apesar de a taxa estática (aquela medida entre o PMI e PMS) permanecer sempre a mesma, a taxa dinâmica pode ser adaptada de acordo com a quantidade de mistura ar/combustível admitida:
      Imagine que temos um cilindro com capacidade cúbica de 500 cm e taxa estática de 10:1. Se adicionamos 500 ml de mistura ar/combustível no cilindro e submetemos essa mistura à compressão teremos uma massa que ocupa perfeitamente a capacidade do cilindro (sem sobrar nem faltar) sendo submetida a uma determinada compressão; agora, se ao invés de 500 nós adicionamos 600 ml a este cilindro e realizamos a compressão teremos uma quantidade maior num espaço menor sendo submetida à mesma compressão. No final fica claro que a segunda mistura "sofreu" mais que a primeira. É mais ou menos como você colocar duas bolinhas idênticas de papel na sua mão e as apertar e em seguida colocar 3 bolinhas idênticas às primeiras na mesma mão e apertá-las da mesma forma que apertou as primeiras – as três bolinhas (segunda pressionada) certamente sofrerão mais do que as duas bolinhas (primeira pressionada), pois tiveram que coexistir, num determinado espaço, com mais indivíduos do que as outras, que coexistiram neste mesmo espaço com menos indivíduos.
      Não acho que um flexfuel tenha capacidade de ser tão eficiente quanto um monofuel, mas certamente a eficiência pode ser, sim, muito próxima (acredito que superior a noventa e poucos porcento).

      Obs.: agradecimentos ao usuário BlueGopher que deu uma bela complementada num comentário meu em outro post sobre este mesmo assunto.
      Obs.2: não tenho conhecimento prático da coisa, só teórico e mesmo assim bem limitado.

      • Edson

        Isso seria muito bom. Tem a ver com aquela notícia da GM, da turbina com geometria variável?

        • wasdyn

          Nem tanto. A turbina de geometria variável é mais para atender a uma ampla gama de rotações com uma só turbina (não precisa de uma turbina para as baixas e médias rotações e outra turbina para as médias e altas). Imagino que o problema do turbo lag seja bem reduzido com ela (ou com o uso de várias turbinas como já citado).
          O fato de o turbo ajudar (no caso dos flex) é que ele "empurra" o ar para dentro do cilindro, conseguindo assim "colocar mais do que cabe", já o motor aspirado apenas "puxa" o ar, portanto estará limitado a admitir no máximo um volume igual a sua capacidade volumétrica. É mais ou menos como você respirando, mesmo que você puxe o ar com toda a força não conseguirá encher os pulmões além de um limite, agora, se sua esposa for lá e assoprar na tua boca (vedando as laterais para o ar não escapar) ela conseguirá fazer com que entre mais ar do que você consegue admitir por conta própria (se não me engano tem até uma recomendação sobre isso ao fazer respiração boca a boca num bebê, para não chegar assoprando com tudo, mas assoprar de forma mais lenta e em pouca quanidade, sob pena de ferir [não sei se pode chegar a estourar] os pulmões da criança).

          • shdn2010

            A bmw está usando turbo flex, e já foi mais do que provado que o carro bebe pra valer.. ou seja, flex continua sendo uma porc*ria em relação a consumo.

            • Gustavo73

              Acho que o consumo só vai melhorar com a taxa de compressão variável.

            • wasdyn

              Shdn, dei uma rápida olhada na internet sobre o consumo do BMW 320i flex e o que encontrei num comparativo foi uma média (com gasolina) de 10,2 km/l na cidade e 14,3 km/l na estrada para o flex versus 10,5 e 16,3 km/l respectivamente para o Audi A3 1.8 sedan TFSI (um motor menor e monofuel). No ciclo urbano considero um empate, já na estrada fica claro que o A3 se sai melhor, mas não podemos nos esquecer que este possui um motor menor e específico para um determinado combustível. Ambos os carros possuem potência e torque semelhantes que chegam a faixas de rotação semelhantes. O Audi é pouca coisa mais leve, além de possuir tração dianteira (versus a traseira do BMW, que aumenta um pouco o consumo).
              Para fazer um comparativo melhor o ideal é compararmos um carro flex a sua versão monofuel, assim temos dois conjuntos quase idênticos. Para isso procurei dados de consumo da versão monofuel da 320i (os dados da flex continuarão sendo os da matéria anteriormente citada). O teste foi feito por outro site, mas acho que podemos utilizá-los (sempre tendo em mente que o teste foi realizado por condutores diferentes em trajetos diferentes, possivelmente com combustível diferente, clima diferente, entre outros). De acordo com o site a versão monofuel ficou com uma média de 11,1 km/l na cidade e 17,6 km/l na estrada. Apenas para lembrar, no outro teste a versão flex fez 10,2 e 14,3 km/l, respectivamente. Na cidade a versão flex perdeu por pouco, 1 km/l, já na estrada a diferença foi maior, mais de 3 km/l. Entretanto, considerando o pouco know how da BMW em motores flex, bem como minha crença de que um motor flex nunca terá exatamente a mesma eficiência de um monofuel (se alguém quiser saber o motivo deste meu pensamento dá um toque aqui, não vou postar agora para não deixar o post ainda maior e mais chato), acho a diferença justa.
              Comparando com um flex 2.0 de motor aspirado (usei o Jetta) temos 6,1 km/l no percurso urbano e 7,8 no percurso rodoviário com etanol e 8,8 km/l e 10,8 km/l (respectivamente ciclo urbano e rodoviário) com gasolina. O 320i flex faz 6,7, 10,8, 10,2 e 14,3 km/l (respectivamente cidade e estrada no etanol e cidade e estrada na gasolina). No ciclo urbano utilizando etanol a diferença é pequena (mesmo assim o BMW ganha); com gasolina a diferença já é um pouco maior (cerca de 1,5 km/l), ainda com vatagem para o BMW. Quando passamos para o ciclo rodoviário o BMW continua na frente, com vantagem de 3 km/l no etanol e de 3,5 km/l na gasolina. Fiquem atentos, talvez eu tenha feito alguma confusão aqui com os cálculos (espero que não).

              • wasdyn

                Obs.: este meu comentário não tem qualquer intenção de dizer "BMW é top" ou "Audi é uma porcaria", quem acompanha meus comentários por aqui sabe que repudio este fanatismo por marcas. O que quis mostrar é que mesmo com um motor maior, um carro mais pesado e tração traseira é sim possível manter num flex um consumo semelhante ao de um monofuel.

                Obs.2: não coloquei links das fontes porque quando os coloco o post é automaticamente deletado. Não estou nem mesmo conseguindo citar os nomes das fontes. :/
                NA, tem que ver isso aí. Não é a primeira vez que isso me acontece, bem como não sou o único a relatar este problema.

  • CristianoCPB

    A VW deu uma vacilada, já tive esse Pirelli P7, foram os piores pneus que eu já vi junto com o Firehawk 700, para um carro com este preço no mínimo Bridgestone e quem sabe Michellin!
    Excelente carro! mas um carro de 95k, já encosta no Altima e Fusion…

    • Edson

      Bridgestone também não gostei, tive um carro com eles.

      Agora Michelin é show mesmo… vai ser o meu próximo upgrade, daqui uns 20 mil km.

      O Fusion eu fui conhecer, mas só fiquei tentado pelo Ecoboost… e nem precisava ser o AWD… mas ficava em 112 mil com teto solar, 19 mil a mais… e o seguro ficava mais caro, 3 mil e pouco.

      Mas ainda penso no Fusion, mas bem que ele poderia ter faróis em xenônio, não é? Seria perfeito… bom, quando a família crescer vou ter que trocar num sedã.

      • Edson Roberto

        Ja prevejo a possibilidade em um JEtta… antes de pensar no Fusion…rs

        Pelo menos o 2.0 TSI é bem mais economico do que o 2.0 Ecoboost. Ainda que o Fusion seja bem superior em todos os aspectos. Mas a parte de economia obviamente é mais merito de cambio do que do carro em si.

        • Edson

          É… um novo Jetta, plataforma MQB, com um interior semelhante ao Golf…rsss… pode passar a ser minha primeira opção.

    • Alan Cardeque

      Minhas experiências com o P7 não foram muito boas também. O pneu duro do "caráleo". Só aos 112.000km finalmente pude trocá-los. Depois que mudei para os Pirelli Phantom (rodagem macia e melhor aderência) a paz voltou a reinar no meu antigo carro!

      Agora este meu Golf veio com os pneus Hankook! 17.000km depois, eu continuo aprovando!

      • Edson

        Esse Pirelli Phantom é bom mesmo? Bem silencioso? Não conhecia… E o preço? Muito mais caro que um Pirelli P7?

        • TiagoNA

          Acho que não, é um pneu mais macio e mais barato, mas é mais inseguro pelo que me explicaram.

          • sergiopsy

            Acho que não Thiago, varias avaliações na net apresentam ele como um pneu seguro.

          • Alan Cardeque

            Eu digo o contrário. Senti o carro mais colado ao asfalto com ele. A drenagem de água da chuva também considerei mais eficiente. Mas eu não sou expert em pneus, apenas senti uma sensível diferença em rúidos, atrito e frenagem. Os P7 desde os Zero Km maltrataram o meu carro.

        • MarceloSchwan

          Os Phantom geralmente são mais baratos que o P7. Nunca experimentei.

          Como disse mais acima, meu Golf veio com Dunlop Sport Maxx 225/45-17. Gostei deles mais no molhado que no seco.

          Usei num Focus MKI que tive os Kumho. Muito bons no seco e no molhado, mas gastam com uma facilidade incrível. Eram 205/45-17. E não chegaram sequer aos 30.000 km.

          Uma coisa que observei em outro carro que tenho, um Omega 4.1, é quanto ao índice de velocidade. O do Omega 4.1 é "V" de fábrica. Nunca conseguia passar de 30.000 km com um jogo. Foi só colocar "H" que cheguei aos 40.000km. Isso mantendo modelo e marca (Pirelli P6000). Hoje ele está com BF Goodrich, mas roda pouquíssimo, então não dá pra ter parâmetro.

          abraço,
          Marcelo Schwan

        • Alan Cardeque

          Edson, o P7 pude testar até meados de 112.000 Km. Eram de 15, e vieram de fábrica em um Gol Power comprado em 2009. Confesso-lhe que eu não entendia patarecas sobre pneus aquela época. Mas desde a saída da concessionária eu pude perceber uma certa dureza no veículo. Todos afirmavam que se tratava da suspensão, que no caso do Gol, era bem mais rígida que outros populares. Mas intrigava-me que quando eu testava o mesmo modelo G5 de outros proprietários, o comportamento de frenagem além de nível de ruído, ficavam misteriosamente educados. Eu nunca havia reparado na marca e modelo dos pneus. Aos 112.000Km a marcação TWI acusou a necessidade de troca, e foi então que me recomendaram os Pirelli Phantom. Aí veio a surpresa: Paguei cerca de 36% a MENOS , eliminei 90% dos ruídos do veículo, consegui 50% a mais de eficiência em frenagem. Depois dos 112.000Km, naturalmente com pneus Phantom, a impressão que eu tive era de que o meu veículo estava renovado. Confesso que voltei para casa com um belo sorriso no rosto.

          Obs1.: Phantoms gastavam mais rápido. Ao que pude observar, cerca de 40% mais rápido do que um P7. Comigo durariam cerca de 75.000 Km.

          Obs2.: Talvez eu tenha sido um infeliz proprietário de Pirelli P7. A maioria das pessoas que eu conhecem só fazem elogios a ele.

          Este foi o PNEU: http://www.pirelli.com/tyre/br/pt/car/sheet/phant

          ****

          Mas o Golf merece algo superior, não? Eu não sei recomendar qual de fato seria o "melhor" ante o P7.

          • Edson

            Será que Continental ou Michelin não são os melhores mesmo?

            Rapaz… 112mil km com os pneus??? Você andou só na cidade, né?

            • Alan Cardeque

              Não exatamente. 96% foi cidade com asfalto bom. Aqui no DF, digamos assim, somos privilegiados com um asfalta de qualidade razoavelmente boa. A primeira troca de pastilhas de freio daquele veículo foram realizadas aos 70.000Km. Dá para se ter uma ideia do porque os pneus duraram, certo?

            • Alan Cardeque

              Michelin, pelo que colhi de relatos: tem ótima aderência, são mácios, porém são suscetíveis ao aparecimento de "bolhas" em situações diversas de rodagem. Raspou a lateral = bolha ou rasgo, buraco = bolha ou rasgo.

            • Alan Cardeque

              Depende do modelo Michelin. Um dos meus amigos tem um C4, e usa sempre os pneus Michelin. Me parece que todos os elogios são passíveis a ele, no entanto, segundo esse meu amigo se raspa a lateral do pneu no meio fio ele literalmente rasga. Se vai de encontro a um buraco na estrada, a famosa bolha brota instantaneamente. Com isso ele já perdeu 5 pneus, pouco rodados, em pouco menos de 3 anos.

            • danielGT

              Não sei se vcs tem alguma coisa contra os pneus Yokohama…são um pouco caros sim, mas o desempenho deles….até hoje dos que ja rodei melhor que os Yoko só a linha PZero!!!!!

              Pro padrão do Golf (que terei se tudo correr bem em novembro e se vier com os P7 troco na mesma semana) acho que o C-Drive2 com óleo de laranja são top. O grip deste pneus no molhado é de outro mundo e ainda consegue se sair muito bem no seco (principalmente na estrada)…se bem que para seco dos Yoko o A-Drive é talvez um pouco melhor no seco, mas fica dificil dizer pois os dois estão muito acima da média na minha opinião. O C-Drive 2 dura um pouco mais que o A-Drive porem os dois só perdem desempenho quando passou da hora de trocar, ou seja, tá quase liso o pneu.

              Usei os dois já o A-Drive em todos os carros aqui de casa que tivemos desde 97 e o C-Drive 2 no Linea T-Jet, Focus e na Senic (sendo estes o primeiro e o ultimo também passaram pelo A-Drive)….recomendo muito esses dois pneus se tiver disposto a gastar um pouco a mais em pneus com alto nível de segurança e desempenho e se for usar mesmo na cidade e estrada, seco/molhado com direito a tocadas mais animadas com total segurança.

              Ah outro porem apesar de serem ótimos eles costumam durar um pouco menos que os Pirelli por exemplo. Tirando a Yokohama e a Toyo (que é tão maravilhosa quanto só que é um pouco mais cara que a Yoko, devido ter ficado muito famosa entre a mlkada que faz track day e participa de campeonatos de drift) a Continental é a minha escolha, das marcas mais usadas hoje é a que mais chega próximo das duas acima que citei. Bridgestone, Michellin e Pirelli são incríveis…nos modelos super esportivos Tipo o Potenza 001/050, fámilia Pilot da michellin ou mesmo a P Zero (Rosso, system ou a nero) da Pirelli, dai os rivais da Toyo ou Yokohama acabam saindo mais de 1000 reais cada e dos mais baratos o Bridgestone sai por volta dos 800 reais e até tem um desempenho melhor.

              vcs chegaram a citar o Pirelli phantom…pelo o que eu ouço ele é até um bom pneu, foi desenvolvido para carros mais esportivos ou que frequentam o clube dos 200, mas o preço dele é muito próximo aos dos Continental e se vc gosta de uma tocada mais nervosa e se preocupa com o molhado já da para olhar para um Yokohama que também não está ali muito longe.

          • MarceloSchwan

            112.000 km com um jogo de pneus é algo invejável.

            O máximo que consegui foram 83.000km rodados basicamente em estrada.

            Eu e meu saudoso pai éramos sócios e trabalhávamos como representantes comerciais. Em 1993 compramos um Omega GLS 2.0 zero km que veio com Good Year Eagle GT + 4. Rodaram esses 83.000 km e quando foram trocados ainda tinham mais e 2 mm de borracha.

            Mas esses 112.000 eu não tinha visto ainda. Está de parabéns.

            abraço,
            Marcelo Schwan

            • Alan Cardeque

              Sim. Cento e doze mil quilômetros rodados. Mas para esses Pneus existiam algumas considerações importantes a observar: Em um trajeto diário de 115km (ida/volta), no carro estava eu é mais 1 passageiro, e eu retornava sozinho no veículo. Gol vazio tem quase 900Kg. O peso total dentro do veículo influencia relativamente no atrito contra o asfalto. O Asfalto no percurso que eu sigo, tem uma qualidade razoavelmente boa, e está em temperatura adequada em Ida (06h30) e no retorno (23h00), ou seja, é asfalto frio. Alinhamento e balançeamento são escalonadados a cada 10 e 15.000Km. Ou seja, faz alinhamento e balanceamento na revisão de 10.000 km, na próxima só em 15.000km , depois em 10.000 e na outra só em 15.000… A pressão dos PNEUS 195/55/R15 está assim: 33 PSI na traseira e 32 psi na dianteira. Eu checava a pressão 1 vez por mês, geralmente sem qualquer anomalia verificada.

              Pneu, ao longo do seu ciclo de vida, realmente demonstrou ser eficiente em diferentes situações de rodagem (Estrada de terra, pista molhada, agentes de dano (vidro, prego, etc). Na chuva, ele tinha eficiência respeitável apesar de situações de água-planagem. Mas era um Pneu extremamente duro e a frenagem não me agradava. Além disso, influenciavam negativamente em 90% dos ruídos prsentes em meu antigo veículo. Por fim, acabei inclinando a minha escolha de PNEU, baseado nas informações obtidas nesse blog (http://engthiago.blogspot.com.br/2012/07/qual-pneu-comprar-pirelli-p7-ou-pirelli.html). Pirelli P7 R$392,00 Vs Pirelli Phantom R$ 282,00. Não deu outra. Decidi experimentar o Pirelli Phantom, e fiquei verdadeiramente satisfeito.

              —–

              • MarceloSchwan

                Alan,
                nessas condições que você colocou realmente dá pra chegar. E também velocidade constante na estrada.

                Pode parecer que não, mas um simples aumento de 110km/h pra 120 km/h já é suficiente pra aumentar a temperatura interna dos pneus e reduzir sua vida útil.

                Boa a informação dos Phantom.

                Não sei se vou esperar meus Dunlop 225/45-17 chegarem ao final da vida deles. Não estou gostando desses pneus perfil 45. O carro fica muito duro desnecessariamente.

                Esse Golf TSi tem na Europa a possibilidade de uso de 205/50-17, que mantém o mesmo diâmetro de giro original do 225/45-17 e do 205/55-16. Vou partir pra eles.

                Tenho um Omega 4.1 e um Opala SS 78 em restauração. E ambos podem usar os 225/45 mantendo diâmetro de giro original. Como não são usados no dia a dia, vou ter uso pra esses pneus.

                Minha principal preocupação é no molhado. Os Phantom são bons nessa condição então?

                abraço,
                Marcelo Schwan

                • Alan Cardeque

                  Marcelo,No Gol os Phantoms me agradaram bastante. Eram de borracha macia, e “grudavam” no asfalto quando precisava! Melhoraram bastante meu “tato” na direção do golzinho. Mas o gol não é um veículo para ser comparado com o Novo Golf, em termos de tudo, e principalmente em comportamento dinâmico e precisão de direção. O desenho de superfície de contato dos Phantom deu-me a impressão de serem menos suscetíveis a aqua-planagem. Eu não me sentia muito seguro na chuva com pneus P7, sensação esta eliminada com a adoção dos Phantoms.Em tempo: o meu Gol veio com Hankooks Ventu shttp://www.hankooktire-eu.com/tires/tire-presenter-single-view/view/singleView.html?aoetirepresenter%5Boffset%5D=0&aoetirepresenter%5Btire%5D=777&aoetirepresenter%5Bback%5D=216&cHash=be21ef7f63593030d0f99a9293447b19 17.000 km depois não tenho o que reclamar.

                  • MarceloSchwan

                    Alan,
                    valeu, obrigado pelo retorno.

                    abraço,
                    Marcelo Schwan

      • CristianoCPB

        No início do ano troquei meus Firehawk pelo Michellin, foi uma facada que valeu muito apena!
        Parece que eu troquei de carro!
        Silencioso, grudado no chão, macio e bom na chuva. Sem falar as válvulas novas :) , antigamente tinha que calibrar toda semana, é um saco, agora é só uma vez por mês e tem vezes que não cai se quer uma libra, rsrsrs

        • TiagoNA

          Isso aí, michellin rulez!

      • sergiopsy

        Esclareça uma duvida: VC andou 112.000 km com um P7, entendi errado foi isso?

        • Alan Cardeque

          Cento e doze mil quilômetros. Está correto mesmo.

          • sergiopsy

            Caramba, muito bom. Rodei quase 70 mil com o Polo sedan que tive.

            • Alan Cardeque

              Não amigo! Pneus P7 eram duros demais! Foi difícil acabar com eles! O que era para ser motivo de orgulho, na verdade, virou motivo de alívio. Sinceramente, prefiro trocar o pneu com regularidade menor mas sem passar pelo desconforto de pneus tão duros.Sent from my iPhone

    • 3dimensional

      Também já usei Pirelli no meu primeiro Golf 95, e com menos de 1 semana usando o carro já notei que ele curtia patinar na água…
      Horrível!

      • sergiopsy

        P6000? Se for este pneu é danado para aquaplanar e lançar seu carro ao "Leú", duas vezes quase me acidentei por este comportamento "dinâmico", depois deles minha irmã já colocou Michelin, pneu muito caro, e a gora por que recomendei e já havia usado, Continental.

    • zeuslinux

      O meu carro usa pneus da Bridgestone originalmente e eles são horríveis com piso molhado. Se não tomar cuidado você aquaplana muito.

      Os próximos pneus serão da Michelin ou, no máximo, da Continental.

      • sergiopsy

        Continental são bons, usei em um Polo e minha irmã usa no Gol G4 dela, ambos apresentaram bom comportamento tanto em solo seco quanto molhado.

    • sergiopsy

      No meu Golf veio pneus Hankook, Ventus Prime 205-55/16. Até agora se comportaram bem.

      • Alan Cardeque

        Idem!

  • Leandro1978

    Parabéns pela compra. Relato bem completo e interessante (acho que alguns terão dificuldades em manter a atenção… rs…).

    • Edson

      Valeu!

      Ficou longo, né? Isso porque resumi antes de mandar para o Eber…

      Por isso coloquei um resumo no final.

      • Edson Roberto

        Mas relato assim que é bom de ler! Quando tem conteudo!

        É que a nova geração se cansa de ler conteudo… quer pauta pronta…. uma pena.

        • Edson

          Pode ser.

          Hoje todo mundo tem pouco tempo, não é? Tudo muito corrido… almoço em 15min, 2 horas num trânsito… quem tem filhos tem que encontrar tempo para eles… esposa… e ainda tempo para si mesmo.

  • Louis

    Parabéns pelo carro e pelo relato, excelente!
    Achei o preço do seguro barato, pelo valor do carro e pela fama que ele tem.

    • Edson

      Também fiquei positivamente surpreso. Eu comprei o carro sem cotar o seguro, mas não dei nenhum sinal e disse que se o seguro ficasse exorbitante, tipo 5 mil, eu cancelaria o pedido.

      O vendedor parecia saber que ficaria num preço aceitável, pois aceitou tranquilamente minhas condições.

      • Comigo não teve esse arrego. A vendedora PNC ameaçou vender para outra pessoa caso não comprasse naquele dia.

    • Rafael Schettino

      Acredito que esse preço do seguro ainda está baixo porque o carro não "popularizou"…
      Deixa só os manos começarem a gostar do carro como fizeram com o Golf "Sapão" e com o Stilo…

      • Jalapao

        E nem vai popularizar. Rsss
        Com esse patamar de preço o carro fica mais seletivo e exclui os "manos" da jogada. Aí o preço do seguro ficará cada vez mais em conta. Na CS onde comprei o meu, me disseram que a média de idade dos compradores era acima de 30 anos, ou seja, nessa idade o indivíduo não está mais de brincadeira.

      • Miaudito

        isso ainda vai demorar um bom tempo… carro acabou de ser lancado, tem 3 anos de garantia… quem compra esse carro nao fica sem seguro, ou seja, nao tem mercado pra peças roubadas pra ele…

    • schweinerei

      A fama é do Golf IV. Esse novo, pelo jeito, vai por um caminho diferente.

      • Louis

        sei não, viu… Só pelo nome Golf, bandido enche os olhos. Creio que seja questão de tempo para o seguro subir também, infelizmente.

      • Edson

        Também não sei não… ainda mais agora que estão vendendo uma versão mais barata.

        Golf é Golf… sempre vai ser visado.

  • BlueGopher

    Boa avaliação, Edson.
    Não sei como você e sua esposa gostam de dirigir no dia a dia, mas não valeria a pena pagar um pouco mais e pegar o GTi?

    • Edson

      Na época eu teria que desembolsar quase 26 mil para isso (24 mil a diferença dos carros e mais 1,5 do seguro).

      Se eu fosse pegar o GTI teria que ser o exclusive, que era 117 mil e não davam desconto. O GTI básico não me interessava, assim como um Highline básico ou Elegance não me interessava, por causa do couro e do xênon.

      Nesse preço aí eu já pensaria no Fusion Ecoboost também… talvez não estaria de Golf hoje.

      • riccorreasp

        Por quanto a CCS pegou o seu Cruze S6?

        • Edson

          Vendi o Cruze particular, por 73 mil.

  • Alan Cardeque

    Realmente esse relato ficou excelente. Também pretendo compartilhar o meu. Falta-me tempo para escrever e detalhar tudo. O meu veículo está com pouco mais de 16.000 Km, acho que faço um relato aos 40.000km, ou quando a inspiração invocar….

    Notas a observar:

    1 – A primeira e a segunda revisão tem o custo de revisão gratuito. Ou seja, paga-se apenas o material da revisão (óleo, filtro de óleo, estopa, etc).

    2 – Embora o slogan dos eventos de promoção do Golf fossem o "melhor da Volkswagen", ocorrido em evento considerado premium, o Golf nao faz parte do programa Premium da Volkswagem. http://premium.vw.com.br/

    3 – Essa concessionária possui o filtro de óleo em estoque para fazer a manutenção do veículo? Por mais ridículo que seja o meu questionamento, aqui no Distrito Federal (além do meu caso) fiquei sabendo de vários outros clientes que também tiverem que retornar a concessionária por conta da ausência desse item obrigatório ao processo de manutenção do veículo.

    • Edson

      Verdade… não faz parte do programa Premium da VW… mas as pessoas que conheço, que tiveram problemas com o carro, estão tendo tratamento "premium" da VW, com carro reserva sem limite de tempo, custeados pela VW… porém tem que brigar muito para conseguir.

      Você tocou num ponto interessante… sobre o filtro de óleo. Não coloquei no meu relato, mas achei curioso. Quando o mecânico foi consultar o estoque tinha apenas dois filtros de óleo… eu achei pouco e perguntei para ele se isso era normal… ele disse que a CCS ainda tem poucas peças dos novos Golfs.

      Ou seja, eu poderia ter tido uma surpresa… chegar no dia da revisão e não ter o filtro… ia ser um transtorno.

      • ChicoFCarvalho

        Pois é, prepare-se. Tenho um Tiguan 2010 2.0T, o código do filtro de óleo do carro é: 06J 115 403 J, não sei se é o mesmo do motor 1.4T. Toda a vez que tenho que trocar (sempre fora da concessionária pois, nem pra isso confio na qualidade do serviço, sem falar no custo) tenho que ficar procurando em várias concessionárias. Certa vez, não encontrei em nenhuma do Rio de Janeiro (capital)!!! Como tive uma viagem à Brasília, parei na Disbrave perto do aeroporto e comprei lá. Já fiz queixa oficial através do SAC da VW mas acho que nada aconteceu. Tenho um amigo que já levou o Passat com o mesmo motor para revisão e teve que voltar pois a Recreio Veículos não tinha o filtro. É um absurdo que um item de reposição constante (6 meses ou 10.000Kms) não esteja disponível nas concessionárias!!!

        • Edson

          Absurdo mesmo. Nas próximas revisões vou me atentar e perguntar sem tem o filtro, tipo, um ou dois dias antes.

          Mas é f#%# se preocupar com isso.

        • sergiopsy

          O pessoal por aqui fala bem da Disbrave do aeroporto, deve ser por que tem outras lojas de outras marcas aqui por perto e que possuem bom atendimento, por que a Disbrave da Asa Norte não é muito boa de atendimento não.

          • Alan Cardeque

            A Disbrave da asa norte tem um título de melhor concessionária do Distrito Federal! Legal, né? Eu questionei ao gerente se eles não tinham VERGONHA de exibir um título de 1993. O atendimento daquela unidade para ficar ruim, ainda precisa melhorar muito….

      • ProfPR

        Edson, sou de Sorocaba e a css VW daqui (A.Reze) destaca o Golf como parte de sua linha premium em suas peças publicitárias.
        Isto é facultado à css ou a VW que determina ?

        Em tempo, parabéns pelo relato, um dos melhores que li até então. Muito bom. Abs.

        • Edson

          Obrigado!

          Conheço essa CCS, foi nessa que troquei o quebra-sol na garantia e fiz a revisão.

          Eles tem o serviço de leva e traz, não usei, porém é para todos os carros, não somente os da linha premium.

          Nessa CCS, o golf fica no prédios dos veículos premium, já viu?

    • sergiopsy

      Eu fui um destes clientes, fiquei na loja uma tarde inteirinha por causa de não terem o filtro na Govesa. Um absurdo, além de ter de voltar duas vezes naquele estabelecimento por que não revisaram corretamente o carro antes da entrega! Os vidros não funcionavam corretamente, inclusive o do passageiro dianteiro nem acionava, na Saga do Colorado quando onde comprei um Polo anos atrás veio faltando duas lampadas de extrema importância da lanterna traseira, concessionários VW de Brasilia fazendo *&%#@*.

  • wasdyn

    Excelente relato Edson, muito bem escrito e bastante detalhado.
    Parece ser mesmo um carrão, certamente seria minha escolha para um hatch médio (acredito que seja bastante superior aos concorrentes diretos e que tenha bem mais custo benefício do que os hatchs das alemãs premium). As únicas coisas que eu mudaria (se eu fosse comprar um para mim) provavelmente seriam o teto solar (não simpatizo muito com este item) e talvez a cor (mas como você mesmo disse, tem que ver ao vivo).

    Uma sugestão para o "problema" do black piano – uma película transparente (só tem que ver se não compromete o visual). A Insulfilm tem uma com foco no exterior do veículo (para proteger de riscos leves e também do clima) mas não tenho noções de preço, mas certamente existem marcas alternativas mais em conta. Talvez até mesmo um papel contact (aqui em casa usávamos bastante para proteger a parte exterior de livros escolares) bem aplicado resolva. Proteção eu tenho certeza que dará, a dúvida fica só por conta do visual mesmo – só testando para descobrir. ;)

    Aproveito para parabenizá-lo pela compra e te desejar muitas felicidades com o carro. E certamente você tem um carro melhor do que o que será produzido aqui daqui a algum tempo. :)

    • Edson

      Obrigado!

      Teto solar você não curte por causa de futuros barulhos?

      A cor tem que ver ao vivo mesmo, pelas fotos ficou muito azul… ao vivo é mais discreto, não é azulão… hehehe Mas o branco e o prata tungstênio são lindos.

      Para o black piano eu estou usando pano de microfibra… o problema é que se eu deixar o carro num lava rápido por exemplo tenho que avisar para não limparem por dentro… eu tenho que limpar, pois vai que…

      • Alan Cardeque

        Mais importante que isso! Siga o meu conselho: Explique, re-explique, e se possível, desenhe como se desativa e ativa o freio de mão eletrônico sempre que for entregar o seu veículo para outros, principalmente frentistas de lava-jato. Vai por mim!

      • wasdyn

        Então, teto solar até acho bonito, tanto externamente quanto internamente, o que me afasta são eventuais barulhos e infiltrações (acho que num carro que vem assim de fábrica as chances são bastante minimizadas) e o acréscimo de peso, ainda mais no ponto mais alto do carro, mas certamente é pela soma de todos esses fatores (se fossem só os "problemas" ou só o acréscimo de peso acho que eu consideraria).

      • MarceloSchwan

        O Black Piano é lindo, mas tem outro problema: acumula poeira que é uma desgraça! Eu também ando com flanela no porta luvas e constantemente passo ela de leve no Black Piano pra não deixar acumular poeira.

        E se meter o dedão lá fica igual tela de smartphone, todo borrado.

        abraço,
        Marcelo Schwan

  • Thiago_NCO

    Um excelente carro, alemão legítimo, com um nível de qualidade de construção sem paralelos no segmento, quando analisamos o nosso mercado.
    Massss (please, fanboys, não me apedrejem) eu ainda não engoli essa frente Gol/Fox. Tá cansada e bem datada.
    Na boa, a Volks investiu tanto nessa nova geração, poderia ter investido num design com mais personalidade também.

    • Rafael Schettino

      Acredito que seja uma característica dos fabricantes alemães…
      Veja só Audi, BMW e Mercedes… tudo a mesma cara…

  • PKuster

    Ótimo artigo, muito bem escrito e muito completo.
    Andei num Golf DSG de um amigo e notei sim, o barulho em pisos irregulares. Por mais que falem que só se ouve de vidros abertos e em pisos irregulares, na realidade, não era para existir esse barulho – no Golf ou em outros carros de que utilizam a dupla embreagem. É incrível como a tecnologia não tenha resolvido de todo esse problema, das embreagens "a seco".
    Outra coisa que não gostei: a tampa interna do teto-solar possui pelo lado de dentro, um fino, solto e transparente tecido, que, pelo menos no Nordeste, deixa passar um bom nível de luz….e calor – certamente o modelo nacional virá com outra solução.
    Concordo com o Edson: o Golf com aqueles faróis de xenônio é outro carro, mais bonito e agressivo – pena que façam parte de um caro pacote.
    No mais, o Golf VII é um carro sensacional e tomara que a Volkswagen esteja recebendo todo esse feed-back dos atuais consumidores, para implementar melhorias ao gosto e necessidade dos brasileiros, sem que a qualidade geral do Golf VII nacional caia.

    • Edson

      Obrigado!

      Eu já gosto mais desse estilo do teto, a tampa interna. Meu ex-Cruze e Focus tinham teto solar, com forro totalmente fechado, não deixavam passar nada. Vantagens que eu vejo nesse estilo do Golf:
      – Dá para abrir o teto e deixar o forro fechado, isso é impossível nos outros tetos normais, isso proporciona ventilação interior sem que a luz do sol entre completamente;
      – Mesmo com o teto fechado e o forro fechado, ainda sim fica bem iluminado o interior, coisa que não acontecia com os outros tetos, tinha que abrir o forro, e aí o sol incomodava, mesmo com o teto fechado.

      E até o momento o sol ou o calor não tem me incomodado. Porém tem muita gente que tem a mesma sensação que você, então colocaram filme no teto solar, acho que isso resolve o problema.

    • Alan Cardeque

      O carro é muito maravilho mesmo! Eu indico a todos conhecê-lo mais a dentro.

      Quanto a Volkswagen do Brasil Deixo os meus feedbacks vez em quando:

      * Falta de filtro de óleo nos concessionários.
      * Falta de concessionários treinados para reconhecer os componentes do veículo.
      * Falta de preparo técnicos dos mecânicos dos concessionários.
      * Ausência de peças de reposição em estoque dos concessionários.

      E por aí vai…

      Estou com um grilo na porta direita do passageiro. Não é nada que mata a minha paciência, mas causa certo desconforto. Quando eu for levar para a revisão dos 20.000km, vou colher informações de como abrir aquele forro. Eu mesmo farei a verificação e imobilizarei o ruído. Eu é que não confio nesses mecânicos despreparados do Brasil.

      O próprio Edson, a exemplo, relatou que, mesmo sabendo que o procedimento de troca do quebra-sol seria realizado, ainda assim o mecânico não havia consultado qualquer instrução antecipada. Nesse caso, Edson teve sorte porque estava supervisionando a instalação. Senão, duvido muito que estragos maiores, de tanto processo tentativa-erro, estariam excluídos de acontecer.

      • Parks

        Oi Alan,

        Eu li os seus comentários e também estou com um grilo na porta direita do passageiro e também no console central, onde esta localizado o compartimento do USB do iPod, mas quando deixo fechado, o barulho desaparece. Eu também tem receio de levar para a concessionaria pois tem muitos técnicos e mecânicos que não estou preparados e treinados suficientemente para esse carro. Gostaria de saber se você sanou o ruído. Se sanou você pode me indicar como você fez?
        Grato

  • Pedro19p

    Parabéns ótima compra! e muito bom relato, o carro é show e lindo encanta quem vê , embora eu acho o preço de 93 mil um tanto salgado para um carro médio ainda mais hatch, mas não tendo família grande e não precisando de muita bagagem acho que não tem problema algum.

  • Bzzz2000

    93K? Será mesmo q a manutenção e o seguro são fatores pra deixar de pegar o GTI? Ficou mto próximo o valor… Eu não aguentaria rssss

    • Edson

      Eu não pegaria um GTI básico, que na época era 96 mil sem o teto.

      Para mim teria que ser o GTI exclusive, que ficava em 117 mil, por causa do couro principalmente, e o xênon também é bom… e o teto solar eu queria.

      Então ficaria 24 mil a mais… e o seguro era 1500 a mais (cotei depois). E eu deduzi que a manutenção seria mais cara, no nível do Jetta… e foi o que aconteceu, as revisões do GTI são mais caras que as do 1.4.

      E nesse preço eu já pensaria no Fusion Ecoboost.

      Mas para quem não tem preferência pelo couro e nem o xênon, um GTI com teto, por 100 mil, é muito mais negócio… pois eu sempre digo, GTI é outro carro, muito superior ao 1.4.

      • Bzzz2000

        É.. 24 mil a mais a coisa complica…

      • Jalapao

        Também tive essa mesma conclusão do Edson. O GTI pelado não vale a pena. Também curto teto solar e xenon e não compro mais carro sem esses dois itens.

  • marquito1978

    O relato ficou excelente… me surpreendeu o valor do seguro do Golf… recentemente fiz uma simulação pelo bradesco seguros (36 anos, casado, uso apenas para o trabalho) e ficou em 3986 reais…

    • Alan Cardeque

      E eu 32 anos, solteiro e sem filhos, no DF, pela Porto Seguro: R$ 3920,00

      • Miaudito

        tb moro no DF, 30 anos, casado, sem filhos, 2550 pela Porto

  • LucianoAln

    93 mil num golf?? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk corajoso.

    • 99k numa CRV, 110k numa RAV4, 105k numa Sportage, 100k numa ix35 sem 1/3 da tecnologia desse Golf pode né? Afinal " é um carro maior…"

      • JoaoMartini

        Sem mais.

      • Jalapao

        E só pra variar, o 1.4 TSI anda igual um Outlander V6 de 240 cv! Quem quiser ver é só conferir os números na carroonline.

    • JulienAvril

      O carro é sensacional, mas 93 mil eu acho meio inviável também.
      Este valor não esta próximo do GTI?

      • Gustavo73

        Sim, mas o GTI com os mesmos equipamentos sai por 117 mil. E o proprietário exige que o carro tenha xênon e bancos em couro.

      • saosao

        Concordo contigo. O carro é disparado o melhor, mas não consigo engolir 93k…

        • Cristiano_RJ

          Realmente. O carro é o melhor e o preço, intragável. E o pior é que essa versão que ele comprou por R$ 93 mil há poucos meses atrás hoje está tabelada em R$ 100 mil. Um absurdo! O phoda é que o sujeito gostar de carros e ter que se contentar com algo muito inferior simplesmente porque não há concorrência à altura é de lascar. Até entendo o cara. Vivo dilema semelhante. Felizmente não irei trocar de carro pelo menos nos próximos 12 meses. Até lá, espero por novidades no mercado automobilístico

        • Edson

          Mas se for pensar, tem muito carro que não dá para engolir também. Não vejo onde alguém consegue pagar 55k num Onix completo por exemplo… ou quase 60k num New Fiesta.

          Eu não encontrei nada melhor por menos que isso, eu até queria comprar um manual, seria 7 mil a menos, mas não encontrei.

          Isso falando de carro 0km.

          • saosao

            Exato! Falar que carro no Brasil é chover no molhado. Mas é que 93 mil já bate na barreira (psicológica) dos 100 mil, e aí vc percebe que são quase 100 mil em um hatch… tem muita tecnologia, mas é um hatch com toda sua limitação de espaço. E aí vc lembra que, perto desse preço, já tem sedans grandes como Fusion e Altima.

            Não estou falando que o Golf não valha a pena (pelo contrário, eu acho que é o melhor mesmo se comparado a outros carros de categorias diferentes), mas como o cara aí em cima disse, tem que ser corajoso.

  • zeuslinux

    Lindo carro e nessa cor mais ainda !

    Gostaria de comprar esse Gol mas o GTI mesmo e abriria mão desses pacotes que encarecem muito o carro.

    Só fico om um pé atrás porque moro no Rio de Janeiro capital, onde os bandidos adoram um Golf. O seguro aqui para esse carro deve estar uma fortunda.

    • marquito1978

      Putz, vdd… um amigo de Niteroi cotou em 7000 reais o seguro do golf… da highline com pacote elegance e cambio DSG…

    • Edson

      GTI chama mais a atenção. O 1.4 é mais discreto, ainda mais se você pegar um preto, branco ou os tons de cinza e prata.

  • ChicoFCarvalho

    Curiosa essa questão do óleo. Há vários anos a VW usa seu próprio padrão de especificação de óleos. Ou seja, ela não se preocupa em divulgar a viscosidade SAE nem a classificação API. Geralmente, para trocas em intervalos fixos, a maioria dos motores VW usa a especificação VW 502 00/505 00, respectivamente gasolina/diesel. Há no mercado óleos 0W30, 0W40, 5W30 ou 5W40, SL, SM ou SN que atendem a esta especificação e outros, com esses mesmos parâmetros, que não a atendem.

    Esses novos motores turbos na Europa, geralmente usam intervalos de troca variável e de longa vida, têm como especificação o padrão VW 504 00/507 00, que só estão disponíveis em SAE 5W30. Aqui no Brasil, os mesmos carros que na Europa tinham intervalos de troca fixa de 1 ano ou 15000Km, passaram a ter os intervalos reduzidos para 6 meses ou 10000Km. Talvez por causa de nossa gasolina com maior teor de enxofre e de álcool que podem facilitar a diluição/oxidação do óleo.

    Uma dúvida: qual a temperatura do óleo é indicada no computador de bordo quando o motor está em marcha lenta, já completamente aquecido?

    • Edson

      Por volta de 90° a 95°… em altas velocidades já vi até 110°… em baixas, na estrada, já vi 88°.

  • MarcosNasser

    Edson, parabéns pelo carro!

    Estou ansioso para a chegada do meu GTI !

    Gostaria que me uma indicação de um Fórum ou grupo de proprietários do MK7 na web! Sou do interior de SP também!

    • Jalapao

      Também tenho interesse em um forum desse. Quem souber e poder compartilhar….

    • Edson

      Obrigado!

      Tem o HT Fórum, é um fórum sobre tecnologia de som… mas tem uma zona livre onde tem um link para veículos, e lá tem tópicos de muitos carros, Focus, Golf, 308, Cruze, A3… muitos mesmo.

      Tem o clube do golf, vwgolfclube.com… muito bom também.

      E formamos um grupo no whatsapp… esse é o melhor… tem um pessoal fera, que conhece muito mais do carro do que eu, aprendi muito lá. Mas está quase lotado.

      Entra em um ou nos dois, ht forum ou clube do golf… por lá você manda o seu telefone e adicionamos você no whatsapp.

      • MarcosNasser

        Muito legal Edson! Obrigado pelas dicas! Vou entrar nos foruns!

        Abraço

  • Wow02

    Parabéns pela avaliação! A mais completa e detalhada do NA.
    OBS: fale comigo quando for trocar de carro! rsrs Abs,

    • Edson

      Obrigado!

      E não vai demorar muito… rsss Vai estar na garantia ainda.

  • TiagoNA

    Muito boa a avaliação, li cada detalhe e vi todos os vídeos. Deu trabalho, mas li tudo! rs
    É impossível fazer uma avaliação honesta com poucas palavras.

    Mas indo para o interior você não pega estrada de terra ou já pegou algum dia com o Golf? Sei que não é carro para isto, mas como será que se comportaria? Mais uma vez, o medo de dar "grilos" hehe

    • Edson

      Valeu!

      Nunca peguei estrada de terra com ele, e espero não pegar. Não tive boas experiências com isso no Cruze e no Focus.

  • guppytank

    Parece realmente impressionante, grande resumo do mesmo.<img src="http://goo.gl/4ABP3u&quot; width="1" height="1"> <img src="http://goo.gl/SYfW7N&quot; width="1" height="1">

    • Edson

      Valeu!

  • LFF83

    Muito boa avaliação. Mas 0 a 100 em menos de 8 segundos só sonhando. Pelo vídeo dá no máximo 8 e uns quebrados. Isso porque não dá para saber o momento exato do início da aceleração, além da precariedade da medição por vídeo. Todas as avaliações de revistas especializadas calculam acima de 8,5 segundos.

  • ResendeMaster

    Excelente texto e bem escrito. Parabéns Edson. Deu gosto de ler o seu relato!

  • Guidope

    Excelente avaliação. Mais tarde assistirei os vídeos.
    Em relação a alegação de turbo lag no modo ECO, entendo que não é culpa do turbo mas sim do próprio sistema de economia. No Civic, que não é turbo, vc sente que o carro fica muito fraco qnd liga o ECON.
    Na BMW 320i, que é turbo, qnd liga o ECOPRO o carro fica bem sonolento, com o acelerador demorando mais a responder as solicitações do motorista.

    Logo, não ache que isso é um defeito do turbo mas sim característica do sistema de economia.

    • Jalapao

      Já li em algumas publicações sobre o assunto que o turbo entra em ação a partir dos 1.500 rpm. Já notei que abaixo disso há uma certa apatia do motor.

    • Edson

      Obrigado!

      Não é, mesmo no modo Sport ainda é sentido a diferença de torque antes e depois de 1500rpm.

      Esse turbo lag é até uma dificuldade para a F1 agora, tanto é que o motor elétrico está lá para suprir a falta de torque do turbo em baixas rotações.

      • Guidope

        O que eu disse e o que vc falou se complementam. O torque do turbo na 320i começa em 1250rpm e vai até 4500rpm e no golf em 1500rpm até 3500rpm. Antes disso ambos tem torque de motor aspirado. Se vc ligar o modo ECO, a situação é agravada. Por isso usei o exemplo do Civic que é aspirado e fica ainda mais lerdo em baixa rpm.

        Na minha cabeça a idéia de turbo lag ta ligada a carros que despertam mais tarde, após 2500rpm o qual vc leva verdadeiro "susto" do turbo que da um sopapo de repente, coisa que nao sentimos na maioria dos carros turbo mais modernos. Certa vez Jeremy do top gear mostrou que tava em 5° marcha a 60km/h num lancer evolution e o carro simplesmente não andava por culpa do turbo lag.

        • Edson

          Concordo. Hoje o lag é muito pouco, se andar de boa nem se percebe, só se sentar o pé no acelerador mesmo.

          E esse da BMW é menor ainda. Parece que do A3 Sedan também é a partir de 1250 rpm.

          Motores aspirados tem uma curva de torque muito diferente… é crescente, por isso não tem esse "pulo".

          Motor turbo parece 8 ou 80… em 1500 rpm o Golf 1.4 entrega totalmente os 25.5 kgfm de torque.

  • Rajeneesh

    Pessoal, como estão os valores de seguro para o 1.4 turbo?
    Sempre tive medo da fama de seguro caro.
    Ps. com esse torque todo, eu abriria mão dos pratos da fanfarra ( DSG) e ficaria com o manual mesmo, deve ser uma delícia sentir essa cavalaria soltando punta-taco nos track days que posso fazer em Londrina.

    • vmaran

      No meu caso ficou 2.300,00 (27 anos, solteiro, RS).
      O manual deve ser divertido mesmo, mas dá pra quebrar um galho com o DSG no manual e trocando pelas borboletas hehehe

      • Rajeneesh

        não é caro nao……. imaginava uns 4500 com teu perfil
        qual sua seguradora?

  • Dionatan13

    Uma coisa que me intriga é a grade diferença de testes de aceleração de pouco menos de 8s e de até 9,3 s na revista quatro rodas e canal top speed essa grande diferença não pode só ser da gasolina .

    • $$$

    • Cristiano_RJ

      Top speed mede aceleração de forma amadora. Utilizam o velocímetro, que não tem nenhuma precisão e ainda está sujeito a erros de paralaxe. Além do mais, fazem a medição com dois ou três à bordo e não apenas com o piloto. Muito menos controlam o peso deste. Não há controle também das condições ambientais: temperatura, umidade relativa do ar, pressão atmosférica. E o cronômetro é startado e parado manualmente. Eles também não fazem várias passagens para expurgar a "curva de aprendizado" do piloto. Medem uma única vez e pronto. Enfim, uma série de erros que se somados tornam os números encontrados por eles uma mera curiosidade que não pode ser levada muito a sério e muito menos comparada com números de revistas especializadas. Estas sim, com procedimentos padronizados e instrumentação adequada.

      Se quer mesmo saber o valor mais coerente do 0 a 100 km/h do Golf 1.4 DSG, sugiro considerar a mediana entre os valores encontrados pelas revistas especializadas, a saber: Auto Esporte (8,4 s), Quatro Rodas (8,6 s), Carro (8,6 s) e Car and Driver (8,9 s). Logo, 8,6 s seria um número mais próximo do valor real. Coincidência ou não, o valor divulgado pela própria Volkswagen é de 8,4 s.

    • Edson

      No meu, depois que gravei, dá para ver quando começa o teste, é assim que o auto-hold apaga no painel (P verde)… e no 100 km/h dá menos de 8s.

      Comprei o cabo VCDS e dizem que com ele dá para medir com mais precisão. Mas com certeza é menos de 8s. Carro já bem rodado.

  • ottomno

    Parabens , sensacional avaliaçao melhor do que profissionais ,a melhor que ja vi aqui.
    Tenho um com700km paguei 84 sem xenom (eram mais 12000…) estava desligando o start como vc … Nem no manual explica direito vou testar o macete

    • Edson

      Obrigado.

      Cara, fiquei muito satisfeito quando me ensinaram esse macete. Não me lembro se no manual diz alguma coisa, e olha que já li tudo, mas é muita coisa para guardar.

  • AmmmmmP

    Gente, esse Golf é muita informação. O manual deve ter umas mil páginas…. rs. Agora o turbo lag é algo muito chatinho que induz o condutor ao erro que coloca um peso no acelerador e recebe outro!

    Gostei das películas levemente reflexivas. E achei a cortina de privacidade na porta traseira um excesso desnecessário num… HATCH. rsrsr

    No mais, quem quer mais por muito mais, vá de GOLF.

    • Marquinhos

      Cortina na porta traseira? Jura que tem isso? Aonde está isso no Golf?

    • Edson

      Valeu!

      Então, o meu não tem películas…rsss… não coloquei nada, tá original. Desde o Cruze eu parei de usar películas.

      E justamente por isso é que comprei as cortinas, originais VW e feitas sob medida para o Golf, são cortinas para os vidros laterais traseiros e para o vidro traseiro. Talvez por isso que você achou que tem película no vidro traseiro.

      Não me incomodo com o sol nos vidros laterais, porém tenho um filho de 3 anos, e ele não gosta. Desde o Cruze eu sempre andei com uma toalha no carro, colocava no vidro traseiro do lado dele, para bloquear o sol.

      Quando vi essas cortinas não tive dúvidas, comprei.

      Foi um ótimo investimento, pois:
      – Elas bloqueiam totalmente o sol;
      – Dá para abrir os vidros para ventilar, pois tem furinhos, e ainda bloqueiam o sol;
      – Não atrapalham a visibilidade do motorista, pois olhando de dentro são bem transparentes;
      – Antes meu filho não conseguia olhar a paisagem, o movimento por causa do pano que colocava, agora ele consegue, e me agradeceu muito…rsss;
      – O pano atrapalhava um pouco, pois em cruzamentos não dava para olhar pelo vidro dele com a toalha. E quando passei ele para o meu lado, atrás do motorista, eu não conseguia dar aquela olhadinha que costumo dar antes de mudar de faixa ou entrar numa rodovia.

      Foi com certeza o melhor investimento, qualidade da cortina excelente, sob medida mesmo e bem fácil de colocar e tirar.

      • Marquinhos

        Interessante esta cortina, se não for muito caro vou comprar também. Você notou que por causa da coluna larga entre as portas o carro tem um ponto cego bem grande? Achei isso um ponto negativo no Golf ou será que é só comigo mesmo pois puxo o banco bem para tras? tenho quase 1,90 de altura.

        • Edson

          Pode ser isso, pois não reparei esse ponto cego excessivo. Não uso o banco no máximo para trás, tipo, falta uns 4 pontos para chegar no máximo.

          A cortina no site da VW é 916 reais… bem puxado. Eu fui à CCS e a moça de acessórios teve a coragem de passar o preço de 1350 reais. Eu falei do preço do site, mas ela disse que no site não tem mão de obra… nossa… quase 500 reais para colocar umas cortinas?

          Aí descobri um esquema, no setor de peças das CCS é possível pedir esses acessórios, pois são originais da VW. Se você reparar, no site da VW, tem o código de todos os acessórios.

          Eu peguei o código e fui no setor de peças. Não tinha no estoque, mas o rapaz encomendou, chegou em 7 dias. No dia de pagar ele ainda me deu um desconto de 15%, ficou em 780 reais, e ainda vez em 3x.

          Ainda sim é bem caro, mas fica muito bom, bem melhor que uma película. Uma boa película da 3M ficaria em 350 reais no carro todo, tirando para-brisas e teto solar.

          • Alan Cardeque

            Perfeito! Vou no mesmo barco… hehehe!

  • Rafael Schettino

    Uma coisa eu tenho que dizer… no mês passado, estive olhando alguns hatches médios em concessionárias e… o acabamento do Golf é muito (mas MUITO) bom frente aos concorrentes… eu gosto da Ford, mas senti vergonha por eles quando entrei no novo Focus… e o pior, fiz isso depois de entrar no Golf.
    Realmente, esse carro ficou espetacular!

    • JoaoMartini

      Venho de um Jetta mk5 2.5. Fui conhecer o Golf mk7, e depois o Focus. Tire suas conclusões rsrs.

  • vidgal

    Esse acabamento interior de BLACK PIANO é o PIOR acabamento que um carro pode ter:muito brilhoso,risca com facilidade, aparece mais a poeira,gravam marcas de dedos…
    A VW tem acabamentos muito mais condizente para o interior como o aço escovado ,fibra carbono…
    Eu deixo de comprar um carro um carro seja ele o melhor do mundo, só por ter esse acabamento.
    Aconteceu comigo quando fui comprar a Mercedes C 180, que só tem esse acabamento.
    A que tem o acabamento lindo e, do meu gosto ''AÇO ESCOVADO'', era a C 200 muito mais cara que a C 180 ;então desisti da compra.
    Ainda bem que o Golf confortline tem o acabamento em cinza, imitando aço escovado.Esse seria a minha escolha, pena que no pacote destinado a ele, não consta ''bancos de couro'' como opcional. Uma pena!!!

    • Edson

      Eu gosto do acabamento black piano, e tomando os cuidados ele fica muito bonito.

      Já foi ver o Comfortline? Eu já fui, não é aço escovado, é plástico imitando aço escovado… e não achei que ficou bom.

      Agora do GTI é top, imita fibra de carbono, muito lindo.

    • Alan Cardeque

      Gosto é igual a dente: Tem gente que não tem!

      • vidgal

        Tem gente que tem dente, mais ele pode estar podre!!!!!

    • Miaudito

      ai depende do zelo do dono do carro. No meu, nao tem uma unica marquinha de gordura/impressao digital… muito menos riscos…

  • Jalapao

    Parabéns pelo relato! Além de bastante esclarecedor, o português está impecável. Já li quase todas as matérias publicadas sobre o novo Golf, nada melhor do que a história contada por quem vivencia com o carro no dia a dia.
    Estou com um vermelho há dois meses na mesma configuração deste, só que a roda não é dessa Madrid. Realmente o carro é impecável! Acredito valer a pena esse pacote exclusive, pois o xenon deixa o carro ainda mais belo.
    Com essas informações, aprendi mais uns detalhes sobre o manuseio com o carro.

  • O meu veio com Continental, mas por causa de um incidente acabei trocando os 4 por Dunlop. O continental era claramente voltado pra esportividade, segurava MUITO nas curvas, não deixava rolar a carroceira. Já o dunlop, apesar de se chamar "sport maxx" é bem macio, prima mais pelo conforto, não segura tanto nas curvas e me parece mais barulhento que o Continental.

  • Jalapao

    Também não consegui um preço tão razoável no seguro. Paguei 3.450 pela Porto. 105% Fipe, Estado de RO, bônus 4 e perfil bom.

  • Jalapao

    Edson, colocaste ponteira cromada no escapamento? Cheguei a ver uma aqui na CS da minha cidade, mas me pediram 1.000.

    • Edson

      Coloquei. Mas comprei de um conhecido que deu PT no Golf dele, paguei R$ 250,00, originais.

      Mas na CCS era R$ 570,00. Faz o pedido no setor de peças, e não em acessórios.

  • Fabio_Tex

    Edson, parabéns pelo carro e MUITO parabéns pelo texto e fotos. Mais detalhes até que do Fabricante!
    Duvido que vendedores da rede saibam descrever e como funciona (na verdade desconfio que não saibam ou conheçam) metade dos intens que você detalhou.
    Tenho um Tiguan 2010/11, que, mesmo sendo um projeto de 2007, tem boa parte do que você descreveu aqui – "superficialmente" eu me recordo que nao possui os modos de condução, o start/stop, o infotainment (possui somente telefonia e audio bluetooth c/ comando de voz e a info do computador de bordo no MFI, cluster de instrumentos). Nao possui o DSG obviamente.
    Mas auto-hold, recirculação de ar automática no Climatronic, iluminação em geral, farol bi-xenon direcional com as luzes de curva, nível do acabamento e aegurança estão lá.
    Bebe mais, até porque é mais pesada, menos aerodinamica e com o 4×4 sob demanda.
    O meu está com 32000Km, alguns problemas resolvidos em garantia, nunca abastecida com Podium e sem nenhum problema relativo a isso, até o momento.
    Estou curioso e aguardando como será o novo, já usando a MQB e estas novas tecnologias.
    São Caros? São. Mas como mencionou o Dudu, há outros modelos até mais caros e sendo comercializados como "tecnológicos" e sofisticados, que possuem quase nada, quando comparados com estes VW de design sóbrio.
    Meu seguro começou na casa dos 2k e agora está nos 3K, 43 anos, máxima classe de bonus, residente na Zona Norte de SP.
    Sucesso!

    • Edson

      Valeu.

      Minha esposa é apaixonada pela Tiguan… alias qualquer carro alto ela acha lindo, mas a Tiguan ela gosta mais.

      São caros mesmo, mas não encontrei nada mais em conta que me desse mais prazer, falando de 0km é claro.

  • saosao

    Banguela no modo ECO??? Tem certeza que ele não fica sempre em 6ª marcha?
    Até hoje sempre li que o carro na banguela (ponto morto) é o cenário onde o carro gasta mais gasolina. E não só lido, mas provado na prática com meus carros também.

    • Cristiano_RJ

      Esse recurso também é chamado de "roda livre". Na verdade trata-se de mais uma dessas novas tecnologias que visam dar ganhos marginais de consumo e que, somadas, levam a uma economia considerável, como o start-stop, modo eco de direção, os freios regenerativos, etc. Na prática, o BCWS fez uma avaliação de 1 mês do Golf Highline e não observou ganhos significativos. A economia foi de apenas 0,7% ou 0,1 km/l. Veja publicação no link abaixo:
      http://bestcars.uol.com.br/bc/informe-se/um-mes/t

  • MuttleyBrasil

    Cara, eu sei que o carro e bom e tudo mais, mas por esse preço eu pegava o jetta tsi 2014 com 211 cv. Muito mais carro e quase o mesmo preço. É só minha humilde opinião. =)

    • topb0y

      Não diria que o Jetta é mais carro, pelo contrário, até pq é uma plataforma mais antiga… mas mais potente e espaçoso sem dúvidas… Ainda mais se a proposta é um carro familiar… Mas é lindo esse golf, esse azul é um desbunde, aliás essa cor e o vermelho são muito lindos…
      Infelizmente ja vi alguns New Golf manolizados, rodas 19-20, rebaixados, porta malas trucidado de alto falantes, adesivos… E eu achando q so faziam isso com carro velho… Socado no chao com adesivo "fixaaaa" felizmente nao vi. Ainda.

    • Gustavo73

      Para ficar parecido em equipamentos custa 10 mil a mais. O motor é melhor, mas perde em acabamento e outras coisinhas. Fora que está para sofrer um face lift ainda neste mês.

  • topb0y

    Aproveite bem esse Golf alemão, pq no Mexico ele vem com o motor 1.8T e alguns downgrades, o q tb deve acontecer no Brasil… O cambio automatico é tiptronic no lugar do DSG… O modelo manual tem 5 marchas e nao 6(mesmo assim, no caso do manual, o mexicano deve andar mais)… Freio de estacionamento é o comum, nao é o elétrico… No GTI a motorizaçao e o cambio sao os mesmos(ainda bem) e tem "sub versões" e só a top tem leds na traseira… Por mais caro q esteja esse Golf no Brasil, comparando com outros importados, a VW deve ter pouco lucro…

    • Alan Cardeque

      Cadê a fonte dessa informação?

  • lcac123

    Um dos melhores carros do mundo, com certeza. Parabéns, amigo!

  • JCS_2000

    Parabéns pela escolha do carro. Este Golf é realmente um excelente carro. Pena o DSG estar apresentando alguns ruídos, espero que só fique nisto. Quanto aos pneus Pirelli P7 eles especificam o índice de aderência (TRACTION AA), mas não são bons. Eu exigi o Fox da zero da minha esposa com este pneu, mas depois de testá-los no limite eles não merecem o índice de aderência TRACTION AA, principalmente no molhado . Mandei substituir imediatamente. Se você puder, mande tirar estes pneus imediatamente do seu carro (Substitua por Continental ou Michelin – Traction AA), pois se agora novos eles já apresentam desempenho fraco, imagine depois de meia vida. Sua família estará em risco. Pneu é a o mais importante item de segurança, pois é ele que te mantem na trajetória.

  • figado

    Parabéns pelo relato, muito bem escrito!

    Tenho um Golf VII também e tenho notado o "problema" da retenção de marchas do DSG. Digo entre aspas porque acontece sempre na mesma situação, então provavelmente é a programação do câmbio e deve haver algum motivo pra isso. Mas não deixa de incomodar.
    Em ruas com piso não muito bons ele demora muito pra subir a marcha, muitas vezes deixando chegar até os 4 mil rpm antes de fazer a troca, e acaba enchendo o saco essa demora toda só pra sair da primeira ou segunda marcha.

  • Leandro_SP

    Concessionário VW = MEDO.

    Alguem conseguiu achar o plano de revisóes e seus preços em algum lugar ??? nem na loja consigo extrair isso !

  • rgalozzi

    Fiz cadastro no site só para PARABENIZAR! Que relato preciso! Tenho um igual, só que da cor preta e rodas Madri. Eu penso 100% igual em relação a todos os elementos avaliados. O carro é sensacional e até minha esposa, que não sabe a diferença entre um Fusca e um Camaro, não pára de elogiá-lo e, quando dirige, pisa fundo! Abs

    • Edson

      Valeu! O carro é bom mesmo, se fosse mais barato venderia muito também.

  • johnnyburanelo

    o preço dos opcionais e a atitude da vw de praticamente te empurrar os opcionais assim como o cambio automatico é lamentável

    se vc quiser a versao basica vc nao consegue comprar de jeito nenhum….

  • AudiFan

    Tem que ter coragem pra pagar 93k num Golf…

    • Alan Cardeque

      Coragem tem que ter é para pagar 50 mil num Gol.

  • Fique atento a suspensão. No modelo de seção Longa Duração da 4Rodas, na edição de março, eles mencionaram (de forma muito suscinta, em apenas 1 frase), que a concessionária trocou em garantia a suspensão (acho que ambas dianteiras, não lembro exatamente).

    • Alan Cardeque

      Pois, eles mencionaram isso, mas eu não acredito que realizaram este serviço. Os concessionários mal estão tendo o filtro de óleo para fazer a manutenção obrigatória, vão ter o sistema de suspensão à pronta-entrega? Melhor, porque se dariam ao trabalho de substituir qualquer peça do Golf sem que haja reclamação do proprietário se até lavagem do veículo eles cobram? Acho que foi balela dessa concessionária.

      Vamos lá:

      "o plano de manutenção prevê apenas a troca de óleo do motor e filtro – na nota fiscal, porém, constava ainda higienização do ar-condicionado e líquido limpador do para-brisa."

      O valor que eu paguei para "troca de óleo do motor e filtro" foi de R$ 195,00. Eu perguntei sobre o filtro do ar-condicionado e obtive como resposta: Apenas na Revisão de 30.000Km. Questionei sobre o filtro de ar, e novamente: penas na Revisão de 30.000Km. Questionei sobre o filtro de combustível: "Apenas na Revisão de 30.000Km". Bom, eu ainda tinha líquido de limpador de para-brisa, cerca de 25%. Gostei bastante da solução aquosa original (uma espécie de gel cheiroso e extremamente eficiente) e eu estava disposto a pagar um valor razoável pela recarga, então, obtive como resposta: "Não temos em estoque! Nem temos previsão de quando passaremos a comercializá-la."

      Eu questionei sobre várias peças do Golf, e quase tudo precisaria ser encomendado.

      • Hm, muito bem colocado, @cardequexpress

  • cassiorm

    Edson, parabéns pelo relato! Muito completo. Também tenho um Novo Golf Highline DSG e estou tendo problemas com barulhos vindos da suspensão traseira, você está tendo esse tipo de problema?
    Outra coisa, você mencionou que existe um grupo do Novo Golf no whatsapp, como posso entrar neste grupo? No momento, aguardo uma posição da CCS que está esperando uma resposta da fábrica…
    Abraço.

    • Edson

      Não tenho barulho na suspensão traseira, mas a maioria dos proprietários do nosso grupo tem. Inclusive teve um que veio com uma boa notícia: A VW está mandando novos amortecedores com calibragem diferente. Ele já trocou o dele e ficou muito satisfeito.

      Nosso grupo tá lotado, já tem 50 participantes. Mas tem o clube do Golf, http://www.vwgolfclub.com, e o HT Fórum.

  • Rafael63

    Excelente seu relato, tenho um igual o seu, só q branco, e penso exatamente como vc. Eu nao sabia q segurar ou nao o freio fazia diferenca com o start-stop, obrigado mudou minha vida hahaha, era um ponto q me incomodava um pouco quando ele desligava sem necessidade.

    • Edson

      Não só você, pelos comentários acima percebi que muita gente que tem o carro não sabia. Foi bom ter ajudado, pois esse era o ponto que mais me irritava no Golf, depois disso fiquei muito mais satisfeito.

  • Paulo S. Ferreira

    “Não tive os problemas típicos: falta do cartão SD do GPS; falta do extintor; pressão dos pneus; não zerar os avisos de troca de óleo e revisão”.

    Gostaria de saber maiores informaçoes e orientaçoes na hora de pegar o carro na concessionaria ,grato,

  • yghor phillipe

    Tenho um i30 preto e um primo meu tinha um prata, ele trocou por um golf vermelho, pagou 80.000 e achei um absurdo…… até entrar no carro e dirigir!!!
    Agora estou em duvida se troco o meu em um jetta tsi ou em um golf, o que mais pesa pra mim é o consumo pois ando o dia todo, mas também adoro da uma acelerada.
    Qual vocês achariam mais indicado?

  • Isaac Ferreira Santo

    Legal. Mas só acho que o texto poderia ser mais resumido. Da preguiça de ler todo. No mais parabens

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend