*Featured Hatches Hyundai Lançamentos Sedãs Test Drive

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

O Novo Hyundai HB20 2020 está aí e agora quer bater de frente com seus principais rivais, embora a limitação do produto não esteja exatamente a bordo, mas na capacidade produtiva, sempre no limite, em Piracicaba. Mas, antes de pensarmos nisso, temos que ver exatamente como sua mudança radical de estilo impactou o consumidor brasileiro.


Com um design que era como time rumo ao título, “imexível”, o HB20 passou seus sete anos de mercado nacional como se tivesse chegado há pouco tempo. Agora, a Hyundai vira a página para outra ousadia, que é exatamente meter a mão naquilo que você sabe que não deve mexer, mas precisa.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

A marca coreana tinha que mexer no HB20, afinal, a filial brasileira segue a tendência global de estilo, mesmo que a estratégia dentro da Hyundai seja de produtos diferentes para cada mercado ou região. É assim como o i10 na Europa e o mesmo com o Grand i10 na Índia, por exemplo. Nem é preciso citar a China, onde o estilo da marca sofre um impacto bem maior que aqui.


De qualquer forma, o Hyundai HB20 mudou e agora quer mostrar a que veio. Com diversas versões e preços, o compacto manteve sim a mesma designação para sedã e aventureiro, ou seja, HB20S e HB20X, embora inicialmente tenham falando em “HB20 Cross”. Cada um agora tem personalidades diferentes e a marca arriscou muito nisso ao determinar que cada um teria um padrão interno próprio.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Assim, se você quer o Novo HB20 hatch, ele só terá interior marrom. Todo marrom! No HB20S, o ambiente é “todo” cinza, não em 50 tons, mas dois estão bem definidos. De quebra ainda possui detalhes em preto brilhante para dar uma cara mais premium. Lembra muito o Hyundai Nexo, mas sem a guarnição metálica e suas linhas dos anos 80 do SUV movido por hidrogênio.

Ousou também no HB20X, que é “quase todo” preto, já que os bancos são em cinza escuro. Também arriscou ao não oferecer o desejável motor 1.0 T-GDi do aventureiro. Agora, o Novo HB20 aumenta de tamanho, ganha motor potente e melhora muitas coisas que o anterior estava em pendência com o consumidor.

Das novidades, a principal é a redenção da Hyundai com o motor Kappa 1.0 T-GDi, finalmente a bordo do vice-líder de mercado e ainda com tecnologia flex. Como cada marca quer inovar em alguma área sem bater de frente com as rivais, o Novo HB20 escolheu oferecer frenagem automática de emergência e alerta de faixa em seu compacto.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Oferta boa, mas é preciso lembrar que airbags laterais só nas versões mais caras, assim como não se encontra controles de tração e estabilidade, com o assistente de partida em rampa, nas versões mais baratas. Mas, ter uma direção elétrica, partida a frio sem tanquinho, carroceria com mais aço de ultra resistência e do o resto de coisas focadas no conforto, segurança e entretenimento também é importante ressaltar.

Para um carro que não tinha tudo isso de modo geral, é um ganho. No entanto, sabemos que o consumidor está exigente e quer pagar um preço bom por um conteúdo maior e melhor. O Hyundai HB20 tem muitas versões e sua distribuição de itens, elaborada para haver certo equilíbrio entre as opções, dilui muito o conteúdo. Estratégia da marca que segue o que já existia no passado.

À luz do dia, vemos que as impressões são diferentes, os detalhes são mais claros e ressaltados. Desenhos de portas podem enganar, assim como a vigia traseira que na fase pré-lançamento parecia ir até quase o fim do porta-malas. O tal aplique preto nunca vimos antes. Pelo menos não lembramos de algo assim.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

O HB20S é o mais estiloso do trio, exatamente por sua solução exótica para ter mais identidade e tirar aquela impressão de “face-family”, que muita gente critica. É diferente, isso não resta dúvida. No hatch, as colunas C dão seu recado para manter certo equilíbrio nas formas, enquanto o “Cross” é uma estranha mescla de exagero e fluidez visual. As peças não se encaixam, mas isso não parece ser um problema.

O Novo HB20 não é tão espaçoso e nem tão confortável para quem vai atrás. O espaço ainda é limitado e faltam comodidades já mencionadas. Tudo vai depender da rapidez do ar refrigerado e da boa vontade de quem está na frente para aquela recarga de celular. Sem comparações, o cluster tem boa visualização de informações e se presta ao que propõe.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Não tem firulas, mas existe o analógico tradicional, para quem vai nas versões mais simples. O volante é gostoso de empunhar e vem com os ajustes necessários, assim como o banco do motorista, agora só com alavancas. O ar condicionado automático com display circular não é uma solução nova e destoa bastante do conjunto frontal.

A multimídia com tela de 8 polegadas, nem todo mundo pode gostar, mas bem que Waze e Google Maps ficam interessantes ali no alto. Ela está mais intuitiva e fácil de usar, tendo agora até imagem da câmera de ré para monitoramento rápido da traseira.

Porta-luvas tem luz, mas os dois compartimentos entre os bancos da frente são pequenos demais. Aquele da cobertura nem cabe um smartphone de tamanho médio. Em contrapartida, o acabamento dos bancos melhorou, assim como detalhes dos revestimentos nas portas e outras partes.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Ainda que não agrade a todos, o Novo HB20 tem algo que realmente é bom, seu conjunto mecânico turbinado. Nada de Kappa 1.0 modificado e que anda como se fosse um Gamma 1.6 mais fraco. Agora é realmente um “TGDI”. Com quase tudo igual nos Kappa 1.0 aspirado e Gamma 1.6 de até 130 cavalos, o compacto não arriscou em nada, só fez aquilo que já deveria ter feito, que era oferecer seu “melhor de dois mundos”.

Com esse “downsizing”, o Novo HB20 vai de 0 a 100 km/h em 10,7 segundos. Parece pouco e realmente é. Com o 1.6 movido por etanol e na versão manual, o hatch precisa de apenas 9,3 segundos. Ou seja, os ovos não estão na mesma cesta e os 10 cavalos de potência, no final, fazem alguma diferença.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

O HB20S faz o mesmo nos dois casos, mas tem final de 191 km/h contra 190 km/h do hatch. O HB20X precisa de 9,7 segundos na sua versão manual com etanol. Nele, como já falamos, só há o 1.6 litro. Quem não liga para o tempo vai ver que os HB20/HB20S 1.0 precisam de 14,5 segundos no etanol.

Então, indo de R$ 46.490 até R$ 81.290, existe “muito chão” coberto pelo trio da Hyundai. Mas, e na prática?

Novo Hyundai HB20 2020 – Impressões ao dirigir

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Canavieiras-BA – O Novo HB20 teve duas atividades diferentes no test drive para a imprensa brasileira e estrangeira. A primeira foi executada no aeroporto de Comandatuba, onde foi possível testar o alerta de pedestre/veículo com frenagem autônoma. O dispositivo que utiliza uma câmera inteligente, parou o carro totalmente rodando a 35 km/h (vai até 50 km/h) bem próximo do obstáculo.

É um recurso importante para a cidade, onde qualquer distração – por menor que seja – pode gerar um acidente com potenciais vítimas. O outro teste foi experimentar a performance do HB20 T-GDi na pista de pouso, onde conseguimos alcançar 176 km/h. O exercício ainda consistia em slalom.

O HB20 T-GDi tem boa saída, mas sua relação de marchas é bem mais longa em alta, demorando bastante para chegar na final, mas para uma condução normal, longe de um extremo como é ir até o “fim da linha”, ele se comporta diferente, como vamos ver mais abaixo. No slalom, a direção elétrica muito leve tem ajuste para conforto e isso significa cruzar os braços em velocidade moderada.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

O conjunto de suspensão focado no conforto, permite boa inclinação da carroceria, mas não exageradamente. Sem proposta esportiva, o HB20 T-GDi cumpriu o que se esperava, anda bem, mas seu foco é na economia e no conforto. Então, fomos para a vida real, iniciando pelo HB20 T-GDi.

O hatch compacto da Hyundai tem uma posição de dirigir confortável para qualquer perfil e estatura, já que banco e o volante apresentam bons ajustes para quem é baixinho e bem alto. A regulagem final do assento chega muito perto do banco traseiro, mas quem vai usar isso tem que ter pelo menos 2 m de altura.

Bem encontrado dentro, o condutor tem um conjunto mecânico que é “vibrante” logo de cara. O propulsor de três cilindros vibra bastante em marcha lenta, perceptível em volante, assento e pedal do freio. Todo “tricilíndrico” mexe muito por seu desequilíbrio natural, por isso se faz necessário coxins hidráulicos e uma boa calibração, no mínimo.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Ao engatar o Drive, ainda com o pé no freio, nota-se um pequeno movimento (e ruído) intermitente que, na verdade, é o conjunto mecânico tentando a saída normal, mas isso não deveria existir. E não é barulho de freio. Bom, rodando, o HB20 T-GDi é muito mais agradável que o finado HB20 Turbo…

Com bom torque em baixa rotação, ele é esperto o suficiente para reagir com mais ímpeto ao afundar do pedal do acelerador, ganhando aquele impulso típico de motores turbinados, mas sem soco para colar no banco. Ele apenas tem mais altivez na resposta, progredindo suavemente até as trocas por volta de 2.500 rpm, sempre suaves e sem sensação de perda.

É como se fosse uma caixa de dupla embreagem, sensação esta já percebida no Creta 2.0 AT, por exemplo. O ponteiro do conta-giros sobe e desce sem que o carro mude sua postura, continuando a ganhar velocidade. Com aceleração vigorosa, o hatch tem força de sobra, evitando gritos exagerados do motor em subidas longas ou pouco íngremes.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Ele trabalha suave e lá pelo seus 2.000 rpm em média. Ultrapassagem? Nem é preciso chegar nos 3.000 rpm para deixar um carro lento para trás. São 120 cavalos e 17,5 kgfm realmente aproveitáveis. Claro, pode-se botar o giro lá em cima para sair com mais vigor ou andar mais rápido, de forma esportiva.

O câmbio de seis marchas pode ser manuseado livremente por paddle shifts ou na alavanca, permitindo extrair mais do Kappa turbinado e injetado. O giro corta em 6.500 rpm, então você já usou a potência toda. Em 110 km/h, o HB20 T-GDi roda tranquilamente a 2.400 rpm. O alerta de faixa atuou exemplarmente nos trechos onde havia faixas, mesmo que bem apagadas. Ele só emite aviso sonoro e visual, no painel.

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

O nível de ruído é aceitável para sua proposta, assim como o conforto da suspensão, que filtra razoavelmente as irregularidades da estrada. A direção elétrica poderia ser mais progressiva em velocidade, embora seja bem gostosa em baixa. Os freios são bons e seguram bem o hatch. Na curvas, ele apresenta equilíbrio satisfatório para sua proposta. Ficou apenas um pouco mais firme.

Na volta, retornamos com o HB20S T-GDi (o HB20X não estava disponível no test drive). O sedã compacto ficou mais confortável e seu desempenho é bem parecido com o hatch, tendo mais tendência de sair de traseira com motivos óbvios, mas ainda assim, a boa calibração da suspensão o deixa bem ágil.

Tendo retomadas muito boas, o três volumes agradou também pela habitabilidade em viagem, com um ambiente mais claro e acolhedor. A dupla enfrentou bem os paralelepípedos de Canavieiras, Bahia, assim como as lombadas visíveis e invisíveis (existente sem placa e inexistente com placa).

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir

Mesmo essas “surpresas” não foram suficientes para que o conjunto batesse no fim do curso ou raspasse o fundo, por exemplo. Dos dois, o HB20S T-GDi agradou um pouco mais, talvez por seu ambiente mais agradável em tons de cinza que o marrom do hatch. A dirigibilidade é praticamente a mesma, somente a sensação a bordo que muda nesse caso.

De modo geral, a mudança obrigatória do HB20 resultou em um carro melhor, mais na mão e gostoso de dirigir, especialmente agora com seu “melhor de dois mundos”. Quem não quiser, o 1.6 se mantém e é até mais rápido, porém, agora ele não é mais o topo de linha, exceto no HB20X, onde ele é a única opção. Ousada ela foi ao mudar completamente um carro que muitos adoram. Agora, vamos ver como isso se traduzirá em vendas.

Novos Hyundai HB20 e HB20S 2020 – Galeria de fotos

 

 

 

Novo Hyundai HB20 2020: Impressões ao dirigir
Nota média 3.7 de 10 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Matthew

    Esses painéis plásticos por todo o interior do veículo em tom marrom ficou horrível! Até no acabamento do porta-malas é nessa cor. Parece que é uma peça única pro carro inteiro, aspecto bem pobre, coisa de Chevette da década de 70.

    • Bruno Silva

      Isso vai de gosto. Os BMW mais caros tem interior assim, X5 nova, X7 recém-lançada. A diferença é que usam bancos claros.

      • th!nk.t4nk

        Só que nos BMW você pode escolher entre dezenas de forraçoes (cores, materiais, combinaçoes). Tem cinza claro, branco, cinza médio, com ou sem listras, com couro furadinho, com couro sintético, vários tons de marrom, etc. O que mais vende são os tradicionais com interior preto, mas tem pra todos os gostos.

        • Edson Fernandes

          Além disso, nos BMW as costuras podem ter cores diferentes do padrão de acabamento.

          A combinação tbm diferencia. Vc pode ter marrom que tem mescla de preto e pode ter costura preta, branca e até vermelha. Nem se compara de fato.

          O que eu percebo ultimamente é que parece um desespero para tentar mostrar algo diferente nos modelos de entrada. O mais interessante é que o perfil da versão Premium (do modleo que iniciou a venda do HB20 e o primeiro facelift) traziam tonalidades preto e cinza. Caso optasse pelo couro, esses pontos eram em couro marrom. Ou seja, a maior porção de acabamento preto e com detalhes em couro marrom.

          No Cinza e sem couro, até a parte inferior de peças como portas e painel tbm tinham um tom mais claro. Em minha opinião, isso me agrada muito mais do que um tom monocromatico seja ele preto, cinza ou marrom.

          Dito isso, eu gostei do interior cinza diante dos atuais modelos, mas ainda assim me desagrada tudo ser da mesma cor. E destaque ao cinza mais claro do banco que é um contrasenso. Em minha opinião ele poderia ficar até mais escuro que agradaria mais.

    • Peter Bishop

      O Chevette fosse hoje seria um degrau acima do HB20. Seria o Elantra.

      • Eduardo Zacchi

        Meu pai teve um Chevette DL 1991 (isso em 1993) que fazia os carros de hoje passarem vergonha no quesito suavidade e acabamento interno!!!

        • Peter Bishop

          O meu mantém um Chevette 1981 todo original até hoje e nunca parou de funcionar, mesmo com 600 mil rodados!

          • Matheus_P

            Quantas retificas?

            • Peter Bishop

              1 só

        • Djalma

          Em compensação era bateu morreu.

      • mjprio

        Pra mim seria o Opala… o chevette nasceu compacto.

    • E e o consumidor quisesse um sedã com interior todo preto do hatch? A Hyundai não pensou nisso?

      • Edson Fernandes

        O inverso para o hatch tbm! rs

      • RicardoVW

        Pois é! Cinza dá o aspecto que pobre e marrom nem todos gostam!

        • Geruzzus Filho

          Hummm… Não concordo com o cinza que dá “aspecto de pobre”. Para mim é o inverso, fica muito mais elegante.
          Todo preto eu até acho bonito, mas dá tristeza ficar olhando sempre para o interior todo escuro, mesmo em dias de sol, além de esquentar demais.

    • Guh MDNS

      Se é uma marca de luxo com interior marrom todo mundo acha lindo! Tudo bem q o material é de qualidade inferior, mas a cor nem é tão feia assim vai. Mania brasileira de desqualificar e desmerecer o q temos… aff

      • Edson Fernandes

        Acho que aí é bom senso. O problema não é a cor marrom em um carro de luxo e sim como ele é colocado. Eu mesmo sempre odiei a mescla entre marrom e preto (mas prefiro diante de como está disposição deste no HB20), pq a porção era mto pequena do marrom. Por isso sempre apreciei mto os interiores que mesclavam preto com bege (ou preto com cinza).

        Pois pra mim precisa como qualquer combinação, existir um contraste e é isso que falta ao HB20 na minha opinião.

      • Esse detalhe azul é um cromado, só que não retiram o plástico de proteção.

        • Paulo Lustosa

          Pelo que eu soube, realmente é azul, e não cromado.

        • Guh MDNS

          Não só é azul, como é azul metalico e eu me referia a detalhes ja que até as costuras são azuis.

        • alex

          Acho que o pessoal não entendeu sua ironia kkk

    • Gran RS 78

      Mas quando era somente preto, muita gente criticava justamente a falta de opção de outras cores no interior dos carros, dai quando a Hyundai muda isso, tbm criticam. Desse jeito é difícil de agradar mesmo.

      • Jader Miane

        Isso deve ser pacote opcional, é ridículo você ser obrigado a ter o carro em certa cor por ser a cor da versão.

        • Giovani Teixeira

          Mas a gente sempre foi obrigado a ter interior preto ou cinza.

        • Gran RS 78

          Mas nunca tivemos outra opção senão preto ou cinza. Temos que agradecer por termos mais opção de cores que antes.

        • Fernando

          Tudo isso é o conjunto. Se vc não gosta de algo em um carro, ninguém te obriga a comprar ele.

          Penso que quem tem que avaliar se é bom ou não o produto é a gente consumidor e aí decidir comprar ou não

          • Jader Miane

            Não viaja amigo. Você decide o modelo pelos recursos que oferece, ai você quer um modelo acima com mais recursos e é obrigado a levar X cor sem opção? No mínimo ridículo. Ou coloca a cor como opcional ou deixa neutro. De qualquer forma vou sair do HB20 e ir para outro carro mesmo, se o problema fosse só a cor do interior, o carro todo é ridículo.

            • Fernando

              Vc não entendeu meu ponto de vista. É muito simples: você gostou do carro, vc compra. Você não gostou de ALGUMA coisa do carro e isso é relevante para você, vc não compra o carro.

              Não tem que ficar debatendo algo óbvio na minha opinião. Bom, eu pelo menos já passei dessa idade rs

              Sobre o HB20 novo não gostei do design, mas achei legal uma cor diferente no estofado. Mas como eu não gostei do carro eu não vou comprar.

              Outro dia vi Senão me engano uma x1 com banco branco, achei ruim essa cor mas se só houver cor branco de estofado eu teria mesmo assim pq o carro como um todo me agrada.

              Como disse: gostou compra, não gostou, não compra, a concorrência tá aí.

              • Jader Miane

                Claro que se não gostou não compra. Não estou discutindo o gosto de cada um e o fato de cada um escolher o que lhe agrada. Estou criticando a má decisão da montadora de não fornecer opção, e pra mim é uma má escolha comercialmente. E duvido muito que haja algum argumento para dizer que comercialmente é melhor oferecer uma opção só colorida.

    • RicardoVW

      Antes marrom do que cinza.

    • Fabão Rocky

      Vdd. Lembrei do Chevette SL1980 que meu pai teve.

    • Cláudio Modesto

      Deixei de comprar um Creta devido aos bancos marrons, não dá pra escolher nem entre preto e marrom, que dureza.

  • Rômulo M.

    A Hyundai realmente ousou e na minha opinião errou muito a mão. Se o exterior já deixa a desejar e é um bocado controverso o que é esse interior marrom com marrom mais marrom e apliques azuis?!?! O interior do sedan até é interessante, mas e esse couro bege quase branco nos bancos? É até refinado, mas com certeza não é unanimidade, ainda mais pra quem usava HB20 pra trabalho em aplicativos e afins. Mostradores analógicos e digitais igual de moto… Quando finalmente o Onix desaparece com aquela porcaria o HB20 ressuscita. Vamos ver como serão as vendas, mas acho que a Hyundai ouso e tropeçou em muitas coisas.

  • Darlan Soares Oliveira

    Ansioso pelo facelift em 3, 2, 1…

  • th!nk.t4nk

    Caramba como esse hatch ficou feio. E o sedã visto de lado parece uma lombada, um visual caricato. De resto não entendi que assistente de faixa é esse que dá um aviso sonoro, e mais nada. Deve ser uma chatice. Deveria vibrar o volante, e não fazer barulho. No mais, não achei o interior tão ruim assim quanto estão falando. É um carro popular no fim das contas, tá na média do segmento.

    • Paulo Lustosa

      Detalhe que o ar condicionado dele, ao contrário do Premium 2019, não é automático digital. Até o Logan/Sandero, que não possuem controle digital, são automáticos.

      • Edson Fernandes

        O que pra mim particularmente é uma solução mto melhor acertada (Sandero) em relação a esse. Eu não veria problemas de continuar com esse display, desde que o central não só fosse para demonstrar velocidade da ventoinha e intensidade do ar, além dos locais de deslocamento da ventilação, como também incluissem o da temperatura(um real digital) e não apenas como o Agile fez no passado.

        Ou seja, retrocederam. Portanto retroceder como é no Sandero seria um tanto aceitavel pelo fato de ser automatico, mas dessa forma? achei pessimo.

        • Paulo Lustosa

          Tá igual ao Agile/Montana, e a Hyundai tem cara de pau de falar que é automático.

          • Edson Fernandes

            Além da cara de pau, sinceramente não consigo me imaginar pensar em pegar um HB20 em relação aos seus rivais.

            E sinceramente, em minha opinião:
            – Polo/Virtus
            – Onix/Onix plus
            – Sandero/Logan

            Me parecem um melhor negócio. Do Sandero eu tenho ressalvas pq eles poderiam ter colocado direção elétrica, melhorar o isolamento acustico e mudar detalhes pequenos para trazer um interior um pouquinho mais renovado. Não que entendamos que teria que ser uma nova geração, mas seriam itens possiveis de fazer agora que traria ao produto, uma percepção de melhora, mas diante dos preços do HB20, o considero melhor opção pela faixa de preço que ele se insere ATÉ o modelo INTENSE. O Iconic pra mim não faz sentido na linha e deveriam ter incluido no Intense tais itens.

  • Heber do Valle Jr

    Alguem consegue me ajudar a lembrar de qual Peugeot o design horrivel da traseira do sedan foi copiado? e o que são esses vincos da porta traseira…. me desculpe mas os caras erraram a mão mesmo

    • Pedrob

      Peugeot 406 Coupé, que era um carro lindo no final dos anos 90 começo dos 2000.

    • Alexandre

      408

      • Tom Costa

        O 408 é lindo demais perto desse arremedo.

      • renanfelipe

        o formato das lanternas é parecido, mas o 408 não tem traseira feia. O 307 e 207 passion, sim.

    • Edson Fernandes

      Eu creio que vc esteja falando do 307… pq eu não consigo ver a similaridade em desenho que o pessoal tanto fala em relação ao 408.

    • João Silva

      As lanternas são diferentes, mas essa “bunda caída” acaba lembrando o 207 Passion.
      Nas primeiras imagens parecia que remetia ao Renault Laguna, de 1995, até seria interessante mas acho que não…

    • Saulo Souza

      408 traseira e lateral traseira

    • AT87

      Eu achei uma versão moderna da traseira do Acura RSX

  • Magnamox

    o HB20 antigo quando lançou tinha um preço muito bom e muitos itens adicionais em relação aos concorrentes, fora o apelo emocional do desenho futurista e bem acertado que tinha por isso o grande sucesso na época….

    Agora esse novo HB20 estou tentando olhar todas as fotos de todos os ângulos e não veja nada de bonito…..o interior ficou horrível esses bancos bege claro, esse volante cinza claro (parece aquele plástico mais vagabundo)……Ai você olha os preços e os opcionais não agrada em nada..

    A Hyundai vai ter que rebolar para manter as vendas se não veremos uma queda livre nas vendas.

    • Edson Fernandes

      O preço deste lançado era maior que os rivais. O que era percebido no HB20 eram pontos de rodagem que o diferenciavam dos rivais. Mesmo o pequeno espaço interno, era algo deixado de segundo plano pelo que o carro ofertava. Esse aí não conseguirá repetir a mesma dose pq ao contrário do lançamento, esse não consegue superar a maioria dos seus pares no qual ele foi desenvolvido.

      E na boa…. R$80000 nesse? Melhor pensar em Chevrolet ou no VW em que ele tenta disputar.

    • Jader Miane

      De primeira achei ele feio, agora depois de ver todas as versões, fotos diferentes, olhar bem, to achando horrível rsrsrs

  • Não é que esteja feio, mas ele ficou muito próximo daquele visual dos carros japoneses dos anos 90 e que não fez muito sucesso por estas bandas. Mas os tempos são outros, seu público é outro e talvez agrade. Em tempos de design quase indistinguível entre concorrentes é até louvável que haja tanta diferença entre Virtus, Onix Plus e HB20!

  • Luconces

    Os únicos diferenciais dessa nova linha são os diferentes interiores (sai da chatice do preto) e a frenagem automática.

    De resto ta devendo em tudo, design, espaço e principalmente segurança.

    Em pleno 2020 quase e a Hyundai lançando carro sem ESP em todas as versões ou mais de 2 airbags de série?

  • dallebu

    Essas lanternas traseiras caídas do hatch me dão a mesma sensação de desconforto que o olho do Cerveró, não é questão de se acostumar, é que o desenho da traseira contraria regras básicas e universais de harmonia visual.
    Parece que todos os designers da Hyundai e Kia estavam ocupados e chamaram uns designers da Ssangyong pra fazer um freelance.

    • Claudio

      Eu ainda acho que colocaram essas lanternas traseiras de ponta cabeça. Eu ouvi falar, de um contato na fábrica, que nos carros de produção, as lanternas já vão estar no lugar certo. KKKK

    • Lucas Silva

      Quem dera, se você olhar o design dos carros atuais da Ssangyong, eles estão com um design até que bem bonito em comparação ao HB20.

      • João Silva

        Foram os demitidos da Ssangyong depois de fazerem aquela jabiraca Action Sport…kkk

        • Lucas Silva

          Justo… Kkkk

        • Matheus_P

          Esse eh um dos carros mais feios q existiu…

  • Mauro Moraes

    Vai continuar vendendo muito. O carro tem estilo ousado, moderno e chamativo, diferente de tudo que temos nas ruas. É elegante. Geralmente o comprador de HB20 busca isso. O compacto de entrada está anos luz dos adversários Gol/Voyage, Onix/Prisma Joy e Ka, que concorrem na mesma faixa de preço nas versões de acesso. Questão de tempo para acostumar.

    • Alexandre

      Eu não compraria, mas acredito nisto também. Acho que o brasileiro compra carro mais pela segurança (pós venda) e custo do que design e questão técnica.

      • andrei petreira

        Também não compraria e também concordo. Se brasileiro comprasse carro por design e questão técnica Peugeot seria líder. No mais, vai continuar vendendo bem, mas vai aumentar a distancia do onix que veio muito agressivo.

        • Godofredo das Neves

          Eu discordo, sucesso do HB20 na epoca era pq a concorrencia soh tinha carro feio.
          Etios foi um fracasso total, tamanha a feiura e era um toyota!

        • Raul Cotrim de Mattos

          Se todo mundo levasse questão técnica a sério, a Peugeot já estaria fechada há uns 50 anos kkk

    • Pedro Klaus

      Concordo! Achar que as vendas vão despencar unicamente pelo burburinho da internet, principalmente por causa do visual, que é algo relativo, não me parece muito prudente.

    • Edson Fernandes

      Já eu acho que passou o momento de ser chamativo. Eles precisavam seguir a linha com algo menos discrepante ao anterior. Isso porque esse não está seguindo o desenho da marca, o que fica ainda pior.

      E na boa… não podemos confundir ousadia com gosto local. Nem sempre essas mudanças refletem algo de qualidade no que se fala de enxergar o produto. E podemos dizer que a Chevrolet foi mais ousada em tudo que oferta no Onix em relação ao HB20 tbm. Saiu do ostracismo e apesar de dizerem que ele tem um visual comum, ele conseguiu sim na nova geração ter ganhos importantes que lhe ajudam no aspecto visual a ter uma cara de carro superior ao anterior.

    • Ítalo Figueirôa

      Eu nunca vou me acostumar com esse desastre. Se fosse pra comprar, compraria até o 2019.

    • Matheus_P

      Nao meu amigo… nao está à frente do Onix nao…

    • Godofredo das Neves

      Mas eh assim mesmo, todo lancamento hyundai metem o pau.

      Procura a materia do NA sobre lancamento do Creta, a maioria falava que o Creta ia ser mico ,que era feio ,
      Quem eh o lider hoje mesmo?

      • Paulo Lustosa

        Renegade

    • Vinícius de Oliveira

      80k nesse bagre tem que ser corasojo ou ta nandando em dinheiro, esse carro era pra custar no max. 70k. Além de feio, nao tem segurança coisas que os concorrentes nessa faixa já tem.

  • hinotory O

    Quem sabe agora com onix pegando fogo no pátio, a Hyunday consegue vender alguns desses aí.

    • Ric53

      Putz.. aguardando parecer da Gm kkkk

    • Andre Freitas

      Eu andei pensando aqui… acho que os sedans lançados mais recentemente foram planejados pelo Capitão Planeta. Veja bem: temos o elemento água (Virtus), o elemento fogo (Onix Sedan) e o coração (Corolla – que mexe com o coração dos velhinhos). Agora é esperar pra ver em qual o HB20 sedan vai se encaixar.

  • Gabriel Mariano

    Até as versões pé de boi vão ser a mesma tonalidade por dentro? Esse carro ficou muito bonito, o modelo anterior já tinha ar de premium e agora ficou com mais.

    • Ric53

      Também achei!! E eu ainda disse várias vezes que ia ser mais bonito por foto sem tanta maquiagem de photoshop

  • Danilo

    Incrível é como a marca conseguiu acomodar bem o turbo no cofre do motor. Não da pra ver nada a olho nú, nem muita mangueira a vista também. Que trabalho bem feito de engenharia de construção.

  • Cristiano França

    Já sabemos que irá vender bem, pois tudo que é dito nesse espaço, acontece o contrário na vida real. Mas concordo com a maioria. É feio e está caro demais

  • Guilherme Batista

    Já vi centenas de fotos desse carro. Tento e tento gostar mas não tem jeito.
    Não é só porquê acho feio, mas as formas e encaixes são desagradáveis aos olhos.
    Aquela região entre os faróis capôs e grade parece mal encaixada, tem uma pequena área de parachoque abaixo do farol, parecendo que foi um erro de medição na hora do encaixe.
    Em uma era onde grande parte dos carros criam uma linha fluida entre a grade e os faróis, o HB20 destoa pra pior, parece coisa do inicio dos anos 2000.
    Todas as versões vendo de perfil são estranhas, a frente com caimento muito redondo à lá primeiro Ford Ka e a traseira do hatch com caimento muito brusco como se já tivesse batido. No sedan parece que faltou grana pra fazer um porta malas proporcional.
    A grade e faróis são bem feios e nada harmônicos.
    O que é essa linha de cintura que começa no capô e termina com caimento na porta traseira?
    O interior me agradou no geral, exceto pelo aplique azul contrastando com o marrom.
    Mas o painel é horrível copiado do também horrivel Onix.

    Enfim está parecendo aqueles carros da Daihatsu e Datsun do início dos anos 2000 que sofreu um facelift.

    Pra não falar que tudo me parece ruim, elogio a motorização que no mínimo deu pra ver pelas fotos que foi muito bem construído para esse carro.

    • RPM

      Eu achei o desenho do painel quadradão,simplório,datado até….o painel do meu carro velho (Hilux 2006) parece mais moderno….enfim…

  • José Luiz Júnior

    Vou falar que to começando a me acostumar com o visual… Não é bonito, mas é “acostumável”. Longe de ser feio como um Etios ou um Versa. Lembra muito os Focus do começo dos anos 2000.

    • Felipe Faria

      Comparar o design inovador do Focus mk1 com essa gambiarra aí é sacanagem, não né nao?

      • José Luiz Júnior

        Justamente! Inovador e disruptivo há quase DUAS DÉCADAS atrás! Esse aí “lembra” ele, não sei se isso é necessariamente um elogio! Porque qual a graça de um carro “lembrar” outro do começo dos anos 2000? Vc pelo menos acostuma um pouco com o design. Daí a isso ser bom….

  • Yuri Lima

    Ao que parece, o carro deve ser um daqueles que é mais bonito “pessoalmente” do que nas fotos.
    Por dentro, apesar do painel modinha com o tablet pendurado e saida de ar logo abaixo, o aspecto geral do interior é bom, passa mais refinamento do que a concorrência na mesma faixa de preço.
    A parte externa não vai fazer o mesmo sucesso da primeira versão.

  • Joel Oliveira

    Excelente avaliação NA.
    O painel de instrumentos parece uma versão mais simples do que a GM usa no antigo ONIX LT.

  • Mauricio Trevisan

    Frente de fiesta, traseira de 308 (sedan), painel de onix/moto, mecânica parece legal.

    • Piston head

      Frente de fiesta KA 96

  • Paulo Lustosa

    Carro está mais feio que encoxar a mãe no tanque, fora o preço absurdo do sedan perante a concorrência, que no máximo deverá competir em espaço interno com o Cronos, isso se os três centímetros a mais de entre-eixos estiver melhorado bem o conforto a bordo para os ocupantes do banco de trás, porque o HB20 anterior, apesar de eu achar excelente no conteúdo mecânico exceto suspensão pelo que convivi com um por um mês e meio no Ceará, era bastante apertado para os ocupantes do banco traseiro.

  • Feliphe Santos

    Parece que o atual que é a nova geração, sinceramente. Hyundai errou no visual e na precificação, GM continuará à frente.

  • Eu não vi nada de tão horrível no design desse HB20 novo quanto andam dizendo. Pelo contrário, gostei bastante das novas linhas. Isso, claro, sem entrar no mérito dos preços e equipamentos (principalmente no que se refere a cópia do painel de motoca do Onix).

    • Godofredo das Neves

      Tem um pouco do efeito manada, ta todo mundo dizendo que eh feio, vamos falar tbem.
      Pode ver que o pessoal quer ganhar like tbem.
      Quer ganhar like, fala mal, hehehe

      • Mikoyan

        Tem sempre o efeito manada de falar bem, para dar uma contrariadazinha. Já que todos acharam o carro extremamente feio vamos ser do contra, ser diferente né. Quer se destacar e aparecer, fale bem hehehehe !!!

  • Filipe de Castro

    Tive um HB20S por um tempo no trabalho e uma coisa que me incomodava muito era a qualidade do som do carro, era terrível….um parente próximo tem um hatch dos mais completos e o som era ruim do mesmo jeito, espero que pelo menos isso a hyundai tenha melhorado!

    • Francyenrikhy Moraes

      Tenho 2 Hatch em casa, ele tem 2 problemas sérios: o farol é horrível e o espaço interno é ruim; e tem 2 coisas que poderiam ser melhoradas: ausência de luz no porta malas e o áudio fraco. De resto, o carro é muito bom, comprei um em 2015 e o outro no fim do ano passado. Achei esse novo feio também, o ônix ficou mais bonito e equipado. O que me faria hj escolher um desse em vez do ônix seria o mesmo de antes, o câmbio é dirigibilidade do Ônix são ruins, na minha opinião, pelo menos nas versões passadas.

  • leandro

    Design é uma questão de gosto pessoal, fato!
    Porém não podemos fechar os olhos e ignorar o fato de que a grande maioria não aprovou!
    Isso não é papo de fanboy nem nada, basta ir nos comentários de vários canais do YouTube, sites especializados e etc… é unânime!
    Lógico, há quem gostou bastante e acredito que todos devem respeitar os gostos e opiniões!

  • Rafael Straus

    As lanternas traseiras do hatch são desnecessariamente e demasiadamente exóticas.

    Já a traseira do sedã tem um “quê” de Peugeot 408.

  • Fanjos

    Achei o desenho ridículo, não tem o que fazer, a frente não casa com a traseira, alem de a frete ser de um Ka antigo com traseira de cruz credo, e isso vale para as duas versões, mas por dentro não esta tão ruim, bem melhor que o Polo por exemplo.
    Agora essa quantidade de versões… para que isso?Para obrigar as pessoas a fazerem uma faculdade para tentar entender todas?

    • leandro

      Se houvesse uma harmonia entre frente e traseira, eu diria até ok!
      Mas parece que foram designers diferentes que desenharam cada parte do veículo e depois os juntou.

    • TFSI

      Cara, respeito sua opinião. Mas esse interior é melhor do que o Polo em quê?

      Peguemos como exemplo o Polo Highline, para comparar com a versão TOP do HB20. O Polo tem porta luvas com saída de ar e entrada para CD e cartão SD, fora a possibilidade de colocar um amortecedor para o porta luvas descer suavemente. O Polo tem um verdadeiro ar digital, central muito melhor e mais moderna, com dezenas de informações sobre o carro, fora outros itens.

      O cúmulo pra mim desse carro foi ainda continuar mudando as informações do CB por um botão no painel. É o que tem escrito TRIP/RESET.

      • Geruzzus Filho

        Já ia dizer a mesma coisa. Não vi NADA nesse carro melhor que o POLO.

      • “Perguntador”

        Não sei qual é melhor entre Polo e HB20 (não conheço nenhum dos dois pessoalmente), mas colocar entrada para CD como destaque não faz sentido (uma tecnologia quase morta já).

        • TFSI

          Filho, dei exemplos de como o Polo é um carro superior. Não tinha como explicitar de forma exaustiva todos os atributos do carro, senão iria passar o dia todo escrevendo aqui. Falei algumas características e só.

      • Paulo Lustosa

        Mas o painel digital do Polo Highline é opcional. E, entre o Polo e o HB20 prefiro o VW.

    • Edson Fernandes

      Pra mim pareceu o seuginte: “Hyundai Coreia: Não queremos fazer opcionais, o carro precisa ter versões.
      Hyundai Brasil: Ok, não iremos fazer opcionais.

      Hyundai Brasil: Fizemos 22 versões então na hora de vender ninguem perde!
      Hyundai Internacional: Se o mercado aceita isso, tudo bem!”

      E ficou essa coisa ruim. Não entendi a necessidade de ocupar uma lacuna de preços tão extensa. Não fez o menor sentido. Esse carro seria para custar NO MAXIMO R$72000 no mercado atual. Enxugar as versões seria uma coisa bem importante inclusive para ter preços melhores. Achei horrivel tbm.

    • Elias Silva

      Nossa me desculpe, mas o Polo (pelo menos a versão Highline), dá de 10 a 0 no interior desse hb20… olha que medonho esse volante, os botões no volante do Polo (assim como na Tiguan e outros carros da nova linha da VW) são muito mais uniformes e casam melhor… estranho vc achar isso mesmo tendo um VW (Golf correto?) Mas enfim opinião é de cada um.

  • cobaiao

    Um detalhe que achei bem curioso e meio “fake news” hahaha esse ar-condicionado. Ele passa a impressão de ser automático e comando de temperatura e ventilação inteiramente eletrônico. Mas se notar o mecanismo do comando é manual (os botões de girar tem início e fim) e o visor funciona como redundância, só para replicar as informações. A fora que não é regulado conforme a temperatura indicada e ausência do moto “auto”.
    Lembro que Agile usava esse recurso de só replicar as informações do ar manual.

    • Paulo Lustosa

      Montana usa até hoje.

      • cobaiao

        É verdade, tinha até esquecido da existência hahaha Mas pelo menos “esse artifício” era standard na GM, a Hyundai tratou de “gourmetizar” e oferecer esse ar automático fake (que ele chama de ar digital) só nas versões mais caras.

  • Paulo Lustosa

    É impressão minha ou o ar condicionado desta versão topo de linha é analógico com um visor pra parecer digital igual o que foi adotado no Agile e na Montana?

    • Guilhe

      Isso mesmo, e é um visor parcial ainda, tenho impressão que o do Agile era mais completo….

    • Marcelo Martins

      Isso esmo é analógico com disfarce !!

  • Lucas Silva

    Essas rodinhas da carrinho de supermercado é difícil de engolir, sério, não entendo porquê da Hyundai não permite ter opção de rodas maiores no HB20 do que essas minúsculas de 15 polegadas.

  • André Luis Versiani

    Até já me acostumei com o design exótico deles, agora achei vacilo demais não ter mexido de forma decente no entre eixos, carro apertado da peste, nas fotos já sinto uma agonia para quem vai atrás, mudou nada!

  • Ric53

    Achei o hatch lindo!!! “min juguem”

    E esse bocão na R-Spec com grande tipo colmeia vai ficar ainda mais bonito!

  • Ric53

    Gostei dos faróis do Nissan 370Z também kkk

  • To na área!

    Gézus!

  • Guh MDNS

    Nunca gostei dos farois do antigo HB20 e tinha achado feia essa frente nova… mas olhando por fotos novas e mais profissionais até ficou muito mais interessante q antes. A traseira do hatch ficou horrorosa, isso em qqer angulo, não tem jeito, horrivel e pronto!!!
    E ao contrario desse conservadorismo chato do brasileiro eu gosto MUITO de painel digital e gostei desse novo formato do cluster (apesar de achar a grafia muito miuda)!!!

  • Marino SF Junior

    Honestamente só tendo a experiência ao vivo para ter uma opinião mais correta, pelas fotos e vídeos confesso que não gostei, esse interior marrom não me passa pelas fotos uma boa impressão e prefiro todo preto, mas nada me incomoda mais que este volante dos anos 90.
    Nós estranhamos tantas coisas que são tão claras que muitos não irão gostar porque a Hyundai sempre fez modelos bem desenhados como o Sonata, Elantra, Azera… com aquele apelo de linhas fluidas com vincos e tal. Apesar de sabermos que não subiu de categoria como o ônix e que a maioria diz que ele concorre diretamente com Ka, Gol, Etc mesmo assim não cativou quem já tinha gosto pelo modelo anterior. Vamos aguardar o próximo face lift com as correções de todas as considerações dos consumidores… vantagens para a concorrência que não atualizou ainda como a Ford que pode fazer um produto bem mais assertivo.

  • Audeny Junior

    A traseira do sedan ficou igual ao 408… Realmente vivemos uma crise de criatividade… que reestilização horrível!

  • Baetatrip

    Que bundinha copiada pelo BMW 118 esse HB 20….!
    Desing e bem cafona…. Tem pessoas que acham lindo, mas na minha opiniao é HORROROSO!
    Agora só aguardar ver essas carroças “modernizada” ns ruas!

  • Guilhe

    O interior aparentemente ficou mais agradável, mas o exterior ao meu gosto está “desengonçado” nada conversa com nada ali, e uma grande perda parece que foi o AC automático na versão TOP, antes tinha. Passo…

    Quero ver as versões de entrada, sem o farol projetor deve ter ficado bem mais esquisita.

  • Djalma

    Olhando de lado é o pior ângulo do SeDan; não chega a ser feio mas é esquisito demais! Traseira ficou legal e a frente mais ou menos. Deveria ter trazido ar digital nas mais caras e ESP, Contrôle de Tração e Air Bags laterais em todas as versões; pisou na bola feio.

  • Alexandre Maciel

    Nasceu com cara de velho. A frente lembra o Focus da década passada. A traseira do hatch tem lanternas esquisitas, bem no estilo Fit Twist (aquele que chamam de WR-V). A traseira do sedã lembra carros mais antigos do mercado estadunidense.

    Enfim, a mim não agradou.

  • Brasil_MG

    O que tinha na cabeça do sujeito que desenhou essa roda?!

  • Murilo Soares de O. Filho

    Nessas fotos, o aspecto ficou melhor…mas. Painel de portas extremamente simples, e esse acabamento claro não desce, me parece pobre.

  • CanalhaRS

    Com essa porcaria de reestilização que fez, acho que por alguns anos a Hyundai não precisará se preocupar em ampliar sua produção no Brasil.

  • Mina dúvida é: Como é o desempenho do HB20 quando comparado ao Polo/Virtus ?

  • G. de F.

    Esse interior todo cinza… Meio “datado”, não? O interior marrom traz um ar (subjetivo, claro) de maior qualidade, elegância, bom acabamento. Se fosse o inverso do adotado talvez fosse mais adequado. Será que irá haver a possibilidade de adotar um ou outro nos modelos ou será mandatório?

  • TijucaBH

    #noticiasautomotivas
    Gosto muito do site e respeito bastante, mas comparar o desempenho de 0 a 100 km/h de um 1.6 MT com o TGDI AT é comparar banana com laranja. Porque nao fizeram a comparação com o 1.6 AT ?

    • Gran RS 78

      O 1.6 faz o 0-100 em 10,5, portanto ele continua andando mais que o 1.0 turbo.

      • TijucaBH

        Sim, mas agora sao somente 0,2 segundos de diferenca, nao 1,4 como na comparação injusta. Diferenca caiu 7 vezes.

  • Josué

    Até que ficou bonito o HB, não fosse pelo preço……………e se rival melhor e mais barato, o Onix 2020.

  • Lincoln Setter

    hb20s parace aqueles 207 sedan antigo kkkk feio pra caramba

  • Marcos Souza

    Relançaram o fiesta rocam?

  • Mr. On The Road 77

    Tive um HB20S 16 aut. 16/17 comprado 0KM e só fiquei com o carro por 8 meses. Achei a dirigibilidade horrível, principalmente do eixo traseiro, que despencava em qualquer movimento vertical um pouco maior. Sem contar o consumo que era muito ruim.
    Espero que tenham melhorado isso.

  • João Silva

    Por esses preços só consigo ver a versão de entrada como interessante! Isso se o Joy não vier muito bem equipado para bater de frente em pé de igualdade.
    Nas demais versões, a vida ficou difícil. Acredito em perda de market share com esses posicionamentos.

  • Eric Locatelli Martini

    Minha crítica dessa vez não vai ao carro, mas a matéria. Achei confusa, tentar colocar a análise dos 3 modelos em um único texto tornou tudo meio bagunçado, alguns parágrafos mal colocados, e várias vezes tive de reler para saber de qual versão o autor estava falando.
    Não é uma crítica apenas por criticar. Tenho o NA como uma das minhas principais fontes de informação e gosto muito daqui.
    Abraço.

  • Felipe S. Rangel

    A traseira do Hb20S me lembra os carros da série Jaspion… sei lá porquê…

  • RicardoVW

    Olhando o sedã por trás é bem bonito, mas de lado e de frente é muito feio!

  • Luconces

    Ficou bom!

    Mexe na traseira tb!?

    E na lateral tb? Kkkk

  • Racer

    Mas a traseira do sedan tá muito Peugeot….Mas piorado…

  • luiz

    tenho um hb20 premium 2013 e tava ansioso pelo facelift… mas me decepcionei. Muito caro, parece que desdenha das versões de entrada não oferecendo nem VIDRO ELÉTRICO atrás, sem esp, controle de tração ou mais airbags, como se segurança ainda fosse luxo quase em 2020. No mais, acho que deveriam ter gastado um pouquinho mais e feito uma nova geração de verdade ao invés dessa plástica profunda, pq não vai ser capaz de bater onix e ainda vai continuar apanhando de polo, ka e cia

  • Leonardo Teixeira

    Muio bom, nota: Dó

  • Glauco França

    Tem descontos nas versões que acabam de sair de linha?

  • Ítalo Figueirôa

    Quem era a Hyundai recente… matou a linha toda no quesito beleza.

  • Lucas Alves

    OH MY GOOD!!! Estou muito triste, decepcionado, angustiado… Quase chorando, eu era fã deste carro, um dos mais lindos, mas agora é só lamentações, horrível de frente, de lateral, e de traseira, até o design interno das portas é pobre. 😧

  • nbj

    Tecnologia chinesa.

  • Emilio

    O sedan olhando de costas, de frente e na diagonal é bonito, olhando de lado parece “encolhido”. O hatch, na minha opinião, ficou muito bom, essencialmente uma evolução do atual que, convenhamos, já está cansado. Sinto que é o tipo de carro que é melhor ao vivo. As pessoas vão se acostumar com o impacto na mudança no design.

  • andinmoraes

    não gostei dessa lanterna do Hatch.. parece de uma BMW X1 antiga xingling

  • Johnny Boris

    Será que os passageiros do banco traseiro ainda se sentem “socados” como na versão anterior? Parecia que vc ia sentado no chão.

  • Jackson

    Achei bem melhor que o novo Onix… Porém ainda inferior a dupla Polo/Virtus…

  • rennan mh

    Painel Marrom com azul não combinou

  • mojave

    Achei a frente meio JAC…..

  • Marcelo Muniz

    A materia diz “ar condicionado automático” mas na verdade é “ar condicionado digital”. Ser automatico que faz diferença, eu que sempre reclamava do HB20 não ter piloto, chave presencial e controle de estabilidade. Agora que tem mas tiraram o ar automatico, ficaram atraz do Onix que adicionaram o que faltava sem tirar nada. Espelhos retrateis e ar automatico era os maiores destaques do HB20 em termos de compacto.

  • Romulo’

    Esse carro ficou bizarro.

  • Pedro Henrique De Almeida

    Olá, a denominação da versão aventureira está correta: escreve HB20x mas se lê HB20Cross, assim como nas peruas Volvo aventureiras antigas denominadas Cross Country que acabou sendo abreviada para XC, mas com o mesmo significado, pois o caracter “X” em inglês pode significar a letra X (ex), cruzamento ou cruz (cross) ou mesmo disputa (versus).

  • Saulo Souza

    A traseira do HB20S lembra a traseira do 408

  • Ney Bitencourt

    Peugeot 407 nova geração 🤮

  • Gabriel Boscatto

    O sedan é o menos feio dos três. O que não quer dizer que é bonito

  • Elissandre Damasceno

    Hb20 acabou.

  • Son Goku

    Que carro horrível!

  • Tirando a frente, virou um “Sonatinha” hehehe

  • Matheus Piffer

    HB20 Bagre Edition

  • Lucas Lira

    Essa dianteira parece piada em comparação à do antigo; o painel parece que voltou no tempo com relação ao passado. Sei não, é pedir para o Onix nadar de braçada.

  • Renato Almeida

    Com o novo HB20 a Hyundai sairia da minha lista de opções caso fosse comprar um carro de entrada no Brasil. Design tem peso na compra. Quando terminar o estoque dos modelos atuais, veremos como se comporta nas vendas.

  • Toyo_Highlander fan

    O HB20S lembra um pouco o Hyundai Accent 2013 no perfil.

  • hinotory O

    Parabéns para Chevrolet que deu um banho nessa coisa tosca da Hyundai.

  • Wagner

    Os vendedores terão que trabalhar muito para convencer os clientes a compra-los. Antes o produto se vendia. Bem vinda Hyundai para um novo cenário.

  • Helio Natori

    A frente foi inspirada no Ford Focus 2007, e traseira de algum Peugeot Sedan

  • Roberto

    Bacana o interior hein, e recheado de coisas bacanas para o preço do carro!!
    agora, o exterior ficou com cara de chines, Chery e correlatos. E essa vigia traseira de chevrolet Agile (o reporter disse que nunca tinha visto, ah tá)

    me pareceu um carro bom para quem valoriza o que esta dentro, mas para aquela compra por impulso pelo design, perderá clientes

  • Reginaldo Ferreira Campos

    O “Agábevinti” ficou uma mistura de Peugeot 206~7 com Ford Ka. A traseira do “S” até que ficou bonita, com esse desenho de farol alongando o carro, fazendo-o parecer maior. Esse interior marrom, fora do padrão monocromático preto/cinza, para mim, ficou bonito. Esse motor tem injeção direta ou é algo para enganar como o propulsor do Prisma OP (Onix Plus)?

  • mariostefa

    Uma pergunta, eles acertaram a suspensão traseira do sedan? quando o carro estava com 5 pessoas a traseira afundava e batia o amortecedor, indicando fim de curso.

  • Lucas Ranfer

    ridicularizaram o carro que era um dos mais bonitos da categoria. Onix vai mater facil agora

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email