*Featured Avaliações JAC Motors Sedãs

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

O Novo JAC J5 é a versão renovada do conhecido sedã médio da marca chinesa, que agora chega com três versões com preços que variam de R$ 62.990 a R$ 67.990. O preço maior assusta quem pensava que ele ainda custava abaixo de R$ 60.000.


Na versão mais cara, o Novo JAC J5 fica pouco mais de R$ 500 do C4 Lounge de entrada e R$ 2.000 mais em conta que o Cruze LT. Próximo também estão Corolla e Jetta. Diante de rivais tão fortes, o preço do sedã chinês só é um pouco mais competitivo na versão de entrada e olhe lá.

Ainda sem ser Flex, o Novo JAC J5 aposta na mudança de visual e acabamento para manter suas vendas. O motor é o mesmo 1.5 de 125 cv do anterior, assim como o câmbio manual de cinco marchas. Os principais destaques do modelo são conforto, espaço interno e porta-malas. Testamos a versão mais completa, mas que estava sem bancos em couro.

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda


Por fora…

No exterior, o Novo JAC J5 adota faróis mais modernos e com projetores, bem como redesenho da parte interior. A grade também é nova e conta com friso cromado. O para-choque foi atualizado e ganhou faróis de neblina remodelados e com LEDs diurnos.

Na traseira, as lanternas foram redesenhadas, mas continuam bipartidas. Elas apresentam luzes de LED. Há um friso cromado na tampa e câmera de ré, bem como sensores de estacionamento, igualmente presentes na frente.

As rodas de liga leve aro 16 polegadas com pneus 205/55 R16 são elegantes, assim como as linhas gerais do Novo JAC J5, que mantém o estilo italiano sem pretensão de esportividade. Os retrovisores possuem repetidores de direção em LED, enquanto as maçanetas são cromadas. No geral tem visual bem comportado.

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

Por dentro…

O interior do Novo J5 recebeu uma leve repaginada. Agora o painel tem desenho atualizado, destacando-se os apliques imitando fibra de carbono, inclusive nas portas, assim como novos detalhes em preto brilhante. A parte superior do conjunto frontal permanece com revestimento emborrachado.

Destaque para o ar condicionado automático, volante padrão com comandos de mídia e telefonia, revestimento em couro no volante, maçanetas e puxadores das portas cromados, volante em couro com detalhe prateado e difusores de ar laterais circulares. O quadro de instrumentos vem apenas com o essencial. Falta um computador de bordo. Da mesma forma, a ausência de um piloto automático é notada e lamentada.

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

Há entradas USB e auxiliar, que ajudam a alimentar a nova multimídia, que tem reprodução de MP3 e conexão Bluetooth. Não há navegador GPS, mas as imagens da câmera de ré possuem também gráficos de aproximação dos sensores de estacionamento dianteiro e traseiro.

A coluna de direção tem ajuste curto e apenas em altura. O porta-luvas é pequeno, mas suficiente, assim como o porta-objetos sob o apoio de braço central. O acabamento cromado da alavanca agrada, tal como os bancos, que ganharam novo revestimento e formato, segurando melhor o corpo. O tecido é agradável e macio, sendo um ponto positivo na atualização.

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

O espaço interno é muito bom, especialmente para quem vai atrás. Os três passageiros contam com difusores de ar centrais, fonte 12V com capacidade para aparelhos de até 120 watts, luzes de leitura, três apoios e cintos de segurança de três pontos, bem como apoio de braço central e sistema Isofix. O Novo J5 vem ainda com retrovisor eletrocrômico na versão mais completa, além de porta-óculos e luzes de leitura dianteiras. O ambiente agradou.

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

Por ruas e estradas…

A atualização do JAC J5 melhorou não só no aspecto visual. A maior mudança foi o ajuste na direção hidráulica, que agora está mais firme, garantindo maior prazer ao dirigir. Em velocidades acima de 120 km/h, o modelo deixou de oscilar na parte frontal, o que obrigava correções constantes.

A suspensão apresenta melhor comportamento que o modelo anterior e o conforto a bordo foi ampliado. No entanto o nível de ruído continua o mesmo, apenas aceitável. Os freios seguram bem os 1.315 kg do Novo JAC J5, que ainda mostra boa estabilidade, apesar do ajuste mais voltado para o conforto.

O motor 1.5 16V VVT não é Flex e entrega 125 cv a 6.000 rpm com 15,5 kgfm a 4.000 rpm. É apenas suficiente para o JAC J5, tendo boas respostas com o veículo vazio e mantendo o giro a altos 3.200 rpm quando em 110 km/h.

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

O ruim de ser mais fraco é que ele precisa obter giros mais altos para manter o pique e assim, o ruído aumenta e o consumo também. O J5 atualizado fez 8,8 km/litro na cidade e 11,5 km/litro na estrada. O câmbio continua com alavanca de engates pouco macios, porém, precisos. As relações de marcha permanecem adequadas para a proposta.

Comportado demais, o sedã da JAC Motors bem que poderia ter o 2.0 Flex da J6, que entregaria bem mais força, deixando o J5 muito mais esperto e próximo dos rivais – mais potentes – do segmento médio, justificando assim seu preço que subiu bastante nos últimos tempos.

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

Por você…

Como já comentado, o Novo JAC J5 ficou mais atraente e com melhor acabamento. O nível de equipamentos melhorou, assim como os ajustes de direção e suspensão. O motor continua sendo o 1.5 de 125 cv, que apresenta desempenho apenas mediano para um sedã desse porte.

Sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, câmera de ré com gráficos de aproximação dos sensores, retrovisor eletrocrômico, LEDs diurnos, entre outros, são alguns dos destaques do sedã chinês.

O preço de R$ 67.990 é alto para um modelo de seu porte e com motor 1.5. A diferença para concorrentes mais potentes é bem pequena, tornando a briga mais difícil para o chinês. Até 60.000 km, o J5 exige salgados R$ 4.292 em revisões. A garantia de 6 anos é um atrativo.

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda

Bem comportado, espaçoso, dotado de um bom porta-malas e com alguns itens de conforto e entretenimento, o Novo JAC J5 em sua versão mais equipada seria uma boa opção se o preço não batesse na porta dos demais sedãs médios do Brasil.

Para manter esse preço, o motor 2.0 Flex compensaria e muito, acabando assim como essa desvantagem, fruto das cotas de importação e do IPI majorado de 30%, que obriga um repasse (de parte ou integral) dos tributos adicionais para o consumidor.

Medidas e números…

Ficha Técnica do Novo JAC J5

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha
Cilindrada – 1499 cm³
Potência – 125 cv a 6.000 rpm (gasolina)
Torque – 15,5 kgfm a 4.000 rpm (gasolina)
Transmissão – Manual de cinco marchas

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 11,8 segundos
Velocidade máxima – 188 km/h
Rotação a 110 km/h – 3.200 rpm
Consumo urbano – 8,8 km/litro (gasolina)
Consumo rodoviário – 11,5 km/litro (gasolina)

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Multilink
Hidráulica

Freios
Discos dianteiros e traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 16 com pneus 205/55 R16

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.590 mm
Largura – 1.765 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.465 mm
Entre-eixos – 2.710 mm
Peso em ordem de marcha – 1.315 kg
Tanque – 57 litros
Porta-malas – 460 litros
Preço (completo) – R$ 67.990

Galeria de fotos do Novo JAC J5:

Novo JAC J5 1.5 fica mais atraente, mas preço incomoda
Nota média 4 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email