_Destaque _Featured Jeep Lançamentos Montadoras/Fábricas SUVs Test Drive

Novo Jeep Compass 2017: Visita à fábrica e impressões ao dirigir

novo-jeep-compass-impressoes-na-2

O Novo Jeep Compass 2017 chega ao Brasil como o primeiro lançamento mundial da marca feito no país, sendo fabricado em Goiana/PE, onde compartilha a instalação com os modelos Jeep Renegade e Fiat Toro.

Custando entre R$ 99.990 e R$ 149.990, o Novo Compass é oferecido nas versões Sport, Longitude e Limited com motor 2.0 Tigershark Flex de até 166 cv e 20,4 kgfm, enquanto a topo de linha Trailhawk e novamente a Longitude entregam 170 cv e 35,7 kgfm no motor diesel 2.0 Multijet II.

Os consumos da versão diesel são de 9,8/11,4 km/litro, respectivamente cidade/estrada. Nas opções com motor flex, os números são de 5,5/7,2 km/litro com etanol e 8,1/10,5 km/litro com gasolina, respectivamente cidade/estrada.

novo-jeep-compass-impressoes-na-39

A transmissão é automática de seis marchas nas versões Flex, que tem tração dianteira, enquanto as versões diesel levam o ZF 9HP de nove velocidades com tração integral, além de reduzida e modos de terreno. A suspensão é independente nas quatro rodas e os freios são todos a disco.

Com 4,41 m de comprimento, 1,81 de largura, 1,65 de altura e 2,63 de entre eixos, o Jeep Compass 2017 tem entre 388 e 410 litros no porta-malas, dependendo da versão. O conteúdo é generoso, destacando-se controle de cruzeiro adaptativo, farol alto automático, alerta de mudança de faixa e tráfego lateral, alerta de colisão e estacionamento automático.

novo-jeep-compass-impressoes-na-51

Mas, o Compass de segunda geração não tem somente isso, dependendo da versão, conta com ar-condicionado dual zone, multimídia Uconnect com tela de 8,4 pol., retrovisores com rebatimento elétrico, banco do motorista com ajustes elétricos, bancos em couro, volante multifuncional com paddle shifts, entre outros.

novo-jeep-compass-impressoes-na-26

Mercado e fábrica

A Jeep recebeu da rede de 191 concessionários uma estimativa de vendas entre 2.000 e 2.500 unidades por mês. Da parte da montadora, o mix de vendas do Novo Compass será de 30% para as versões diesel e 70% nas flex, sendo a Longitude com estimativa de mais saída, de acordo com a marca. As vendas começam de fato em novembro e na segunda quinzena de outubro, haverá um novo evento para test drive da versão flex.

Com capacidade para 250 mil carros por ano, mas ocupando atualmente espaço para 180 mil, o Polo Automotivo Jeep emprega 10 mil pessoas (incluindo fornecedores). Com o terceiro lançamento em 18 meses, a planta pernambucana exporta em torno de 10% da produção. Só o Compass está gerando mais 500 empregos.

novo-jeep-compass-impressoes-na-35

A planta de Goiana confere aos três modelos um índice de nacionalização de conteúdo de 80%. Atualmente a produção é de 600 veículos/dia e a linha de produção emprega 681 robôs, sendo 27 exclusivos do novo utilitário esportivo. No caso do Compass, o novo SUV da Jeep será exportado para a região, podendo até chegar aos EUA, dependendo da demanda.

Durante visita à fábrica, nós conhecemos o centro de treinamento avançado dentro do complexo, onde os funcionários são treinados em uma réplica da linha de produção, contando com os estágios de montagem de veículos.

novo-jeep-compass-impressoes-na-29

As linhas operacionais apresentam alto índice de automação e a fábrica também dispõe de climatização adequada, limpeza excelente e gestão de resíduos e conservação ambiental com um programa de reflorestamento e engajamento da população local. Há também um programa de qualificação profissional e ações educacionais na região, visando futuros colaboradores para a FCA.

novo-jeep-compass-impressoes-na-95

Impressões ao dirigir

Goiana, Recife/PE – O Novo Jeep Compass teve duas etapas de test drive, sendo a primeira na própria fábrica de Goiana, com uma rápida avaliação em off-road e ao sul de Recife, onde o trecho foi inteiramente em asfalto.

O Compass de segunda geração apresenta um conjunto muito interessante não só no aspecto visual, mas também estrutural. Nota-se claramente a maior rigidez torcional e a robustez do conjunto, lembrando que as unidades testadas ainda eram de pré-série.

Apenas a versão diesel estava disponível. Com esse propulsor, o Jeep Compass 2017 tem uma boa performance, entregando 170 cv a 3.750 rpm e 35,7 kgfm a 1.750 rpm. É nessa segunda faixa que o motor trabalha a maior parte do tempo.

novo-jeep-compass-impressoes-na-93

Com rápido ganho de giro, o Multijet empurra com agilidade os 1.751 kgs do Compass. As acelerações são vigorosas e as retomadas pontuais. Enquanto o propulsor esbanja força em baixa, garantindo mais prazer ao dirigir, o câmbio ZF 9Hp modula perfeitamente as nove velocidades.

Detalhe interessante – sendo difícil não fazer a comparação – é que a nona marcha consegue ser engatada próximo de 110 km/h, diferentemente do Renegade, que só entra acima dessa velocidade. Na estrada, rodando na última marcha, o ponteiro marca 1.700 rpm. Além de garantir redução no consumo, confere também conforto.

novo-jeep-compass-impressoes-na-68

Aliás, o nível de ruído interno é melhor que o apresentado por Renegade e Toro – comparando-se os produtos da plataforma global da FCA feita em Goiana – com pouca invasão do propulsor e do material rodante no habitáculo. Com respostas imediatas, o Novo Jeep Compass tem boa dirigibilidade também na cidade.

A suspensão tem um bom ajuste e o acerto é um pouco mais para o conforto, mesmo no Trailhawk, que tem pegada mais off-road. Por ser maior que o irmão mais velho, este Jeep apresenta uma leve saída de traseira, mas nada que incomode ou necessite de maior atenção. Já a direção elétrica é bastante leve em manobras, mas também em condução. Poderia ser mais firme nesse aspecto.

novo-jeep-compass-impressoes-na-19

O conjunto de freios é mais do que suficientes para o Compass, tendo discos nas quatro rodas. A posição de dirigir é uma réplica dos demais citados, mas a visibilidade é melhor. O espaço interno é bom para quem vai atrás, superior ao do Renegade. No geral, o acerto do novo SUV é mais do que adequado para sua proposta.

Esta, por sinal, diferentemente da geração anterior, agora é focada também no fora de estrada. Durante visita à fábrica, experimentamos o Novo Compass em uma pista permanente de off-road, onde o bloqueio do diferencial, redução e controle de descida foram bem utilizados, assim como o modo Rock (exclusivo do Trailhawk) em trechos de pedras soltas.

novo-jeep-compass-impressoes-na-12

O sistema de tração Select-Terrain garante excelente modulação de torque entre as rodas e os eixos, permitindo assim uma condução mais segura e eficiente no fora de estrada. O Jeep Compass 2017 – como dito mais acima – apresenta excelente rigidez torcional, tanto que é possível abrir e fechar as portas com o veículo em pêndulo (apoiado praticamente em duas rodas).

Além disso, tem boa capacidade de subida, auxiliada ainda pelo assistente de partida em rampa, assim como de descida, com o HDC, que freia e ajusta marcha e tração de acordo com a inclinação do terreno.

novo-jeep-compass-impressoes-na-25

Com ângulos de ataque e saída de 29,1° e 33,1°, além de 23,7° de rampa, o Compass pode transpor terrenos com grandes elevações ou descidas muito íngremes, evitando assim raspar frente e traseira. Com 2,63 m de entre eixos, o SUV pode acabar raspando a parte inferior da carroceria, mas o modelo é dotado de proteção adicional nas partes mais sensíveis, evitando danos mecânicos. A transposição de trechos alagados é feita com segurança e em profundidade de até 48 cm.

O trabalho de motor/câmbio/diferenciais/freios/suspensão é muito bom no fora de estrada, não devendo nada ao Renegade nesse aspecto, exceto por ser maior, o que evidentemente apresenta suas limitações dependendo das condições enfrentadas no off-road. Assim, quem imagina que o Novo Compass é focado no meio urbano, engana-se nesse aspecto.

novo-jeep-compass-impressoes-na-3

No geral, o Jeep Compass 2017 agradou bastante. Falta a experimentação com a versão 2.0 Flex, responsável pela maioria das futuras vendas do novo SUV, que pretende ser líder com folga do segmento médio se a previsão da rede Jeep se confirmar. Se a pretensão for ter um SUV de porte médio ou até outro tipo de carro a partir de R$ 100.000, vale a pena esperar para testar esse novo Jeep nacional.

Galeria de fotos do Novo Jeep Compass 2017:

Viagem a convite da Jeep.







Send this to friend