Crossovers Jeep Segredos-Flagras

Novo Jeep Compass é flagrado em embarque para o exterior

compass-novo-recife

A FCA prepara um novo utilitário esportivo para a Jeep, cujo projeto é conhecido como 551. O modelo será um intermediário entre o Renegade e o Cherokee.

Tocado pela engenharia da Fiat-Chrysler no Brasil, o sucessor do Compass foi visto embarcando para o exterior – provavelmente EUA – no aeroporto internacional de Recife.

O Novo Compass será produzido em Goiana, Pernambuco, mas deverá ser lançado primeiro no México, onde também terá uma linha de produção para atender o mercado americano.

De tamanho médio, o SUV da Jeep deve utilizar motores Tigershark 2.0 ou 2.4, além do diesel 2.0 Multijet II da Fiat. Transmissão manual ou automática de seis marchas, assim como automática de nove marchas na versão diesel devem ser introduzidas. Tração dianteira ou integral também devem ser opções. O Novo Compass deve também ser fabricado na China.

[Fonte: Instagram Rec Ao Vivo]

Agradecimentos ao Daniel Batista.





  • Pedro Rocha

    Parece-me que será menor que a Toro: um Renegade com porta-malas maior?

    • Thiago Maia

      Um Sportage da Jeep.

      • Pedro Rocha

        Nem chamo mais de “New Rural” então, já que o Rural era um utilitário derivado de uma picape média.

        • Paulo_Lustosa

          na vdd a picape derivada da rural, pq tanto a picape quanto a rural eram derivados do CJ3

  • Junoba

    Acho que a FCA também poderia ter investido no Compass por aqui, antes de lançar o Renegade.

    • gveralonso

      Como o Renegade é um produto para uma massa maior, ele chama mais atenção para a marca, pois vendendo mais atinge um público maior, e também permitiu o aumento da rende de concessionárias, esse Compass não iria aparecer tão facilmente nas ruas se fosse lançado primeiro. Agora, com o lançamento deste maior, a Jeep já tem a marca mais forte e pode concorrer melhor com os já estabelecidos do mercado brasileiro.

      • Marcos Medeiros

        Exatamente, a JEEP conseguiu aumentar sua influência com o Renegade e agora pode investir melhor nos seus outros produtos com mais tranquilidade.

  • Thiago Maia

    No plano da FCA para ragião EMEA está previsto um irmão desse projeto para a Fiat.

    • gveralonso

      Já foi falado por um comentarista de algum site que a porta dianteira desse projeto é a mesma da Toro, e eu concordo, as semelhanças são bem grandes, ainda mais se tratando de um projeto onde a FCA do Brasil trabalha forte. Com essa relação, acho que um SUV da Toro pode chegar ao mercado, oferecendo grande espaço interno, a um preço menor que o dos Everest, TrailBlazer, SW4, deixando o lado mais sofisticado ao irmão da Jeep.

      • Pedro Rocha

        Um SUV da Toro já seria uma “New Rural” e rapidamente encheria os pátios de quartéis e delegacias pelo país.

        • gveralonso

          Pensei isso também.

      • CignusRJ

        Faço votos que ela venha.
        A princípio a toro é bem bonita e esta SUV deve ser tb, basta não chamarem o pessoal que desenho a spin e o cobalt :)
        E concordo com o Pedro Rocha, as polícias vão adorar :)
        .

        • gveralonso

          Eu pensei nisso escrevendo o comentário, ou a Toro ou o SUV dela seria novos carros de polícia, até aqui no interior. Minha cidade é uma Ranger de 2007 mais ou menos, trocar pela Toro seria ideal, principalmente pelo fato de ela estar acabada e caindo aos pedaços.

      • Thiago Maia

        Um SUV da Toro provavelmente não teria os centímetros da caçamba. Não seria grande como uma Everest, mas ter seus 4,5 metros. Afinal, estava definida como “C- CUV” ( Crossover do segmento C,na Europa)

        • Raimundo A.

          Primeiro que pode não haver um suv do Toro, pois o C_CUV é crossover não suv. Sobre o tamanho ser menor que o do Toro, seria esperado, mas só o futuro dirá. O Toro é apenas 2cm ou 3cm maior que o Freemont. O C-CUV seria o substituto do Freemont. Se a FCA quiser um suv com plataforma mais em conta, capacidade para sete ocupantes com folga e porte similar ao Freemont, o Toro é uma referência. Todavia, na Europa, o C-CUV pode enfrentar o Nissan Qashqai, o Grand Captur, etc, o que não exigiria um tamanho tão grande, mas nem por isso a base do Toro pode deixar de ser usada. O Quashqai usa eixo de torção na suspensão traseira. O Grand Captur flagrado na Europa também demonstra essa arquitetura atrás diferente do especulado sobre usar a suspensão multibraço do Duster 4WD que serviu para o Oroch mesmo com tração 4×2. O Toro inovaria com uma suspensão Bi-link apta a ter tração propiciando mais conforto sem ser mais complexa como a do Renegade, 500X, novo Compass, etc.

      • Raimundo A.

        O Toro e esse novo suv da Jeep terem algo em comum seria esperado de alguma forma, até porque há outros como a plataforma, sistema de tração, design do painel. O próprio Toro tem sua frente inspirada no Cherokee que por sua vez segue uma tendência europeia vista na Citroen com mais enfase. O novo Compass copia a estrutura básica do Renegade, tanto que a mula é um Renegade esticado. Flagras internacionais mostram alguns detalhes onde a frente remete ao Grand Cherokee com face-lift. Já o estilo da traseira, para mim, segue a tendência de suvs mais invocados e o melhor exemplo é o Evoque. Note que o teto vai inclinando para traseira e o para-brisa traseiro é pequeno.
        Eu fiz anteriormente algumas análises e esse novo Jeep deve manter medidas similares ao atual Compass que é pouco maior que o Renegade.
        Agora, o C-CUV da Fiat é outro negócio e o seu tamanho idem. A priori, o C-CUV vem para preencher o espaço do Freemont que não será pelo planejamento mais derivado do Journey. O Toro é apenas 2cm maior que o Journey no comprimento, mas a largura deve ser maior porque uma utiliza a de médios e médios-grandes, enquanto o Toro é a de compactos esticada ou alargada.
        Na teoria, como algumas mídias internacionais especulam, o C-CUV pode usar a base do Toro permitindo um crossover com tamanho similar ao Freemont e capacidade para sete usuários com mais folga. Isso não quer dizer que o design será o do Toro. Por outro lado, como o C-CUV, num primeiro momento, se limitará a dois mercados, não precisaria ter o tamanho do Freemont, mas ser um pouco maior que o novo Jeep Compass, o que poderá também garantir capacidade para sete ocupantes, mas neste caso a terceira fileira para crianças. Mais uma vez, isso não implica o design ter inspiração no Toro.
        Sobre o posicionamento, o novo Jeep Compass aqui é especulado para ter motor 2.0 Tigershark Flex com pouco mais de 160cv e transmissão AT6. O diesel usaria o AT9 4WD, mas não vejo porque não ofertar flex 4WD AT6.
        Vislumbro preço igual ou talvez pouco menor que o atual Compass por aqui, visto que o atual é vendido bem equipado e o nacional pode não ofertar vários air bags vide o feito no Renegade.
        O C-CUV, se fosse ofertado aqui, tenderia a ser mais simples que o Jeep e digamos que usasse a mecânica do Toro, 1.8 Flex AT6, o preço inicial poderia ficar abaixo dos R$ 95mil, até porque o Compass é vendido com 2.0 CVT completo por mais de R$ 110mil, preço pouco acima do Freemont 2WD AT6 2.4L.

  • Miguel

    O negócio parece estar bem adiantado!
    Vamos ver como vem o novo compass. Se for baseado mesmo no Grand Cherokee vai ficar bonito.

    • ESouza

      Projecao nao oficial.. tomara que venha desse jeito..a patroa já está de olho!!!

  • Felipe

    Gostei de ver! É notório o quanto a nova direção da Jeep está investindo no país!
    Agora uma coisa curiosa é que a Fiat sempre camuflou com papelão e algo que parece pedaços de caixas em seus protótipos pra escondê-los do público. Já a Jeep apenas coloca essa plotagem… Dá pra ver um mini Grand-Cherokee aí embaixo.

  • Camuflado é difícil dizer, mas parece a frente do Duster com a traseira do Evoque.



Send this to friend