*Featured Jeep Lançamentos SUVs Test Drive

Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

jeep-renegade-impressões-NA-56-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

O Novo Jeep Renegade chega ao mercado nacional com grande potencial para ser o líder do segmento de utilitários esportivos. Pelo menos é esse o objetivo da marca americana, que retorna ao mercado brasileiro como produtor. A história com o Brasil é longa e remonta ao ano de 1954 com a Willys. No entanto, a relação com Pernambuco é ainda maior, pois o estado nordestino produziu o velho jeep em Jaboatão, nos anos 60.



Disponível nas versões Sport, Longitude e Trailhawk, o Novo Jeep Renegade tem preços entre R$ 69.900 e R$ 116.900, enquadrando-se no segmento de utilitários esportivos compactos e ocupando uma parte da faixa do segmento superior com as versões mais completas. Bem equipado e com visual robusto, o modelo chega para impactar positivamente o mercado, que até então contava com poucas opções.

jeep-renegade-impressões-NA-2-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

O Novo Jeep Renegade é equipado com motor flex 1.8 16V E.torQ de 130/132 cv e 18,6/19,1 kgfm com transmissão manual de cinco marchas ou automática Aisin de seis velocidades. Esta opção só é oferecida com tração dianteira, mas mesmo assim, o SUV compacto apresenta vários itens de série, destacando-se controle de tração e estabilidade, por exemplo. O propulsor está presente apenas nas versões Sport e Longitude, sendo esta última apenas automática. Dessa forma, os preços ficam entre R$ 69.900 e R$ 80.900.

Para quem procura mais aventura, as três versões dispõem do propulsor diesel 2.0 16V Multijet II com bons 170 cv e 35,7 kgfm. No entanto, essa opção obrigatoriamente vem com transmissão ZF 9HP de nove marchas, mais tração nas quatro rodas com reduzida e bloqueio do diferencial, bem como tração em tipos de terreno do Select Terrain: Auto, Mud, Sand, Snow e Rock, esta última opção apenas no Trailhawk, que também tem como diferencial suspensão 20 mm mas alta. Dotado de suspensão traseira multilink e freios a disco nas quatro rodas, o diesel ainda vem com controle de descida.

jeep-renegade-impressões-NA-94-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

O Novo Jeep Renegade mede 4,23 m de comprimento, 1,79 de largura, 1,66 de altura e 2,57 de entre-eixos. O porta-malas tem 260 litros, mas pode chegar a 1.300 litros com o rebatimento do banco traseiro. O tanque tem 60 litros e o peso varia de 1.393 kg (Sport 1.8 MT) a 1.674 kg (Trailhawk). O utilitário esportivo pode ir de 0 a 100 km/h em 10,2/10,8 segundos no 1.8 MT, respectivamente com etanol e gasolina, bem como 11,5/12,6 segundos no 1.8 AT6 e 9,9 segundos no 2.0 Multijet II.

A velocidade máxima é de 180/182 km/h (gasolina/etanol) no 1.8 MT, 179/181 km/h no 1.8 AT6 e 190 km/h no 2.0 diesel AT9. O consumo urbano com etanol e gasolina é de 6,7/9,6 km/litro no 1.8 MT. O 1.8 AT6 não teve os dados de consumo revelados, mas o diesel 2.0 AT9 4×4 faz 12,3 km/litro no ciclo urbano. No rodoviário, o 1.8 MT faz 7,4/10,7 km/litro e 15,9 km/litro no 2.0 diesel.

jeep-renegade-impressões-NA-106-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Mercado, versões, preços, equipamentos e opcionais

O Novo Jeep Renegade começará a ser vendido no próximo dia 10 de abril, mas o consumidor já pode configurar o modelo no site da Jeep, inclusive conhecendo os itens opcionais e as cores disponíveis. Neste último caso, o interessante é que a maioria das cores são sólidas: Vermelho Colorado, Verde Commando, Branco Ambiente, Preto Shadow e Laranja Aurora (exclusiva do Trailhawk). Apenas a Prata Melfi é metálica.

Um dos objetivos do novo SUV brasileiro é a personalização. Serão 71 acessórios da Mopar, que conta com os mais variados equipamentos e grafismos. A Jeep vai premiar os 1.000 primeiros compradores com quatro acessórios. No site da marca, como já foi dito, o configurador está funcional, mas infelizmente ainda sem preços dos opcionais e das versões. Nesse caso, temos somente os preços sugeridos, que você pode conferir abaixo:

Sport 1.8 Flex MT5 – R$ 69.900
Sport 1.8 Flex AT6 – R$ 75.900
Longitude 1.8 Flex AT6 – R$ 80.900
Sport 2.0 Diesel 4×4 AT9 – R$ 99.900
Longitude 2.0 Diesel 4×4 AT9 – R$ 109.900
Trailhawk 2.0 Diesel 4×4 AT9 – R$ 116.900

Além dessas opções de versões e preços, o Novo Jeep Renegade terá em breve uma versão mais barata, que custará R$ 66.900. A Jeep espera vender 40% do total com a versão Longitude 1.8 Flex AT6, 20% com as opções diesel e 40% com as demais. A previsão é de vender mais de 50.000 unidades em 2015, mas a meta é emplacar mais que o EcoSport. A empresa divulgou valores fixos para revisões até 60.000 km, que somam R$ 3.399 com intervalos de 12.000 km.

jeep-renegade-impressões-NA-114-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Abaixo, confira os equipamentos e opcionais de cada versão do Novo Jeep Renegade:

Sport 1.8 Flex MT5:

ABS
Airbags dianteiros
Ajuste do volante em altura e profundidade
Alarme
Apóia-braço com porta-objetos
Ar-condicionado
Banco do motorista com regulagem de altura
Banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível
Bolsa porta-objetos atrás dos bancos dianteiros
Cargo box
Chave canivete com telecomando
Cinto traseiro central de 3 pontos
Cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura
Comandos do sistema de áudio e bluetooth no volante
Computador de bordo (distância, consumo médio,
consumo instantâneo, autonomia)
Controle eletronico anticapotamento
Controle de eletrônico de estabilidade (ESC)
Controle de estabilidade para trailer (com engate Mopar)
Controle de velocidade de cruzeiro
Controle de tração
Direção elétrica
Encosto de cabeça traseiro central
Espelhos retrovisores elétricos
Estepe full size
Faróis e lanterna traseira de neblina
Freio de estacionamento elétrico
Freios a disco nas 4 rodas
Ganchos de fixação de carga no porta-malas
Hill Start Assist
Iluminação do porta-malas
Isofix
Limitador de velocidade
Limpador e desembaçador dos vidros traseiros
Luzes diurnas (DRL)
Maçanetas externas e retrovisores em acabamento preto
Motor E.torQ 1.8 16V Flex e câmbio MT5
Para-sol com espelhos cortesia
Panic Break Assist
Pavimento do porta-malas com revestimento duplo
Porta-óculos
Quadro de instrumentos TFT de 3,5”
Rádio integrado ao painel com RDS e porta USB
Repetidor lateral nos retrovisores
Retrovisores externos elétricos
Revestimento externo nas colunas das portas
Rodas em liga aro 16’’e pneus 215/65
Sensores de estacionamento traseiro
Sistema de áudio com 6 alto-falantes , USB e Bluetooth
Tomada 12V
Travas elétricas nas portas e porta-malas
Válvula antirrefluxo de combustível
Vidros elétricos nas 4 portas com one-touch
Opcionais:
Pack Multimídia:
Sistema de áudio com tela 5’’ touchscreen. Bluetooth, USB, sistema de reconhecimento de voz e navegação GPS
Câmera de ré
Volante com acabamento em couro
Volante com controles de áudio e Bluetooth
Pack Safety:
Air bags laterais
Air bag de cortina
Air bag de joelhos
TPMS (sistema de monitoramento de pressão dos pneus)
Teto solar elétrico panorâmico Command View
Pack Comfort:
Retrovisores externos dobráveis eletricamente
Porta-objetos sob o banco do passageiro
Banco do passageiro dobrável
Tomada de 12V no porta malas
Tomada de 127V
Lanterna removível
Parafuso antifurto
Pintura metálica

Jeep_Renegade_Sport-NA-6-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Sport 1.8 Flex AT6:

ABS
Air bags dianteiros
Ajuste do volante em altura e profundidade
Alarme
Apóia-braço com porta-objetos
Ar-condicionado
Banco do motorista com regulagem de altura
Banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível
Bolsa porta-objetos atras dos bancos dianteiros
Cargo box
Chave canivete com telecomando
Cinto traseiro central de 3 pontos
Cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura
Comandos do sistema de áudio e Bluetooth no volante
Computador de bordo (distância, consumo médio,
consumo instantâneo, autonomia)
Controle eletrônico anticapotamento
Controle de eletrônico de estabilidade (ESC)
Controle de estabilidade para trailler (com engate Mopar)
Controle de velocidade de cruzeiro
Controle de tração
Direção elétrica
Encosto de cabeça traseiro central
Espelhos retrovisores elétricos
Estepe full size
Faróis e lanterna traseira de neblina
Freio de estacionamento elétrico
Freios a disco nas 4 rodas
Ganchos de fixação de carga no porta-malas
Hill Start Assist
Iluminação do porta-malas
Isofix
Limitador de velocidade
Limpador e desembaçador dos vidros traseiros
Luzes diurnas (DRL)
Maçanetas externas e retrovisores em acabamento preto
Motor E.torQ 1.8 16v Flex e câmbio AT6
Para-sol com espelhos cortesia
Panic Break Assist
Pavimento do porta malas com revestimento duplo
Porta-óculos
Quadro de instrumentos TFT de 3,5”
Rádio integrado ao painel com RDS e porta USB
Repetidor lateral nos retrovisores
Retrovisores externos elétricos
Revestimento externo nas colunas das portas
Rodas em liga aro 16’’e pneus 215/65
Sensor de estacionamento traseiro
Sistema de áudio com 6 alto falantes , USB e Bluetooth
Tomada 12V
Travas elétricas nas portas e porta malas
Válvula antirrefluxo de combustível
Vidros elétricos nas 4 portas com one touch
Opcionais:
Pack Multimídia:
Sistema de áudio com tela 5’’ touchscreen. Bluetooth, USB e Sistema de reconhecimento de voz com sistema de navegação GPS
Câmera de ré
Volante com acabamento em couro
Volante com controles de áudio e Bluetooth
Pack Safety:
Air bags laterais
Air bags de cortina
Air bag de joelhos
TPMS (sistema de monitoramento de pressão dos pneus)
Teto solar elétrico panorâmico Command View
Pack Comfort:
Retrovisores externos dobráveis eletricamente
Porta-objetos sob o banco do passageiro
Banco do passageiro dobrável
Tomada de 12V no porta malas
Tomada de 127V
Lanterna removível
Parafuso antifurto
Pintura metálica

jeep-renegade-impressões-NA-40-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Longitude 1.8 Flex AT6:

ABS
Air bags dianteiros
Ajuste do volante em altura e profundidade
Alarme
Alerta de limite de velocidade e manutenção programada
Aletas para trocas de marcha no volante
Ambiente light
Apóia-braço com porta objetos
Ar-condicionado automático dual zone
Banco do motorista com regulagem de altura
Banco do passageiro dianteiro rebatível
Banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível
Bolsa porta-objetos atrás dos bancos dianteiros
Câmera de estacionamento traseira
Cargo box
Chave canivete com telecomando
Cinto traseiro central de 3 pontos
Cintos de segurança dianteiro com ajuste de altura
Cinzeiro removível
Comandos do sistema de áudio e Bluetooth no volante
Computador de bordo (distância, consumo médio,
consumo instantâneo, autonomia)
Controle eletrônico de estabilidade (ESC)
Controle de estabilidade para trailer (com engate Mopar)
Controle de tração
Controle eletrônico anticapotamento
Controle de velocidade de cruzeiro
Direção elétrica
Encosto de cabeça traseiro central
Espelhos retrovisores elétricos
Estepe full size
Faróis e lanterna traseira de neblina
Freio de estacionamento elétrico
Freios a disco nas 4 rodas
Ganchos de fixação de carga no porta-malas
Hill Start Assist
Iluminação do porta-malas
Isofix
Limitador de velocidade
Limpador e desembaçador dos vidros traseiros
Luzes diurnas (DRL)
Maçanetas externas e retrovisores na cor do veículo
Motor E.torQ 1.8 16V Flex e Câmbio AT6
Panic Brake Assist
Para-sol com espelhos cortesia
Pavimento do porta-malas com revestimento duplo
Porta-objetos sob o assento do banco do passageiro
Porta-óculos
Rack do teto na cor preta
Rádio integrado ao painel com RDS e porta USB
Repetidor lateral nos retrovisores
Retrovisores externos elétricos
Revestimento externo nas colunas das portas
Rodas em liga aro 17’’e pneus 215/60
Sensor de estacionamento traseiro
Sistema de áudio com 6 alto-falantes, USB e Bluetooth
Sistema de áudio com tela de 5” touch e comando de voz
Sistema de navegação GPS
Tapetes de borracha
Tomada 12V
Tomada 12V no porta malas
Travas elétricas nas portas e porta malas
Vidros elétricos nas 4 portas com one touch
Volante com acabamento em couro
Opcionais:
Roda em liga de 18” e pneus 225/55
Pack Luxury:
Roda em liga de 18” e pneus 225/55
Bancos em couro
Pack Safety:
Air bags laterais
Air bags de cortina
Air bag de joelhos
TPMS (sistema de monitoramento de pressão dos pneus)
Teto solar elétrico panorâmico Command View
Pack Technology 1:
Detector de pontos cegos
Sistema Park Assist
Keyless Enter ‘n Go
Acendimento automático dos fárois
Sensor de chuva
Espelho retrovisor interno eletrocromico
Tomada de corrente de 127V
Lanterna removível
Espelhos retrovisores externos com rebatimento automático
Pack Technology 2:
Sistema de áudio com tela 6.5’’ touchscreen. Bluetooth, USB e sistema de reconhecimento de voz
Sistema de áudio premium Beats com 8 alto-falantes e subwoofer
Quadro de instrumentos de 7’’ com tecnologia TFT
Banco do motorista com regulagem elétrica
Banco do motorista com regulagem lombar elétrica
Faróis duplo xenônio
Teto pintado de preto
Pintura metálica
Pintura metálica + teto pintado em preto

Jeep_Renegade_Sport-NA-2-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Sport 2.0 Diesel 4×4 AT9:

ABS
Air bags dianteiros
Ajuste do volante em altura e profundidade
Alarme
Apóia-braço com porta objetos
Ar-condicionado
Banco do motorista com regulagem de altura
Banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível
Bolsa porta objetos atras dos bancos dianteiros
Cargo box
Chave canivete com telecomando
Cinto traseiro central de 3 pontos
Cintos de segurança dianteiros com ajuste de altura
Comandos do sistema de áudio e Bluetooth no volante
Computador de bordo (distância, consumo médio,
consumo instantâneo, autonomia)
Controle eletrônico anticapotamento
Controle de eletrônico de estabilidade (ESC)
Controle de estabilidade para trailler (com engate Mopar)
Controle de velocidade de cruzeiro
Controle de tração
Direção elétrica
Encosto de cabeça traseiro central
Espelhos retrovisores elétricos
Estepe full size
Faróis e lanterna traseira de neblina
Freio de estacionamento elétrico
Freios a disco nas 4 rodas
Ganchos de fixação de carga no porta-malas
HDC – Controle eletrônico de velocidade em descidas
Hill Start Assist
Iluminação do porta-malas
Isofix
Limitador de velocidade
Limpador e desembaçador dos vidros traseiros
Luzes diurnas (DRL)
Maçanetas externas e retrovisores em acabamento preto
Motor MJet 2.0 Diesel e câmbio AT9
Para-sol com espelhos cortesia
Panic Break Assist
Pavimento do porta-malas com revestimento duplo
Porta-óculos
Quadro de instrumentos TFT de 3,5”
Rádio integrado ao painel com RDS e porta USB
Repetidor lateral nos retrovisores
Retrovisores externos elétricos
Revestimento externo nas colunas das portas
Rodas em liga aro 16’’e pneus 215/65
Seletor para 4 tipos de terreno
Sensor de estacionamento traseiro
Sistema de áudio com 6 alto-falantes, USB e Bluetooth
Tomada 12V
Tração 4×4 Jeep Active Drive Low
Travas elétricas nas portas e porta malas
Válvula antirrefluxo de combustível
Vidros elétricos nas 4 portas com one touch
Opcionais:
Pack Multimídia:
Sistema de áudio com tela 5’’ touchscreen. Bluetooth, USB, sistema de reconhecimento de voz e navegação GPS
Câmera de ré
Volante com acabamento em couro
Volante com controles de áudio e Bluetooth
Pack Safety:
Air bags laterais
Air bags de cortina
Air bag de joelhos
TPMS (sistema de monitoramento de pressão dos pneus)
Pack Comfort:
Retrovisores externos dobráveis eletricamente
Porta-objetos sob o banco do passageiro
Banco do passageiro dobrável
Tomada de 12V no porta malas
Tomada de 127V
Lanterna removível
Teto solar elétrico panorâmico Command View
Parafuso antifurto
Pintura metálica

Jeep_Renegade_Longitude_NA-55-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Longitude 2.0 Diesel 4×4 AT9:

ABS
Air bags dianteiros
Ajuste de volante de altura e profundidade
Alerta de limite de velocidade e manutenção programada
Aletas para trocas de marcha no volante
Apóia-braço com porta-objetos
Ar-condicionado dual zone
Banco do motorista com regulagem de altura
Banco do passageiro rebatível
Banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível
Bolsa porta objetos atrás dos bancos dianteiros
Câmera de estacionamento traseira
Cargo box
Chave canivete
Cinto traseiro de 3 pontos
Cintos de segurança com ajuste de altura
Cinzeiro removível
Comandos do sistema de áudio e Bluetooth no volante
Computador de bordo (distância, consumo médio,
consumo instantâneo, autonomia, velocidade média
e tempo de percurso)
Controle eletrônico de estabilidade (ESC)
Controle de estabilidade para trailer (com engate Mopar)
Controle de tração
Controle eletrônico anticapotamento
Controle de velocidade de cruzeiro
Direção elétrica
Encosto de cabeça traseiro central
Espelhos retrovisores elétricos
Estepe full size
Faróis e lanterna traseira de neblina
Freio de estacionamento elétrico
Freios a disco nas 4 rodas
Ganchos de fixação de carga no porta-malas
HDC – Controle eletrônico de velocidade em descidas
Hill Start Assist
Iluminação do porta-malas
Isofix
Limitador de velocidade
Limpador e desembaçador dos vidros traseiros
Luz diurna (DRL)
Maçanetas externas e retrovisores na cor do veículo
Motor MJet 2.0 Diesel e Cambio AT9
Para-sol com espelhos cortesia
Panic Brake Assist
Pavimento do porta-malas com revestimento duplo
Porta-objetos sob o assento do banco do passageiro
Porta-óculos
Rack do teto na cor preta
Rádio integrado ao painel com RDS e porta USB
Repetidor lateral nos retrovisores
Retrovisores externos elétricos
Revestimento externo nas colunas das portas
Rodas em liga aro 17’’e pneus 215/60
Seletor para 4 tipos de terreno
Sensor de estacionamento traseiro
Sistema de áudio com 6 alto-falantes, USB e Bluetooth
Sistema de áudio com tela de 5” touch e comando de voz
Sistema de navegação GPS
Tapetes de borracha
Tomada 12V
Tomada 12V no porta malas
Tração 4×4 Jeep Active Drive Low
Travas elétricas nas portas e porta malas
Válvula antirrefluxo de combustível
Vidros elétricos nas 4 portas com one touch
Volante com acabamento em couro
Opcionais:
Roda em liga de 18” e pneus 225/55
Pack Luxury:
Roda em liga de 18” e pneus 225/55
Bancos em couro
Pack Safety:
Air bags laterais
Air bags de cortina
Air bag de joelhos
TPMS (sistema de monitoramento de pressão dos pneus)
Teto solar eletrico panorâmico Command View
Pack Technology 1:
Detector de pontos cegos
Sistema Park Assist
Keyless Enter ‘n Go
Acendimento automático dos fárois
Sensor de chuva
Espelho retrovisor interno eletrocrômico
Tomada de corrente de 127V
Lanterna removível
Espelhos retrovisores externos com rebatimento automático
Pack Technology 2:
Sistema de áudio com tela 6.5’’ touchscreen. Bluetooth, USB e sistema de reconhecimento de voz
Sistema de áudio premium Beats com 8 alto-falantes e subwoofer
Painel de instrumentos de 7’’ com tecnologia TFT
Banco do motorista com regulagem elétrica
Banco do motorista com regulagem lombar elétrica
Faróis duplo xenônio
Teto pintado em preto
Pintura metálica
Pintura metálica + teto pintado em preto

Jeep_Renegade_Trailhawk-NA-7-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Trailhawk 2.0 Diesel 4×4 AT9:

ABS
Acendimento automático dos fárois
Adesivo no capo
Air bags dianteiros
Ajuste de volante de altura e profundidade
Alarme
Alavanca do cambio com revestimento em couro
Alerta de limite de velocidade e manutenção programada
Aletas para trocas de marcha no volante
Ambient light
Apóia-braço com porta-objetos
Ar-condicionado dual zone
Banco do motorista com regulagem de altura
Banco do passageiro rebatível
Banco traseiro bipartido 60/40 e rebatível
Bolsa porta objetos atrás dos bancos
Câmera de estacionamento traseira
Cargo box
Chave canivete com telecomando
Cinto traseiro de 3 pontos
Cintos de segurança com ajuste de altura
Comandos do sistema de áudio e bluetooth no volante
Computador de bordo (distância, consumo médio,
consumo instantâneo, autonomia, velocidade média e tempo de percurso)
Controle eletrônico de estabilidade (ESC)
Controle de estabilidade para trailer (com engate Mopar)
Controle de tração
Controle eletrônico anticapotamento
Controle de velocidade de cruzeiro
Direção elétrica
Encosto de cabeça traseiro central
Espelho interno eletrocrômico
Espelhos retrovisores elétricos
Estepe full size
Faróis com regulagem elétrica de altura
Faróis e lanterna traseira de neblina
Freio de estacionamento elétrico
Freios a disco nas 4 rodas
Ganchos de fixação de carga no porta-malas
Ganchos de reboque vermelhos (2 diant. e 1 tras.)
HDC – Controle eletrônico de velocidade em descidas
Hill Start Assist
Iluminação do porta-malas
Isofix
Lanterna removível
Limpador e desembaçador dos vidros traseiros
Luzes diurnas (DRL)
Maçanetas externas na cor do veículo
Molduras do painel e console na cor vermelho rubi
Motor MJet 2.0 Diesel e Câmbio AT9
Painel de instrumentos em TFT colorido de 7”
Panic Brake Assist
Para-sol com espelhos cortesia
Pavimento do porta-malas com revestimento duplo
Porta-objetos sob o assento do banco do passageiro
Porta-óculos
Protetor de cárter
Protetor de transmissão
Protetor de tanque
Protetor de diferencial
Rack do teto na cor cinza
Rádio CD MP3 integrado ao painel com RDS e porta USB
Repetidor lateral nos retrovisores
Retrovisores externos elétricos
Retrovisores externos na cor cinza
Revestimento externo nas colunas das portas
Rodas em liga aro 17’’e pneus 215/60 all terrain
Seletor para 5 tipos de terreno
Sensor de chuva
Sensor de estacionamento traseiro
Sistema de áudio com 6 alto-falantes, USB e Bluetooth
Sistema de áudio com tela de 5” touch e comando de voz
Sistema de navegação GPS
Suspensão off-road com altura mais elevada do solo
Tapetes de borracha
Teto na cor preta
Tomada 12V
Tomada 12V no porta malas
Tração 4×4 Jeep Active Drive Low
Travas elétricas nas portas e porta malas
Válvula antirrefluxo de combustível
Vidros elétricos nas 4 portas com one touch
Volante com acabamento em couro
Opcionais:
Bancos em couro
Pack Safety:
Air bags laterais
Air bags de cortina
Air bag de joelhos
TPMS (sistema de monitoramento de pressão dos pneus)
Teto solar elétrico panorâmico Command View
Teto solar elétrico My Sky
Pack Technology 3:

Detector de pontos cegos
Sistema Park Assist
Keyless Enter ‘n Go
Tomada de corrente de 127V
Espelhos retrovisores externos com rebatimento automático
Pack Technology 4:
Sistema de áudio com tela 6.5’’ touchscreen. Bluetooth, USB e sistema de reconhecimento de voz
Sistema de áudio premium Beats com 8 alto-falantes e subwoofer
Banco do motorista com regulagem elétrica
Banco do motorista com regulagem lombar elétrica
Faróis duplo xenônio
Pintura metálica

jeep-renegade-impressões-NA-68-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Impressões ao dirigir o Novo Jeep Renegade

Rio de Janeiro-Niterói-Maricá/RJ A Jeep organizou dois testes para a imprensa especializada na capital fluminense e em outras duas cidades litorâneas do estado. Rodamos primeiramente no teste off-road, realizado entre Niterói e Maricá, alcançando o Mirante de Maricá. O veículo utilizado foi o Renegade Longitude 2.0 Diesel 4×4 AT9.

Visualmente robusto e com apelo totalmente voltado para o off-road, o Novo Jeep Renegade tem estilo quadradão, destacando-se o teto e colunas A e C retas, bem como capô alto e frente achatada. As referências históricas em relação ao velho Jeep podem ser notadas em vários detalhes do carro, tais como a grade e faróis circulares ou pelo desenho do modelo da Segunda Guerra na base do para-brisa, por exemplo. Há muitos pontos que identificam a marca e a letra “X”, específica do modelo.

O acabamento interno da versão testada é bom e parece bastante resistente, dada a proposta do carro. A ergonomia é boa, assim como a posição de dirigir, mas o espaço traseiro é apenas mediano. Já o porta-luvas é pequeno e o porta-malas tem somente 260 litros, que pode ser ampliado para 1.300 litros com o rebatimento do banco traseiro. O problema é que o estepe é de tamanho normal e o carro possui tração nas quatro rodas, o que limita utilizar mais espaço sob o assoalho.

jeep-renegade-impressões-NA-45-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

O motor diesel 2.0 Multijet II de 170 cv a 3.750 rpm e 35,7 kgfm a 1.750 rpm tem boas respostas, especialmente em baixa rotação, devido ao alto torque disponível. Apesar do ruído característico do ciclo diesel, ele tem funcionamento suave e sobe de giro muito facilmente. O nível de ruído interno é bom e chega a ser melhor que o do 1.8 Flex. As retomadas com a transmissão automática ZF 9HP de nove velocidades são condizentes com a proposta e há tantas opções de marcha que a nona não entra antes de 120 km/h. O giro a 110 km/h é de 1.700 rpm.

As opções de troca manuais no volante ou na alavanca ajudam a obter uma performance mais esportiva do Renegade 2.0 Diesel, mas nada excecional. Com 1.636 kg, o “jipinho” é bem pesado com o sistema de tração nas quatro rodas e mais os itens adicionais integrados ao sistema. O conforto ao dirigir nos trânsitos urbano e rodoviário é bom. No off-road, no entanto, o Jeep Renegade 4×4 surpreende positivamente.

Mesmo na versão Longitude – já que a Trailhawk apresenta o modo de terreno Rock e também suspensão 20 mm mais alta – o Novo Jeep Renegade teve um excelente desempenho no fora de estrada. A suspensão possui um bom ajuste, conferindo conforto e também resistência diante dos muitos buracos e valeta, filtrando boa parte dos impactos. Poucas vezes chegou ao fim do curso. A estabilidade geral é muito boa, garantindo assim maior controle na lama e em passagens por grandes poças d´água.

jeep-renegade-impressões-NA-34-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

Na subida até o Mirante, o modelo se comportou bem, mesmo diante de grandes valetas, pedras enormes e buracos bem difíceis de transpor com carros comuns. O sistema de tração 4×4 on demand garantiu uma subida sem surpresas. O bloqueio do diferencial foi usado poucas vezes no percurso, mas se mostrou bastante útil.

No pêndulo, o Novo Jeep Renegade se comportou como os grandes SUVs. Já na descida, o controle eletrônico Descent Control facilitou as coisas. A grande capacidade de variar o torque entre as rodas e os eixos, fez o Novo Jeep Renegade dispensar o uso dos modos de terreno do Select Terrain, o que demonstra sua grande aptidão para o fora de estrada. O motor Multijet II sempre manteve o fôlego e dá para esquecer dele nessas condições.

Atravessando a Guanabara, pegamos o Longitude 1.8 Flex AT6. O Novo Jeep Renegade – apesar da expectativa não muito entusiasmante com motor E.torQ de 130/132 cv a 5.250 rpm e 18,6/19,1 kgfm a 3.750 rpm, respectivamente com gasolina e etanol – oferece uma performance razoável no trânsito urbano, apesar da falta de força nas saídas, principalmente devido ao peso e à pouca força do propulsor. O nível de ruído é mais alto que no diesel e a transmissão Aisin de seis marchas prende muito a rotação acima dos 3.000 rpm, gerando algum desconforto.

jeep-renegade-impressões-NA-15-700x466 Novo Jeep Renegade: Detalhes e impressões ao dirigir o novo SUV brasileiro

As retomadas ficam distantes daquelas oferecidas pelo diesel, mas não faz feito na cidade. Conseguimos rodar a 90 km/h e o Novo Jeep Renegade se mostrou adequado, mas sem qualquer pretensão mais esportiva, mesmo com paddle shifts e mudanças na alavanca. Já com câmbio manual de cinco marchas da versão Sport, o modelo se comportou um pouco abaixo do esperado. As relações mais longas aumentaram a sensação de falta de força, especialmente nas saídas. Manter um desempenho adequado em vias rápidas só com abuso no pé e giro lá em cima.

De modo geral, o Novo Jeep Renegade se mostra razoável na cidade, bom na estrada e excelente no off-road, levando-se sempre em consideração seu tamanho, peso e proposta no mercado. De R$ 66.900 até R$ 116.900, fora os opcionais, o modelo abrangente uma boa faixa de consumidores que querem novidade no segmento, antes dominado por apenas dois. Usar no dia a dia para abusar no fim de semana, parece ser a melhor definição para este novo SUV brasileiro.

Galeria de fotos do Novo Jeep Renegade:

Galeria de fotos das impressões do Novo Jeep Renegade:

Viagem a convite da Jeep.

5.0

  • Kadu

    Acho que esse carro possui duas grandes vantagens pra se sobressair em relação aos concorrentes:

    1) o visual robusto, e não de SUV de madame;
    2) a versão top parece ser realmente capaz de fazer off road de verdade.

    Carrinho maneiro, e isso vindo de uma pessoa que não gosta de utilitários.

    • Agnaldo Gastaldi

      Eu gosto mais das linhas do HRV, é bem mais bonito. Mas o conjunto mecânico da versão 2.0 parece ótimo! O motor da 1.8 tem fama de ser beberrão.

      • Frederico Chaves

        O HRV já vi pessoalmente, é muito bonito, mas é um carro pequeno e o interior da versão de entrada não corresponde com o preço.

        • afonso200

          HRV, o de entrada, pela mor de deus, no preço que é vedido de entrada nem ferrandoooooo

        • Diggo

          Eu já vi o HR-V também, mas nas versões top, aqui estão vendendo por R$98mil. Ele é bonito, mas a minha mulher preferiu o Civic na visita da css. Ela disse que naquele preço ela preferia o Fusion que é pouca coisa mais.

          • Frederico Chaves

            Não é tão equivalente com o preço, vai concorrer com a Tracker. Realmente pelo preço dele é muito melhor levar um civic ainda que sejam propostas diferentes…

            • Diggo

              Eu tenho planejado um sedã médio, mas não me importaria em levar um desses novos SUVs (crossover), inclusive no meu caso acho que o SUV é mais apropriado, mas estão salgados. Estou estudando.

          • Rubem

            ta certo ela. Ja pensou pagar por um fitão o preço de um civic?

          • GPE

            98mil? Não seria 89? Pelo q li, todo mundo falou que não estão cobrando ágio no carro.

            • Diggo

              98 mesmo. Eu nem tive coragem de requerer o test drive.

              • GPE

                Que cidade? Achei mt estranho pq todo mundo falou q o preço ta normal. Até aqui em PE, onde a Honda bota 1000 reais, no mínimo, em cima de cada carro, o preço ta o de tabela

            • mmcinza

              Em São Paulo não tem agio.

          • Gustavo73

            10mil de ágio?

      • Robinho

        Igualmente: sou mais o HRV e a Ecosport, até porque não faço trilha msm…

        • Derek

          Sério, eu não consigo entender como a Ecosport encaixa-se nesta categoria. As concorrentes realmente parecem SUVs, mas o Ecosport está mais para um Fiat Idea do que outra coisa.

          • Agnaldo Gastaldi

            O Ecosport é uma vergonha, falando em terceiro mundo, prefiro Duster ao ecosport

            • Derek

              Concordo, a Duster tem mais cara de SUV ao menos, mas o acabamento interno dela é muito pobre.

            • Robinho

              Como se a Duster fosse tão superior a Eco…aff

            • RyanSX

              Somos dois, e de quebra o Duster me parece mais parrudo e resistente, pelo menos comparando lado a lado.

          • Robinho

            Questão de gosto, simples assim.

        • Diggo

          O Eco ficou muito urbano nessa geração a anterior parecia mais robusta. Minha mãe teve duas e gostava muito.

          • Guilherme Teixeira

            mas são carros urbanos mesmo, ou você pensa que alguém compra eco para enfiar na lama ? Nunca vi.

            • Diggo

              Cara eu sou um que tenho casa no campo e quando vou pra lá tenho que andar um 5km na estrada, meu Punto sofre, um desses suvinhos facilitaria pela altura do chão.

      • what_the_hell??

        Já tive um Bravo com esse motor (ou quase) e nunca consegui fazer mais que 6.5km/l na cidade com gasolina! Na estrada chega a uns 10.5 no máximo

        • Alfredo Araujo

          Também… a 110 kms por hora o etorq berra a +- 3,5 mil giros !!!
          Tmb tive um Bravo…

          Meu atual Civic, a 110 kms de 6° marcha, fica a serenos 2,5 mil giros.

          • _William

            Acho que a JEEP errou feio em colocar o FIAT 1.8 E-Torq nesse carro. Se a pessoa fizer o test drive e se ligar minimamente em comportamento do carro, não compra.

            • Alfredo Araujo

              Acho que isso depende de calibração…
              Assim sendo, vale ao menos um TD

            • Wally

              Parece até que você fez o test drive já..

              O motor etorq do Renegade não é o mesmo do Bravo. Tiveram várias modificações significativas.

              – Ganhou variador de fase

              – A taxa de compressão subiu de 11,2 pra 12,5.
              – Válvulas maiores

              – Os pistões foram trocados
              – Coletores de admissão e escape foram trocados

              • _William

                Mas se o fato de eu não ter feito test drive é impedimento pra eu dar a opinião que dei, vale o mesmo para o contrário. Não dá pra dizer que essas alterações tenham sido o suficiente pra tornar esse motor adequado. Pelo menos no meu caso tem a “ficha corrida” do motor pra saber os seus defeitos.

                • Lu Riscas

                  A “ficha” é apenas um indicativo do que o motor pode ou não oferecer…

                  Eu fiz TD do bravo com Etorq…a um ano atrás e achei que poderia ser um pouco melhor, mas para a proposta do carro estava até de bom tamanho, era só dar um tapinha na calibração.

                  Achei no mesmo nível do Civic 1.8 que temos na família, inclusive em algumas situações que tive no Civic deu raiva..

                  O Civic gira mais que o Bravo, isso é verdade, mas no dia a dia…pra mim…estão no mesmo nível..

                  Vc nota realmente a diferença quando cai dentro de um Corolla….ai sim…dá pra dizer que realmente o Corolla tem torque…

                  Vale um TD pra ver se as mudanças no Etorque melhoraram o comportamento, só acho que as mudanças deveriam chegar até o restante da linha.

              • CharlesAle

                Mas o Renegade em compensação é bem mais pesado, o que certamente anula o ganho de força!!

              • what_the_hell??

                Mais uma vez sou obrigado a corrigir seu português e sua fraca interpretação de texto:
                – O correto é “teve várias modificações”
                – Eu falei que o motor é QUASE o mesmo!
                Sendo assim, eu falei que o Jeep não anda? Não falei! Falei que o motor do Jeep é fraco? Não falei! O que se pode concluir da frase é que o motor adotado pela Jeep como base para modificar e usar no Renegade é um motor pouco eficaz (bebe muito e anda pouco). Se o Jeep vai ter desempenho satisfatório os testes irão dizer…
                Ficam a dica e o ensinamento.

            • RyanSX

              O motor foi recalibrado e ganhou algumas alterações feitas pela Jeep. Não vamos criticar ainda pois é cedo demais para isso. Estou querendo acreditar que essa união possa render bons frutos.

              • Guilherme Teixeira

                Não tem o que criticar, o motor é bom, projeto bmw, tem muito torque, potência máxima vem em giro até baixo e manutenção fácil d+ . Ganhou alterações que precisavam e pronto. Motor do honda tem uns cavalinho a mais só que acima de 6000 rpm, tem 2kgf de torque a menos só vem a quase 5000rpm. Motor honda para atingir 130cv precisa girar 6200 rpm, no etorq chega nos 5250 rpm, ou seja, vai ter mais potencia somente em super giro alto e tem menos torque em toda faixa de giro. O povo gosta de criticar etorq mais o concorrente tem números nada animadores e para piorar ainda tem que abrir a tampa de válvulas para fazer regulagem de válvula a cada 30.000km, ou seja, motor bem pré histórico também. A única vantagem dos concorrentes é de ser mais leve, mas também só porque o preço está até mais caro. No mais tudo mais do mesmo.

                • DougSampaNA

                  Regulagem de valvulas co 30 mil? QUEEEEEE isso? Lembro que meu antigo Corsa 1.6 tinha regulagem de valvula prevista em manual aos 40 mil kms; rodei 94 mil com ele e nunca precisei..desanimador isso num projeto Honda!

              • _William

                Eu não boto muita fé, não acho essas alterações tão profundas (pelo menos a primeira vista) para fazer um diferença muito grande no motor. Mas de qualquer forma, como você disse, o jeito é esperar…mas eu não serviria de “cobaia”.

                • RyanSX

                  Parece que do motor original só sobrou o bloco e virabrequim . Cabeçote e o resto dos itens são totalmente novos. Mas enfim, o pessoal coloca 1.6 de 106 CV no Duster então não é de surpreender que colocariam o 1.8 ou parecido nele.

            • Guilherme Teixeira

              duster, ecosport possuem motor 1.6.

              A escolha é excelente para o modelo de entrada, motor 1.8 empurra tranquilamente o carro, para quem curte muito desempenho não deve procurar esse tipo de carro.

              • _William

                Apesar de ser concorrente, a Duster é bem mais em conta em preço e é bem mais simples também, então o motor encaixa mais na proposta a meu ver. O motor da Eco é mais moderno apesar de ser 1.6, esse Fiat é bem mais arcaico.

            • 4lex5andro

              depende, pois bravo e renegade tem propostas um pouco diferentes de uso ..

              um é exclusivo de asfalto ,já o jeep é trilheiro ..

          • Victor Motter

            meu sonic em 6˚ marcha a 110 fica a 2300 rpm .. já o fiesta berra a mais de 3000rpm

            • RyanSX

              Não sei se é impressão minha, mas sempre achei o Sonic mais torcudo e melhor de acelerar que o Fiesta 1.6. Deve ser as relações de marchas.

              • Victor Motter

                o sonic tem 17kmfm de troque .

              • Victor Motter

                17kgfm***

            • Debraido

              O Fiesta (1.6 16v) a 110km/h fica na casa de 2800. E alem de não berrar, é extremamente econômico. Não sei como é o consumo do Sonic, porem acho muito difícil superar o Ford.

              • Victor Motter

                Fiesta rocam 1.6 8V … Grita pra valer .. o consumo do sonic é exepcional .. tenho feito médias de 14km/l na cidade (cwb ~ 45km dia ) com gasol .. e 25 ~ 27 km/l na estrada (cwb~bc)

                • Debraido

                  Victor, desculpe mas nem com um UP! na descida alguém consegue esse consumo médio no Brasil. Só se for numa descida de serra.
                  Duvido muito que o Sonic consiga tais números num percurso de no minimo 100 km.

                  • Victor Motter

                    Ida e volta (curitiba – balneario cambouriu – 230km ) 27km/l , ida e volta ( curitiba – posadas – argentina ~ 1230km ) 25,8km/l .
                    tenho todos os canhotos de abastecimento para comprovar .

                    • DougSampaNA

                      sorry, sonic jamais ganharia nem do Fit G1 1,4 8v CVT, que fazia ótimo 20,25 km/l na gasolina na rod Castello Branco no sentido interior a plenos 110 km/h e não repetia isso no sentido contrario, mal fazia 18,5 km/l..desculpe mas vc calculou errado.

                    • Victor Motter

                      Ah , ok então .. VOCE sabe mais do EU do MEU carro , comigo dirigindo e abastecendo .. já pensou em tomar o lugar da mãe diná ?? veja se não consegue também prever os números da mega sena.
                      E com certeza sei MUITO mais de matemática do que voce .

                    • Lu Riscas

                      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk manda pra fábrica!!!

                      Pois nem ela faz esta média!!!

                      Tem certeza que não abasteceu com Diesel?

                      hauahauahauah

                • Jonas

                  Vc acredita mesmo nesses números? Quanta ingenuidade! Kkkkk

          • Deadlock

            O HR-V fica a 1900 RPM.

          • Wally

            Mas isso depende exclusivamente do cambio né chefe, e não do motor..

            O seu civic atual tem cambio de 6 marchas, o seu bravo tinha 5 marchas.. O renegade Etorq 1.8 deve ter os mesmos 2,5 giros a 110 km/h, pois tem cambio de 6 marchas tambem, só vai depender das relaçoes de marcha do cambio..

            • Alfredo Araujo

              Claro !!
              Só quis deixar claro a mudança em relação aos dois carros.

              E voltando ao Bravo, mesmo que o Renegade possuisse o mesmo câmbio, se adotassem relações diferentes já mudariam essa característica, no meu ver, negativa

          • Guilherme Teixeira

            Dependendo da cidade faz 6 km/l mesmo em grandes centros. Na rodovia um bravo absolut dualogic fazia 13 km/l a 130 km/h, 110 ficava na casa dos 13,5 a 14 km/l. É bom verificar a gasolina que você estava usando. 120KM/H = 3500 RPM que é uma rotação ideal para um motor aspirado 1.8 com 1400kg. Abaixo disso vai perder velocidade fácil em qualquer subida mais forçada. A 110 km/h fica a 3000 rpm.

          • Victor Henrique Tavares Soares

            kph,km/h, km por hora

        • Deadlock

          Com o Renegade é pior, maior área frontal e peso. Sobra o Diesel, mas está muito caro. Vai apanhar do HR-V.

        • Diggo

          Putz 6,5km/l com gasolina. O meu Punto com o velho 1.8 faz na cidade 10,5km/l.

          • Guilherme Teixeira

            Consumo em cidade não serve de parâmetro de comparação. Em Brasília rodando no centro com transito indo e parando meu ex bravo marcava 14,5 km/l de gasolina. Em belo horizonte 9, em Patos de minas 7… depende onde roda. Transito, quantidade de anda e para, ar condicionado ligado, tudo muda d+ em cidade.

        • Guilherme Teixeira

          10.5 na estrada a 150 km/h né ? e ainda reclama !
          quando comprei o meu de cara no inicio já fazia 12,5 a 13 km/l rodando a 120 km/h
          https://www.youtube.com/watch?v=u6aLff6Ijmg

          • Come On!!

            120 km/h com 3.400 rpm ta parecendo o câmbio AT4. Pra mim esse giro ta alto.

            • Guilherme Teixeira

              cambio at4 a ultima é longa e sem força. 3500rpm a 120 km/h é giro normal para um carro de 1400kg, é motor a gasolina, gira até 6500rpm. Por isso p Bravo é bom de rodovia, a 120 km/h tem boa potencia e torque. Imagina 120 km/h em motor 1.8 a 2000 rpm, nesse giro só tem força para retas, primeira subidinha morre. Meu ex corolla era assim, bom de reta péssimo de subidas.

        • Lu Riscas

          Brou ai depende do trajeto….

          Na família temos um Honda Fit Twist que faz esta média que vc falou…6,5 na cidade…na estrada até ele vai bem dependendo do trajeto….Santa Maria – Passo Fundo – 13 km/l… de PF-SM – 15 km/l
          Indo para o Uruguai, Santa Maria – Riveira – 11,0 km/l

          Na cidade trajetos muito curtos são impossíveis de fazer média.
          O seu consumo na estrada esta realmente elevado, isso pode ser indício de algum problema na inje eletrônica ou problemas mecânicos ou pé pesado hehehe.

      • Jeep Renegade Sport
        COR PRATA METALICA: R$ 1.085,00
        Pack Multimídia R$ 5.000,00
        Pack Safety R$ 3.500,00
        Teto Panorâmico R$ 6.000,00
        Pack Comfort R$ 1.250,00
        Parafuso antifurto R$ 160,00

        Jeep Renegade Longitude
        TETO PRETO R$ 690,00
        COR PRATA METALICA R$ 1.085,00
        METALICA E TETO PRETO R$ 1.775,00
        Roda 18″ R$ 1.500,00
        Pack Luxury R$ 4.000,00
        Pack Safety R$ 3.500,00
        Teto Panorâmico R$ 6.000,00
        Pacote Tecnológico 1 R$ 8.000,00
        Pacote Tecnológico 2 R$ 14.500,00

        Jeep Renegade Trailhawk
        COR PRATA METALICA R$ 1.085,00
        Banco de couro R$ 2.000,00
        Pack Safety R$ 4.000,00
        Teto Panorâmico R$ 7.000,00
        Teto solar My Sky R$ 7.900,00
        Pacote Tecnológico 3 R$ 6.000,00
        Pacote Tecnológico 4 R$ 14.500,00

        • Marcos Souza

          barato…se vc pagar em dólares!rs

        • Gustavo73

          145 mil o TH completo!!!

        • HelderV6

          KKKK se até o cara da honda, falando em pouco torque…..imagina a que ponto chegamos.

          • Lu Riscas

            Bah sei não…

            Tivemos Civic 1.8 na família e vou te contar…

            Motor é uma porcaria de torque….

            O Corolla dá banho no torque…não tem nem como comparar a disposição dos motores..

            Já dirige o Bravo 1.8 e me pareceu a mesma coisa que o Civic em torque e se pensar q este motor foi acertado para mais torque…até passei mais raiva no Civic…

            As vezes o performance feel não é bom, mas o números são…

            Performance feel vc muda na rotina da central….

            Vale um TD para saber se realmente é verídica a informação..

            Pq vou te contar..o que já vi de furada em reportagem……não dá nem pra contar nos dedos…

            • Marcelo Amorim

              Ja tive Corolla,Civic e atualmente um City,acho o Corolla mais carro no geral que o Civic,que pra mim esse só ganha em design interno e estabilidade,no resto é inferior.

              • Lu Riscas

                Concordo contigo, design do Civic é matador, suspensão mais durinha também, mas já não sou muito chegado..

                Pra mim a melhor suspensão custo/benefício é do Focus…macia e estável….

        • José Eduardo D’Acampora Guazzi

          Preciso fazer um TD no HRV e no Renegade, mas ao menos em dados o Renegade tem mais torque e mais cedo.

          • Guilherme Teixeira

            motor do civic tem 2kgf de torque a menos e ainda torque total está em 5000 rpm. É um péssimo motor e ainda tem que fazer regulagem de válvula a cada 20 ou 30 mil km que poucos fazem.

    • _William

      Enquanto isso, no UOL mostra uma correria ás CSS Honda de gente querendo o HR-V.. acho que esse Renegade não vai fazer tanto sucesso quanto a JEEP queria. Tem uma foto lá e realmente é bastante gente, só não coloquei o link pq ia demorar pra ser aprovado, ou não seria.

      • RicardoP

        Curiosos são uma coisa… Compradores são outra.

        • dallebu

          Eu mesmo fui na Honda hoje de curioso, na concessionária só tinha o HR-V top, por módicos 95.000.
          A impressão que tive foi boa, gosto de carros com painel envolvente, mas ao vivo o acabamento não me impressionou tanto como em fotos. A parte do painel não é em couro mas em uma borracha que imita a costura de couro, e o couro sintético do console fica meio escondido, se não passar a mão e sentir que é macio parece um plástico.
          O espaço interno também não me impressionou.
          O carro é bom mas não vale os 95.000 que pedem (com ágio), eu acho que o HR-V top deveria custar no máximo 80.000, pelo porte e motorização que o carro oferece.

          • RicardoP

            Pois é, claro que eles só vão colocar a versão top na concessionária, tb gostaria de conhecer o carro, mas a versão de 75k, pois só tenho a impressão por fotos por enquanto.

          • Daniel Freitas

            Estao pedindo $95k pelo hr-v top? Caraca!!! Imagina por quanto nao vira o cr-v reestilizado e que so vira na versao top agora….$129.990, no mínimo!!!

          • DougSampaNA

            95k, inacreditável mas esperado, quem enfiem no nariz ou outro buraco qq…

        • _William

          hehe… é, do jeito que a coisa tá preta, bobear nem 5% dos que foram ver compra mesmo. Bem pensado!

          • DougSampaNA

            preta?…hoje um comerciante conhecido meu perdeu uma grana com a quebra de uma empresa que daria pra comprar alguns centenas de Renegades..situação preta nada, cor de inferno…fumo puro! E e os odiados “classe média” pelo PT querendo financiar parte de 95k num hondinha…é de chorar a beira do caos que vivemos e o povo querendo fazer dívida.

    • Pedro Henrique

      olha eu gosto de banco em tecido, mas esses dali tem cara de bem vagabundo e áspero, parece até tecido de carro popular da Fiat… (talvez pelo carro já estar sujo, n sei)
      fora isso, a versão que vale a pena é a diesel, Só!
      HR-V is comming to mall mountain

    • Vanderley Almeida

      E pra mim que adoro utilitários então vai ser um prato cheio!

    • !Marcelo Surf!

      Outra vantagem, não tem o maldito estepe pendurado na tampa do porta malas

    • Paulo

      Bom o duster 4wd pelo menos na europa dizem ser bom pra off road, nada muito radical é verdade mas acho ele mais preparado pra isso que a eco no caso.

  • Thiago C

    Não me convenceu, as versões interessantes são muito caras pra um SUV compacto e as com motor etorq terão desempenho e consumo sofríveis.

    • Pedro Rocha

      Ia escrever exatamente isso. Desse jeito ficará fácil para o HR-V e o Ecosport não terá tantos problemas.
      Ontem eu não arrisquei dizer quem terminaria o ano em 1º no número de vendas no segmento, mas começo a achar que será o HR-V.

      • Thiago C

        Concordo, iria no hrv se o objetivo fosse urbano e no troller se quisesse um off road autentico.

        • Luis LC

          Ou Jimny

        • Floma08

          Troller tem manutenção caríssima, falta de peças, e concessionárias despreparadas ( pelo menos algumas regiões). Também tem seguro caro, ou impossibilidade de fazer seguro, e dificuldade de vender depois

          • Eduardo Campos

            Sem contar a inexistência dos airbags.

      • _William

        Agora que saiu as informações, eu levaria um HR-V pra casa e nem perderia tempo indo numa CSS JEEP pra ver esse Renegade. Jamais pagaria 70k pra levar motor E-Torq pra casa, e a diesel é muito cara, 100k é insanidade. Mas de qualquer forma seria melhor esperar o lançamento do 2008, que dependendo do preço pode se tornar a melhor escolha pra quem procura um carro da categoria.
        No Uol tem uma notícia de um alvoroço nas CSS Honda de gente atrás do HR-V, esse carro vai ser sucesso!

        • Pedro Rocha

          E saiu em outro site (Carsale) que o Renegade Sport MT5 foi etiquetado como “B” na medição de consumo do INMETRO em relação à categoria e “C” na classificação geral.
          Mais uma notícia negativa para esse lançamento.

          • _William

            Acho que não é nenhuma surpresa, esse E-torq sempre foi taxado de ser beberrão, agora é esperar pra ver se ele vai cumprir a fama de vazador de óleo também. Aos que diziam que não é beberrão, esta aí a resposta do Inmetro né, a não ser que eles também não acreditem nas informações do INMETRO.

            • Matheus Lelis

              Andando dentro do limite da via, 110, consigo fazer 14,5 km/l na gasolina e 10 no etanol, pra mim esta mais que bom. Etorq realmente é fraco em baixas, como eu ando praticamente 99% do tempo so na rodovia, não me atrapalha em nada, não to dizendo que o motor é bom ou ruim, mas a maioria das pessoas que o criticam, vai é no papo da mídia, ou de pessoas que falam que é ruim, andar 1 vez ou outra em um carro com 1.8 etorq não vai mostrar as qualidades ou defeitos do motor. Tenho um a 1 ano, e pretendo ficar mais uns 4 anos com ele, se fosse ruim não ficaria.

              • Elton Lopes

                Tenho um há 2 e meio, e é isso mesmo. Compartilho da sua opinião.

              • _William

                Pelo o que você descreveu é um motor bom pra estrada mesmo. Na cidade acho que o consumo deve cair muito, ainda mais se a pessoa quiser um desempenho melhor, pois vai ter que jogar o giro lá pra cima. Teve um outro comentário (de um proprietário) que disse que o giro do motor vai lá pra cima em velocidade de cruzeiro ( em torno de 100 ~ 120km/h), é bem por ai no seu também? Quanto que você consegue fazer na cidade normalmente?

                • Matheus Lelis

                  olha William, na minha cidade, uns 12 mil habitantes, a cada 100 metros 1 quebra molas, no etanol ele faz em torno de 5, e na gasolina uns 6,5, mas se for uma cidade um pouco maior, da pra fazer uns 6,7 no etanol. Na estrada quando anda a uns 120 km/h, ele da +- 9 km/l no etanol, e 12 na gasolina, eu percebo que ele é melhor no etanol em termos de consumo, pelo menos na minha região. O que eu gosto, é que se eu andar acima de 130, ate la pros 170, 180, eu consigo ate 7 km/l no etanol. Se você conseguir andar de 100 km/h, ele da 10,5, ate 11 no etanol. Agora as rotações, realmente é alto, a 100 ele esta em torno de 2800 rpm, 120 a uns 3400 rpm, em velocidades altas, 140 – 4000rpm. 160 – 4500 rpm, 180 – 5100 rpm, 200 – não me lembro bem, mas é uns 5500 rpm, eu teria que confirmar os valores certinhos, pq tem muito tempo que não observo, mas em velocidades mais altas, ele sobe ate pouco.

                  • _William

                    Isso casa bem com o passado pelo outro proprietário, é característica do carro então ele elevar tanto as rotações em 120 km/h. Mas se ele tiver um isolamento acústico bom não deve incomodar tanto né. Obrigado pelas informações!

                    • Matheus Lelis

                      eu utilizo o som na viagem no volume 2, no maximo 3, seja qual for a velocidade, pode ser 120 ou ate mesmo velocidades bem elevadas, e é o som original. Então é até bom o isolamento acustico, mas é como te falei, ate os 120 ele sobe bem rapido, mas depois disso, a rotação sobe bem mais devagar, deixando o carro com uma rotação ate boa em altas velocidades.

    • Chega_de_Ignorância

      Engraçado…
      O blogueiro testou o carro e disse que o desempenho é satisfatório…

      Mas se Vossa Excelência, com toda a sua sabedoria, já está prevendo que o desempenho será sofrível, quem somos nós pra contrariar..

      • Thiago C

        Já tive um bravo com motor etorq por 3 anos. O carro pesava 1370. O desempenho já beirava o limite para se tornar sofrível, com 0 a 100 perto de 12 segundos. O renegade pesa 1440. Não acredito que os ajustes que foram feitos no motor vão compensar a diferença de peso. Contudo, cada um faz o que quer com seu dinheiro. Se eficiência do motor não é sua prioridade, vai lá e compre seu SUV compacto de 80 mil com 0 a 100 de 13 segundos e se divirta.

        • Chega_de_Ignorância

          Mais um comparador de 0-100…
          O desempenho do Bravo é bastante razoável. Vc não teve Bravo coisa nenhuma… Ou se teve, o acelerador do seu carro estava calçado embaixo pra não chegar até o final do curso

          • Thiago C

            Tive não, ta “serto”. Por que você não recorre à mídia especializada e confere o 0 a 100 do bravo 1.8 então? Daí voce tira suas próprias conclusões. O bravo pra mim era um carro perfeito, adorava ele. Só acho que precisava de mais desempenho e o citei por ter o mesmo motor do renegade. Para mim, 0 a 100 perto de 12 segundos em um carro de 80 mil é sofrível.
            0 a 100 é sim uma referencia de desempenho e serve como comparação entre veículos.

            • TukhMd

              O Bravo é lindo (ou pelo menos era, antes da reestilização acabar com ele); a traseira perfeita. Só falta motor e câmbio TCT. Não iria nem pensar no The very Best se a Fiat fizesse essas mudanças.

            • Fernando

              Cara, nao quero ser chato, mas já sendo, vivemos numa cidade, e acho q vc nao faz racha, certo? Se voce nao faz racha, que diferença faz o carro chegar de 0 a 100 em 1s mais rapido? Isso nao vai mudar sua vida em nada…rs

              Se a gente ficar com fricote com as coisas novas que saem no mercado (seja carro, eletronico ou o q for) a gente nao vai comprar mais nada pois nao existe o carro perfeito, nem eletronico perfeito e nem a mulher perfeita…rss

              Eu gostei do Renegade, achei um belo carro e um preço caro porem aceitavel visto o que temos por aí nesse absurdo de país. Se o consumo dele for satisfatorio o que iremos saber daqui alguns meses nao vejo motivos para nao comprar daqui algum tempo (de preferencia usado pois quem comprar zero perderá no minimo uns 10 mil quando for vender) depois de 2 anos, e o carro estará novo em muitos casos.

              • TukhMd

                No seu pensamento um 1.0 aspirado em um médio já estaria de bom tamanho. No dia-a-dia o que conta mais é o torque em baixa, que permite retomadas ou ultrapassagens com maior segurança.

                • Fernando

                  Aí teria que ver o conjunto do carro. Mas se o carro for economico, forte para retomadas, porque nao? Velocidade numa cidade como Sao Paulo (aonde vivo) nao muda nada. Aqui é tudo parado, farol atras do outro. Que adianta ter velocidade final se nao tem pista? Fora que, pelo menos pra mim, com a idade aumentando, vc deixa de pensar em ficar correndo em qualquer reta, mesmo porque tem um radar a cada 2km, entao a gente tem q andar q nem comboio..fazer o que? Por isso que eu penso como disse acima, se o carro demorar 3 ou 4 segundos a mais pra chegar a 100km/h nao vai mudar nada pra mim. O que vai contar é ele ser economico e forte pra retomar, como vc citou.

                  • Thiago C

                    Quando falo de eficiência, critico justamente o potencial consumo elevado que o renegade terá dada a sua relação peso/ potencia/torque. Vai beber bastante.

                    • _William

                      E falando sobre consumo, o “Pedro Rocha” disse que no Carsale já saiu informações do INMETRO, segundo ele: “E saiu em outro site (Carsale) que o Renegade Sport MT5 foi etiquetado como “B” na medição de consumo do INMETRO em relação à categoria e “C” na classificação geral.”

                    • Fernando

                      Se for beber bastante, entao será um problema para quem o comprar. Por mais que eu tenha gostado do carro, passo longe de carro beberrão. Mas prefiro esperar outras analises. É muito cedo pra fazer qualquer avaliaçao do carro. Ele nem esta a venda ainda.

                    • Lu Riscas

                      Cara..enxerga mais longe um pouco….um dos principais pepinos do Renegade…não é o motor…

                      Peso e aerodinâmica..calcanhar de aquiles do carro..

              • Thiago C

                Mencionei 0 a 100 apenas como referencia de desempenho, nao para fazer racha nem ficar testando que um chega 1s na frente do outro. Geralmente o 0 a 100 acaba se refletindo no desempenho do veiculo, como retomadas e torque em baixa. Veja bem, eu disse geralmente. Ora, se a concorrência oferece motores mais eficientes pelo mesmo preço, por que você escolheria o menos eficiente? Visual do carro? Itens de serie? Talvez. Eu ficaria com o powertrain mais eficiente. É evidente que hrv e EcoSport são mais eficientes em suas versões de 80 mil.

                • José Eduardo D’Acampora Guazzi

                  Mais eficientes que o Renegado não significa que são eficientes, O 1.8 do HR-V aliado ao CVT ficou “frouxo” pra maioria que já testou e teve comentários similares aos do renegade. O Eco 2.0 se fosse o mesmo do Focus seria diferenciado mas a versão usada é cara e beberrona.
                  No pior dos piores hoje acho que uma versão interessante em equipamento e preço ficou a Eco FS 2.0 PowerShift

                  • Thiago C

                    Você tem razão, acho que os veículos da categoria não estão bem servidos de motorização, considerando a elevada faixa de preço. Ainda vejo como opção mais interessante os hatches e sedans médios

                  • DougSampaNA

                    Eco com 2.0 e cambio AT Aisin eu teria, com powertranco, nem de graça! Eu não quero um carro que já vem de brinde centenas de reclamações na web; este é na minha opnião, um produto pra ter entrado no país quando estivesse mais maduro, não pra amadurecer aqui.

                • Fernando

                  Ok, tudo bem. Entendi voce. Porem vc esta dizendo os outros mais eficientes para um carro de 80 mil. O Renegade vai partir de 67 mil. Vai ter os malucos dizendo que quem tem 67, tem 80.. a estas pessoas, eu irei passar minha conta corrente pra me fazerem uma doaçao porque pelo menos pra mim 13 mil nao caem do céu infelizmente. E aí, neste caso, eu ja descartaria o modelo que vc citou pq foge do que poderia pagar numa eventual compra.

                  • Thiago C

                    É verdade, vamos ver se não vão pelar demais essa versão. Tem grandes chances de ser uma opção melhor que a EcoSport 1.6 de entrada.

                  • José Eduardo D’Acampora Guazzi

                    Não entrei no mérito do preço de entrada, comentei que motor por motor nenhum agrada realmente. Dei minha opinião quanto a versão que acho interessante quando falei da Eco FS 2.0, o Renegade longitute 1.8 tbm acho interessante mesmo sem nenhum opcional e a HR-V EX. Mas todas sofrem de falta de motor adequado. Nesta faixa de preço meu perfil me levaria a comprar um Golf 1.4T do qual vejo muito mais tecnologia embarcada e refino.

              • Pedro Rocha

                Na medição de consumo do INMETRO o Renegade MT5 foi “B” em relação à categoria e “C” na classificação geral. (Carsale)

                • TukhMd

                  O Renegade está se tornando um carro indefensável na versão flex. Porta-malas minúsculo, motor relativamente manco e beberrão. Design controverso.

                  • Gustavo73

                    Ma versão 4×2 o porta-malas pode ser que seja maior que os menos de 300L do 4×4. Não é nada assim imenso mas é maior.

                    • TukhMd

                      Pq?

                    • Gustavo73

                      Provavelmente pela suspensão traseira diferente e pelo sistema de tração na 4 rodas.

                  • CharlesAle

                    Verdade…

                • CharlesAle

                  OU seja, o 1.8 E torq vai se mostrando inadequado também no Renegade. O fato é que a Fiat não tinha um motor decente para o carro na minha opinião…

              • HelderV6

                Po faz muita diferença sim 1s no 0 a100 kkkk, pra quem gosta de carro né? se for assim vamos comprar celta 1.0 prata, que tb leva pra todo lugar….

                • Fernando

                  Nao é questao de gostar ou nao de carro. E sim de apenas fazer uma reflexao. Nós nao estamos debatendo F1 onde 1 segundo é uma eternidade. Num transito como Sao Paulo, eu ter um carro 1 ou 2 segundos mais rapido que o vizinho do outro carro nao vai mudar nada. Se estivessemos numa rodovia sem limite de velocidade, ai eu ate concordaria com voce, mas como nao estamos, e mesmo se estivessemos, haveria inumeros radares e fiscalizacao, o que vai adiantar?

                  Essa fase do acelera tudo que dá eu já passei. Hoje penso muito mais em preservar minha vida do que mete o carro na traseira de outro por uma besteira.

              • Deadlock

                Consumo não é tão bom, segundo o Inmetro.

            • CharlesAle

              Sim,de fato, há criticas ao 1.8 E Torq tanto no Bravo como no linea, portanto, não será no Renegade que esse motor irá fazer milagre e tornar econômico e andador!!

            • Rzonta

              E vc acha que um HRV CVT fará o 0 a 100 em quanto?? Pode apostar que será perto de 12s tbm.

              • Thiago C

                Concordo, acho que o hrv fica entre 11 e 12s e o renegade entre 12 e 13s.

            • vin_cius_carvalho

              Comprar carro pra testar 0-100… não vejo o grande motivo pra isso. Mas, cada um compra o carro pelo que lhe convier, certo?

            • Lu Riscas

              0-100 serve pra? rs rs rs…

              • Thiago C

                Serve de referencia para saber mais ou menos o desempenho do carro. De 8s pra baixo, você sente as costas colando no banco quando retoma/acelera. 10s, desempenho honesto, você não passa raiva. 12s, ainda aceitável mas começa a ficar lento. Acima de 12 segundos, geralmente não empolga, ficando próximo do desempenho dos 1.0 aspirados quando passa de 14s. Deu pra ter uma ideia agora? Como eu já falei, não comparo 0 a 100 pra brincar de chegar 2 segundos na frente aos 100km/h. É só uma referencia pra saber mais ou menos como um carro anda. 0 a 100 não diz tudo, tem carros que tem um bom 0 a 100 mas não conseguem desenvolver muito bem depois dos cem.

                • Lu Riscas

                  kkkkkkkkkkkkkkkkkkk é pior do q eu imaginava!!!!!!

                  Desde quando…..em um carro de cidade…dirigido por uma cambada de motorista “usual” que não sabem nem que existe 0-100 vai se utilizar desde dado?

                  Nenhum!!!!

                  O que importa para os usuários é a capacidade de ganhar velocidade em retomadas e isso meu caro…

                  Acontece nas baixas e médias rotações!!!!

                  E nunca na faixa de potência máxima do veículo…

                  Tentarei explanar a sua bobagem…mais um que caiu no golpe de marketing..

                  1.000-3.500 RPm é o valor usual de giro, onde a potência é pífia e a curva de torque ainda está subindo.

                  Após este valor, se for um multi válvulas acontece um pico de torque entre 4.000-4.500 Rpm, e potência máxima acima dos 5.500 Rpm.

                  0-100 trabalha com o conta giro sempre ACIMA da faixa de torque máximo e buscando a potência máxima!

                  E isso não diz NADA sobre a retomada!

                  Temos diversos exemplos, vou citar 2 dentro da mesma linha:

                  Vectra 2.0 16v Gsi 150cv
                  0-100 km/h em 9,3s
                  Retomada 40-100 em 23s

                  Astra 2.0 8v importado da Bélgica

                  0-100 km/h em 11,4 s
                  Retomada 40-100 em 17s

                  Ou seja…uma diferença de APENAS 6 segundos na retomada!!!!

                  Conseguiu ENTENDER ou vai continuar acreditando em Papai Noel??

                  • Thiago C

                    Parabéns, espertão! Eu não sabia o que era torque em baixa e que retomada era importante. É sério isso? Pode guardar suas explicações óbvias pra voce. No mais, quero brincar de 0 a 100 pra chegar 2 segundos na sua frente em uma saída de semáforo, OK? Deixa eu adivinhar, esses números de retomada são em uma marcha fixa e pé fundo no acelerador, certo? Bom, se eu estivesse no citado Vectra GSI e quisesse ATROPELAR você no seu astra belga, eu elevaria o giro e você ficaria pra trás com seus números de retomada. Vá encher outro, ora!

                    • Lu Riscas

                      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk e o que isso tem haver com retomada???

                      Mostrou e remostrou que não sabe nada sobre carro…e ai quer dar palpite…

                      E fica “nervosa” quando alguém mostra ao contrário kakakakakaka

                      Piloto de PlayStation!!! kakakakakaka

                      Mamãe não ensinou nenem a fazer “toto” sem fralda!!
                      hauahauaha

                      Volta pro mobral!!!

                    • Thiago C

                      Estou imaginando você a 40km/h retomando seu vectra GSI ate os 100km/h em terceira marcha sem tocar no cambio… Hauahauahua… Realmente você sabe como extrair o maximo do carro numa retomada…

                    • Lu Riscas

                      Cara..vc é idiota ou algo do tipo?

                      Este teste é feito para medir a elasticidade do motor..e não se preocupe…se precisar eu baixo marcha tranquilo…até pq 0-100 em 9,22 é um universo que muitos nunca terão…
                      Meu atual carro esta beliscando nos 6,9s médio..as x bate em 7,1..

                      Volta para o mobral seu animal kakakakak

                    • Lu Riscas

                      Cara..vc é idiota ou algo do tipo?

                      Este teste é feito para medir a elasticidade do motor..e não se preocupe…se precisar eu baixo marcha tranquilo…até pq 0-100 em 9,22 é um universo que muitos nunca terão…
                      Meu atual carro esta beliscando nos 6,9s médio..as x bate em 7,1..

                      Volta para o mobral seu animal kakakakak

                    • Lu Riscas

                      kkkkkkkkkkkkkk pobre coitado!!!

                      Pode encostar com o carro q vc não tem…vai ficar esperando pra comer poeira…

                      Pq da pra ver q vc é um cabaço e que é capaz de perder de um carro 1.6 mesmo com um Vectra Gsi…

                      Fica a dica.. piloto de play station kakaka

                    • Thiago C

                      Vai arrumar uma mulher e para de encher o saco, moleque.

                • Lu Riscas

                  QTA BOBAGEM…….dá pena de uma criatura destas….

                  Vc tem q estudar muito mais..

          • TukhMd

            Agora você que está se passando por ignorante, querendo saber mais de quem ‘viveu’ com o carro. A experiência diária do dono é o principal para avaliar um carro, até mais do que os comparativos de revista, que ficam apenas alguns dias com ele.

          • Myph13 .

            Eu tive um Bravo e não chamaria nunca o 1.8 de sofrível, mas também não acho ele bom assim pra estar no Renegade. Ele teve acertos pra receber o torque máximo a 3800RPM, isso pode ter ajudado sim, mas ele ainda é um motor barulhento e que precisa de rotação alta pra mostrar a força que tem. Fora o consumo que nunca foi decente, meu Bravo fazia 5,8km/l de etanol com ar ligado ou 6,4km/l desligado, e fazia 10km/l na estrada (Já fiz 8km/l na estrada andando que nem maniaco…)
            A FCA tem Muitos e Muitos motores, e a Jeep não devia ter optado por esse 1.8 que pode ser aceitável, mas gastão demais e com fama de fraco.

            • Matheus Lelis

              eu também, tenho um linea 1.8 e acho ele muito bom, inclusive varias vezes em uma viagem um cruze tentou me passar em alta velocidade e não conseguiu, e ninguem fala do motor dele, e olha que tem mais potencia, e realmente não deu conta de me ultrapassar, e era o cruze hacth

              • RicardoP

                Aqui em comentários nem Mustang ultrapassa o Linea, o muscle car da Fiat rs

                Fala sério, quantos Cruzes ultrapassaram vc?

                • Matheus Lelis

                  cara, so to querendo falar, que o motor tambem nao é essa droga toda que o povo fala nao, o meu mesmo nao posso reclamar, ou entao eu fui “premiado” de ter um motor bom, mas como é fiat, o pessoal cai em cima, pode nao ser o melhor carro e muito menos a melhor montadora, mas atende muito bem o que eu preciso

              • Myph13 .

                Olha, ele não passou porque não quis. A Vez que citei que andei igual maniaco na estrada e fiz média de 8km/l (7,7km/l pra ser mais exato) foi uma vez que estava voltando de Bauru e eu e um Cruze, 2 retardados estávamos andando a 180km/h… Ele estava atras inicialmente, vi que vinha com tudo e comecei a acelerar, e ele continuou vindo, até que mantivemos 180km/h, mas ele acho que cansou de me ver junto com ele e acelerou mais e não tirava o pé pra nada, então eu até mantive por mais um tempo 180 mas ele foi distanciando lentamente e desisti, até mesmo porque o motor do Bravo já estava mais do que invadindo a cabine que quase nem a musica dava pra acompanhar sem aumentar bem… Podia ter acompanhado melhor? pode até ser, mas sempre que aparecia alguma coisa e tínhamos que reduzir, ele sempre saia na frente.

                • Matheus Lelis

                  Eu posso afirmar que ele não deu conta, era o at6 hatch, pois andamos 90 km +-, e ele abriu varias vezes pra ultrapassar, tanto na reta, descida ou subida, e ele nao dava conta nem de chegar do lado, se ele nao quisesse ele não abriria pra ultrapassar, meu linea da 210 na reta (velocimetro), uns 200 real. Eu estava com 3 pessoas, ele eu não sei, poderia estar sozinho ou ate mesmo cheio, então nao vou afirmar.
                  Ele queria tanto me passar, que chegando em Patos de Minas, eu reduzir por causa do quebra molas e ele passou do jeito que veio e sumiu, pode dar uma olhada no seu bravo, pq todo mundo que eu conheço com esse motor 1.8, ele da pelo menos 200 no velocimetro.

                  (OBS: Linea NÃO é melhor que o Cruze! Jamais!), Creio que se ele fosse manual, ele teria me passado

                  • Marcos Souza

                    o cambio at da chevrolet tem a 6 marcha bem longa e fraca…ate 150 o cruze puxa bem, pq esta em 5…depois q vc deixa entrar a 6…e pra deixar entrar, precisa diminuir a força do pe no acelerador, o carro fica manco…desenvolve devagar e qualquer subidinha ja mata ele…

                    • Hamilton

                      Errado. Se estiver em 6ª e apertar o acelerador um pouco mais, já reduz pra 5ª. A 6ª é pra economizar mesmo. O câmbio só mantém a 6ª se o acelerador estiver sendo pressionado até a metade do curso.
                      Ele chega nos 210 Km/h rapidamente. Depois cresce mais devagar, mas vai além dos 220 Km/h.

                  • Hamilton

                    Já vi que o motorista desse Cruze não era bom o suficiente para extrair o máximo do carro. Pra começar, bastaria ele utilizar a opção de trocas sequenciais. Jogava uma 5ª e puxava até o final.
                    O Cruze chega rapidamente a 210 Km/h no velocímetro. Se estiver no plano, deve ir um pouco além dos 220 Km/h.

                    • Matheus Lelis

                      Pois é, eu só falei o que aconteceu, por que falaram que o cara não quis, querer ele quis, se houve falta de habilidade eu não sei, provavelmente sim, é como falei, o cruze é melhor que o linea sim, mas o que eu quis dizer que o meu carro está com 64 mil km sem problema algum, e não acho o e-torq ruim não, não é tecnológico, mas atende muito alem das minhas necessidades, ate porque ando mais é a 120/130, então esse motor sobra a essa velocidade, mas quando eu quero dar uma esticadinha, até 210 ele vai bem, depois disso é difícil, praticamente não passa disso em uma reta.

                • DougSampaNA

                  se batesse a esta velocidade ia passar pro outro mundo sem nem sentir..vc não se ama não?

                  • Myph13 .

                    Nem me fale… Mas outro ponto pro Cruze estar sempre na frente era que eu tentava me precaver sempre que algum carro apontava lá na frente. Eu soltava o acelerador, fazia tudo pra perceber de longe que a pessoa lá na frente me viu e já saiu da frente ou não pretende entrar na minha frente do nada (Como ter outro carro na frente e ver se ele esta indo mais rapido a ponto de querer entrar na esquerda pra ultrapassar). O Cruze ia sem dó nem piedade, ele chegou bem perto de um carro na esquerda que não percebeu, e deu pra notar que ele não reduziu, como ele estava na frente não vi, mas imagino que ela tenha dado farol alto até cansar pro cara sair da frente.

              • Bruno

                Mas o cara devia ser muito bração então

          • Matheus Lelis

            porque já fiz 10 s no linea? kkkk não vou nesse papo de dados de fabrica nunca

        • Walter Augusto

          Se divirta ou passe raiva ? kkkkk

        • Arthur Santos

          Se você acha o desempenho do Bravo sofrível, nunca viu a versão vendida na Europa, 1.4 Fire 16v, e 90 impressionantes cavalos..

      • TukhMd

        O blogueiro é um deus que pode ser questionado??? Ok, ele tem mais experiência em testar carros, mas os dados técnicos e as avaliações de outros sites e revistas colocam esse motor, quando usado no Linea, como inadequado (para a categoria) e gastão. Não é uma simples reprogramação para que o torque surja alguns rpms abaixo que fará ele mudar milagrosamente em um carro mais pesado do que o Linea. Sem turbo ou injeção direta podemos dizer que o motor é o mesmo.
        E, para não esquecer, as inúmeras reclamações de problemas ocorridos prematuramente em proprietários de veículos com esse motor.

        • Chega_de_Ignorância

          Vc tá comparando ficha técnica

          O cara aqui do blog VIVE DISSO, testa carros toda semana
          Quantos carros ele já testou aqui? Desde Trailblazer V6, passando por Audi, Golf turbinados, carros aspirados em geral… Ninguém aqui dirigiu metade dos carros que o site já dirigiu.
          E mais, ele DIRIGIU O CARRO do post…
          A opinião do site tem mais valor que a dos achistas… Sem nenhuma dúvida

          • TukhMd

            Sim, mas a opinião do site não é absoluta. E, lembre-se, isso não é um teste prolongado. Seria como um Hand-on dos sites de tecnologia. Outros sites que já testaram carros com o motor (e que vivem disso também) disseram barbaridades. E agora?
            Na cidade, até Jetta santanão é ‘suficiente’.

            • Walter Augusto

              Bicho, não adianta discutir com fieteiro fanático.

          • Alessandro Lagoeiro

            Mas ao falar que o cara não teve o carro, você não se transformou em um achista também? Quer dizer, eu acho..

            • Chega_de_Ignorância

              Eu acho que ele teve.. Mas dirigiu a vida toda com o tapete enroscado embaixo do acelerador, pra dizer que o Bravo não anda

              • Marcos Souza

                o 1.8 etorq da fiat anda tanto qto o 1.6 16v do new fiesta ou o 1.6 16v do 208…

                • Alessandro Lagoeiro

                  Um… Eu acredito nisso, mas isso é relativo. Anda muito em qual carro? No Palio acredito que sim, de longe, pois deve ser mais leve que esses. No Bravo e Renegade eu já não acredito, embora ache possível. Eu já tive essa versão do motor Peugeot e tinha desempenho e economia fantásticos para categoria… Mas esse mesmo motor é criticado no Picasso, que é bem mais pesado e menos aeorodinâmico!
                  Tem também a caixa de marchas que influencia também…

                  • Marcos Souza

                    concordo, mas eu digo isso por ter certa experiencia..eu tenho um sonic automatico e estava viajando e fui ultrapassar um cara de bravo. sabeaquele tipo de cara que não pode ser ultrapassado que surta e quer mostrar que o carro é potente…
                    bom, quando eu fui ultrapassar, vi q ele pisou, mas mesmo assim passei…depois disso ele foi tentando acelerar e me alcançar.
                    ele conseguia me acompanhar, mas não chegava perto e não tinha força pra ultrapassar o meu carro numa reta de pista dupla. na hora que chegava as subidas, ele acabava ficando um pouco para tras…
                    por isso eu acho que esse etorq 1.8 anda tanto quanto os 1.6 16v de outras marcas…

                • Hamilton

                  É turbinado esse Etorq?

              • TukhMd

                Andar qualquer carro anda, se não não seria vendido. Agora ter desempenho condizente com a proposta do carro e a média da categoria são outros 500s (rsrsrs).
                Pra um vovô que só dirige na cidade até Jetta Santanão é satisfatório.

                • Alessandro Lagoeiro

                  Ou para mim que tenho um 1.0! heheheh

                  • TukhMd

                    Você não conta. Até Cobalt para você é melhor do que qualquer médio. rsrsrs

                    • Alessandro Lagoeiro

                      Quando disse isso?
                      Ele é MELHOR COMPRA que um médio que não tem concessionária em um raio de 200 km.
                      Ah, e é melhor que o 520 (Ou era 620?) também…
                      No mais… Acho que não… Talvez que o Grand Siena ou City… Que são compactos.

      • Feiradesantana Bahia

        Amigo, o blogueiro testou a versão DIESEL 2.0!!

        Porque será que não disponibilizaram a versão 1.8 flex??

        • Chega_de_Ignorância

          A galera nem lê o post e já vem comentar

          “Atravessando a Guanabara, pegamos o Longitude 1.8 Flex AT6. O Novo Jeep Renegade – apesar da expectativa não muito entusiasmante com motor E.torQ de 130/132 cv a 5.250 rpm e 18,6/19,1 kgfm a 3.750 rpm, respectivamente com gasolina e etanol – oferece uma performance razoável no trânsito urbano, apesar da falta de força nas saídas, principalmente devido ao peso e à pouca força do propulsor.”

          Não sei como não tem mais aqueles comentários assim:

          F I R S T
          __________________________barreira_de_proteção______________

          • TukhMd

            “oferece uma performance razoável no trânsito urbano, apesar da falta de força nas saídas, principalmente devido ao peso e à pouca força do propulsor.”
            Eu acho que você tem dislexia, lê mas não entende o que significa o texto.

          • Feiradesantana Bahia

            Vdd amigo. Tens razão. O flex também foi testado. Mas do flex o blogueiro disse que o desempenho foi “razoável”….não
            “satisfatório.” E de”razoável” pra “satisfatório” vai uma diferença bemmm
            grande.
            Mas convenhamos que
            “falta de força nas saídas devido ao peso” e “pouca força no propulsor” mas o desempenho foi “satisfatório”…rsrs

            Ou seja…. ” a cirurgia foi um sucesso mais o paciente morreu”..

      • Walter Augusto

        “…falta de força nas saídas, principalmente devido ao peso e à pouca força do propulsor. O nível de ruído é mais alto que no diesel e a transmissão Aisin de seis marchas prende muito a rotação acima dos 3.000 rpm, gerando algum desconforto….”

        Tá bom pra você ou precisa de mais algum relato ? rssss

    • DaniloRHF

      Ainda acredito que não haverá alteração na liderança do segmento. Mesmo que a Ford seja ameaçada, tem gordura pra queimar, além dos descontos tem uma possível substituição dos motores sigma pra 135 cv e o duratec pra 178 cv.

      O que vai acontecer é a canibalização da Palio Adventure, Freemont, Línea e Bravo por parte do Renegade. Canibalização do City e Fit por parte do HRV e quem deve sofrer um pouco é o Duster por contar com um projeto mais antigo.

      • Júlio Vasel

        Novo duster tá batendo a porta, logo chega.

    • DougSampaNA

      Nasceu com motor (1,8) errado, mas é a Teimo-Fiat, sempre achando um jeito de não fazer a lição de casas.

  • André

    Para mim, o porta malas de apenas 260 litros é ridículo, para quem tem família é impraticável. Espaço é praticidade e conforto. Esse motor 1.8 Flex também não deve ser em nada melhor que os da Eco e Duster, nem em desempenho, nem em consumo. A diesel, aí sim, realmente o conjunto motor cambio deve ser excelente, mas pagar mais de 100 mil num carro com porta malas menor que o do Celta, para mim não dá.

  • Netovski

    Essa versão de 66.900 será provavelmente um plano de contingência após a primeira leva de aumentos, mantendo o preço inicial do carro em 69.900.

    • Pedro Rocha

      Não sei se terá aumentos, mas tudo indica que esse “pé de boi” foi uma resposta de última hora à tabela de preços do HR-V, que não veio tão caro como o esperado de um modelo da Honda.

  • AndreiVieira

    3 coisas matam esse carro:

    – Porta malas

    – Motor fiat fraco

    – HRV

    Senao fosse isso, realmente ia brigar pela liderança, que o carro é muito legal!

    • pedro rt

      o preço do 2008 tmb q custara menos q todos os concorrentes “entre 58mil e 75mil”

      • AndreiVieira

        pode ser, mas não confio muito no 2008 não, acredito que, vindo a esse preço (o que acho difícil), vai vender legal, mas não vai incomodar os líderes.

    • Flavioblom

      Mas acho que o porta-malas só é deste tamanho na versão diesel – e teve quem mediu mais de 280L mesmo nesta versão. Nas versões sem 4×4 o volume seria de 350L.

      • AndreiVieira

        Mas onde você conseguiu essa informação, e porque a tração 4×4 tomaria tanto o porta-malas?

        • Charlis

          Faz todo sentido sim, já vi essas diferenças em outros modelos…
          O diferencial traseiro fica bem na posição que pode roubar espaço do porta-malas, que seja 1 palmo, já são vários litros.

        • Flavioblom

          Procurando no Google “bagageira Jeep Renegade”
          achei informações, num site português, de 351L. E teve site nacional que
          cravou 350L. Não coloquei as fontes porque não sei se posso colocar
          link de outros sites. O site Autoesporte disse que eles próprios mediram 283L. Agora, quanto ao 4×4 roubar espaço, não sei te falar.

      • Gio

        A Autoesporte mediu 283litros, praticamente a mesma coisa..

        E, realmente, é uma capacidade péssima para um veículo com a proposta que o Renegade também.. Se a Ecosport parecia fraca no quesito porta-malas, agora é quase bem vista nisso..

        Resta saber como é o porta-malas da versão Flex..

        • Flavioblom

          Eu vi isso também. Mas procurando no Google “bagageira Jeep Renegade” achei informações, num site português, de 351L. E teve site nacional que cravou 350L. Não coloquei as fontes porque não sei se posso colocar link de outros sites.

  • GPE

    O erro é oferecer todos os pacotes (de segurança, tecnologia, etc…)vinculados ao pacote luxo na versão Longitude At6 (deve ser igual nas outras mas não montei no site). Nem a versão Top top tem airbags extras. Um absurdo. Além de que ninguém sabe o mistério de não ter sido divulgado os preços dos pacotes.

    Li em outro lugar que a 120km/h em nona marcha o carro roda a 1200rpm

    Vi o HR-V ontem e tinha visto o Renegade semana passada. O HR-V é maior no comprimento, lembrando muito o porte de uma X1. É inegavelmente mais bonito que o Renegade. Tbm já vi o 2008 e digo que tb tem o porte de uma X1 e é belíssimo. Só resta a PUG não errar no preço e no pacote de equipamentos.

    Sinceramente, com motor flex mais ou menos, preço idêntico aos concorrentes, inúmeros opcionais (alguns necessários de verdade) que só fazem subir o preço do carro e não são valorizados na revenda, porta-malas de hatch compacto e visual não unânime, a vida do Renegade não será fácil.
    Cuidado p não ser renegado…

    • Gustavo73

      Colocar equipamentos opcionais até na versão top como ps múltiplos Airbags foi uma bola fora da Jeep. E o desempenho com o e-torq decepcionou.

      • CharlesAle

        Pareceu a VW agora! rsrsrs

        • Gustavo73

          Verdade, VW e Fiat agem assim a bastante tempo.

    • Marcos Souza

      motor diesel trabalha com rotações baixissimas…

      • GPE

        Eu sei. Mas mesmo assim é um número excelente. Creio que seria algo equivalente a 1650/1750RPM num motor a gasolina. Pra vc ter uma ideia, uma 320i com câmbio de 8 marchas roda a 1900rpm a 110km/h (o que já é muito bom)

    • Henrique Campos

      Penso q estão segurando a informação dos preços dos opcionais exatamente para sentir as reações do mercado. A FCA tem no mínimo mais 15 dias para observar a repercussão e estudar melhor estratégia de vendas, caso a perspectiva não se mostre positiva. A previsão deles, pra cumprir o cronograma e “pagar” o investimento é de que sejam vendidas pelo menos 50 mil unidades do Renegade ainda este ano. Portanto, se vender pouco ou abaixo de um limite de segurança, a medida q os meses forem passando, terão que usar estratégias de venda mais agressivas. A mais fácil e imediata é agregar mais valor ao carro sem mexer no preço, ou seja, incluindo mais opcionais ou oferecer descontos significativos pra inclusão dos mesmos. Assim, o melhor posicionamento dos consumidores agora é tb esperar e observar. Não comprem de imediato e vejam o q vai acontecer. Msm que ocorra mais retração do mercado, que o dólar aumente, etc, o preço dos veículos não vai aumentar assim tão rápido. O provável é q ocorram mtas promoções pra desovar o grande estoque q está se acumulando em todas as marcas. Acredito q veremos mtas promoções bem interessantes em um curto espaço de tempo. Adorei o Renegade e acho q tem uma proposta e tecnologia bem interessantes na versão diesel (eu compraria o Trailhawk q é a q acho q me atende), mas irei esperar um pouco pra ver o q acontece. Abs!

      • GPE

        Aposto uma lata de pitú que no próximo ano/modelo pelo menos o pacote de airbags vai vir de série na Longitude e na Trailhawk

    • Gustavo73

      Se o preço colocado acima pelo Lucro Brasil for o oficial nos opcionais, a versão top pode chegar à 145 mil reais.

      • Cyro

        145 mil da pra comprar um Ford Edge.

        • zekinha71

          Em setembro fui ver uma Edge em promoção e tava colado no vidro 162 mil.

          • Gustavo73

            A versão top ou a de entrada?

            • zekinha71

              Aí eu não sei, era a única na ccs, branco pérola.
              Era 180 e baixaram pra 162.

              • Gustavo73

                No site vai de 134 à 164 a versão top AWD com teto solar panorâmico.

          • radiobrasil

            Deve ser a versão top.. entrada é uns 20, 25 k mais em conta.

      • GPE

        Imagino q vá custar cerca de 20 a 23mil todos os pacotes de opcionais

        • Gustavo73

          A versão top a diesel chegou à 146 mil reais! Usando a tabela que ele divulgou…

  • Debraido

    A Jeep ainda tem uma carta na manga.
    Na Europa ele também é vendido numa versão com motor 1.6 etorq. Acho que isso daria força para uma eventual versão na casa dos R$60.000,00.
    Nessa configuração entraria até na área do Duster e dos chineses.

    • DGA

      O pobre já sofre com o 1.8, imagine com o 1.6!

    • Raimundo M.

      Cartada para mim seria oferecer motor a diesel sem o 4WD, o que permitiria reduzir uns R$ 8mil fácil no preço, pois esse sistema só será útil para quem realmente pensar em usar em ambientes onde um 4×2 não serve, embora há quem goste de desfilar no centros urbanos com veículo 4×4 sem nunca ter usado esse modo de tração. Também ajudaria ofertar motor a diesel menos potente e existe essa configuração no exterior, 2.0 140cv, sem esquecer que um flex mais potente possivelmente não teria o alto preço do motor a diesel, mas para tal a FCA teria que trabalhar na flexibilização do T-Jet ou dos Tigershark.
      A depender do ritmo de vendas desse produto, a Jeep poderá repensar a ofertar de alguns itens opcionais para serem de série, e o vão entre as versões flex e a diesel permite colocar um terceiro motor com cavalaria intermediária.
      O 1.6 E-torQ talvez seja usado no B-CUV da Fiat afim de viabilizar um preço bem mais acessível e isso é esperado da marca Fiat. A Jeep como a Toyota, Honda por exemplo, são marcas que não apelam para preços acessíveis e eu diria que essa opção de R$ 67 só a fizeram e pode ser que não tenha vidros elétricos atrás, pois tende a ter conteúdo menor, por não ter um produto similar da Fiat. Se a Honda quisesse, o HR_V poderia ter um segundo motor, 1.5, afim de garantir um preço inferior, mas se limitou ao 1.8, tal qual a GM com o Tracker.
      Alguns pedem o 500X, mas ele é um primo em primeiro grau do Renegade só não tendo a vocação off-road. Nos mercados onde os dois atuam, um é promovido a premium caso mantenha bom pacotes de itens e mecânica. A Jeep até certo ponto força o Renegade ter preço acessível, embora acima dos R$ 65 mil. Ter um produto da Fiat com preço não tão conflitante e este ser o 500X tá díficil. Teríamos que ter um 500X capado tipo Duster de entrada e com motor 1.6 Flex, sendo a top possivelmente restrita ao 1.8 AT6, e esta, com certeza, roubaria vendas do Renegade, justamente o que esperam maior saída.

      • A legislação não permite vender um carro diesel sem 4WD.

        • Raimundo M.

          Eu sei da legislação, meus caros, e a sugestão do 4×2 diesel, embora não detalhada, teria, claro, de rever a legislação arcaica nossa, pois em países desenvolvidos ou não, veículos de passeio movidos a diesel tem grande demanda vide a Europa.
          Infelizmente, aqui somos reféns do etanol, transporte rodoviário, e dependência da Petrobrás em importar os derivados do petróleo até que as novas refinarias, espero, produzam localmente.
          Todavia, mesmo sem tirar o 4WD da mecânica a diesel, é possível criar opções mais em conta com esse motor seja por cavalaria inferior, seja com câmbio manual.
          Por outro lado, quem quer um veículo com mais desempenho sem pagar o alto valor do motor a diesel com recurso que pode não precisar tipo 4WD, há duas famílias de motores capazes de trabalhar com os câmbios TCT6, Aisin6 e ZF9: T-Jet e Tigershark.

          • GPE

            A legislação permite carro diesel sem ser 4×4, desde que o automóvel tenha capacidade de carga acima de 1ton. Existe S10 diesel 4×2, por exemplo

        • GPE

          Permite sim, desde que tenha capacidade de carga acima de 1ton. Existe S10 diesel 4×2, por exemplo

      • Rafael_Rec

        Por lei motor diesel tem que ter uma reduzida, mesmo que seja uma simulada como acontece muitos SUVs. Então uma versão diesel 4×2 não irá exisir.

        • GPE

          A legislação permite carro diesel sem ser 4×4, desde que o automóvel tenha capacidade de carga acima de 1ton. Existe S10 diesel 4×2, por exemplo.

      • DGA

        A legislação brasileira exige que, para ser a diesel, o veículo transporte no mínimo 1 Ton. de carga ou que tenha 4×4 c/ reduzida.

    • Pedro Rocha

      Se o 1.8 já está sofrível, imagine com o 1.6: seria ridículo como o Duster de mesma litragem.

      • Debraido

        Más é a versão que mais vende mesmo assim.
        A questão para a maioria dos consumidores é a imagem.

  • Felipe Santos

    esse treco é um niva melhorado!

    • what_the_hell??

      kkkkk lembra mesmo!!!

  • DGA

    Típico comportamento dos motores e-torq, sendo fracos em baixas rotações e mais espertos e beberrões nas altas. Porta malas de 260 litros? Procede isso?

    • André

      Na Europa tem 351 litros de capacidade, mas com estepe temporário(fino). O nacional tem estepe normal, por isso deve ter só os 260 litros. Até acho que um carro off road não deve ter estepe fino, mas 260 litros realmente é ridículo.

      • DGA

        Esse porta malas afeta a escolha do veículo para mim. Juntando com o desempenho da versão 1.8 e o custo da versão a diesel, torna-se inviável!

      • Marcos Souza

        não é maior na versão 4×2?
        se for uma versão 4×2, não vejo necessidade de um estepe normal…se é 4×2, não vai ser usado pra fazer trilhas
        o 4×4 deve sim ter um estepe de mesmo tamanho.

        • Flavioblom

          Nas versões 4×2 parece que o porta-malas comporta 350L (ou 351).

  • FabioH

    Os preços das versões 1.8 estão dentro da realidade dos concorrentes, e é a versão que deve ser responsável pelo grosso das vendas, acho que dois fatores podem pesar contra a ambição da Jeep em vender mais que o Ecosport: o próprio desconhecimento da marca pelo grande público, vai precisar de um trabalho forte de marketing nessa parte, e outro é o próprio visual dele, quadradão e que remete aos Jeep antigos, eu gosto bastante, mas sei que muita gente deve torcer o nariz.

    • Franco da Silva

      Também gosto muito desse visual, mas as impressões sobre o motor 1.8 preocupam. Será esse o ponto fraco?! Faltou falar se o desempenho (e o consumo) deixa a desejar se comparado aos 1.6 dos concorrentes, que também não são lá essas coisas. Mas, com o tempo, os comparativos vão pipocar aqui e ali.

      • Rafael

        Eu já estava prevendo um desempenho fraco. A Strada adventure vai bem com o motor mas nada de especial. Foi pior que a saveiro 1.6 16. (Em casa possui uma Strada dessa). O Renegade é inegavelmente mais pesado. Logico andaria menos.

        Para esse 1.8 dar conta, faltou uma retrabalhada mais profunda com injeção direta, um câmbio de 6 marchas com relações mais reduzidas). Claro que está na média da categoria.. mas se tinha ambição de ser líder precisava ser superior no me ponto de vista.

        Será que a Ford pretende lançar o 2.0 do focus no Eco? Acho que tornaria bem interessante diante dos novos concorrentes e me faria inclusive interessar pelo Ford.

      • zeuslinux

        Eles deveriam ter usado pelo menos o motor 2.4 Tigershark (que usam no Freemont) nas versões flex mais completas.

        Esse carro é bem mais pesado do que os concorrentes, o que faz com que haja necessidade de motores maiores ou de motores turbo.

        • Gustavo73

          Usar o 2.4 acarretaria subir na categoria do IPI. Poderia usar o 1.4 Turbo.

          • zeuslinux

            Mas e daí ? O Freemont com motor 2.4 é vendido a partir de 98.530 (tirei agora do site da Fiat), que é um carro bem maior e mais confortável.

            Por isso eu digo que a Fiat, digo, Jeep poderia sim vender as versões top do Renegade gasolina com esse motor, deixando a opção do diesel e 4×4 para quem realmente preisa disso (aí bastaria vender a trailhawk com diesel aina mais caro)

            • Gustavo73

              Ele custaria mais que já custa. Pois pagaria mais impostos. Ou você acha que a Jeep bancaria a diferença. Fora que é um motor importado (mais custos) com uma manutenção mais cara provavelmente.

            • radiobrasil

              O Tigershark sofre no Freemont, ja andou num?

              • TukhMd

                Não sei se sofre, mas não tenho dúvidas que teria um desempenho excelente em um carro do porte do Renegade.

              • zeuslinux

                Não andei mas o freemont é mais de 100 kg do que esse Renegade.

      • DGA

        As versões 1.6 da concorrência são mais leves, mas só comparando mesmo!

      • Gustavo73

        “Segundo o INMETRO, os dados de consumo do Jeep Renegade 1.8 Flex MT são os seguintes.

        Etanol
        Cidade: 6,7 Kml
        Estrada: 7,4 Km/l
        Gasolina
        Cidade: 9,6 Km/l
        Estrada: 10,7 Km/l”

        • Franco da Silva

          Sempre acho estranho esses dados que tem o consumo estrada tão perto do cidade. Mas, se fizer aí perto de 10 na cidade fica parelho com a concorrência (“velha” geração).

          • Gustavo73

            São números do INMETRO que normalmente são bem pessimistas. Mas tem números comparativos piores que a concorrência também pelo INMETRO.

        • GPE

          Esse consumo na estrada nos 2 combustíveis está bem ruinzinho

        • Marcos Souza

          vamos colocar valores reais ai nesse consumo…só considerando estrada.
          o valor do etanol aqui em curitiba está em 2,08 e a gasolina aditivada em 3,30.
          pra fazer uma viagem de 500km= 67,56l de etanol = 46,72l de aditivada
          no etanol sai R$140,52
          na gasolina sai R$154,17
          muito bebado…

          • Gustavo73

            Sempre que vejo oa valores dos combustíveis em outros estados focp com inveja. Aqui no Rio a gasolina comum está a 3,50.

            • Léo Hung

              R$3,55, abasteci hj meu ford ka 2009… :(

              • Gustavo73

                Ainda acho uns lugares por 3,40. Semana passada no Walmart da linha amarela estava por 3 reais. Gasolina Shell pelo que pude ver. Mas o tanque já estava cheio. Vou testar algum dia.

                • Léo Hung

                  Tenho abastecido nos BR mesmo. Mas tá fogo, tem uns que nitidamente a gasolina é adulterada: o carro fica fraco, tanque rende nada…

                  Os Shell perto da minha casa cobram quase 3,70!!!!! Absurdo.

                  • Gustavo73

                    Abasteço em um posto Shell de confiança. Até agora tudo tranquilo, mas faço na zona norte perto da casa da minha namorada. Aqui em Botafogo tá tudo na faixa de 3,60. Não dá…

                    • Léo Hung

                      Costumo abastecer pela Tijuca ou Lagoa (quase 20 centavos a mais por litro). O Shell “ladrão” é na Tijuca, mas a gasolina aditivada deles vale a pena, o carro vira outro.

        • Léo Hung

          Caído :(

          Mesmo consumo do meu Ford Ka 2009 (o que é pior pra mim, obviamente hehehe).

    • Silvio Brito

      Mas quem não sabe o que e um jeep?
      Todo mundo conhece.
      No final acho q nenhum deles passará as 50 mil unidades.

      • FabioH

        Talvez todo mundo conheça aqueles Jeep antigos, mas a marca ficou muitos anos distante da realidade da grande maioria dos brasileiro.

  • Roger Rosato

    Não entendo por que diabos a FCA colocou esse Aisin AT6 no Renegade vendido na América (tanto o produzido aqui quanto o produzido no México). O Renegade europeu tem a TCT que me parece bem mais adequado à proposta e não acredito que seja substancialmente mais caro que o AT6…

    • Gustavo73

      Na VW o dsg custa mil euros a mais que o Tiptronic. É uma boa diferença.

  • Frederico Chaves

    Eu gostei muito daqueles tapetes que protegem mais o carpete, preguiça de quando suja o carpete.

  • Nismo

    Precisamos de carros a diesel mais acessíveis no Brasil!

    Pena esse carro custar a partir de 100 mil Reais na versão diesel!

  • Leonardo Teixeira

    Maricá, terra do jeep, vai vender aos montes aqui. De acordo com os preços esperava 85 mil na versão sport diesel, agora com esse preço não acho uma boa opção, a de entrada com certeza vai roubar muitos clientes da eco, vamos ver como vai ficar.

  • Sérgio Niski Junior

    Aquilo ali na foto do motor e-torque é um tanquinho de partida a frio? custava ter colocado um sistema sem tanquinho? pra mim oque complica nesse carro é o porta-malas muito pequeno menor até que o da Eco-sport que já é minusculo.

  • GUGASP

    Bem interessante o carro.

  • Adriano Gonçalves de Camargos

    Hoje eu quero PARABENIZAR a FCA por este CARRO!!!!! É isso que Queremos, carro bem feito e bem equipado!!!!!!!

    • Gustavo73

      Equipado com opcionais que elevam muito os preços.

      • José Eduardo D’Acampora Guazzi

        Pensei assim tbm mas veja que ele não deve em nada nos equipamentos de série pros concorrentes, vindo já até mais bem equipado. Todo os opcionais fora o pack safety são boas perfumarias, mas não deixam de ser perfumarias hehehe. Veja que a versão Longitude é mais barata que o HR-V e mais completa.

      • RicardoP

        Mas ainda assim com opcionais, diferente do HRV, que muita coisa que o carro tem na Europa, não será nem ofertada no Brasil.

        • Gustavo73

          Sim, a Honda capa brm mais seus produtos.

  • Jorge

    O visual do carro ficou muito bonito. O conjunto motor/cambio a diesel parece ser excelente mas muito caro. O conjunto motor/cambio a gasolina parece ser ruim.
    Não compraria por 2 motivos:
    1- Preço
    2- Porta malas pequeno

  • Antonio Carneiro

    Dona FIAT: Motor E.torQ 1.8 16V Flex e Câmbio AT6 ??????

    • what_the_hell??

      Não sei se podemos reclamar do AT6 até porque a Pug cogitou colocar o 2008 com AT4!!! Não sei se confirmaram …

      • Gustavo73

        Ele não está reclamando. Provavelmente quer o mesmo nos carros da Fiat.

        • Antonio Carneiro

          Sim, isso que quis dizer, pq qua FIAT não incorpora esse cambio nos seus carros?

      • Antonio Carneiro

        Sim, isto que quis dizer, pq qua FIAT não incorpora esse cambio nos seus carros?

  • Rasec

    Apesar de caras, acho que as versões Sport e Longitude 2.0 diesel 4×4 do Renegade irão “matar” o ASX 2.0 gasolina 4×4, já que custam praticamente o mesmo preço, na faixa dos R$100K.

    Renegade Sport 2.0 diesel – R$99,9K;
    ASX 2.0 gasolina 4×4 – R$107K;
    Renegade Longitude 2.0 diesel – R$109,9K.

    • Gustavo73

      Ainda tem que se acrescentar os opcionais do Renegade que são de série no ASX.

      • Rasec

        É, mas pelo mesmo preço, para 4×4, eu troco fácil os opcionais pelo conjunto motor diesel/AT9, com reduzida e HDC.

        • Gustavo73

          Se você precisa de um carro com capacidade off-road maior pode ser.

          • Rasec

            Capacidade maior de off-road é exatamente a proposta de todos os carros 4×4, mesmo em trilhas leves.

            Quem não precisa, vai de 4×2.

            • Gustavo73

              Nem todos, no caso do ASX e outros altinhos isso tem mais haver com a estabilidade em pisos escorregadios, tanto que os pneus são para asfalto.

              • Rasec

                Quase todos os consumidores que compram carros 4×4 (e pagam mais caro por isso) é porque usam estradas de terra, mesmo sendo trilhas leves, seja no dia a dia, seja em passeios aos finais de semana.

                Para uso 100% em asfalto, 4×4 não faz sentido.

                • Raimundo M.

                  Isso não é verdade. Há utilitários esportivos com tração permanente nas 4 rodas, bem como veículos de passeio em versão esportiva também utilizam tração nas quatro rodas para aumentar a aderência facilitando a passagem em curvas rápidas. Outra é quem um veículo com tração permanente se comporta muito melhor em pisos adversos contribuindo também para maior estabilidade.
                  Claro, se for um sistema de tração 4×4 parcial ou sob demanda cujo usuário não abusa de velocidades maiores, sabe se comportar em vias com piso molhado, muito menos trafegar em vias onde 4×4 faz muita diferença, o custo maior de uma tração extra é desnecessário.
                  No caso do Renegade, graças a legislação antiquada e outros problemas locais, quem gosta de motor a diesel, que seria válido para quem roda bastante, terá que levar a tração 4×4 mesmo que não precise.

                  • Rasec

                    Entendo os argumentos dos colegas, mas quem compra carro com tração 4×4 e nunca trafega em estradas de terra jogou dinheiro fora, simples assim. Comprar carro 4×4 e só andar em asfalto é de doer.

                    E todos sabemos que não estou falando de off-road pesado, que exige preparação dos carros, estou falando de trilhas leves que é o que mais de 90% do pessoal faz, seja para ir à um sítio, seja para fazer uma aventura de final de semana na praia ou na montanha.

                    • Gustavo73

                      Também acho que muitos pagam por algo que não vão usar. Mas essa é a realidade. Ainda mais se ele quer a versão completa, ou leva o awd junto ou não leva a versão desejada no quesito equipamentos.

                    • Léo Hung

                      Diga isso para os vários 4×4 de shopping que vejo diariamente. Não têm um risco na pintura (o que evidencia que NUNCa foram para a terra) e aposto que muitos trafegam somente de casa para o shopping (com aquelas madames de cabelo armado e brincão). :P

                    • Rasec

                      Exato. Dinheiro jogado fora.

                • GPE

                  Discordo. Tenho certeza que 80% ou mais da pick-ups 4×4 que rodam pelas cidades nunca viram sequer lama, quiçá uma trilha. A galera compra pq é grande e alta. E se vc conhece do mercado, sabe que as versões mais vendidas são as top 4×4 diesel AT.

                • Luis LC

                  Faz sim, muito sentido. 4X4 é pra pisos escorregadios, asfalto molhado inclusive, o que pra carros altos se torna quase indepensável em termos de segurança. Pra trilha tem que ter reduzida ou controles eletrônicos de tração

                • Gustavo73

                  A maioria que compra os altinhos 4×4 ou não sabe que tem ou não usa para off-road. Me diga quantas Captiva V6,Tiguan, ASX, Outlander, CRV o RAV4 com tração AWD você vê fazendo trilha, mesmo qs levinhas que não precisariam de tração nas 4. Como eu disse tração integral também tem o objetivo de segurança em pisos escorregadios, não precisa ser lama. Fora que para o off-road calçados adequadod são necessários e nenhum deles tem.

                  • Léo Hung

                    Tia aqui do trabalho tem um ASX TOP com tudo que tem direito. Só vai de casa pro trabalho e parou.

                    Uma vez peguei carona para ir almoçar e ela “Esse carro tem 4×4!” e eu “Legal, agora você pode meter ele no lamaçal e fazer umas trilhas”. Ela “Eu não, vai estragar o carro todo”.

                    hehehehehehe

                    • Gustavo73

                      Nada mais comum.

                    • DINEIROO

                      KKKKK

                    • radiobrasil

                      Não é pq tem tração nas 4 que se comporta como um 4×4 pra trilha… Esse AWD q vemos em Captiva v6, Fusion, ASX top serve apenas para melhor aderencia em curvas. No youtube tem uns testes com carros AWD (suv’s) em que eles testaram a capacidade de tração traseiras dos mesmos e foi DECEPCIONANTE, o carro não saia do lugar.

    • DGA

      Não se esqueça que o ASX possui porta malas, enquanto o Renegade possui porta luvas traseiro, e isso faz diferença para o público consumidor.

      • Rasec

        Capacidade dos porta malas:
        ASX – 409 litros;
        Renegade – 350 litros.

        Diferença volumétrica de apenas 17%.

        • DGA

          350 litros o europeu, que possui estepe fino. O nosso, devido ao estepe de proporções normais, possui 90 litros a menos.

        • Gustavo73

          Segundo a. NA ele tem 260L. Na versão 4×4 se esse número for o certo é menor que o porta-malas do Celta, Ka r March. E 25L menor que o do Up.

  • Wally

    Esse Jeep Sport preto com rodas pretas ficou invocado(bandido). :-D

    https://www.noticiasautomotivas.com.br/images/img/f/jeep-renegade-impress%C3%B5es-NA-114.jpg

  • Pedro Rocha

    Esse desempenho do motor 1.8 etorq é decepcionante, ainda que previsível. Essas versões flex estão meio “francesas”: com várias firulas interessantes mas também com características desabonadoras. Com esse motor fraco e porta-malas pequeno, o Renegade não será um grande problema para o Ecosport 2.0.
    As versões diesel são as verdadeiramente interessantes, mas com preços mais altos até do que os especulados antes do lançamento, que chutavam a Sport a 90~95K.

  • Tosca16

    O que vai fazer muitos comprarem ou não são as avaliações nos fóruns dos proprietários desse motor flex 1.8 16V E.torQ, maior incógnita do modelo… já tem quem crave que esse motor vai acabar com a fama da Jeep; eu acho que ainda é cedo e devemos primeiramente ver como irá se sair para depois as severas críticas como também os grandiosos elogios se assim se mostrar eficiente e durável .

    • DGA

      Se levarmos em conta apenas o porta malas ele já perdeu qualquer comparativo com os concorrentes. Mas é claro que este é apenas um dos quesitos a serem comparados, mas fará diferença!

      • Tosca16

        motorização sem sombra de dúvidas é o fator mais importante nesse carro a ser discutido, vide a tida má fama dessa linha de motores … e eu nunca ví perfil familiar nesse modelo, acho que quem tem família grande iria em outro SUV; esse modelo é muito jovial não vejo fora jovens, solteiros ou casais jovens sem filhos tendo esse carro . E ao meu ver a maioria vai possuir como 2° carro, é um perfil que acredito e espero está errado mas não vejo esse mercado todo .

  • pedro rt

    ta havendo rumores agora de q a FIAT vai trazer o 500X pro nosso mercado por um preço mais baixo q o renegade entre esse ano e o ano q vem. vao tirar de linha a weekend, doblo e idea adventure pra por ele no lugar, dizem q o 500X custara de 4 a 5mil a menos q as versoes flex do renegade.
    outro rumor diz q a FIAT desistiu de trazer o TEMPRA/OTTIMO pro nosso mercado, no lugar eles vao trazer uma nova familia de carros medio-compactos q esta sendo desenvolvida na turquia pra europa e tmb pro brasil e q la serao os sucessores do punto/bravo/linea/croma. o 1° a chegar dessa nova familia e o sedan, sucessor do linea.

    • Gustavo73

      Aí sim a fábrica vai ter uma ocupação razoável da sua capacidade de produção.

      • Raimundo M.

        A unidade da Jeep em Goiana/PE irá exportar para toda a America Latina, exceto México, segundo executivos que estiverem na Assembleia Legislativa de Pernambuco, semana passada. Eles ainda disseram e ontem li em outro site dizendo o contrário, a unidade pernambucana só fará Jeep. O segundo veículo será maior e seria o produto a substituir Compass/Patriot, C-SUV no planejamento, que também seria feito com a plataforma B-Wide, e mídia internacional especula que a Fiat aproveitará para fazer o especulado 500XL. A picape FCC4 será feita em Betim, e nos quatros anos do planejamento, serão feitos seis novos produtos (quatro Fiat em Minas, dois Jeep em Pernambuco).
        Pelo planejamento, novos são o city car e o B-CUV dito para o lugar da Idea e Palio Wkd. Não faz sentido por o Doblo como relata o Pedro RT, pois este atua no segmento de veículos leves de carga como opção maior a Fiorino, e abaixo da Ducato. Teríamos, portanto, de Fiat, três de fato novos produtos (city car, B-CUV e FCC4). Como o segmento de sedan parece mais atraente que o de hatch, o sucessor do Linea deve ser o quarto, que por sinal vi um site publicando o que seria o flagra da mula usando a carroceria do Linea alargada. O hatch, se valer a pena, viria depois.

        A distorção vista em outro site é afirmar que Goiana/PE fará a picape FCC4, o B-CUV, o Jeep C-SUV, sedan e hatch Fiat, inclusive com previsão de ampliação para suportar todos esses veículos. Essa informação foi obtida no evento do Renegade, divergindo dos executivos que detalharam na Alepe a distribuição entre veículos Fiat em Betim e Jeep em Goiana, segundo eles para manter uma padrão de qualidade na Jeep. Tirando esse detalhe, se haverá sucessor para Bravo e Linea, teriam que ser feitos em Minas, afinal a linha desses produtos ficaria ociosa. Ainda pesa a questão de a nova geração deverá ser lançada ano que vem, devendo usar a base B-Wide, e este veículo é cotado para o Brasil. Se o Punto usará a B-Wide, sucessores do Linea e Bravo também, terá um B-CUV, e a FCC4 idem. Algum produto abrirá a porta para Minas usar a B-Wide, e isso poderá ser iniciado com a FCC4. Idea e Palio Wdk saem entra B-CUV, Linea e Bravo para sedan e hatch, nota-se que há equilíbrio na saída e entrada de produtos em Minas, e seria preciso isso, do contrário Minas perdiria boa parte da produção para Pernambuco.

    • Wally

      Duvido o 500x custar mais barato que o Renegade.. O 500x é muito mais refinado que o Renegade, por isso a fiat não pensa em trazê-lo, pois seria caro e não iria conseguir competir. Por isso ela quer fazer uma versão nacional, utilizando essa base (500x/renegade), que seja menos sofisticada e possa ter preço competitivo..

      Nos EUA, o renegade começa em US$ 17.990,00

      O 500x em US$ 20.000,00.

      A Fiat nos EUA, queira ou não, se posicionou como premium (carros de nicho). Só vende a linha 500 completa.

      • Marcos Souza

        fiat marca premium? eu morro e não vejo tudo…
        passou o papo nos americanos.

        • Wally

          Se voce olhar as propagandas e os preços da Fiat nos EUA, vai ver que ela se posicionou como marca premium, tipo a verdadeira concorrente da MINI.

        • Rubem

          uai..aqui no brasil a Hyundai e kia não passaram o mesmo papo de marca premium nos nativos daqui!?

    • Thiago Maia

      O “ottimo/viaggio” é exclusivo para a China. Para os outros mercados (Leste/suleuropeu e asia será esse sedan que vc diz.

      Quanto ao 500X há dúvidas: ele é muito bem acabado; no plano, consta um CUV B para América Latina e India; para a Europa um SUV C. Ou seja, o planejamento inicial aparentava serem 3 suvs/cuvs Fiat : 500X; irmão do futuro Jeep Compass; SUV do tamanho ou menor que o 500X para os “emergentes”

      • Raimundo M.

        Aqui deveremos ter um Duster da Fiat com interior simples, mecânica limitada tipo 1.6 MT5 e 1.8 MT5/AT6 (Aisin). O Duster tem bom custo benefício e atende aqueles que querem espaço interno, algo não disponível no Renegade e 500X. O povo aqui prefere central multimidia a itens de segurança caros com side e window bag. Os motores do Duster não são sofisticados, muito menos o câmbio AT4. Se a Fiat conseguir fazer algo similar com um pouco mais de modernidade, venderá muito. A questão é que vender muito diretamente interfere na meta da Jeep pensar em ser líder com o Renegade sendo mais caro que esse possível Fiat.

    • Edson Fernandes

      Outro médio compacto? Já não basta que seus médios sejam pequenos? Para mim eu acho que a Fiat precisa pensar grande, caso contrário viverá sempre de carros compactos.

  • octavio cesar godoy

    Pecados mortais: motor fraco a gasolina, barulho, porta malas, espaço, tudo, e principal feito no norte ou nordeste , tem uns babacas me enchendo o saco, não estudo geografia do brasil, somente europa, américa do norte

    • XXRS

      “Feito no norte”

      O que falar de tamanha imbecilidade?
      Duplamente imbecil, pois Pernambuco não fica na região Norte.

    • Marcos Souza

      o troller nasceu e ainda é feito no ceará, perto de pernambuco.
      Ecosport é fabricado na Bahia…e não vejo qual a sua lógica de: primeiro, confundir nordeste com norte e segundo dar a impressão de ser feito lá é sinal de má qualidade…

    • GPE

      Precisa estudar mais geografia, matéria tão simples. Pelo jeito é mais um sulista burro.

      Vou ajudar:
      (NOME DO ESTADO E DA CAPITAL)
      Alagoas – Maceió
      Bahia – Salvador
      Ceará – Fortaleza
      Maranhão – São Luís
      Paraíba – João Pessoa
      Pernambuco – Recife (a fábrica da JEEP fica nesse Estado na cidade de Goiana – cuidado pra não confundir com Goiânia de Goiás)
      Piauí – Teresina
      Rio Grande do Norte – Natal
      Sergipe – Aracaju

      • Flavioblom

        Sulista do sul, né?! Não do sudeste.

      • octavio cesar godoy

        imbecil, mais um patriota

    • R5GT

      Você não está errado em falar norte. O Nordeste está ao norte do Brasil. Nordeste é uma divisão política, as quais não deveriam existir, só aumenta a xenofobia e reduz à generalização. Quanto à sua opinião em si, tem algum sentido sim, mão de obra mais barata tende a produzir produtos de qualidade inferior, muitas vezes potencializada pela própria empresa, mas existem exceções.

      • Marcos Souza

        a mao de obra nao é barata…esta no mesmo país com os mesmos impostos e o mesmo salario minimo…
        a questao de qualidade depende do controle de qualidade da empresa.
        mas como eu disse, troller e ecosport são fabricados por lá…se vai falar mal de um, fala dos outros tbm.

        • R5GT

          Eu realmente não posso afirmar que é mais barata, mas já vi uma vez a média de salários e a Ford de Camaçari estava abaixo da outras regiões, não sei se era correta mas, para mim, faz sentido. Acho que o controle de qualidade da Ford de Camaçari progrediu, embora ainda não esteja satisfatório, pelo que acompanho na internet, tanto do novo Ka quanto da Ecosport. De qualquer forma, a Fiat de Goiana é a segunda fábrica significante de carros na região, pode muito bem mudar a má fama, embora eu acredite que parta de outros fatores, como já citei.

          • Léo Hung

            Em geral, Sudeste paga melhor. Regiões em desenvolvimento terão vantagem sobre outras estabelecidas, por “N” motivos. Onde vc acha melhor construir? NE ou ABC com seus sindicatos bisonhos?

            Não estou falando mal do NE, apenas citando fatos da indústria.

      • octavio cesar godoy

        detesto quando tem gente defendendo a porcaria que nós estamos, e gente achando que esta tudo bem, eu não compro uma porcaria dessas feito aqui, meu carro só pra você ter noção é um subaru forester, ano 2010, a bateria desse carro foi pifar ontem, depois de 5 anos, a Toyota hillux sw4 ano 2012 já troquei 2 vezes a bateria, só pra você sentir a qualidade dos carros fabricados aqui

        • Marcos Souza

          se vc quer comparar…compare o mesmo modelo de carro fabricado aqui e no exterior…ai sim, vc tera argumento.
          sao marcas e carros diferentes…obvio que os comportamentos e durabilidade serao diferentes.
          meus dois uçtimos carros sao importados, mas nao vejo diferença significativa pra um nacional.

        • Gustavo73

          Bom essa história da bateria não vi vantagem. Tenho um Fiat com 4 anos e a bateria é a mesma, só troquei até hoje uma única lâmpada. Meu pai teve um Monza que demorou 8 anos para trocar a bateria.

        • Edson Fernandes

          Se for pensar assim…. o meu C3 que foi fabricado em Porto Real durou por 4 anos a bateria enquanto que o mesmo carro produzido praticamente no mesmo lote em que um amigo meu teve, ele teve inumeros problemas.

          Isso pode acontecer em qualquer linha de produção.

        • Otavio Marcondes

          Meu Astra”sauro” é um 09/10 e nunca troquei a bateria dele até hoje. Isso que acho a montagem dele mal feita. Não quer dizer que ele é melhor que a sua SW4, nem sua Forester, mas sim a forma que você não usa seus veículos. O que quero dizer é que provavelmente você use pouco cada um, realçando a melhor qualidade da Subaru sobre a sua Toyota. Meu carro hoje está com 168.000Km (nunca baixou água de radiador ou óleo só para referência, mas existem vários casos que com 1 ou 2 anos a bateria pifou.

    • Banido por preconceito com uma certa região do país.

      • GPE

        Valeu. Acho q o cara nunca apareceu aqui p comentar. Aí quando resolveu falar, falou asneiras

  • Fernando S

    Três comentários:

    1) Jeep com motor E-Torq? A Fiat quer matar a Jeep?

    2) Foi só eu que achei esse painel central horrível, com essas duas saídas de ar centrais parecendo duas orelhas? Parece painel de sub-compacto, tipo Jac J2 ou Nissan March

    3) Reportagem do NA longuíííííssima, porém incompleta: não diz as dimensões do veículo (comprimento, altura, largura, entreeixos)… E esse negócio de “torque a X giros” ou “sobe de giro” é uma gíria horrível que não combina com uma reportagem séria. O certo seria “giros por minuto” e não “giros”. Confundir as duas coisas é como confundir “quilômetros” com “quilômetros por hora” (um é posição, o outro é velocidade).

  • Chicão

    Vcs estão reclamando de motor fraco e porta-malas pequeno, mas estão esquecendo que a maioria só vai usar esse carro pra subir rampa de shopping.

    • Marcos Souza

      diferente dos ecosports que normalmente são carros de publico feminino, o jeep vai ser preferido pelos homens. E homem costuma viajar mais, coloca a familia inteira no carro pra ir pra estrada… acho que uns 90% dos ecosports nunca viu uma estrada na vida…
      por isso a reclamação quanto ao motor…

      • Wally

        Pra esse “homem”, tem o Renegade 2.0 diesel.

        • Marcos Souza

          não vejo necessidade de um diesel pra percorrer 300km de estrada pedagiada…
          se fosse um motor com mais de 150cv e 20 de torque pra ser compativel com o carro, estava bom…

          • Edson Fernandes

            E a Fiat te da essa opção com o motor diesel. Porque o Ecosport tem a versão 2.0 porém inferior a versão diesel do Renegade.

            Mas qual a maioria das Ecosport vendidas? Duster? tudo 1.6… oque coloca em cheque que brasileiro quer sempre o motor maior (ou tem conidições de arcar com este).

      • Alex

        Inclui ai nas reclamações o porta malas minúsculo e o diesel + opcionais caro!

    • Diego Nameko

      E tenho certeza que 99,99% dos personagens comentando mal conheceram o carro, fico impressionado com tamanha imbecilidade e o tanto de blasfêmias ditas.
      Mas uma coisa desconfio, o que fizeram neste e.Torq para elevar estes 20cv e 2kgfm? kkkkkkkkkkkkkkk… o motor já tem sérios problemas com vazamentos de óleo em juntas, quero ver agora o que vai acontecer, hahahaha.

  • alex

    Só faltou as impressões sobre a versão camuflada, rodas, camuflagem, rack, quebra mato, são acessórios Mopar disponíveis ou só uma versão exibição ? Essa versão tem potencial, talvez com um motor de 200, 220 cv poderia ser digamos o Renegade Raptor !

  • Neto

    espero que empaque nos pátios devido à crise, dai baixe bem o preço pra que a gente compre sem seremos estuprados.

  • RFGV

    Esse carro, pra mim, só é interessante na versão a diesel. Motorzinho 1.8 da Fiat em Strada tudo bem, mas num carro de 1600kg deve deixar muito a desejar.
    As versões a diesel, podem (e vão) competir com Troller, pois tem MUITO mais tecnologia, conforto e segurança, por um preço muito semelhante. Não existe hoje no mercado concorrentes a altura para as versões diesel, correto? Vejo a Korando e o Troller, que ainda assim são carros muitos diferentes e inferiores ao Jeep.
    Nunca fui fã de Jeep, mas fiquei nervoso com esse Jipinho, já posso imaginar ele com pneus BF MUD ou A/T.

    OBS: Em tempo: foi lançado no momento errado, pois o país está em crise. Mas se baixar 10k de cada versão ele incomoda…

  • Wally

    Antes que falem mal do motor 1.8, saibam que passou por várias alterações e agora se chama EVO:

    – Variador de fase no comando de válvulas
    – Aumento na taxa de compressão
    de 11,2:1 para 12,5:1
    – Novos pistões
    – Câmaras
    – Coletores de
    admissão e de escape
    – Válvulas maiores
    – Velas menores .

    Portanto dirijam o carro antes de serem apenas “haters” de internet. Eu só vou dar minha opinião quando eu fizer o test-drive. Vale lembrar que o Renegade não é SUV de mentirinha(bem levezinho), portanto o peso do carro pode influenciar no desempenho, mas não se pode crucificar o motor em sí..

    O Honda HR-V pesa apenas 1270kg, mais leve que qualquer hatch médio. O Renegade 2.0 multijet por exemplo, pesa 1674kg. E todo mundo sabe que SUV de verdade, que guenta o tranco, é pesado mesmo.. Tem suspensão reforçada.. Pajero TR4 AT já pesa 1400kg com motor gasolina. E é menor que HR-V em todas as dimensões. O grand vitara AT 4×4 pesa quase 1700 kg. Enquanto que kia sportage 4×4 pesa 1470kg. SUV de verdade contra SUV de shopping.

    • Marcos Souza

      mas desse peso, quanto é equivalente ao peso da tração 4×4???
      o variador de fase é duplo?na entrada e na saida dos gases?? se for simples, não muda muita coisa…e nos numero especificos de cavalos e torque não mudou muita coisa. O que poderia ter sido melhorado é se agora ele é dual…

      • Wally

        Quantos aos cavalos, o fato de não ter ganho cavalos é um fator a se comemorar. Em um projeto de motor aspirado, os cavalos são inversamente proporcionais ao torque.. Quanto mais cavalos, menos torque. Então, se mantiveram a potencia, sinal de que o torque em baixa realmente melhorou, afinal foram muitas alterações no motor etorq 1.8 do bravo..

    • Hiboria

      Você reforçou minha opinião, quer um carro altinho, confortável, econômico e confiável, vá de HR-V. Quer um veículo pronto para o fora da estrada, vá de Renegade Diesel.
      Continuo achando que o a gasolina não compensa, até agora o desempenho ficou aquém do esperado.

      Para quem tem até 80 mil, acho mais negócio ir de HR-v intermediário, para quem tem mais de 100 mil vá de Renegade (respeitando as necessidades aventureiras, claro).

      • Wally

        É questão de life-style.. Eu não vou me sentir num Jipe num HR-V, vou me sentir no meu antigo Tiida, um hatch.

        • Hiboria

          Pois é, como disse, tudo depende do uso. Mas em termos de máquina o HR-V é mais afinado que o Renegade Flex.
          Agora o Diesel ficou show, porém tem o custo, portanto seria para quem realmente usará as qualidades únicas do modelo.

        • Léo Hung

          Mas precisa levar em conta a galera que compra pra “desfilar de novidade zero”. Sempre existiram e sempre existirão pessoas que vão “mostrar pro mundo seu sucesso”.

          Daí você vê muitos 4×4 rodando somente em asfalto. Necessidade, real, não tem. Mas existem argumentos para sustentar o motivo da compra, mesmo que toscos :)

        • Edson Fernandes

          Algo que eu fico pensando porque eu ainda não li…. mas o HR-V tem um desempenho bem mais brilhante?

          • Wally

            Com certeza o HR-V tem desempenho melhor que a 1.8 etorq, mas nao superou a diesel…

            O 0-100 dele na autoesporte foi de 10,5s. O renegade 2.0 diesel conseguiu 10s redondos.

            Até pelo peso dele, pois o HR-v não é SUV, é hatch cross. São 1270kg contra 1432kg do Renegade 1.8 e 1630kg do Renegade 2.0 diesel.

            Acredito que o Renegade 1.8 faça 0-100 na casa dos 12s, que para um SUV pesado é bastante razoável.

            Só como referencia, o ecosport 2.0 powershift SE tem 1280kg e fez 0-100 em 10,2s.

      • André

        Como trilheiro, vou de TROLLER.
        O Jeep tem características de off, mas é para agradar o grande público.
        O conjunto não o faz nem chegar perto de um Troller ou Wangler (este último é top, mas com preço muito elevado)!

        • Hiboria

          André, vc viu o teste TrailHawk em comparação ao Wangler, o carrinho foi muito bem, passou por todos os desafios com algumas poucas dificuldades. Realmente ficou claro que para trilha o Wangler é o top, porém se a pessoa quer conforto com um jeep mais civil e encarar uma lama no fds, acho que investir no Renegade seria racional.

  • saulo

    Era o que faltava neguinho falar que a Ecosport é melhor…..esses entendem mesmo…

    • XXRS

      E justamente aqueles que sempre disseram que o EcoSport é lixo e chamavam de Fiestão.
      rsrsrs

  • Neto

    Esse cambio AT de 9 marchas é dupla embreagem??

    • RFGV

      Não é dupla embreagem mas é bem rápido, trocas de marchas muito suaves (equipa Evoke)
      Minha Amarok tem cambio ZF 8 marchas e é fantástico!

      • Neto

        thanks man

    • GPE

      Não. É um AT tradicional da ZF

  • Bruno

    podem me crucificar, mas eu achei ele bem feio.

    • Marcos Souza

      gosto é gosto…nesse tipo de discussão eu não entro.
      Tem gente que acha o etios bonito, tem gente que acha o ecosport bonito, tem gente que acha o soul

    • Daniel Freitas

      Não é feio, é PAVOROSO!!!!!

    • GPE

      Normal. Cada um tem um gosto. Acho ele apenas legal. Já vi gente achar top e outros horrível

  • octavio cesar godoy

    o que me convence: ford f 150, dodge ram 1500, Chevrolet silverado , land rover Discovery 4, não sei porqeu essas discussões encima de porcaria pra enganar brasileiro, ano passado dirigi uma ford f150 em Miami, agora sabem porque tudo pra mim fabricado aqui é uma porcaria

  • octavio cesar godoy

    E tem outra, preço de carro e revisão aqui, la fora você faz e compra um aviao

  • Revoltado

    Bancana, mas vale lembrar que tem dedo da Fiat ai no meio ne, vai saber a qualidade…. Mas vai fazer barulho ai no mercado, venhamos e convenhamos, melhor que New Fiesta Anabolizado e Duster ele é

  • Guest

    Cada

  • Fabricio d

    Cadê o 0 a 100, retomada 80-120, consumo neste trajeto misto, medição do ruído em db…..?

  • Daniel Freitas

    O interior é nota 10, porém o design ainda acho pavoroso, suas linhas são completamente desarmônicas, nada conversa com nada!!! Outra coisa, oferecer airbags multiplos apenas como opcional é uma afronta aos brasileiros…..mas pelo menos oferece como opcional, coisa que vários nem isso oferecem.

    • Santina Bonomo de Oliveira

      isso ta xerando uma inveja…..

      • Daniel Freitas

        Inveja do que?

        • Santina Bonomo de Oliveira

          de não poder comprar…..pois é pobre

          • Daniel Freitas

            Que comentário infeliz….graças a esse tipo de pessoa com espirito pobre como o seu é que as montadoras aqui no Brasil se aproveitam e vendem caro oferecendo pouco, pois desde quando é o valor que diz se um produto é bom ou não? Aqui no Brasil talvez seja assim pois existem pessoas como vc que ajudam….a propósito, meu carro custa mais do que esse, portanto não é inveja, é minha opinião, você não precisa concordar e ninguém precisa. Esse é o proposito do forum. Get lost. Vai aprender a escrever, não se escreve “xerando” e sim cheirando.

            • Léo Hung

              Esse merd@ desses comentários fdp me irritam, cara. Vc não pode tecer uma crítica ou expor uma opinião que vem um babac@ com esse papinho de inveja.

              Isso demonstra como tem gente ignóbil nesse país, e garanto que se oferecessem um lápis preto por mil reais com uma foto do neymar, vagabundo compraria e ainda diria que quem critica é invejoso.

              Por essas e outras acabo comentando menos do que gostaria, pois não tenho paciência pra ficar educando imbecil.

              • Santina Bonomo de Oliveira

                muda de país…….ou vai ler a gmagazine da sua mulher….se é que tem né……

                • Léo Hung

                  Com argumentos construtivos como os seus, realmente tenho que mudar de país. É preferível a sustentar um idiota com o dinheiro dos meus impostos.

                  Volta pra Cohab e curta um pagodão com os amigos e sua cinderela. Pra ficar legal. :P

                  • Santina Bonomo de Oliveira

                    vai vc seu bosta….vai trabalhar pra começar…lavador de banheiro….fica usando a internet ai na empresa né….deixa o chefe descobrir…um dia vc consegue comprar um popular usado….idiota…..

                    • Léo Hung

                      “Pra ficar legal/ Pagode na Cohab no maior astral/Em frente à lanchonete…”. :P

                      Rindo muito com sua tentativa de me desmerecer, inclusive apelando para a inerente vagabundagem brasileira ao afirmar que estou usando a internet no trabalho. :)

                    • Santina Bonomo de Oliveira

                      coitadinho de vc….zé ninguem tentando aparecer na internet…..se tivesse o emprego que tenho e ganhasse o que ganho pensaria mais no que responder…kkkkkk

                    • Léo Hung

                      Como se ganhar dinheiro fosse sinônimo de algo além de “ganhar dinheiro”. :)

                      Já vi que seu negócio é trollar, não tem problema eu também curto. Vamos lá: Se vc é tão ricão assim, o que está fazendo com seu dinheiro para melhorar a sociedade onde está inserido? Ou somente fica gastando, pagando de gatão?

                      E com seu nível de argumentação e escrita, duvido muito que você ganhe essa grana toda que subliminarmente quer me fazer crer que ganha. Mas vou te dar um voto de confiança, pq conheço gente sem instrução que tem muito dinheiro, no ramo agropecuário. É possível.

                      E se vc lesse meu histórico de mensagens aqui no fórum, veria que aparecer é a última coisa que eu quero. Meu lance aqui é promover debates e melhorar a consciência da galera na hora de consumir. Tá ligado? Tipo jogar junto.

                      Um dia vc chega lá, quando perder seu ranço de “huezileiro”.

                      Clica aqui e veja vc: http://statichumor.gerson.barreiros.nom.br/wp-content/uploads/2014/06/ta-serto.jpg

                    • Léo Hung

                      :P

                    • Santina Bonomo de Oliveira

                      fuck

              • Daniel Freitas

                Concordo!

            • Santina Bonomo de Oliveira

              antes de mais nada vc não me conhece…não sabe nada a meu respeito…..pessoas como vc não agregam em nada na sociedade…cuide de sua vida….já ta de bom tamanho…..meus veículos que possuo também valem mais do que esse jipe ai…….

              • Daniel Freitas

                Amiga, ou amigo, me desculpe, não sei se vc é homem ou mulher, foi você quem começou não respeitando meu comentário e me dirigindo palavras ofensivas. Portanto acho que é vc que não agrega nada por aqui.

                • Léo Hung

                  Liga não, cara. Ele(a) “tá serto”! hehehehe

                  • Edson Fernandes

                    Vc esta banido por conta de ofensa. (ou responder a esta)

                    • Léo Hung

                      Moderador, acho que você tem de pesar o contexto dos comentários antes de me banir. O cara começou, apenas segui a lógica dele.

                    • Santina Bonomo de Oliveira

                      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

                    • Edson Fernandes

                      Santina vc também está banida.

                    • Edson Fernandes

                      Léo, eu sempre oriento para evitar responder a uma ofensa. O problema é que isso causou um flood muito grande. Peço a gentileza de conversar com o Eber (na aba contatos) para continuar comentando, ok? Abs.

                    • Léo Hung

                      Edson, já entrei em contato. Como crítica construtiva, sugiro que você advirta antes de banir. E, caso opte por banir, envolva todas as partes. Pois quem começou com ataques pessoais foi o Santina, após meu comentário direcionado ao Daniel Freitas.

                      Vamos rever essa mão pesada aí… :P

                      Edit: Vi agora que você baniu o outro também. Blz! :)

                  • Daniel Freitas

                    Pois é…

            • Edson Fernandes

              Estou apagando esse comentário para evitar outras respostas ok?

  • Léo Hung

    Taí um carro que eu teria, se não fosse 100k a maldita versão diesel :(

    Tvz um usado daqui uns 2 anos, por 75k ou menos. :P

  • Santina Bonomo de Oliveira

    bonito…faz a duster e a velha ecosport parecerem peça de museu…..paga 90.000,00 na ecobosta então…..

  • Rafael_Rec

    Gostei do carrinho. A versão ideal para mim seria a Longitude diesel 4×4, seria um bom substituto do meu antigo Gran Vitara que até hoje me deixa saudades.

  • Vinicius

    Tem incoerência ai, R$5000,00 a mais de lucro na mesma versão, ao mudar a motorização para diesel (o que já aumenta muito o preço)

    -Renegade Sport 1.8 16V flex com câmbio automático de seis marchas: R$ 75.900
    -Renegade Longitude 1.8 16V flex com câmbio automático de seis marchas: R$ 80.900

    Diferença de R$5000,00

    -Renegade Sport 2.0 turbodiesel com câmbio automático de nove marchas: R$ 99.900
    -Renegade Longitude 2.0 turbodiesel com câmbio automático de nove marchas: R$ 109.900

    Diferença de R$10000,00

    • Guest

      Mas vc está comparando versões diferentes. A Longitude oferece mais acessórios do que a Sport. Não q eu defenda a marca ou os preços, só q devemos comparar supostas divergências dentro da msma configuração do produto. Nesse caso, observamos q a diferença do Sport no diesel fica de 24 mil e no Longitude ficou de 29 mil. Portanto aí sim, temos sim uma diferença de 5 mil a mais q não se justifica entre os produtos. Acho q aí está o famoso: “se colar, colou”. Se tem gente q paga…

      • Guest

        Se você ler com atenção, o que eu disse foi exatamente a diferença de R$5000,00 entre as mesmas versões a gasolina e a diesel, ou seja, 24 mil na Sport e 29 mil na Longitude. Mas cai como você disse, “se colar, colou”.

        • Henrique Campos

          Oi Vinicius. Realmente, vc tem razão. Reli depois e até apaguei pq percebi minha incoerência. Interpretação de texto equivocada. Desculpe!

          • Vinicius

            tranquilo

    • Lyn

      Se colar colou…

  • nightwishjp

    Eu só acho que o HRV vai nadar de braçadas no segmento. Mesmo que o 2008 venha bem, dado ao preconceito de marca.

  • Yuri Chaves Souza

    Até que enfim um carro brasileiro com tapete Wheater Tech!
    Isso é muuuuuuuito util!

  • Hadson Nobre

    HRV, Ecosport e Duster agradecem! Usar este fraco motor na versão a gasolina pode ser entendido como um tiro nos dois pés.
    A versão a Diesel retirará vendas apenas de veículos mais caros. Só faria realmente diferença no mercado, só seus preços partissem de 85 mil no máximo, e não 99mil. Sem falar nestes opcionais que pelo visto serão bem caros.
    Em suma, um carro perdeu seus atrativos e agora fará companhia a Tracker. Alguém duvida?

  • Eduardo Druzik

    Um carro com esse apelo Off road e apenas 4×2 nas versões Flex vcs estão de sacanagem né Fiat/Jeep ?
    Versão de entrada a diesel 4×4 se fosse até uns R$89.000 venderia muito…
    aposto em redução dos preços em 3 meses.

    • Bruno M. de Albuquerque

      nao pq o motor diesel eh importado. nao interessa a FCA vender muito por enquanto.
      maybe quando for nacionalizado

  • Chega_de_Ignorância

    Belas fotos
    Esse jipinho é sensacional

    Obs.: Eu acho que não vou mais ler as matérias e ir direto pros comentários.
    Sim, porque o pessoal dos comentários já testou o portamalas e não cabe nada, já testou o consumo e é sofrível, já avaliou também o desempenho em comparação com o HR-V e é igualmente sofrível… Tá cheio de jornalista Nostradamus avaliando as futuras vendas…
    Parece que ninguém leu o texto. Ali diz que o desempenho do 1,8 perde muito pro diesel, óbvio, mas que é satisfatório na cidade. Pronto, assunto encerrado… Não vai deixar ninguém “ir pro cepo” subindo ladeira e nem irá apresentar ultrapassagem de carro 1.0, não precisa se preocupar.

    • zekinha71

      100% de acordo e acrescento mais, andam dizendo que o 2008 é melhor negócio e vai vender mais que Gol, Palio, Uno, Fox, HB20 juntos.
      Como seria o carro ideal pra esse povo?
      Deve ser igual o que o Homer Simpsons desenhou.

  • LoganVB

    Eu tenho a impressão que este carro vai emplacar tanto quanto ao Kia Soul. Antes que os haters venham falar da opinião, comparando um carro com o outro, vejam bem, estou falando do mercado não qualidade dos veículos.

  • Offline_Mode

    Como que é o consumo km/l no diesel? Alguem sabe?

    • Santina Bonomo de Oliveira

      é quantos klms ele faz com diesel……

  • José Brasileiro Nato

    Lixo de carro.FCA deveria fabricar era a RAM 2500/3500 e os Jeeps de verdade : Wrangler.

    • Floma08

      Aí você cai da cama e acorda

  • Marcos Souza

    nossa, quanta treta…o povo ta nervoso…logo fecham esse topico

  • Freaky Boss

    Carro ficou legal. Boa sacada da fiat. Se vai vender bem a versão diesel, aí já é outra história.

    E o ISOFIX hein: o Brasil é um país ridículo mesmo. Carros já estão vindo com o sistema mas não homologam (governo, claro!) a venda de cadeirinhas de bebê com o sistema. Uma coisa simples e óbvia de ser feita!!.
    Merecemos estar nesse atraso mesmo em todos os segmentos, e não é por culpa dos estados unidos e nem de outros, como o PT quer fazer os seus fanáticos acreditar. É culpa nossa, apenas. É porque a sociedade brasileira é bagunçada, desfocada e não liga a mínima para eficiência. Se ligasse, aprovar isofix, alvará, patentes e outras coisas, levaria muito menos tempo. Vamos pastar moçada!!!!!

    • Gustavo73

      Não foram homologadas no meio do ano passado?

  • Marcos Souza

    qual motor tinha mais torque o 1,8 8v monzatec q a fiat usava ou o 1,8 16v etorq? so curiosidade mesmo…meu api tinha uma adventure monzatec e ela andava bem…

    • R5GT

      18,5kgfm@2800RPM e 18,9kgfm@4500RPM, no álcool, respectivamente.

      • Marcos Souza

        Valeu. A diferença é pequena no torque, mas chega bem mais cedo…nao sei se pra um carro mais pesado um motor 8v não puxaria melhor…

        • Gustavo73

          Puxaria melhor no início e faltaria fôlego depois. Um cabeçote 4 válvulas por cilindro com duplo comando variável seria melhor.

  • Gabriel Ferreira

    a versão Trailhawk custa apartir de 116 mil!quem tem 116 mil tem mais 40 mil interar e compra uma traullblazer ou uma SW4 Diesel!

    • TukhMd

      A vida não funciona assim, meu caro. Se sim, seria mais fácil acrescentar mais 40mil e sair de Land Rover, que é muito mais carro que qualquer um desses citados.

      • Alessandro Lagoeiro

        Pois quem tem 156 mil tem mais 40 mil! E quem tem 200 mil, tem mais 1.800.000 para comprar um Veyron! hehehehe

      • Gabriel Ferreira

        o renegade é caro pra um SUV compacto! apesar de ter um bom câmbio de 9 marchas e tal e motor Diesel é muito caro 116k! tem outras opções no mercado que podem ser até melhores que custariam até mais barato! Não vou nem entra na parte de visual ,porque cada um tem gosto!

        • Danilo Fernandes

          Quais opções? Que SUV 4×4 Diesel entrega tudo o que o Renegade tem por menos de 116.000,00?? Tá caro sim, mas nada além do que a concorrência cobra.

  • Luiz Carlos

    Se esse carrinho de brinquedo vender muito, teremos a comprovação definitiva de que o mercado automobilistico brasileiro aceita de tudo. Uma caixinha de fósforos, com porta-malas de 260 litros de capacidade, com preço mínimo de 70 mil reais, fazer sucesso? Só no Brasil.

    • ricardo

      kkkkkkk europa e eua ta fazendo sucesso da uma olhada la…

      • Luiz Carlos

        Com a mesma relação custo-benefício e com o perfil de uso do brasileiro? Não, meu caro…

        • Bruno M. de Albuquerque

          acho que a proporcao dos precos esta coerente com o praticado la fora… a titulo de comparacao:

          golf GTI na alemanha: a partir de 29k EUR
          Renegade trailhawk: a partir de 31k EUR

          fontes: sites das montadoras na alemanha.

        • ricardo

          quero saber se ele faz sucesso ?
          brasileiro compra carro pra dizer q tem n pra se locomover …
          por exemplo um bosta de onix q nem marcador de temperatura tem…
          outro de outra categoria q é lider o corolla o simples levantar de vidro quando se coloca o alarme ele n faz (ate o gol faz isso ) dai vc ver q a maioria n sabe comprar carro..

    • Ricardo

      Luiz Carlos, eu não consigo acreditar que esse carro tenha um porta malas de apenas 260 litros!!! Um Sandero tem mala de 320litros, não to conseguindo acreditar, se isso for verdade qual o perfil do comprador desse carro?? Carro manco com 1.8 caro e sem porta malas!!

      • Luiz Carlos

        O perfil do comprador de um carro desses tem que ser exibicionista, àvido por “novidade”. Existem opções muito melhores no mercado. Esse carrinho tem péssima relação custo-benefício.

  • daniel germano

    O jeep é renegade é maravilhoso !!!. O renegade flex me agrada bastante !!.

  • Diego

    PAREMMMMMM!!!! De nada competitivo esse carro tem , o que a impediria??? Ele e um excessao , na brexa da lei, e mesmo assim a marca n quis colocá-lo desde a versao mais basica com o motor diesel, estupidodawuele wue comprar a versao a gasolina.

    • Rodrigo

      Exceção na brecha da lei? Do que está falando?
      Motor diesel? É autorizado para veículos que suportam mais de 1000kg de carga, e isso o Renegade tem. Qual é a exceção?

      • Marcos Souza

        além de essa lei só existir no brasil e ser uma aberração no mundo…vide europa e eua onde carros de passeio com versões a diesel existem aos montes por serem mais economicos.

        • Rodrigo

          É mesmo esquisito, pois só no Brasil carros menores não podem rodar com diesel. Mas o Renegade atende ao requisito mínimo aceitável pelo governo, por isso questionei o cara sobre ele ser exceção.
          O motor diesel pode até ser mais econômico nos outros países, mas o valor que cobram pelo motor diesel no Brasil é proibitivo!
          A economia de combustível some, a não ser que se rode MUITO e por muito tempo para compensar o investimento.
          Portanto por aqui ainda não vale a pena.

          • Marcos Souza

            o custo do motor baixaria se fosse liberado para carros de passeio…é caro pq tem poucas fabricas de motores diesel instaladas no brasil…isso se o motor não vem de fora…

            • Rodrigo

              FIAT, GM, Ford e VW fabricam motores diesel para carros de passeio, mas são exclusivamente destinados à exportação!
              Para light trucks geralmente compram da MWM ou International. Cobram caro porque aqui o povo paga pra dizer que tem carro a diesel!

        • 0terceiro

          Todo mundo, não sei se vocês sabem, o preço do diesel no Brasil é subsidiado.
          Parte do (alto) valor que pagamos na gasolina é para subsidiar o diesel, que é usado como combustível “com função social” pois é usados em serviços “públicos” (transporte coletivo – ônibus) e em atividades ligadas à produção agrícola e industrial (caminhões, ônibus, etc).
          Os utilitários esportivos (SUV) podem usar diesel porque se enquadram na categoria “utilitário” (a princípio, acho que a categoria utilitário servia para diferenciar veículos usados para trabalho dos demais veículos leves).

          Segue alguns links sobre o assunto:

          https://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20100827184433AAgnMms

          No link abaixo, atenção aos pontos 3 e 4:
          http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=2032

          Matéria do NA, de 2013, explicando porquê não temos carros a diesel no Brasil
          https://www.noticiasautomotivas.com.br/por-que-nao-temos-automoveis-movidos-a-diesel-no-brasil/

          http://www.biodieselbr.com/noticias/em-foco/carro-passeio-diesel-brasil-220911.htm

          O cara que propôs ao Senado a liberação do diesel para carros de passeio:
          http://www.senado.gov.br/atividade/pronunciamento/detTexto.asp?t=383053

          Link interessante sobre a criação de uma entidade para defender a comercialização de carros movidos à diesel,
          dizendo inclusive que a Scania fez um motor ciclo diesel que roda com etanol, com rendimento similar:

          http://www.estadao.com.br/jornal-do-carro/noticias/servicos,brasil-tera-entidade-de-defesa-de-carro-a-diesel,14320,0.htm

          Tentei encontrar algum link da lei de 1976 que proíbe o comércio de carros a diesel, mas não consegui.

          Então, façam bom proveito dos links acima!

  • Marcos Wild

    Interior de Fiat Uno, porta malas menos que o do Uno, passo

    • dor53

      então compra um uno q é mais barato.

      • Marcos Souza

        e pega a versão way com dualogic pra fazer trilha…

        • Santina Bonomo de Oliveira

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • ricardo

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Santina Bonomo de Oliveira

      se fudeu

  • Rodrigo

    Parece ser um carro legal! Claro que nunca pegaria um diesel, pois não rodo em trilha.
    Dependendo do consumo do motor flex, pode até ser uma opção!
    Quanto ao espaço… aí só fazendo test drive mesmo pra certificar!
    Pode ser que eu nem goste de guiá-lo!
    Eu mesmo não me surpreendi com o HR-V quando fiz o test-drive. Comum, nada extraordinário.
    Espero que este seja melhor, pois rodar na buraqueira de Salvador é dose!

  • Diego

    Engraçado, a jeeep tá preocupada e com o ecosport, mas que tola.

  • Rafael_Rec

    Renegade Longitude 2.0 Diesel 4×4 AT9 – R$ 109.900
    Roda 18″ R$ 1.500,00
    Pack Luxury R$ 4.000,00
    Pack Safety R$ 3.500,00
    Teto Panorâmico R$ 6.000,00
    Pacote Tecnológico 1 R$ 8.000,00
    Pacote Tecnológico 2 R$ 14.500,00
    Total R$ 146.900,00

    Vai ficar difícil pra você Jeep…

    • Santina Bonomo de Oliveira

      land rover freelander 2 s 2.2 diesel 153.000,00…..é superior ao renegade mais completo que possa existir……

    • GPE

      Pegou esses valores aonde?

  • sergio augusto

    Casco Jeep !! Com motor e torq, sera que aguenta !!!. Otima materia Na.

  • Léo Borgmann Forbrig

    Onde ficam os lavadores de farol na versão com xênon?

    • Gustavo73

      Devem ser escamoteáveis.

  • Santina Bonomo de Oliveira

    a maioria que comenta aki não tem nenhum popularzinho que se preze…..

    • Marcos Souza

      falou o pré-adolescente que nunca dirigiu antes

  • Guest

    essa central multimidia da fiat só faz lembrar isso:

  • ESouza

    Sobre a aranha.. andei pesquisando e parece q é um “tributo” a uma aranha que foi achada num renegade q foi enviado da Italia aos EUA… Mas … mas… porque?? Será q foi durante a fase final e alguem se assustou e todos riram e depois resolveram colocar esse easter egg??

  • MCFA

    versão sport flex – 70 mil reais para um motor ruim e beberrão
    versão sport diesel: tira o motor e câmbio do flex, coloca um motor diesel e câmbio automático – e isto custa mais 30 mil reais!

    Só para brasileiros, otários como sempre!

  • ricardo

    eu juro que n to lendo mais as materias venho logo pros comentarios e muito bom.
    da pra rir muito e saber muito sobre o mercado brasileiro…

  • André

    Troller agradece e manda lembranças!

    Mais barato (a versão top), mais forte, mais bonito (EU acho) e melhor off por altura, ângulos de entrada e saída, snorkel, etc.

    O Jeep é mais bonitinho por dentro. Só que sou do time dos trilheiros.

    • Gustavo73

      Mais barato?

      • André

        Comparando a versão top do Jeep, sim.
        Preço do Troller no MT 110 mil.

        Jeep tem o top de off (superior ao Troller inclusive) que é o Wrangler. Mas é bem mais caro!

        • Gustavo73

          Em equipamentos acho que a comparação seria com a Longitude de 109. Claro que não podemos esquecer que o Renegade é um compacto e o Troller seria um médio até com capacidade off-road superior. Mas o Troller não se daria “bem” na cidade. E não acho que quem vá comprar o Renegade pense no uso off-road recreativo primeiro. Jimny faz isso por menos e o Troller faz “melhor”.

          • André

            Verdade! Troller não tem os mesmos mimos nem vocação para cidade…
            Neste quesito o Jeep certamente atenderá melhor!

            Jeep para off de verdade é Wrangler! Mas preço bem salgado…

    • Marcos Souza

      entra no site da troller e ve o preço…acho que vc vai cair de costas

    • Wally

      Como eu falei em outro post que fizeram essa comparação.. O Troller não é mais carro que o Jeep, não tem a mesma tecnologia, conforto, comportamento dinamico, segurança, acabamento. O único trunfo do Troller é ser um verdadeiro OFF-ROAD, se levantar 10 quesitos comparativos entre Renegade e Troller, vai ser 9×1 pro Renegade.

      Troller não oferece sequer AIRBAGs, nem como opcional, não tem controle de estabilidade. Se botar na estrada, não pode fazer curva na velocidade que o Renegade faria. Não tem conforto nenhum para rodar na cidade, não tem central multimidia.

      Resumindo, o Troller é mais off-road, o Renegade é muito mais carro no geral.

      Cobrar 110 mil pelo Troller, tá sendo MUITO lucrativo para a Ford, pois o carro só tem carcaça off-road e motor excelente, mas não vale 110 mil nunca. A ford está se beneficiando dos preços dos concorrentes que são todos importados pagando taxa de 35%, não tem nenhum vindo do méxico ou mercosul.

      O concorrente do Troller seria o Wrangler, que custa apenas 22 mil dolares nos EUA. Ou seja, troller era para custar no máximo 80 mil.

      Mas o concorrente Wrangler custa 160 mil, então a ford não precisa baixar para 80, baixa para 115 mil e vende bem.

  • Baetatrip

    Gostei!!!!
    Irei dar zoiada na css para ver de perto…!!!!!

  • zekinha71

    Caramba os posts sobre o Renegade estão batendo recordes de comentários.
    Vamos ver no fim do ano quem acertou as previsões e quem deu bola fora.

  • Astron

    A Autoesporte fez à avaliação.

    Peso diesel 1.629 kg, Peso Flex 1.432 kg.

    Renegade Sport 2.0 turbodiesel marcou exatos 10 segundos na aceleração de zero a 100 km/h, 0,5 s a menos que o HR-V 1.8 CVT e 0,2 s apenas abaixo do EcoSport 2.0 Powershift. Ficou próximo dos 9,9 s declarados oficialmente. Falta testar 0-100 no Flex, que acredito será muito inferior, pelo peso do carro.

    A decepção veio nas provas de frenagem. De 80 a 0 km/h foram gastos 29,4 metros, enquanto o HR-V fez o mesmo em 24,9 m e o EcoSport em 26,5 m. Olha que o Renegade conta com discos ventilados nas rodas dianteiras e rígidos nas traseiras (305 mm e 278 mm, respectivamente) além de auxiliares como o assistente de frenagens de emergência. Não tem jeito, o peso 400 kg mais elevado que do Honda o prejudica nessa prova.

    Com tecnologias como injeção common-rail capaz de pulverizar apenas a quantidade necessária de combustível nas câmaras em altíssima pressão (1,600 bar), o 2.0 MultiJet II é econômico. Foram 11,2 km/l rodando pela cidade e 16,3 km/l na estrada.

    Falta testar o flex.

    • Rafael_Rec

      Excelente consumo para o diesel.

    • Wally

      Na vida real esse consumo será muito menor.. A Autoesporte no teste
      nao tenta dirigir com economia, tenta dirigir com um padrão de direção..

      O consumo na estrada desse diesel na europa é de 21km/l.

      Os dados divulgados na Alemanha no 2.0 Multijet c/ cambio 9 marchas:

      Kraftstoffverbr. innerorts 6,0 l/100km (cidade 16,66 km/l)

      Kraftstoffverbr. außerorts 4,6 l/100km (estrada 21,73 km/l)

      Só para voce ter uma idéia, a 120km/h o conta-giros marca 1000 rpm.

      Consumo de 16,3km/l na estrada eu faço no meu Sentra, que nem é diesel.

      • GPE

        1200 rpm a 120, não?

        • Wally

          Na apresentação oficial o carinha falou 1000 rpm. Falou que era como estar a 120km/h e “em marcha lenta”.

          • Comentarista

            No texto do NA diz 1700 rpm a 110 km/h.

            • Wally

              Só se for o 1.8 de 6 marchas.

              EDIT: Já entendí. A 110km/h ele está a 1700 rpm em 8ª marcha, pois nessa velocidade se passar a 9ª o giro ficaria abaixo da rotação minima de funcionamento do motor que deve ser 1000 rpm. Então subindo mais a velocidade para 120km/h, a central do cambio “joga” a 9ª e o giro cai pra 1000 rpm.

              Eu digo isso pois eu tenho um Sentra CVT e a 120km/h marca 1900 rpm, e o cvt do sentra é equivalente a um cambio 8 marchas. Lógico que esse renegade vai ser menos, até pelo fato de ser diesel e ser muito torcudo, o cambio tende a ter marchas mais longas para explorar os mínimos giros.

      • Comentarista

        No texto do NA loo acima fala de 1700 rpm a 110km/h.

  • !Marcelo Surf!

    Cadê o ultramoderno DUALOGIC PLUS (r) que a FIAT enfia guela abaixo dos brasileiros a preço de ouro??????????

    • RicardoP

      Não fala mal do Dualogic que já aparece um dono de Linea satisfeito rogando praga

      • !Marcelo Surf!

        hahaha mas eu tenho o direito, pois já cometi esta burrice posteriormente corrigida naturalmente….

  • Alexandre Maciel

    O passeio do NA na versão 1.8 (1.6 tunada pela Fiat) diz tudo: manco. Se, além de fraco, esse motor apresentar os problemas de vazamento de óleo que se vê na internet, aí é que fica complicado para o veículo pois, com gasolina há a Ecosport e o HR-V na disputa; e no que se refere ao diesel, muita gente não vai querer sair do Troller.

    No final das contas, acredito que, pelos preços e pela estratégia lamentável da Fiat em utilizar esse malfadado e-torq, esse veículo será só mais um player. Nada mais.

  • Jaderson

    Caro. Ou eu que sou muito pobre.

  • dor53

    quem conhece a fabula da raposa e as uvas?
    muita gente aqui se encaixa nela.

    • Kohlsgrün

      Moral: é fácil desdenhar daquilo que não se pode alcançar. Hahaha…

  • Kohlsgrün

    Sei lá, tem muitas qualidades, mas não consigo ver este carro como um Jeep, parece-me um Fiat. For para andar off, optaria em aguardar mais alguns meses($) e comprar logo um Wrangler Sport.

  • Alvaro Guatura

    Eu chamo os carro dessa categoria de “jipinhos”.. esse é um verdadeiro Jeepinho.
    Adoraria ter um na garagem.
    Quer ser lider, mas cobrar 10 mil a menos não quer..

  • Miguel

    Que decepção! Pra mim esse Jipinho na versão Longitude aut. seria perfeito.
    O problema é justamente o motor!!! PQP!!!
    Tô muito revoltado de a Jeep fazer uma “shit” dessas com esse carro.
    Como é que eu vou comprar esse carro pensando na eficiência de um motor ultrapassado desses? Ainda mais sabendo que o motor do Honda é muito mais eficiente?
    Mas eu ainda vou ler muita resenha sobre os dois, e principalmente fazer um teste drive dos dois, vou teimar um pouquinho mais, apenas por que tirando o motor, eu adorei esse jipinho…

    • Feiradesantana Bahia

      também amigo.. pasei de um estado de ter 100% de certeza que compraria o Renegade, há um mês atrás.. e hoje tenho 80% de chance de pegar o HR-V.
      O que já sabemos de concreto no comparativo dos dois é que o Renegade bebe mais, segundo testes do INMETRO. Faz 9.6 km/l o na cidade, o Manual. O AT deve beber ainda mais.

  • Minerius Valioso

    Triste por saber, que aqui no Brasil o Renegade pelo jeito não terá a opção do 1.4 MultiAir turbinado, nem do 2.4 da mesma família, só que aspirado.

  • vicmarconi

    Minha única queixa é o para-choque das versões não-trail. Achei feio ele ser bicudo. A versão diesel é bem mais bonita.

  • topboy

    Gostei da proposta do carro… Este realmente aguenta o tranco off-road.

    Eu não ligo para fazer trilha, mas minha mulher quer um carro desse tipo ‘altinho’, vive me criticando por eu ter comprado o 308 THP.

    Não gostei desse motor e-torq, deveria ser o 1.4 turbo. E também são absurdos os valores dos opcionais. Airbags laterais e de cortina tinham que ser de série.

    Fiat sendo Fiat.

    Ops, é Jeep sendo Fiat. Não nega a origem.

    Uma coisa eu sei. Seja o Renegade ou o HR-V, não vejo mais motivos para se comprar um Ecosport. Até o Duster tem um nicho nos modelos mais baratos.

    Se a Pejô lançar o 2008 THP automático por R$ 75.000,00, com tudo que tem direito (ESP, 6 AB, Grip Control, etc) eu não pensarei duas vezes em comprá-lo.
    Aí poderei fazer umas trilhas “lights” (coisa que não dá pra fazer com o 308) e teria um excelente desempenho na cidade e na estrada. Não consigo pensar em abrir mão do desempenho e perder o prazer de dirigir.

    Se eu tivesse $$$ sobrando, poderia pensar no Renegade Diesel…

    fui

    • Wally

      Eu acho que as pessoas tão exagerando quanto ao Renegade 1.8. Até parece que o brasileiro é mesmo exigente para carro e suas qualidades…

      No exterior, incluindo a Europa, o Renegade será oferecido com o Etorq 1.6. A gente não só vai ter o 1.8, como terá uma atualização dele, com variador de fase, novos pistões, novas velas, taxa de compressão foi elevada.

      É melhor dirigir antes de falar, “não gostei”.

      • Junior

        Discordo de você Wally, sou exigente e não compraria esse Renegade com motor Etorq nem por 60k. Ja dirigir Dodge com seu motor 3.6 de 280cv (Não trocaria de forma alguma por um fiat freemont), Golf G7 e outros, não tem nada melhor em um carro que um motor de qualidade casado com um bom câmbio. Quem gosta de carro de verdade não aceita carro manco por um preço absurdo como esse!

  • Camarão

    Desanimei com o tamanho do porta malas….Até vou ir olhar, mas vou continuar com minha camioneta. Mesmo para quem não faz trilha, é muito mais cômodo ter um 4×4 com uma boa suspensão para fazer um passeio fora de estrada, lugar onde carros de passeio sofreriam. Vou esperar o 2008, apesar que sei que será um carro para asfalto.

  • Não acho que que vai fazer todo o sucesso que a Fiat imaginou. A maioria das aventuras destes carros será buscar os filhos na escola ou quem sabe pegar umas compras no mercado, o que praticamente qualquer carro “altinho” pode fazer. Então toda está aptidão offroad, que eu pessoalmente acho condizente com a proposta do carro, será usado por pouquíssimos interessados.

  • Rodrigo

    Gostei do verde! Embora um verde escuro metálico ficaria ainda melhor.

    Fico só imaginando o consumo das versões 1.8 etorq flex com câmbio AT. Deve beber bem…

  • Bruno Gomes

    Passei por dois hoje. Um branco na região oceânica de Niteroi saindo de uma loja Jeep e um prata no Centro do Rio e posso afirmar que esteticamente o carro ficou show. Dentre os lançamentos ficaria ou com Renegade Sport ou Jac T6. A Peugeot tá dormindo no ponto com o 2008 e o HRV tá no estilo honda… menos por muito mais.

    • Mauro Schramm

      O estilo Honda costuma ser menos por mais…. hahaha

      • Rafael Jandre

        De fato! Bem menos, por muito mais! Basta olhar para City e Fit…

      • Bruno Gomes

        Isso aí… troquei as bolas.

  • Antonio Sergio

    Que fartura de fotos! Nunca vi nada igual. Mostrou bastante detalhes do carro

  • Feiradesantana Bahia

    CONSUMO RENEGADE 1.8 Manual (Gasolina)…..cidade…9.6 e 10,7 na estrada.

    CONSUMO HR-V MT-6 (gasolina)……………cidade 10,0 e 12,6 na estrada

    HRV – CVT ……………..cidade 10,5 e 12,1 na estrada.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Quanto ao desempenho do 1.8, todo mundo já sabia que seria esse bla bla bla…agora no ponto de vista o maior problema ainda é o preço, todos são caros, mas se fosse escolher, seria o Jeep…Pelo design, pelo acabamento, e poser melhor no off road, mesmo nas versões não 4×4.

  • FranciscoAdrianoSilva

    Parece ser a opção mais robusta da categoria.

  • Guest

    Nenhuma versão tem aqueles mostradores de inclinação (como nos adventures da Fiat), né?! Eu acho bem inútil, pra falar a verdade… Mas pelo design ficaria legal na 4×4

    • 0terceiro

      Acho que, pra quem faz off-road (ainda que leve), aqueles mostradores de inclinação servem pra alguma coisa (como saber se o carro está quase tombando, hehe).

  • Guido Ferreira de Almeida

    Intervalo de 12000km? Não é muito?

  • Marcelo Ceno Dutra

    Carrinho bacana. Porém a Jeep errou em dois pontos: O motor, fraco e beberrão e esses pacotes de opcionais absurdos. Devia seguir o exemplo da honda que vende o carro em pacote fechado oque é melhor, pelo fato de, não interessa quanto de opcionais a pessoa colocou no carro o que importa é o preço da versão e quem se lasca é o consumidor na hora de revender. Ahh mais carro é uma coisa que só perde dinheiro, sim tudo bem mas quanto menos perder melhor.

  • CanalhaRS

    Para uso off road ele pode ser a melhor opção, mas para uso urbano eu acho o HR-V imbatível. Além de estar anos-luz em design.

  • Matheus Mendes

    Esse povo é muito iludido, HRV e Renegade. Falando que tem previsão pra vender 50000 unidades.
    A categoria fechou o ano de 2014 com pouco mais de 100.000 levando Eco e Duster.
    Com previsão de queda de 20% do mercado, ONDE VÃO ENFIAR 50000 RENEGADE E 50000 HRV??
    Esse daí n vai vender 5000mil esse ano.

    Enfim, o Duster é um ótimo carro, mas sim, peca no acabamento interno.
    Já o Eco acho o mais fraco levando em consideração as 5 opções que teremos atualmente (Eco, Duster, 2008, Jeep e Hrv) Por ser pequeno demais.. porta-malas do tamanho do de um Sandero quase, espaço apertadinho.

    Ainda n vimos o Duster 2016, espero que surpreenda.

  • leonardo

    O problema maior desse veículo é o motor Etorq.

  • Hugosw

    Qual é a incidência adicional de imposto nos veículos diesel? Diferença de 30mil entre uma versão gasolina e uma diesel é muito coisa…

    • Castle_Bravo

      Meu “achômetro” diz que boa parte dessa diferença é relacionada à demanda. Motores diesel tendem a ser mais simples e são até mais baratos de se produzir.

  • Senhora Liberdade

    Eu quero uma na versão verde “exercito”

  • Dunha

    eu ainda acho que quem vai se dar bem nesta briga vai ser o Duster , pelo preço e taxas, vai continuar vendendo o que vende. enquanto Ford Honda e jeepiat disputam os clientes

  • Gustavo Zoch

    Foi divulgado alguma coisa sobre o programa de revisões e valores????

    • 0terceiro

      Foi sim, numa outra notícia aqui no NA mesmo (eu acho) sobre o Renegade.
      Não lembro os valores exatos, só me lembro que as revisões são
      a cada 12mil Km ou um ano, até os 60 mil Km.
      A soma das 5 revisões era pouco menos de 3.500 reais.

  • Reinner

    Cara. Na boa. Quase ninguém roda off-road.
    Não, meu jovem, andar nas valetas da estradinha do sítio do sogro no fim de semana não é off-road. Se depender desse escasso nicho de consumidor, vai vender como o Jimny.
    Na cidade, tenha dó. Só se for para disputar concurso de feiúra.
    Candidato seríssimo a encalhe, a partir do terceiro mês de vendas. Que nos dois primeiros sempre há os deslumbrados.

  • Murilo Barduzzi

    Onde estao os limpadores do farol de xenonio, exigidos na lei ? Nao encontrei em lugar nenhum!

  • Filipe Augustus

    Essa versão diesel realmente me seduziu, com essa pu@#$%¨que está a gasolina realmente seria interessante, só que acho muito dinheiro, prefiro um Pajero Full diesel 2011! Pelo menos no meu caso que não ligo de ter carro usado!

  • Davi

    Não fazem mais carros como antigamente, olha a concepção do Jeep Willys!
    https://www.youtube.com/watch?v=v684WjALyQA

  • Guilherme Teixeira

    lembra daquela história que o linea não é sedan médio ?
    hrv não é concorrente para o renegade. Vi os dois ao lado e um é suv de verdade o outro parece um hatch versão aventureira mais alto tipo crossfox da vida e outros.

    Procurem fotos dos dois carros lado a lado, você vai entender do que eu escrevi

  • João Paulo Guimarães Vieira

    Caros,

    Primeiramente, parabéns pelo nível da discussão sobre o
    carro!

    De fato, lendo todos os posts, vejo claramente como não
    entendo nada de veículos

    Estou escrevendo, pois gostaria de compartilhar uma dúvida
    com vocês.

    Pretendo usar o renegade para rodar 3 mil km de asfalto e
    1mil de terra por mês, sendo a função 4×4 primordial para meu uso, além dos a
    quantidade de km de terra citada, compreende 20 a 30% de estrada bem ruim
    mesmo.

    Agora vem a dúvida…quando vi o anuncio do jeep pensei: Irei
    comprar a versão top(Trailhawk)e vou resolver meus problemas, porém avaliando e
    lendo a respeito, fiquei sabendo que a versão top das top das top..rs sairá por
    150 completa, pode isto Arnaldo?

    Em cima da premissa citada pergunto aos senhores, o que de
    fato é de suma importância dos itens opcionais na versão top? Pergunto, pois o
    pacote segurança é interessante (independente do preço0, e as outras meus caros?
    Pergunto, pois os itens citados não são do meu conhecimento, por ter uma visão
    limitada de veículos (até porque atualmente uso L200/terra e fiesta estrada).

    Obrigado

    • Rzonta

      Bom, como vc vai utilizar o carro para viagens, acredito que essencial mesmo sejam os equipamentos de segurança. Eu colocaria o Pack Safety (airbags) e o Pack Technology 4 (por causa do faróis xenon que proporcionam uma melhor visibilidade).
      Mas veja se a jeep não vai atrelar a compra do technology 4 ao Technology 3… Pq o 3 não tem nenhum equipamento essencial. São coisas legais de ter (park assist e keyless) mas nada fundamental.

      • João Paulo Guimarães Vieira

        Obrigado pelas informações!
        quanto aos farois de xenons, tem a opçao de escolha exclusiva dele por 3 mil.
        Aproveitando, você reparou que no site o lançamentofoi postergado em mais de 30 dias? aquela contagem regressiva foi aditivada em 30 dias.porém ligando para a loja, falaram que o prazo se mantem o mesmo.

        • Rzonta

          Opa, se dá pra comprar o xenon separado melhor ainda! Sobre o lançamento, acredito que manterão a data. Inclusive já recebi convite de vendedores jeep pra ir conhecer o carro no dia 10. Mas do jeito que são as coisas nesse país não dá pra duvidar de mais nada… hahaha

  • RRROL

    Podia ter na versão brasileira este escape duplo. Melhora muito o visual da parte traseira do carro.

  • Emilio Costa Almeida

    FIZ O TESTE DRIVE NOS RENEGADES DIESEL E GASOLINA. NOSSA O MOTORZINHO 1.8 NÃO CONSEGUE ARRASTAR O RENEGADE. LENTO, PESADO. O DIESEL É UM FOGUETE. SHOW DE BOLA. ESTÁ LONGE DE SER UM FITÃO!!!! É UM JEEP DE VERDADE, O SISTEMA DE TRAÇÃO É ESPETACULAR. TENHO UMA FRONTIER COM DOIS ANOS E ME SENTI MUITO A VONTADE NO RENEGADE. PRA QUEM PUDER TER UM DIESEL, É UMA BELA COMPRA.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend