Chevrolet Hatches Mercado Sedãs

Novo Onix deve conviver com o atual a partir de 2019

Novo Onix deve conviver com o atual a partir de 2019

Em meados do segundo semestre de 2019, a General Motors apresentará ao mercado brasileiro o Novo Onix. A tão esperada segunda geração do hatch que se tornou líder de mercado nos últimos três anos e que levou a Chevrolet para o topo do ranking das marcas mais vendidas, chegará com tudo novo, inclusive algo que se aguarda muito no portfólio da empresa, um motor moderno.


Com propulsor de três cilindros 1.0 e turbinado, o Novo Onix deverá ser maior que o atual e terá uma plataforma mais espaçosa e segura, a GEM (Global Emerging Market), que foi desenvolvida em parceria com a chinesa Shanghai-GM. Lá, do outro lado do mundo, o Onix Sedan apareceu nos registros do Ministério da Indústria e Tecnologia, revelando o próximo Prisma.

Novo Onix deve conviver com o atual a partir de 2019

Ostentando um estilo moderno, porém, simplificado por conta de sua proposta, o Novo Onix terá um nível de segurança mais elevado que o atual, potencialmente colocando o produto obter de 4 a 5 estrelas no Latin NCAP, que não deve tardar em avaliar o novo carro da GM. Além disso, controles de tração e estabilidade farão parte do pacote, assim como assistente de partida em rampa.


Na parte mecânica, o propulsor 1.0 Turbo existente na China, entrega 120 cavalos, que aqui serão suficientes para a proposta inicial do próximo Prisma, mas o Novo Onix deve oferecer uma opção mais fraca adiante, quando o modelo atual sair de cena. Sim, o compacto que vemos agora, deverá continuar por mais tempo, a fim de ser uma opção mais em conta e aos poucos ir fazendo a transição.

Novo Onix deve conviver com o atual a partir de 2019

Com a saída dos atuais Onix e Prisma, a nova geração poderá receber finalmente um subcompacto para servir de carro de acesso, assim como foi o Celta no passado. O tal projeto até existe, sendo ele chamado inicialmente de Jade e posteriormente de Âmbar. Pode ser que eventualmente seja um projeto unicamente regional, uma vez que a GM se retirou da Índia e esta opção não venderia na China.

 

Novo Onix deve conviver com o atual a partir de 2019
Nota média 3.7 de 11 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • FREDRED

    Quem sabe a dona GMB faça uma versão Onix Gsi com esse motor turbo, já que atualmente na linha não tem nada parecido.

    • globonaotemjapa

      quanto vai custar?

    • Oliveira

      o próprio Ônix 1.0 turbo já rivalizaria com o Polo TSi.. mas seria interessante se colocassem o 1.4 turbo nele, para concorrer com o Polo GTS.. ai seria digno do emblema GSi..

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        Não tenho duvidas que isso ocorra futuramente, pois com essa nova plataforma e cofre do motor maior com certeza cabe um 1.4 turbo AT6, nessa onda pode ser que venha o Yaris com 2.0 16v, Argo 1.3 turbo e Sandero 3 1.3 turbo

        • Judson Müller

          curioso pra ver esse Sandero 3 1.3 turbo, ia ser legal ver um Onix 1.4T

    • Fabão Rocky

      Tá mais fácil ela colocar Onix SS se for o caso. A sigla GSi vinha da Opel, q n pertence mais ao grupo GM. Uma penas mas, gostava mto do GSi.

    • Marcelo Ecosta

      Custaria o preço de um Cruze LT.

      • XandeeM

        Se lançarem,provavelmente o preço do Cruze LT já esteja bem acima de 100k.

    • David Diniz

      A sigla GSI pertence a Opel e a dona da Opel é a PSA o máximo que pode(se acontecer) é um Super Sport com motor 1,0T mesmo.

      • Marcos Drawer

        Se bem que o medo é fazerem um Onix Sport com o 1.4 atual e adesivos… Eu não duvido.

        • David Diniz

          O motor 1,4L está com os dias contados igualmente ao 1,8L que deverá ser extinto na próxima geração da SPIN. O MÁXIMO que poderá ocorrer é a Chevrolet manter apenas o VHC 1,08V(SPE4) em alguma versão de entrada do Onix para competir com motor fire da Fiat.

    • Marcos Drawer

      Acho mais fácil fazerem um Onix Activ Plus. Poucas fábricas se interessam em criar versões esportivas dos compactos. Foi-se o tempo. Hoje preferem colar uns apliques pretos, rack de teto e chamar de “SUV”

  • vicegag

    Deve realmente oferecer uma opção mais fraca, pois 120cv são uma monstruosidade de cavalos para o brasileiro domar, melhor ter uma opção na faixa dos 80cv para um Ônix mais pesado, pois aqui estamos muito acostumados com 1.0 sem turbo, para poder levar todos no único da família.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Além do 1.0 turbo TAMBÈM vai ter uma opção mais fraca, um 1.0 aspirado somente para o Õnix novo como a VW faz com o Polo

      • Dudu Pimentel

        o Polo não tem 1.0 aspirado. Somente 1.6 16V MSI e o 1.0 Turbo (200 TSI). Somente o primeiro Polo teve 1.0 aspirado e era 16V e durou mto pouco.

        • Hugo Leonardo Dos Santos

          😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂, que mundo vc vive? Entre no site da VW e configure seu polo 1.0 84 cv, meu vizinho comprou um.

          • Dudu Pimentel

            Em que mundo VCS vivem…tem que ser mto trouxa de pegar um Polo 1.0 aspirado…não deu certo no passado, pq daria agora? Argo 1.0 aspirado, Sandero 1.0 aspirado, Fox 1.0 aspirado? Ridículos! São carros que pesam em média mais de 1100 kg (Ok, não focam em desempenho, mas do adianta ser espaçoso e ser fraco?)…se já não faz milagre em Onix, Gol, Ka e até Uno, imagine nesses ai…1.0 só serve bem em subcompacto como Kwid, Up!, Picanto e Mobi.

            É por aceitar um Polo 1.0 aspirado ou semelhante como carro 0 km que o mercado brasileiro está todo zoado…se é para pegar um carro 0 km 1.0 aspirado que seja um subcompacto ou se quiser pegar um compacto, que seja turbo ou pelo menos 1.3 aspirado.

            E se for para pegar um semelhante a Sandero, eu só aceitaria se fosse 1.6…afinal vai ter horas que vc vai precisar de torque e uma relação-potência aceitável (10 kg/cv no máximo) e entre Polo, Sandero e Argo nenhum deles tem atende essas situações.

            Brasileiro tem que aprender a valorizar o dinheiro e aprender a comprar carros com os europeus e americanos…mas até lá…mtos seram lesados.

            • RodrigoABC

              Brasileiro é tão “trouxa” que lá fora (alemanha, por exemplo) tem Golf e Focus 1.0 com 85cv e não vejo ninguém reclamando kkkkkkkkkkkkkk

              • vicegag

                Ter tem, mas pela experiência que já tive com 1.0 aspirado, deve ser uma m**d@, (afinal, nem tudo mundo odeia giló), então devo ser um dos trouxas, nunca mais compro carro 1.0 sem sobrealimentação.

                • Geraldo Xavier

                  Giló frito é muito bom

                • RodrigoABC

                  Já tive 1.0, andei com ele por 3 anos para ir ao trabalho, nunca deixou na mão. É só saber trabalhar bem o giro e pé que ele dá conta do recado na cidade.

              • Geraldo Xavier

                De que adianta motor 1.8 na mão de motorista lerdo?
                Sabendo usar e reduzir marcha corretamente o 1.0 dá conta do recado. Europa não tem morro e nem tanta necessidade de ar condicionado o tempo todo como aqui. Motor 1.0 lá dá e sobra. Aqui sabendo usar também

                • RodrigoABC

                  Cara, uma coisa é ter um carro, outra é saber conduzir. Infelizmente a maioria não sabe mais conduzir, não se fazem mais motoristas como antigamente. O motor não tem culpa do proprietário ser “lerdo”, e outra: rodovia não é autódromo para ficar correndo e etc.

                  Sim, hoje tenho carro com 107cv e 170cv, e te digo, em 5 dos 7 dias da semana o de 107cv dá conta do recado com folda, ou seja, ainda poderia ser menor que não faria falta.

              • Mambo Ted

                Na Europa é um bem de consumo , utilizado como meio de transporte. No Brasil, o brasileiro continua querendo ostentar… se bem que aqui querem se aparecer até com celular…

              • Dudu Pimentel

                Golf 1.0 com 85 cv? Que eu saiba é 1.2 e é turbo e o Focus é 1.0 Ecoboost e tem entre 125 cv e 178 cv. E é trouxa sim pq mesmo que tivesse, os carros 1.0 na sua maioria aqui tem segurança apenas razoável…lá eles quase não aceitam (e nem adiantar argumentar dizendo que é mais em conta…eles levam segurança mto a sério)…eles exigem ter o melhor produto mesmo que seja mais caro, se não, não compram…aqui…o carro vem pelado, com mecânica mais velha que o próprio carro, segurança regular e o carro vende horrores e nego acha que está tirando onda pq pagou 50 mil em carro 0 km…1.0 aspirado.

                Pelo visto vc acha bom pagar tanto por tão pouco…deve ser rico…como eu disse, brasileiro não é exigente…compra oq lhe agrada aos olhos…não valoriza o suado dinheiro que ganha….por isso que as coisas estão do jeito que estão.

                • RodrigoABC

                  Sim amigo, 1.0 com 85cv, ASPIRADO NATURALMENTE, há versões a partir dessa potência. Claro, tem versões com mais de 200cv também. Ainda bem que você foi humilde em declarar que tem o conhecimento limitado. Parabéns. Lá fora carro é, em sua maioria, meio de transporte. Há versões com o “básico” de segurança exigido por lei. Não sei se você já foi lá um dia, eu já fui e fiquei um bom tempo para saber o que falo, afinal meus conhecimentos não são limitados como os seus (você mesmo se declarou).

                  Não acho bom pagar por tão pouco, preciso te falar que a realidade lá é outra em relação ao Brasil? Ou você acha que o Brasil todo é um lugar maravilhoso para mecânica?? Por favor conheça mais seu país, não limite seu conhecimento ao seu país como você faz com carros.

            • Hugo Leonardo Dos Santos

              desviou o assunto hehehe

              • ALEMAO RS

                Sim desviou, viu a kakaka que falou, foi olhar no site e mudou o assunto…cada um..

            • Verdades sobre o mercado

              Comprei o Polo 1.6 porque tinha medo do 1.0 virar mico, mas se fosse hoje compraria o 1.0 pois raramente pego estrada e o motor dele da tranquilo para uso urbano, não é como os 1.0 mais antigos. Estes novos motores 1.0 3 cilindro dão conta do recado muito bem no uso urbano.

              • Dudu Pimentel

                Dá conta se vc nunca precisar acelerar forte para chegar a algum rápido ou para fazer ultrapassagens…ninguém que passe mto por essas situações vai optar por 1.0 com dimensões próximas a de um médio…se for prá escolher 1.0, vai optar um compacto de entrada…ainda mais que tb querem andar no ar-condicionado e se um 1.0 de entrada já sofre, imagina em 1.0 como o Polo, Argo, Sandero…tanto ter 1.0 aspirado compacto premium não faz sentido que poucas marcas aqui no Brasil tem essa opção se o kra pode pagar pelo mesmo carro com um motor mais potente, ele vai comprar.

                Agile era só 1.4
                Punto era partir de 1.4
                City é só 1.5
                Yaris é a partir de 1.3.

                • Verdades sobre o mercado

                  Foi por isso que afirmei que compraria pois meu uso é eminentemente urbano e ando com mais uma pessoa apenas. Apesar do Polo ter dimensões próximas a um médio ele pesa pouca coisa mais que compactos como Onix e Ka (são cerca de 20kg apenas de diferença). O Sandero que você citou é até mais leve que Onix e KA (cerca de 20kg também). O único mais pesado é o Argo, mas compensa com o motor de 2 válvulas por cilindro que dá agilidade em uso urbano. Eu já fui muito contra carro 1.0, com os novos motores já não sou mais tanto (nossa legislação devia eliminar esta tributação por cilindrada, que é burra), só critico a existências dos sedans 1.0 pois obviamente são um contra-senso, pois sedan pressupõe andar com 4 ou 5 pessoas e porta-malas grande pressupõe várias malas e estrada, e aí o bicho pega, pois motor 1.0 aspirado com 4 ou 5 pessoas mais bagagem na estrada é de lascar…

            • Marciofilho Santos

              Vc já andou em algum carro com o motor 1.0 3 cilindros? Não estou falando de preço , mas para o dia a dia, trânsito etc são ideais. Tem torque razoável e se comportam como um motor Fire 1.4

              • Dudu Pimentel

                Já andei sim…é o único que me surpreendeu foi o New Ka, mas mesmo assim prefiro com o 1.5, que afinal de contas dependendo do que coloca e qual versão vc escolhe do 1.0, é possível pegar um com motor 1.5. No dia-a-dia essa sobra de desempenho (o atual tem uns 135 cv e 16 kgfm no etanol) faz uma puta diferença, mas na estrada, se o 1.0 já tiver embalado, sem estar carregado e com ar desligado ele vai bem…e partindo a inércia nas mesmas condições, ele chega aos 100 km/h um bocado rápido para um 1.0 aspirado, e acaba parecendo que não é 1.0 (por isso me surpreendeu).

                • Marciofilho Santos

                  eles na estrada nao precisam de embalo se estiverem com 2 pessoas e até com o ar ligado, basta baixar a marcha e fincar o pé que o carrinho responde. ja tive o Ka, o UP e ja viajei dirigindo o HB20. todos vão muito bem na estrada, só usar bem o cambio

              • MonHoe

                Se comportam muito melhor que um Fire 1.4

                • Marciofilho Santos

                  muito melhor é complicado, nao vamos exagerar, eles tem na faixa de 80 cvs com 10kgf de torque e o fire 1.4 88 cvs com 12,4 kgf de torque. por isso se assemelham ao Fire 1.4. talvez o sr tenha andado em um carro fiat grande com esse motor (ex grand siena) ai realmente a impressao fica ruim. mas se andar em um uno verá que é bem ágil com um Up 1.0 mpi

                  • Verdades sobre o mercado

                    O Punto 1.4 também se arrastava… já o Novo PAlio tinha um desempenho adequado.

            • Wellington Myph13

              Pq no passado era um motor velho e fraco… O atual motor é mais forte e elástico… É só questão de saber usar e trocar marcha… Eu não passo apertado com o meu e uso pra trabalho, fazendo médias de 8,5-9km/l com etanol…
              Não tem que ser trouxa, e sim olhar pra concorrência e decidir se quer um carro de papelão com motor 1.4 (Onix) ou um 1.0 mais simples como Sandero, Ka e outros ou colocar um pouco mais de dinheiro e ter um carro bom de tamanho, seguro, com pacotes de segurança importantes como ESP mas com motor 1.0.
              Não é pra qualquer um carro assim… A galera vive perdendo embalo com carro 1.6 e 1.8 em subidas, imagina dar um 1.0 na mão de um cabra desses…

              • V.mario

                Acho que ele pensa que ainda estamos na década de 90 com carros 1.0 com 50 cv e 7,5 kgfm.
                Se for para comprar um carro por R$50 mil, prefiro que seja o mais seguro possível e o mais seguro nesta faixa de preço é justamente o Polo.
                Tenho um Up mpi e vejo muitos motoristas com seus 1.6, 1.8… se arrastando no trânsito.
                Pouco importa se o carro é 1.0, 1.6… se você precisar fazer uma ultrapassagem reduza a marcha sem medo de elevar o giro motor ao corte ou próximo ao corte e principalmente seja prudente, já vi “pilotos” forcando ultrapassagem com seus carros potentes e passando sufoco.
                Obs: No trabalho dirijo um carro 1.8
                Eu compraria o Polo 1.0 sem problema algum, talvez até o compre futuramente, pois se for para pegar o Polo 1.6 prefiro ir direto para o Virtus.

              • Dudu Pimentel

                Ou seja, vc pagaria 50 mil reais por um carro 1.0 que pesa mais 1100 kg e só 85 cv e quase 11 kgfm e tb não valoriza o dinheiro que ganha. Parabéns, vc é um kra sensato.

                • Wellington Myph13

                  Entre as escolhas de carro zero econômicos e seguros, sim, eu pago. Não gostaria, preferia que nossa realidade fosse diferente e ele custasse 35-40mil, mas não existe isso e nem existirá em curto prazo. Eu fiz a melhor escolha pra mim, não passo apertado e paguei com gosto porque o carro é excelente. Se você não se sentiria satisfeito, pegue outro com os seus 50mil.

                  • Dudu Pimentel

                    Com certeza eu pegaria um carro mais possante por 50 mil reais…e nem me importo em ser usado, pq oq importa mesmo é garantir que vou ter motor prá fazer ultrapassagens ou prá quando eu precisar chegar em algum lugar mais rápido por ter me atrasado ou por querer chegar mais adiantado mesmo. Enfim.

                    Que bom que está satisfeito com seu Polo 1.0 MSI…só espero de coração que vc não se arrependa dessa escolha no futuro. Um abç.

                    • Wellington Myph13

                      Mas ai você volta na parte que citei pessoas com carros 1.6 e 2.0 passando apertado em subidas ou nem tentando ultrapassagens porque não sabe usar o cambio… EU sei usar o cambio no meu 1.0 e não passo apertado em subidas, nem ultrapassagens e quando estou atrasado também chego rápido, porque no transito de cidade amigo, seja 1.0 ou 2.0, você para nos mesmos semáforos, lombadas e cruzamentos…
                      Eu me importo de ser usado, porque eu trabalho com o carro todos os dias, e além de ter que me preocupar com o desgaste que eu causo, corro o risco de levar fumada pelo que o antigo dono fez… Carros “seminovos” com baixa KM e menor probabilidade de estarem ruim custam quase o preço de alguns zero km de entrada, e com menor taxa de financiamento no zero, ele ainda compensa mais… Sem esquecer do consumo…
                      Eu estou de verdade muito satisfeito com meu Polo 1.0 MPI. Obviamente preferia levar o TSI pra casa, mas por enquanto não foi possível…

                • Verdades sobre o mercado

                  1) Polo pesa 1.058kg, apenas cerca de 20kg a mais que Onix e Ka. 2) PAra uso urbano ele desenvolve muito bem. 3) Até o ARgo 1.0 que pesa mais de 1.100 kg tem um bom desempenho para uso urbano devido ao seu motor de 2 válvulas por cilindro. Se não precisa pegar estrada e/ou pega estrada de multiplas pistas pode comprar tranquilo, e ainda vai ter uma boa vantagem na economia em uso urbano (na estrada vai gastar igual a 1.3, 1.4, 1.5 ou 1.6).

                  • Dudu Pimentel

                    Ah, foi mal…ele pesa quase 1100 kg. E antes que fle, 20 kg faz diferença sim, sobretudo em carro 1.0 aspirado.

                    Nem vc, nem ninguém vai me convencer que é jogo comprar um carro 1.0 aspirado com esse peso todo por 50 mil reais quando com mesmo valor, vc pode comprar um carro quase 0 km e que é mais potente e ainda por cima ainda pode custar de 50 mil reais.

                    Sabe quem compra carro semelhante a esses?
                    – Empresas
                    – Gente usa o carro prá trabalhar diariamente
                    – Gente que trabalha prá aplicativo (pq roda o dia inteiro e quando menos gastar, melhor)
                    – Taxista (que usaria por exemplo Prisma 1.0, Ka sedan 1.0, Grand Siena 1.0, Logan 1.0 e etc)
                    – Gente não usa mto o carro

                    As pessoas que gostam mesmo de carro (ou seja, não tem carro só por ter como se deslocar) não compram 1.0 aspirado nem ser subcompacto, mto menos se for quase um médio (como Sandero, Argo e Polo).

                    Tanto estou certo, que há poucos hatchs desse porte com versão 1.0 aspirado…a maioria de 1.3 16V prá cima e tem carro nem tem 1.3 (como o City)

                    Tendo 50 mil reais na mão, dificilmente eu compraria um 1.0 aspirado, mesmo que seja um compacto completo…vou prefirir um modelo 2017 ou até mais usado, que seja bem mais possante e não seja um beberrão ao mesmo tempo.

        • Pedrov154

          Oi? O_o

        • Marcelo Amorim

          Se informe melhor amigo,o Polo tem a versão 1.0 MPI.

        • Alaor

          Tem sim

        • Thiago Ramos

          Tem 1.0 aspirado sim. Sempre em promoção por “módicos” 50k. As versões são 1.0 MPI, 1.6 MSI, Comfortline e Highline.

      • vicegag

        Eu ENDENDI O TAMBÉM, só quis salientar que 120cv é muito para o brasileiro (sendo o único motor), então temos que ter TAMBÉM, um motor mais fraquinho.

  • 1 Raul

    Do jeito que o carro turbo é visto no Brasil, vai chegar beirando os 70k

    • invalid_pilot

      Aposto na mesma faixa do Polo 1,0 TSI de 65-80k

  • invalid_pilot

    O Atual vai virar o Joy peladasso e o novo virá mais caro.

    A GM viu que da certo fazer dessa forma.

    • Airplane

      O novo se chamará Onix Plus.

  • Thiago

    Plataforma Global EMERGING Market. O nome já diz muito para o que me interessa. Enquanto isso polo utiliza aqui a mesma plataforma da Europa Adivinha minha opção ??

    • RodrigoABC

      Não esqueça que o Onix atual usa a mesma plataforma (Gamma II) do SONIC e do TRAX/TRACKER. A questão é que não adianta ser uma plataforma de mercado de primeiro mundo e quando vir para o Brasil sofrer redução de custos.

      • Thiago

        Óbvio que se sofrer redução de custos é pior. Mas se fosse uma plataforma global pelo menos haveria esperanças ainda. Como a plataforma é de país emergente nem possibilidade há mais, já sabemos que é um produto inferior desde a concepção

        • Ricardo Alexandre

          Nesta questão de plataformas modernas no Brasil, nos temos que dar os parabéns á Volkswagen por tá utilizando o que à de melhor no mercado brasileiro. Pois essa plataforma MQB-A0 do Polo e do Virtus, é á mesma utilizada no mercado europeu

          • Thiago

            É exatamente o que eu penso, Ricardo Não sou fanboy de nenhuma montadora. Contudo, das maiores que temos aqui, me parece que quem está priorizando o que eu entendo como mais importante é a VW Cada pessoa prioriza o que quiser em sua aquisição. Tem gente que prioriza telinha e visual em detrimento de segurança. Para mim segurança é prioridade zero.

            • Ricardo Alexandre

              Por isso mesmo como falei para o amigo Rodrigo ai, meu próximo carro se Deus quiser será um lindo e seguro Volkswagen Virtus. Atualmente possuo um Chevrolet Prisma Joy 2016/2017 comprado 0 Km como pode ser visto ai na foto, isso já faz 2 anos. Gosto muito do carro, pois foi o meu primeiro carro adquerido com muito suor e trabalho graças á Deus. E também sou apaixonado pelo design do mesmo. Mais como disse, muito em breve irei troca-lo pelo também belo e super seguro Volkswagen Virtus. Carro que me apaixonei desde o seu lançamento ocorrido no começo do ano, pois sou um fã confesso de sedãs. Não troco um belo de um sedã igual ao Virtus, por um desses suvinhos que são á moda do momento no mercado.

              • Thiago

                Ótima escolha Ricardo Andei bastante no Polo novo. Fora alguns barulhos na tampa traseira (facilmente corrigiveis pelo que li – e que não existe no virtus ), o carro é extremamente bem acertado. Em comparação à concorrência decididamente está um passo a frente. Compraria hoje se fosse buscar algo nessa faixa de preço, sem dúvida.

                • Ricardo Alexandre

                  Valeu irmão. Pra mim hoje não existe um carro 0 Km no mercado brasileiro, com um custo benefício melhor que o Volkswagen Virtus entre R$ 60.000,00 mil reais, e R$ 87.000,00 mil reais. Valores no qual o Virtus está inserido no mercado.

          • Não é a mesma. Aqui é simplificada, segundo a própria VW, para facilitar manutenção e dar robustez.

            • Thiago

              Onde você leu que ela é simplificada em relação ao Polo europeu? Compartilha com a gente

      • Ricardo Alexandre

        Me diga Rodrigo onde foi que á plataforma MQB-A0 do Volkswagen Polo e Virtus recebeu redução de custos no Brasil em relação ao modelo europeu? Pois como bem sabemos, os dois carros são 5 estrelas para todos os ocupantes pelos testes feitos pelo Latin NCAP. Acho que você está enganado em relação aos novos carros lançados pela Volkswagen no Brasil. Pois atualmente são os carros mais seguros oferecidos no mercado nacional. O que muda no brasileiro em relação ao europeu, é só o acabamento interno que é empobrecido na versão nacional. Pois no resto são o mesmo carro irmão. Assim como o amigo Thiago ai disse, o meu próximo carro se Deus quiser será um belo de um Volkswagen Virtus.

        • RodrigoABC

          1- Não estou dizendo que sofreu, mas de modo geral não adianta simplesmente ter algo de outro mundo e chegar aqui para ser capado. Isso acontece a todo tempo (New Fiesta, Onix/Cobalt, o Corolla antigo são exemplos, muitos já sofreram isso, mas não quer dizer todos)
          2- Plataforma não é sinônimo de segurança, ajuda, mas ela por si só não define. Se as MQB aqui implantadas não sofreram redução, parabéns.

          Não generalize, você sabe que acontece, não necessariamente com todos.

          • Fabio

            Em que o New Fiesta foi capado quando lançado no Brasil? Até onde eu sei era praticamente o mesmo carro vendido nos EUA, com exceção do interior. Motor, câmbio e equipamentos de segurança eram os mesmos. Aliás, o carro vendido nos EUA ainda é o da geração anterior. Será que existem diferenças significativas na construção?

            • RodrigoABC

              O carro vendido no EUA é da mesma geração do atual (MK7). O fiesta brasileiro, em termo de segurança, perdeu, por exemplo, barras laterais.

              Além disso, muita coisa no interior, equipamentos, etc. A diferença maior está nos detalhes.

              A mudança da frente (facelift) não é mudança de geração. Não é a toa que quem REALMENTE conhece prefere o mexicano (2010~2013) que o brasileiro (isso pro hatch, pois o sedan sempre foi importado)

              • Fabio

                A retirada das barras laterais realmente é uma economia sem sentido. A simplificação do interior é compreensível pela diferença dos mercados e do posicionamento do produto aqui e lá. Há pouco mais de três anos eu comprei um para a minha filha, um Titanium Powershift hatch. Em termos de motor, câmbio, controle de tração e de estabilidade, número de airbags, partida por botão, desenho das rodas, direção e painel de instrumentos, era idêntico ao modelo top vendido nos EUA. Quando eu compro carro eu sempre levo em consideração se o carro é vendido em mercados do primeiro mundo ou não. No caso do Fiesta, o mnodelo daqui era (não totalmente, mas basicamente) o mesmo vendido nos EUA e Europa na época. Eu também gosto mais do modelo anterior do Fiesta (apesar de não me considerar REALMENTE entendido), mas não tinha aquele modelo 0km na linha 2016… Mesmo eu não sendO REALMENTE entendido eu sei a diferença de face-lift e mudança de geração.

                • RodrigoABC

                  Lembrando que o fiesta BR tá mais pro europeu que pro MX.

                  “Em termos de motor, câmbio, controle de tração e de estabilidade, número
                  de airbags, partida por botão, desenho das rodas, direção e painel de
                  instrumentos, era idêntico ao modelo top vendido nos EUA”
                  Não era, direção e painel são diferentes, parachoques, painel de porta, muita coisa. Do resto tudo bem.

                  É só entrar no sedan atual e no hatch, o sedan vendido aqui é o mesmo do EUA, já o hatch não.

                  Eu tenho um MX.

                  • Fabio

                    Eu escrevi painel de instrumentos, e isso realmente é igual. A direção é igual nos controles, o resto acho que não. Até porque nos EUA deve ter opção de volante aquecido. No resto o dos EUA é bem mais caprichado. O que eu não sei é se o brasileiro usa aços de pior qualidade, tem menos pontos de solda, etc, ou seja, mudanças invisíveis

                    • RodrigoABC

                      No painel de instrumentos o MX ainda tem mudança nas luzes espiã, o que é de menos, mas tem, além da escala em MPH (o que eu acho legal).
                      Direção só os controles são “iguais”, porém a conexão (plug) é diferente (não se preocupe, eu já desmontei minha direção e sei disso), a buzina/airbag também são diferentes. No EUA ele não tem a opção de aquecimento da direção, mas tem dos bancos. No EUA também tem o ambient-light, aqui não.

                      Como eu disse, se quiser ver a diferença ao vivo, vá a uma concessionária e veja o sedan titanium plus e veja o hatch titanium.

                      Sobre aços de pior qualidade, a gente já sabe que retiraram as barras laterais…. imagina o resto. O nacional em 2014 também perdeu forro fonoabsorvente do capô, parabrisa acústico, terceiro apoio de cabeça e banco traseira 2/3 (foi recolocado depois), um monte de coisa.

        • Alexandro Vieira Lopes

          será uma excelente compra, tenho o virtus e estou gostando muito dele

    • Polo brasileiro usa a MQB-A0, versão simplificada da plataforma europeia. A própria VW afirma que foi para dar maior robustez e simplificar a manutenção.

      • Thiago

        As referências da imprensa que li falam em ser idêntica. É simplificada, ou encurtada, em relação à MQB, que é a do Golf. O MQB-0 faz referência a isso. Além disso, os testes de colisão falam por si. A simplificação do Polo foi em acabamento. Mas em relação ao que temos, para mim é o melhor conjunto da categoria.

      • RodrigoABC

        A MQB-A0 é para abranger categorias menores que a MQB – o chamado “B-Segment”. O fato de ser modular não quer dizer que vai abranger todas as categorias (exemplificando, de um Kwid até uma Escalade), por isso criam plataformar modulares menores para segmentos menores. Há limites tanto para mais como para menos nas plataformas modulares. Por isso lançam uma menor, não necessariamente mais simplificada.

        As diferenças da MQB-A0 para a MQB, não sei decorado. Só tento acesso aos documentos para saber o que realmente foi aplicado em cada uma.

  • Pedrov154

    Alguns sites estão falando que o novo motor 1.0 aspirado terá injeção direta, ou seja, podemos imaginar um 1.0 com mais de 90cv e 11kgfm de torque. Se confirmado, vai ser uma sacada muito bacana da GM. Esse novo Onix provavelmente vai fazer muito sucesso, não duvido que cause um frisson parecido com o que o Corsa B causou em 1994. Nesse momento minha maior torcida é que o carro consiga 5 estrelas no Latin Ncap, caso ocorra, será a melhor opção do segmento junto com o Polo.

    Enfim, a dupla novo Onix Joy + novo Onix promete bater a marca das 30 mil unidades mensais.

    • Verdades sobre o mercado

      Difícil bater 30.000 unidades. Parte das vendas do modelo atual migração para o Novo as demais vendas adicionais terão que ser tomadas dos concorrentes.

    • Airplane

      O novo Onix se chamará Onix Plus.

    • Luconces

      Vai ter frisson com Onix quando ele for vendido na Europa…

    • MonHoe

      Vai andar parecido com meu Argo 1.3

    • Rafael Pereira da Silva

      a questão será o visual que eu duvido que seja tão bonito quantos os Corsas e tão harmonico qto o Onix Joy.

  • SDS SP

    Normal e esperado. Não dá para simplesmente virar à chave e parar de produzir o modelo antigo.
    Pelo que andei apurando, o Family 1 ficará em produção até em 2023.

  • Paulo

    A GM não é besta. Vai continuar lucrando muito com o onix e prisma Jou por um bom tempo. São veículos que já pagaram todo o investimento de si em investimentos no inicio da fabricação. GM deve se manter no topo por uns 3 anos pelo menos.

  • Airplane

    O nome do novo será Onix Plus.

  • Cincinato

    O NA dá uma péssima notícia um sub-compacto, esse de longe um segmento que pode destruir o poder aquisitivo dos brasileiros.

    Tomara que não lance esse carro. Se não daqui a pouco o dinheiro que vai dar para comprar um carro, será um carro só com os bancos da frente.

    • Rafael Pereira da Silva

      e quem não tem dinheiro e acha os carros atuais grandes ficam com quais opções?? kwid e Mobi?? tomara q a GMB pense grande

  • RPM

    O mais engraçado da matéria,é ler que o novo onix foi desenvolvido em parceria com uma empresa Chinesa….logos os Chineses,que todo mundo cai de pau….kkk

  • Fabão Rocky

    N adianta ter plataforma moderna se o aço que deveria ser de alta resistência for de péssima qualidade. Aquele 0 estrelas do Onix foi uma boa lição para os adoradores de plataforma.

  • Samuel Almeida

    Queria um Spark

    • Rafael Pereira da Silva

      ou um Viva/Carl e sua versão sedan Beat

  • Valdek Waslan

    Eu só acho engraçado as pessoas pedirem para colocar turbo…
    Coloca 1.4 Turbo… Coloca 1.4 turbo…. Quer um 1.4 turbo? Ué… tem o Cruze Sport6!
    Gente… se colocar 1.4 turbo no ONIX, vai encarecer e muito… nesse caso, ele vai deixar de ser o carro mais vendido pois nem todo tem dinheiro para comprar com o novo preço.
    VW… quer turbo? Tem o GOLF.
    É a mesma coisa… quer turbo? Tem o Cruze.
    Ou vocês acham que eles vão colocar o turbo no Onix e manter o preço?
    Relaxa galera… Carro de entrada, é carro de entrada e se turbo fosse tudo na vida, o UP TSi, seria um fenômeno de vendas.

  • Particularmente não gosto do desenho dos GM, esse ai também não me agradou, porém é fato que o atual Onix é um sucesso sem tamanho, iremos saber se o novo também será.

  • CarloAndreiDiniz

    Se for esse visual aí, com certeza vai cair em vendas, já está com o visual cansado e essa reestilização é feia de mais.

  • Rafael Pereira da Silva

    Pois é, as montadoras estão deixando uma lacuna do mercado sem ser explorada: a de subcompactos que só tem o Mobi e o Kwid, além do caro Up, um GM Viva/Carl com versões sedans e até uma pick up para disputar com a Strada cairia bem, já que não temos substitutos para corsa, classic e a atual Montana.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email