América Latina Chery Chevrolet Sedãs Segurança SUVs Vídeos

Novo Onix Plus 2020 ganha cinco estrelas no Latin NCAP – Tiggo 3 zera

Novo Onix Plus 2020 ganha cinco estrelas no Latin NCAP - Tiggo 3 zera

O Novo Onix Plus 2020 já chegou e de quebra saiu-se bem no Latin NCAP ao contrário do chinês Chery Tiggo 3, que zerou. O instituto independente que avalia a segurança nos automóveis vendidos na América Latina, vinha há algum tempo pegando no pé da General Motors na questão da proteção para adultos e crianças a bordo de seus carros, especialmente do Onix.

O compacto chegou a zerar nos testes do Latin NCAP e foi amplamente criticado pelo instituto. Agora, o Novo Onix Plus 2020 chega para redimir os pecados do anterior com resultado bem expressivo e até arrancou elogios de Alejandro Furas, Secretário-Geral do instituto:

“Este é um notável desempenho de segurança para o Chevrolet New Onix Plus. É um marco para a América Latina e fornece evidências claras de como os testes do Latin NCAP estão criando um mercado de veículos mais seguros”, disse Furas. Ricardo Morales, que é Presidente da Comissão Diretiva da entidade local, comentou:

“Este novo e bom resultado da Chevrolet confirma que, se proposto, os fabricantes podem oferecer veículos populares com uma classificação máxima de segurança. Parabenizamos a Chevrolet por sua reação em melhorar em dois anos o modelo mais popular da região de zero a cinco estrelas. Esperamos que essa mudança seja vista em toda a frota de modelos que a Chevrolet vende na região. ”

Quem também elogiou a segurança do compacto foi David Ward, presidente do Global NCAP: “No passado, criticamos a General Motors por vender veículos com classificação zero estrela na América Latina, mas devemos dar crédito a eles; pois com o Onix transformaram a segurança padrão do modelo mais vendido na região. A classificação dupla de cinco estrelas para adultos e crianças é excelente. Eles também ganharam o Prêmio Latin NCAP Advanced Award pela proteção de pedestres e incluíram o Controle Eletrônico de Estabilidade como equipamento padrão”.

Como descrito acima, o Novo Onix Plus 2020 alcançou cinco estrelas para proteção de adultos e crianças, ganhando elevada pontuação e tendo a carroceria com estrutura deformável considerada estável. Apenas foi pontuado que não há airbags para os joelhos de motorista e passageiro, assim como proteção fraca para o pescoço em impacto lateral.

Tiggo 3 decepciona

Novo Onix Plus 2020 ganha cinco estrelas no Latin NCAP - Tiggo 3 zera

Enquanto o Novo Onix Plus se destaca na segurança, o SUV chinês Chery Tiggo 3 repete aquilo que o Latin NCAP criticou muito na GM e em outras marcas na América Latina. O utilitário esportivo, que já foi vendido aqui antes da gestão CAOA e que atualmente é oferecido em alguns países próximos, como a Argentina, zerou no teste do NCAP.


Morales disse: “Porém, o resultado do Chery Tiggo 3 é decepcionante, marca presente em vários países da região obtendo apenas resultados de zero estrela no Programa Latin NCAP. Isso mostra como alguns fabricantes ou importadores da região ainda não consideram a segurança como algo importante. Os consumidores de nossa região merecem poder acessar veículos com os mesmos padrões de segurança de outras regiões sem ter que pagar mais por isso”.

Furas reforça: “É uma grande preocupação para o Latin NCAP que ainda existam carros zero estrela, como o Tiggo 3, à venda na América Latina. O modelo não é capaz de oferecer uma proteção mínima em uma batida frontal, mesmo com airbags.”

O SUV – primeiro da Chery – zerou em proteção de adultos e ganhou apenas uma estrela na defesa das crianças em um impacto. No teste de impacto frontal, a coluna A do lado do motorista simplesmente dobrou com a deformidade. A falta de proteção, boa apenas para pescoço e cabeça em batida frontal, fez o Tiggo 3 zerar imediatamente, pois, sua estrutura excedeu os limites biomecânicos.


Assim, o Tiggo 3 nem precisou fazer o teste de impacto lateral, pois, já estava reprovado. Ele também não fez o de controle de estabilidade, porque não oferece o item de segurança. Ou seja, ainda é um mau exemplo de carro de baixa proteção existente na América Latina.

Chevrolet Onix Plus – 6 airbags

Chery Tiggo 3 – 2 airbags

Novo Onix Plus 2020 ganha cinco estrelas no Latin NCAP – Tiggo 3 zera
Nota média 4.9 de 7 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Geraldo Xavier

    Daqui a pouco começam as comparações com o polo

    • Mauricio Ferrari

      Já começaram.

    • Lucas Silva

      Eles competem na mesma categoria e margem de preço, estranho seria se não houvesse comparações.

      • Geraldo Xavier

        Só que agora serão produtos de mesma categoria.

        • Lucas Silva

          Já são, obvio que vai ter comparação, é assim que o consumidor consegue saber qual carro acha melhor comprar, comparações servem para isso, para saber qual carro atende os requisitos dele e qual deve ser uma compra melhor para ele.

    • Peter Bishop

      Foi engolido pelo GM

    • Dod

      Eu nem lembrava mais que o famigerado Polo existia.

    • Helder

      2 carros populares em qualquer parte do mundo , tem q concorrer entre eles

  • tiago

    Novo Onix vem com tudo e deve tirar a GM do vermelho na região.

  • David Diniz

    Daqui a pouco os “tarados de estrelinhas do NCAP” aparecem…

    • Vin_T

      Se tivéssemos mais “tarados de estrelinhas do NCAP” no mercado brasileiro, talvez as montadoras tivessem mais consideração com os consumidores nesse aspecto.

      • Peppa Pica

        Se a pessoa entendesse o que significa o tipo de trauma que cada “estrelinha” pode representar, ela não faria um comentário infeliz dese tipo…

        • carnero

          Calma galera…. ele fala isso porque é um proprietário de um Tiggo 3

    • DrG

      Algumas vidas dos compradores desse novo Onix serão salvas pela cobrança dos tarados… De nada

    • Mr Tony

      Preocupados com suas famílias mudou de nome…

    • Helder

      Por causa de idiotas assim, que os carros são inseguros na região da america latina🤦‍♂️

      • David Diniz

        Custa ter um pouco mais de educação e respeito?

        • Peppa Pica

          Com um idiota não….

  • Murilo Soares de O. Filho

    Deve ter sido patrocinado pela GM este, teste divulgado junto ao lançamento.

    • Mr Tony

      Pelo resultado, acho nada mais justo. Não são as montadoras que cedem os carros para os testes gratuitamente ou o NCap compra?

      • Tosca16

        Se não estiver equivocado a montadora pode patrocinar pra ter o resultado junto ao lançamento mas depois o Latin compra uma unidade aleatória na rede de concessionárias e refaz o teste, podendo manter ou reduzir a nota se a montadora por ventura “burlou” o teste. Apesar que eu acho que a montadora patrocina o teste mas o carro quem pega no pátio aleatoriamente é o instituto.

        • Henrique Gouveia

          Isso mesmo. Pode mudar se depois de refeito o teste sair diferente.

      • carnero

        NCAP compra por padrão, porém da pra patrocinar

    • Gran RS 78

      E qual o problema disso? Vc está insinuando que o teste foi comprado pela GM? Só para refrescar a sua memória, a Toyota e VW tbm patrocinaram vários testes de seus produtos, como no caso do Polo e tbm do Etios pelo mesmo instituto Latin Ncap.

  • Breno Zanata

    O cheque deve ter comido kkkk. Zoeiras a parte, parabéns a Chevrolet l, q vai levar segurança a seu carro de entrada.

  • Lucas Silva

    Parabéns mesmo a GM por melhorar a segurança no Onix (apesar que poderia melhorar a do Joy também), agora será bom se as outras montadoras melhorassem seus resultados de segurança também em seus compactos principalmente os de entrada (Fiat principalmente com o Mobi, e Renault com o Kwid mesmo não sendo tão ruim como o do Mobi).

    • Vitor

      Na real o novo joy tem 3 e 4

      • Lucas Silva

        Eu sei, é deles mesmo que to dizendo que poderia melhorar para deixar com 5 semelhante a nova geração.

        • Rafael Neves

          Só com mais airbags e controle de tração e estabilidade… se colocassem isso no Joy ele não teria o porque de existir se o novo Onix ja vem com isso

    • DrG

      Olhando a coluna A, aparentemente o investimento foi no limite para ganhar 5 estrelas nesse teste, mas sem dúvida é um avanço mais do que bem vindo com preço similar ao anterior, mesmo já sendo líder no segmento. Ponto para a GM

  • Isso é impossível! Os China Lovers exaltavam tanto a qualidade, evolução dos manufaturados chineses…

    • Lucas Silva

      Tecnicamente são dois carros chineses, um de uma marca chinesa e projeto chinês que tirou zero, e outro de uma americana com projeto chinês que tirou 5, então a qualidade depende do projeto e do que a marca quer oferecer em quesitos de segurança para o veículo.

      • Sim, mas aí entra onde sempre bati na tecla que China Só manufatura e ainda não detém a tecnologia.

        Quando tem o cérebro americano, alemão, etc, dá certo.

        Quando é só os Chinas…

        • Lucas Silva

          Acho que de para uma marca chinesa conseguir 5 estrelas e ter tecnologia sem precisar de uma parceira americana, alemã ou etc. Geely é dona da Volvo e acho que ela pode ter carros tão seguros quanto sua marca sueca se desejar, do mesmo modo que qualquer outra marca de outro pais pode ter, seja chinesa, italiana ou francesa.

          • Sim. O problema, são nossos amigos China lovers, que não admitem que mesmo com as evoluções dos produtos chineses, ainda dependem e muito, dos europeus e norte americanos.

            • Sino Weibo

              Amigo todo mundo depende de todo mundo nessa industria, ninguém faz nada sozinho. E nao sei que diferença faz se fazem sozinhos ou com suporte, empresas do mundo todo. Importante é que fazem! Estão ae tentando ao invés de so reclamar dos outros.

        • Diego Lip

          Quando é só chinês também levam 5 estrelas, deveria se informar melhor.

          • Tosca16

            O gênio acima quer que um modelo do inicio dos anos 2000 plagiado de um modelo mais antigo tire algo acima de zero estrelas, ai ai… é ser muito hater pra não dizer o contrário kkk.

          • Só chinês ou quando possuem empresas que já dominavam o know how como Geely Volvo.

            • Diego Lip

              Continua equivocado.

        • Sino Weibo

          Vc ta querendo dizer que os chineses nao tem cérebro?

          • Helder

            Alguns caras vivem em uma bolha inacreditável, se questionar piora 🤔

      • Tosca16

        Cara, olhe a idade do projeto… Tiggo3 só vende ainda porque é extremamente barata e tem saída em mercados periféricos; lógico que um Tiggo5X, Tiggo7 e Arrizo5, que detém 5 estrelas no C-NCAP, não zerariam o teste de impacto. É a mesma coisa cobrar que um Classic, se ainda estivesse em linha, tirasse algo acima de zero estrelas no test de impacto. Lógico que projetos antigos reprovarão!

        • Lucas Silva

          Nem lembrava de quando era o Tiggo3, achei que era mais recente, mas como você falou, carros chineses podem sim tirar 5 estrelas, já sobre o Tiggo3, é barato, mas do jeito que esta antigo, talvez seja bom a chery atualizar o projeto.

          • Tosca16

            Atualizar não, nesse caso é enterrar de vez o modelo, que já tem o TIGGO4 (TIGGO5X) como real substituto do mesmo.

            • Lucas Silva

              Pode ser isso, ou um substituto de valor baixo (tipo um SUV abaixo dos 4 metros) porém com projeto mais moderno e seguro se caso possível.

              • Tosca16

                A CHERY tem o Tiggo4 (Tiggo5X) também com motor 2.0 aspirado, tem o Tiggo2 1.5 aspirado pra ser ainda mais de entrada… modelos já tem.

        • Tiggo 5X na revisão do CN-Cap deste ano foi para 4 estrelas, pois o protocolo local endureceu aos padrões do Euro NCAP.

          Bem que a CAOA poderia patrocinar os testes para seus SUV’s mais modernos, ao menos.

          • Tosca16

            Estamos puxando uma hashtag #CAOACHERYNOLATINNCAP e pedindo que a marca se posicione quanto aos modelos aqui comercializados.

            • Ernesto

              Boa iniciativa. Parabéns!

        • Wilibaldo

          Discordo. Independente da idade do projeto, existe responsabilidade pela oferta e comercialização do produto na data atual. Então existe responsabilidade de um fabricante em manter um produto que apresenta um produto totalmente inseguro para os parâmetros atuais. Ele não deveria mais ser comercializado em qualquer mercado dentro do mercosul.
          E o resultado apresentado, pode por para um leigo a credibilidade quanto a qualidade dos produtos Tiggo5X, Tiggo7 e Arrizo5 até porque C-NCAP não é LATIN-NCAP.

          • Tosca16

            C-NCAP está hoje tão rígido quanto, aliás, os testes tem sido cada vez mais severos e padronizados no mundo… sobre o restante eu disse que a Chery não é inocente, mas era algo esperado vide a idade do projeto.

            • Wilibaldo

              Tosca, obrigado pela resposta. Realmente não posso afirmar, não conheço a rigidez dos parâmetros do C-NCAP.

              • Tosca16

                Nos sites dos institutos tem as metodologias, e o link para outros institutos; tem a instituição Global NCAP que trata de juntar as entidades.

      • SDS SP

        Lambendo-se de que houve um dedo importante da GM Coreia e da Opel (ainda fazia parte da GM no kick off do projeto)…
        Com o mercado automotivo cada vez mais globalizado, o espaço para produtos de baixa qualidade está ficando cada vez menor.

        • Paulo Lustosa

          Sim, o carro seria o Corsa F caso não fosse vendida a Opel para a PSA.

    • Teste do Tiggo 3, que nada mais é que o quarto facelift do Tiggo original de 2005, não dá nem pra considerar ante a nova linha. Esse carro já foi enterrado na China, mas segue em linha na Chery Internacional com foco em vendas ao Oriente Médio e países subdesenvolvidos, tendo como foco o baixíssimo custo (vide ser um dos SUV’s mais baratos da Argentina, a preço de Onix e vender bem por lá), sem maiores preocupações com segurança e equipamentos. Era esperado, pois ele tem a mesma tecnologia de 2005, e já não era um primor a época, imagina nos dias de hoje, onde apenas está empetecado, com visual mais descolado e acabamento melhor.

      • Tosca16

        Só que o pessoal quer que um modelo de 2005 não zere kkk.

    • DrG

      Chery CAOA a propaganda mais enganosa, DO MUNDO haha

    • Sino Weibo

      Engraçado, quiseram pegar um modelo da Chery antigo, pq nao pegaram os novos, como Tiggo 2, 5x ou o 7? Pq nao comparar Novo Onix com novo Tiggo? Pq se pegar o antigo Ônix e os Tiggos antigos, ambos sao zero. Então os chineses não estão longe das marcas tradicionais assim.

      • Paulo Lustosa

        Onix foi reforçado depois do impacto do zero estrela para os reforços que possuía antes do facelift de 2016 e passou a ser três estrelas novamente.

        • Sino Weibo

          Esse Tiggo é da mesma época, o projeto, do Onix anterior, que zerava.

  • SDS SP

    Muito legal ver um teste ser realizado antes do lançamento. GM fez bem a lição de casa. Além disso, o preço de lançamento foi uma grata surpresa.
    Sabemos que há uma crítica seletiva com relação ao crash test. Pessoal precisa se decidir.

    • Vin_T

      A Toyota fez o mesmo com o Corolla. Aliás, antes do carro ter sido lançado já se falava das 5 estrelas.

      • SDS SP

        Para o Corolla era mais do que esperado, ainda mais em um carro que atua na faixa acima dos 100k.
        O resultado do Ônix não deixa de ser uma grata surpresa.

        • Vin_T

          Sem duvida a GM está de parabens com o resultado. O que estou dizendo é que ela nao foi a primeira a testar um carro antes do lançamento. Vc disse “muito legal ver um teste ser realizado antes do lançamento”, e lembrei que isso não foi exclusividade, citando o Corolla para termos uma referencia recente.

  • Rodrigo

    Acho super válido os comentários dos dirigentes do NCAP, entretanto, contudo, todavia, como organização sem fins lucrativos que são (assim espero), deveriam direciona-los principalmente aos Governos da região, aja vista que muitos dos fabricantes seguem regulamentações locais (quando existem) para vender seus veículos nestes países.
    Apesar de eu ser simpático aos ideais do liberalismo, devo admitir que neste quesito regulamentações rígidas deveriam ser impostas. Foi assim que mercados mais maduros evoluíram seus produtos e não somente com as leis que regem o mercado.

  • Tosca16

    Não tiro a culpa da CHERY mas vamos ponderar que o TIGGO3 é uma cópia barata de uma geração antiquíssima da RAV4, sendo um modelo antigo e somente em produção por ser extremamente barato, e ainda ter mercado em países periféricos. Seria o mesmo que cobrar que um Classic, se ainda estive em linha, tirasse algo acima de zero estrelas no teste de impacto. A questão é testar, LATIN NCAP, projetos novos e não somente encher linguiça com modelos que vc mesma já sabe que serão reprovados pela idade do projeto e falta de equipamentos de segurança. E a CHERY se quiser se estabelecer como montadora de algum prestígio já deveria tampar o caixão e tirar tais modelos de linha, mesmo que alguns importadores façam pressão pra quem mantenham em linha vide que ainda tem demanda.

    • A Chery Internacional é pouco preocupada com prestígio, infelizmente. Ela precisa vender o máximo possível, seja da linha moderna, seja da jurássica, pois precisa reverter os prejuízos, tanto por isso ressuscitou Tiggo 3, deu sobrevida a linha de sedan Maxime e etc, pois são produtos de baixíssimo custo fabril, derivados de projetos pagos, que vendem de balde para mercados emergentes, haja vista o preço. Se não fosse a CAOA aqui no Brasil, teríamos essas porcarias todas por aqui.

      A CAOA sim tem se preocupado com a Chery, tanto que manda revisões de projetos para a sua parceira global, melhora os produtos locais e etc.

      Sinceramente espero que a CAOA se capitalize de tal forma que consiga até mesmo adquirir a Chery no mundo inteiro, uma vez que a mesma será vendida pelo Governo Chinês até 2022, e assim coloque a marca no mesmo patamar das demais.

      Convém pontuar que a Chery Internacional, com todas as suas marcas (Chery, Exeed, Karry, Cowin, Riich, Rely e a joint-venture com a JLR), vendeu no mundo inteiro, menos de 450.000 carros em 2018, enfrentando contínua retração desde 2016, ou seja, não é muito grande, e com certeza será engolida, seja pela CAOA (torcemos, pois assim o Brasil passa a ter uma fabricante global), seja pela FCA (muito interessada nas linhas, pelo baixo custo) ou pela Tata, através da JLR, uma vez que não tem uma marca generalista global em seu portfólio.

      • Tosca16

        CAOA não tem bala na agulha pra isso não e tenho visto que ao menos no mercado local a CHERY tem sim investido em segurança de seus produtos, logicamente com espaço pra alguma velharia ou algo que destoe do resto da linha, tal como a Tiggo3, mesmo no mercado doméstico. Mercado global é aquela, se vende, continua, infelizmente.

        • Pois acredite: TEM. O Grupo CAOA, além de ter uma experiência automotiva maior que a da Chery, não teve um ano sem ser lucrativo (e eles possuem recursos na casa dos bilhões de dólares – só nos três anos áureos de Hyundai, eles tiveram lucro superior a US$ 1 bi), enquanto a Chery, desde 2013 é deficitária, tendo sobrevivido graças a injeção de recursos do Governo Chinês, e diante desse quadro, apesar do tamanho, seu valor de mercado é baixo, uma vez que ele é medido pela capacidade de gerar caixa e lucro. O Grupo CAOA é bem capitalizado, diversificado, tendo banco, financeira, seguradora, rede de vendas, fábricas e outros negócios, e tudo que adquire é por baixo custo, promove altos investimentos e lucra muito. Só ninguém sabe a real extensão patrimonial e financeira da CAOA, justamente por ser uma empresa de capital totalmente fechado, não sendo o senhor CAOA, um homem com vaidade para ostentar o fato de que ele é um dos cinco homens mais ricos do país.

          • Tosca16

            Aguardemos então.

          • Sino Weibo

            Nossa, se a CAOA tem tanta bala na agulha pq precisou da Chery? Pq ira trazer a Changan? Pq eles próprios nao fazem e lançam seus carros? Falta o que, design? Motor? Ja viu o tamanho da Chery na China? Acha que a CAOA algum dia vai competir? E outra, qual experiência a CAOA tem com o mercado asiático, arabe, russo ou africano, maior presença das marcas chinesas, para ter uma marca global assim?

            • A CAOA já havia desenvolvido dois modelos de carros próprios, um deles com base na plataforma do Old Tucson, cuja qual ela adquiriu a tecnologia. Ela optou pela Chery pelo custo de oportunidade. A Chery era um ativo barato, moderno e interessante para ser adquirido, e foi por baixíssimo custo, com licença integral e irrestrita a todas as tecnologias da fabricante, o que reduzirá o custo de lançamento de sua linha completa de uma marca própria, a qual já está em desenvolvimento.

              Se ela concretizar negócios com a Changan, será em moldes mais fechados que o da Chery, visando formar uma linha de baixo custo, com foco em ganhar escala no mercado, e pode ter certeza que dificilmente utilizarão a marca da chinesa.

              As marcas chinesas não possuem know-how em mercados como Oriente Médio, Rússia e etc, pois assim como na América Latina, a presença delas dar-se-a nesses mercados geralmente por meio de parceiros e representantes locais. As fabricantes de carros chinesas estatais, em geral, basicamente se preocupam em produzir e vender, e estão engatinhando em áreas-chave para a expansão global, que é o pós-venda, marketing e padronização da rede de vendas, o que a CAOA tem expertise, e conseguirá replicar no mundo inteiro, se realmente vir a se tornar global, como almeja o seu plano até 2040.

              • Sino Weibo

                A Changan? A marca esta com SUVs muito tops, é uma das chinesas que mais inova. E o que vc falou sobre oriente médio, Rússia e etc.. É o contrario, eles nao so tem presença como tem fábricas próprias, fazem propagandas, tem sim MKT, pos-venda, tudo isso ae. Inclusive a SAIC-MG-Roewe-Maxus, a FAW, a DongFeng e a Changan estão entre estas estatais. As outras marcas seguem seus próprios caminhos, e algumas bem consolidadas. Se a CAOA quisesse ou pudesse realmente lançar seus próprios carros, já o teria feito há muito tempo.

                • A Changan tem SUV’s legais e tal, mas realmente são de baixo custo, tendo preços até 50% menores do que seus pares. Eles sabem simplificar bem, e deixar o que realmente importa ao consumidor, que é justamente o que se vê.

                  Você, assim como eu, sabe que a maior parte das operações das chinesas estatais em outros países não são próprias, ainda que existam operações próprias em lugares pontuais. JAC, Chery, FAW, DFM e outras geralmente delegam essa atividade a representantes locais. Isso é um fato inquestionável.

                  Também, como conhecedor do cenário automotivo brasileiro, também sabes que a CAOA adiou os planos de lançar seus próprios carros, justamente pela crise econômica, e posteriormente pela excelente oportunidade de aquisição da Chery Brasil, onde hoje ela é majoritária e manda sozinha na operação local, enquanto a chinesa apenas fornece parte das peças e tecnologia. Também sabes que a CAOA já informou que pretende construir um grupo automotivo na América do Sul, que terá sua marca de carros, terá a Chery no Brasil e possivelmente em mais países, e ainda negocia com a Changan, que tem operação local paralisada, e busca um sócio local para tocar as suas atividades na América do Sul.

                  • Sino Weibo

                    Nossa os 3 últimos lançamentos da Changan, os novos CS55, CS75, 85 e 95 e totalmente o contrario do que vc fala. Alias eu estava vendo o sistema de auto parking do CS75 Plus é daqueles que não só estaciona sozinho como vai ate vc quando chama, isso exige uma automação nível 2 acho.

                    • Foco em deixar o que realmente importa ao consumidor, que é o que ele vê, traduz exatamente o que disseste acima. Se economiza no que não se vê, focando em investir no que chama a atenção do consumidor.

                    • Sino Weibo

                      So o que importa? “Equipped with the APA 4.0 valet parking system, the new CS75 smart SUV has become the highlight of the show and CS75 PHEV were launched at the Exhibition. CS75 is the first of its kind in China to have all its models mass-produced with a demonstrated effect of leading the industry. CS75 is capable of Level 2 automatic driving, which includes actively searching for parking spaces, push-button parking from inside the vehicle, and remote parking from the outside. It is able to execute parallel, perpendicular, and angled parking maneuvers. Other equipment includes an interactive screen, voice recognition, online access, full-speed adaptive cruise control, 360° view driving recorder, Bosch new generation autonomous emergency braking, lane change decision aid, lane departure warning, and many other intelligent driving assistance features.” Se isso é so o que importa em um carro, quero que todos os carros lançados aqui tenham estas tecnológicas.

                  • Triton

                    Li em algum lugar que a CAOA procurou a Changan porque a Chery estava querendo retomar integralmente a operação do Brasil. Esse boato saiu do evento que anunciou a aquisição da fábrica da Ford pela CAOA.

                    • Boato. A CAOA é sócia majoritária da Chery Brasil, e o contrato não prevê reversão. A CAOA não tem nenhum interesse em vender a Chery Brasil, nem a Chery Internacional tem capital para comprar a participação da CAOA na Chery Brasil (hoje avaliada em mais de 2 bilhões de reais), quiçá interesse em manter a operação local, uma vez que não foi bem sucedida como a CAOA tem sido.

                      E não foi a CAOA que procurou a Changan, mas sim o contrário.

      • Tosca16

        “Chery Holding announced that its vehicle sales hit a record high of 752,759 units in 2018, rising 11% from the previous year.
        Its full-year vehicle export volume jumped 18% year on year to 126,993
        units, retaining its crown by annual PV export volume in China for 16
        consecutive years. In addition, the automaker saw its NEV sales in 2018
        skyrocket 146% over a year ago to 90,537 units.” Gasgoo.

        • Esses dados foram retificados pelo Informe CarSales, pois eles incluíram faturamentos da Chery para concessionários chineses, sem que a venda tenha ocorrido, assim como computaram as vendas das marcas que tornaram-se independentes, no caso a Jetour e Qoros, ambas um forte sucesso na China, mas que deixaram de ser parte da Chery Automobile.

          • Ernesto

            Cara, você está muito bem informado, hein? Trabalha no ramo?
            Não sabia que as vendas lá na China estavam tendo queda. O que será que está acontecendo por lá? Recessão em vista?

            • Sim, a China está caminhando para uma recessão, devido a bolha financeira e industrial que criaram. O Governo local tem forçado a maquiagem de dados, distorções e etc, numa tentativa de esconder os fatos. Algo como a contabilidade criativa de Dilma. Como lá a economia e o país é bastante fechado pelo regime autoritário, nunca saberemos a real extensão dos problemas econômicos de lá, e de que forma irá nos atingir.

              • Henrique Gouveia

                Devíamos montar um podcast sobre o mercado chinês de carros com apoio do notícias automotivas. O que acham?

            • SDS SP

              Já faz algum tempo que o mercado automotivo chinês apresenta queda significativa nas vendas.
              Tente acessar o “Trading Economics”. Tem bastante dados econômicos de todos os países.

  • Emygdio Carlos

    Parabéns desta vez Chevrolet!

  • Walter AB

    Sim… para desespero dos fieteiros….ele conseguiu 5 estrelas.
    Maioria das marcas evoluindo e a Fiat….bem, a Fiat continua sendo Fiat….e fazendo fiatices……😂😂😂

    • Mr Tony

      Fiat e seu eterno “aços especiais” que nunca chegam. Em tempo, tive vários Fiats, a marca que mais tive carros.

    • José Barbosa

      acho que Fiat só continua vendendo em Minas Gerais, porque mineiro acha que tudo que é de MG é a melhor maravilha do mundo e não precisa mudar em nada, os outros que estão errados.

      Sou mineiro, não moro mais lá, mas mantenho este simpático avatar do lugar que nasci e amo, mas chamo de “Maranhão do Sul”.

  • Jose Antonio

    Pra mim itens de seguranças agregado ao carro valem mais que esses testes onde o carro fica com à frente toda destruída e ganha 5 estrelas.

    • Já ouviu falar em “zonas de absorção de impactos”? A frente dos carros atuais é projetada para amortecer o impacto em caso de acidente e não para ficar intacta.

      • Jose Antonio

        Batendo só em uma roda dar-se esse estrago todo imagine se não fosse projetada como você disse, eu sei muito bem como fica à estrutura de um carro como esse depois de batido eu falei dá frente mais observei o resto também.

  • Chap

    Pelos resultados nos bonecos, lá na Europa ou nos EUA esse carro (novo Onix) teria 3 ou 4 estrelas, aqui tira 5… Vá entender…

    Se começarem a nivelar para baixo, fabricantes como a VW não farão mais para a região carros super seguros como seus atuais modelos…

    • O protocolo latino e o europeu são os mesmos, regidos pela Global NCAP. A nota de cinco estrelas vale para todos os mercados Global NCAP, inclusive Europa.

      • Chap

        Você viu os bonecos, colega?
        Lá na Europa 5 estrelas é com os bonecos com tudo verde praticamente, no máximo um e outro sítio amarelo. Abaixo disso é 4 estrelas ou menos.

  • A CAOA Chery bem que poderia assumir as operações latino-americanas da marca chinesa e começar a exportar. Ainda tem muita coisa ruim vindo da China.

    • Tosca16

      Toda vez que antiga CHERY Brasil tentou comercializar daqui, mesmo o QQ, os importadores locais preferiram continuar comprando da China, vide custos.

  • Màlevola

    Porque não comparou o Onix com um Opala já que queria comprar com um veículo fora de linha?
    Ou melhor com o Celta, Kombi. Kkkk

  • Ⓜ️arcelo

    por isso que chinês não entra em mercados rigorosos como eua

    • Sino Weibo

      Esse chinês da matéria é um modelo antigo. É tipo o Ônix que também era zero estrelas ate recentemente, e é da GM, ou um Nissan Tsuru que também zerava, e era vendido a rodo no México ate pouco tempo (antes da lei endurecer). Não tem nada a ver com ser ou nao chinesa, e sim com as normas permitirem isso. Qualquer marca faz isso, inclusive as ocidentais.

    • carnero

      Não tem nem Frances lá…. quem dirá Chinês

  • LL

    Acho tão engraçado o povo falando mal da china, que a industria não tem tecnologia e blah blah blah… melhor que nós, que mal temos industria kkkk Queria saber se moram nos Eua ou na suiça pra se achar tão superior?!?

  • Danilo

    Trabalho muito bem feito pela SAIC e pela GM. A porta do motorista nem afetou na batida. O para-brisa acho que nem trincou. Um carro pequeno com tamanho próximo do médio, preço bem mais acessível que o médio, carro com boa segurança, classe média agradece!

  • João Carlos Ribeiro Previdi

    O Tiggo que aparece não é aquele que era montado no Uruguai e o último vendido foi o 15/16 ?

  • Johnny Cage

    Pra resumir, vai engolir o polo fácil fácil.. apesar do polo ter 128cv frente aos 116cv do onix … foi divulgado que o onix consume menos combustível e possui um ótimo 0-100. Gostei das versões top com park assist, e sensor de estacionamento dianteiro e traseiro além do mylink 3 ter ficado muito bonito. Outro ponto forte foi a conexão wifi dentro do carro e carregador por indução além das 2 usb para banco traseiro… Vai ficar difícil agora a vida pros concorrentes, ainda mais mantendo o valor do modelo antigo.

  • Triton

    Pq Latin Ncap só testa carro chines antigão e/ou capado? Existe algum interesse por trás?

  • Toyo_Highlander fan

    Uma pergunta que nunca me fez calar! Depois desses testes o que fazem com os carros usados neles?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email