*Featured Crossovers Lançamentos Peugeot

Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

novo-peugeot-2008-NA-62-700x466 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

Surge a terceira novidade do segmento de utilitários esportivos compactos no mercado brasileiro em 2015, o Novo Peugeot 2008. O crossover da marca francesa chega com acirrar ainda mais a briga pelo consumidor que busca um veículo mais robusto para o dia a dia, mas dispensar conforto e entretenimento. O modelo surge como a opção mais potente da categoria e com preços entre R$ 67.190 e R$ 79.590.



O Novo Peugeot 2008 chega sendo opção que se destaca pelo visual e acabamento interessantes, bem como pela versão com motor 1.6 THP Flex de até 173 cv, que simplesmente é a mais potente do segmento. O modelo aplica outra novidade, o Grip Control, que altera a tração conforme o tipo de terreno, apesar do veículo ter apenas tração dianteira.

Há os modos Normal (asfalto seco), Neve (piso escorregadio até 50 km/h, depois entra o Normal), Barro (lama e grama molhada, sendo ativo até 80 km/h), Areia (solo arenoso até 120 km/h) e ESP Off (desativação de ESP e Grip Control até 50 km/h). O Novo Peugeot 2008 ainda vem com modo ECO nas versões automáticas, a fim de reduzir o consumo. Nas manuais, há um indicador de troca de marcha.

novo-peugeot-2008-NA-127-700x466 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

Disponível nas versões Allure 1.6, Allure 1.6 automático, Griffe 1.6, Griffe 1.6 automático e Griffe 1.6 THP Flex, o Novo Peugeot 2008 é oferecido com motores 1.6 16V StartFlex com 115/122 cv a 6.000/5.800 rpm e 15,5/16,4 kgfm a 4.000 rpm, respectivamente gasolina e etanol, podendo ter transmissão manual de cinco marchas ou automática com quatro velocidades.

Já o 1.6 THP StartFlex entrega 166/173 cv a 6.000 rpm e 24,5 kgfm entre 1.400 e 4.000 rpm, respectivamente com gasolina e etanol. O câmbio é manual de seis marchas, mas daqui há alguns meses chega a versão automática de seis velocidades. Com 4,15 m de comprimento, 1,73 de largura, 1,58 de altura e 2,54 de entre-eixos, o utilitário esportivo apresenta 355 litros no porta-malas, podendo chegar a 1.172 litros com o banco traseiro rebatido. Os pesos variam de 1.183 kg a 1.236 kg (Griffe 1.6 AT) e o tanque tem 55 litros. O consumo urbano e rodoviário de cada versão foi divulgada antes pelo Inmetro.

novo-peugeot-2008-NA-125-700x466 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

De série, o Novo Peugeot 2008 entrega quatro airbags (dois frontais e dois laterais), ar condicionado dual zone, direção elétrica, trio elétrico, freios a disco nas quatro rodas, ABS, sensor de estacionamento, alarme, piloto automático, rodas de liga leve aro 16 com pneus 205/60 R16, LEDs diurnos, faróis de neblina, multimídia com GPS, entre outros.

Destaque para ESP e Grip Control na versão Griffe 1.6 THP StartFlex. As versões Griffe vêm com seis airbags. Outro destaque é o app Link MyPeugeot, que permite ao proprietário localizar seu veículo através de GPS em seu smartphone, bem como armazenar um histórico de condução com o veículo, inclusive com gráficos de performance.

novo-peugeot-2008-NA-130-700x438 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

Confira abaixo, preços e itens de cada versão do Novo Peugeot 2008:

Allure 1.6 MT – R$ 67.190 – Detalhes do painel em preto brilhante, maçanetas e difusores de ar cromados, freio de mão estilo aviação cromado, alarme, quatro airbags, ABS, freios a disco nas quatro rodas, trio elétrico, piloto automático (com limitador), faróis/lanterna de neblina, sensor de estacionamento, rodas de liga leve aro 16, LEDs diurnos, ar condicionado dual zone, direção elétrica, grade/aerofólio/detalhes externos cromados, barras longitudinais no teto prateadas, repetidores de direção nos retrovisores, cintos de três pontos traseiros com dois apoios de cabeça, cluster com ponteiros vermelhos, computador de bordo, chave canivete, volante multifuncional em couro, coluna de direção regulável em altura e profundidade, luzes de leitura, banco do motorista com ajuste de altura, multimídia com GPS/MP3/USB/Aux/Buetooth/Link MyPeugeot, seis alto-falantes, tela de 7 polegadas touchscreen, entre outros.

Allure 1.6 AT – R$ 70.890 – Itens acima, mais volante com paddle shifts.

Griffe 1.6 MT – R$ 71.290 – Itens acima, mais rodas de liga leve aro 16 diamantadas, frisos cromados nas janelas, colunas em preto brilhante, ponteiros brancos na instrumentação, airbags de cortina, três apoios de cabeça traseiros, banco bipartido, sensores de chuva e crepuscular, sensor de estacionamento dianteiro, teto panorâmico e bancos em couro/tecido.

Griffe 1.6 AT – R$ 74.990 – Itens acima, mais volante com paddle shifts.

Griffe 1.6 THP MT – R$ 79.590 – Itens acima, mais retrovisores e faróis de neblina com molduras cromadas, pedais de alumínio, ESP, Grip Control (TCS em cinco modos), faróis de neblina com função curva e Hill Assist (assistente de partida em rampa).

novo-peugeot-2008-NA-39-700x438 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

Cores e Revisões

O Novo Peugeot 2008 tem opções de cores Vermelho Rubi (sólida), Branco Banquise, Cinza Alluminium, Marrom Dark Carmim e Preto Perla Nera (metálicas), bem como Branco Nacré (perolizada). A garantia é de três anos sem limite de quilometragem e com assistência 24 horas. A Peugeot está oferecendo planos de revisão com preços fixos:

Revisão 1.6 16V Flex – R$ 372 (10.000 km), R$ 600 (20.000 km), R$ 372 (30.000 km), R$ 916 (40.000 km), R$ 616 (50.000 km) e R$ 600 (60.000 km).
Revisão 1.6 THP Flex – R$ 426 (10.000 km), R$ 704 (20.000 km), R$ 426 (30.000 km), R$ 992 (40.000 km), R$ 426 (50.000 km) e R$ 704 (60.000 km).

novo-peugeot-2008-NA-72-700x466 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

Acessórios

Kit Multimídia – Hotspot Wi-Fi, câmera de ré, espelhamento Miracast (Android) e Airplay (iOS), TV digital e conexão para telas de LCD traseiras.

Kit Mobilidade – Rack´s especiais, suporte para bicicletas e engate para reboque removível.

Kit Automatização – Função One Touch para todos os vidros e fechamento automático no travamento das portas.

novo-peugeot-2008-NA-57-700x466 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

Impressões ao dirigir

O Novo Peugeot 2008 surpreendeu positivamente em nossas primeiras impressões. O crossover de origem francesa – agora feito em Porto Real/RJ – apresenta ótima performance na versão 1.6 THP e desempenho satisfatório com propulsor 1.6 16V. O modelo apresenta um visual moderno e interessante, mesclando alguns elementos estéticos dos segmentos de hatch e de minivan, criando assim um estilo próprio.

A frente é agressiva e sofisticada, sendo dotada de grade cromada, faróis chanfrados com LEDs diurnos e para-choque bicolor com faróis de neblina e sensor de estacionamento. Os retrovisores são cromados na versão THP, enquanto as demais tem acabamento na cor do carro. Há detalhes cromados no entorno dos vidros e também no defletor de ar traseiro.

As rodas de liga leve aro 16 com pneus 205/60 R16 tem aparência levemente esportiva. Já o teto com os arcos laterais elevados na traseira são outra característica do Novo Peugeot 2008. O teto panorâmico está presente de série na versão Griffe. As lanternas semelhantes às do 3008 também chamam atenção.

novo-peugeot-2008-NA-70-700x467 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

Ele parece maior do que realmente é, mas mede apenas 4,15 m. Ele é também mais baixo que a média, tendo 1,58 m de altura. Por dentro, o acabamento geral é bom. Destaque para o i-Cockpit com cluster espaçado e elevado em relação à coluna de direção, cujo volante em couro é bem pequeno.

Ao centro, multimídia com navegador, Bluetooth, visualização dos modos de tração do Grip Control (THP), entre outros. A alavanca de freio de estacionamento estilo aviação, teto solar panorâmico e acabamento mesclando couro e tecido também se destacam no Novo Peugeot 2008. De forma geral, apresenta um bom pacote de conteúdo e acabamento.

Inicialmente andamos no Novo Peugeot 2008 Griffe THP. O motor 1.6 THP de 165/173 cv e 24,5 kgfm a partir de 1.750 rpm (respectivamente com gasolina e etanol), responde bem como sempre e confere ao crossover uma performance excelente. O modelo pesa 1.231 kg e está disponível apenas com transmissão manual de seis marchas, que faz o condutor explorar todo o potencial do propulsor.

novo-peugeot-2008-NA-63-700x466 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

Tanto em aceleração quanto em retomada, o Novo Peugeot 2008 se comporta muito bem, tendo assim um desempenho de esportivo em um crossover com proposta para o conforto. Rodando a 110 km/h, a rotação fica em 2.400 rpm, garantindo prazer ao dirigir. O nível de ruído é moderado e a suspensão possui ajuste mais voltado para o conforto. No entanto, uma caixa automática faz falta, pois garantiria mais conforto.

O utilitário esportivo compacto rola um pouco mais a carroceria, mas a estabilidade de forma geral não fica comprometida, visto que o veículo não é tão alto. O conforto a bordo é bom, destacando-se a direção elétrica bastante leve. Os bancos apoiam bem o corpo e a visibilidade é muito boa.

O Grip Control é a grande sensação do carro, garantindo a melhor tração possível para um carro com força apenas nas rodas dianteiras. Na lama, em um circuito fechado, o Novo Peugeot 2008 Griffe THP conseguiu atravessar um pedaço muito ruim e com pouca aderência. No modo Lama, a rotação do motor se eleva, mas mesmo pisando fundo, o sistema controla bem a força aplicada em cada roda.

novo-peugeot-2008-NA-51-700x438 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

De fato falta um sistema de tração nas quatro rodas, mas na ausência deste, o Grip Control ajuda até onde dá. Em estradas de terra, o modelo se comportou razoavelmente bem, apesar da traseira apresentar facilidade para escapar, mas corrigida sempre pelo ESP. A suspensão tem uma boa calibração para suportar buracos, valetas e lombadas sem bater no fim do curso e filtrando boa parte dos defeitos de asfalto ou de terra.

O Novo Peugeot 2008 na versão Griffe com motor 1.6 16V também foi testada rapidamente pelo NA. O propulsor 1.6 16V StartFlex oferece 115/122 cv e 15,5/16,4 kgfm, respectivamente com gasolina e etanol. Ele entrega boa disposição no modelo, que pesa em torno de 1.200 kg e apresenta um desempenho moderado, mas suficiente para o foco do carro. O câmbio de cinco marchas tem relações adequadas, embora não seja tão macio ou preciso nos engates.

Rodando a 110 km/h, a rotação atinge 3.200 rpm. O nível de ruído é mais alto que o produzido pela versão THP, ficando um pouco acima do desejável. Suspensão e direção mantém as mesmas características. Os freios – apenas com ABS – tem desempenho razoável. De modo geral, o Novo Peugeot 2008 com motor 1.6 16V entrega um conjunto equilibrado para seu porte e potência.

novo-peugeot-2008-NA-77-700x466 Novo Peugeot 2008: Impressões, detalhes e preços do crossover, que parte de R$ 67.190

A Peugeot diz já ter 15.000 pedidos do Novo 2008 e pretende iniciar a pré-venda do modelo no período entre 11 de abril e 12 de maio. As entregas começam apenas em maio e a pretensão global é vender 200.000 exemplares anualmente em todo o mundo. No Brasil, o investimento foi de R$ 400 milhões e envolveu 300 profissionais, bem como consumiu 800.000 km de testes.

O Novo Peugeot 2008 tem 80% de componentes e peças nacionalizadas. A marca francesa em breve vai apresentar uma nova rede de concessionários Peugeot com 120 lojas e um novo padrão de atendimento e pós-venda.

No geral, o Novo Peugeot 2008 mostrou que está disposto a brigar forte no segmento de SUV compacto e tem armas poderosas para conquistar o consumidor. Os preços estão dentro de uma faixa bastante competitiva na categoria, não ultrapassando a marca de R$ 80.000. O pacote de série é bastante completo, destacando-se segurança e entretenimento. Ainda assim, falta uma boa transmissão automática de seis marchas para a versão THP, que faria um bem enorme aos que buscam ainda mais conforto e comodidade.

Galeria de fotos do Novo Peugeot 2008:

Viagem a convite da Peugeot.

4.0

  • ALVIN_1982

    Só não consigo engolir aquele remendo entre a porta traseira e o teto… pode até ser um bom carro, quando vier o automatico de 6 marchas.

    • Alexandre

      Não tem problema nenhum. É bonito.

      • FabioH

        Eu já achei meio estranho aquilo, mas nada que acabe com o desenho da lateral.

        • Só sei que esse 2008 matou o SpaceCross. kkkkkk. Tem nem o que comparar. Porem contra HR-V e Ecosport, esse cambio de 4 marchas de qualidade duvidosa, somado a ausencia de AT no THP, vai brigar pela quarta posição. Nem reclamo de 4 marchas, e sim da qualidade em si.

          • Gustavo73

            Prefiro o 2008 ao Ecosport. O at8 tenho que testar pessoalmente. A Spacefox dica ameaçada pela 2008. É só vwr que ela parte de 58 mil.

            • Eu nao prefiro nenhum dos dois. kkkkk. Mas na duvida, e no melhor estilo Trunfo (pois ainda nao vi o desempenho), eu iria de Ecosport 2.0 Powershift Freestyle Plus. Nao vivo sem automatico. kkkkk. Vi no review Europeu que a posição de dirigir do 2008 é baixa, e não é igual o Ecosport, creio que a proposta fica diferente. Por sinal, a config do 2008 me lembra o 208 com central e teto que fez festa nos foruns durante o lançamento, mas na pratica… Esse 2008 é bem peculiar, tudo é diferente dos ditos concorrentes. Motor, equipamento, preço, e cambio, nao tem um concorrente parecido. Vai ser bem interessante ver se vai vingar fugindo das caracteristicas dos concorrentes.

              • Gustavo73

                Essa aí da Ecosport custa 82 mil reais. Brigaria nos valores com a THP. A at dela deve chegar por 85 mil. Continuaria a preferir o Pug. Pois oferece mais.

            • Com o fim da produção do Polo, grande possibilidade de eu olhar com carinho para esse modelo na troca do carro da minha esposa, que deve ocorrer em breve. Vou fazer uma visitinha em um concessionário Peugeot pra dar uma sapeada.
              Duro mesmo é a marca insistir nesse câmbio de 4 marchas. Não acho que minha esposa dê utilização ao modelo com motor THP, o 1.6 16V estaria de ótimo tamanho para o uso dela. Mas poderia vir com o câmbio de 6 marchas na versão aspirada. A THP deve chegar a uns 85 mil quando vier com transmissão automática. 10 mil de diferença para a Griffe aspirada é muito, em especial para não se aproveitar o desempenho do THP.

          • Silvio Brito

            É de fato este cambio ja ficou passado!

      • vidgal

        O por do sol também é muito bonito…

        • 4lex5andro

          e na tampa da mala , felizmente, nada de estepe ..

          no quesito beleza desse 2008 a peugeot acertou , bem melhor que renegade , eco ou duster ..

      • V12 for life

        Melhor vc ver de perto, acho que sua opinião mudará, se mora próximo a zona leste de São Paulo tem um exposto no Auto Shopping Aricanduva, logicamente em frente. A concessionária Peugeot, e a poucos metros da Honda oque proporciona uma boa comparação o HR-V, tive a impressão de que depois de terminado, acharam que faltava alguma coisa ali e simplesmente colocaram papel alumínio para disfarçar.

    • Colorado

      O carro parece lindo, nunca vi um, mas deve cair no gosto feminino

    • Marcelo Nascimento

      Parece que só tem nas versões mais caras. Se for opcional, você pode exigir que não venha… :-)

      • Pedro Rocha

        As marcas francesas sempre deixam algo a desejar quando lançam um novo produto. C4/408 tem plataforma antiga, 2008 sem câmbio AT6, Duster caríssimo pelo que oferece etc..

        • 4lex5andro

          o duster deriva do sandero de 2009, enfim, no segmento é o que precisa urgente de um facelift ..

    • !Marcelo Surf!

      Além disso eu não consigo entender porque a versão mais cara, e com o único motor que vale a pena, é MT. A Peugeot é surpreendente mesmo

      • vidgal

        O cofre do motor não comporta o conversor de torque para esse motor. Esqueça!!!

        • Pedro Rocha

          O que me deixa “bolado” é que a engenharia da Fiat conseguiu colocar um câmbio AT6 no 500, um carro muito menor, e a Peugeot não consegue o mesmo com o 2008.

          • Provavelmente não querem.

          • Alessandro Lagoeiro

            Mesma questão do up! Toda questão é o posicionamento do motor, que leva em consideração sustentação, teste de impacto..

        • Mr. On The Road 77

          Pois é, não existe 2008 THP aut6 em nenhum lugar do mundo. Quero só ver o tamanho da gambiarra que vão fazer… se vier com um calombo no capot, não vou ficar surpreso…

          • Tiago GV

            Like a Gol GTI 2.0 16v.

      • Vitor Barcellos

        Nada contra cambio MT, particularmente acho melhor rs…. Mas a versão THP AT deve aparecer no futuro para manter a novidade

      • Bruno Wendel Marcolino

        repeito ela por ter feito isso, porém a maioria dos compradores da categoria preferem cambio AT infelizmente. Imagine esse THP com 6MT, deve ser um prazer de dirigir. Alias, já o acho o melhor CxB da categoria, tanto pelos itens de segurança quanto itens de conforto, quando lançarem um AT6 certamente atenderá um publico muito maior.

    • vidgal

      Não virá Turbo com automático pois o cofre do motor não comporta o conversor de torque.

      • FabioH

        Onde você conseguiu essa informação? A própria Peugeot me parece que informou que a versão auto do THP será lançada futuramente.

        • dallebu

          Pessoal que só olha as fotos e corre pra comentar…
          Quanto ao carro, na minha opinião em quanto a beleza e qualidade geral: 2008 >>>>>>>>>>>>>>abismo>>>>>>>>>>>>>>>>EcoSport

        • Gustavo73

          Enquanto ele repete o mantra

          “Além das mudanças estéticas, o 208 recebe mais equipamentos. Volante com acabamento em couro, tela multimídia de sete polegadas, que pode replicar a tela do celular, bluetooth, USB, câmera de ré e uma tecnologia batizada de Active City Brake, que aciona os freios para evitar um acidente, quando o carro está viajando a menos de 30 km/h e o motorista não reage.

          Sob o capô, o motor do 208, o THP 1.6 turbo a gasolina que desenvolve 210 cavalos de potência, continua quase o mesmo. A novidade é o bloco 1.2 l turbo de 110 cv com câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis, que substitui o antigo 1.6 VTi de 120 cv.”

          • FabioH

            Esse seria o 208 GT?

            • Gustavo73

              Essa matéria é sobre o 208 europeu.

              • FabioH

                É uma pena, uma dúvida, essa versão de 165 cavalos do THP vendido aqui é a de menor potência?

                • Gustavo73

                  165 cv com gasolina. No flex com álcool chega a 173. Na Europa tem versões com 155 cv. Mas tem versões com 211cv, afinal o motor é o mesmo da geração anterior do Mini Cooper S/JCW.

                  • FabioH

                    Tenho um amigo com 408 THP que apenas com reprogramação foi pra uns 200cv acho, meu sonho era um DS3, pena que por aqui é tão caro, poderia custar uns 10K a menos.

                  • Fiz um test drive no THP ontem… rapaz, que carrinho ajeitado de guiar, viu. E olha que não sou muito chegado na categoria. Mas ele é confortável (os pneus são de perfil alto), com ótima impressão quanto ao interior, bancos muito bonitos e confortáveis, com ótimo apoio lateral. A direção pequenina e levíssima em manobras é fantástica. O teto panorâmico realmente dá um toque muito especial ao interior do carro. E o nível de equipamentos me parece não ter paralelos na concorrência.
                    Ruim mesmo é a versão THP não ter câmbio automático e a versão aspirada não possuir ESP. Isso sem contar no velho AT4 no caso do aspirado automático. Ouvi dizer que a calibragem do câmbio automático ficou boa no 2008. Quando estiver disponível para test-drive vou dar uma conferida. Por enquanto, test-drive só a THP.

        • vidgal

          Só se arrumarem outro tipo de caixa, CVT,DSG, ou sei lá o quê!
          Essa que está aí do C4Lounge não se adapta ao carro. Por isso que ele vem sem o automático.
          Essa informação vem da própria consultoria técnica de pessoal envolvido no projeto do carro.

    • vicmarconi

      Eu acho que a Peugeot abusa de detalhes… Eu *O*D*E*I*O* cromado… e toma cromado para tudo quanto é canto. Sem falar na lanterna toda picotada.

      Menos é mais…

      • Bruno Wendel Marcolino

        parece que a lixa é opcional na CCS, se quiser e só comprar e tirar os cromados.

      • Red

        Então nao compre um Peugeot….compre um UP! não tem nada cromado nele.

      • Netovski

        não é só a pug mas se vc detesta cromado tem aquele focus com freio a tambor.

      • Gustavobrtt

        Gosto é gosto. Eu gosto de cromados e interior claro.

        • vidgal

          Realmente gosto não se discuti…se LAMENTA…

          • Gustavobrtt

            O certo é “discute”.
            Matou aulas no ensino fundamental?

            • Hehehe. Abusou da falta de educação (em todos os sentidos), tomou… rs.

      • vidgal

        Você mostra que tem bom gosto!
        Eu também ODEIO cromados em carros…
        Odeio tudo que parece penteadeira de puta: cromados, brack piano, acabamento com muito brilho….

        • E quem foi que te disse que o seu gosto tem que ser exemplo de “bom gosto”? Não que eu goste de cromados, mas quem foi que te disse que quem gosta tem mal gosto e quem gosta tem bom gosto?
          É cada uma, viu… gosto cada um tem o seu. Se gosta de determinada coisa, beleza, mas não se deve criticar o próximo por ter gosto diferente do seu.

      • vicmarconi

        rs… quanto rancor da galera. Só falei que não gosto de cromados. Não falei que os carros são ruins.

        Como bem lembrado pelo vidgal, Black Piano é outra moda que darei graças a deus quando for embora. Malditas fabricantes de TVs / Monitores que inventaram essa moda.

    • dallebu

      Um remendo é uma “adaptação técnica” (gambiarra) pra corrigir um problema/defeito. Aquele friso é proposital então eu não chamaria de remendo…

    • CorsarioViajante

      O que ferrou ali foi o cromado. FIcou zuado!

      • vidgal

        Porque não colocou um acabamento em aço escovado, no local desses cromados.
        Ficaria mais bonito ,discreto, menos chamativo.

        • CorsarioViajante

          POis é, eu não gosto de cromados e acho que se a versão THP tem apelo esportivo, não combina.

    • Claudinhoeris Silva

      com certeza amigo ! automático de 4 velocidade é coisa dos anos 80 nos EUA…… piada da peugeot automático de 4 velocidade rissssssssssssss imagina o consumo já que esse ano a gasolina deve bater quase na casa dos 4 reais rissssssssssss

  • Minerius Valioso

    Mais um tiro no pé da história da PSA, com:

    – Uma caixa automática de quatro marchas, que até o Corolla abandonou;
    – Uma versão de topo sem caixa automática e;
    – Falta de controle de estabilidade na maioria das versões;

    PS: espera aí, existe uma versão 1,6 litro aspirada com a citada caixa automática, é isso?

    • Andre Studart

      exato, HR-V mandou abraços, mais equipado desde as versões de entrada, e ainda não carrega a má reputação da Peugeot

      • Daniel

        A versão de entrada do 2008 é infinitamente mais equipada do que a do HR-V. Só o conjunto mecânico que é inferior, já que o HR-V conta com o motor 1.8 e tem a vantagem dos controles eletrônicos de estabilidade e tração

        • Andre Studart

          Acho melhor o HR-V, depois que precisei do controle de traçao/esp, nunca mais compro carro sem, além de ter um motor mais forte, e um provavel bom pos venda, nome da Peugeot é péssimo por aqui

          • Daniel

            Entendo o seu ponto de vista. O ESP é um item muito importante e o pós venda da Honda pesa bastante. Por outro lado o 2008 tem 2 airbags a mais e muito mais equipamentos de conveniência. Também prezo bastante pelos itens de segurança e não compraria nenhuma das versões de entrada. Do 2008 só compraria a versão THP. O Honda HR-V mesmo na top só tem 4 airbags, o que é injustificável.

            • Andre Studart

              Pois é.. Se a Peugeot disponibilizasse o thp desde as versões de entrada, não teria pra ninguém, pena que ela ainda insiste em empurrar esse AT4 e um motor de hatch pra um carro mais “encorpado”

              • Alligator

                FORD e Renault fazem a mesma coisa

                • Mr. On The Road 77

                  Mas cobram um pouco menos…

              • Vale a pena rever os conceitos sobre o 2008 e vê-lo na concessionária. De encorpado ele pouco tem. É um 208 mais estilizado e com suspensão elevada. O motor de 122 cv serve bem ao carro, não há de se notar falta de desempenho. Já o câmbio de 4 velocidades… esse daí já passou da hora de mudar.
                Agora, carro com 4 metros e pouco e menos de 1100 kg não pode ser considerado encorpado. A relação peso/potência de 8,80 kg/cv é bastante razoável e garante bom desempenho a qualquer automóvel.

                • Andre Studart

                  Assim, o 208 1,6 manual já anda bem, mas não empolga, o AT então.. não dirigi o 2008, mas deve ser ”suficiente” o motor 1.6, mas o thp manual nele, deve ser uma delícia de dirigir! Além disso, acho que falta um pacote mais interessante de equipamento nas versões de entrada, que pra mim, só fica bom mesmo na thp manual

                  • A Griffe aspirada tem pacote de equipamentos quase idêntica à THP, só excluindo o grip-control e a capa cromada dos retrovisores (eu sinceramente prefiro na cor do veículo). Daqui a um tempinho terão disponível a versão aspirada para test-drive, aí vou poder falar com mais autoridade sobre ela. Por enquanto fica só mesmo a análise sobre a relação peso/potência, que é boa mesmo com o motor aspirado.
                    Agora a THP… que belezinha, viu. Ótimo de dirigir e muitíssimo bem equipada. Nem senti falta do câmbio automático. Só não sei o que fizeram para que o desempenho do carro fosse semelhante ao do C4 Lounge em termos de arrancada e retomada, já que o 2008 é 400 kg mais leve. Esperava que ele fosse andar como um DS3. Mas, pelo que vi na mídia, ele compensa no consumo, bem inferior ao que se obtém no sedã médio da Citroen.

                    • Andre Studart

                      Os controles de tração e estabilidade so tem na THP, se não me engano.. Não tive oportunidade de dirigir uma, controlar aquilo num cambio manual deve ser uma delícia!, sério? A peugeot fala em 0-100 em 8s cravado, o que é ótimo perante aos 7.5 do ds3, se eu fosse trocar de carro, iria sem duvidas nessa versão, ótimo custo beneficio e ótimo carro!

                    • É. Controles de estabilidade e tração só junto com o Grip control, só disponível. na THP. No test-drive não dá pra dar um estica de verdade, mas o carro é uma delícia de guiar, sim.
                      No desempenho, os testes da mídia têm dado coisa de 9 segundos no 0-100, nada diferente do C4.

                    • Andre Studart

                      Realmente, se for mesmo na casa dos 9s, poderia ser um pouco melhor, ainda mais quando a Peugeot fala em 8s, mas creio que dê pra alcançar, ainda mais quando os 2008’s estiverem amaciados, mas olha.. esse carro despertou uma vontade em mim de ter como poucos, imagina só, turbo e 25kgf de torque no pé e na mão (manual)! A Peugeot perde por não levar também pro 208 e botar ele na casa dos 60mil, poderia dar uma levantada boa na sua linha

            • afonso200

              pois é, mas a THP só MT, dai nao quero

              • KVF

                Isso varia de pessoa, eu não gosto de cambio automáticos, na verdade fujo deles e no mercado é difícil achar um bom carro manual, a opção agora é o THP, graças ao bendito “vacilo” da Peugeot…

                • vidgal

                  Você é minoria na atual conjuntura do trânsito no Brasil.
                  Ou daqueles que por economia ou falta dela aderem ao câmbio mecânico.

                  • KVF

                    Ando 90% do tempo em estradas, e moro no interior do RJ, portanto não pego engarrafamento e não preciso de câmbio automático…, decidi mudar do Rio de Janeiro quando fiquei 5 horas parado em um engarrafamento na Avenida Brasil….

                    • vidgal

                      No seu caso faz sentido!

                      .

                    • Pedro Rocha

                      Gostei do código-fonte.
                      =D

                  • O fato de ele ser minoria na atualidade não quer dizer que a preferência dele não seja legítima. Há vantagens e desvantagens na utilização tanto de câmbios manuais quanto automáticos. Digamos que há uma relação/interação muito diferente entre o motorista e carros com os dois tipos de transmissão. O automático, claro, garante o conforto de não se utilizar a perna esquerda e descansar o braço direito. Mas que o domínio do automóvel com o câmbio manual é outro, isso não dá para se discutir.

            • Joao

              Vamos aguardar os testes de frenagem. Segurança ativa também é importante. Pra mim faz ate mais diferença que o numero de air bags. Sem esquecer dos crash tests que nao sairam ainda…

          • Rodrigo

            eu acho que o ESP salva mais vidas que qualquer outro item de segurança automotivo

            • Gustavo73

              Acho o esp importante, mas a Global Ncap considera os Airbags o sistema de segurança mais importante, junto com os cintos de segurança. Diria que a segurança da estrutura está ali perto.

              • Franco da Silva

                Sim! Se alguém bater no teu carro, não adianta nada você ter ESP. E para os acidentes na cidade também, além das pessoas que bebem e dirigem e dos que fazem ultrapassagens quando não dá para fazer, causando colisões frontais e em T (que são a gigantesca maioria dos acidentes graves).

              • O ESP é aquele tipo de equipamento que você quer ter, mas que não quer desejar utilizá-lo nunca, mais ou menos como air-bag e ABS. EU tenho carros com ESP a 4 anos, e não me lembro de uma única situação em que eles chegaram a atuar. Mas claro que se essa situação um dia vier, vou querer contar com ele no meu carro… rs.

                • Gustavo73

                  Pois é. É igual seguro, ou plano de saúde.

            • Marcos Vinicius Bittencourt

              Ontem passou no Fifth Gear (Discovery Turbo) uma matéria muito importante sobre o controle de estabilidade. Falaram que 40% dos acidentes seriam evitados com o uso do ESP. O que mais me chamou a atenção, foi um dos apresentadores ficar tentando rodar/capotar o carro e não conseguiu.

              • Gustavo73

                Também vi ele ontem.

          • Bruno Wendel Marcolino

            já a THP 6MT mandou um abraço pro HR-V, sem duvida o melhor CxB da categoria.

            6 airbags, ESP, Grip Control fora os itens de conforto.

            • KVF

              Também acho, p/ comprar o HR-V agora só sendo muito fanboy da marca…

              • dallebu

                Se eu tivesse que comprar um desses top eu iria sem dúvidas no 2008 THP… Não gosto de carro automático, prefiro manual, e com 173 cv e baixo peso da pra se divertir bastante, fora a qualidade de montagem, acabamento, segurança e itens de conforto…

                • KVF

                  Acompanho o relator, rsss

                  • Cesar Mora

                    O problema neste caso é que a maioria do publico é mais conservador, e concordando ou não, a fama da confiabilidade Honda x fragilidade Peugeot é justificável, acredito que o 2008 seja mais divertido mesmo para guiar, mas fiz o test drive e não achei o HR-V fraco, ou sem sal… e considero ambos com um acabamento melhor que o Renegade.

                    • Os problemas nos câmbios automáticos e na suspensão dos Peugeot do início dos anos 2000 fizeram um bom estrago de imagem aos franceses. Mas hoje é algo superado. Muita gente perde oportunidades incríveis pelo pré-conceito formado por realidades já distantes.
                      Meu irmão tem um 307 2007 com 100 mil km rodados. O carro é impecável, e nunca deu dor de cabeça. E conta com lista de equipamentos que ainda faz inveja em muito carro zero de linha superior por aí.

                    • Cesar Mora

                      Quanto a Suspensão acredito que possam ter solucionado, dimensionando o conjunto para o perfil do piso brasileiro, já o câmbio, estão solucionando somente agora nos carros equipados com o AT6, o AT4 é problemático e sem exagero, 90% dos proprietários de PSA automáticos tiveram problemas com o câmbio em médio prazo ( todos antes dos 100.000km) o que é um pecado justamente pelo conteúdo e acabamento ( sobretudo dos médios ) além do prazer em dirigir que estes carros proporcionam.

                    • Já há alguns bons anos que o problema da confiabilidade foi vencido, isso é bem divulgado na mídia especializada.
                      Quanto à dirigibilidade, pra essa não tem milagre: câmbio de 4 marchas não preenche todas as faixas de giro do motor, acabando por deixar “espaços vazios” entre as relações e tornando morosas algumas decisões do câmbio, tanto na redução quanto na ascensão. O mesmo acontece com os câmbios automáticos de 4 velocidades de outras marcas, como Hyundai e Renault. O do Corolla da versão anterior era o melhor dos câmbios com 4 marchas: a Toyota fez milagre com ele, o sedã até tinha desenvoltura satisfatória com aquela caixa.

            • Olha, fiz test-drive tanto no HR-V quanto o 2008 THP. Incomparável o pacote da Peugeot, tanto em termos mecânicos quanto de requinte do interior e acessórios disponibilizados. Só mesmo a falta de opção de câmbio automático depõe contra o francês.

        • Mr. On The Road 77

          Acho o HR-V de entrada mais negócio que o 1.6 Allure, principalmente pelo freio de mão elétrico e o ESP… e ainda tem mais espaço interno.

        • Netovski

          Carro que custa mais de 60k e não tem ESP merece amargar em vendas.

      • FabioH

        Vantagem do HR-V é o controle de estabilidade e tração de série em todas as versões, e o freio de estacionamento eletrônico, mas o 2008 tem ar condicionado com duas zonas e a multimídia, além dos 4AB, que no Honda são só 2AB.

        • Vitor Barcellos

          sem falar a versão de entrada do HR-V e suas calotas rs

          • FabioH

            Hehe… sinceramente, eu não teria problema nenhum em comprar um HR-V com calotas, é normal em outros mercados, mas olhando pro nosso, considero que foi sim uma mancada da Honda.

            • Gustavo73

              O problema não são as calotas e sim a ausência de outros equipamentos frente ao preço.

              • FabioH

                Ah sim, claro, é que o pessoal acaba evidenciando isso.

            • Cesar Mora

              deveriam ter apostado em rodas de ferro com desenho mais esportivo, como já tivemos muito no passado e ainda existem la fora ( principalmente nos EUA)

      • Gustavo73

        Mas equipada? Fora o esp ela perde oque ela tem a mais.

        • Andre Studart

          Então, Gustavo, acho o 2008 uma ótima compra caso seja o THP manual, de 79mil, nas versões abaixo dessa, iria de HR-V por conta do bom pós venda da Honda, motor mais forte, e ESP/TCS, que considero indispensável desde que precisei dele, não compro mais carro sem.

          • Gustavo73

            Acho o esp importante, mas acho os 4 Airbags importantes também. Pena não podermos ter os 2 nos dois carros nas versões de entrada e intermediárias. Mas continuo achando o HR-V caro pelos equipamentos. O powertrain se destaca. Mas a Honda é moquinha com os equipamentos. A boa surpresa é o esp de série.

      • Gomes

        Mas gente…quem disse que a Peugeot quer vender mais que HRV? Nem capacidade produtiva tem para isso. Cada um tem seu objetivo é nem sempre é vender mais ou menos que esse ou aquele. Eu acho que se venderem 1500 por mês já pode ser considerado um sucesso. Assim como o 208 também deve ser…não acho que eles tenham a intenção de passar o NF, por exemplo.

        • Gustavo73

          Olha a Pug esperava vender 2500 208 por mês. Vende pouco mais da metade, então não acho que seja o caso. A Pug precisa vender mais.

          • motstand01

            O 208 frustra as expectativas de todo mundo até hoje, tanto do consumidor, quanto da Peugeot, quanto da rede de concessionárias. Erro de estratégia. Versões mal divididas, falta de equipamentos, um motor velho nas versões de maior volume, preço igual ou maior que de concorrentes mais competentes (leia-se Fiesta).

            Foi um erro tão grande que a rede pediu “pelo amor de deus” pra Peugeot tomar alguma atitude, caso contrário lojas fechariam. Criaram o 208 Active Pack, mas obviamente foi pouco. Lojas fecharam. A Peugeot sumiu. O ponto positivo de tudo é que agora, com o 2008, a Peugeot tratou de corrigir boa parte dos erros que cometeu com o 208. E se der certo, mostra o caminho a trilhar com os futuros lançamentos, e mostra o caminho pra tornar o 208 o sucesso que era pra ter sido.

            • vidgal

              Corrigiu os erros do 208?
              Esse carro já veio todo errado!
              Câmbio defasado tanto os mec como aut nos de entrada.
              Top THP sem automático.
              Aonde corrigiu os erros???
              .

              • Marcos Vinicius Bittencourt

                4 Air Bag, uma central multi mídia de verdade (TV, espelhamento, dados do carro), teto panorâmico eletrônico e não manual, ESP e Hill Assist- pelo menos na versão top-, piloto automático (com limitador) desde a versão de entrada. Tudo isso o 208 não tem.

                • !Marcelo Surf!

                  Sem contar que o teto é de enfeite pois não abre, kkk

                  • Marcos Vinicius Bittencourt

                    Eu já tive carro com todos os tipos de teto(307 SW, C4 Picasso, 208, Pajero Full) e para mim a questão de não abrir não tira o mérito de toda a área dos ocupantes ter teto de vidro, o que é um charme. O teto panorâmico passa uma sensação do interior ser muito mais aconchegante e amplo, ao ponto do teto que abre ter que ter um recuo muito grande, causando o efeito inverso.
                    Aliás, bom é o teto dos concorrentes né? De lata!

                    • Cesar Mora

                      Ahh muda mesmo o ambiente o teto panorâmico, dentre as soluções me agradam aqueles que a primeira secção abre se sobrepondo á segunda, agora não entendi esse teto elétrico removível de metal do Renegade ( não tinha na concessíonária quando fui conhecer o carro) mas me parece mais negócio o de vidro que tbm tem como opcional..

                    • Marcos Vinicius Bittencourt

                      Ainda não tive a oportunidade de ter esse tipo de teto panoramico (presente na Tiguan e A4 Avant por exemplo) mas deve ser um show, se não fosse os R$ 10.000,00 a mais na Tiguan. Contando que no 2008 é ‘de graça’ ele torna o carro muito atraente!

                    • Cesar Mora

                      isso é verdade.. é um opcional caro mesmo em carros de segmentos superiores, tê-lo sem custo adicional no 2008 é uma vantagem.

                    • !Marcelo Surf!

                      marcos, eu tenho uma X1 e o teto é inteiro de vidro quando fechado (sem recuo de lata e sem nenhum problema) e quando aberto fica vidro sobre vidro onde os ocupantes da frente tem o teto aberto e os ocupantes de trás ficam com a transparência total. Existem vários modelos com este mesmo tipo de teto que ao meu ver é muito mais caro do que apenas um teto de vidro, o qual nem deveria ter diferença de preço. Na minha opinião esse teto de vidro que não abre, quando adotado pelas montadoras é por pura economia e não para tornar o carro charmoso.

                    • Marcos Vinicius Bittencourt

                      Esse tipo de teto eu nunca tive, porém tenho que confessar que uma Tiguan, ou mesmo o Golf Variant são lindos com o teto panoramico que abre.
                      Quando eu tinha o 307SW o pessoal que andava no carro ficava babando com o teto, e quanto pediam para abrir o vidro davam aquele broxada!
                      Porém não deveríamos comparar com carros de segmento superior, até porque, de série, nenhum concorrente oferece qualquer tipo de teto.

                • Cesar Mora

                  Realmente a central do 2008 parece ser melhor que dos recém-lançados concorrentes… quanto ao teto.. pode ser uma questão bem pessoal, mas eu fico meio “brochado” com tetos de vidro que não abrem.. como a peugeot adora…

                  • KVF

                    Não gosto de teto solar, mas já que vem no pacote, melhor que não abra mesmo e seja blindado, pois evita futuros vazamentos…

                    • vidgal

                      Eu também prefiro sem teto.
                      Teto só serve pra dar mais ruídos parasitas no carro, o teto fica mais baixo que o sem teto, quem é muito alto pode ser incomodado com isso, vazamentos, entupimentos de dreno, além de aumentar o calor interior , pois o vidro não isola completamente os raios solares, principalmente quando a cortina do teto for furadinha como no Golf GTI, aí que esquenta mesmo…
                      Todos os 3 Jettas TSI que tive comprei sem teto, só que na hora da revenda demora mais um pouquinho, pois a garotada gosta de teto.

                    • Cesar Mora

                      Sem dúvidas Vidigal, em carros mais baixos o recuo do teto diminui o espaço para a cabeça, agora em carros maiores, com teto mais alto como os SUVs, é bem vindo o teto, pois ele muda completamente o ambiente interno do carro… agora, quanto ao aumento da temperatura, não tem nem o que discutir, sofria bastante com o I30 preto com teto que tinha nos dias quentes..

                    • motstand01

                      Apesar de gostar, sou dos que acha que teto solar deveria ser sempre opcional, nunca de série. Um teto panorâmico faz muito bem ao ambiente interior de um carro. Mas é totalmente supérfluo e custa muito caro pelo pouco benefício que traz.

                  • Marcos Vinicius Bittencourt

                    O teto é muito curvo para poder abrir, mas comparado aos concorrentes que não tem (menos o renegade que é opcional) é sem dúvida um chamariz.

                • vidgal

                  Nesse ponto você está certo.

              • motstand01

                “Corrigir boa parte dos erros” é totalmente diferente de “corrigir todos os erros” amigo, você me interpretou errado.

                Coisas em que o 208 falha feio, e que o 2008 corrigiu:

                • Falta de equipamentos – o 208, se você comparar versão-a-versão com o Fiesta e até com o C3, vai ver que ele custa o mesmo ou até mais caro que os dois, e não raro tem menos equipamentos. Já o 2008 é o carro mais bem-equipado do segmento e ao mesmo tempo o mais barato.
                • Motor defasado frente à concorrência – O 208 1.5 passa vergonha frente ao Fiesta 1.5, sem falar que há versões 1.5 do francês custando o mesmo que as 1.6 do Fiesta (leia-se 208 Allure vs Fiesta SE 1.6). Já o 2008 1.6 aspirado não deve em nada ao Ecosport 1.6, nem ao Duster 1.6, diria até que dos 3 o do Peugeot é o melhorzinho… Já o 1.6 THP é o melhor motor do segmento, já que o Renegade Diesel subiu no telhado e não dá nem pra chamar de concorrente, de tão caro.

                O que não foi corrigido:
                • Câmbio automático. Ponto crítico da PSA como um todo. O AT4 atualizado e recalibrado é ruim? Não. É defasado sim, mas depois de recalibrado no 208, pouco se reclama sobre esse câmbio. Frente a um possível automatizado de 1 embreagem, por exemplo, é bem satisfatório.
                Mas o problema vem a seguir… O AT4 é ruim frente à concorrência? Isso com certeza é. Afinal, podem melhorá-lo ao máximo, continua um AT4, que é inferior ao CVT do HR-V, ao Poweshift do Eco e ao AT6 do Renegade. Já o Duster, que não é exemplo de nada, também tem AT4, e ainda custa mais caro.

                Porém, infelizmente, há que se destacar o fato de que a PSA não tinha pra onde correr. Só usaram o AT4 no 1.6 porque não tem outro pra usar. Nem na Europa. Só não tem AT6 disponível no THP porque simplesmente não cabe nessa plataforma.
                Dentro do que tinha pra oferecer, a Peugeot “tirou leite de pedra”, afinal mesmo com esses problemas críticos e graves, ainda conseguiu um carro competitivo, porque o preço é bom e o carro é bem completo.
                Não faltou esforço, o que faltou foram recursos mesmo. O fato é que se conseguissem “enfiar” o AT6 no THP, resolveria o problema do carro quase que por completo.

            • gostaria que ela tivesse corrigido com mais veemência… Mas o preço do THP até que tá legal, batendo com as versões intermediárias do HRV e Renegade, claro com outra proposta (Posição de dirigir mais baixa + Motor Turbo + Câmbio Manual)

              Quando lançarem o THP automático, espero que não percam a cabeça no preço.

              • motstand01

                Pra corrigir com mais veemência, a PSA teria que investir bastante, só que a empresa está sem dinheiro. Basta ver que também na Europa, 2008 Automático só tem esse de 4 marchas, com motor 1.6 16v, igualzinho ao que nós temos.
                Pra ter câmbio AT6, tanto no 1.6 16v quanto no THP, eles têm que fazer alterações no projeto, porque a plataforma não oferece espaço suficiente pra esses câmbios.
                Investir nesse tipo de mudanças só pra vender no Brasil pode não valer a pena pra PSA. Por isso não sei se vai ter THP AT6 por aqui. Diria que se houver, é porque o interesse da PSA no Brasil é maior do que parece…
                Na Europa, câmbio automático não tem demanda suficiente pra justificar esse tipo de investimento, então só oferecem o 1.6 + AT4 e o 1.2 + ETG5 (que na verdade é automatizado). Preferiram investir na nova família de motores Pure Tech, além do 1.2 THP, pois lá isso conta mais do que câmbio AT.

            • CorsarioViajante

              Vou me meter. Veja como tudo que você falou se aplica, guardadas as devidas proporções, ao 2008 de alguma forma:
              – erro de estratégia: lançar versão de topo sem opção de câmbio automático
              – versões mal divididas: a mesma “versão griffe” pode receber dois motores completamente diferentes, com abismo de preços.
              – motor: será que o 2008 deveria mesmo ter o 1.6 16v? Porque não só o THP com preços mais convidativos? Seria um grande, imenso, gigantesco diferencial e com certeza convenceria muita gente.
              – Preço não posso opinar pois não acompanho muito de perto.

              • motstand01

                Guardadas as devidas proporções, esses aspectos são verdade. Mas dentro do que tinha pra ofertar, o que eu acho é que a Peugeot fez o que podia. O câmbio automático no THP não tem jeito, em outros sites já foi dito que é limitação técnica, o câmbio não cabe nessa plataforma. Dito isto, não adianta dar murro em ponta de faca. Ainda mais que na Europa, nem mesmo o 1.6 THP equipa o carro. E AT, só esse de 4 marchas, com motor 1.6 16v. O 1.2 THP não está disponível aqui, e lá só tem manual e automatizado de 1 embreagem e 5 marchas, aí o pessoal ia reclamar mais ainda…

                As versões mal divididas no 2008 eu discordo. No 208, todas as versões são mal equipadas pelo preço. Talvez a única exceção seja o Active Pack. Pois o Active é pelado de dar vergonha, custando o mesmo que o Fiesta S e mais caro que o C3 Origine, ambos melhor equipados. O Allure é um Active Pack com teto e custa caro demais. O Griffe é um Allure 1.6 com penduricalhos, custando o preço de um Fiesta Titanium. Por isso não vende tanto quando poderia.

                No caso do 2008, todas as versões são fartas em itens de série frente à concorrência, isso é inegável. A Peugeot ficou numa sinuca de bico nos powertrains. Não teria como não oferecer o 1.6 EC5, pois só ele tem câmbio automático nessa plataforma, além do mais, há dois concorrentes que também têm motor 1.6. Se oferecessem só o THP, o carro custaria ainda mais caro do que custa, e não teria nenhuma versão automática. Dentro do que a empresa tinha à mão, é o que deu pra fazer. Esforço não acho que faltou. Conseguiram tornar o carro até competitivo, mesmo com todos esses problemas. O que limitou o 2008 foi a falta de recursos da empresa mesmo, essa é a verdade.

                • CorsarioViajante

                  Poxa, que ótima resposta! COncordo com tudo, você está certo!

        • KVF

          A Peugeot está com capacidade ociosa em Porto Real,pode produzir muito mais, basta ter demanda, e com certeza vai ter.

        • Adriano

          Por falar no 208, eles poderiam equipar a versão Griffe com ESP, airbags laterais e cortina e sensor dianteiro, igual ao Premier.
          E, pedindo muito, lançar uma versão THP hehehe

          • Gustavo73

            O 208 THP estav previsto para esse ano. Mas deve chegar junto com o facelift em 2016.

          • motstand01

            O 208 brasileiro nunca teve ESP disponível, nem mesmo no Premier. Quanto aos 6 airbags, até hoje não entendo por que diabos o Griffe não tem de série ainda.

      • Rzonta

        Vc só esquece que o 2008 THP custa apenas 4 mil a mais que um HR-V básico cvt ou o mesmo que um HR-V EX. E aí, meu amigo, o pug estupra o honda em todos os quesitos.

        Ps. isso considerando os preços de tabela do honda. Pq sabemos muito bem que tem muita ccs cobrando 80k pela LX cvt.

        • MMM

          Estupra com câmbio manual nesse segmento? Negativo, infelizmente mais uma vez a pig vai ser estuprada pela própria burrice.

          • Rzonta

            Não estou falando do número de carros vendidos. Mas da “qualidade” dos mesmos. O pug é bem mais completo, anda muito mais e parece ter um acabamento melhor. E pra quem necessita de um at, logo vem o at6 por uns 5-6 mil a mais (e ainda será mais barato que HR-V top)

            • Tea Party

              2008 THP nunca terá AT6, a caixa automática AISIN AT6 encosta na longarina, por esse motivo não haverá essa versão, foi isso que a PSA decidiu e não vai mudar de idéia.
              Além disso, 2008 não tem ISOFIX e freio eletrônico.

              • Gustavo73

                O freio elétrico não faz falta já que tem o hill assist. Mas o isofix fas muita falta para quem tem filhos pequenos.

                • Marcos Vinicius Bittencourt

                  Faria se existissem cadeirinhas com isofix a venda no Brasil, e o mais importante, se o INMETRO permitisse a venda dessas cadeirinhas.

                  O CTB exige o cinto de segurança em cadeirinhas. Tenho uma filha de 2 anos e cansei de procurar cadeirinha com isofix.

                  http://correiobraziliense.vrum.com.br/app/301,19/2014/06/02/interna_noticias,49610/mesmo-com-portaria-do-inmetro-venda-cadeira-com-isofix-continua-proib.shtml

                  • Gustavo73

                    O INMETRO não proibe a venda de nada. Ele só normatiza, e ele já divulgou os parâmetros para cadeirinhas com isofix no Brasil.

                  • MMM

                    Marcos, compra na Amazon e mande entregar na sua casa no Brasil. Eu fiz isso logo q meu filho nasceu.

                    • Marcos Vinicius Bittencourt

                      Mas não é o certo. O certo é encontrar a ISOFIX em qualquer supermercado.

                    • MMM

                      Na verdade isso seria o “prático”, não o certo. O certo pra mim é ter o equipamento mais seguro para o meu filho, independentemente da burocracia e incompetência do órgão certificador brasileiro. E outra, vc compra pela Amazon e recolho o devido imposto de importação e ainda paga (pelo menos pagava com o dólar mais barato) menos do que uma cadeirinha similar, da mesma marca, sem ISOFIX vendida no mercado nacional.

                      Além disso ainda existe algo de muito estranho nessa história da proibição da venda. Toda cadeirinha com ISOFIX também permite a fixação por meio de cinto de segurança, logo não vejo muita lógica em uma cadeirinha que tem AMBOS os sistemas, não ser certificada.

                  • Cesar Mora

                    Taí um ponto que eu não entendo Marcos, realmente é bem difícil encontrar cadeirinhas com ISOFIX… e toda vez que algum carro não tem o sistema ( que concordo ser melhor) é uma choradeira só, como se o padrão no mercado fosse todas cadeirinhas ISOFIX…

                    • Marcos Vinicius Bittencourt

                      Exato, eu que tenho filha não faço (hoje) muita questão do item, justamente por não existir cadeirinha com isofix à venda.

                    • MMM

                      Pode não ser o padrão do mercado, Cesar, mas é o padrão que escolhi para meu filho. Eu não compro carro sem isofix e comprei 2 cadeirinhas com esse equipamento.

                    • Cesar Mora

                      Sim MMM, concordo com a preocupação e certamente quando tiver meus filhos também irei me preocupar com a segurança deles.. mas digo que o mercado de acessórios aqui no Brasil precisa crescer em opções para que gere demandas que justifiquem todos os carros possuírem o sistema ( inadmissível, carros que já o possuem em outros mercados não disponibilizarem aqui), porém pela oferta de cadeirinhas que temos ( tive uma namorada com filho pequeno e acabei pesquisando bastante esses acessórios também ) ainda não vejo como um fator excludente de algum modelo não ter o sistema.

                    • MMM

                      Disso eu não tenho dúvidas, Cesar. O que eu quis dizer é que ou o povo começa a exigir mais ou ficamos nas mãos de algum político, algum dia, fazer um projeto de lei que obrigue Isofix.

                      Quando meu filho nasceu eu fui muito taxativo na loja da Chicco e disse que iria comprar a cadeirinha fora do Brasil, por um preço menor, pq a Chicco não oferecia esse sistema. Também mandei um email para a importadora oficial da Peg Perego, reclamando da mesma coisa. Aliás, foi a mesma coisa que falei na CSS Chevrolet, quando fui dar uma olhada na Spin. Que para mim a falta desse equipamento já descartava a compra do carro, até pq um dos motivos que queria trocar a Megane GT dela, era exatamente por não ter esse equipamento tão simples mas que é bem mais seguro.

                      E obviamente isso é uma preocupação exclusiva de quem tem filhos pequenos. Se eu não tivesse, particularmente não daria a mínima para isso.

                    • Cesar Mora

                      exatamente.. falta essa demanda vir dos consumidores, uma vez que nosso mercado não é pró-ativo mesmo rsrs…

                      talvez uma solução para popularizar esse modelo de cadeirinha ( pensando com minha cabeça de marketing rs.. ) seria oferecê-la como acessório para o próprio veiculo que possua o sistema.. sobretudo em carros familiares ( como a Spin que você foi ver) pois sendo comprado no momento da venda do carro, mesmo com os preços pornográficos que todo acessório apresenta na concessionária, certamente ajudaria na popularização deste item.

                      (off, você teve uma Grand Tour também? me arrependo de ter vendido a minha 2008 em 2012, no momento em que ela necessitava de um investimento mais pesado nas manutenções. era um baita carro confortável e econômico ( 1.6 k4m) e muito espaçoso, imagino ser perfeito para famílias!)

              • dallebu

                Leia a matéria, o AT6 no THP vai estar disponível no segundo semestre.

                • Tea Party

                  Prefiro acreditar em algo que foi dito por uma pessoa de dentro da fábrica do que em uma matéria jornalística.

                  • dallebu

                    Mas com o C4 Lounge THP Flex a PSA lançou o novo câmbio AT6 III AISIN, uma evolução do antigo câmbio, mais compacto, mais leve e que proporciona melhor consumo em relação ao anterior, então creio que esse câmbio novo ja caiba, caso contrário a Peugeot não teria informado aos jornalistas que o câmbio estará disponível no segundo semestre no THP…

                    • Tea Party

                      Desculpa, mas nova transmissão!?
                      Igual fizeram com a AL4 que apenas substituíram o conversor de torque por um Borg Warner, reprogramação eletrônica e falaram que era uma caixa nova?

                      A caixa que equipa os Peugeots é a Aisin AWTF-80SC (AW=Aisin Warner), e não existe caixa nova.
                      Se essa “suposta” caixa coubesse mesmo no 2008 THP, porque não lançaram com ela? Para que iriam esperar as vendas caírem e o carro ficar queimado no mercado como fizeram com o 408?

                    • dallebu

                      Procure o release oficial do novo C4 Lounge THP Flex, e vai ver a parte aonde eles falam da nova geração do câmbio AISIN de 6 marchas, segundo eles mais compacto e leve. Não é outro câmbio do zero, é uma boa evolução do “antigo”.

              • Rzonta

                A própria peugeot afirmou que terá at6 na thp. Desde o ano passado isso é dito (inicialmente thp mt, alguns meses depois chega o at6).

                E o 2008 pode nao ter freio eletronico (que o golf aqui de casa tem e não muda nada. Única vantagem é o auto hold que o honda tbm não tem, então…) mas tem 6 airbags, LEDs diurnos, ar condicionado dual zone, teto panoramico, bancos em couro (tudo isso a partir de 71k que é o preço do HRV de entrada. E a THP ainda vem com o grip control.

                • Tea Party

                  Claro, lançar um carro sem versão AT, para depois que estiver queimado e com baixas vendas no mercado lançar a versão AT.
                  Acredita mesmo nisso?

                  Ademais, se a caixa coubesse no carro, já tinham lançado o 2008 aspirado com ela. Ou você não se lembra que a Peugeot afirmou que não iria lançar o 208 com a transmissão Aisin AT6 porque era incompatível? Na época da notícia, falaram que iriam lançar a versão do 208 com uma caixa mais moderna depois de dois anos, quando o projeto de uma nova transmissão estivesse concluído.

                  • Rzonta

                    Se cabe no cofre do ds3 como não vai caber no do 2008?

                  • Gustavo73

                    Então a caixa previata para chegar no 208 europeu agora no meio do ano junto com o facelift é uma completamente nova? N6tem relação com a at de 6 marchas presente nos médios do grupo? Se for isso essa pode ser a razão.

                • FabioH

                  Agora fiquei na dúvida mesmo Rzonta, ONDE a Peugeot afirmou que teria a versão THP meses após o lançamento do carro? Em nenhuma reportagem sobre o lançamento do carro encontrei essa informação, além disso nesse trecho da 4Rodas fica explícito que não terá: “A Peugeot vai aumentar a lista de novos rivais do Ford EcoSport com o 2008. Fabricado em Porto Real (RJ), o utilitário esportivo será vendido nas versões Allure e Griffe, ambas com o motor 1.6 de 16 válvulas (com até 122 cv) e transmissões manual de cinco marchas ou automática de quatro velocidades, e Griffe THP (entregando até 173 cv), oferecida apenas com o motor 1.6 THP e câmbio manual de seis marchas – não haverá opção de caixa automática para esta versão.”

            • vidgal

              Esse logo at6, está na sua imaginação!!!
              Esse carro não comporta o conversor de torque do motor turbo. Por isso que ele não tem automático nesse THP.

              • KVF

                Continuem insistindo que não cabe o at6, quem sabe a Peugeot desiste,rsss. Falando sério, se o C4 Lounge trabalha com esse motor e câmbio, a PSA provou que tem capacidade de colocar ele no 2008, senão não afirmaria que ia lançar no 2 semestre. Ela quer dar opção de escolha, aliás é a única que faz isso.

              • Rzonta

                Não é o que a peugeot diz desde o ano passado. Mas se vc sabe mais do carro que o próprio fabricante…

          • vidgal

            Concordo plenamente!

        • Antonio De Julio

          A concessionária Honda que eu visitei cobrou rigorosamente os preços publicados aqui no NA. Única “pegadinha” que fazem é expor somente os modelos mais caros pra pegar desavisados…

          • Rzonta

            O próprio NA noticiou ccs cobrando ágio no HRV. A ccs que visitei tbm estava cobrando 5 mil a mais em todas as versões.

            • MMM

              Isso varia de cada uma. Paguei a vista é tive 900 reais de desconto na versão EX.

            • Antonio De Julio

              Vai na da Raposo Tavares que é preço de tabela.

        • !Marcelo Surf!

          Se a THP tivesse uma transmissão automática descente, e quando eu digo descente eu digo de 6 velocidades e que não seja tiptranco, aí eu até poderia pensar em concordar com você porém ela oferece um MT nas versões mais caras e quando se fala em Peugeot lembramos de carros frágeis e delicados que não aguentam andar em solo brasileiro

          • dallebu

            Nisso a Honda não é melhor não, ja dirigi várias vezes num Fit 2012 de uma conhecida, com uns 40.000 km rodados, e o carro era uma escola de samba internamente e a suspensão já apresentava alguma folga, pois ela costumava andar em estradas mal pavimentadas.
            Em asfalto bom todo carro dura muito, em asfalto ruim só a minoria…

            • !Marcelo Surf!

              Nos Peugeots, já tive 3, o barulho de bateria de escola de samba dentro do carro começa logo nos primeiros seis meses isso sem andar em vias não pavimentadas

            • FabioH

              Minha sogra tem um Fit desse ano também, não é o que ocorre com ela (barulhos), não desconsiderando sua experiência claro.

              • dallebu

                Mas depende das estradas aonde se trafega… Tenho um 206 2002 e a suspensão é de fábrica, pois sempre andou em pisos razoáveis.

                • FabioH

                  O 206 tem fama de uma batidas secas na suspensão traseira, eu já experimentei isso em um 206 de um amigo meu, como é a sua experiência? E veja, não estou criticando os franceses, mesmo porque tenho um, mas comparando com o Fit achei o japonês mais, digamos, robusto.

                  • dallebu

                    Com certeza o Fit é mais robusto, a final estamos falando de um 206 cujo projeto é de 1998 e um Fit que foi lançado em 2009, com obvias vantagens em tecnologia de construção.
                    A suspensão do 206 é firme, ao estilo VW, mas eu não acho desconfortável, na verdade eu acho ideal, não gosto de carro molenga.
                    Quanto ás batidas secas isso só se você cair num buraco, pois nas imperfeições normais (remendos, ondulações, paralelepípedos etc) não acho seca. Uma amiga que tem uma Palio Weeked 2010 andou de carona e ao me ouvir dizer que o 206 é mais firme, disse que na percepção dela era +/- a mesma coisa… No banco de trás não sei pois nunca andei, mas ninguém nunca reclamou…

          • Rzonta

            At6 aisin não é decente agora?? Sobre os carros frágeis, tá na hora de parar de acreditar no mecanico de ap da esquina.

      • Sem entrar no mérito do carro em si, mas o HR-V de entrada, apesar de possuir o ESP, é muito mal equipado e com o acabamento interior de impressão bem pobre.

        • Andre Studart

          Verdade.. o painel do HR-V de entrada é bem simplório mesmo, é que eu já precisei do controle de traçao/estabilidade, aí desde então virei fã dessas letrinhas, por isso não dispenso, eu tentaria juntar pro 2008 thp manual mesmo

    • Alligator

      eu já acho que Peugeot fez bem em disponibilizar cambio manual na versão topo de linha, coisa cada vez mais restrita no Brasil

      • Davi Millan

        Eu também. Depois virá a caixa da Aisin com 6 velocidades para a Griffe THP para quem quer um automático. Eu sempre defendo que quanto mais opções melhor. Um casal de idosos que são meus amigos por exemplo odeiam cambio automático e muitas vezes deixam de comprar um carro na versão top por ter somente cambio automático.

        • vidgal

          Mais um desinformado!!!
          ”Depois virá a caixa da Aisin com 6 velocidade…”

          • Davi Millan

            Ué! É isso que a maioria dos sites dizem. Que mais tarde virá a caixa automática da Aisin de 6 velocidades para a versão Griffe THP. Se é verdade ou não eu não sei, mas é o que dizem.

            • vidgal

              Davi, essa caixa não pode ser adaptada no 2008,pois ela não comporta o conversor de torque.
              Essa foi a razão da Peugeot não lançar logo o THP com At6.

              • Gustavo73

                Não suporta o conversor de torque? Mas o at8 tem conversor. A diferença de tamanho não deve ser grande. E o DS3 usa a at com 6 marchas

                • KVF

                  Aonde você viu que usa 6 aut? O modelo 2015 continua manual de 6.

                  • Gustavo73

                    Aqui mesmo na NA.
                    “A linha 2015 do compacto DS3 já tem data para fazer sua estreia no mercado brasileiro. A Citroën trará o novo modelo ao País no mês de outubro, dias antes da abertura do Salão do Automóvel de São Paulo. E além do novo visual, o Citroën DS3 2015 trará outras novidades.”

                    Uma dela será a adoção do câmbio automático de seis velocidades, o mesmo usado pelos outros modelos equipados com o motor 1.6 THP de 165 cavalos de potência, anulando as críticas feitas pelos consumidores da marca, que muitas vezes deixaram de levar o DS3 para casa por conta da transmissão sem o pedal de embreagem.”

                    • Davi Millan

                      Eu não sei aonde que esse motor não suporta conversor de torque… Se fosse assim o C4 Lounge não teria, além do mais, se o Ds3 também vai receber cambio automático, o Peugeot 2008/208 podem também. O pessoal fica acessando alguns blogs tendenciosos por aí que ficam defendendo VW e da nisso…

                    • Gustavo73

                      O problema segundo ele não é o motor. Mas sim espaço para um at de 6 marchas. Mas não acho que ele seja tão maior assim. O at de 4 é antigo. Muito provavelmente o at de 6 mais novo deve ser mais leve e poderia ser até menor em volume.

                    • dallebu

                      O novo Aisin AT6 III lançado no C4 Lounge THP Flex é mais compacto e leve que o antecessor.

                    • Gustavo73

                      Obrigado pelo esclarecimento dallebu, sempre atento a parte técnica.

                • Wagner Lopes

                  Ele nem sabe o quê é um conversor de torque. Achou a palavra bonita e fica repetindo por aí…

                  • Gustavo73

                    Olha não sei o espaço que sobra. Mas em teoria um at de 6 marchas não tão maior que um de 4. Como o de 6 é bem mais moderno pode ser até menor e mais leve. Video at de 9 marchas do Evoque contra o at de 6 anterior.

              • Davi Millan

                O motor comporta conversor de torque sim. Tu deve está dizendo sobre o cofre do motor não suportar, certo? O DS3 vai receber, então é possível que o 2008 e 208 também recebam. O que eu sei é que especulam sobre a chegada de um cambio Aut de 6 marchas da Aisin para a versão THP Griffe. Porém um blog sem credibilidade diz que o cofre do motor não suporta. Mas como eu disse é um blog sem credibilidade e totalmente tendencioso.

                • KVF

                  Não liga.., ele acha que se repetir o mesmo mantra 1000 vezes vai acontecer…, quando vier o AT6 no 2 semestre o mantra acaba!

                  • vidgal

                    Amigão você estás enganado.
                    Eu não estou afirmando que o 2008 não terá um câmbio At6 pra esse carro.
                    Eu confirmo(o mantra) que o At6 Aisin que a Peugeot usa no C4L não se adapta a esse carro e ponto.
                    Agora como ela vai arrumar um At6 pra colocar nesse carro já é outro problema,
                    que acredito que ninguém saberá informar no momento. Valeu!!!
                    Por isso a demora em lançar o raio do 2008 sem At6.
                    Ela não seria tão idiota em postergar esse lançamento, se tivesse a porcaria do câmbio. Certo!!!!

                    • KVF

                      Engenharia automotiva serve p/ isso…, os engenheiros da Peugeot estão trabalhando nisso. Mas não dá p/ cravar antecipadamente que eles não vão conseguir, exemplo, podem estar em fase final de ajustes, mas devido ao lançamento do HR-V e Renegade não podiam adiar por mais alguns meses o lançamento do 2008 THP que é o carro chefe do modelo.
                      Logo lançaram a versão manual e avisaram que no semestre que vem chega a THP automática.

                • vidgal

                  Exatamente isso; esse câmbio At6 aisin usado no C4L não se adapta ao cofre, por isso a Peugeot está demorando para adaptar um At6 para esse carro.
                  Por isso a demora pra lança-lo no 2008.

      • Douglas

        Também penso da mesma maneira.

      • KVF

        Também acho, esse carro manual na estrada é uma beleza….

      • CharlesAle

        Certo, mas não deveria ser só esta opção! deveria ter a automática também!!

      • vidgal

        Você deve morar numa tranquila cidade bucólica do interior desse Brasilzão!!!!

        • Alligator

          Porte médio entre as 100 maiores cidades do Brasil 350mil habitantes, 200mil veículos, 120mil carros .

      • FabioH

        Faria melhor se disponibilizasse as duas opções, eu prefiro manual, mas não tem como discutir que nessa faixa de preço da Griffe THP a maior venda é de auto, em qualquer segmento.

      • Minerius Valioso

        Sim, mas a falta da caixa automática como opção, é de lamentar.

    • Rodrigo

      Como a Peugeot deixou o nome cair, sem peças nas CCS, péssimo pós venda, 206 e 207 com defeitos absurdos.

      Pegou a fama agora já era, 208 é um excelente carro e não vende, ninguém quer. A cessação do consumidor ao comprar um Peugeot é que terá os mesmos problemas de marcas que só trabalham com importados no Brasil.

      Renault passou de passagem..

      • Alligator

        que isso proselitismo contra Peugeot

        • Rodrigo

          um amigo teve um 206 e eu tive um 207 e um 307 meu Deus!!!.

          Carro com 3 dias deu defeito no medidor de combustível (cronico).
          Soltou o cabo de rebatimento do banco com 1 semana.
          Comando se seta deu defeito com 1 ano e 2 meses (cronico)
          barulhos, barulhos e mais barulhos….

          Motor 2.0 começou a aquecer com 100 mil km problema cronico na junta do cabeçote.

          Desisti da marca.

    • Gabriel Torque

      FIQUEI ESTARRECIDO QUANDO VI ESSES DETALHES

    • Douglas

      O câmbio manual é bem melhor.
      O AT6 tira um pouco do Brilho do motor THP.

      E em tempos de cada vez menos carros oferecendo câmbio manual no versão topo de linha achei uma boa decisão da Peugeot.

      • MMM

        Doulas, existem menos carros oferecendo manual na versão topo de linha pq existe menos procura. Essa conta é bem simples.

        • Douglas

          Sim, é normal que nessa faixa de preço a maioria prefira automático, até pelo perfil da maioria que compra.
          Mas há uma minoria que prefere manual e as fábricas deveriam respeitar isso.

          Eu mesmo quando fui comprar meu carro gostava bastante do C3, mas na época o 1,6 já estava saindo apenas automático, se quisesse manual teria de ser o 1,5.
          Resultado: comprei um Sonic 1,6 manual.

          • MMM

            Então, por isso uma estratégia boa seria o lançamento do THP manual E automático, não? Minha esposa queria um carro desse segmento e nem esperei o Pug por causa disso.

            • Douglas

              Tenho de concordar, opção de escolha sempre é melhor.

            • KVF

              Acho que rolou um arrependimento por não ter esperado…..

          • Rafael_Rec

            Não é questão de respeito, mas sim de lucro. Nenhuma empresa irá disponibilizar um produto que atinge uma fatia muito pequena do mercado somente para satisfazer meia dúzia de comparadores. Isso é prejuízo na certa.

            • CorsarioViajante

              Ou podem achar um nicho… Tudo depende da forma como vê.

      • CorsarioViajante

        Pois é, acho que tentaram criar este diferencial, é o único que tem um motor bacana com câmbio manual. Levando em conta que está mais para perua que para SUV, faz sentido, vai agradar quem queira uma condução mais atenta.
        Sò que… A meu ver ficou salgado demais.

    • Franco da Silva

      70 mangos por uma perua altinha 1.6 que só tem equipamentos que hoje são “básicos”?! Pode fechar as portas dona Peugeot.

      • Gustavo73

        Desculpe Franco equipamentos básicos que a concorrência não tem.

    • !Marcelo Surf!

      Além de ser 4 marchas é a famosa transmissão TIPTRANCO

    • ObservadorCWB

      E a preço que coloca ela lado a lado com SUVs grandes ainda em garantia de fábrica.

    • Netovski

      O CxB da versão thp não é dos piores em termos de Brasil.

      Prefiro um 2008 THP do que um C4 THP Tendance, mas devo ser louco ou algo assim.

  • XXRS

    Belíssimo carro, ao vivo é muito bonito…

    Mas alguém me explica o que se passa na cabeça da Pejô brasilóide? Câmbio AT de 4 marchas? THP de 80 mil manual?
    É só burrice da chefia ou tem mais algum mistério por trás dessas decisões idiotas?

    O mercado já não aceita bem o 208 AT 4 marchas, imagine um 2008. E quem compra um veículo destes por 80 mil, no caso do THP, não quer câmbio manual mais, não é regra mas é maioria.

    Gosto muito da Peugeot mas assim fica difícil defendê-la. Depois de HR-V e Renegade, este 2008 é um natimorto. Podem jogar a pá de cal logo.

    • DougSampaNA

      Esta francesada (PSA e Reno) costuma ser teimosa na área automobilistica, as vezes burras, tentando enfiar goela abaixo do público aquilo que o público não quer, a arrogancia faz vítimas!

    • José Luís

      Olha pessoal, tenho um Focus 2013 AT4 e tinha antes um Bora 2009 AT6. Viajo bastante e não senti grandes diferenças. Basta saber aproveitar o câmbio. na verdade, em trechos de subidas, o Bora ficava oscilando entre 6a e 5a. O Focus mantém na 4a. Vai muito da maneira que se usa o câmbio. Minha esposa teve um 207 2013 AT por 5 anos. Troquei no final do ano passado por um 208 Active com a caixa AT4. é outro carro, o comportamento do câmbio novo é muito diferente. Não vejo problema nessa versão do 2008 com AT4. HR-V com calotas? 2 ABag? A Honda tá vivendo de nome há muito tempo. Vou esperar chegar na concessionária para ver, mas essa versão de entrada está muito boa sim. Compara o acabamento com Eco ou Duster pra ver.

      • MMM

        Vc tem q olhar todo o conjunto mecânico. O Bora tem um excelente câmbio com um motor ruim, o Focus tem um bom motor com um câmbio ruim. O 2008 tem um motor mediano com um câmbio pésimo, ai não tem como dar certo.

      • CharlesAle

        207 2013 por 5 anos??estamos em 2018? Tá certo isso Arnaldo rsrsrs..

        • AndreiVieira

          El tá tentando defender o indefensável, que chegou a se perder! Além dos 5 anos, em que planeta ele comprou esse 207 AT com 5 marchas, nosso 206,5 vinha com o fatídico AL4

          • Louis

            KKKK, boa observação. Só se ele mandou adaptar um cambio 5 marchas no 207!

          • FabioH

            Andrei, ele falou de 5 anos e não 5 marchas.

            • José Luís

              Obrigado Fabio

          • José Luís

            Olá André, acho que dá pra discutir ideias na boa, sem apelar, ok? eu não coloquei AT 5 marchas, o 207 era AT mas com a caixa AL4. E quis apenas manifestar a opinião de usuário que usou o carro por 5 anos e viu uma diferença na condução, que ficou com menos tranco no 208.

        • MMM

          É mesmo, nem tinha notado esse “detalhe”. rs

        • José Luís

          Digitei errado Charles, o 207 era 2009/2010, comprado em julho de 2009

      • Tea Party

        A transmissão AT8 da Peugeot é a mesma AL4, ela só teve o conversor de torque trocado por um ZF e reprogramação eletrônica.

        Se pesquisar, verá que até as famosas e problemáticas eletrovávulas/solenoides são as mesmas. Entrando no Servicebox da Peugeot você poderá conferir que o código das eletrovávulas do AL4 e AT8 é o mesmo 257416 fornecido pela Borg Warner.

        • DougSampaNA

          UAu…foi fundo hein? Vlu pelos informes.

        • José Luís

          Olá, realmente não conhecia o dado técnico, apenas fiz menção à impressão ao dirigir

      • CARnivoro

        Qual tem sido sua experiência com estes carros novos da peug? Melhoraram? Estou qse fechando negocio em um 308 que vou pegar com um super desconto e ainda taxa zero! Pelo custo x beneficio estou tentado demais! Mesmo sabendo da má fama da marca no pós vendas!

        • Gustavo73

          Pede um bom desconto. A C&D fala que o modelo com facelift chega ainda esse ano.

          • KVF

            O 308 THP novo chegará importado a estratosféricos 100k…, não deveria nem vir.

            • Gustavo73

              Será que o 308 Europa virá? Com o mercado em baixa e o dólar em alta não sei se ele realmente vai dar as caras por aqui. Pelo menos não tão cedo. Partindo de 100 mil então… A C&D tem fotos da versão Argentina rodando com disfarces para esconder o facelift assim como o 408.

        • José Luís

          Olha cara, tive 207 (da esposa) por 5 anos e agora 208 há 6 meses. Sei da fama, mas eu, pessoalmente, não tive nenhum problema. Tá certo que o 207 vendi depois de 5 anos com apenas 20.000km (pq a patroa queria um 208), mas não posso reclamar não. e o preço das revisões é justo

    • Alfredo Massaranduba

      É por isso que essa p*rra de Pejô vem despencando no nosso mercado e com esse lançamento capenga não vai melhorar em nada. Usar o finado e putrefato câmbio de 4 marchas e o modelo top THP sem cambio AT de pelo menos 6 marchas e ainda diz ser estratégia. Estratégia é um p*au no c* dessa Pejô de m*rda.

      • Davi Millan

        Calma amigo. Pra que tanta raiva assim. Isso pode dar gastrite! Fã de Peugeot e puto com a estratégia da mesma? Eu sei, já fui assim, mas há pontos a se ponderar e mais, a Peugeot é meio teimosa mesmo. ;)

      • CharlesAle

        Para mim, a Peugeot tem sérios problemas financeiros, e devido a isso faz lançamentos pela metade e mantém coisas velhas ainda em linha! Como esse câmbio 4 marchas totalmente defasado!!

      • vidgal

        Concordo plenamente!

    • motstand01

      Cara, quanto à presença do AT4, não tem jeito: é o único disponível para motores aspirados da marca, mesmo na Europa. Entra no site da Peugeot na França pra conferir. Lá o 208 e 2008 1.6 AT tem 4 marchas, igual aqui. A PSA alega limitação de espaço para um AT de 6 marchas nessa plataforma. Fora isso, há um automatizado de 5 marchas para os motores 1.2 e só.

      Então, entre o AT4 e um automatizado comum, ainda acho o AT4 mais negócio, ainda mais com as atualizações que recebeu no lançamento do 208, que dizem que melhorou muito o comportamento do câmbio – “dizem” porque nunca andei em um PSA com câmbio atualizado, só em um 308 AT4 de antes, que era de fato ruim.

      Quanto ao 1.6 THP só vir MT por enquanto, também achei mancada. Mas a verdade é que a oferta de um AT6 por si só surpreende, pois na Europa não existe, o que me leva a imaginar que tenham feito algumas adaptações na plataforma pra “enfiar” esse câmbio. O que também justifica o atraso pra lançarem. Aliás, nem mesmo o 1.6 THP é oferecido lá, só 1.2, 1.2 THP e 1.6VTi.

      • MMM

        Ou seja, eles são tao burros na Europa quanto no Brasil.

        • motstand01

          “Burros” desse jeito, eles colocam o 2008 no Top 20 da Europa todo mês. Imagina se fossem inteligentes… hehe. Brincadeiras à parte, câmbio automático não é prioridade na Europa. O AT4 é feito pela própria PSA e aparentemente é o maior câmbio AT que cabe nos compactos da empresa. Projetar um AT novo, sendo que na Europa isso não importa, não faz lá muito sentido. Mandar uma fabricante como a Aisin ou ZF projetar um câmbio só pra isso também não deve valer a pena. Então, vão com esse AT4 mesmo, ainda mais agora que deram uma melhorada nele, atualizaram, o que quase cessou as reclamações sobre seu funcionamento.

          • MMM

            Colocariam nos top 10 e ainda conseguiriam vender alguma coisa por aqui. Não adianta, sou fã de Peugeot e Citröen mas troquei o meu carro e da minha esposa, que usavam esse câmbio e nunca mais volto a usar esse equipamento obsoleto.

          • CharlesAle

            O grande problema é que essa caixa é, disparado, a mais problemática do mercado! Pode perguntar para qualquer reparador especialista em caixa AT! E a PSA insiste nisso!

          • vidgal

            É porque os parentes deles trabalham nas fábricas .Se não venderem ficam sem emprego.

          • vidgal

            Então encara um ,e depois coloca pra vender.Mas toma um Rivotril antes!!!

            • motstand01

              Você é meio bipolar, não é? Qual a necessidade disso?

          • FabioH

            2008 foi meio que uma luz pra PSA, que esta em uma crise brava, fechando fábricas na Europa, plano de resgate do governo francês, prejuízos seguidos, até o grupo chinês Dongfeng precisou entrar como acionista.

      • Bernardo Figueiredo

        Reclamam de AT4 porque não andam de I Motion ou de Dual Logic. o HB20 vende AT4 que nem pão quente por isso. Todos preferem mesmo que seja de 4 marchas, alias tem gente que nem disso sabe hahaha

        • MMM

          Olhe o câmbio dos concorrentes do HB20. Depois olhe o câmbio dos concorrentes do 2008. Espero q vc tenha encontrado a diferença.

          • motstand01

            Bom, os concorrentes tem câmbios melhores, claro, mas todos eles custam mais caro e tem menos equipamentos. Vai da prioridade de cada um.

            • MMM

              Sem dúvidas. Se o THP viesse com câmbio automático de 6 marchas, provavelmente eu teria comprado um para minha esposa, mas como não vem, comprei um HRV EX.

              • motstand01

                O 1.6 THP virá com AT6, porém só daqui alguns meses, o que é um erro. Mas levando em conta que não era nem pra vir, visto que lá fora não existe nem mesmo um 2008 1.6 THP, e a plataforma teve que passar por ajustes para caber o câmbio, ter um 2008 1.6 THP com AT6 no mercado brasileiro é um alento. E mostra que a Peugeot se esforçou para adequar o carro ao nosso mercado, em partes.

                • Tea Party

                  2008 THP não terá AT6, a caixa encosta na longarina, por esse motivo a PSA decidiu não lançar essa versão.

                  2008 vende bem na Europa porque lá é equipado com o moderníssimo PureTech e-THP, além da nova caixa EAT6, ao contrário daqui que é equipado com motor aspirado que foi projetado em 1986 (TU5/EC5) e caixa AL4/AT8 lançada a 15 anos.

                  • vidgal

                    É isso aí!
                    Essas informações técnicas que esse pessoal aqui precisa saber, pois estão muito desinformados.

                    • Gustavo73

                      A plataforma é a mesma do DS3 e esse tem uma versão aqui com o THP e at de 6 marchas…

                    • KVF

                      Os Europeus preferem carros manuais a automáticos, o 2008 não tem THP 1.6 lá pois eles substituiram pela versão diesel que tem o mesmo torque. No Brasil tiveram que adaptar câmbio e motor inclusive colocaram THP flex por causa da nossa Alcoolina.., Engenharia automotiva serve p/ isso, o 2008 Brasileiro é exclusivo já que está sofrendo uma série de adaptações. Quando daqui a 4 meses eles lançarem o THP com at6, vai falar o que?….

                    • vidgal

                      Vou falar, que o câmbio passou por reformulações , para se adaptar a esse carro; o que está aí não se adapta(seja no cofre, monobloco…,).
                      Vou falar, que a Peugeot é lenta em projeto, que não tem capacidade de fazer adaptações em tempo convincente cronologicamente com os seus lançamentos, fazendo com que a imagem da marca fica cada vez mais maculada por ser burra o suficiente em querer lançar o seu principal, e mais esperado carro dessa fabricante para evitar que joguem de uma vez por todas uma pá de cal no seu futuro, como produtora de carros no Brasil. No segmento que ela pretende competir, ela me trás o seu top de linha, sem a porcaria do câmbio At6 seja de que fabricante for, para que ”nós babacas de plantão” fiquemos aqui ,discutindo o sexo da criança, por falta de competência dessa fabricante em não fazer as coisas como manda o figurino.
                      Se não tem o que tem que ter, não lança! Espera! E lança direito. Com isso, evitaria especulações que só queima ainda mais marca no país.

                  • KVF

                    Continue repetindo isso como um mantra, quem sabe a Peugeot desista de lançar…

                    • Tea Party

                      Continue acreditando no que publicam, quem sabe a Peugeot não volta para o passado e lança o 208 com motor Puretech VTi 3 cilindros, conforme prometido antes do lançamento.

                      Se a caixa Aisin coubesse no carro, já tinham lançado uma versão AT6 do DS3 e do 208 1.6 THP na Europa.

                    • KVF

                      Europeu prefere carros manuais à automáticos, como dizem os ingleses, “gostamos de dirigir”, em nenhum lugar do mundo existe 2008 THP 1.6 e foi lançado no Brasil, sendo inclusive flex. Antes de afirmar que não cabe o conjunto THP e AT6 dê um crédito aos engenheiros da Peugeot, se até o fim do ano não lançarem, aí somente nesse caso poderei concordar contigo…

                    • Tea Party

                      Existe sim versões do 1.6 THP nessa plataforma, DS3, 208 GTi, são exemplos e nenhuma possui transmissão automática Aisin, porque a caixa encosta na longarina. Você pode até afirmar que a proposta desses carros é outra, pois são “esportivos”, porém Golf GTi e até Renault Clio RS possuem versões automáticas.

                      Se a PSA quiser ter uma versão automática do 2008 THP, terá que colocar uma caixa de outro fornecedor, ou pedir para que a Aisin mude as especificações da caixa, coisa que acho muito improvável, pois nem para os carros na Europa ela fez isso, imagina no Brasil.

                    • KVF

                      O futuro dirá.., pode ser improvável mas não é impossível…, há uma grande diferença entre essas 2 palavras.

                    • Tea Party

                      Claro, muito bem pensada a estratégia de uma multinacional com mais 100 anos de mercado, lançar um veículo sem transmissão automática na versão mais completa e com transmissão antiquada nas demais, ainda mais em um segmento onde o público alvo é mulheres que querem carro “espaçoso” para levar os filhos a escola e ir ao shopping.

                      Melhor ainda a estratégia de lançar a suposta transmissão automática na versão completa, vários meses depois do lançamento, onde o frenesi do lançamento já passou e o carro já ficou queimado no mercado.

                    • KVF

                      Concordo que a diretoria da Peugeot no Brasil fez uma força grande p/ fechar as portas, mereciam o prêmio “Asno do ano”, agora ou acerta com o 2008 ou quebra de vez. Estão se esforçando pelo menos, cabe esperar p/ ver.

                    • vidgal

                      Ainda bem que tem gente como você, que tem a visão do que realmente acontece.

                    • vidgal

                      Amigo, abstrai certos comentários.
                      Pois quando o camarada não tem visão, ele não terá a capacidade de perceber.

                  • Gustavo73

                    A plataforma é a mesma do DS3 e esse tem uma versão aqui com o THP e at de 6 marchas

                    • KVF

                      Nesse caso, o DS3 2015 foi mantido com 6 marchas manual. Por motivo de esportividade.

                    • FabioH

                      Só especulação por enquanto né Gustavo?

                    • Gustavo73

                      Bom a notícia foi dada como certa. Mas pelo visto o DS3 não ganhou o at aqui. Mas temos notícias do 208 europeu com facelift chegando com o at6 em junho.

                    • Tea Party

                      Está enganado, pelo mesmo motivo não existe DS3 com essa transmissão automática Aisin AT6.

                      O que a PSA poderia fazer, é colocar uma transmissão de outro fornecedor, no mercado há mais de 10 fabricantes de transmissão AT/DCT, mas se a mesma não fez até agora, é porque não acha o negócio vantajoso.

                    • Gustavo73

                      “A linha 2015 do compacto DS3 já tem data para fazer sua estreia no mercado brasileiro. A Citroën trará o novo modelo ao País no mês de outubro, dias antes da abertura do Salão do Automóvel de São Paulo. E além do novo visual, o Citroën DS3 2015 trará outras novidades.

                      Uma dela será a adoção do câmbio automático de seis velocidades, o mesmo usado pelos outros modelos equipados com o motor 1.6 THP de 165 cavalos de potência, anulando as críticas feitas pelos consumidores da marca, que muitas vezes deixaram de levar o DS3 para casa por conta da transmissão sem o pedal de embreagem. Entretanto, ainda não se sabe se o câmbio manual deverá continuar na linha.”https://www.noticiasautomotivas.com.br/citroen-ds3-2015-ja-tem-data-para-chegar-ao-brasil-e-com-opcao-de-cambio-automatico/

                  • motstand01

                    Li outras fontes e realmente parece que não virá. Que não cabia na plataforma eu já sabia, só achei que a PSA tinha feito alguma alteração a respeito. “Enfiar” o AT6 só pra atender o Brasil é um investimento alto que provavelmente não vale a pena pra PSA… Pois na Europa ainda predominam os MT.

                    Aliás, por lá, o único automático comum ofertado no 2008 é esse mesmo AL4/AT8, com o motor 1.6VTi. Fora isso há esses novos câmbios que você citou, que eles chamam de ETG5 e ETG6 (Efficient Tronic Gearbox), ofertadas nos Pure Tech e THP. Porém, ambas são automatizadas, não automáticas.

                    • Tea Party

                      Pois é, PSA errando novamente na estratégia. Ficaram dois anos “testando” o carro para o mercado brasileiro e não tiveram nem a capacidade de mandar as especificações do 2008 THP para os mais de 10 fabricantes de transmissão AT/DCT que existe no mercado. Vale lembrar que além da América Latina, tal conjunto poderia ser usado na China, que é o segundo maior mercado da Peugeot e também porque não na Europa, equipando o DS3 1.6 THP e o 208 GTi.

                      Além disso, como já falei, há uma nova caixa automática chamada EAT6.
                      É só digitar no Google “EAT6” que aparece algumas informações sobre ela. Acredito que ela substituirá tanto a AL4/AT8 e a Aisin AT6, porém até chegar aqui, 2008 já estará no limbo como o 408.
                      Só não entendi por que não lançaram com ela?

                      Essa ETG realmente é automatizada, é uma caixa com outro apelo, é voltada para economia de combustível e dizem que é um pouco lenta.

                    • motstand01

                      A única resposta que eu encontro pra isso é a falta de recursos da empresa mesmo. Estão sem dinheiro e não querem investir 1 tostão a mais do que o planejado. Nem mesmo terceirizando a fabricação e projeto de uma nova transmissão.
                      Quanto a essa transmissão EAT6 eu nem mencionei, pois pra falar a verdade nunca tive interesse em pesquisar sobre, visto que até pouco tempo atrás só vinha nos motores a diesel da PSA, que nós brasileiros só vemos por fotos…
                      Não sabia que tinham aplicado ela ao 1.2 THP de 130 cv. Mas pelo que eu li agora, ela só equipa o 308 e o 508 na Europa, é bem capaz de também não caber na plataforma dos compactos. Duvido muito que o 208, C3 e derivados ganhem uma transmissão automática moderna a curto-prazo. Seja aqui ou na Europa.

              • KVF

                Garantir que não vem o cambio de 6 é complicado…, e se vier daqui a 3 meses, vai fazer o que? Tomar como base a Europa não dá, eles estão adaptando o 2008 p/ o Brasil isso é sinal que estão pelo menos se esforçando e podem colocar THP com At6, como já existe no C4 Lounge, 308 e 408.

                • FabioH

                  Sim, mas são outras plataformas, a verdade até o momento é: não existe 2008 com esse motor THP e o AT6 em nenhum lugar, se a Peugeot vai conseguir ou não adaptar isso para o BR, isso já é outra história, vamos aguardar.

                  • KVF

                    Também não existe 2008 com THP 1.6 em nenhum lugar no mundo, muito menos flex, e eles lançaram no Brasil. Estão adaptando o carro a “realidade brasileira”, Engenharia automotiva serve p/ isso, o futuro dirá.

                  • vidgal

                    É duro ver, que tem pessoas que não consegue ver, que existem carros com plataformas ,monoblocos… ,diferentes e que determinados motores e câmbios não se adaptam a todos….UFÁ!!!

                • MMM

                  Ela adorou o HRV e inclusive preferia Honda, já que ela já teve Peugeot e gostou muito mas ela é como eu, gosta de mudar de marca.

                  Sendo assim, se daqui a 3 meses lançarem o 2008 com cambio de 6,7 ou 8 não vai mudar absolutamente nada para mim, pois já comprei o outro modelo que ela gostou.

                • MMM

                  Hoje fiquei sabendo que tiraram o isofix, o que é um absurdo e deixa de ser uma opção pra quem tem filho pequeno, que é meu caso.

        • Louis

          Olha, eu ando com um AT4 Nissan, e apesar de ser um bom câmbio, suave e robusto, sinto falta de mais marchas, principalmente ao sair de lombadas. Em um carro lançamento, é inadmissível ter 4 marchas apenas.

          • MMM

            Luis, eu já tive os dois e te digo: o AL4 é bem pior que o da Nissan.

          • DougSampaNA

            Sinto o mesmo no HB AT4, sobra força, mas eu queria que as marchas tivessem relações mais curtas, porem se forem mais curtas aparece buraco da 3a pra 4a marcha, então o At6 seria perfeito pra fazer o correto em vez de tentar fazer um At4 emular relação de marcha e sacrificar o consumo..Outro HB20 só compro se vier com AT6 senão nunca mais compro outro. Falta marcha alí sem a menor dúvida!

        • DougSampaNA

          Desculpe, eu tenho HB At4, e preferiria DE LONGE que fosse At6 do i30; o HB vende sim, mas pergunte a quem tem se não gostaria que fosse AT6? A maioria vai dizer que sim, pois em determinados casos a caixa que é macia , fica indecisa se reduz 1 ou 2 marchas; isso é um saco e normal em qq AT4 !!!

          • Bernardo Figueiredo

            Claro né…ninguém disse que o AT4 é melhor que o AT6…e é óbvio que seria bom que fosse um AT6…que iria ornar muito mais com o motor do HB. Agora comparando com os concorrentes Imotion e DualLogic…é bem melhor um AT4 convencional.

            O Onix tem AT6, porém sobra cambio e falta motor…ta foda. O dia que alguém lançar algo AT6 com um motor bom ai sim vai estourar. O PowerShift da ford só não vai mais longe por que mta gente reclama. Quem tem a faca e o queijo na mão é a Hyundai colocando o cambio do i30 e a GM se colocasse o 1.6 ecotec no onix

            • DougSampaNA

              Eu dirigi um Onix 1.4 da empresa, dentro de Sp por uma tarde toda..não me agradou, senti como se fosse um 1.0 mais fortinho, e nada alem; sim é verdade que comparado com o carro que uso eu realmente sentiria isso, mas se achei fraco sendo MT, não me agradaria sendo AT.
              No caso deste carro versão AT, ali deveria ir um motor 1.6 no mínimo.

              • Bernardo Figueiredo

                Com certeza….vc tem que ver esse motor 1.4 do onix no Cobalt AT6…pelamor…é mais feio que bater na mãe. Carro lerdo lerdo lerdo

                • DougSampaNA

                  Então rapaz, dirigi um Onix da empresa que represento, versão MT, razoável no plano , mas se ligar o ar condicionado e pegar uma ladeira suave…esquece, vira 1.0 na hora…kkkkk

      • Cidadão

        Algumas montadoras europeias (Pug, Renault, Fiat, etc) não costumam investir muito em câmbios automáticos já que na Europa, os manuais ainda dominam. Só quem tem câmbios automáticos decentes são as que tem carros esportivos, de luxo e as que vendem nos EUA.

        • motstand01

          Exatamente. Basta ver que Fiat automático, por exemplo, só há o 500 e o Freemont, ambos feitos no México e intimamente relacionados ao mercado americano. Fora isso, só há o DDCT da linha Alfa Romeo, o AT6 do Renegade 1.8 e os câmbios AT da Chrysler, ou seja, mercado americano…
          No caso específico da PSA, investir em um AT mais moderno só pra atender o Brasil pode não valer a pena, pois aqui está longe de ser dos maiores mercados da marca. Por outro lado, se aqui houver o único Peugeot 2008 AT6 do mundo, é sinal que a marca tem alto interesse no nosso mercado e quer crescer. Mas sinceramente, estou cético quanto a isso.

      • DougSampaNA

        Se os AT4 da Europa forem Aisin são bem robustos; mas se forem aqueles que já usam, passo bem longe!

  • DougSampaNA

    Eu gostaria MUITO DE COMPRAR ESTE CARRO, mas a Pug não vai ver a cor do meu suado dinheiro enquanto o AT6 não vier para a versão aspirada, pois ME RECUSO A FAZER FINANCIAMENTO PRA PODER TER ACESSO A VERSÃO AT6!
    A Turbo tem o preço de um estupro e com AT6 será perto de 85 ou 90k, então espero pela aspirada AT6 até o meio do próximo ano, depois disso compro outro modelo qualquer.

    • Louis

      Doug, vai de HR-V CVT !!!!

      • DougSampaNA

        Honda? De novo? Pô Louis, não força a amizade pô…heheheh
        Olha, vi no Shoping aqui na zona sul este fim de semana, eu sentei no carro, e de cara o encosto de cabeça jogou a minha lá pra frente, pedi pra mocinha arrumar, e ela disse que a posição era fixa..imagina que legal vc sentar no carro, encostra as costas no banco, se ajeitar e depois alguma coisa empurra sua cabeça pra frente..achei muito descomodo.
        No geral gostei, é bem acabado e pareceu bem montado; mas de novo Honda , com a raiva que peguei do New Fit..dificil, muito dificil!!
        Iria de 2008 aspirado At6 tranquilamente, mas AL8….dado é caro!

        • vidgal

          Esse foi o grande motivo que eu não aguentei ficar muito tempo com o Civic.
          Tem o mesmo problema!
          Deve ser feito pra cabeça de japonês.
          Já fiz várias reclamações em vão na Honda sobre esse desconforto.

  • Matheus

    Se a de de 67.190 fosse a THP, iria arrbentar de vender, mesmo o preço de 79 mil não sendo muito salgado..

    • CorsarioViajante

      Tbm acho. Eu mesmo ia dar uma espiada com a mão coçando.

      • Matheus

        Com certeza, haha.

  • Marcos Silva

    Coitada da peugeot.

    • Minerius Valioso

      Coitada que nada. Os planejadores das versões e equipamentos, que têm uma visão esquizofrênica da realidade do mercado.

  • DiegueteCG

    Dentro da categoria, esse é o que mais me agrada. Possivelmente vai ser uma boa compra de usado.

  • Alexandre

    A versão de entrada é um ótimo negócio. Extremamente completa na minha opinião. E o motor é o suficiente. Não faço questão de automático. Achei bem recheada a lista de itens. Um carro com tudo que eu queria. Seria perfeito se fosse 65 mil, mas deve ser esse o preço na loja.

  • Rodrigo

    Muito bacana, mas como já era sabido a falta de um câmbio AT moderno nas versões aspiradas e de um AT na de topo, pesam contra. Destaque para o ar dualzone e os múltiplos airbags, além do opcional de Android e iOS no kit Multimidia.
    Mas, como nem tudo são flores, achei os preços de revisão um tanto salgados que, somados ao valor do seguro (que nos Peugeot tende a ser mais altos que a média) acaba prejudicando o valor para mantê-lo. E isso é parte do problema de desvalorização da marca.

    • DougSampaNA

      seguro baixo me parece ser a unica vantagem do HR sobre os demais, Honda costuma ser barato

  • FabioH

    Achei a Allure uma versão interessante, só não entendi essa de só disponibilizarem 3 apoios de cabeça e banco bipartido só na Griffe. Ah, e falta ESP nas outras versões além da THP.

  • Guest

    Ao meu ver o único erro da marca foi não ter ainda o automático de 6 m para o motor THP. Fora isso as versões estão EXTREMAMENTE competitivas frente ao que é oferecido pela concorrência. Basta comparar as versões iniciais do 2008 e do HRV com calotas e sem farol de neblina. Parabéns pra Pug. Acho que vai acabar conseguindo passar o Duster pelo menos!

    • Supernescau

      Minha opinião em relação ao número de carros vendidos: HRV->ECO->Duster->Renegade->2008

  • Fabio Marquez

    Na boa, só faltou o cambio AT no THP (coisa que se resolverá em breve), pois o nível de equipamentos e desempenho desta versão são muito interessantes. Chamou mais atenção que o anêmico Renegade a gasolina, que a Fiat fez questão de estragar não oferecendo o motor T-Jet com cambio AT e o HR-V que até na versão top oferece aquele motor 1.8.

    • Alligator

      Renagade T-Jet iria custar uns 100k

  • Guily

    O melhor custo x benefício, com diferenciais frente ao HR-V como teto panorâmico, grip control, ar digital dual zone, multimídia com GPS de série, e oferece ma experiência de dirigir completamente diferenciada… eu o levaria!

  • Mauro Schramm

    Gostei do interior (os bancos marrons ficaram bem bonitos), dos airbags laterais em todas as versões e do (aparentemente) piso plano com bancos traseiros rebatidos (poxa NA: “trocentas” fotos mostrando barquinho e matinho e nenhuma foto de traz com os bancos rebatidos!)

    Achei estranha a decisão de colocar muitos itens de conveniência/aparência nas versões de entrada (a/c de duas zonas, farol de neblina, multimídia, etc) e deixar de fora itens como controle de tração/estabilidade e bancos bipartidos.

    E essa estória de modelo topo de linha sem câmbio AT, sem comentários.

  • Gustavo73

    Entre erros e acertos acho que a Pug tirou nota 7.
    Desde a versão de entrada é muito bem equipada, a “falha” na minha opinião é a ausência do esp(mesmo que sem o Grip Control). Contra ataca com 4 Airbags, ar-condicionado digital dual zone e CMM. Na concorrência isso só aparece, e quando aparece em versões bem mais caras. No HR-V 4 Airbags só na versão de 88 mil e não tem ar condicionado digital dual zone. No Renegade precisa ser a Longitude com opcionais (sim serão mais aibags (mas custando bem mais já que é necessário os bancos em couro). O câmbio automático de 4 marchas é uma água fria, mesmo não tendo lido mais reclamações como antes. É um câmbio antigo. Mas custa próximo das versões manuais da concorrência e novamente tem mais equipamentos. A Griffe 1.6 16v manual custa mil reais a mais que a manual do HR-V e pouco menos de 2 mil da Renegade Sport, mas tem 6 Airbags, bancos em couro e teto solar além so ar-condicionado digital dual zone e CMM. A versão automática (com o fatídico at 8) custa menos que a HR-V LX automática. E novamente oferece bem mais. E menos também que a Renegade Longitude at. A THP é muito bem equipada e com um excelente motor. A falha aqui é a ausência do AT. Mas ela custa 8 mil a menos que a HR-V Top e novamente tem mais equipamentos inclusive o Grip Control (que pelos vídeos que vi, é interessante. E parece eatar acima do sistema locker da Fiat e do ESP off-road da VWB). E também será mais equipada e barata que a Renegade. Se a versão THP com o câmbio automático chegar abaixo dos 85 mil, será outro campeão em cxb frente a concorrência.

    • Davi Millan

      Esse carrinho pode tirar a Peugeot do buraco, mas tudo vai depender do preço da Griffe THP AT. Como tu disse: chegar abaixo dos 85mil. Eu fico com o Griffe THP manual sem problema algum. Aliás eu achei os preços bem interessantes, não diria bons pois aí seria demais, pelo menos ele tem um bom custo x benefício comparado aos rivais. Na minha lista para trocar de carro esse ano eu troquei o Renegade (que pra mim foi o maior balde de água fria) pelo Peugeot 2008.

      • Alexandre

        Eu acredito que a versão mais vendida vai ser a Allure. Eu não entendo essa questão de câmbio de 4 ou 6 marchas automático, mas ficaria satisfeito com o manual. É a escolha mais racional do segmento. Meu sonho ter um carro completinho desse e ainda mais com um visual bacana. Se o HRV vem com calotas por 69 mil, não tem nem o que pensar.

        • Alligator

          eu estava pensando nisso esses dias com 4k da para por estofamento de couro legitimo e umas rodas 17 TSW no HR-V

          • Gustavo73

            Aí ele vai pra 75 mil, e continua bem pelado fora o esp.

            • Alligator

              HR-V tem ESP na versão manual?

              • Gustavo73

                Sim, HR-V e Renegade tem esp de série.

        • Davi Millan

          A Allure ficou bem equipada. Só faltou um ESP e TC para fechar como melhor escolha de longe. E mais, a mamãe que vai levar os filhos no colégio não vai se importar com um cambio de 4 marchas.

      • Gustavo73

        2 mil a menos em cada versão deixariam ele “matador” principalmente na versão de entrada.

      • KVF

        Concordo contigo, parece que a Peugeot acordou e resolveu utilizar o 2008 como a redenção da marca no Brasil, veio com preço competitivo e tem o melhor custo benefício. O THP manual teria que vir por menos de 80k e veio. Allure e Grife vieram bem equipadas mas pecam pelo cambio de 4 aut.
        Veio p/ encarar e brigar de frente com HR-V e Renegade, tem o melhor custo benefício dos 3, e ganha deles em qualquer comparativo. A Peugeot vai finalmente sair da tumba no Brasil, já não era sem tempo…

        • Davi Millan

          O Renegade é o maior balde de água fria que teve nos últimos lançamentos. Eu esperei o Renegade e acabei descartando assim que vi a tabela de preços e o motor E-torq 1.8. Esperei que pelo menos fosse possível ter uma versão Sport Diesel com safety pack por menos de 90mil, mas nada possível. No final das contas eu esperei o Renegade e acabei gostando mais do Peugeot 2008 (versão Griffe THP MT) que hoje praticamente disputa com o C4 lounge Exclusive THP a vaga de próximo carro. Ah! e sobre o cambio de 4 marchas, pode parecer loucura, mas eu prefiro um AT8 (automático de 4 marchas) do que um CVT. Como eu disse pode parecer loucura, mas eu não gosto de CVT.

          • KVF

            Eu também esperei o Renegade diesel e tive uma grande decepção, com os opcionais ia bater em 120k, agora vou de THP manual, é o melhor custo benefício disparado e não gosto de carros automáticos, já que uso 90% em estrada e o THP cai como uma luva p/ mim, já vem completo e ainda tem o grip control que tem serventia onde moro. tanto que uso um Duster 4×4 p/ facilitar um aclive escorregadio. Agora é criar coragem p/ encarar um Peugeot com toda a propaganda negativa que acompanha a marca…, é um ato de fé rsssss

            • Davi Millan

              Eu estou seriamente em dúvida entre o 2008 Griffe tHP e o C4 Lounge Exclusive THP. São categorias diferentes e com cambios diferentes, mas eu não faço questão de automático. Se tiver legal, se não tiver legal também. Agora se tu pegar um atoleiro muito denso eu recomendo continuar com o Duster 4×4 Pois o Grip Control pode auxiliar, mas não tem o mesmo efeito do 4×4 em casos mais difíceis. Mas se for só uma estrada de terra com lama ele deve ter o mesmo efeito de um 4×4. Eu recomendo antes de comprar um carro da Peugeot e Citroen conhecer a concessionária antes. E mais, perguntar a quem já teve como a concessionária era. Aqui em Floripa eu teria um Peugeot ou Citroen tranqüilo, pois as concessionárias das mesmas são muito boas ao contrário da Honda… Estranho não?!

              • KVF

                Não pego atoleiro, é um trecho pequeno em aclive que dá uma escorregada, esse grip control dá p/ o gasto no trecho. na época que peguei o Duster não tinha opção no mercado. Realmente vou ter que pesquisar a CSS da Peugeot, essa fama assusta.
                Quanto a dúvida entre o C4 e o 2008, pessoalmente não gosto de sedans, pela limitação do uso do porta malas. É questão de fazer um comparativo entre os 2.

                • Davi Millan

                  Pela sua descrição o Grip Control vai dar conta tanto quanto um 4×4. É bom dar uma pesquisada sobre a ou as concessionárias da Peugeot na sua região. A fama da Peugeot em alguns lugares é confirmada pelo pós-venda de algumas concessionárias. Pelo contrário aqui em Floripa a Peugeot, Renault e Citroen vendem aos montes como Ford e Hyundai e as suas respectivas concessionárias são boas. Eu estou montando um comparativo entre os carros que tenho visitado e estou totalmente indeciso.

                  • KVF

                    Minha vontade real é pegar um carro a diesel p/ poder rodar 500.000 km sem precisar me preocupar em trocar de carro. Mas p/ isso tem que ser 0km e não tem opções no mercado a não ser o Renegade diesel…, como o preço ficou alto só iria se fosse a juro zero, já que a ideia é casar com o carro mesmo, rsss.
                    A partir de 2016 a Citroen e Peugeot vão usar as mesmas CSS, vai facilitar um pouco, p/ você seria bom montar uma tabela com o comparativo entre os carros p/ visualizar melhor. No seu lugar iria de 2008, também pelo fato de ser fabricado no Brasil e já tem índice de 80% de nacionalização das peças, ao contrário do C4 Lounge que vem da Argentina, além de preferir um Crossover a um Sedan, pela versatilidade.

      • tjbuenf

        Depender do preço da Griffe THP AT? Como assim? Essa versão vai representar muito pouco do mix de vendas. Não é vendendo 50 carros a mais por mês que a Peugeot vai sair do subsolo do buraco.

    • Alligator

      concordo com tudo e acho que a versão THP manual é uma excelente escolha para quem quer um carro completo sem ser automatico

    • Myph13 .

      Só faltou um detalhe, que a PUG PRECISA ofertar o Teto-Solar por 2500 na versão Alure, assim como ela fez com o 208 e 308. Tirando isso, realmente a falta do ESP me deixou triste, mas infelizmente não vai fazer diferença pra muitos, e a versão de entrada, se o desempenho for satisfatório mesmo, o pack de itens é muito bom e bem apelativo. O design interior dele bate qualquer outro do segmento, e a lista de adicionais a preço de entrada é muito bom. Acredito que seja nisso que a Pug esteja se apoiando.
      E a THP com AT6 vem depois por 5~6mil de diferença com certeza e mesmo sendo a melhor de todas, com certeza será a menos vendida, por isso a pug não fez questão de trazer Já…

      O AT4 foi mancada, mas já ouvi de tudo, desde reclamações a bons elogios dele, então vamos ver no que vai dar…

    • motstand01

      Reitero tudo o que disse. Achei extremamente competitivo. E digo mais: minha escolha no segmento seria justamente o Griffe AT4. Relação preço-equipamentos é absolutamente imbatível, em qualquer versão que se compare.

      Quase todas as falhas citadas já eram esperadas, no fim das contas. O 1.6 aspirado não viria com outro câmbio que não o AT4, afinal é assim até na Europa. E entre ele e um automatizado, ainda prefiro o AT, mesmo antiquado. Dizem que desde o 208, esse AT foi atualizado e se tornou bem melhor. Nunca dirigi 208 AT, então não sei, mas o 308 AT4 de antes da atualização eu já andei e é bem ruim.

      Colocar um AT6 nessa plataforma demanda adaptações certamente, devido à limitação de tamanho, como a própria PSA alega, então esse atraso no lançamento do THP AT6 é um erro, mas é compreensível. Ainda mais se você observar que na Europa, se não me engano, nem mesmo o 1.6 THP é oferecido, o melhor que eles têm é o 1.2 THP de 110cv, e ainda assim, somente MT. Novamente, câmbio AT, só esse de 4 marchas e só com o 1.6VTi.

      Ou seja, entre erros e acertos, temos que reconhecer que a Peugeot se esforçou para oferecer algo diferenciado no nosso mercado, pelo menos. Se adequou ao que o nosso mercado pede, com algo (1.6 THP MT e depois AT6) que nem mesmo em mercados mais exigentes eles oferecem. Sou um crítico ferrenho da PSA no Brasil, mas sejamos justos, é a realidade. A depender do preço, o THP AT vai ser a melhor opção do segmento.

      Se vai vender, é outra história, mas dessa vez, finalmente podemos dizer que se não der certo, não é por culpa da Peugeot. Ela trouxe o que tinha de melhor pra oferecer. Preços competitivos, desempenho competitivo, equipamentos que agradam tanto os que prezam pela telinha no painel, por “tudo automático”, do Ar condicionado até o acendimento dos farois, como também quem preza por segurança, oferecendo algo mais do que a lei pede em termos de segurança passiva (desde a versão de entrada, mais Airbags de série que o Renegade e a mesma quantidade do HR-V de 90 mil). 6 Airbags numa versão intermediária, por mais ridículo que pareça, é inédito.

      Só faltou mesmo o ESP de série, mas (opinião pessoal) Airbags tem mais valor, pois te protegem em qualquer situação. Se ESP evita acidentes, Airbags de protegem de qualquer acidente, inclusive os que você não pode evitar. Faltou um AT6 para o THP nesse primeiro momento, mas o THP poderia nem mesmo estar ali. Faltou um câmbio melhor para o 1.6VTi, câmbio este que nem existe. Dito isto, pra mim finalmente a Peugeot deu uma dentro, no saldo da coisa.

      • KVF

        Concordo plenamente, esse carro pode tirar a Peugeot da cova, fez tudo o que podia, agora falta vencer a desconfiança do consumidor na marca. Mas isso vai levar tempo, mas já é um bom começo. Ao que parece a Honda se preocupou demais com o Renegade e esqueceu(subestimou) a Peugeot. Depois de todos os lançamentos, é o melhor custo benefício em qualquer comparativo contra HR-V, Renegade, e Ecosport.

        • motstand01

          Resumiu o que penso. O 2008 é bem competitivo, mesmo com as falhas na oferta de câmbios, que são problemas técnicos, de engenharia – AT6 não cabe na plataforma e ponto final – e portanto não tem solução a curto-prazo. Em termos de equipamentos, não tem nem o que discutir, o 2008 se destaca.
          Se eu fosse trocar meu Corolla AT hoje, olharia com muito bons olhos pra esse Griffe 1.6 AT. 75 mil por ele é justo, levando em conta tudo que o carro traz de série. Faltou apenas ESP pra fechar o pacote. Me interessaria especialmente se for verdade o que tenho lido, que esse câmbio mudou da água pro vinho depois das alterações feitas para equipar o 208.
          Além disso, dizem que vão reestruturar o pós-venda da marca, o que é um ótimo começo pra vencer essa desconfiança. É esperar pra ver.

          • vidgal

            Não! Esse câmbio não mudou assim da água pro vinho.
            Veja o teste dele no site Autoentusiasta do grande Bob Sharp, e companhia…
            Apesar de ter gostado do carrinho o câmbio automático do 208 deixa à desejar…é meio rebelde, age por conta própria…já passou da hora de ser substituído por um mais atualizado.

    • FabioH

      Gustavo, tem falta de equipamento no 2008 também, gostei da versão Allure, mas porque não oferecer encosto de cabeça para 3 ocupantes no banco traseiro? E banco bipartido? E isofix? Esse tipo de economia é difícil de engolir.

      • Gustavo73

        A falta do isofix praticamente mata o carro pra mim. Com filho pequeno não rola.

        • FabioH

          É uma pena mesmo, mas quem sabe a Peugeot não corrija essa falha futuramente.

        • FabioH

          Frase pescada da Car and Driver na matéria sobre o lançamento do 2008: “Mas faltou a ancoragem Isofix para cadeirinhas infantis, o que a marca pensa em oferecer mais adiante.” – porquê não colocaram agora?

          • Gustavo73

            O pior é que é algo low tech. Desde que a plataforma permita. São grampos de aço soldados a plataforma. Novamente economia de palito. Já falei antes, se o subcompacto Up tem qualquer lançamento depois deve ter.

  • Lyn

    Ate a peugeot sabe que a caixa automatica de 4 marchas não presta pois ela ta com um precinho bem camarada.

  • Marcio Andriani

    Engraçado, não vejo como este carro tem algo a ver com o Renegade, na minha opinião nada! Com o Fitão pode até parecer uma perua também, mas quem entrar e dirigir o CVT, e levar vai ter com certeza mais de 45 anos e dor nas costas….Enquanto isso eu vendo um comercial do Civic fingindo que é esportivo……aaaaahhhhhh tá……2008 é o esportivo mais bem disfarçado do Brasil…..

  • KhusCar

    Comparados aos concorrentes está um ótimo preço, o THP AT6 deve vir por uns 86k, abaixo do HR-V por exemplo.

  • Lucas Gomes

    A versão de entrada é a que vale mais apena
    Mancada não oferecer o cambio AT6
    Mas vai ficar disputando com Tracker e Tucson a 5º posição do segmento

    • Supernescau

      Minha opinião em relação ao número de carros vendidos: HRV->ECO->Duster->Renegade->2008

      • KhusCar

        Já viu o HR-V de perto e o preço que estão cobrando ? Vai mofar…

        • Supernescau

          Não falo por preferência ou pelo carro em si. É minha opinião sobre o mercado.

          • Gustavo73

            Olha o 208 está em segundo na categoria, perde só para o Fiesta. Acho o 2008 melhor que a Ecosport. Não será um best seller por vários motivos. Mas acho que vai brigar pela terceira posição.

  • Netovski

    Vermelho rubi não é cor sólida, é metálica porém sem ágio. A sólida é o vermelho aden.

    Lambaram o mix, esse Griffe não faz sentido, não vai vender nada.

    • Lucas Gomes

      alguma informação sobre o mix?

  • Leonardo

    Sinto que o ecosport vai sentir com a chegada desse peugeot, assim como do honda hrv , e ainda acho que também sentira com a chegada do renegade

    • Netovski

      rip ecosport.

      Só ecoboost pra salvar ou baixar 10k de cada versão.

      • Davi Millan

        Além do Rip Ecosport tem o Rip Duster que só mudaram o bigode para chamar de novo. Eu ainda acredito que o HR-V vai ser líder desse segmento, mas se a Peugeot com o 2008 ficar em segundo eu não vejo como surpresa. Agora eu só acho que o Renegade não vai ser tudo aquilo de esperavam e não vai vender mais que Ecosport e nem Duster. Pois os preços, os opcionais e o motor e-torq foi um belo balde de água fria. Pelo menos pra mim.

        • Rubem

          o e-torq tem o torque maior que o 1.8 do hr-v 7,3 mkgf a 6500 rpm x
          18,9 Kgfm a 4.500. Nesse ponto de vista, quem vai ter problema vai ser o hr-v se o comprador se atentar a esse detalhe. se ver so uma roupinha bonitinha ai tudo bem

          • Alligator

            HR-V em testes já mostrou ser mais rápido que o renagade

        • Netovski

          O trunfo da fiat era o sport diesel, que saiu 20k mais caro que o desejável.

          • Davi Millan

            Eu pelo menos tinha esperança de uma versão Sport Diesel com safety pack por menos de 90mil… Será que a FCA não tinha um motor a gasolina que pudesse se tornar flex para ficar no lugar do e-torq?

            • KVF

              A Jeep subiu no telhado com a frustração de preço do Renegade diesel, e o pior é que não tem opção flex sem ser o Etorq…, e a Peugeot foi esperta em colocar o THP flex, pois acaba com a dependência de se colocar gasolina pódium, já que no Brasil só temos agora Alcoolina…

  • Matheus C Damião

    Versão de entrada tinha que custar 60 no máximo, e com ESP, para ter chance de sucesso. A THP manual ficou até interessante, mas quem está disposto a dar 80 mil numa marca com má reputação e revenda difícil. E olha que tenho um Pug…

    • Alligator

      tinha que custar mas não custa, nem a concorrência custa 60k e eu to falando de Duster e Ecosport

      • Matheus C Damião

        Só que a concorrência vende, a Peugeot não. Tinha que ser um pouco mais agressiva. E pelo jeito tem gordura, já que o 208 Griffe auto custa por aí.

        • Gustavo73

          Ela já é mais agressiva fora o esp oferece mais por menos.

          • Tea Party

            Desculpa, mas discordo.
            Motor e transmissão são os itens mais caros em um veículo. Os recentes lançamentos HR-V e Renegade possuem motor 1.8, AT6 e CVT. A Peugeot oferece até as versões intermediárias um motor 1.6 com projeto de 1986 e uma transmissão 4 velocidades de 15 anos de idade, fora a indisponibilidade do ESP nessas versões e do ISOFIX em todas versões.

            • Gustavo73

              A falta do isofix é uma grande burrada da PSA. O esp também poderia vir, mas ela contra ataca com 4 Airbags. O motor do Fiat tem a mesma tecnologia do da Pug. O at é antigo, mas ele custa o mesmo preço das versões manuais de HR-V e Renegade. Fora ter outros equipamentos que os dois ou não tem ou só terão em versões mais caras. É um perde ganha.

    • Rodrigo

      Como a Peugeot deixou o nome cair, sem peças nas CCS, péssimo pós venda, 206 e 207 com defeitos absurdos.

      Pegou a fama agora já era, 208 é um excelente carro e não vende, ninguém quer. A cessação do consumidor ao comprar um Peugeot é que terá os mesmos problemas de marcas que só trabalham com importados no Brasil.

      Renault passou de passagem.

      • Wagner Lopes

        Nessa de “ninguém quer” já estou no meu segundo PUG e só alegria! Excelentes compras no mercado de usados.

        • Rodrigo

          Usado!?!? tá louco nem de graça!!!

      • renanfelipe

        Como dono de 207 te digo que o carro tem defeitos sim, mas coisa besta, nada de “absurdo”. Em contrapartida, compensa o nível de acabamento, materiais, design e mimos que o carro oferece. Certamente, quando puder trocar a Peugeot estará novamente no topo da minha lista.
        Outra coisa, Renault passou a vender mais quando “capou” seus carros em equipamentos e qualidade de materiais, enquanto a Peugeot preferiu manter a qualidade. Entre num Sandero e num 207 pra você ver a diferença.

        • Alfredo Massaranduba

          O 207 é um dos melhores compactos do mercado, em mecanica e economia principalmente, a versão que minha esposa tem, possui sensores de luz e chuva, coisa que só os top possuem.

    • Gustavo73

      Ela ainda pode lançar uma versão de entrada por 60 mil. Na Pug a Allure é intermediária. Mas claro que será capada, tira a CMM e o ar condicionado digital dual zone. Com a Spacefox partindo de 58 mil olha que não seria ruim.

    • Netovski

      Você tá exigindo algo que não tem na Duster nem na Eco.

      A versão de entrada desse carro é do nível do 208 Griffe, que custa esses 60k.

  • Amaranth

    finalmente consegui tomar a decisao entre os 3 lancamentos, vou de 2008!

    • KVF

      Acompanho o relator,rsssss

  • Mauro Schramm

    Mais um detalhe: a versão AT mais barata ficou um pouquinho acima dos 70 mil, que é o limite para isenção fiscal cheia para pessoas com deficiência. Será que não valeria a pena baixar 900 reais para disputar essas vendas?

    • Myph13 .

      Acho que esse tipo de veiculo não se enquadra, não sei como funciona pra ter certeza, mas acredito eu, na minha inocência, que eles fariam por 69.990,00 se realmente pudesse…

      Outro detalhe também foi que li em algum lugar que pretendem aumentar pra 80mil reais este limite…

      • tjbuenf

        A indicação do tipo de veículo é dada pelo laudo médico, que não necessariamente fica limitado a uma categoria.

        • Astron

          Fica limitado o valor de 70k redondo.

          Se passar 1 real não pode.

          Carro só pode ser nacional e mercosul, mexico infelizmente não pode.

          • tjbuenf

            Sim, eu não disse o contrário.

      • Mauro Schramm

        A restrição quanto aos modelos que podem ser comprados com isenção é que sejam de fabricação nacional. Modelos até 70 mil podem receber isenção de IPI e ICMS. Acima desse valor, apenas isenção de IPI é concedida.

        Quanto ao aumento do valor desse limite, duvido que aconteça tão cedo. O governo federal está atrás de cada tostão para cobrir os rombos em suas contas.

        • Myph13 .

          Entendi. Mas não duvido no aumento desse limite pois também da pra fazer dinheiro assim, fazendo alguns modelos baixarem pra 80 mil e os na risca de 70 mil subirem… Por mais que tenham a isenção na hora da venda o governo já lucrou na hora da montagem… E assim vai…

    • gveralonso

      Bem que poderia.

  • Willian Quadros

    A melhor da categoria para os consumidores, tirando os mecânicos de plantão… kkkk

  • Daniel Freitas

    Vamos as:

    Qualidades: o motor 1.6 THP e possuir airbags multiplos e ESP….

    Defeitos: não ter cambio automatico na versao 1.6THP (nao compraria só por isso!!). Alem do mais caparam as rodas aro 17″ que deixavam o perfil mais incorporado…e para finalizar esse friso estranho acima da janela da porta traseira…

    • gveralonso

      Que lance em Maio o THP AT6 e com rodas 17″, eu to no aguardo, o carro é excelente, acabamento top.

  • Wagner Lopes

    Acho que ainda não será desta vez que vou trocar o 407. Quem sabe um 3008 2013 daqui uns dois anos…

    • renanfelipe

      Oloco, mas aí com essa barca seu nível de exigência deve estar nas alturas rsrs
      407 é muito top.

      • Wagner Lopes

        Verdade viu Renan, penso isto todo dia…que carro me oferece o quê o 407 oferece por menos de 30K…por isto nem considero troca de carro no momento.

        • renanfelipe

          Tenho loucura em pegar um Sedan, mas ainda não tenho folga financeira suficiente pra manutenção… então por enquanto to sossegado com meu 207 mesmo rsrs

  • Wagner Lopes

    Uma coisa interessante é como o trio HRV/Renegade/2008 literalmente enterra a dupla duster/ecasport….kkkkk.

    • Luiz Carlos

      HR-V é uma enganação. Só vai enterrar os compradores que jogarem dinheiro fora naquela coisinha.

      • fschulz84

        Exato… Tenho visto uma euforia muito grande em cima da HR-V… Confesso que sou um anti-crossovers então será uma coisa muito rara eu elogiar quaisquer veículos destes…

        Mas estamos falando de um segmento que está quebrando a barreira do ridículo e todo mundo aplaude!!! Tudo em prol de dirigir altinho (já que espaço estes crossovers compactos não tem, comportamento dinâmico de um mamute e consumo de um alcóolatra).

        Eu sinceramente perdi as esperanças em mercado automotivo… Agora tudo é supérfluo.

        • Wagner Lopes

          Também não sou fã de SUV e demais altinhos…também encaro como modinha pra leigos. Mas, infelizmente, empresas devem entregar aquilo que o mercado deseja. Detesto honda mas espera pra ver os números de venda deste HR-V…triste…

  • Estou De Olho

    Tudo SUPER legal no carro, so o detalhe do cambio automatico de 4 marchas sera a ancora da Peugeot para decolar de vez nas vendas, novamente, infelizmente.

  • Gustavo73

    Éber me tira uma dúvida. Não li nada sobre isofix. Espero que a Pug não tenha feito a M de tirar ele.

    • Malvino Jose Moreira Junior

      mancada mesmo. mas o problema é que o isofix ainda não é obrigatório no Brasil. Acho que por isso as montadoras economizam nesse item de segurança que na Europa é obrigatório assim como o esp.

      • Gustavo73

        O isofix é obrigatório na Europa a muito tempo, o esp começou agora apesar da lei ser de 2012. Até o Up tem o equipamento. Se vier sem fica inviável para mim. Mesmo tendo goataso do carro.

        • Malvino Jose Moreira Junior

          então Gustavo como falei *Aqui no Brasil não é obrigatório*, até as caderinhas não foram homologadas pelo Inmetro. Acho que está na pauta da inovaauto para os próximos ano o isofix e mais airbags.Mas vc tá certíssimo e muito mais prático e seguro o sistema isofix.

          • Gustavo73

            O INMETRO já divulgou os parâmetros para as cadeiras com isofix. Agora é esperar as fabricantes das cadeirinhas. Mas alguns fabricantes de carros já oferecem o equipamento. Mas os preços…

        • Netovski

          Quem compra um 2008 quer espaço, geralmente tinha um 208 mas achava apertado atrás etc bola fora tremenda negligenciarem o item.

          • Gustavo73

            Item barato ainda.

      • Netovski

        As cadeirinhas com isofix já foram homologadas pra venda no Brasil?

  • Myph13 .

    Uma coisa me intriga… A Honda não oferecia a por.. de ESP em carro algum além dos acima de 80mil reais… teve chance de colocar na nova geração do Fit, não fez… Teve chance de colocar no City, não o fez… Vem o HR-V, em um setor disputado em preços, com concorrente de peso vendendo bem, ele vai e lança o ESP desde a versão de Entrada… porque diabos não colocou AO MENOS nas versões intermediarias ou top do Fit e City? (Civic com certeza virá na mesma medida com ESP de entrada na proxima geração…)
    Dai vem a dona Peugeot que não fez nada pra melhorar o 308, só piorou na verdade, trouxe o 208 com até que boa lista mas não veio com mais airbags, nem esp em versão alguma, então veio o 2008, naquela mesma história, com ainda mais concorrentes, me lança uma versão de entrada mais completa do que das versões THP de outros modelos (Tirando os 2 airbags de cortina, Teto e ESP) abaixo de 68k.
    Então todas elas tem carta na manga pra reduzir o preço ou aumentar a lista de qualquer carro, mas obviamente que eles querem lucrar, e aumentar o mercado deles com lançamentos, então lançam a preço “normal”, e daqui 5 meses já esta 78k a versão de entrada…

  • GPE

    Essa versão Griffe 1.6 AT – R$ 74.990 tá com um bom custo/benefício (falta apenas o ESP). Em breve, quando a Peugeot perceber que não vai vender tão bem, vai colocar um descontão aí de 3 a 4mil e vai ficar com um preço ainda mais competitivo.

    Mas a PUG sempre erra. Poderia matar a pau a concorrência lançando o THP com câmbio AT6 por 79mil. O carro ia vender que nem água. Mas aí é exigir demais p quem lança uma versão top sem câmbio AT e ainda usa um AT4 nas outras versões enquanto a concorrência vai de CVT e de AT6.
    Um coisa me veio na cabeça: olhando esses preços, bem que dava pra lançar um 208 THP GTI por 68/70mil. Ia ser o carro mais rápido do país até 80mil reais

    • Gustavo73

      Se ela lança a THP automática pelo mesmo preço do 308 THP. Iria arrebentar a boca do balão já que as outras versões viram na mesma balada.

  • Gabriel Torque

    o único problema desse carro é a peugeot

    quem em sã consciência lançaria esse carro sem cambio automático, apenas com motor 1.6 aspirado ou THP com um abismo entre os dois, e oferecer a opção de câmbio autómatico apenas no 1.6 aspirado que vai se arrastar e não no THP ?

    PEUGEOT: VOCÊ SÓ FAZ M****

    • Alligator

      Duster e Ecospor tem versões 1.6, e o que me consta são as mais vendidas

    • Netovski

      Não gosto de carro AT nunca considerei os THP (exceto o C3 premium, vulgo ds3) por enfiarem aquele AT goela abaixo.

      Mas opção sempre é bom, ficaram devendo mesmo.

  • Alvaro Guatura

    Hummmm
    me agradou muito, mas vejo como uma SW, e não como mini suv

    • Gustavo73

      O desenho segue mais a linha da X1.

  • Vitor Almeida

    Carro não é investimento, então, 2008 é a melhor opção do segmento; na minha região concessionário PSA é muito bom, então não tenho esse problema de bla bla mal atendimento e tal

  • Tiago

    Meu chute para o ranking de vendas após saber os preços e versões do 2008:
    1- HR-V
    2- Ecosport
    3- Renegade
    4- 2008
    5- Duster

    • Gomes

      Se for considerar na garagem, vc está certo, porque se for em emplacamentos, não duvide do Duster em 1 ou 2, com vendas para Localiza, Polícia, taxi e etc… 2008 quer fazer 1.100 mês, então não tem ambição por podium.

    • Supernescau

      Minha opinião em relação ao número de carros vendidos: HRV->ECO->Duster->Renegade->2008

      • Netovski

        Duster vender mais que 2008 e renegade não tem como. Brasileiro não é tão burro assim, vá.

        Se comparar no andar de baixo o Sandero ao menos é barato e tem versões de 35 mil, mas o Duster é pior que o Sandero e é caro.

        • Supernescau

          Acredito que venda pelo preço, pelas versões mais baratas. A lista não é em relação ao melhor carro e sim a minha opinião de como o mercado vai reagir.

          • Netovski

            Ah sim, a Renault tem uns 20k de gordura pra queimar no sandero suv.

    • KVF

      A fábrica em Rezende está com capacidade ociosa, tem potencial de produzir muito, acho que no final do ano vai estar,
      1-HR-V
      2-2008
      3-Renegade
      4-Duster
      5-Ecosport.
      É difícil de acreditar, mas não é impossível…

      • zekinha71

        O problema da PSA não é fabricar e sim vender. Aliás esse 5 tem capacidade produção, agora que tem capacidade de vendas, vamos ver a partir de Junho em diante, quando todas as ccs estarão abastecidas.

      • vidgal

        Quem pretende vender só 1000 unidades do 2008 por mês, com certeza será o ultimo desta lista…

    • Luiz Carlos

      Muitos estão superestimando o HR-V porque só o conhecem por revista. De perto, é um carrinho. É frustrante. Pode até ser topo de vendas por uns três meses, mas é fogo de palha. É só novidade.

  • afonso200

    garanto que 95% dos compradores só vao no maximo passar em ruas com paralelepipedo

  • afonso200

    cade o cambio AT6 e cade o cambio AT6 na THP ?????

  • Antonio De Julio

    Só achei sacanagem esse “kit automatização”…

    • Gustavo73

      Economia de palito.

      • CorsarioViajante

        Minha opinião é que isso é um “agradinho” para acalmar a revoltada rede de concessionários, que vai faturar por este servicinho.

        • Gustavo73

          Será que vai faturar tanto assim? Corre o risco de virar brinde. Como o alarme na chave canivete de algun Fiat.

          • CorsarioViajante

            É provável, mas mesmo assim é um argumento a mais para a concessionária fechar a venda… “Te dou o pacote X de graça”. No Brasil isso faz muita diferença – no Brasil as pessoas fecham negócio porque ganham um tanque cheio de álcool que custaria uns R$100,00.

            • Gustavo73

              Fiquei interessado no pacote que envolve o sistema multimidia. Se fosse possível espelhar o Waze seria show.

              • CorsarioViajante

                SIm, mas para mim, que tenho Windows Phone, faria falta um aplicativo.

    • CorsarioViajante

      Completamente desnecessário né? Mas acredito que é uma “carta na manga” para ser oferecido como “brinde” quando as vendas estiverem fracas.

      • Antonio De Julio

        Pra não dizer “ridículo”.

  • Malvino Jose Moreira Junior

    Do jeito que tá o mercado no Brasil não existirá sw e minivans como Meriva, zafira, livinia, ideia, spin, gt, Field, weekend entre outras agora a meninas dos olhos do mercado brasileiro é crossover e Suv. Linfan, jac ,honda etc. Falta só a dona wolks com crossover de entrada. vcs acham que ainda vai ter mercado para os compactos aventureiros? Crossfox,sandeiro, etc….

    • Gustavo73

      Altinhos são as meninas dos olhos no mundo. E a maioria que você citou já saíram de linha.

      • Malvino Jose Moreira Junior

        Foi só como exemplo Gustavo. na Europa o que mais tem é SW e Minivans. Deixa eu melhorar em breve não teremos spin , palio weekend, Ideia etc….. Sw e m o minivans no mercado Brasileiro. Melhorou RS….

        • Gustavo73

          Teremos algumas versões importadas e caras. Isso é um fato. E mesmo na Europa os altinhos tem crescido muito. Todas literalmente todas tem e estão lançando mais modelos do tipo. Já tem em forma cupê e em breve conversível.

          • Malvino Jose Moreira Junior

            show valeu pela informação. É a tendência do mercado, acho que tudo tem sua epoca ne!

        • Gustavo73

          Entendi infelizmente é o caminho que estão tomando. E aqui como sempre ficamos sem opção.

  • Alexandre Maciel

    Aquela parte acima do vidro traseiro ficou muito estranha. Por qual motivo não elevaram um pouco mais o teto e portas para caber o vidro panorâmico sem aquela “gambiarra”?

    O carro parece interessante. Uma pena a Peugeot não dar muito valor a seus clientes e ter fama de oferecer suspensões não muito duradouras.

    • Gustavo73

      O teto tem uma elevação a partir da coluna b.

      • Alexandre Maciel

        Eu vi isso e é exatamente o que questiono. Acredito que seria menos estranho aumentar a altura do teto inteiro e o tamanho das portas.

  • saosao

    Nossa, 75 mil por um motor de até 122cv??

    • Gustavo73

      Nossa 79 mil por um motor com 173cv!
      O engraçado é que o Honda custa 13 mil a mais que a 1.6 16v top e oferece menos.

      • saosao

        Ainda assim, 75 mil por esse motor é demais.

        • Gustavo73

          Novamente é só olhar para a concorrência. A Ecosport e Duster tem versões com motores com potência e preços parecidos. E sempre menos equipados. Não é o ideal mas…

          • saosao

            É, pensando no conjunto, é o que vc falou mesmo.
            Apesar de que o maior volume de vendas geralmente se concentra nas versões intermediárias e mais potentes… eu acho rs

            • Gustavo73

              Não acho que o 2008 será um best seller por vários motivos. Mas o carro tem qualidades, e alguns defeitos. Mas poderia incomodar os líderes só pra forçar eles serem mais equipados de série.

    • Guest

      O Audi A3 sedan tem 122cv e custa mais de 100 mil… 20,5kg de toruqe…

      Cavalaria define preço ?

      • saosao

        Não define, mas suponho que vc vá comprar esse 1.6zinho de 4 marchas feliz da vida…

  • Guest

    Começando com 1.6 aspirado com câmbio automático de 4 marchas e 1.6 turbo com câmbio manual? Depois que o modelo se queimar no mercado, não adiantará trazer câmbio automático de 6 marchas.

    Uma marca que, claramente, não conta a confiança dos brasileiros, não pode entrar no mercado dos SUV compactos, que é a tendência mais forte no momento, dando essas mancadas.

    A Peugeot não se ajuda no Brasil, parece acredita que o importante é competir.
    HR-V agradece e passa por cima!

  • Cassio

    Começando com 1.6 aspirado com câmbio automático de 4 marchas e 1.6 turbo com câmbio manual? Depois que o modelo se queimar no mercado, não adiantará trazer câmbio automático de 6 marchas.

    Uma marca que, claramente, não conta a confiança dos brasileiros, não pode entrar no mercado dos SUV compactos, que é a tendência mais forte no momento, dando essas mancadas.

    A Peugeot não se ajuda no Brasil, parece acreditar que o importante é apenas competir.
    HR-V agradece e passa por cima!

    • Luiz Carlos

      HR-V é um tremendo mico. Você já viu um de perto?

  • zeuslinux

    Ao Notícias Automotivas:

    O trecho

    “consumidor que busca um veículo mais robusto para o dia a dia, mas dispensar conforto e entretenimento”

    está errado. Creio que o certo seria:

    “consumidor que busca um veículo mais robusto para o dia a dia, mas NÃO DISPENSA conforto e entretenimento”

  • Thiago C

    É inegável a melhor imagem da Honda e o HRV venderá bem mais que o 2008. Porém, muitas pessoas esquecem de algumas coisas, considerando as versões de 80 mil, HRV EX e 2008 thp:
    – motor aspirado X motor turbo com o melhor desempenho da categoria
    – ar manual X ar digital dual zone
    – bancos tecido X bancos couro
    – sem teto solar X teto solar panorâmico
    – som com tela de 5 + 4 alto falantes X multimidia tela 7 + 6 alto falantes
    – 2 airbags X 6 airbags

    Além disso, sensor de chuva + crepuscular (não lembro se o HRV Ex tem). O único ponto que pesa a favor do HRV é o câmbio e a marca honda. Mais nada.
    Eu iria no 2008.

    • Netovski

      Se o AC digital for ruim (você põe 23 graus e passa frio dentro do carro) nem vale a pena melhor um manual mesmo, lição que aprendi com a Nissan.

      • CorsarioViajante

        Se passa frio com 23 graus, coloca 25… rs

        • Netovski

          Deu na mesma rs

          E era um dia quente

          Deu saudades de um bom e velho ac manual

          AC digital é climatronic, o resto é resto

          Mas falando sério isso depende do mercado para o qual o carro se destina.

          Na Europa quando o consumidor põe 23 graus ele espera efetivamente 23 graus. Nas américas tanto faz a temperatura, quando ele liga o AC ele quer o carro “gelando”, saiu até uma matéria sobre isso não sei se aqui ou outro lugar.

          • CorsarioViajante

            Sei lá. Eu uso bastante o meu, principalmente para viajar. E vejo diferenças claras entre colocar em 18 graus, 20 ou 24 graus. Mas é climatronic! rs

  • GrandeMontanha

    Lindão! O painel e comandos são idênticos ao 208 Griffe.

  • Tosca16

    Eu só não vejo ou melhor não colocaria esse modelo no off-road mesmo de leve; apesar que não duvido sair-se melhor que outros com mais aparência e são somente plástico preto com suspensão mais alta .

    • Netovski

      Qualquer carro com bloqueio de diferencial, mesmo que tração dianteira, já se sobressai em relação a um FWD comum.

    • CorsarioViajante

      A proposta destes carros é topar uma estrada de terra ou um barro leve ocasional, nada muito além disso.

  • Rafael Jandre

    É um 208 com armadura de ouro né? Belo carrinho, mas a alta desvalorização dos franceses na revenda vai pesar contra na hora da compra.

    • Netovski

      Bem melhor que o 208.

      208 de 63 mil só tem 2 airbags. ESP nem o Premier tinha.

  • Robinho

    Minha opnião: Não empolga.

    • Gustavo73

      Pra mim empolga bem mais que a Ecosport por exemplo.

  • Marcos Vinicius Bittencourt

    Eu acho que a Peugeot quase acertou nesse 2008. Faltou mesmo a opção do cambio AT no THP, que ninguém sabe se virá.

    Cito grandes mudanças frente ao 208:

    4 Air Bag, uma central multi mídia de verdade (TV, espelhamento, dados do carro), teto panorâmico eletrônico e não manual, ESP e Hill Assist- pelo menos na versão top-, piloto automático (com limitador) desde a versão de entrada. Tudo isso o 208 não tem.

    • Gustavo73

      A central Multimidia é a mesma do 208, as poucas diferenças nela devem chegar em breve ao 208.

  • Cidadão

    Não é possível que a Peugeot continua com esse AT de 4 marchas! Pelo menos a versão básica é bem completa e o preço não se distancia muito da versão TOP do 208.

  • Rubens

    Este Grip Control assemelha-se ao locker da fiat ?

    • Gustavo73

      O Grip Control é baseado no esp. Estaria mais para o Esp off-road que a VWB oferece na linha Cross. Mas o objetivo é o mesmo do Locker impedir o gira em falso das rodas em piso escorregadio. Parece ser melhor pois possui seletor de piso, areia, lama e neve.

      • Rubens

        Impede o gira em falso mesmo se as 4 rodas estiverem em piso escorregadio ?

        • Gustavo73

          A tração é só nas dianteiras. E a idéia é essa. Não fará do 2008 um off-road. Mas dá para além do básico pelo que vi.

  • CorsarioViajante

    Ele ficou bonito e interessante. Gostei pois é mais uma perua fortificada do que um SUV encolhido.
    Mas… Não se pode ter tudo. Por um lado, o pacote de equipamentos de série é muito bom para o preço da versão de entrada, mas daí fica devendo um motor mais empolgante. E a versão THP, que tem um motor bacana, fica muito cara, pelo menos para mim.
    Não sei, eu acho que este carro não deveria ter a opção do 1.6 16v, muito menos pelo preço que ela custa. Para uma marca que vende tão pouco no Brasil e enfrenta tantos obstáculos para vender, seria bom ser mais ousada. Poderia convencer muitos indecisos que, na hora de assinar o cheque, acabam preferindo outras opções ainda que menos equipadas.
    Acho também que o motor THP deveria receber uma versão própria, e não ter Griffe 1.6 16v manual, automático ou THP manual ou futuramente automático. Era melhor ter criado uma versão só equipada com o THP do que embolar a tabela de usados futuramente.
    Vale notar: gostei muito da “coragem” de lançar o THP manual, reforça a imagem esportiva que a Peugeot vem tentando criar. Mas a OPÇÃO pelo automático de seis será bem-vinda para as vendas.
    O plano de revisões fixa não é tentador, e fiquei em dúvida, o prazo por tempo é anual ou semestral?

    • Gustavo73

      Também gostei do desenho. Mas a versão 1.6 16v está no mesmo nível da Ecosport por exemplo e oferece mais equipamentos. Falta o at na THP. E as revisões são anuais ou por km.

      • CorsarioViajante

        Obrigado, revisões anuais são uma tranquilidade a mais.
        O desenho eu gostei, até gostei do “calombo” no teto, só ficou horrível quando cromado – aliás, aerofólio cromado tbm achei descombinado. Podia ser na cor do carro ou preto.

  • Peraldiano

    Impressionante como a Peugeot cultiva a vocação de atirar no próprio pé.
    Lança um carro até interessante, mas que não apresenta nenhum diferencial relevante em relação ao 208, a não ser o tamanho!
    A é o câmbio automático é o mesmo!!!
    É muita criatividade em falta nas cansativas reuniões gerencia da PSA….
    Fica a impressão que a diferença entre 208 e 2008 é apenas tamanho e preço, restando ao cliente a opção de ….ficar sem opção!!
    Resultado da presepada planejada nos gabinetes : um vai queimar o outro!!
    A Peugeot existe para se lascar.

  • Rubens

    A ausência de sensores de chuva e crepuscular, dentre outros itens de conforto, de habitabilidade, perfumaria e segurança do HR-V , mas presente neste 2008, não põe ambos como principais concorrentes(designs mais bonitos apesar de ser subjetivo) e não o Jeep Renegade ?

  • Diego

    Srs. eu tive um 308 Allure AT4, gostei muito do carro como um todo, fiz todas as revisões na PEUGEOT, apenas algumas pequenas panes, todas resolvidas de forma rápida e sem questionamento! O câmbio AT4 tbém muito bom, tem muitos comentários de pessoas q nem conhecem na prática este câmbio e saem tagarelando, lógico que o AT6 é melhor!

    • Rodrigo

      Eu me interessei no 2008! Não ligo pra AT4 ou AT6… bom… 6 seria melhor…. mas de qualquer forma, o empecilho é o controle de estabilidade.
      Se tivesse em todas as versões, acredito que seria imbatível, pois o conteúdo desde a versão básica é muito bom!

  • mdscom

    Na minha opinião a única versão que vale a pena é a de entrada. Por 67k até que está com um pacote de itens de série bem interessante. As outras versões já acho que não compensam.

    Em termos de design achei razoável, ainda acho o HR-V mais bonito.

  • Leandro

    Peugeot novamente lançando o carro certo, mas com uma gama de opções e preços ruim.

    • Gustavo73

      Preço ruim? Acho que você não olhou a concorrência.

  • FocusMan

    Vamos ver se a Peugeto não vai conseguir emplacar mais um otimo produto.

  • Brasileiro

    torço para esse carro vender bem!

    • KVF

      Não precisa nem de torcida, vai vender se mantiver os preços.

    • Rodrigo

      Com os preço praticados, creio que vá vender bem sim!
      Por 75mil você tem um belo carro que já tem um pacote multimidia interessante, cruise control com comando no volante, mas não tem controle de estabilidade.
      No Renegade de 75mil você não tem um belo pacote multimidia, mas tem controles no volante e controle de estabilidade.
      No HR-V de 75mil você não tem pacote multimidia, nem controle de radio no volante, nem cruise control, mas tem controle de estabilidade.

  • Adriano

    A versão de entrada é melhor que a entrada da Ecosport!
    Os erros foram em lançar automático com o mal falado câmbio de 4 marchas; a versão THP somente manual (difícil considerar uma SUV como carro “esportivo” para justificar essa escolha – deveria haver as duas opções); e não colocar ESP como item de série.
    Tivessem feito isso, mantendo os preços indicados, seria uma ótima escolha em qualquer versão!

  • EJ

    Whatever…as ruas já estão inundadas de HR-V. Estou assustado com a quantidade de carros vendidos em tão pouco tempo. Chegando o Renegade, o 2008 será um carro de baixa venda. Como quem compra esse tipo de carro tem preferido cambio automático, a Peugeot se meteu em uma bela enrascada sem ofertar nenhum na versão com ótimo motor, e o outro câmbio ofertado na versão de 122cv, que já utilizei em outros carros do grupo (não estou criticando baseado em internet), realmente é indeciso. Há câmbios de 4 marchas bem mais efetivos que esse da PSA, o próprio Aisin que equipava o Vectra e depois o Astra na década de 90/2000 tinha uma programação bem melhor.

    • CorsarioViajante

      Talvez o grande diferencial do 2008 seja justamente uma versão com motor forte e câmbio manual. Se não me engano, os concorrentes não oferecem nenhuma versão assim, muito menos pelo preço do 2008.

    • Rodrigo

      Eu acredito que se a versão Griffe 1.6 AT tivesse pelo menos controle de estabilidade, seria uma boa opção.
      Independente do câmbio AT ter 4 ou 6 marchas. A maioria não sentiria falta do maais moderno, pois no uso urbano, tráfego intenso, não faz diferença.

  • Claudio Kaneda

    Belo carro! Ficou lindão rsrs

  • XXRS

    Manual por manual, por quase 70 mil, eu fico com o HR-V LX MT ou o Renegade Sport. Sim, o Honda tem calotas, o Jeep tem motor E-torq (mimimi eterno), nenhum dos dois tem telinha estilo “tábret” CCE no painel ou luzinhas coloridas ou frescurites mas ambos tem ESP…e ambos possuem um item tão simples mas tão importante, apoio de cabeça central traseiro, que absurdamente está ausente do 2008 de mais de 67 mil reais. Mas como brasileiro adora uma perfumaria pra mostrar pro vizinho…

    Como já disse, gosto da Peugeot, acho o 2008 um belíssimo carro mas ele nasceu morto, e por culpa da própria marca que parece se conformar com a lanterninha entre as que possuem fábrica aqui dadas as decisões imbecis que tomou ultimamente, como o 2008 com motor 1.6 sem um AT decente, o THP sem ser automático, não trazer o 301, entre outras. O 2008 parece ser a última tentativa de dar certo no país e eu não me surpreenderia se, com a iminente falha deste nesta missão quase impossível, a PUG abandonasse o barco e voltasse a ser uma marca de carros importados com baixo volume de vendas tal qual era antes.

  • Silvio Brito

    Até que não ficou ruim. O problema será quando a pj do dia pra noite aumentar o preço em R$ 5 mil e no dia seguinte dar um bonus de R$ 5 mil.

    • KVF

      Se ela fizer isso vai fechar as portas de vez, precisa desesperadamente ganhar mercado, já fez muita burrada nos últimos anos. Não pode mais se dar esse luxo…

  • CARnivoro

    Poxa! Gostei! Carrinho pra lá de bacana e oferece bem mais do que os concorrentes nas versões de entrada! Acho que pra quem quer um carro destes na faixa de preços de R$70mil vale a pena pelo menos fazer um teste drive!!

    Eu gostei o fato dele ser curto pois acho estes SUVS compactos um pouco grandes para o dia a dia nas grandes cidades e este ai pelo menos é bem compacto!!

  • Liu Carvalho Bittencourt

    Falem o que quiserem, mas…
    Em 2012 eu peguei um FIAT 500 CULT 0 km, com kit convenience, que acrescenta volante de couro controles no volante, piloto automático, além de ser um carro que já vem com freio a disco nas quatro, controle de tração e estabilidade, direção elétrica etc… mais pintura perolizada e paguei 42500. Nem fodendo que qualquer desses carros chega perto do custo benefício do meu.

    Óbvio que sou solteiro e só levo uma mulher do meu lado e nada mais, mas o carro é ótimo… rodei 40000 até agora e não aconteceu absolutamente nada, só trocas de óleo.

    O único pecado desse carro é ter o torque máximo em rotação muito baixa, faltou uma sexta marcha pra viagens.

    Andei a 80 km/h durante duas horas em uma última viagem que fiz (tenho o pé pesado e só fiz isso pra testar) e marcou 17.7 km/l.

    Mas andando a 120 km/h, por exemplo, não fará mais de 13.5, 14, o que considero ruim.

    ps.: configurei um carro igual o meu agora no site da FIAT, e, três anos depois, cheguei a bagatela de 54000 reais…
    Dizer o que, né….

    • Andre Studart

      Liu, de fato uma ótima compra, só uma dúvida, por que o torque máximo em uma rotação baixa seria ruim? O motor do 500 seria 8V, que ”morre” em rotações maiores?

      • Liu Carvalho Bittencourt

        Opa! Valeu! Ele é 8 v. Assim, como dizer…. ele é bem esperto até uns 5000 rpm, na realidade, o problema é que tu viaja a 120 km/h na quinta com o giro em 3500, salvo engano…. ai compromete o consumo e fica numa forçação de motor desnecessário. Isso é a única coisa que me incomoda. Mas eu ando junto com qq carro 1.6 8 v…. frouxo, aliás.

    • Rodrigo

      Eu tive um 500 Cult Dualogic.
      PERFEITO. Mas o consumo eu media no abstecimento mesmo.
      Na estrada fazia uma média de 17,2 km/L.
      Misto de cidade e estrada chegou a 15,8 km/L.
      O meu problema era mesmo a rejeição da minha esposa quanto ao carro, e carregar nosso bebê de 1 ano…. carro duas poortas não dá! Um trabalhão para colocar na cadeirinha tirar, etc…
      Tive que vender pra pegar um 4P. Concrodo com você, o carro é extremamente bom para solteiros.

      • Liu Carvalho Bittencourt

        Isso. Eu só não posso fazer do câmbio dualogic, pois o meu é manual.

    • CorsarioViajante

      Desculpe, mas que comparação sem pé nem cabeça.

    • Misa

      Sem zoeira, tenho um 408 aut. a 120km faz 13,5 em 3 pessoas na gasolina, pode levar o seu pra arrumar tem alguma coisa cagada…

  • Rasec

    Acho o 2008 o mais belo entre todos os SUVs compactos no Brasil, incluindo o HR-V.
    Agora, câmbio AT4 em carro nessa faixa de preço é de doer.
    Pisada na bola da Peugeot!

  • Fred Ribeiro

    Legal, mas a Peugeot ta sendo bem bobinha em lançar o carro sem o cambio de 6 marchas na versão THP… Honda agradece a deixa

  • zekinha71

    Acho que essa 208 SW não vai fazer muito sucesso, é só olhar o 208 que apanha até do irmão C3.
    Fora que já existe faz um bom tempo lá fora e somente agora chegou.
    Quando foi lançado o Renegade só era falado que ia existir e o HR-V somente a diretoria da Honda sabia do projeto.
    Os dois já estão a venda e esse SW foi lançado agora só deve começar a vender em Maio.

    • Gustavo73

      O 208 só perde para o New Fiesta em vendas na categoria.

      • zekinha71

        Onde isso? Ranking de março C3 1395, 208 1359.
        Não lembro de ter visto alguma vez o 208 na frente do C3.

        • Gustavo73

          Em fevereiro ele vendeu mais. Mas as vendas não são algo que eu acompanhe de perto.

      • CorsarioViajante

        Hoje é bem difícil definir categoria, depende do recorte que você faz. É preço? É proposta? Eu sempre uso os quatro “p”s de um outro site, ou seja, proposta, preço, potência e porte.

  • Thiago Sz

    Se a versão de entrada já fosse o THP seria bem competitivo, sqn.

  • Hiboria

    Peugeot, faça uma força e deixe o automático por 69.999,99 para ser viável para os deficientes, por favor! São menos que 900 reais.

    • Netovski

      É nesse momento que fica evidente a falta de conhecimento de mercado por parte da montadora.

  • Wally

    O que me assusta no automatico não é o numero de marchas, mas sim o cambio francês.

  • Gran RS 78

    A Peugeot tinha que disponibilizar logo de cara a versão THP com cambio automático, pois principalmente no lançamento, muitos clientes compram a versão mais completa e cara. Mais uma bola fora da marca francesa, infelizmente.

  • Freaky Boss

    Depois que tivemos na família um C4 AT4 nunca mais compro carro dessa marca. Gastei muito com defeitos. Me senti desrespeitado e me reservo esse direito, como consumidor exigente que sou.
    Mas sobre esse carro:
    1. o motor é a grande atração. Na verdade esse motor é a grande graça do grupo PSA no Brasil.
    2. esse mylink parece trazer novidades interessantes para o segmento e o mercado.
    3. versão top não oferece câmbio automático? kkk Coisas da peugeot Brasil mesmo. Fora do mercado, fora das tendências. Daqui a pouco trocam o CEO e vai aparecer uma mensagem na imprensa do tipo: “erramos no lançamento, fizemos uma avaliação errada do mercado, mas queremos agora recuperar o tempo perdido”. Não precisa MBA para concluir essas coisas.
    Mas o carro ficou legal no geral, na minha avaliação.

    • Misa

      O correto é “AL4”, que trocaram o conversor de torque pelo ZF e rebatizaram como “AT8” (isso mesmo 4 machas só o nome é “8”), só pra constar é o mesmo câmbio da Duster, Logan, Sandero automáticos…só que o da Renault não frita pois tem o sistema de resfriamento de óleo melhorado! Francesada preguiçosa.

  • Mr. On The Road 77

    Três anos para desenvolver o carro e ainda temos que esperar alguns meses para um simples câmbio automático de 6 marchas…
    No mais, acho que a PSA deveria cobrar bem menos, começando na faixa dos sessenta mil, pois esse carro não passa de um 208 SW, na minha opinião e não tem o espaço interno se bobear nem de um FIT, quanto mais de um HR-V.
    Peugeot, eu gosto de você, mas você só faz cagada. Parece aquele usuário de crack que você quer ajudar e é só virar de costas que ele volta correndo pra cracolândia.

  • nightwishjp

    Com esses itens de série na versão de entra, com esse preço, pra quem não tem necessidade ou não quer um automático, matou à pau, sinceramente. Ar bizone, 4 ab e esp por 68mil? Quem tem?

    • Misa

      Ar dual zone, na moral tenho um não serve pra nada…imagina 15º de um lado e 17º do outro, ou 17º x 22º, não sei pra que serve, minha mulher tá com frio e eu com calor ela põe 25 e eu 17???? fica quente ou frio? hahahahahaha….

  • Jose

    eu gosto do acabamento da peugeot… é o melhorzinho das montadoras baratas, seguido da volks

  • Paulo

    Visto os valores de hj em dia, me parece que a versão de entrada esta até com preço bom pelo que oferece.

  • Misa

    O carro é muito loco, mas “PELO AMOR DE DEUS”…..Câmbio “AL4” disfarçado de “AT8” – 4 marchas – !!! mais conhecido como “fritadeira” pois o óleo aquece demais e frita tudo…problema crônico, falo com propriedade porque tenho um…”C.A.G.A.R.A.M”….estava indo tão bem…um 1.6 THP 6 speed (da AISIN) ia ser sucesso!! Cara será que só trabalha idiota nessas montadoras, ou estão apostando que lança o carro mais cagado? tipo: 2008 (4 marchas), Versa 1.0, HR-V com calotas (kkk) e por aí vai…
    O bom da Peugeot é que vc faz amigos! Fiquei amigão do Martinez lá da Peugeot Super France….fazer o quê né!!!

  • José Luís

    2008 OU 408? Uma pergunta pro pessoal: o que levaria a comprar o 2008 ao invés do 408? No meu caso (casado, 43 anos, com uma filha pequena), ou seja, no perfil de “casal jovem com filhos” que as montadoras dizem comprar esses carros. O 408 THP com caixa AT6 e tudo que é dito como vantagem do 2008 custa o mesmo valor, com um porta malas maior. Então pergunto: um sedan médio não é melhor opção? Vale o mesmo raciocínio para HR-V/Civic ou Duster/Fluence ou Ecosport/Focus. Acho que ainda o Sedan é mais negócio

    • José Luís

      Enquanto isso: Volkswagen reajusta preços para abril – CrossFox chega a R$ 78,2 mi

    • CorsarioViajante

      Depende do uso e do gosto.
      Por exemplo, o 2008 é muito mais versátil, é mais fácil colocar objetos no porta-malas dele do que em um sedã, veja o recorte da tampa, abre quase 100%, é ótimo para quem carrega grandes volumes. Se rebater o banco vira praticamente um furgão. O porta-malas do sedã pode ser maior, mas a “boca” é sempre mais estreita e difícil de passar volumes grandes.
      Além disso, o 2008 é um pouco mais alto, e dependendo da sua rotina isso pode fazer a diferença. Eu por exemplo passo quase todo dia na linha do trem e enfrento um trecho com dezenas de lombadas altíssimas, um carro mais alto tornaria esta operação menos sofrida do que é hoje.
      Outro fator que faz com que muitos optem por SUVs ou crossover é terem os bancos mais altos. Isso facilita muito para colocar crianças em cadeirinhas ou, no caso de pessoas mais idosas ou com dificuldades de locomoção, para se sentar e levantar.
      E tem tbm o gosto, lógico. Eu por exemplo não teria um sedã, pois não gosto deste tipo de carroceria.

      • José Luís

        É um ponto de vista interessante o seu. Não havia realmente prestado atenção nestes detalhes, mas sim no volume “absoluto” do porta malas e nos opcionais. Talvez no caso do 2008 e HR-V eu também faria, mas Eco x Focus e Duster x Fluence, ficaria no Sedan

        • CorsarioViajante

          Vi isso muito na prática quando fizemos algumas mudanças na família. Meu hatch compacto conseguia levar tudo, já os sedãs de meu pai e de meu cunhado não ajudaram em nada pois nada passava na boca deles! rs
          Mas como disse, para carregar malas e tal, funciona muito bem. Vai muito do seu uso.

    • Marcio Andriani

      José como ex-proprietário de 3 408, 1 mecânico, 2 thp, te digo que é um ótimo carro, excelente, mas o preço subiu muito, hoje está na faixa de 86.000, e tem todos os mimos iguais ao 2008 thp, que no meu caso, sendo 7.000 mais barato e tendo um dos melhores câmbios manuais da Europa é mais jogo, afinal minha familia é pequena….

      • José Luís

        Olá Márcio, realmente o 408 thp tá caro, mas da pra achar um 2013 por uns 60/65k, já vale a pena ….

        • KVF

          Acho que você já fez a sua escolha, se está pensando em pegar um 408 THP usado é uma boa opção, 0km não.

  • ARENANB

    Portas iguais do 208. Quem comprar se prepare para ouvir absolutamente todos os plásticos batendo após 5 mil km.

    • Gomes

      Precisa de óculos amigo….olhe bem para a porta traseira…

      • ARENANB

        Exatamente igual à do 208. Tive um Griffe e te garanto que não muda nada.

  • Heitor Borba

    saudades dos vídeos de teste do NA…
    esta imagem me trouxe nostalgia…

  • daniel germano

    O 2008 com motor THP é bom negocio !! . Agora que B****A vai ser o 2008 com motor 1.6 e 116cv com cambio 4 marchas . Agora não custava a Peugeot colocar pneus misto no 2008 .

    • Gomes

      Veja…o Duster é 1.6, mais fraco e mais pesado e, curiosamente, é a versão que mais vende. Ecosport também vende melhor as versões 1.6, que tem praticamente a mesma potência. E o 2008 é relativamente leve, logo, não acho que será um problema, visto que deve ter 100kg a mais que 0 208. Quanto aos pneus de uso misto, todas as versões tem!

      • daniel germano

        Uhmm!!.

  • Guilherme

    Resumindo, o ponto fraco do carro é a falta do automático de 6 marchas e a ausência de ESP nas versões mais baratas. Mas o custo-benefício do carro tá muito competitivo levando em conta os preços atuais, tanto nas versões mais baratas e na THP… apesar da falta do câmbio, mas não levaria uma Tracker, por exemplo, em vez do 2008.

  • Fernando S.

    Primeira revisão (10 mil km) 426 reais para trocar óleo e filtros (isso se não trocarem SOMENTE o de óleo)?? kkkkkkkkkkkkkkk
    Pelo amor de Deus, né. Em qualquer auto-center isso fica em 200 reais e troca-se TODOS os filtros.

    • CorsarioViajante

      Sò que autocenter não é concessionária. Eu também achei caro, mas está na média do preço de concessionárias. Para dar um exemplo prático, é mais ou menos o que a VW cobra para trocar óleo e filtros de meu Polo com 5w40.
      O osso aí é a revisão dos 40.000km, quase R$1.000!

    • Alexandre Maciel

      Agora você pensa na situação de quem é vítima de revisões semestrais como é o meu caso. Comprei um Ford sabendo disso mas quando chega o período da revisão sinto uma vontade quase incontrolável de vender o carro.

  • Jônatas Abreu

    A versão THP tem uma relação custoXbeneficio muito maior que a EX do HR-V e sobre o cambio automatico quem pega essa categoria e quer cambio automatico são as mulheres…. Então não enche o saco! THP nervoso com o cambio manual… Sugiro da uma olhada no video dos garotos do TOPSpeed, carro parece muito divertido nessa versão!
    2008 está de parabéns tomara que tenha sucesso e também faça a Honda diminuir os preços!! Ah e o Ecosport …. R.I.P

    • KVF

      Vi o vídeo e realmente é impressionante a rapidez e facilidade que o 2008 THP atinge 130 km/h, retomada muito boa também.

  • Vattt

    A Peugeot só tinha colocado o cambio AT nos 206/7/8. Na época gostaria de um 307 1.6 AT mas só havia o 2.0. Agora a gente sabe que o 308 seria uma boa com câmbio AT e motor 1.6. O grande problema ainda, é ficar nas 4 marchas quando hoje em dia o povo quer 6.

  • Hamilton Lessa Coelho Neto

    Não parece o antigo i30 CW só que crossover… e um crossover não muito confiavel!!

  • Joao

    Gostei bastante do carro. O preço não é ruim, quem faz questão do M/T com certeza terá um bom carro nas mãos por um preço bastante razoável na versão THP, seria a minha escolha no segmento. Agora quem gosta ou precisa do cambio aut como eu, acaba por se decepcionar bastante com esse cambio de 4M. Quase lá PUG. O jeito é pagar mais caro no HR-V mesmo…

  • Claudinhoeris Silva

    A COISA MAIS RIDÍCULA DO MUNDO É VER EM PLENO ANO DE 2015 VER UMA MARCA DE CARRO LANÇAR UM VEÍCULO COM PREÇO TÃO ABSURDO E COM CÂMBIO AUTOMÁTICO DE 4 VELOCIDADES ; NÓS COMO BRASILEIROS TÍNHAMOS QUE PROTESTAR NÃO COMPRANDO NENHUM DESTES PEUGEOT 2008 AUTOMÁTICO DE 4 VELOCIDADE.

  • Claudinhoeris Silva

    A COISA MAIS RIDÍCULA DO MUNDO É VER EM PLENO ANO DE 2015 VER UMA MARCA DE CARRO LANÇAR UM VEÍCULO COM PREÇO TÃO ABSURDO E COM CÂMBIO AUTOMÁTICO DE 4 VELOCIDADES ; NÓS COMO BRASILEIROS TÍNHAMOS QUE PROTESTAR NÃO COMPRANDO NENHUM DESTES PEUGEOT 2008 AUTOMÁTICO DE 4 VELOCIDADE.

  • Alfredo Massaranduba

    Esse disse-me-disse do câmbio AT6 no Grife THP já tá me emputecendo, vem ou não vem? Eis o que achei na internet: …”Entretanto, apuramos que o novo câmbio AT6 só estreará para os modelos em 2016, já que a gama 2015 da linha C3 está chegando às revendas sem novidades mecânicas, assim como 208 que receberá a linha 2015 em breve, também mudanças no conjunto motriz. Aliás, o futuro SUV 2008 já será lançado com o câmbio AT6.

    O novo câmbio AT6 conta com o sistema de correção dinâmica, que faz a leitura do relevo pela qual o carro está circulando.
    Fotos | Citroën/Divulgação e Marlos Ney Vidal/Autos Segredos”

    • Gomes

      A Peugeot já divulgou que não vai ter THP AT, porque não existe THP em nenhum outro país, só aqui…imagina se vão desenvolver isso só para o Brasil, sendo que não cabe no cofre e os volumes são baixos. 2008 THP é só imagem, não é para fazer volume.

  • Alfredo Massaranduba

    O projeto 2008 contou com equipes de França, Brasil e China envolvidas em sua concepção e exigiu investimento de R$ 400 milhões no Brasil para o desenvolvimento e adaptação da fábrica para produzi-lo; 900.000 horas de trabalho das equipes do projeto; mais de 200 novas peças; cerca de 40 fornecedores envolvidos; instalação de 20 novos robôs e adequação nas trajetórias e automação de mais 29 robôs; uma linha totalmente nova para fabricação da lateral do modelo; adaptação do processo existente de produção de portas, capô, teto e tampa traseira; ISSO TUDO e não conseguiram adaptar a plataforma para receber os motores aspirado e THP com a caixa AT6? ISSO TUDO para colocar a caixa AT8 que é a AL4 guaribada? Ou a AT6 ainda virá, ou a AT8 não é assim tão desgraçada como dizem. É o que eu, apenas e tão somente, um consumidor, acho.

  • Alfredo Massaranduba

    Vi a tabela de preços dos acessórios na css aqui em Maceió, fiquei meio que estarrecido, o kit multimidia custa 4 mil seiscentos e lá vai pedrada, o que seria mais ou menos normal se a central não fosse ítem de série desde a versão de entrada, mas como todos vem com a central não se justifica esse absurdo de preço pela inclusão de algumas tecnologias, aliás, uma das melhores centrais do mercado a Caska, com TV, camera de ré, conexões extras, gps e o escambau, custa 3 mil .

  • Jorge Magal

    Esse Peugeot 2008 parece que foi desenhado e fabricado para as “Barbie Girls” ou algo parecido, pois tem uma aparência de carro para bonecas. E, com os preços praticados com certeza vai encalhar. A Peugeot, como sempre, superfatura seus veículos.

  • Alfredo Massaranduba

    Ontem fui fazer o test driver do 2008 THP, aliás, apenas por descarrego de consciência pois já tinha feito o teste no HR-V EXL e esperava vender meu Cruze (já apalavrado) para fechar a compra; pois bem, fui na css Peugeot, entrei no danado do 2008 THP, dei partida e sai dirigindo, saí dirigindo um carro surpreendente, super gostoso de dirigir, se apertar o pé o bicho vira um foguete, foi paixão à primeira curva. Comprei e tou doido que o bicho chegue.

  • Fábio

    Engraçado que o Citroen c4 pallas tem o cambio auto de 6 marchas. ai eu pergunto pq a PSA n usa esse msm cambio em todos os seus modelos? mas analisando bem, não vejo o cambio como “o problema” desse carro como a maioria está relatando aqui, depende muito da escalonação das marchas. as versões anteriores de civic e corolla é automatico de 4 marchas e desenvolve bem, aliado ao bom consumo. então tem que ser pesquisar mais. quem tem interesse em comprar.

  • sergio

    2008 THP na veia… ñ resisti! o carro possui uma quantidade de acessórios invejável com relação aos demais da categoria, seja Jeep, Honda ou Mitsubishi… e ainda uns R$15.000 a 35.000 mais barato e 6 anos de garantia. Ele não tem câmbio automático, mas convenhamos o CVT é uma M… dirigi vários e o CVT parece uma enceradeira urrando, alem dos carros ñ desenvolverem, mesmo sendo motor 2.0 (fiquei decepcionado)… prefiro um manual que um CVT, mas enfim, cada uma sabe de si… o manual do 2008 tem excelente encaixe. Após receber o meu, postarei as impressões do dia a dia. Peugeot está buscando upgrade em pós venda… vamos ver, as primeiras impressões foram muito boas.

    Achei ainda a Jeep sacana… aumentou o veículo em R$5.000,00 (longitude…) e agora finge uma versão comemorativa como se estivesse dando um bônus de itens aos compradores… já havia aumentado o veículo e ainda esta cobrando mais caro pela comemorativa. Só pode achar que somos ignorantes! abs a todos.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend