_Destaque Chevrolet Hatches Sedãs

Novos Chevrolet Onix e Prisma têm números de consumo divulgados pelo Inmetro

chevrolet onix 2017

Além do novo visual, os novos Onix e Prisma foram anunciados com aprimoramentos no conjunto mecânico. Os propulsores 1.0 e 1.4 litros dos compactos da Chevrolet receberam novos componentes, tanto é que passaram a se chamar SPE/4 ECO, e adotaram ainda uma nova transmissão manual de seis marchas em todas as versões. Segundo a montadora, o hatch está até 18% mais econômico e o sedã, 22 por cento.

Devido a essas mudanças, os novos Chevrolet Onix e Prisma com ambos os motores receberam nota máxima A (na comparação relativa na categoria e na absoluta geral) e selo Conpet de eficiência energética pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro.

No entanto, o pseudo-aventureiro Onix Activ recebeu nota A na comparação relativa na categoria e B na absoluta geral na versão com câmbio manual e C e B, respectivamente, sem selo Conpet, na configuração com transmissão automática. O Onix LT automático e o LTZ automático também receberam nota B na comparação absoluta geral.

chevrolet prisma 2017

Confira abaixo os números de consumo dos novos Onix e Prisma:
Números de consumo da linha anterior entre parênteses

Onix 1.0 LS e LT com câmbio manual de 6 marchas

Etanol
8,8 km/l – cidade (7,8 km/l)
10,5 km/l – estrada (9,2 km/l)

Gasolina
12,9 km/l – cidade (11,5 km/l)
15,3 km/l – estrada (13,5 km/l)

Onix 1.4 LT e LTZ com câmbio manual de 6 marchas

Etanol
8,6 km/l – cidade (7,9 km/l)
10,2 km/l – estrada (9,6 km/l)

Gasolina
12,5 km/l – cidade (11,5 km/l)
14,9 km/l – estrada (13,6 km/l)

Onix 1.4 LT e LTZ com câmbio automático de 6 marchas

Etanol
7,9 km/l – cidade (6,9 km/l)
9,6 km/l – estrada (8,5 km/l)

Gasolina
11,7 km/l – cidade (9,9 km/l)
13,9 km/l – estrada (12,2 km/l)

Onix 1.4 Active com câmbio manual de 6 marchas

Etanol
8,3 km/l – cidade
9,4 km/l – estrada

Gasolina
12,4 km/l – cidade
13,8 km/l – estrada

Onix 1.4 Active com câmbio automático de 6 marchas

Etanol
7,7 km/l – cidade
8,6 km/l – estrada

Gasolina
11,2 km/l – cidade
12,6 km/l – estrada

Prisma 1.0 LT com câmbio manual de 6 marchas

Etanol
8,9 km/l – cidade (7,8 km/l)
10,8 km/l – estrada (9,2 km/l)

Gasolina
13,1 km/l – cidade (11,5 km/l)
15,8 km/l – estrada (13,5 km/l)

Prisma 1.4 LT e LTZ com câmbio manual de 6 marchas

Etanol
8,8 km/l – cidade (7,9 km/l)
10,7 km/l – estrada (9,6  km/l)

Gasolina
12,9 km/l – cidade (11,5 km/l)
15,4 km/l – estrada (13,6 km/l)

Prisma 1.4 LT e LTZ com câmbio automático de 6 marchas

Etanol
8,1 km/l – cidade (6,9 km/l)
10,2 km/l – estrada (8,5 km/l)

Gasolina
11,9 km/l – cidade (9,9 km/l)
14,7 km/l – estrada (12,2 km/l)

Clique aqui para conferir a lista completa.





  • Fanjos

    sei não….quando a esmola é muita…
    Alias, custava tanto a mais colocar uns puxadores das portas de alça em vez desse treco porco?

    • th!nk.t4nk

      Esses puxadores são a marca registrada do Onix… Só eles escorrem a graxa pra dar aquele efeito especial na lataria :)

    • Paulo Sósthenes Pereira

      Tenho um Onix e já gostava muito dele, apesar de achar que o consumo poderia ser melhor! Agora não falta mais nada. Meu carango está perfeito!

    • Edson Fernandes

      Não esquenta agora padronizou. Ficou igual a cobalt e spin.

      E o “melhor” de tudo: Agora os puxadores fazem vc ficar com o braço a depender do tamanho da pessoa afundado no puxador…

      Pelo menos é comigo.

  • Alexandre

    Prevejo farpas de antis nos próximos posts…

  • Le chat noir

    Bah mas a chevrolet faz milagre com estes motores mesmo hein, ainda mais considerando que os numeros do imetro são bem conservadores normalmente..

    • Franco da Silva

      Nem tanto. O 208 saiu bem otimista. Tanto que depois nenhum teste real confirmou.
      Vou aguardar as revistas e sites com os testes de rodagem.

      • Lucas Vilanova

        Em um outro site, num teste rápido, fizeram 15 km/l em um Prisma LTZ AT com 4 pessoas a bordo e ar ligado, isso a 120 km/h.

        Com uma pessoa, ar ligado e nessa velocidade, deve fazer mais de 17 brincando.

        • th!nk.t4nk

          Teste instantâneo… Não serve pra muita coisa. Tem que botar pra rodar uma viagem inteira, aí sim.

          • Lucas Vilanova

            Não foi instantâneo, foi em um percurso. Não lembro de quantos KM agora. Eles foram e voltaram. Mas não deixa de surpreender esse belo consumo, em que outro carros, com motores muito mais modernos, nem chegam perto.

            Pelo menos se tem uma noção.

        • Edson Fernandes

          No teste instantaneo é até facil porque vc pode ficar em condições muito boas para avaliar. Se for dizer dessa forma, eu já fiz 15,6km/l no meu fluence.

          • Lucas Vilanova

            O teste rápido que eu citei foi o tipo da matéria do site. Mas o percurso que eles fizeram não foi pequeno. Mas o que quero chamar a atenção foi a velocidade, o número de pessoas e a litragem de motor, o qual não tem nenhuma tecnologia embarcada.

  • Jackson A

    Difícil de acreditar nesse consumo do Onix AT, GM tirou leite de pedra.

    • Lucas Vilanova

      Em um outro site, num teste rápido, fizeram 15 km/l em um Prisma LTZ AT com 4 pessoas a bordo e ar ligado, isso a 120 km/h.

      Com uma pessoa, ar ligado e nessa velocidade, deve fazer mais de 17 brincando.

  • Mr. Car

    Chego muito perto deste Prisma 1.0 manual (15,8Km/l) com um Logan 1.6 8v (15,5Km/l).

    • GPE

      Geralmente o consumo na prática (pelo menos na estrada) é um pouco melhor do que o divulgado. Porém, depende muito do carro. Na 320i (13,8km/l na estrada inmetro) e no Civic 2.0 AT (14km/l na estrada Inmetro), ambos fazem na casa de 15,5km/l andando a 110km/h com ar ligado. Se a pista tiver pouca alteração de relevo, passa de 16

      • Alexandre

        Acho que faz até mais viu, se colocar modo de condução econômica…

        • GPE

          Já é nesse modo

    • Daniel

      Consumo é muito relativo. Tenho um conhecido que tem um Logan 1.6 e não faz mais de 7km/l na cidade e de 12km/l na estrada utilizando gasolina.

    • Licergico

      com meu civic na estrada entre 100-120 km faz entorno de 16,5km/l ( com ar 2 pessoas e malas ).

      • T1000

        Sua mediçao deve ter considerado um trecho curto, pois um civic fazer mais que 13km/l na gasolina é milagre. Fiz algumas viagens num 1.8 e era nítido como descia rápido o indicador de combustível. Se em outros carros eu nao precisava abastecer para retornar, no civic era obrigatório.

        • Licergico

          qualquer civic atual (9ª geração ) 2.0 auto faz em torno de 15km/l pra cima na estrada . Os antigos 1.8 bebiam mesmo. Pra fazer um civic 2.0 atual beber 12km/l só andando entre 170-200 o tempo todo …

    • Zoran Borut

      Se você lê sites automotivos, sabe perfeitamente que não dá para fazer comparação do consumo obtido em situação pessoal individual com o consumo obtido em teste padronizado. Ou seja, o que pretendia com esse comentário?

      • Mr. Car

        Pretendi dizer que não dou a mínima para teste padronizado. O que vale para mim é quanto um carro faz na minha mão, he, he!

  • GPE

    A versão AT do Prisma melhorou muito! Mais de 2km/l de ganho

    • Lucas Vilanova

      O que achei estranho foi na cidade. Mesmo nessas condições, o Prisma ainda é mais econômico que o Onix. Fora que é mais pesado. Estranho né…

      • Wellington Myph13

        Etios Hatch e Sedan é a mesma coisa.
        Deve ser o método do INMETRO. Na estrada eu acredito que o sedan seja melhor por conta do Cx Aerodinâmico, mas na cidade acho que empata, até porque, em baixa velocidade e no meio da cidade, esse parâmetro pouco afeta.

      • GPE

        Geralmente sedan são mais econômicos na estrada por causa da aerodinâmica

        • Lucas Vilanova

          Estrada tudo bem, eu sei. Mas o problema é a cidade.

          Enfim… Deve ser a metodologia do INMETRO. Não posso opinar concretamente sem conhecê-la né.

          • Zoran Borut

            Baseia-se na NBR 7024, porém como o acesso às normas da ABNT não é público, ou seja tem de pagar uma taxa para ter acesso, ficamos sem saber com clareza como é medido. Basicamente determina ciclos de funcionamento do motor com tempos e velocidades definidos para medir o combustível consumido.

        • th!nk.t4nk

          Lembrando que não necessariamente. Tem muito sedã com coeficiente aerodinâmico pior que de sua versão hatch. E na cidade, claro, a diferença é desprezível.

  • DINEIROO

    Pô, andando a 110km/h até meu Sonic AT faz mais de 16km/l.

    Mas se passar de 140km/h… não faz mais do que 12,5km/l.

    • Esses números não podem ser comparados com o consumo que você faz no seu carro.
      Só vale se comparar com outros números do inmetro, utilizando a mesma técnica de aferição.
      Eu posso fazer 10 ou 16 km/L no meu carrinho 2.0 automático na estrada, dependendo das condições que dirijo.

  • Fabão Rocky

    Sinceramente essa frente c/ esses decalques dos plásticos da versão aventureira ficou ridículo, assim como no antigo Sandero. Essas versões pseudo-aventureiras são pra lá de horríveis e como não bastasse, nas versões urbanas, os pára-choques ficam parecendo um molde dos apliques plásticos da versão aventureira. Os designers poderiam ter um pouco mais de criatividade e bom senso e deixar de fazer essas porcarias. Sou mais o Onix/Prisma anterior.

    • Apopololo

      Eu não gostei da versão aventureira, na verdade eu não gosto de versão aventureira de nenhum carro.

      Na minha opinião o “faceliftizinho” ficou um pouco melhor, mas ainda acho que eles deveriam fazer realmente um novo Onix e Prisma um desenho e motor mais atualizado.

    • Carlos Eduardo

      Concordo com tudo o que você falou sobre a versão “aventureira”, mas não sobre os para-choques “urbanos” possuírem os tais “moldes” para os apliques de plásticos, pois, os apliques (do activ) é que foram adaptados nas fendas. Quer uma prova disso? Veja o para-choque dianteiro do novo Cruze e notará a semelhança no design na parte dos tais “moldes” dos apliques – e o Cruze não tem versão aventureira… rsrs

      • Fabão Rocky

        Sinceramente n vi nada do novo Cruze nesse novo Onix, tá mais p/ Spin do q novo Cruze. Mas como vc disse, realmente o Cruze n tem versão aventureira, mas nem se compara o design do novo Cruze c/ esse lixo. O único carro da GM q se salvava era o Onix/Prisma pq se pegar Monstrana/Spin/Cobalt, é pior do q filme de terror.

  • Carlos Sá

    Também, foi anunciado o consumo do Cobalt. Ficou devendo Capitiva e tracker.

    • Erismar Araujo

      kkkkk cobalt ganhou nota A!

    • Lucas Vilanova

      A GM implementou parte dos ajustes que fizeram no Onix, entre eles a direção elétrica. Em particular no Cobalt, o motor 1.8 ganhará mais cavalaria e torque.

      • Erismar Araujo

        Não ouvi falar em cobalt com direção eletrica não! Mas se for é uma boa!

        • Lucas Vilanova

          Saiu no site carsale. Dá uma olhada:

          carsalePONTOuolPONTOcomPONTObr/ultimas/2016/07/28/chevrolet-cobalt-2017-tera-motor-mais-potente-e-direcao-eletrica/

        • Carlos Sá

          GM aplicou direção elétrica em Onix/Prisma e Cobalt/Spin, bem como câmbio manual de 6 marchas para todos.

      • Carlos Sá

        Era hora de aposentar o 1.8 família 1 e manter o ecotec do antigo Cruze no Cobalt/Spin e uma nova Montava.
        Mas a GM parece que vai fazer o contrário.
        Outra seria tirar o turbo do 1.4t do novo Cruze e usar ele aspirado em Onix/Prisma.

    • Erismar Araujo

      Percebi agora o detalhe, olhem a sigla MY17 do novo prisma e onix agora tb no Cobalt! Então faz todo sentido o que estão comentando que o cobalt 2017 vem com as memas mudanças dos irmãos menores! Isso explicaria um consumo tão bom no inmetro!

      • Zoran Borut

        Model Year: 2017 (ano-modelo 2017)

        • Erismar Araujo

          Obrigado meu amigo! Agora é saber quando chega as ruas e comprovar se as mudanças são de fato relevantes!

  • LucianoNR

    Como sempre, SUVs e aventureiros de plantão, andando menos e gastando mais, tudo em prol do modismo e “status” que é andar de carro altinho hoje em dia.

  • Diego Ávila Monteiro

    Por mim pode fazer 25 km/l na cidade que não pago nem 49 mil num modelo defasado, cheio de plastico e um motor decente.

  • Pedro Cunha

    Considerando a adoção da 6º marcha, até dá pra crer nesses números.
    Muito do consumo dos nossos carros está relacionado á câmbios mal-escalonados(e/ou mal utilizados mesmo) ou mesmo falta de marchas.
    Quem tem/teve ou conhece um pouco dos GM´s dos anos 90 sabe bem a diferença de comportamento e consumo entre Monzas e Kadett´s quando equipados com câmbios F16 e F18 com os ajustes close-ratio e wide-ratio.

    • Carlos Sá

      Tenho um Focus Sedan MK2 13/13 Aut., são só 4 marchas.
      Eu sempre tenho a impressão de ter 1ª, 2ª, 4ª e 5ª, se comparado a um câmbio de 5 marchas.
      Esse “burraco” entre a 2-3 (que seria uma 3ª do 5 marchas) faz o consumo ser alto, tanto na cidade, tanto quando preciso fazer muitas ultrapassagens em viagens.
      Ainda bem que a maior parte das montadoras abandonou, exceção Toyota (colocou um AT4 no Etios), Peugeot/Citröen que já estuda substituir (o AT4 de C3/Aircross, 208/2008), Renault (Duster/Oroch).

      • Edson Fernandes

        Então Carlos, infelizmente é a forma que melhor se trabalha com cambios de 4 marchas. Infelizmente esse buraco a depender da velocidade e inclinação, faz você não conseguir reduzir de terceira para a segunda para proteger o cambio, mas é o ajuste mais eficaz entre agilidade e conforto.

        Penso para mim que apenas atualmente se pensou em existir carros com foco no melhor consumo de combustivel. Antes disso penso que o foco era no conforto e suavidade.

        Apesar de 4 marchas, o cambio do Focus é um dos melhores cambios de 4 marchas do mercado. Mas ele é um “ford” né? Aí é melhor encher a boca para dizer que o cambio do Corolla anterior que era bom… (não estou falando vc)

        Eu tive um Xsara automatico e era assim também. Em contrapartida, subir uma serra era uma delicia. Só que eu acredito que assim como o Focus, entrar a terceira marcha era suficiente para a maioria das situações de estrada qdo se precisava de força.

  • Marcio Taumaturgo

    Era o que faltava para Onix e Prisma merecerem a preferência dos Brasileiros (coisa que desfrutam desde o ano passado!). Eles já são bonitos, com bom espaço interno, suspensão confortável e boa lista de equipamentos. Esses motores mais eficientes chegaram na hora certa. Falta agora o 3 cilindros 1.0…

    • Carlos Sá

      Lista boa só nos LTZ. Porque os LT devem os retrovisores elétricos, para empatar com a concorrência.
      E na lista de segurança, ainda, deve apoio de cabeça e cinto de 3 pontos para todos os ocupantes (Uno, KA, Etios, HB20…, já oferecem).

      • Marco Douglas de Paula

        hb20 nao tem cinto de 3 pontas nem apoios de cabeça pro 5 ocupante

        • carroair30

          O ETIOS TEM

      • Edson Fernandes

        O Onix LS inclusive não possui direção com ajuste de altura…rs

  • Ricardo Blume

    Gostaria de saber como é feito o teste do Inmetro. Particularmente, eu acho difícil conseguir números assim no dia-a-dia. Ao que estamos vendo acima, são números muito bons.

  • Bruno@BRN.CS

    Motor do chevetão está subindo no meu conceito kkkk. Falando sério, não precisa ser um propulsor da Nasa, só precisa cumprir bem o seu papel ao tempo que é oferecido. Para mim se o motor do Ford T tivesse um consumo na média do mercado, durabilidade e partida a frio sem tanquinho tá beleza.

    • th!nk.t4nk

      Verdade. Mas ao mesmo tempo é um motor que jamais poderia ser vendido em outros países, por ser bastante poluente. O Brasil é um caso especial nesse aspecto.

  • Deivid

    106cv.
    13,9 mkgf.
    Nota A no INMETRO.
    Motor 8 válvulas, comando simples de válvulas, manutenção barata..
    É, acho que dessa vez os antis vão se morder! Nem sempre o motor mais moderno é a melhor opção para o cliente e esses motores são uma clara demonstração disso.

    • Erismar Araujo

      Estou impressionado com os números do Cobalt, estão muito proximos dos melhores de sua área de concorrência! Aceitando q o Inmetro aferiu todos sob mesmas condições, acho um ponto positivo para o Cobalt vs City que tem números semelhantes no inmetro. Sem contar q pelo menos em minha região a GM negocia preços, a Honda não! É bastante elitizada aqui.

  • Rafael Trindade

    Seria o “milagre da economia” ?
    Com esta nossa mijolina ? Tem coisa errada aí..

    • Edson Fernandes

      Escalonamento do cambio, aumento de uma marcha, SE colocaram peças para que o motor possa render melhor (eu tenho fontes que sim) ele pode sim economizar.

      Só fica minha duvida qto a poluição, pois a parte de economia dá para se fazer. É a receita por exemplo do up TSI (guardadas as devidas proporções).



Send this to friend