EUA Mercado Preços Tecnologia

O Puck da Velodyne promete visão limitada, mas barata, para carros autônomos

carro autonomo google

O dispositivo que vai determinar a eficiência de um carro autônomo no futuro é o emissor de laser para detecção de objetos em 360° de azimute. A tecnologia já está sendo usada pelo Google em seus veículos de direção automática e é chamada de Lidar (Light Detection e Ranging).

Trata-se de um pequeno cilindro com 64 lasers que varrem todo o ambiente em volta, determinando assim o que existe ao redor do veículo. O Lidar pode coletar mais de 1,3 milhão de pontos a cada segundo, mas seu calcanhar-de-aquiles é o preço: US$ 85.000.

O valor é o mesmo que uma versão bem completa do Tesla Model S, sendo assim inviável para instalação em um automóvel por causa do alto custo. Além disso, é grande o suficiente para não harmonizar com o desenho do carro. Ou seja, precisará de um pequeno mastro para fazer sua varredura, tal como se fosse um navio de guerra com um domo proeminente.

Lidar-Puck-1

Entretanto, o fabricante do Lidar está pensando também nos custos e desenvolveu uma versão menor, mais leve e bem mais barata. Assim, a Velodyne criou o Puck, um rastreador com 16 lasers ao invés de 64, que custa US$ 7.999. Ou seja, apresenta uma grande redução de preço. No entanto, sua eficiência é menor.

O Puck mede 4 cm de altura contra 10 cm do Lidar, além de pesar somente 590 g contra 13,15 kg do irmão maior. Com isso, ele pode ser inserido no desenho do automóvel, tornando o layout mais agradável e aerodinamicamente mais eficiente. No entanto, com menos lasers, o dispositivo pode detectar 300.000 pontos por segundo contra 1,3 milhão do Lidar.

Além disso, a varredura vertical também é reduzida, passando de ± 26,8° para ± 15°. Dessa forma, para compensar, seria necessário instalar dois ou três Pucks a bordo de um automóvel autônomo para apresentar eficiência parecida com o Lidar, mas o custo seria exorbitante.

A Velodyne já trabalha em uma versão de 32 lasers, mas seu preço deverá ficar entre US$ 30.000 e US$ 40.000. A ideia da empresa americana é reduzir ainda mais os custos dos rastreadores lasers para US$ 1.000 por peça, mas somente a longo prazo. Para a companhia, isso se dará através da automação e produção em larga escala, já que atualmente o Lidar é montado manualmente.

[Fonte: Autopia]





  • Tosoobservando

    Nao vem para o Brasil.

    • Black Cat Dj

      Não vai demorar para os camelôs amassarem uma lata e encher com aqueles laser dourados e vender falando que o carro vira autônomo.

  • Paulo Sípoli

    Acho que a medida de altura é em polegadas… correto?

    • Natanael Gomes Lima

      Não cara, pelo que entendi a medida é dada em centímetros (cm).

      • Paulo Sípoli

        Aquilo ali na mao da mulher tem mais que 4cm…

        • Linkera

          Como você sabe que a mão é de mulher? hahaha

        • Natanael Gomes Lima

          Então esse deve ser o Lidar de 10 cm, que a mulher está segurando e não o Puck de 4 cm que diz na matéria.



Send this to friend