Europa Mercado Opel Vauxhall

Opel deve anunciar novo plano estratégico visando lucratividade no dia 9 de novembro

opel-frankfurt-2017-2 Opel deve anunciar novo plano estratégico visando lucratividade no dia 9 de novembro

A Opel-Vauxhall deve anunciar no dia 9 de novembro, seu plano estratégico para os próximos anos. O objetivo será alcançar a lucratividade esperada por Carlos Tavares, CEO da PSA, a nova controladora das marcas alemã e inglesa. Sob pressão dos custos e das emissões de poluentes, as duas marcas agora precisarão rever suas filosofias de trabalho para alcançar uma redução nos gastos que se converta em ganhos para a proprietária francesa e seus acionistas, sendo os principais a família Peugeot, o governo francês e a chinesa Dongfeng.



Embora não mencione algo específico sobre os produtos, a Opel deverá utilizar-se essencialmente de motores e plataformas de origem PSA que, segundo Tavares, são mais eficientes que as utilizadas pela montadora teuto-britânica, oriundas da GM. A PSA já disse que não quer continuar pagando direitos de uso sobre as tecnologias da gigante de Detroit. Por conta disso, deve acelerar a sinergia para que haja uma mudança rápida no portfólio, a fim de adotar bases como PF1, EMP2 e CMP, esta chegará nos próximos anos e é um desenvolvimento com a Dongfeng.

Tavares teme que não haja tempo para as mudanças nos motores, considerados essenciais para que a Opel-Vauxhall atenda os novos requisitos ambientais da União Europeia até 2020. No entanto, essa relação entre reduzir emissão e pagar por tecnologia de “terceiro” é bem delicada para a PSA. Tanto que o Ampera-E pode ter seu fim abreviado por conta do baixo volume produzido nos EUA. Comenta-se que a GM tem enorme prejuízo na fabricação de cada exemplar do elétrico e por isso estaria fazendo poucos carros para não perder mais dinheiro.

Portanto, a PSA terá de acelerar a hibridização dentro da Opel utilizando powertrains que só estarão disponíveis a partir de 2018. Por ora, parte dessa mudança toda começou com os crosssovers Crossland X e Grandland X, que utilizam plataformas PF1 e EMP2 da PSA além de seus motores.

O futuro da gama Opel-Vauxhall não parece difícil de ser vislumbrada. A base EMP2, modular, deve substituir a D2XX no Astra, fazendo o mesmo em relação ao sucessor do Insignia, que deve ter entre-eixos de 2,84 m, assim como Peugeot 5008 e Grand C4 Picasso. O próximo 508 deve seguir o mesmo padrão.

No caso do Corsa e Adam, a base modular CMP deve chegar entre 2019 e 2020 para atender a dupla, assim como futuros modelos da Peugeot Citroën dentro e fora da Europa, notadamente na China e no Mercosul. A expectativa é que as mudanças na Opel ampliem seu mercado para fora da Europa, alcançando países onde a marca poderia elevar os ganhos da PSA, tal como o Mercosul e China.

No momento, a PSA anuncia que as operações financeiras de Opel e Vauxhall serão unificadas em uma nova empresa, que deverá ser um dos pilares da nova estratégia, que deve beneficiar uma rede de 1.800 concessionários em 11 países. O gerenciamento será feito com a experiência obtida junto à PSA Finance e ao banco BNP Paribas.

Outra questão é o emprego. É certo que haverá muito mais demissões na Opel e na Vauxhall, já tendo começado na segunda, onde 400 empregados de Ellesmere Port, Reino Unido, foram dispensados. Tavares diz que as plantas da PSA são mais eficientes e estão ociosas, mas existem seis fábricas das novas empresas do grupo, especialmente na Alemanha e leste europeu. Fechar fábricas é uma questão difícil para a maior montadora da Europa.

 

  • Cleidson

    Traz pro Brasil. Aqui o pessoal topa pagar uma fortuna pelos carros. Em seguidinha a Opel tem lucro. Se trouxer Corsa, Astra e Zafira, então… o povo pira.

    • ViniciusVS

      Sem dúvidas… Ta cheio de viúva da Opel que acha o Corsa C melhor que o Onix.

      • No_Name

        O C talvez não, mas o D (agora chamado de E) da Europa não resta dúvidas.

        • ViniciusVS

          Sim, o E é melhor que o Onix.

          Falo das viúvas mesmo, aqueles que ficam ” saudade da Opel…” como se o Corsa 2012 tivesse mais qualidades que o Onix…

          De modo geral os modelos atuais são bem melhores que os Opel tupiniquim. Eu tinha uma Meriva 2011 que vendi ano passado e fiquei alguns dias com uma Spin 2018 AT6. A Spin da de 10 a 0 na Meriva, tem o rodar muito melhor, direção elétrica bem mais leve, é um carro bem mais agradável de usar. Em questão de segurança a Spin é 0 estrelas mas já tem aço de ultra resistência e outras melhorias que a Meriva não tem… Em outras palavras se a linha atual é ruim a linha Opel Tupiniquim é pior.

          • Cesar Oliveira

            Vinicius me desculpe, mas a Meriva foi considerada um dos piores carros da Opel. A Spin veio para substituir a Meriva e Zafira ao mesmo tempo, só que com o porte da Zafira, e a nova versão foi considerada inferior por quase todos na época de lançamento. Tirando Spin, Onix e Montana gosto da linha Chevrolet.

            • ViniciusVS

              Spin é um compacto e substitui a Meriva que é outro compacto.

              Zafira é um Astra monovolume e saiu de linha sem um substituto direto que no caso seria o Cruze monovolume.

              E sim, se a Meriva é um dos piores carros da Opel o que falar do Corsa então? kkkkkk

            • No_Name

              Um dos piores carros da Opel porque foi criada por brasucas! Tudo que brasileiro põe a mão, estraga kkkkk.

      • Marcio Souza

        Não sei que parâmetro vc usa, mas em alguns aspectos é sim.

        • ViniciusVS

          Quais aspectos? não consigo ver nenhum onde o Corsa nacional é melhor…

          • Marcio Souza

            Posição de dirigir, performance, manutenção.

            • ViniciusVS

              Performance? manutenção? praticamente o mesmo motor/Câmbio
              Posição de dirigir? plataforma antiga…

              Enfim…

              • th!nk.t4nk

                Só eu acho estranho essa comparação entre Corsa antigão e o Onix atual? Lógico que o Onix tem que ser melhor, mas a questao é que ele melhorou muito pouco em relaçao ao que deveria. Se 15 anos depois ainda resta alguma dúvida sobre melhorias, putz entao tá muito ruim mesmo. Temos que comparar produtos atuais com produtos atuais, aí sim dá pra afirmar algo.

      • Rafael Pereira da Silva

        A GM ainda tem a Buick para o segmento entre a chevrolet e a Cadillac, talvez fosse a melhor ideia para concorrer com as nipônicas Honda/Toyota.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Mas a Chevrolet detém o direito de uso destas marcas no Brasil e dificilmente faria uma acordo com a PSA.

  • Jorge Osório Cortese Magalhães

    Ô redação! Vai lucrar só um dia no ano…

  • Rafael Pereira da Silva

    Para mim a Opel morreu em essência quando foi vendida, e se bobear a PSA tbm.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    A PSA mal sabe o que fazer com suas tres marcas aqui no Brasil. Não ha motivo pra trazer uma quarta marca para ficar embaralhada com Peugeot e Citroën. Deveriam investir mais na DS, marca com muito potencial por aqui, trazendo os novos SUV.

    • Valber Santana Coelho

      Aqui é aqui lá é lá amigo,o pepino deles é com a Opel na Europa não aqui comentário sem pé e sem cabeça.

      • Fernando Bento Chaves Santana

        Veja que ha comentários no post sobre a possibilidade de trazerem a Opel para o Brasil. Apenas não quis responder a ninguém em específico.

        • Edson Fernandes

          Fique a vontade para postar qualquer coisa que seja referente a materia, como vc bem fez.

  • pedro

    Não é difícil, pois basicamente, a Opel só tem a família Astra e Insignia novos, o resta está em meio ou fim de ciclo.

  • Lorenzo Frigerio

    Item no.1: voltar ao Brasil e trazer o Insignia.

    • th!nk.t4nk

      É meu único medo com a venda da Opel: que acabem com o Insignia. É um baita carro, com um custo x benefício excelente. Mesmo nao sendo um carro premium, é um sedã de muito respeito.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend