_Destaque Argentina Chile México Mercado

Os carros à venda na Argentina, Chile e México que não são oferecidos no Brasil

carros-vendidos-chile-argentina-mexico

Basta acessar uma notícia sobre salões de automóveis realizados no mundo à fora, por exemplo, para perceber que os brasileiros não são tão bem servidos quando o assunto é veículos. Grande parte das montadoras oferecem uma vasta gama com diversas opções para os consumidores, mas poderia ser melhor: na Argentina, no Chile e no México, há dezenas de automóveis bastante interessantes que, na maioria das vezes, as empresas nem ao menos cogitam traze-los ao Brasil.

Para mostrar essas diferenças, consideramos as 10 montadoras que mais vendem no País (considerando os números registrados de janeiro a setembro, segundo dados divulgados pela Fenabrave) e seus respectivos modelos oferecidos nos outros três países. Confira abaixo a lista (mas antes disso, corra para buscar um lencinho para ir enxugando as lágrimas):

Chevrolet

tahoe-suburban-texas-2

A Chevrolet é a que mais vende no mercado nacional e é também uma das que mais apresentam as maiores divergências em suas gamas na Argentina, no Brasil, no Chile e no México. No caso da Argentina, a empresa oferece o compacto Spark, que por aqui poderia se posicionar como um bom substituto para o já extinto Celta. O modelo é usa um motor 1.0 litro de quatro cilindros com 81 cv e tem preço inicial de 264,1 mil pesos.

Há ainda a segunda geração da Captiva, com motores de 167 e 184 cv e capacidade para levar até sete pessoas. O SUV tem preço inicial de 457,6 mil pesos. A lista também inclui outros modelos descontinuados por aqui, como o Classic, Agile e a dupla Sonic hatch e Sonic sedã.

No Chile, há o compacto Spark GT (com motor 1.2 de 82 cv), o sedã Sail (com motor 1.4 de 102 cv ou 1.5 de 110 cv), a minivan de sete lugares Orlando (com motor 2.0 de 165 cv) e os SUVs Traverse (neste caso com oito lugares e motor 3.6 de 285 cv), Tahoe (também de oito lugares, com motor 5.3 V8 de 360 cv) e Suburban (de oito lugares, com motor de 360 cv). Há ainda as picapes D-Max e Silverado, a primeira com motor 2.5 turbodiesel de 165 cv e a segunda com um 5.3 V8 de 360 cv. O Sonic também é oferecido por lá. Os preços dos modelos, no entanto, não estão disponíveis no site da marca.

Já no México, a lista é ainda maior: há modelos interessantes, como o Spark de nova geração (com motor 1.4 de 100 cv e preços que partem de 173,4 mil pesos), o sedã Aveo (dotado de um bloco 1.6 de 105 cv e preço inicial de 164,9 mil pesos) e uma vasta linha de utilitários-esportivos, o que inclui o Equinox (com motor 2.4 de 186 cv e que parte de 354,9 mil pesos), Traverse (SUVzão de sete lugares, com motor 3.6 V6 de 284 cv e preço inicial de 653,4 mil pesos), Tahoe (modelo com sete lugares, motor 5.3 V8 de 360 cv e preço de 724 mil pesos) e Suburban (também com motor V8 de 360 cv, por 812,9 mil pesos).

A lista inclui ainda as picapes Colorado (com motor 3.6 V6 de 308 cv e preço de 436,4 mil pesos), Silverado (que usa um motor 4.3 V6 de 290 cv e 5.3 V8 de 360 cv e preços entre 301,8 mil pesos e 543,9 mil pesos) e Cheyenne (com motor 5.3 V8 de 360 cv e preço inicial de 500,7 mil pesos). Há também o superesportivo Corvette, com motor V8 de 465 cv e preço inicial de 1.262.700 pesos e o elétrico Volt, que oferece autonomia de 676 km e preço de 680,4 mil pesos.

Fiat

fiat-500x-usa-1

Na Fiat, a linha argentina oferece como principal diferencial em relação a brasileira é o Doblò Cargo de nova geração, com motor 1.4 Fire de 95 cv e preços a partir de 324,5 mil pesos.

Já no Chile, há a minivan 500L Trekking, com motor 1.4 litro a gasolina de 95 cv ou 1.3 turbodiesel de 85 cv, com preço inicial de 11.990.000 pesos, e o crossover 500X, com motor 1.6 de 110 cv, 1.4 turbo de 140 cv e 1.4 turbo de 170 cv, com preços que partem de 12.990.000 pesos. Há ainda a minivan Qubo, por 8.990.000 pesos, e a picape Fullback (derivada da Mitsubishi L200 Triton), com motor 2.4 turbodiesel de 155 ou 180 cv e preço inicial de 17.600.100 pesos.

No México, a linha dispõe também da minivan 500L, com motor 1.4 turbo de 160 cv, e preço inicial de 354.900 pesos, e o crossover 500X, com motor 2.4 litros TigerShark de 185 cv, por a partir de 384.900 pesos.

Volkswagen

volkswagen-scirocco-2014-13

No caso da Volkswagen, os argentinos podem adquirir o cupê esportivo Scirocco. O modelo é ofertado por lá com motor 1.4 TSI ou 2.0 TSI, com preços de até US$ 49,2 mil. No Chile, há o Polo (com motor 1.6 de 105 cv e preços que partem de 9.390.000 pesos), o Polo Sedan (também com motor 1.6 de 105 cv e preço inicial de 9.190.000 pesos), a versão Cabriolet do Fusca (com motor 1.4 TSI, por 17.990.000 pesos) e o Scirocco (motores 1.4 TSI e 2.0 TSI e preço inicial de 14.990.000 pesos).

Por fim, no México há a perua aventureira CrossGolf, que usa motor 1.4 TSI de 150 cv, com preço de 344,9 mil pesos, o hatch Polo, com motor 1.6 aspirado de 105 cv ou 1.4 TSI de 105 cv (o preço inicial é de 194.990 pesos), o Polo GTI (dotado de motor 1.8 TSI de 190 cv e câmbio DSG de sete marchas e dupla embreagem, com preços a partir de 335 mil pesos) e o sedã Vento (baseado no Polo, com motor 1.6 de 105 cv e preço inicial de 179.990 pesos).

Hyundai

hyundai-i10-2017-1

A linha da Hyundai na Argentina se diferencia pelo Genesis Coupé, com motor 2.0 turbo de 275 cv, e o compacto Grand i10 na versão hatch e na sedã, com motor 1.2 de 87 cv. Há também o Veloster, descontinuado por aqui. Os preços dos modelos não estão disponíveis no site.

No Chile, há a nova geração do Elantra, que deverá chegar ao mercado brasileiro em meados do ano que vem. Por lá, o sedã tem preço inicial de 9.790.000 pesos e usa um motor 1.6 litro aspirado de 130 cv, com câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas.

A lista inclui também o Eon, menor modelo da marca, com motor 0.8 litro de 56 cv e preço inicial de 4.590.000 pesos, o Grand i10 nas versões hatch e sedã, com preços de 5.590.000 pesos e 6.590 pesos, respectivamente, com motor 1.0 de 65 cv com câmbio manual de seis marchas ou 1.2 de 86 cv com caixa automática de quatro velocidades, e o Accent hatch e sedã (7.890.000 pesos e 7.290.000 pesos) com motor 1.4 litro de 100 cv com câmbio manual de seis marchas e automático do tipo CVT ou 1.6 litro de 124 cv e transmissão manual de seis velocidades ou automática de quatro relações.

No caso do México, a marca oferece também o novo Elantra, por a partir de 260.400 pesos, com motor 2.0 de 150 cv e câmbio automático de seis marchas, além da nova geração do Tucson (também com previsão de chegada ao mercado brasileiro para 2017), com motor 2.0 de 185 cv e preço inicial de 349.900 pesos, e a nova geração do Sonata, este por 340.235 pesos, com motor 2.4 de 210 cv. Há ainda os compactos Grand i10 e Grand i10 Sedan, por a partir de 146.150 pesos e 153.150 pesos, respectivamente, com motor 1.2 Kappa de 89 cv.

Toyota

Toyota GT 86

A divisão argentina da Toyota oferece o cupê esportivo Toyota 86, com motor 2.0 litros de quatro cilindros, que rende 200 cv e 21 kgfm de torque, com câmbio manual ou automático, ambos de seis marchas e tração traseira. O modelo tem preço inicial de 868.970 pesos, podendo chegar a 1.125.820 pesos. Há ainda o Land Cruiser Prado, por a partir de 1.776.390 pesos, com motor 4.0 V6 a diesel de 275 cv, e o Land Cruiser 200, que custa 2.673.040 pesos e usa um motor 4.4 V8 a diesel de 265 cv.

Na linha chilena, as diferenças são ainda maiores. Há o Yaris Sport (hatch de 8.990.000 pesos, com motor 1.5 de 108 cv), Yaris (sedã compacto de 7.990.000 pesos, com motor 1.5 de 106 cv), Urban Cruiser (hatch de 13.390.000 pesos, com um 1.3 de 100 cv), Auris (hatch médio de 12.990.000 pesos, com um 1.6 de 133 cv), Rush (utilitário compacto de 10.990.000 pesos, que usa um 1.5 de 108 cv), 4Runner (SUV médio que custa 22.990.000 pesos e usa um 4.0 de 280 cv), Land Cruiser (SUV nas versões três e cinco portas, por a partir de 31.190.000 pesos, com um 2.7 de 165 cv), FJ Cruiser (SUV de 28.190.000 pesos, com motor 4.0 de 270 cv) e Sequoia (SUV familiar de 45.590.000 pesos, com um 5.7 de 382 cv).

Já no México, há o Avanza (minivan com motor 1.5 de 104 cv e preço inicial de 216.200 pesos), Yaris (hatch e sedã, ambos por a partir de 202.100 pesose com motor 1.5 de 107 cv), Sequoia (SUV de 840.400 pesos, com motor 5.7 V8 de 382 cv), Sienna (minivan luxuosa que custa a partir de 486.900 pesos e tem motor 3.5 V6 de 300 cv), Highlander (SUV de 510.500 pesos, com motor 3.5 V6 de 275 cv) e Land Cruiser (SUV de 1.413.300 pesos com motor 5.7 V8 de 382 cv).

Ford

ford mustang 2016 2

A Ford oferece na Argentina um dos modelos mais pedidos pelos consumidores brasileiros. A nova geração do muscle-car Mustang está disponível por lá com preço inicial de 1.422.670 pesos e com motor 5.0 litros V8 de 421 cv e 54 kgfm de torque, acoplado a um câmbio automático de seis marchas e tração traseira. Há ainda o SUV Kuga, oferecido por a partir de 794.200 pesos, com motor 2.0 de 240 cv, câmbio automático de seis marchas e tração integral.

Já no Chile, além do Mustang (com motor V8 de 440 cv), há os SUVs Escape (com motor 2.5 iVCT de 172 cv e 2.0 EcoBoost de 240 cv por a partir de 14.790.000 pesos), Explorer (com sete lugares, motores 2.3 EcoBoost de 285 cv e 3.5 TiVCT de 295 cv, e preço inicial de 20.990.000 pesos) e Expedition (com oito lugares, motor 3.5 EcoBoost de 370 cv e preço inicial de 28.990.000 pesos). Há ainda a nova geração da picape F-150, que custa a partir de 19.190.000 pesos e usa um motor 3.5 Ti-VCT V6 de 285 cv, um 5.0 Ti-VCT V6 de 390 cv ou um 3.5 V6 EcoBoost de 370 cv.

Por fim, no México, há o Mustang (com motores 2.3 EcoBoost de 320 cv, 5.0 V8 de 440 cv e 5.2 V8 de 530 cv) por a partir de 509.900 pesos, o hatch esportivo Focus RS (com um 2.3 EcoBoost de 354 cv por 674 mil pesos), o SUV Escape (com um 2.5 de 170 cv e um 2.0 de 245, por a partir de 346,9 mil pesos), o SUV de sete lugares Explorer (com motor 3.5 V6 de 295 cv e preço inicial de 604 mil pesos) e o SUV de oito lugares Expedition (com motor 3.5 V6 EcoBoost de 776,1 mil pesos).

Há também a picape F-150 de nova geração, conhecida por lá como Lobo, com motores 3.5 EcoBoost de 370 cv e 5.0 V8 de 390 cv, por a partir de 599,7 mil pesos, e a nova F-250, com um 6.7 de 308 cv e preço de 806,6 mil pesos.

Renault

clio-rs-2014-1

Na Renault, a divisão argentina oferece o hatch médio Megane de terceira geração (na Europa, o modelo já é oferecido em sua quarta versão), dotada de um motor 1.6 aspirado de 145 cv, com preço de 381,4 mil pesos. Há também o esportivo Megane R.S., com um motor 2.0 litros turbo de 265 cv e preço de 730 mil pesos.

Já no Chile, há também o Megane III, com um motor 1.6 de 105 cv e preço inicial 9.990.000 pesos, e o Megane R.S., com um 2.0 litros turbo de 265 cv e preço de 22.990.000 pesos. A lista inclui ainda a quarta geração do hatch compacto Clio, em versões convencionais (por a partir de 9.990.000 pesos e com motores 0.9 turbo de 90 cv e 1.2 de 75 cv) e na esportiva R.S. (por 17.690.000 pesos e com motor 1.6 turbo de 200 cv). Os utilitários-esportivos Koleos e Captur, que chegarão ao Brasil em breve, também são vendidos por lá, assim como os elétricos Zoe (24.990.000 pesos) e Fluence Z.E. (13.600.000 pesos).

Por fim, no México, há o SUV Koleos (a partir de 355,9 mil pesos, com motor de 173 cv), o esportivo Clio R.S. (por 403,7 mil pesos, com motor 1.6 de 200 cv) e o elétrico de dois lugares Twizy, que custa 290,7 mil pesos.

Honda

honda-pilot-2016-1

A respeito da Honda Argentina, não há nenhum modelo que não é oferecido por aqui. Pelo contrário: a divisão argentina ainda vende a antiga geração do Civic – o sedã estreou sua décima geração no mercado brasileiro em outubro.

A divisão chilena oferece o SUV Pilot, com motor 3.5 V6 de 285 cv e preços a partir de 26.990.000 pesos. A linha irá disponibilizar ainda da nova geração da picape Ridgeline.

Já no México, há a nova geração do Civic Coupé, com motor 1.5 turbo de 176 cv e preço inicial de 369,9 mil pesos, a minivan Odyssey (com motor 3.5 V6 de 254 cv e preço inicial de 479,9 mil pesos) e o SUV Pilot, que usa um 3.5 V6 de 284 cv e tem preço de 574,9 mil pesos.

Nissan

Nissan Qashqai

Na Argentina, a Nissan oferece o monovolume Note (com motor 1.6 litro de 110 cv e preço inicial de 269.850 pesos) e a nova geração da picape Frontier (com um 2.3 litros turbodiesel de 190 cv e preço inicial de 599.999 pesos.

No Chile, a linha dispõe do Note (por a partir de 10.390.000 pesos e com motor 1.6 de 110 cv), novo Altima (com motor 2.5 de 186 cv e preço inicial de 16.190.000 pesos), o esportivo 370 Z (com um 3.7 V6 de 336 cv e preço de 26.490.000 pesos) e nova geração da Frontier (que usa um 2.3 a diesel de 190 cv e tem preço inicial de 13.601.700 pesos).

Há ainda os SUVs Qashqai (com um 2.0 de 145 cv e preço de 12.890.000 pesos), X-Trail (com um 2.5 de 175 cv e preço de 15.990.000 pesos), Pathfinder (3.5 V6 de 265 cv e 19.990.000 pesos), Murano (3.5 V6 de 265 cv e 26.990.000 pesos) e Juke (1.6 de 120 cv e 12.490.000 pesos).

Por fim, no México, há os modelos Note (por 195,2 mil pesos, com um motor 1.6 de 110 cv), 370Z (com preço de 576,9 mil pesos e motor 3.7 V6 de 336 cv), Maxima (por 534,5 mil pesos e com motor 3.5 de 304 cv) e Altima (por 378 mil pesos e com motor 2.4 de 184 cv).

Do lado dos SUVs, há lista inclui o Pathfinder (com um 3.5 V6 de 264 cv e por 562,3 mil pesos), o X-Trail (com motor e preço de 355 mil pesos) e Juke (com motor 1.6 turbo de 190 cv e por 344,1 mil pesos). Há também a nova picape Frontier (por a partir de 319,1 mil pesos e com motor 2.5 turbodiesel de 160 cv) e o elétrico Leaf (que custa a partir de 499,9 mil pesos).

Jeep

jeep patriot 2016

No caso da Jeep, as divisões argentina, chilena e mexicana se diferenciam da brasileira por oferecer o Patriot. O modelo tem preços de 15.990.000 pesos no Chile e 329,9 mil pesos no México.

Na Argentina, o Jeep Patriot é equipado com um motor 2.0 litros de 156 cv e 19,4 kgfm ou 172 cv e 22,4 kgfm, com câmbio manual de cinco velocidades ou automático CVT de seis velocidades.

No Chile, há um propulsor 2.4 litros Tigershark, que consegue entregar 186 cavalos de potência e 23,6 kgfm de torque, com câmbio automático de seis marchas e tração nas quatro rodas.

Já no México, há um 2.4 litros, que rende 174 cv e 22,8 kgfm, com caixa automática de seis velocidades e tração 4×2.







Send this to friend