10 Carros com melhor custo/benefício dos EUA (2022)

Dizer que um carro é uma boa compra envolve diversos fatores. Quando eles se equilibram de forma atrativa, dizemos que tal modelo tem um bom custo-benefício, o que pode significar coisas bem diferentes aqui e em outros mercados.


Quando olhamos para as opções disponíveis nos Estados Unidos, por exemplo, vemos que a régua é bem mais alta por lá. Afinal, estamos falando de um dos principais mercados automotivos do mundo, com uma quantidade muito maior de opções em relação ao Brasil.

Esse cenário torna mais fácil encontrar modelos com bom custo-benefício. Além dos preços mais atrativos e da qualidade superior dos produtos, a forte concorrência obriga as marcas a continuar nessa direção.

Pensando em tudo isso, decidimos montar uma lista com algumas (das muitas) opções que tem um bom custo-benefício no mercado norte-americano. Incluímos modelos compactos, sedãs, SUVs, uma picape e até um modelo esportivo.

Para facilitar, ordenamos esses modelos por preço, destacando suas versões, conjuntos mecânicos e a lista de equipamentos de série. Os valores citados em destaque são sempre da versão de entrada de cada veículo, mas as imagens são ilustrativas.

Confira como ficou essa lista e nos diga nos comentários qual modelo você gostaria de colocar na sua garagem!

1) Chevrolet Spark – US$ 13.600

É claro que o custo-benefício de um carro não leva em conta apenas seu preço, mas é difícil não citar esse fator quando o valor de entrada é tão baixo quanto o Chevrolet Spark, que começa em US$ 13.600.

Confira as mais de 150 listas Top 10 que temos no nosso site!

O carro mais barato da marca (e do mercado como um todo) nos Estados Unidos é vendido em oito versões diferentes, o que permite escolher a opção ideal com mais facilidade. Todas vem com o motor 1.4 Ecotec de 100 cv e 13 kgfm, aliado ao câmbio manual de cinco marchas ou CVT.

Ainda que ninguém espere tanto de um carro nesse valor, o Spark vem de série com multimídia de 7 polegadas com Apple CarPlay e Android Auto, Bluetooth e Wi-Fi, controle de tração e estabilidade, assistente de partida em rampas, câmera de ré, dez airbags, entre outros.

Seu motor não é tão potente para os padrões nos EUA, mas entrega um consumo muito interessante para quem quer gastar pouco, fazendo 12,3 km/l na cidade e 16,1 km/l na estrada.

2) Volkswagen Jetta – US$ 18.995

Se alguns modelos dessa lista são desconhecidos dos brasileiros, o Jetta está numa situação oposta. Ainda que o sedã tenha recebido algumas novidades que não vimos por aqui, no geral ele tem muito do que a marca oferece no Brasil.

A diferença, é claro, é seu preço. Partindo de US$ 18.995, ele é o modelo mais em conta que a Volkswagen oferece aos norte-americanos. Sua versão convencional mais cara (SEL Premium) chega a US$ 28.045, enquanto a esportiva GLI Autobahn atinge US$ 30.745.

Além do fator preço, o Jetta oferece um bom espaço para cinco ocupantes, tem um consumo interessante na estrada (16,5 km/l), conta com um bom valor de revenda por lá e ainda vem bem equipado em todas as versões.

Prova disso é que a versão de entrada S, equipada com motor 1.4 turbo e câmbio manual de seis marchas, já vem com rodas de 16 polegadas, luzes em LED, piloto automático, volante multifuncional, câmera de ré, seis airbags, entre diversos outros equipamentos.

3) Kia Soul – US$ 19.190

Fora do mercado brasileiro desde o começo de 2020, o Kia Soul continua sendo uma boa opção nos Estados Unidos. Além das novidades no interior, seu visual ficou ainda mais peculiar, o que agrada quem gosta desse estilo.

Os norte-americanos podem comprá-lo por US$ 19.190 na versão de entrada LX, sendo que o Soul ainda tem as configurações S, GT-Line (foto), X-Line e EX. Todas vem com motor 2.0 aspirado de 149 cv e câmbio automático.

Se esse conjunto mecânico parece fraco, a Kia ainda oferece a versão topo de linha com o motor 1.6 turbo de 204 cv e 26,9 kgfm, com câmbio de dupla embreagem e sete marchas. Nesse caso o preço já pula para US$ 27.790.

Os destaques do Soul, além do visual, incluem seu espaço interno e a lista de equipamentos. Desde a versão mais barata, ele vem com multimídia de 8 polegadas, câmera de ré, seis airbags, controle de estabilidade, monitoramento de pressão dos pneus e ar-condicionado.

A Kia ainda oferece diversos pacotes opcionais para todas as versões, incluindo itens como bancos elétricos, multimídia de 10,25 polegadas, visual esportivo, entre outros.

4) Nissan Sentra – US$ 19.510

A Nissan acertou em cheio no visual do novo Sentra, sendo difícil encontrar alguém que não tenha gostado dessa geração do sedã. Ele é oferecido em quatro versões nos Estados Unidos, com preços que variam entre US$ 19.510 e US$ 22.795.

Esses valores o colocam acima do Jetta, mas abaixo da dupla Civic e Corolla. A boa notícia é que todas as versões vem com o pacote Safety Shield 360, que inclui alerta de ponto cego, alerta de saída de faixa, frenagem automática de emergência com detecção de pedestres, alerta de tráfego cruzado traseiro, assistente de farol alto, entre outros itens de segurança.

Pulando para a versão mais cara SR, o sedã aparece com rodas de 18 polegadas, bancos em couro, volante aquecido, teto solar, sistema de som da Bose e pintura em dois tons. O que não muda é o motor, sempre com a opção 2.0 aspirada de 151 cv e 20 kgfm, com câmbio CVT.

Mesmo que a motorização seja um pouco decepcionante, ainda mais pelo visual esportivo, o representante da Nissan oferece um bom pacote de equipamentos e uma diferença pequena entre a versão de entrada e a configuração mais equipada.

5) Ford Maverick – US$ 19.995

Prestes a chegar ao Brasil, a Ford Maverick é uma picape um pouco menor do que os americanos gostam, mas ainda assim oferece diversas qualidades que a colocam como uma boa opção no segmento.

Posicionada abaixo da Ranger, ela atrai os consumidores pelo preço acessível, sendo interessante até mesmo quando comparada com sedãs compactos. Sua versão de entrada custa US$ 19.995, enquanto a irmã maior parte de US$ 25.070 e a famosa F-150 passa dos US$ 29 mil.

Ela é vendida nos EUA nas versões XL, XLT e Lariat, sempre equipada com multimídia de 8 polegadas com Android Auto, Apple CarPlay e FordPass, rodas de 17 polegadas, frenagem automática de emergência, direção elétrica, câmera de ré, sete airbags, ar-condicionado e faróis de LED.

A intermediária XLT foca em equipamentos para o trabalho, enquanto a topo de linha Lariat tem bancos elétricos, rodas de 18 polegadas, chave presencial, ar-condicionado automático dual zone e outros itens de conforto.

Na parte mecânica, a picape tem a opção 2.5 híbrida, com 193 cv e transmissão eCVT, ou 2.0 Ecoboost, que entrega 253 cv e 38,3 kgfm de torque. Nesse último caso, o câmbio é automático e tem oito marchas.

6) Toyota Corolla Hatch – US$ 20.815

Ainda que a maioria prefira a praticidade e o porta-malas da versão sedã de qualquer modelo, existe uma parcela do público que não precisa desse espaço adicional e acaba comprando um modelo hatch.

No caso do mercado norte-americano, até mesmo o consagrado Corolla oferece uma opção nesse segmento. Partindo de US$ 20.815, o japonês vem sempre com motor 2.0 de 170 cv e 20,9 kgfm, associado ao câmbio CVT.

A versão de entrada SE oferece rodas de 16 polegadas, volante com paddle-shift, multimídia de 8 polegadas com Android Auto, Apple CarPlay e Amazon Alexa, pacote Safety Sense, dez airbags, entre outros.

Subindo para as configurações mais caras, o Corolla Hatch pode vir com rodas de 18 polegadas, bancos em couro com aquecimento e ajustes elétricos, ar-condicionado dual zone e até faróis adaptativos.

7) Chevrolet Trailblazer – US$ 21.600

Outro modelo com bom custo-benefício, e um visual bem chamativo como a cereja do bolo, é o Chevrolet Trailblazer. Ele parte de US$ 21.600 e aparece na linha de SUVs da marca entre o Trax e o Equinox.

É importante destacar que esse modelo não tem nada a ver com o nosso Trailblazer, que é derivado da S10. Seu tamanho o coloca na disputa nos EUA com Jeep Compass, Hyundai Tucson e outros utilitários desse porte.

Com o valor inicial citado acima, a marca oferece a versão de entrada LS, que tem motor 1.2 turbo de 139 cv e 22,9 kgfm. Subindo pela gama, ele ainda aparece com o propulsor 1.3 turbo, que oferece 157 cv e 24,1 kgfm. Ambos tem câmbio CVT.

De série, o Trailblazer vem com multimídia de 7 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay, câmera de ré, dez airbags, rodas de 17 polegadas e diversos itens de segurança, como alerta de colisão, frenagem automática de emergência e alerta de saída de faixa.

8) Hyundai Ioniq – US$ 23.600

Lembra quando falamos que um bom custo-benefício passa por diversos fatores? Se o mais importante for a eficiência, o Hyundai Ioniq é perfeito para aqueles que rodam muito e querem gastar menos.

Sua versão mais barata é a opção híbrida, que parte de US$ 23.600. Vale lembrar que a Hyundai também oferece as configurações híbrida plug-in e 100% elétrica, que custam US$ 26.800 e US$ 33.245, respectivamente.

O híbrido tem as versões Blue, SE, SEL e Limited, vindo sempre com motor 1.6 e entregando um total de 140 cv e 26,9 kgfm. Seu consumo médio fica acima dos 25 km/l, o que torna fácil entender o principal motivo para comprá-lo.

O Ioniq vem com o pacote SmartSense, que inclui assistente de farol alto, avisos de ponto cego ou saída de faixa, frenagem automática de emergência, entre outros. Além disso, ele tem painel digital e central multimídia de 8 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay.

9) Honda Insight – US$ 25.210

Se já falamos de Jetta, Sentra e até do Corolla, talvez você esteja sentindo falta do Civic. É verdade que o modelo foi renovado e tem um preço interessante, mas o custo-benefício do Honda Insight é ainda melhor.

Para quem não sabe, ele é basicamente um Civic híbrido, o que une as qualidades do sedã (como o interior espaçoso e seu ótimo valor de revenda) com um ótimo consumo de combustível. Na média, ele chega a 23,3 km/l na cidade.

Partindo de US$ 25.210 (cerca de US$ 3 mil acima do Civic), o Insight tem faróis e lanternas em LED, multimídia de 8 polegadas com Apple CarPlay e Android Auto, pacote Honda Sensing (que inclui alerta de colisão, piloto automático adaptativo e reconhecimento de placas), entre outros.

Seu conjunto tem o motor 1.5 aliado ao propulsor elétrico, gerando 152 cv e 27,2 kgfm de torque.

10) Volkswagen Golf GTI – US$ 29.545

Fechando nossa lista, e com um preço inicial um pouco mais alto, também incluímos uma boa opção para quem procura um modelo esportivo nos Estados Unidos. Nossa escolha foi o novo Golf GTI.

O famoso modelo da Volkswagen custa a partir de US$ 29.545 na versão S, lembrando que ele ainda conta com as opções SE (US$ 34.295) e Autobahn (US$ 37.995). Isso sem citar o Golf R, que entrega 319 cv e 42,8 kgfm.

Falando sobre o GTI, ele é oferecido nos EUA com painel digital, luzes em LED, rodas de 18 polegadas, câmera de ré, piloto automático adaptativo, botão de partida, carregador wireless, entre outros.

Tudo isso sem citar seu motor 2.0 turbo (o mesmo usado no Golf R), que entrega 245 cv e 41,2 kgfm. Esse conjunto leva o hatch alemão de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos.

Autor:

Deixe um comentário