*Destaque *Featured Mercado

Os carros mais vendidos do Brasil em 2017

Chevrolet-Onix-Effect-2018-1024x690 Os carros mais vendidos do Brasil em 2017

O mercado nacional cresceu 9,4% em 2017 nos segmentos de automóveis e comerciais leves com 2,17 milhões de unidades. Em dezembro, as vendas subiram 2,9% com mais de 204 mil emplacamentos. Entre os fabricantes, a GM liderou de forma absoluta com 18,2% de market share, sendo acompanhada pela Fiat com 13,4% e a Volkswagen com 12,5%. A Ford fechou em quarto com 9,5%, enquanto a Hyundai ficou em quinto, acumulando 9,3%.



Nas demais posições, a Jeep se manteve à frente da Nissan em 2017, enquanto Peugeot e Citroën superaram a Mitsubishi. A Mercedes-Benz fechou o ano passado como a marca de luxo mais vendida, seguida de BMW e Audi. Entre as chinesas, a JAC fechou em vigésimo e a Chery veio logo depois.

Chevrolet-Onix-Effect-2018-1024x690 Os carros mais vendidos do Brasil em 2017

Nos automóveis, o Onix foi imbatível com mais de 188 mil vendidos, impondo uma diferença de pouco mais de 83 mil unidades, mais do que as vendas do Gol, que ficou em quarto no ranking de 2017. O Ka foi o terceiro mais vendido e o Prisma conseguiu ficar na frente do Corolla como o sedã mais emplacado no ano passado.

Já o Compass foi o SUV mais vendido em 2017, arrebatando a liderança que anteriormente foi do HR-V. Este, por sua vez, ficou na vice-liderança e o Creta ficou em terceiro. O Focus foi o hatch médio mais vendido. Nos comerciais leves, a Strada obteve a liderança com a irmão Toro na segunda posição. A Saveiro ficou em terceiro e a Hilux foi a picape média mais emplacada. Master e HR lograram as lideranças entre vans e caminhões leves.

Confira as 30 marcas, 80 automóveis e 20 comerciais leves mais vendidos em 2017:

Marcas 2017

  1. GM – 394.088 – 18,2%
  2. Fiat – 291.322 – 13,4%
  3. VW – 272.006 – 12,5%
  4. Ford – 206.735 – 9,5%
  5. Hyundai – 201.954 – 9,3%
  6. Toyota – 189.953 – 8,8%
  7. Renault – 166.988 – 7,7%
  8. Honda – 131.076 – 6,6%
  9. Jeep – 88.189 – 4,1%
  10. Nissan – 78.810 – 3,6%
  11. Peugeot – 26.855 – 1,2%
  12. Citroën – 22.556 – 1,0%
  13. Mitsubishi – 21.864 – 1,0%
  14. Mercedes-Benz – 13.813 – 0,6%
  15. BMW – 9.951 – 0,5%
  16. Audi – 9.884 – 0,5%
  17. Kia – 8.429 – 0,4%
  18. Land Rover – 5.794 – 0,3%
  19. Suzuki – 4.548 – 0,2%
  20. JAC – 3.820 – 0,2%
  21. Chery – 3.734 – 0,2%
  22. Volvo – 3.493 – 0,2%
  23. Lifan – 3.281 – 0,2%
  24. Iveco – 2.101 – 0,1%
  25. MINI – 1.587 – 0,1%
  26. Jaguar – 1.255 – 0,1%
  27. Porsche – 1.153 – 0,1%
  28. Subaru – 1.127 – 0,1%
  29. Dodge – 911 – 0,0%
  30. Lexus – 621 – 0,0%

Automóveis 2017

  1. Onix – 188.654 unidades
  2. HB20 – 105.539
  3. Ka – 94.893
  4. Gol – 73.919
  5. Prisma – 68.988
  6. Sandero – 67.344
  7. Corolla – 66.188
  8. Mobi – 54.270
  9. Compass – 49.187
  10. HR-V – 47.775
  11. Fox – 42.716
  12. Etios – 41.986
  13. Creta – 41.625
  14. Voyage – 40.822
  15. Renegade – 38.334
  16. Uno – 34.165
  17. up! – 34.161
  18. Kicks – 33.464
  19. HB20S – 32.232
  20. Etios Sedan – 31.395
  21. EcoSport – 31.195
  22. Argo – 27.925
  23. Ka Sedan – 27.647
  24. Logan – 26.010
  25. Civic – 25.871
  26. Fit – 25.347
  27. Siena – 24.955
  28. Spin – 24.713
  29. Versa – 23.370
  30. Cobalt – 22.949
  31. Kwid – 22.576
  32. Palio – 20.138
  33. Cruze – 19.192
  34. Fiesta – 19.057
  35. Duster – 17.640
  36. City – 15.974
  37. WR-V – 15.353
  38. March – 14.052
  39. Captur – 13.742
  40. SW4 – 12.567
  41. 208 – 12.157
  42. Tracker – 12.136
  43. 2008 – 10.571
  44. ix35 – 10.254
  45. C3 – 9.881
  46. Polo – 9.529
  47. Aircross – 8.314
  48. Jetta – 7.669
  49. Cruze Sport6 – 7.328
  50. Focus Sedan – 6.163
  51. Doblò – 5.105
  52. Tucson – 5.032
  53. ASX – 4.922
  54. Classe C – 4.883
  55. Focus – 4.756
  56. Outlander – 4.675
  57. Fusion – 4.401
  58. X1 – 4.137
  59. Q3 – 4.046
  60. Golf – 3.955
  61. Sentra – 3.861
  62. GLA – 3.749
  63. Sportage – 3.639
  64. Discovery – 3.566
  65. Weekend – 3.497
  66. C4 Lounge – 3.313
  67. Trailblazer – 3.272
  68. QQ – 3.215
  69. Série 3 – 2.966
  70. A3 Sedan – 2.819
  71. Prius – 2.405
  72. XC60 – 2.349
  73. X60 – 2.268
  74. Elantra – 2.158
  75. T5 – 2.152
  76. Jimny – 2.032
  77. SpaceFox – 2.021
  78. Evoque – 1.995
  79. Pajero – 1.899
  80. Vitara – 1.830

Comerciais Leves 2017

  1. Strada – 54.870 unidades
  2. Toro – 50.723
  3. Saveiro – 42.438
  4. Hilux – 34.368
  5. S10 – 30.438
  6. Ranger – 17.830
  7. Montana – 14.872
  8. Amarok – 11.967
  9. Oroch – 11.047
  10. Fiorino – 10.947
  11. L200 – 9.946
  12. Master – 6.181
  13. Frontier – 4.057
  14. HR – 4.041
  15. Daily 3514 – 2.008
  16. K2500 – 1.650
  17. Ducato – 1.544
  18. Kangoo – 1.254
  19. Partner – 939
  20. Sprinter 313 – 620

[Fonte: Renavam]

COMPARTILHAR:
  • Eduardo Sad

    O líder de mercado, com padrão de segurança baixíssimo vende quase o dobro do segundo colocado. De fato, não sei se a verdadeira nota zero é do carro ou do consumidor!

    • ViniciusVS

      A verdadeira nota zero é da concorrência que não faz um carro seguro mantendo as características boas do líder.

      Enquanto montadoras acham que para ser “seguro” precisa ser feio, desconfortável, apertado, pelado e superfaturado, esse cenário não vai mudar.

      Carro é equilíbrio e conjunto, o mais equilibrado vai agradar o maior número de pessoas.

      O conceito de segurança vai mudando com o tempo, os carros que eram 4~5 estrelas antigamente hoje pegam no máximo 2 ou 3… O próprio Ford Ka que era elogiado aqui zerou, foi pior que o tão criticado Kwid… Outro 5 estrelas do passado que é vendido sem ESP, sem airbag lateral, sem airbag de cortina, sem apoio de cabeça central e sem cinto de 3 pontos para todos os ocupantes hoje pegaria no máximo 3 estrelas e amanhã se nada mudar vai zerar.

      • Geraldo Xavier

        Parabéns pelo comentário

      • Ricardo Gasparino

        Ótimo comentário!

      • Xandy Paiva

        Perfeito

      • fabricioaguirre

        Uma boa campanha de marketing ajudaria bastante. Digo que 90% dos compradores não sabem deste defeito de fabricação.

    • Vitor

      A concorrência não é muito diferente.

    • Paulino Lino

      É do consumidor mesmo!

    • Emanuel Schott

      Tá filhão.. qual carro nessa faixa de preço tinha cinco estrelas na bem duvidosa metodologia do Latin Ncap? De cabeça me lembro do Up!, um carro apertado, feio e caro que nem de longe faria sombra pro Onix.

      Pode ficar tranquilo que a partir de agora vai começar a surgir carros com melhores estruturas. A Ford já confirmou que vai mexer na coluna B do Ká e a GM vai fazer o mesmo com o Onix. A Fiat aposta em três estrelas pro Argo devido a sua estrutura (não tira mais porque não tem controle de estabilidade de série e nem quatro airbags), a VW já chegou com o Polo…

      • Eduardo Sad

        Ok Paizão! Em primeiro lugar, respeito! Conselho de filho pra pai, vai por mim… Em segundo lugar, em vez de ler o comentário ao pé da letra, procure ver o contexto. Assusta sim o fato de que, após a divulgação de um resultado tão pífio em questões de segurança, o Onix só aumentou a participação no Mercado. A informação está aí, pra todos lerem, de forma abundante. Esperava sim, que o desempenho de vendas caísse um pouco em razão de maior consciência e senso crítico do consumidor. E concluindo, se vc desvaloriza o Up! por critérios como beleza e alguns centímetros em espaço interno em detrimento da segurança, me desculpe, a nota zero também vai pra você!

        • Emanuel Schott

          Repito a pergunta: qual outro carro na mesma faixa de preço tem nível alto de segurança?? Como que você quer que o Onix perca mercado se o único em sua faixa de preço “seguro” peça em muitos outros quesitos??

          • Eduardo Sad

            Mais seguro que o Onix? Vamos la: Polo, Argo (apenas a comprovar), New Fiesta (em comparação aos modelos 1.4 do Onix), 208, Up!, até o Palio se saiu um pouco mais seguro…

    • Iran Borges

      Nessa faixa de consumidores o q vende carro é o valor da parcela. O caboclo vai comprar aquele q a css fizer preço ou parcela q cabe no bolso.

  • Samluzbh

    Parabéns pra Jeep que praticamente com 2 carros ficou no top 10!

    • Vitor

      Quando a marca e forte e reconhecida ela acaba se vendendo. Isso ajuda bastante na disputa com a concorrência.

      • carroair30

        Parabens ao SANDERO que cada vez mais mostra suas qualidades como espaço interno,economia,baixo custo de manutençao e motor moderno.Mesmo com tantto preconceito ficou em sexto no Brasil e em TERCEIRO na America Latina

        • armtoos2

          Baixo custo de manutenção não é não…veja no site o preço de cada revisão…a Renault tirou a mão-de-obra gratuita das primeiras revisões, como as outras montadoras fazem.

          • tjbuenf

            Isso está com cara de fan boy. Se duvidar é um vendedor de concessionária Renault.

        • adrielmenezes

          O valor da revisão do sandero é um assalto, roubo, contrassenso, imoral, etc

        • Draga

          Baixo custo de manutenção… A Oroch 1.6L, praticamente mesmo motor do Sandero, custa mais de 550 reais primeira revisão: oleo, filtro de oleo, de ar, de cabine e só… Se não é nem um pouco barato p/ mim…

        • Zé Mundico

          Depois o senhor passa na tesouraria prá receber o pixuleco……rsrsrsrss

        • Gomes

          70% das vendas de Sandero são para vendas diretas. Quem está em SP é só olhar quantos Sandero com placa de BH ou com placa que começa com P ou O, pq era se BH e foi vendido como semi novo depois

          • Fabio Gambela

            Não força, talvez cegue a 50%, mas não a 70.

            • Gomes

              Fui checar os números do Renavam. Considerando apenas Sandero, sem Stepway, foram 58.860 Sandero, dos quais 34.569 por vendas diretas, ou seja, 58,7% São VD

    • Eduardo Sad

      E tomando por base o ticket médio alto desses 2 carros, a Jeep faturou muito!

    • Gran RS 78

      Realmente a Jeep está colhendo os frutos que plantou, pois o mercado de suvs está super aquecido e ela tem dois modelos de peso. O Compass tem um visual bonito e moderno e custa mais barato que seus concorrentes diretos e ainda por cima tem opção de motor diesel pelo mesmo preço de concorrentes a gasolina. O Renegade tem um visual original e um acabamento muito superior a todos os concorrentes diretos.

  • vi.22

    N sei a razao, mas nunca vi em nenhum site ou revista os numeros de venda do stark da TAC MOTORS…

    • Zé Mundico

      Não tem números de venda porque não vende, ué
      Parece que a fábrica mudou para o Ceará mas só produziu uns protótipos e fechou de vez.

  • Lucas Valero

    Fiorino vende mais que TRITON KKKKK que fase .

    • Vitor

      São focos diferentes, apesar de estarem na mesma categoria no levantamento são categorias diferentes, não é justa a comparação.
      Pra completar a Triton tem uma concorrência difícil de se bater.

      • Rafael Lima

        E não ajuda com aquele design mais feio que briga de foice

    • Fabão Rocky

      E a L200 é uma ótima picape!!

      • Gran RS 78

        Só que essa nova geração a Mitsubishi conseguiu matar o belo visual do modelo anterior.

        • Edson Fernandes

          Se fizer como fizeram lá fora de colocarem o visual da Pajero full ou mudar para o visual da Fiat… melhora muito…

        • Fabão Rocky

          Tbm achei medonho! Tá parecendo até akelas picapes indianas feiosas da Mahindra. Os designers dessas montadoras andam c/ pouca criatividade ultimamente. Cada carro feio q foi lançado no mercado nessa década q vou te contar viu?

    • Lucas

      No mercado invertido em que Onix é líder de vendas, vender menos que Fiorino chega a significar que o carro é bom.

  • Mauro Moraes

    Seria bom citar o percentual de crescimento de cada montadora em relação a 2016.

    • armtoos2

      Lá vai: GM em 2016 teve 18,71% do mercado, este ano teve 18,2%. FIAT 14,77% em 2016 e 13,4% em 2017. Volkswagen 11,59% em 2016 e 12,5% em 2017. Hyundai teve 9,9% em 2016% e 9,3% em 2017. Toyota teve 9,00% em 2016 e 8,8% em 2017. Ford teve 8,51% em 2016 e 9,5% em 2017. Renault teve 7,06 em 2016 e 7,7% em 2017. Honda teve 6,02% em 2016 e 6,6% em 2017. Jeep teve 3,9% em 2016 e 4,1 em 2017. Nissan teve 3,55% em 2016 e 3,6% em 2017. Isso pra fechar os top 10 ok!!!

      • Michel

        Então quem mais cresceu foi a Jeep seguida da Ford?, se eu entendi bem.
        E teve mto gente aqui dizendo que A Ford sairia do país.

        • armtoos2

          Jeep cresceu só 0,2% comparado à 2016. Ford cresceu mais, Honda, Volkswagen, Renault e Nissan cresceram mais que a Jeep.

          • Michel

            GM -0,51%
            FIAT -1,37%
            VW +0,91%
            Hyundai -0,60%
            Toyota -0,20%
            Ford +0,99%
            Renault +0,64%
            Honda +0,58%
            Jeep + 0,20%
            Nissan +0,05%

            Mais fácil assim. Valeu.

            • armtoos2

              Boa…valeu.

        • Ricardo Gasparino

          Escuto que a Ford vai sair do país desde a época do Verona! Oh sina!

          • Alexandre Viotto

            A FORD é umas montadora global e está, no mínimo, entre as 10 maiores do mundo! Jamais sairá do Brasil!

  • Rodrigo

    É um verdadeiro show de horrores.
    E tem gente que ainda tem coragem de dizer que Brasileiro é apaixonado por carros.

    Eu invejo países mais desenvolvidos onde é fácil ter carro antigo, onde encontra-se peças de reposição facilmente no mercado a preços
    honestos.

    Vamos combinar que apensar de caro, o preço do automóvel vem decaindo nas últimas décadas. Quantos salários mínimos eram necessários para comprar um sedã médio a 20 anos atrás e quantos são necessários hoje. Estou usando como índice o Sal. mínimo para fins didáticos.

    • armtoos2

      O grande problema de todas as indústrias, comércios e serviços desse país é a altíssima carga tributária. As margens de lucro das montadoras, que antigamente eram super altas, com a concorrência caiu muito, e hoje já são praticamente próximas aos veículos europeus e da América do Norte…mas os impostos quebram toda a competitividade que se tem aqui. E infelizmente, para fazer carro meia boca, o valor do carro é super alto. coisa de 55-60% do valor final do carro é impostos, é ridículo. Por isso a Argentina, México, Colômbia, Chile, estão ganhando cada vez mais a produção de modelos de veículos que deveriam vir pra cá. Enquanto não se fizer uma reforma tributária nesse país, continuaremos tendo carros defasados e supervalorizados aqui. Veja, conheço uma pessoa que fazia faculdade na Alemanha, não trabalhava, e andava de Golf lá…Golf, que aqui é um carro que custa seus 85 mil, lá é carro popular. Pagamos os impostos mais caros do planeta, bem como os combustíveis mais caros também e muitas coisas mais…

      • Louis

        Imposto alto é um dos principais problemas, adicione a isso tudo que compõe o custo-Banânia: burocracia excessiva, alto índice de violência, insegurança jurídica, risco do capital investido, etc… Nâo tem como as coisas serem baratas.

        • armtoos2

          É isso aí Louis. Infelizmente, nossa realidade.

      • Guedes

        Golf não é carro popular na Alemanha. Lá ele tem versões diversas, mas entendo não ser popular. Tem o up e o Polo abaixo.
        Golf trendline custa a partir de 18 k euros. Up custa 9 mil euros.
        18 mil cotação de R$ 3.93 x 18k euros dá 70.7 mil reais. Nosso Golf custa a partir de 77k.
        O problema maior não é o preço do carro em si, mas a economia/ nosso salário é inferior.
        Esse cálculo faz cair por terra o mito do ” carro e caro no Brasil por causa de imposto”.

        • armtoos2

          Mito do carro ser caro por conta de imposto?! 60% do valor de um carro é imposto. E a alta carga tributária afeta também o bolso do consumidor, já que paga impostos do seu salário também. Então não é mito nenhum, é realidade. Você já fez a remissão da nota fiscal de um veículo?! Eu já fiz, e sei que a carga tributária é ridiculamente alta.

          • Guedes

            Imposto é um dos problemas, mas entendo não ser o principal.

            Me diga se imposto é o principal problema, como pode o Golf na Alemanha custar apenas 10% a menos do que o nosso? Não teria que custar “60%” a mais, não?

            Outra prova que a culpa não é só é dos impostos, são os sucessivos aumentos nos carros zero.

            Qualquer criança sabe da lei da demanda e da procura: não vende, o preço cai.

            Só que no Brasil, carro não vende, e o preço sobe. Culpa dos impostos também?

            Reflita.

            • armtoos2

              Reflito, até porque eu já fiz a remissão da conta pela nota fiscal do carro. o imposto é 60% do valor, tem também o custo de produção, que aqui é elevadíssimo…temos um dos custos de produção mais alto do planeta, onde energia elétrica é a mais cara, entre tantas outras coisas. Por isso o Brasil vem perdendo a produção de carros para México e Argentina. Ou você acha que vários carros são fabricados nesses países porque as fábricas deles tem mais capacidade do que as nossas?!

              • Guedes

                Você só não me explicou o porquê do Golf na Alemanha custar apenas 10% a menos do que o nosso. Cadê os 60% de impostos?

                • armtoos2

                  É simples cara, o custo de produção e os impostos lá são menores que os nossos. Não sei o que você não entendeu. Não preciso ler artigos não, já trabalhei em duas montadoras, sei do que estou falando.

                  • Guedes

                    Se o custo de produção na Alemanha é tão baixo, porque a margem no Brasil é sabidamente mais alta do que lá?
                    Eu te dei argumentos e fontes, você não me mostrou nada além de seu ponto de vista baseado em mito.

                    • armtoos2

                      A margem na Alemanha, como a Europa em geral, é de 2% a 7% dependendo do modelo óbviamente, mais ou menos a mesma margem que se tem nos EUA. Já no Brasil é sim mais alta, em torno de 10% a 12%, dependendo do modelo até mais, ou até bem menos que isso. Porém, lá fora, custos de produção são infinitamente menores do que os nossos, fora toda a cadeia de impostos, como já falei. É simples, quer a fonte?! Pega a nota fiscal do seu carro e faz a remissão da conta pra ver.

                    • Guedes

                      Quando eu comprei meu finado UP TSI em 2015, paguei 47 mil e a nota de fábrica mostrava o preço do carro como 37 mil.
                      Ou seja, a “margem” bruta da CC foi de 10 mil reais, ou quase 30%. Isso da CC.

                    • Cesar

                      A margem no Brasil é mais alta porque o risco para o investidor no Brasil é mais alto.

                    • Guedes

                      o risco no Brasil é igual ou até menor do que em outro país em desenvolvimento como o nosso. Só risco não explica as margens.

                    • Cesar

                      Acho que você não esta olhando o macro. Vamos lá:
                      Impostos;
                      Quando se fala em riscos, estamos falando em tudo associado a este risco. Pergunte ao presidente da Kia Motors o que ele achou do Inovarauto que de uma hora para outra elevou seu custo em mais de 30%. Neste mesmo momento, ninguém sabe qual vai ser a regra no setor automobilístico brasileiro.

                    • Guedes

                      Coitadinha da Kia, né? por olharem para o risco “macro” nunca montaram fábrica no Brasil. Se não estariam ferrados, pois aqui não vende carro.
                      Somos o 7° mercado mundial por coincidência, afinal vender carro aqui é tarefa árdua.

                      Brasileiro é muito exigente pra comprar carro.

                      Os 2,17 milhões de carros aqui mostram isso, mercado pífio, 7° do mundo onde existem quase 200 países.

                      Coitadinhas das montadoras.

                    • Ernesto

                      O Cesar exemplificou perfeitamente o maior risco de se investir no Brasil e aí você, como resposta ao exemplo dele, diz “coitadinha da Kia”. Agora quem não está usando argumentos é você, Guedes.
                      Infelizmente nosso País é de risco muito maior que muitos outros. Por que na crise o dinheiro sai do Brasil e vai para os EUA, por exemplo? Se o risco é o mesmo, não faz sentido fazer tal operação, já que o rendimento lá é menor que aqui.
                      Por que empréstimos para o Brasil são com juros maiores que de muitos países, se o risco aqui é igual? Gostaria que você explicasse, Sr. Guedes.

                    • Guedes

                      Eu disse que o risco aqui é igual a muitos outros países da mesma categoria de desenvolvimento. Índia, Rússia etc. EUA são a maior economia do mundo, não preciso explicar o pq de momentos de crise o dinheiro ir pra lá.
                      Em nenhum momento disse que o risco do Brasil é igual ao dos EUA. Leia meu comentário de novo e queime meia dúzia de neurônios para interpretar “países em desenvolvimento como o nosso”. Se vc acha que EUA se encaixam nessa categoria, volte duas casinhas, pras aulas de geografia.

                    • Ernesto

                      Bom, não baixarei o nível como você fez, Sr. Guedes, pelo contrário, reconheço que não havia reparado no comentário “o risco no Brasil é igual ou até menor do que em outro país em desenvolvimento como o nosso”. Para isso não preciso queimar neurônio algum, só usar a boa e velha educação, coisa que muitos, mas muitos mesmo não têm mais.
                      Bom tomar uma maracujina, faz bem para os nervos. Abs

                  • MAGRAO

                    sr guedes mas ae vc esta cometendo um erro que é o da conversão de valores do carro da alemanha onde se ganha em euros e se gasta em euros, nesse caso seria a comparação de 1/1 , seria a mesma coisa que o golf aqui no brasil custasse 18000 reais que ainda não é uma conta totalmente certa mas sim com quantos salários mínimos se compra um golf lá e quantos salários se compra um golf aqui, abçs…

                    • Guedes

                      Sim, é uma conversão classicamente burra, mas nos dá alguma visão.

                      Como estou falando e muitos não entenderam, a questão maior do preço dos carros no BRasil, entendo ser o nosso poder aquisitivo em geral. Não é por causa de imposto somente.

                      Você tocou no ponto certo: Com quantos salários mínimos se compra um golf lá e quantos salários se compra um golf aqui?

                      Independente de imposto, o brasileiro médio ganha muito mal. Metade da população do Brasil vive com salário mínimo.

                • Emanuel Schott

                  Esse Golf de 18 mil tem motor de 88cv. O equivalente ao nosso custa por volta de R$80.000 lá.

                  • Guedes

                    Então, vem mais ao encontro do meu ponto ainda. É praticamente o mesmo preço, e aqui a margem da VW ainda é maior, mesmo com todos os engôdos de se produzir no Brasil e, incluindo, a tão mal fadada e alardeada como o mal maior “carga tributária”.

                    • Emanuel Schott

                      Praticamente o mesmo preço onde cara pálida?

                      Na Alemanha
                      Golf Confortline 1.0 TSI 112 cv 2 portas (quatro portas só a partir da GTE) cambio manual 6 marchas: 21.975 euros (R$85.536) (é o mais próximo que encontrei da nossa versão mais barata, tem muita opção de configuração)

                      No Brasil
                      Golf Confortline 1.0 TSI 116/125 cv 4 portas cambio manual 6 marchas: R$78.770 (20.236 euros)

                      Na Alemanha custa R$6.000 a mais, é menos equipado e tem motor mais fraco.

                    • Guedes

                      Então, se na Alemanha é até mais caro, a pergunta que não quer calar é se lá não tem os “altos impostos” como no Brasil, por qual motivo não é mais barato lá?
                      Segundo o senso comum, Brasil o carro é caro por causa dos impostos.
                      Na Alemanha é mais caro por quê?

                    • Emanuel Schott

                      Na Alemanha não sei, aqui é por causa de imposto, não por causa de lucro como os comunistas enrustidos ficam alardeando por ai.

                    • Guedes

                      A margem de lucro no Brasil é das mais altas por causa dos impostos também!

                    • Emanuel Schott

                      O que tem a ver uma coisa com a outra?

                    • Guedes

                      Ironic mode on. Tudo no Brasil é culpa dos impostos. Ou dos comunistas

              • Guedes
                • armtoos2

                  Trecho da reportagem que você mesmo postou, de 2012, aliás: Os preços exorbitantes são decorrência de um conjunto de fatores: carga tributária excessiva, gastos elevados com matéria-prima, mão de obra e logística, falta de competitividade, margem de lucro maior do que no exterior, demanda crescente e consumidores dispostos a pagar mais.

                  E como falei, a margem de lucro não é mais tão fora do que se pratica na Europa e América do Norte, por exemplo.

                  • Guedes

                    Esse é meu ponto. Sempre colocam a conta maior nos impostos, mas pra mim isso serve como bode expiatório.
                    Imposto é só um dos fatores, não é o principal.

      • Leonardo M. G.

        Pagamos os impostos SOBRE O CONSUMO mais caros. Sobre a RENDA/Transmissão de herança, temos os mais baratos e mais mal distribuídos. Somente dois países no mundo tributam mais o consumo do que a renda: Nossa pátria idolatrada salve salve, e a potência mundial conhecida como Estônia.

      • Emanuel Schott

        Um Golf 1.0 TSI de 88 cv peladão na Alemanha custa 18 mil euros (~R$70.000). O equivalente ao nosso 1.0 TSI custa 21 mil euros (~R$80 mil), aqui custa 20 mil euros (R$77 mil) e o motor é mais potente.

        Moral da história: Golf é popular lá não porque é mais barato, é popular porque a renda dos alemães é mais alta.

  • Observador

    O Cruze sport6 foi o hatch médio mais vendido e não o focus como diz a matéria.

  • Eduardo Mello

    Correção: Hatch médio mais vendido foi o Cruze Sport6 (49º), e não o Focus (55º).

  • Ricardo Santos

    O New Civic, baita carro, fracassou por causa da ganância da Honda.

    • Gomes

      Fracassou na opinião de Quem? Se a Honda ajustou a produção e não estoque sobrando, significa que ela atingiu seu objetivo. As vezes as pessoas acham que todas as marcas e todos os modelos visam a liderança, mas na prática o que importa é a rentabilidade de cada modelo. Se a Honda colocou um valor bem mais alto nesta nova geração e as vendas estao ajustadas à produção projetada, bingo!

  • tjbuenf

    De acordo com Ghosn, a Nissan teria 5% do mercado em 2016, quando do lançamento do Kicks. Estamos entrando em 2018 e nada dos 5% da Nissan.

    • Gran RS 78

      Mas a marca fechou com 3.6%. lembrando que o Kicks sofreu queda nas vendas quando a Nissan parou de trazer do México e começou a fabrica-lo no Brasil, inclusive com mais versões. Pode esperar que esse ano a marca irá chegar nos 5% ou bem perto disso, pois eles tem intenção de trazer o Rogue e Xtrail para o Brasil, e agora que acabou as cotas de importação com o fim do inovar-auto, ela pode trazer mais quantidades do Sentra por um preço mais agressivo que seus concorrentes diretos, sem contar o novo March, que tem tudo para vender bem por aqui.

  • Evandro

    Tem umas coisas interessantes, uma que mostra que o brasileiro é tapado por natureza em ter sido vendidas 12.567 SW4 no preço absurdo que sabemos que tem, Golf que em 2014 era o desejo de consumo vender 3.955 unidades em um ano inteiro, As pickup´s medias, mostra que a VW não sabe investir mesmo no visual dos seus carros ou no marketing ou seja lá no que for, e a diferença de vendas da Oroch com a Toro é absurda, e olha que me lembro bem de um comercial da Renault colocando um touro dentro da caçamba da Oroch, quem colocou quem no bolso heim?

  • Gran RS 78

    O hatch médio mais vendido foi o Cruze sport6 e não o Focus. NA corrijam isso aí.

  • André Pira

    O Ônix vende bem porque tem bom custo benefício. Quanto a segurança; quem compra nunca pensa que um dia pode sofrer um acidente, coisa de brasileiro, primeiro quer ostentar pro vizinho, depois vem o resto.

  • Clayton Bertonha

    Questão da JEEP é que junto com FIAT faz parte do grupo FCA, uma faz rentabilidade e a outra volume, imaginem que estão super bem equilibrados e mataram à pau!
    MKT é tudo pois JEEP nada mais é que um FIAT melhorado!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email