*Destaque *Featured Carros mais vendidos Mercado

Os carros mais vendidos em fevereiro de 2018

renault kwid 2018 NA 60 1 1024x683 - Os carros mais vendidos em fevereiro de 2018

O mês de fevereiro teve alta de 14,58% em relação ao mesmo período de 2017. O mercado absorveu 151.691 automóveis e comerciais leves, sendo que o resultado foi 13,59% abaixo de janeiro, mas no acumulado do ano, o país já mostra uma recuperação com alta de 18,59%, somando 327.237 unidades emplacadas.


A GM liderou nos automóveis com 19,61%, seguida da VW com 14,40% e da Hyundai com 10,14%. Ford e Fiat ficaram com 9,99% e 8,22%. Nos comerciais, a Fiat teve participação de 36,66% contra 17,48% da VW. GM e Toyota com 13,68% e 10,93%, respectivamente. A Renault ficou em quinto com 6,81%. A Ford amargou 4,80%.

No mês, a GM liderou com 18,06%, enquanto a VW ficou com 14,68%. A Fiat ficou apenas com 11,42% e a Hyundai com 9,42%. A Ford ficou fora do quarteto líder com 9,09%. Nos demais, a Nissan passou a Jeep, enquanto a Mitsubishi passou a Citroën. A Mercedes-Benz foi a luxuosa mais vendida, mas Audi e Land Rover empataram com o mesmo número de vendas. Nas chinesas, a JAC passou pela Chery.

Nos automóveis, liderança absoluta do Onix. O HB20 se isolou em segundo e o Ka fez o mesmo em terceiro. Com a promessa de “super produção”, a Renault conseguiu emplacar bem o Kwid em quinto, atrás do Polo e deixando o Gol em sexto. O Corolla conseguiu virar o jogo e assumiu como sedã mais vendido do mês. O Compass liderou entre os SUVs. Caíram bem Prisma e Argo. Já o Sandero voltou a vender bem e ficou no Top 20. E as novidades? O Virtus ficou em 29º com 1.455 vendidos.


Nos comerciais, Strada e Toro na ponta, mas a Saveiro ficou perto da cabine dupla. Hilux vendeu pouco mais que a S10, mas nota-se que as vendas da Amarok melhoraram. A Ranger e Fiorino caíram, mas a Frontier se aproximou do Top 10.

Confira abaixo as 21 marcas, 80 automóveis e 44 comerciais leves

Marcas

1º GM 27.393 18,06%
2º VW 22.264 14,68%
3º FIAT 17.317 11,42%
4º HYUNDAI 14.286 9,42%
5º FORD 13.790 9,09%
6º TOYOTA 12.243 8,07%
7º RENAULT 11.893 7,84%
8º HONDA 9.808 6,47%
9º NISSAN 6.519 4,30%
10º JEEP 5.987 3,95%
11º PEUGEOT 1.620 1,07%
12º MITSUBISHI 1.541 1,02%
13º CITROEN 1.316 0,87%
14º KIA 984 0,65%
15º M.BENZ 900 0,59%
16º BMW 588 0,39%
17º AUDI 480 0,32%
18º LAND ROVER 480 0,32%
19º SUZUKI 343 0,23%
20º JAC 341 0,22%
21º CHERY 302 0,20%

Automóveis

1º GM/ONIX 12.797
2º HYUNDAI/HB20 7.364
3º FORD/KA 6.570
4º VW/POLO 4.942
5º RENAULT/KWID 4.506
6º VW/GOL 4.491
7º TOYOTA/COROLLA 3.869
8º GM/PRISMA 3.841
9º JEEP/COMPASS 3.786
10º HONDA/HR-V 3.600
11º FIAT/ARGO 3.546
12º NISSAN/KICKS 3.457
13º FIAT/MOBI 3.327
14º HYUNDAI/CRETA 3.070
15º TOYOTA/ETIOS HB 2.729
16º RENAULT/SANDERO 2.664
17º VW/FOX/CROSS FOX 2.581
18º HYUNDAI/HB20S 2.454
19º HONDA/FIT 2.340
20º TOYOTA/ETIOS SEDAN 2.285
21º JEEP/RENEGADE 2.200
22º FORD/KA SEDAN 2.192
23º VW/VOYAGE 2.095
24º FORD/ECOSPORT 1.899
25º HONDA/CIVIC 1.893
26º GM/TRACKER 1.821
27º GM/CRUZE SEDAN 1.754
28º GM/SPIN 1.686
29º VW/VIRTUS 1.455
30º RENAULT/LOGAN 1.341
31º FIAT/SIENA 1.326
32º VW/UP 1.292
33º NISSAN/VERSA 1.253
34º GM/COBALT 1.219
35º HONDA/WR-V 1.213
36º FORD/FIESTA 1.196
37º NISSAN/MARCH 983
38º RENAULT/CAPTUR 973
39º RENAULT/DUSTER 930
40º FIAT/UNO 764
41º HONDA/CITY 746
42º GM/CRUZE HB 697
43º PEUGEOT/208 636
44º TOYOTA/HILUX SW4 631
45º PEUGEOT/2008 584
46º HYUNDAI/IX35 554
47º CITROEN/C3 532
48º KIA/SPORTAGE 478
49º CITROEN/AIRCROSS 455
50º VW/JETTA 450
51º MITSUBISHI/ASX 395
52º VW/SPACEFOX 374
53º GM/EQUINOX 350
54º HYUNDAI/TUCSON 345
55º TOYOTA/RAV4 299
56º FORD/FUSION 299
57º CHERY/QQ 285
58º FIAT/DOBLO 264
59º LR/DISCOVERY 262
60º MB/CLASSE C 257
61º BMW/X1 254
62º FORD/FOCUS SEDAN 254
63º JAC/T40 254
64º NISSAN/SENTRA 241
65º GM/TRAILBLAZER 233
66º FIAT/WEEKEND 227
67º FORD/FOCUS 224
68º KIA/CERATO 214
69º TOYOTA/PRIUS 202
70º CITROEN/C4L 201
71º PEUGEOT/3008 196
72º VOLVO/XC60 190
73º FORD/NEW FIESTA SEDAN 182
74º MITSUBISHI/OUTLANDER 168
75º SUZUKI/VITARA 167
76º BMW/SERIE 3 165
77º RENAULT/FLUENCE 160
78º SUZUKI/JIMNY 143
79º MITSUBISHI/PAJERO 140
80º LIFAN/X60 139

Comerciais leves

1º FIAT/STRADA 4.137
2º FIAT/TORO 3.052
3º VW/SAVEIRO 2.957
4º TOYOTA/HILUX 2.152
5º GM/S10 2.014
6º VW/AMAROK 1.274
7º GM/MONTANA 977
8º FORD/RANGER 928
9º RENAULT/OROCH 760
10º MITSUBISHI/L200 747
11º NISSAN/FRONTIER 585
12º FIAT/FIORINO 523
13º RENAULT/MASTER 466
14º HYUNDAI/HR 374
15º IVECO/DAILY 3514 164
16º KIA/K2500 156
17º PEUGEOT/PARTNER 119
18º RENAULT/KANGOO 91
19º CITROEN/JUMPY 89
20º M.BENZ/SPRINTER 313 81
21º FIAT/DUCATO 54
22º M.BENZ/SPRINTER 39
23º PEUGEOT/EXPERT 35
24º RAM/2500 21
25º LIFAN/FOISON 18
26º M.BENZ/SPRINTER 415 11
27º M.BENZ/VITO 11
28º JAC/v260 10
29º EFFA/K01 9
30º CITROEN/JUMPER 6
31º FOTON/AUMARK 3.5-14DT 3
32º IVECO/DAILY 2
33º IVECO/DAILY 5516 2
34º EFFA/K02 2
35º EFFA/V21 2
36º EFFA/V22 2
37º M.BENZ/SPRINTER 311 1
38º M.BENZ/SPRINTER 515 1
39º PEUGEOT/BOXER 1
40º TOYOTA/BANDEIRANTE 1
41º SHINERAY/TRUCK 1
42º HAFEI/TOWNER 1
43º FOTON/AUMARK 3.5-12DT 1
44º FOTON/AUMARK 3.5-14ST

[Fonte: Fenabrave]

COMPARTILHAR:
  • Contador

    Meus caros, cadê o The Very Best? Acabou o estoque? Pararam de fabricar? Triste situação para os Hatchs Médios.

    • Fanjos

      Saiu até do top 100 se não me engano

      • Contador

        Nossa Senhora! É de dar medo……

        • Fanjos

          110k o Golf AT mais barato
          Esta aí o motivo

          • Contador

            E é um belo motivo!

          • Contador

            O que eu acho engraçado é que pagam até mais no Corolão e saem sorrindo da Ccs.

            • Fanjos

              Quem compra Corolla não entende de carro, e acredita piamente que Toyota é marca superior as outras, tratam como se fosse Lexus.
              É uma aberração, mas palmas para Toyota que conseguiu essa imagem

              • carlos4carros

                O Corolla é o carro mais vendido do mundo. Acho que todas essas pessoas não entendem de carro, só você.

                • Fanjos

                  Lá fora ele é um compacto barato, carro popular, não custa mais que seus rivais.
                  Veja bem, não estou dizendo que o Corolla é ruim, só estou falando que no Brasil ele tem o pior custo beneficio de todos da categoria

                  • carlos4carros

                    De novo esse papo? Todos os carros, que são médios pra nós, são compactos em alguns mercados(EUA, Europa, etc.). E o Corolla também é mais caro em outros mercados.

                    • invalid_pilot

                      Geladeira sobre rodas.

                      Pra quem quer se locomover é o carro mais Standard possível, mas aqui na Banania é tratado como “di luxo”

                    • JOSE DO EGITO

                      Nao vejo como sendo o consumidor de COROLA alienado ou qualquer coisa parecida ,eu vejo sim o COROLA como um excelente carro aliado a uma boa assistencia da TOYOTA ,por isso do sucesso no mundo todo,vamos ser sinceros,hoje quem compra carro por etiqueta esta comprando VW,e por isso o GOLF custa essa fortuna,por isso que o UP custa essa fortuna e o proximo vai ser o POLO

                    • invalid_pilot

                      Corolla é o carro mais sem graça do mercado. Vende bem porque tem gente que quer apenas isso.

                      Sem haterismo e bobeira, por favor.

                    • Nicolas_RS

                      Pior que é verdade, a 9 e 10 geração era ok por fora e lamentável por dentro.

                    • JOSE DO EGITO

                      E o POLO é sem graça ate mais do que o COROLLA ,isso fica claro na campanha publicitaria da VW que teve que assosia-lo a outro carro da marca,ou seja,ja mostrou a falta de “personalidade” do projeto

                    • invalid_pilot

                      Já vi que não dá pra ter diálogo com haterzinho mongolóide, ninguém falou de VW aqui filhão .
                      Tamo falando da Geladeira Móvel, não é demérito, mas dizer que o Corolla é moderno e arrojado, é ser pouco inteligente, vosso caso pelo jeito.

                    • JOSE DO EGITO

                      Vc que se diz muito inteligente ,fale para nos entao qual é o carro moderno e arrojado que vende bem,que tem uma boa assistencia tecnica,que tem uma boa revenda,que tem um custo de manutençao barato,diz ai alto poder de QI

                    • invalid_pilot

                      O Corolla que não é pela parte do moderno / arrojado – já que é o mesmo carro desde 2008 com atualização de powertrain .

                    • David Diniz

                      Toma cuidado pois o dia que “o carro sem graça da vovó” engatar na tua cola pedindo passagem tu nunca mais escreve besteira.

                    • invalid_pilot

                      Essa é a mentalidade do Corolleiro – ter sindrome de pint… pequeno !

                    • David Diniz

                      Vou te dar um joinha para você parar de chorar :)

                    • invalid_pilot

                      Vou te dar um joinha pela deficiência cognitiva

                    • Salim Mahmood

                      e o melhor do mundo

                    • Ernesto

                      Sem haterismo? Mas o que você acabou de fazer?

                    • invalid_pilot

                      Onde está a mentira?
                      Ou o Corolla é conhecido por ser arrojado e moderno?

                    • Ernesto

                      Este seu comentário “Essa é a mentalidade do Corolleiro – ter sindrome de pint… pequeno !
                      Primeiro cresce na mentalidade e depois vem discutir – vai cuidar do Corollinha surrado usadinho e que pagou caro.” mostra muito bem que você também é hater. Ou você acha normal esses seus argumentos?

                    • Corolla tem dois LL’s, José… dê um tapinha aí nos seus posts. Acaba chamando muita atenção por conta das caixas altas.
                      Abraço.

                    • Edson Fernandes

                      Sabe algo que eu percebo na pratica? O cara fala queo Corolla é uma “nave” aí qdo anda naquele rival pouco vendido se surpreende com o que ele oferta.

                      Mas o cara vai continuar a dizer que não tem problemas (sendo que os demais tbm não tem historico de tantos problemas assim).

                    • carlos4carros

                      Por que pelo preço que pagamos é pra ser tratado como de luxo mesmo.
                      Qual carro você compra nos EUA com US$ 100 mil? Ou na Europa com € 100 mil?

                    • invalid_pilot

                      Ai é um problema da Banania e não do Corolla ser de luxo.

                    • carlos4carros

                      Se vale pro Corolla, vale pra qualquer um.

                    • About Carros

                      Tá ligado que 100 mil reais não equivalem a 100 mil euros ou à 100 mil dólares né??

                    • carlos4carros

                      É verdade. O salário mínimo no Brasil é R$ 954 por mês e um Corolla custa R$ 100 mil.
                      O saláio mínimo nos EUA é U$ 7,25 por hora, que dá, aproximadamente, U$ 1340 por mês e o Corolla custa U$ 18 mil. Ou seja, R$ 100 mil valem U$ 5200.

                    • Hodney Fortuna

                      Nos EUA o salário por hora varia muito de estado! O de U$ 7,25 a hora são em estados mais pobres! Em Boston paga-se em média 12 dólares!
                      No brasil usando somente o salário mínimo para adquirir um Corolla XEI que custa a partir de 104 mil, são necessários 111 meses aproximadamente para comprar o carro mais popular da marca japonesa em todo o Mundo. Infelizmente no brasil o Corolla é considerado carro de alto luxo pela descompensação salarial paga ao trabalhador comum! Nos EUA vc usando o salário mínimo se compra um Corolla em até 1 ano e 4 meses, ao passo que no brasil necessita de quase 10 anos.
                      Mas seu ponto de vista por Unidade Real de Valor entre os dois países está certíssimo! 100 mil reais para nós aqui é como se fosse 5200 dólares para eles lá!

                    • Chris

                      De novo esse papo? Um carro popular em países de primeiro mundo, logo que vai ter um alto volume de vendas comparados aos de luxo. O carro é bom, mas é sem graça sim.

                • Há que se analisar que os números do Corolla são muito potencializados por suas vendas na China, onde ele se aproxima dos 400 mil veículos vendidos em um ano (quase um terço de suas vendas no mundo inteiro). Apesar de ele ser só o nono veículo mais vendido por lá, com exceção da Tiguan, todos os modelos que estão a sua frente no mercado mandarim são carros exclusivos do gigante asiático, limando-os da disputa em termos de mundo.
                  Aqui no Brasil há realmente um fenômeno com relação ao campeão de vendas da Toyota. E fenômeno nunca é possível de ser explicado totalmente por meios racionais. Pode procurar matérias ou vídeos da mídia especializada que tentam explicar a liderança do Corolla e verás que nunca existe uma explicação realmente plausível, acabando sempre ficando em suposições superficiais do tipo “a posição de dirigir agrada ao público de faixa etária maior, que é o cativo do modelo” ou “o carro não é o melhor em nada, mas também não é o pior em nada em sua categoria, sendo bem equilibrado”, mais ou menos nos termos do que ocorria com o Gol em outras épocas. Faz parte, mercado de automóvel vive da mitificação de certas marcas e/ou produtos. A Toyota merece palmas por isso como empresa privada que busca o lucro. Não é qualquer um que pode cobrar preços significativamente maiores que os da concorrência e manter uma liderança folgada mesmo assim.
                  A mística da Toyota veio dos modelos Bandeirante no Brasil. Assim que o Corolla estreou por aqui, ele já contava com a fama de confiabilidade diferenciada, antes mesmo de que o primeiro modelo do sedã médio aqui fabricado tivesse completado um ano de utilização. É mais ou menos o que ocorreu com o Gol, que pegou a fama de inquebrável e de mecânica robusta e simples do velho Fusca. Marcas de carro são assim, constroem sua história ao longo de anos e anos. Um só produto pode marcar para sempre um emblema, tanto positivamente como negativamente. E fama sobrevive por muitos e muitos anos. A Toyota vai ter que cometer um erro capital para conseguir perder a liderança no mercado de sedãs médios por aqui. Só mesmo a “morte anunciada” do segmento que vem sendo engolido pelos SUV’s para findar com o reinado do Corolla no médio prazo.

                  • Fabrício Sanches

                    Toma meu like seu lúcido.

                  • carlos4carros

                    Concordo com você. O Corolla tem fama de inquebrável e em relação a isso ele nunca decepcionou. Ninguém compra o Corolla por ser o mais bonito, o mais rápido ou o mais tecnológico. As pessoas compram porque no geral ele é um carro competente, ótimo de revenda e o pós-venda da Toyota é o melhor. Se botar na balança esses três quesitos: Carro, revenda e pós venda, o Corolla é a melhor compra da categoria.
                    Eu acho que o Corolla só perde vendas pra outro carro da Toyota. O Corolla já foi testado de várias formas e nada conseguiu derrubá-lo. Foram lançados vários SUVs compactos, os dois concorrentes mais próximas ganharam nova geração e o principal fato que poderia ter derrubado as vendas do Corolla: a crise. Nem a crise conseguiu afetar o Corolla.

                    • A única coisa que vai derrubar (e está derrubando lentamente) o Corolla são mesmo os SUV’s.
                      Agora, quanto à questão de revenda, faço um adendo: o Corolla é fácil de vender, tem percentual de desvalorização menor que a média, mas em termos de dinheiro vivo, é muito relativa a vantagem.
                      Eu me baseio em um exemplo bem particular: em agosto de 2014, última vez em que substituí meu carro, eu fiz uma verdadeira peregrinação por todas as concessionárias de marcas que ofereciam sedãs médios, sem deixar escapar nem Lancer ou Elantra. Confesso que os dois primeiros modelos descartados foram Corolla (modelo antigo) e Civic, seja pelo preço pedido, seja pelo que ofereciam. Indo mais especificamente no Corolla, era um modelo com entre-eixos diminuto (2,60 m) para a categoria (sou muito alto e tenho um filho de grande estatura, além de viajar muito com o carro cheio), 4 marchas, design externo e interno muito defasado, lista de equipamentos bem acanhada perto de praticamente todos os concorrentes. Mas eu cheguei a fazer negociação na concessionária para ter parâmetro, incluindo test drive e tudo o mais. O preço do Corolla Altis que me foi ofertado: R$ 93.499,00. E nem vou entrar no mérito do que pagavam no meu Jetta usado na negociação (a Toyota foi a pior proposta de todas, sem falar nas condições de parcelamento do saldo). Pois bem, no fim das contas optei pelo C4 Lounge Exclusive que me custou no fim do negócio exatos R$ 80.000,00 na cor metálica, sem teto solar (único opcional).
                      Pois bem, se hoje eu quisesse colocar outro C4 na garagem, me foi ofertado na concessionária na última revisão um modelo Exclusive 2018 por exatos R$ 100.000,00. Hoje tenho oferta de R$ 50.000,00 no meu carro para vendê-lo de imediato, mas vou partir para o valor de Tabela FIPE para facilitar a comparação com o Corolla, que é alguma coisa acima dos R$ 51.000,00.
                      Já o “feliz” proprietário do Corolla Altis 2014, caso opte por ir na Toyota para colocar um Altis 2018 na garagem, vai desembolsar praticamente R$ 120.000,00 em um modelo com pintura metálica, e é sem “choro nem vela”, pois a negociação de descontos para o Corolla simplesmente não existe, ao menos aqui em Goiânia. O valor de tabela FIPE para o Altis 2014 é de algo acima dos R$ 62.000,00. Entendeu onde quero chegar?
                      Você vai precisar de quase R$ 58.000,00 para levar um Corolla novo top de linha pra casa, enquanto o “pobre” proprietário do Lounge vai precisar de pouca coisa acima dos R$ 48.000,00. Esse tipo de conta ninguém faz. Só se analisa que o Altis desvaloriza cerca de 33% nesses 4 anos, enquanto o Lounge perdeu cerca de 38% do seu valor. Vale a análise, a tão falada vantagem financeira de se ter um Corolla se dilui no valor abusivo de aquisição do modelo, além do fato de que mesmo o modelo novo se aprecia além da concorrência.

                    • carlos4carros

                      Eu entendi o que você quis dizer, mas aí eu pergunto: Por que quem comprou um C4 Lounge não compra o mesmo carro quando for trocar? Os donos de Corolla só trocam o Corolla por outro Corolla. O que eu mais vejo por aí são pessoas que estão no quarto ou quinto Corolla, mas é difícil achar alguém que esteja no segundo Citroen. Você mesmo tinha um Jetta e trocou pelo C4 e não sei se vai continuar na Citroen porque o atual C4 está ficando defasado. O C4L foi lançado em 2013, era pra estar perto de receber uma nova geração, mas acabou de receber um facelift na Argentina. Ou seja, o carro vai ter mais alguns anos de mercado com essa geração. A Toyota mantém o cronograma do Corolla: A cada seis anos uma nova geração e a cada três, a reestilização. Se você for trocar de carro ano que vem vai ter o Jetta e Focus em nova geração e o Cruze e Civic reestilizados. Vai ser difícil se manter na Citroen.

                    • Olha, eu não compraria outro C4 Lounge por um único motivo: não vejo sentido em comprar outro carro exatamente igual ao meu depois de 4 anos de uso. E esse foi o mesmo motivo que me levou a descartar o Jetta quando o substituí.
                      Mas o certo é que, analisando muito o mercado quando comprei meus últimos dois sedãs médios, medindo cada característica dos concorrentes, olhando preço, condições de pagamento, conteúdo de cada modelo, a conclusão mais óbvia foi a seguinte: Corolla não (por todas as razões que citei no texto anterior). Segunda conclusão: Lancer não (péssima escolha de acabamentos internos, cabine apertada, poucos equipamentos e muito preço, câmbio CVT que “mata” o comportamento dinâmico) . Terceira conclusão: Civic não (caro, teto baixo atrás, conteúdo mais ou menos). Olhei com carinho o 408, o Sentra e o Cruze. O Elantra já estava muito caro na época, e é apertado no teto do banco traseiro. Nada justificaria em minha opinião, em especial no meu caso, em que fico com o carro por pouca coisa mais que 60 mil km, privilegiar o que o Corolla apresenta como vantagem, que seria o menor custo de manutenção no longo prazo. E como fiz estas contas que citei em meu texto, sequer a vantagem financeira em termos de revenda no longo prazo eu verifiquei. Claro, Civic e Corolla estão hoje em outra geração, o mercado é dinâmico. Em outra análise caso fosse trocar de carro hoje, voltaria a investigar a relação custo x conteúdo destes carros. Cada época é uma época. Mas quer ver como sou detalhista nas minhas escolhas? Se tem um detalhe que me salta os olhos no Corolla atual são as duas faixas de borracha longitudinais que cortam o teto do carro de fora a fora, servindo de vedação da emenda da montagem da lateral com o teto. É algo já abolido na grande maioria da indústria mundial, e que remete a tecnologia ultrapassada com vistas à redução de custos de produção, e que é mais comum em modelos de faixas mais rasas de preço. Não é preponderante, mas me chamam a atenção esses pequenos detalhes.
                      Se tem uma coisa que recomendo com minha experiência de quase 30 anos de motorista: troque de marca, de categoria, de modelos. É sempre uma experiência diferenciada vivenciar um troca de marca de carros. A ergonomia diferente, as soluções sempre muito diferentes, você “sente” a troca. Eu mesmo ando pensando em colocar minha esposa em um carro um pouco maior e me aventurar pela categoria dos compactos de alto desempenho (tipo Sandero R.S. ou 208 GT)… quem sabe?
                      Abraço, meu amigo.

                    • Guilherme Ferreira Lucio Lemes

                      Vou até guardar essa analise pra uso futuro na compra de carro novo…nunca observei nesse sentido. Obrigado.

                    • Salim Mahmood

                      Citroen e um lixo boa sorte com essa porcaria

                    • Rapaz, tem ignorante pra tudo… Favor manter distância. Discussões nesse nível são atraso de vida. Passar bem.

                  • Salim Mahmood

                    e Toyota e sucesso

                    • Cara, sinceramente, quem torce pra marca de carro como se fosse um time de futebol, precisa se tratar em um bom psiquiatra. São tão somente empresas privadas que visam o lucro, e estão de olho em seu dinheiro, procurando fazer o produto mais barato de produzir possível e pelo qual se possa arrancar o máximo de grana do comprador, nada mais. Só acho que a Toyota é campeã neste aspecto, palmas para ela como empresa privada.
                      Se tem esse amor todo por uma marca de carro, vá lá e seja feliz com sua necessidade, entupa a sua garagem de Toyotas, não me faz a menor diferença. Pra mim tanto faz se uma marca “X” vende 1000 ou um milhão de carros, eu vou colocar meu dinheiro onde me ofereçam o melhor carro possível por menos dinheiro, e não para onde a “manada corre”. Cada um na sua.
                      Quanto a sucesso, expoente mesmo no Brasil é a GM hoje, que vende 15 mil Onix por mês. Isso é muito relativo.

                    • D136O

                      Concordo em muito do que vc falou acima, uma análise fria como a sua é capacidade de poucos e acho que é justamente isso que fideliza clientes em certas marcas.
                      Um ponto que você falou, de sentir a troca, é de certa forma uma vantagem de montadoras tradicionais instrumentos, itens de conforto, ergonomia e manutenção são itens que marcam a memoria do consumidor e a mudança faz-se notar apenas os itens perdidos com demérito, mesmo dentro da própria montadora.

                    • Salim Mahmood

                      cara nao torco tenho varios modelos da marca e eh so sorriso

                  • Cláudio Modesto

                    É simples, custo de manutenção e revenda. Como carro no Brasil é patrimônio, carros com baixo custo e boa revenda são sucesso.
                    A manutenção na CSS da Toyota me parece bem viável, inclusive com carros mais antigos. Pois nas outras marcas, após 2/3 anos não dá mais pra levar na autorizada.

                    • Ao menos a tabela de revisões do Corolla são em preços bastante razoáveis, mesmo. Não tenho informações sobre o preço de peças no longo prazo.

              • Luciano RC

                O que acontece é que o comprador de Corola é conservador e procura tranquilidade. Quem procura Golf, busca esportividade e tecnologia. Tudo vai do consumidor.
                Acredito que o Jetta, com a mesma qualidade e nível de equipamentos do Golf e preço de Corola, pode vender muito bem.

              • Erivelton Freitas

                Estou batendo palmas com os pés, porque com as mãos estou ocupado digitando! Melhor Comentário o seu, e o melhor, reflete a realidade nua e crua sobre a superestimada Toyota e seu Vovôrolla!

                • Sergio sempre Primeira

                  Compre um Nissan Versa ou um Renault Fluence, mais o Grande Siena e seja feliz então kkkkkkkkkkkk

                  • Erivelton Freitas

                    Acho que ser feliz mesmo é saber que uma marca superestimada tem seus devidos argumentos para não ser uma escolha para mim! Sendo assim, me faria muito mais feliz adquirir qualquer outro carro do segmento, já que qualquer outro carro do segmento apresenta uma relação CxB melhor!

                    • Sergio sempre Primeira

                      Mas alguém te obrigou a comprar o Corolla ou vc é livre p comprar o que quiser????? Cada um gasta seu dinheiro da maneira que quiser………

                    • Erivelton Freitas

                      Entenda que minha crítica não é ao carro em si, mas a superestimada visão que todos tem dele! Comprador de Corolla não é um comprador Racional, pois se realmente pesasse prós e contras do modelo, em comparação com os concorrentes, veria que não vale a pena comprá-lo em 90% dos casos!

                    • Edson Fernandes

                      Erivelton, mas o negocio é que a Toyota conseguiu um belo feito da forma que atua por aqui.

                      Eu sou dono de um Fluence ok? Então o que eu vou escrever será o que eu enxergo e não o que é certo ou errado do mercado.

                      Mas o que vejo na pratica, é que muitas peças que em outras marcas seria o olho da cara, na Toyota é um preço aceitavel. Digo até que a depender do tipo de peça, vc acha na concessionaria mais barato que em auto peça(isso tem ocorrido com Citroen, Peugeot e alguns modelos da Renault tbm)

                      Só que o diferencial por vezes é ter a pronta entrega estoque de peças não usuais como retrovisor, paralama, parachoques…

                      Enquanto outras se demora de 3 a 7 dias uteis para se ter o mesmo. Na pratica isso nõa é tão diferente porque são algumas peças, mas…. o cara que tem essa experiencia, sai satisfeito. E no caso dos donos, possivelmente por problemas diagnosticados pela concessionaria e a garantia resolvendo sem mexer no bolso do consumidor além de revisões a preços baixos, já que o mesmo cobrou na venda do carro, conquista o consumidor.

                      Mas a pratica comercial do carro em liquidez tbm é boa. Ainda que… a grande maioria que compra um Corolla hoje, percentualmente na hora de adquirir um mais novo, perde bem mais que os ditos micos de mercado. Como explicar? Ela é a lider, conseguiu se estabelecer, tem como premissa a confiança no produto perante o consumidor e ao que parece entre os donos, as concessionarias tem um atendimento similar sem muitas reclamações.

                      Meu caso? Bem… já fui em 5 concessionarias para tentar na epoca conhecer os carros e sempre fui extremamente mal atendido. Imagina se eu penso em ter um Toyota…

                    • Erivelton Freitas

                      Eu entendo perfeitamente o seu ponto de vista e concordo com ele, porém, e sempre há de haver um porém… Existem algumas ressalvas a serem feitas.

                      1 – CONTEXTO HISTÓRICO – O que a Toyota é hoje no mercado, não é uma política atual, ela existe desde a época da 2ª Guerra Mundial. Quando o USA detonou o Japão na Segunda Guerra, o país estava totalmente quebrado, e a Toyota era uma fábrica nanica de carros na época. A Ford revolucionou então a forma de empreender e de fabricar carros com o Fordismo, e o que foi o Fordismo, o Fordismo nada mais foi do que a criação e introdução da linha de montagem em fábricas. Isso revolucionou o mercado, e deu a Ford um poder competitivo sem igual na época.

                      Sendo assim, a Ford, que na época tinha uma tecnologia 10x superior a da nanica Toyota, começou a produzir em grande escala, em fábricas que não paravam em momento algum, funcionando 24h por dia.

                      De 1940 até o final dos anos 50, a Toyota só tinha produzido 15.000 carros, só isso, só para você ver o atraso da Toyota.

                      A Ford tinha dinheiro, comprava em larga escala, estocava, e se permitia assumir que a cada 1000 carros, 5 viesse com defeito. E porque a Ford permitia isso?! Porque a linha de montagem não poderia parar, de forma alguma! Desse jeito, após os carros estarem prontos, eles identificavam os com falhas e levavam para concertar, porque tinham dinheiro para isso, já que o USA ficou com as maiores reservas de Ouro do mundo após a Segunda Guerra. Então dinheiro para isso a Ford tinha.

                      A Toyota pensava diferente. O Japão estava quebrado, não tinha dinheiro para nada, e a tecnologia que a Toyota tinha era inferior ao do modelo americano. Numa tentativa de tentar recuperar o Japão, o USA instalou suas indústrias por lá, como bom exemplo, a Ford e a GM.

                      E o que o Japonês fez?! Ele foi PATRIOTA!

                      Iam na Loja da Ford, da GM, viam carros belíssimos se comparados aos carros japoneses da época e diziam: Olhe pra você, você é magrinho, tem cabelo liso, olho puxadinho, e os caras que são donos dessas empresas, tacaram mais de uma bomba atômica na gente. O que você é?! Você é japonês, então vá comprar carro japonês!

                      E isso foi o primeiro passo de benefício a Toyota. O Segundo passo, foi a criação do Toyotismo, que não foi algo criado da cabeça de algum gênio, não, foi por necessidade!

                      A Toyota não tinha o dinheiro da Ford, e não podia estocar, então ela só fabricava sob demanda, e diferente da Ford, ela não podia permitir que NENHUM, mas NENHUM carro mesmo do lote, viesse com defeito.

                      Foi criado então o JUST IN TIME. Se eles vendiam apenas 1000 carros, eles só compravam 1000 parachoques e 4000 pneus. Eles só compravam o necessário, e se alguma das peças viessem com defeito nesses lotes, eles suspendiam o contrato com o fornecedor.

                      30 minutos antes de iniciar a produção, os lotes chegavam a fábrica, pontos para serem usados. E diferente de Ford, onde só o engenheiro podia parar a produção, qualquer funcionário na Toyota, durante a linha de produção, poderia parar a produção se caso percebesse um defeito no carro, e assim, concertavam lá mesmo.

                      Era um sistema bem mais lento que o da Ford, mas 1000x mais eficiente.

                      Daí veio a fama dos CARROS PERFEITOS, INQUEBRÁVEIS, DE EXTREMA QUALIDADE.

                      Patriotismo + Toyotismo.

                      Inclusive, a Ford teve que adotar o Toyotismo para não ficar para trás.

                      2 – PERSPECTIVA PESSIMISTA: Hoje em dia, é comum o consumidor colocar algumas coisas acima da necessidade de se ter um carro ou mesmo do conforto e segurança que se terá ao escolher o melhor modelo.

                      O Consumidor vai para loja não pensando em preço, equipamentos, motor e consumo. Ele vai pensando se o carro vai quebrar, se ele vai ter gasto extra, valor de seguro e IPVA. O Consumidor não vai pensando na melhor relação CxB do Carro, vai pensando na melhor relação CxB de mantimento do carro.

                      Não tiro a razão de quem pensa assim… Mas se você está disposto a desembolsar uma quantia significativa num carro relativamente caro, e a sua prioridade é resistência, peças, revisões, então você já está começado errado, porque te empurram um carro LIXO e CARO, mas que é resistência, que tem revisão barata e que não quebra. Compensa?!

                      Até porque, só tem carro quem pode manter, né?!

                      3 – O TRIPÉ ‘CONFIABILIDADE, DURABILIDADE E RESISTÊNCIA: Como eu disse, um carro não é só isso, e nem acho que é uma escolha racional você focar unicamente nesses três aspectos para decidir seu carro 0km.

                      Entendo quem escolhe dessa forma e não tiro a razão, mas um carro vai muito além disso, e desprezar certos aspectos extras durante a compra, é dar um tiro no pé lá na frente!

                      Eu mesmo, não colocaria nenhum desses três quesitos citados acima como prioritários ou mais importantes na hora de comprar um carro. Acho que existem critérios bem mais importantes e decisivos na hora de comprar um carro do que a forma como irei mantê-lo depois e se isso vai demandar muito ou pouco $$$$ da minha parte.

                      Até porque, se eu pretendo ter um carro, eu tenho que estar ciente de que ele vai demandar custo, independente de qualquer coisa, e isso é algo que já tem que estar na conta antes mesmo deu ir na concessionária.

                      Eu entendo e aceito a justificativa, mas não acho inteligente medir o valor e a preferência por um certo modelo baseando-se somente nisso, por isso, continuo não tendo nenhum modelo da Toyota como opção para mim.

                    • Cláudio Modesto

                      Excelente descrição.
                      Dificilmente japonês raiz compra carro não japa. É interessante, são patriotas mesmo.

                    • Raycson José Mendes de Almeida

                      Além de tudo que o Corolla tem. Ele tem também conforto (inigualável), segurança e luxo! Jamais você sacrifica esses itens num Corolla.

                    • Erivelton Freitas

                      Ter até tem, mas em menor quantidade que todos os demais concorrentes! E como eu disse, não sou eu que estou dizendo, são todas as mídias especializadas de grande porte no Brasil, onde ele perdeu comparativos com concorrentes até mais antigos, como o Nissan Sentra, desde 2015.

                    • Ernesto

                      “Mas se você está disposto a desembolsar uma quantia significativa num carro relativamente caro, e a sua prioridade é resistência, peças e revisões, então você já está começado errado, porque te empurram um carro SIMPLES e CARO, mas que é resistente, que tem revisão barata e que não quebra. Compensa?!”
                      Olha Erivelton, assim como você tem toda a liberdade de escolha, quem compra outro carro também o tem, certo? Afinal, o dinheiro é dele e não seu. Então, como você pode julgar as pessoas, dizendo que elas pensam errado?
                      Imagine se todos pensassem igual! Não teria necessidade de ter outras opções! Então, deixe de lado essa sua prepotência, achando que sabe mais que o próprio dono do dinheiro o que ele deve fazer, achar que suas prioridades são melhores que as prioridades de terceiros! Faça sua escolha, compre o seu 1o carro e seja feliz.

                    • Erivelton Freitas

                      Perdão, mas não se trata de prepotência, se trata que no cálculo da compra de um carro, existem inúmeras variáveis que vão muito além de revisões e possibilidade de defeitos no modelo. Tem muito mais coisa que deve ser cogitada durante a escolha, e afirmar isso não é ser prepotente ou ‘cagar regra’, é apenas uma questão de alertar as pessoas para serem mais racionais.

                    • Edson Fernandes

                      Bem… aí vc entrou na seara de como eu penso e acredito ser igual pra ti. Tanto que possuo um Fluence. E percebo que daqui em diante parece-me continuarei nessas opções.

                      Todos os carros que citam como micos pra mim, é oportunidade. São realmente os que eu gosto e por gostos, segurança e preço, ale´m de outras variaveis, são os que me são mais interessantes.

                    • Hiboria

                      Eu tenho um Corolla, meu segundo, comprei em 2015 um modelo 2012 e agora troquei por um 2017.
                      O que eu gosto no veículo, que me chamam a atenção:
                      1 – Meu seguro está em R$ 1680 reais;
                      2 – Viajo 1000 km em estradas por mês e o consumo dele é 11 km/l no alcool e 15km/l na gasolina, o acho muito econômico;
                      3 – Um carro silencioso para rodar (fico muito tempo em estrada);
                      4 – Tem uma boa altura do solo, odeio raspar em lombadas e saída da garagem;
                      5 – Um ótimo espaço no banco traseiro, tenho uma filha de 1 ano, cadeirinha, tranqueiras e esposa estão constantemente viajando no banco de trás;
                      6 – Um caminhão me pegou de raspão na lateral, teve que trocar porta direita e para-lama, serviço foi terminado em uma semana na concessionária (só tenho um carro, portanto ficar sem é difícil);
                      7 – Em 3 anos com o modelo nunca gastei mais de 650 reais em manutenção (o anterior vendi com 100.000km com discos, pastilha e suspensão originais);

                      Me atende bem, é confortável, econômico e seguro, não tenho do que reclamar, não sou de correr, mesmo que na estrada 120Km/h é o limite máximo.

                    • Marcelo

                      Nem perde tempo com estes caras, o sonho deles é ter um corolla. Talvez um dia cheguem lá.

                    • Edson Fernandes

                      Uma das vantagens de se rodar mto na estrada é justamente gastar pouco com manutenção. No seu caso eu imagino que não precise trocar peças pelo menor desgaste.

                    • Hiboria

                      Pois é, no meu corolla 2012, agora com meu pai, está com 94 mil km, disco, pastilha, suspensão, tudo original de fábrica. o carro praticamente não tem grilo.

                    • Sergio sempre Primeira

                      Então me responda, qual carro vc compraria hj, no Brasil, terceiro mundo, que é fácil de revender, não incomoda, desvaloriza pouco pelo preço do Corola que seja melhor que ele nessa relação custo benefício.????????

                    • Erivelton Freitas

                      CHEVROLET CRUZE

                    • Sergio sempre Primeira

                      Bom Sedan também, mas é do mesmo nível do Corola, não acho que seja superior…..Mas tem gente que prefere o corola, então, deixamos assim hehehehe

                    • Erivelton Freitas

                      Eu discordo totalmente, ele não está no mesmo nível do Corolla, ele é superior.

                      A Versão de entrada LT é muito melhor equipada que as versões intermediárias do Corolla. A Versão Topo de linha do Corolla, a ALTIS, custa algo em torno de R$ 118.990. A Versão Topo do linha LTZ do Cruze, custa R$ 109.990. E é bem mais equipada, e não sou eu que estou dizendo, quem disse foi a Auto Esporte, a Motor Show, a Quatro Rodas. Em todos os comparativos de 2016/2017, o Corolla perdeu para o Cruze nesses meios de informação.

                      Além do quê, a Chevrolet ainda oferece um pacote HighTec opcional, que adiciona ainda mais equipamentos ao Cruze. O Carro então sobe para R$ 119.990, e garante competição com versões intermediárias do Ford Fusion, por exemplo, deixando o Corolla Altis para trás.

                      Então temos um carro que já é naturalmente mais equipado que o concorrente, sendo muito mais barato, e se você escolher ele com ainda mais equipamentos, ele iguala o preço!

                      Então sinto lhe dizer, mas o Cruze dá um banho no Corolla!

                    • Sergio sempre Primeira

                      Só tenho uma coisa a lhe dizer……….. Toyota é Toyota, o resto é resto….. fique com o cruze e seja feliz……

                    • Erivelton Freitas

                      E eu lhe devolvo dizendo: Racionalidade passa longe de suas deduções!

                    • Sergio sempre Primeira

                      O que seria do verde se todo mundo gostasse do amarelo???? Te sugiro abrir uma consultoria p assessorar quem vai comprar carros e camionetas novas que vais ganhar dinheiro heheheheh

                    • About Carros

                      Honda é honda também meu caro!

                    • Sergio sempre Primeira

                      Se decidam, o outro colega falou que a melhor compra seria o Cruze, nem corola e nem Civic heheheheh

                    • Raycson José Mendes de Almeida

                      O tempo vai lhe mostrar que você está redondamente enganado. Que Deus lhe dê condições de comprar um Cruze porque a lição só é bem aprendida quando agente mesmo quebra a cara!

                    • Erivelton Freitas

                      Ao que parece, você está bastante convicto da superioridade do Corolla! Eu mesmo não tiro sua razão, porém, isso não faz da sua opinião a verdade universal. Toyota não é opção para mim hoje e duvido muito que no futuro, venha a ser!

                    • Raycson José Mendes de Almeida

                      Vejo que você é bastante jovem ainda pra saber o que é um carro de qualidade. Na frente do Corolla o cruze é um carro chinês. Por mais que ele coloque acessórios mais micos vão aparecer. Não se engane com propaganda e perfumaria. Quanto mais acessórios menos conteúdo, é um ditado bastante antigo. Mas, você vai ter que comer muito feijão ainda para entender isso. Grande abraço!

                    • Erivelton Freitas

                      Como diriam os garotos novinhos da minha idade: ‘Ata’!

                    • Salim Mahmood

                      vc quer comparar chevrolixo com Toyota pega na real

                    • Erivelton Freitas

                      Estou pegando na real. Considerando variáveis, observando preço, equipamentos, vantagens, seguro, IPVA, tempo de mercado e diversos outros aspectos. Estou sendo racional ao apresentar meus pontos de vista, e não fanboy! Desculpa, mas Toscota não é e nem nunca será uma deusa entre as montadoras! Como eu disse, para aqueles que tem consciência daonde vem o dinheiro suado, pesar Custo e Benefício na brincadeira de comprar um carro é fundamental, e nisso, o Vovôrolla perde feio!

                    • Raycson José Mendes de Almeida

                      Preço? O que é bom custa caro. Tempo de mercado? Corolla tem muito mais. IPVA é percentual do valor do carro. Seguro? Do cruze não é mais barato. Equipamentos que ninguém usa? Assistente de faixa? Assistente de estacionamento? Isso sim é coisa de vovô. Estratégia de carro ruim é encher de acessórios que ninguém usa porque no conteúdo não ganha da concorrência. Isso é antigo. Funciona com alguns desavisados, mas com a maioria não. Ninguém é líder de mercado por tanto tempo sem qualidade e conteúdo. Eu queria que outros sedans médios tivessem a qualidade do Corolla, seria melhor para o consumidor mas infelizmente nenhum tem ainda.

                    • Erivelton Freitas

                      Seus comentários refletem realmente que você é o típico comprador fiel do Corolla, convicto, imutável e Incorrigível. Pense como quiser, não sou eu que estou dando dinheiro nesse carro mesmo!

                    • Raycson José Mendes de Almeida

                      Já tive três carros da GM do nível do cruze e falo com conhecimento de causa. Pelo visto você não tem conhecimento de causa, nunca teve nem um e nem outro. Fala por propaganda patrocinada como muitos outros, no achômetro. Comparativo de revista só serve para empurrar mico em Otávio. A maior propaganda que existe é a boca a boca. A qualidade por si só se estabelece. Se o produto é bom ele supera a concorrência no seu nicho de mercado, se não é melhor não supera. É simples assim.

                    • Erivelton Freitas

                      CIÊNCIA >>>>>>>>> VIVÊNCIA. Esse é o maior argumento de todos. E o que ele quer dizer?! Quer dizer que fatos provados são e serão melhores que qualquer experiência pessoal. Não preciso e nem recomendo que ninguém seja uma maria vai com as outras. Gosto de pessoas que compram as coisas porque querem, porque gostam, e não porque outras pessoas dizem que é melhor ou pior. Eu tenho minha opinião, você tem a sua, e assim sucessivamente.

                      Sobre sua experiência com a GM, bem, vamos colocar assim…

                      Toyota já foi ínfima perto da Ford na primeira metade do século passado, hoje ela é maior que a Ford.

                      PSA já teve carros horríveis, com um péssimo pós-vendas, e que desvalorizavam. Hoje ela tem carros maravilhosos, com um pós-venda que tenta se recuperar e que não desvalorizam tanto quanto antigamente.

                      Chevrolet já teve carros ruins e problemáticos não somente aqui, mas em vários lugares. Hoje, ela tem carros melhores, com bom exemplo o Cruze.

                      E assim por diante!

                      O MUNDO GIRA E AS COISAS MUDAM! Viva a Evolução!

                    • Raycson José Mendes de Almeida

                      O cruze é bom? Você mais uma vez acha que é. Não tem fundamento. O anterior não aprovou, micou. O atual ainda não vingou. Ainda não disse para que veio e talvez não diga. Se é bom não sei, ninguém sabe ainda. Saberemos se aquele protótipo de turbo é problemático ou não? Muitos outros são. Acabamento é plástico puro…. o carro é uma incógnita…se tiver realmente qualidade vai vingar…se não vai no caminho do seu antecessor…..

                    • Raycson José Mendes de Almeida

                      O cruze é uma caixa preta. Ninguém sabe ainda se presta. Descobriremos em poucos anos se vai vingar ou sucumbir. O modelo anterior não aprovou.

                    • About Carros

                      Honda Civic

                    • Raycson José Mendes de Almeida

                      Pelo contrário. Comprador de Corolla é o mais racional de todos. É um carro testado e aprovado e agora são 9 airbags. O cruze por exemplo é uma caixa preta. Só descobriremos se aquela bateria cavala do Start stop e o motor turbo é um mico ou não daqui a alguns anos. Não adianta botar perfumaria/tecnologia de qualidade duvidosa ou protótipo.

                • Ernesto

                  Quando você ter experiência própria com um Corolla você pode vir falar de marca superestimada. Enquanto você não tem nem carro, sinceramente, complicado você ficar falando disso. Revisões, índice de problemas, revenda, falta você ter essa experiência, rapaz.

                  • Erivelton Freitas

                    Só tem carro no Brasil quem pode bancar. Se revisões, IPVA, Desvalorização são um problema, então nem tenha carro!

                    Inclusive, acho o argumento da Revenda o PIOR de todos. Carro não é nem nunca será um investimento. Quer investir?! Compre imóveis!

              • JOSE DO EGITO

                Essa imagem nao é so aqui nao,é no MUNDO TODO !!! entao mais palmas pra TOYOTA

                • Fanjos

                  Do tempo que fiquei no EUA pelo menos lá ninguém falava absolutamente nada do Corolla (falar de popular porque né melhor o Camry pagando um pouquinho mais) eu mesmo na época escolhi o Civic mas o Corolla vinha a mesma coisa e custava o mesmo.

              • Mambo Ted

                Toyota é conhecida pela durabilidade , robustez e bom custo beneficio. Por aqui além do povo acreditar que há algum status é um péssimo custo beneficio. Sem contar que compram um cornorolla e ficam 2 anos … não aproveitando nem a durabilidade do carro.

              • Salim Mahmood

                vc e uma piada amigo

              • Thiago

                Parabéns pelo seu comentário, é isso mesmo. No meu estado (RS), agora as viaturas policiais são corollas, e tem gente reclamando que a polícia não precisa de “carro de luxo”.

              • Raycson José Mendes de Almeida

                Qual o carro que você compra entendido? Diz aí pra gente saber qual a tua carroça?

            • Angelo_RSF

              Acho o mercado consumidor de Corollas como sendo em média de mais idade que o mercado do Golf

            • afonso200

              quem tem corolla a 10 anos, troca a cada 2 anos, nem entra em outra CCS de outras marcas…..

            • Flight_Falcon

              Publico do Golf são pessoas mais jovens (maior parte) e falta dinheiro para tal, agora os “vovos” do Corolla estão em outro nível financeiro rsrsrs, por isso investem nele.

            • Henry

              Quem compra Corolla,não compra apenas um carro mas sim o falso status se criou nesta marca.

          • MauroRF

            Aí o cara vai na GM e consegue levar o Cruze LT até por um pouco menos de 90k se negociar. A resposta está nas vendas: 697 unidades (o que é muito hoje dentro da realidade do segmento dele).

            • Fanjos

              Me ofereceram um LT vermelho 17/18 por 87k, sem contar o seguro do Golf, em SP o seguro dele varia entre 2 e 4x mais que um carro de mesmo valor no caso o Cruze

              • MauroRF

                Hum, muito bom, hein? O Polo, quando você fechou, quanto estava?

                • Fanjos

                  73.700
                  Alias chegaram a oferecer Polo Confortline por 62.300, mas faço questão do painel.
                  O vendedor me avisou sobre o aumento e disse que depois negociamos a diferença com alguma compensação vamos ver

                  • MauroRF

                    Talvez ele dê a documentação, algum descontinho. Pois é, o painel é um grande diferencial. Acho que vale a pena esperar, desde que não prosperem muito, rs. Em relação ao preço, se vc comparar 73700 com os 87k do Cruze, é uma diferença boa já. Mesmo com a prosperidade do Polo, ainda a diferença não é pouca.

                    • Fanjos

                      Pois é, o seguro muda bastante tb, 2100 no Polo e 3.500 no Cruze

                    • MauroRF

                      Nossa, tem essa também. É, aí complica mais. Só de seguro, seriam 1400 a mais. Além de um pouco mais de IPVA também.

                  • JOSE DO EGITO

                    Fanjos vai por mim NAO existe compensaçao pro consumidor na VW vc ficara com o ONUS

                    • Tive 6 carros da VW em sequência na minha garagem. A despeito do preço de aquisição ser sempre meio salgado com relação a parte do mercado (exceção dos TOyota e Honda, que conseguem ser mais caros na comparação custo x benefício), não tenho o que reclamar da marca, não. O que tiveram que resolver em garantia, resolveram sem nenhum problema, o atendimento em ccs sempre foi cordial e eficiente, a despeito de eu sempre achar os preços de revisões meio salgados.
                      Só deixei a marca por conta do lineup na época não atender às minhas necessidades, mas voltaria sem nenhum problema.

                    • JOSE DO EGITO

                      A ma fama da VW começou com os problemas mecanicos nos motores que começaram a fundir,depois foi o acabamento porco dos GOL s que rachavam o painel,depois o preço cobrado era sempre mais alto que a concorrencia e sempre oferençendo menos equipamento,depois foi a famigerada revisoes de 6 em 6 meses que no final de 1 ano ficava o dobro do valor da concorrencia,depois (OU SEMPRE) o mau atendimento em CSS,depois uma avalanche de escandalos ao redor do mundo.Por esses e outras é que a TOYOTA se da bem,perçeba que nao precisa a TOYOTA fazer nada de extraordinario,é so fazer o “arroz com feijao bem feito” e é o que tem sido feito,para o consumidor ter uma persepçao diferenciada da TOYOTA

                    • Faço uma ressalva quanto ao “cobrar preço mais alto que o da concorrência oferecendo menos equipamento” como motivo plausível para causar dano à imagem de determinada marca. Fosse assim, Honda e Toyota não chegariam a lugar algum no mercado, já que são expoentes nessa prática. E a própria VW fez muito sucesso no mercado nacional com esse modelo de negócio, tendo sido líder de mercado por décadas. E não esqueçamos que ainda hoje a alemã tem volume de vendas muito superior ao da grande maioria das montadoras atuantes em nosso mercado, ficando atrás somente da GM nos veículos leves, e nunca deixando o pódio ao longo dos anos em termos de vendas globais.
                      O atendimento em concessionária da VW sempre foi vítima de uma questão chave da marca: o alto volume de vendas. Quem comprava um carro de linha “superior” acabava tendo que dividir a oficina com milhares de Gol, Fox, etc. Isso atrapalha muito, já que o lineup da montadora sempre teve modelos que vão da linha mais básica até fatias elevadas do mercado.
                      Na limitação do catálogo reside muito do relativamente bom atendimento da Toyota e da Honda: são poucos modelos, nenhum voltado ao volume elevado de vendas, o que garante a possibilidade de elevada especialização da mão-de-obra. O atendimento também fica privilegiado e mais individualizado, já que esta realidade reduz muito a presença de número de consumidores na concessionária
                      Essa realidade (concessionárias generalistas demais) mudou muito com a instituição das concessionárias premium da VW. No período em que eu tive o Jetta, era atendido em unidade específica para prestar serviços a proprietários de Jetta, Golf, Passat e Amarok, o que garantia uma maior especialização com relação aos mecânicos e um atendimento mais individualizado com relação ao cliente. Agora, as revisões a cada 6 meses acabavam por majorar um pouco o custo de manutenção mesmo. Mas não era o dobro, não. Revisões intermediárias se limitavam unicamente à troca de óleo do motor, o que representa relativamente pouco no percentual de acréscimo final. O chato mesmo era a visita muito frequente à autorizada.
                      Concluindo, é sempre muito bom experimentar as mais diversas opções de marcas existentes no mercado. Assim, a experiência acaba por dotar o consumidor de alto nível de conhecimento geral, permitindo-o tecer comentários sempre por experiência própria, e não pelo “me disseram” ou “ouvi dizer”.

                    • Edson Fernandes

                      Além do que, o Jetta nesse momento esta super competitivo e eu teria um. A concessionaria Alta em Sp tem vendido o 1.4 Comfortline com teto por R$84500 e o 2.0 TSI (sem nenhum opcional) por R$94000. Preço que diante do mercado atual, são ótimos para o que eles oferecem. Diria até que eu abriria mão do C4 Lounge para ter o 2.0 TSI (daria para colocar farol com xenon e lanterna de Led a parte).

                      Confesso que nesse momento meu pensamento é outro. Mas se fosse em 2015….

                    • Jetta a esse preço é teoricamente um bom negócio. Mas por certo que é um modelo bem desprovido de equipamentos mais sofisticados. Sem me aprofundar, digo que devam ser carros com bancos em tecido, sem sensores crepuscular e de chuva, sem Keyless, com ar analógico, sem comandos no volante, sem limitador ou definidor de velocidade, dentre outras coisas.
                      Os tais pacotes de equipamentos é que tornam os preços dos carros VW elevados. No preço base eles são sempre atrativos.
                      Ontem eu vi uma notícia na 4Rodas de que na nova geração que chega no fim do ano, a produção do Jetta 1.4 volta para o México, encerrando sua fabricação em terras brasileiras. Cada vez mais o Brasil fica especializado em modelos básicos, tornando quase regra trazer os modelos de categorias superiores e de maior valor agregado de outros mercados.

                    • JOSE DO EGITO

                      È impressionante a RENAULT ja desistiu do FLUENCE agoa a VW vai parar de fabricar aqui o JETTA a CITROEN é uma das poucas a resistir com seu C4 ,enquanto a GM se aproveita das milgalhas para vender o CRUIZE ,,kkkkk realmente a TOYOTA tem algo de anormal ,vende COROLLA deitada em berço esplendido ,sedas medios quem te queres????

                    • Falou tudo: “vende deitada em berço esplêndido”. Quem tem a ganhar com isso? Só a montadora. O consumidor, infelizmente, só perde, em especial o consumidor de Corolla, que tem que pagar o que a montadora pede sem choro nem vela, sem descontos, sem mimos.
                      Ideal mesmo é que as vendas de cada categoria se distribuíssem mais uniformemente entre os concorrentes. É o melhor cenário para o consumidor.

                    • JOSE DO EGITO

                      UBALDIR mas essa distribuiçao de vendas como vc diz nao acontece por opçao do consumidor ,ate pouco tempo atraz haviam varias opçoes em sedas medios,mas o “mercado” se voltou a apenas 1 entao esta tudo dentro da ordem

                    • Certo. Não estou questionando essa distribuição, que é mérito da Toyota, sem dúvidas. Só estou questionando o benefício dela ao consumidor, que em minha opinião é inexistente.

                    • Edson Fernandes

                      Vamos lá…

                      Jetta 1.4 TSI comfortline por R$89000: Era a versão que carecia apenas dos farois e lanternas em LED. Ar dual zone, central, couro (com escolha entre bege e preto), enfim, unico opcional de verdade para a versão é o teto solar.

                      Porém esse tem 4 air bags.

                      Jetta 2.0 TSI sem pacote (R$94500): Tem tudo do Jetta 1.4 TSI + air bag de cortina. (é como a VW comercializa essa leva antes da nova geração).

                      Opcionais: Farol em xenon com led DRL, lanternas em LED, teto solar.

                      O que o Jetta não possui em nenhuma versão perante os moderninhos? Alerta de ponto cego, alerta de troca de faixa, hill holder e park assist. Não posso citar frreio de mão eletrico porque não é padrão dentre os modelos médios ainda no Brasil.

                      Na minha visão, no modelo 2.0 TSI ele se iguala a diversos itens do meu Fluence o que justifica o bom preço.

                      Agora, diante do que “falta” nos demais, ao que procuro, acho bem interessante. As unicas coisas que gostaria no Jetta ou em qualquer médio (somente o Civic tem um deles) é o freio de mão eletronico e o ACC (esse nenhum sedan médio tem), pois andei numa HR-V com o autohold e achei maravilhoso o recurso.

                      De vc nem precisar segurar no freio o carro uma vez imobilizado e depois acelerar para sair, é otimo. (e o sistema funciona mto bem)

                    • Nutz Nutz

                      O Jetta está relativamente barato porque dentro de alguns meses virá a nova versão. Quando isto acontecer o preço do atual Jetta deve cair no mínimo 10%. Ou seja, você poderá comprar o 2.0 TSI por aproximadamente R$ 84 mil. Eu vou esperar.

                    • Nutz Nutz

                      Perfeito o seu comentário! Principalmente em relação as CSS.

              • Luciano RC

                Esse é um grande problema do Golf.

            • Edson Fernandes

              Mauro, sabe uma das causas que vejo na pratica o consumidor de Toyotas fazer e dizer que é confiavel? Não ter problemas nos primeiros dois anos. E é uma faixa que muita gente (os primeiros donos) troca de carro.

              Então acredito que parte disso seja porque em muitas outras marcas que a pessoa vai pensar no custo x beneficio, tende a ficar mias tempo com o carro e obviamente tbm ter manutenções que o “primeiro” dono do Corolla por exemplo nõa teve e aí a historinha de que o Corolla é indestrutivel.

              • MauroRF

                É bem isso mesmo, Edson.

              • Ernesto

                Edson, eu peguei um Corolla no final de 2010, 0Km e o vendi em Set/2015. Em 5 anos, zero problemas. Vendi porque precisava me capitalizar. No ano passado consegui juntar uma graninha e fui atrás de sedãs seminovos. Olhei Corolla, Cruze, Civic e Sentra. De todos que olhei (foram vários), acabei optando por um Corolla XEi 2014, único dono, baixa KM, todas as revisões em concessionária. Eu mesmo, sendo o 2o dono, já fiz uma revisão dele em concessionária. E, complementando, zero problemas. E voltando aos outros carros que estava olhando, nenhum deles estava tão bem conservado como o Corolla.
                Esse negócio de revisões fora de concessionária não rola com a Toyota devido ao valor e serviço. Sempre que vou tem modelos mais antigos, inclusive Corolla “Brad Pitti”. Creio que esse é um grande diferencial.

                • Edson Fernandes

                  Eu já faço a manutenção no Fluence em mecanico de confiança porque o atendimento da Renault é pessimo.

                  Mas enfim… aí depende da finalidade. Mas problemas? nunca tive nenhum até agora.

                  • Ernesto

                    Aí que eu vejo a diferença na Toyota. Mesmo fora da garantia, a maioria dos donos continuam levando seus carros em concessionárias, primeiro porque o atendimento é bom e segundo, que o custo não é alto. Então, por que levar num mecânico de confiança que pode às vezes não ter o ferramental apropriado para o seu carro?

                    • Edson Fernandes

                      Depende.

                      Aí é regional. Tenho um colega com um Corolla que reclama absurdos de preço das peças mecanicas. Já peças do interior do carro ou externas, elogia muito.

                      Aí eu acredito que dependa do perfil e região.

                      Porque fora de SP eu vejoque é muito comum o pessoal levar na Reanult para reparar o Fluence (exceto Uber, que de outras marcas tbm não leva).

                    • Ernesto

                      Pelo que vejo, no Sul do País as marcas francesas têm uma boa clientela, enquanto que no Sudeste, creio que principalmente São Paulo, as japonesas vão muito bem.
                      Quanto a custo de peças mecânicas, não sei dizer pois tenho feito as revisões em concessionária e até agora não tive que fazer nada além da manutenção normal.

            • Paulo Santos

              O preço do cruze tá bom mesmo Mas tem gente que prefere Corolla upper 1.8

          • 110anosimigraçaojapa

            110 mil golf? rsrsrs

      • Contador

        Fanjos, acho que ele vai acabar indo embora do País, e ficando o Polo no seu lugar!

        • Fanjos

          Já foi….
          O que está aqui é só o resto da exumação

          • Contador

            kkkkkkkkk essa ai foi boa! Agora tá só o nome!

        • MauroRF

          Faz sentido a VW ficar com esse papo de “mini Golf” agora. Do tipo “olha, não é o Golf que você conhece e sonha ter, mas a versão mini dele, talvez você consiga”.

          • Contador

            Todo sentido! Praticamento tentando conformar o consumidor.

          • Edson Fernandes

            Com o primeiro aumento de preço dele, nem esse eu conseguirei…rs

      • MauroRF

        Está em 103º, vendeu 116 unidades. Se serve de consolo, o Focus vendeu o dobro, kkkkk. O Cruze que está “bem” no segmento, vendeu quase 700 unidades. Pena este segmento estar assim.

    • MauroRF

      E o Golf tem uma legião de fãs cativos, fora o nome, a história por trás dele. É que a VW só fez burrada, poderia ter um preço melhor, pacotes melhores, enfim, trabalhar melhor o bom produto que ela tem em mãos. O mesmo vale para o up.

      • Contador

        Concordo! Da mesma forma a Dona Ford com o Focus.

        • MauroRF

          Pois é, eu adoraria ter comprado o Focus em vez da EcoSport. Não que não tenha gostado da Eco, muito pelo contrário, mas só quem teve Focus sabe como é. Eu tive dois. Na concessionária Ford, quando fui ver o Focus e a Eco, os caras nem tinham estoque do Focus, se pedisse ia demorar, deu para perceber que não estão a fim de vender o Focus, é incrível. Já poderiam ter colocado a transmissão AT da Eco nele, motor 1.5 da Eco, trabalhar bem os preços, ia dar um injeção de ânimo nas vendas dele. Enfim, no caso da VW, não precisaria fazer nada a não ser trabalhar melhor preços e pacotes de opcionais, porque de construção e mecânica, o Golf não precisa mexer nada. Mas as duas montadoras aí citadas só fizeram besteira.

          • Contador

            Acredito que, o Focus, se fosse um pouco mais bem trabalhado tanto quanto na parte Mecânica/Marketing/Preço, daria para extrair um pouco mais de potencial em vendas!

            • MauroRF

              Com certeza! E no caso do Golf, o esforço seria menor ainda: só preço. Marketing não muito, mecânica não precisa fazer nada. Pena o segmento assim. Eu lembro em 2009, 2010, Focus e i30 vendiam coisa de 2000, 3000 unidades cada um. E ainda tinha o velho Astra vendendo bem.

              • Contador

                Verdade Mauro! Tempos Bons!

              • T1000

                É que na época haviam poucas opções de SUVs. Hoje em dia os SUVs tomaram as vendas de muitos carros.

              • Edson Fernandes

                Sabe o que eu vejo de errado no Golf? É o fato de além do preço, ter um pacote de opcionais com uma precificação fora da realidade. Não é possível que opcionais do nivel dele HOJE sejam tão caros. E falta muito pouco para o Focus ter todos os recursos do Golf, o que joga o alemão ainda para menos.

                E eu confesso: Penso no futuro em ter um Focus hatch (já do facelift e sendo o titanium plus).

                • MauroRF

                  No caso do Focus, você teria algum receio em relação à transmissão PowerShift? Porque, com exceção disso, o Focus Titanium Plus é maravilhoso de equipamentos/tecnologia, e é excelente para guiar.

                  • Edson Fernandes

                    Bicho, eu sempre olho na internet usado…rs

                    Eu não tenho receio não. O pessoal bota muito defeito nele, mas nele o indice de problemas é bem mais baixo se comparado ao que teve no Fiesta. Eu iria numa boa nele.

                    Ele inclusive é bem mais completo que o Fluence. Eu já cogitei a compra, mas não sei ainda o que irei fazer.

                    • MauroRF

                      Ahhh, se você não tiver receio com o câmbio PS, aí compre sem medo de ser feliz, porque o carro é muito bom. Eu acabei ficando com receio. Quem sabe no futuro não compre um usado conservado porque, sinceramente, o Focus foi o melhor carro que tive até hoje. Para guiar, não tem igual, é um acerto muito bom do conjunto. Até o Titanium normal já estaria valendo, mas se achar o Plus, melhor ainda.

                    • Edson Fernandes

                      No meu caso devido a versão do Fluence, “precisa” ser a titanium plus. Os recursos exsitentes nela, é o que me fazem a diferença. Mas são pesquisas para o futuro. Talvez seja um C4 PCD (porque será obrigatorio para a carteira PCD da esposa), mas sempre olho nos usados com muito carinho ao Focus…

      • ricmoriah

        vendeu apenas 116 unidades, menos que o audi a3 sedan…

        • MauroRF

          Uma pena, né, Moriah? E olha que não sou fã de VW, mas entendo que o carro é bom e tem sua história. Tem tudo para vender bem.

  • Henry

    Ford demoro ja está em 5, após Yaris e se Renault melhor pouco vai cair para 7.

    • CharlesAle

      A Ford vai investir no Ka, com uma nova versão até o fim do ano. Fora o projeto de um novo Fiesta.Ou seja, a Ford está se mexendo, devagar sim, para tentar se manter em quarto/quinto lugar..

      • Luciano RC

        A Ford já tem no forno o Fiesta, Focus e até um SUV acima do Ecosport. Sem falar que esse ano tem o novo Ka com 1.5 Dragon e AT6.

  • Matthew

    Tá explicado os aumentos de preços do Polo hoje. As vendas sobem, aumenta. As vendas baixam, aumenta. Palmeiras perde pro Corinthians, aumenta. O contrário também é motivo. O importante é prosperar sempre.

    • MauroRF

      A VW deve estar fazendo teste: do tipo “se eu lucrar mais, mesmo que as vendas caiam um pouco, está ok”. Ela vai ver até quanto aguentam pagar pelo produto dela. O problema é ela se dar mal como aconteceu com o Golf. Aliás, vai entender a VW, conseguiu matar um belo nome que é o Golf.

      • Mario

        O que a VW tem que explicar, são os números pífios, das vendas do up!.
        32º VW/UP 1.292
        Se ficar aumentando o mini-golf, em 6 meses também vira mico, igual ao up!.

        • Edson Fernandes

          Na realidade, deve estar dificil a VWB explicar a VW AG as cada vez mais menores vendas de outros produtos tendo o Polo apenas como o atual case de sucesso.

          Quer dizer…. sempre foi uma marca que buscou ser gananciosa para vender por quantidade… DUVIDO que agora desista de ter assim.

          Entretanto, ela precisa acertar urgentemente a casa. E precisa pensar que já que esta massificando o motor turbo, dar mias opções acessíveis as pessoas voltarem a cmprar mais seus produtos.

        • Ernesto

          Ué, devia ser o contrário Mário! Você sempre falou que o Polo não ia vender nada! Olha ele aí vendendo bem! KKKKKKKKKKKKKKK!!!

    • Robinho

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Eduardo Sad

    Tem uns carros nas ultimas 20 posições que praticamente não vejo na rua, de tão pouco que vendem… Mesmo assim venderam mais que o Golf. Lamento pelo carro. Ainda o considero uma referência e um sonho de consumo.

    • MauroRF

      Acho que das quatro tradicionais, a GM é a que menos fez besteira. Ford, Fiat e VW erram demais, eu acho.

      • CharlesAle

        Porquê também ousa pouco viu Mauro. A GM é bem sossegada quando está lá no alto. Veja que ela ainda está com motores antigos em sua linha..A Fiat abusou do direito de errar! Argo e Mobi não tem, nem de longe, cacife para manter a Fiat em antigos patamares de vendas..Cronos será aquelas vendas ,mais ou menos, de sedã. Não tem como vender “horrores” e ajudar muito a Fiat..Tanto que nem nacional é…..Enfim, e tome CSS Fiat fechando as portas….

        • MauroRF

          Pois é, Charles, a Fiat fez muita burrada: era só ter deixado o Uno Vivace (como você bem disse), como se fosse o Onix Joy da Fiat e depois um pouco acima versões um pouco mais completas do Uno e depois o Argo. Fizeram a besteira de lançar o Mobi, eu acho. Já a GM eu acho que fez a leitura certa do mercado, focou em um hatch só e deve estar lucrando como nunca, sobretudo por usar motores defasados.

          • Edson Fernandes

            Mas a Chevrolet fez uma sacada que as demais deveriam ter feito (a Ford é a mais proxima das generalistas de mercado): Enxugar lineup.

            Eu vejo que talvez no futuro, a Chevrolet venha trazer um carro menor que o Onix para empurrar esse pro alto mas equipa-lo melhor tbm.

            Entretanto, se olharmos a parte generalistas de produto na chevrolet:
            – Onix
            – Prisma
            – Cobalt
            – Cruze hatch
            – Cruze sedan
            – Spin

            São 6 produtos que ela tem como negociar forte as condições, procura não perder venda e tem custo x beneficio no mercado. Podem nõa ser os melhores, mas nao são os piores. Então ela consegue trazer uma boa negociação por conta disso tbm.

            • Salim Mahmood

              tudo chevrolixo

      • JOSE DO EGITO

        E que todas as besteiras que a GM fez estao agrupadas no ONIX

  • Contador

    Será que os SUVs irão engolir os sedãs e hatchs? Ou será apenas uma fase?

    • Nutz Nutz

      Eu gosto de sedãs e hatchs médios, mas os preços deles estão muito próximos das SUV´s. Eu tinha um Golf 1.4 TSI mk7 2014 e troquei por um Corolla XEi 2016. Agora eu estava pensando em trocar por outro Corolla ou Civic. Quando eu vi o preço do Jeep Compass, pela primeira vez eu pensei em comprar uma SUV. Ainda estou na dúvida se compro o Compass.

  • Rogério R.

    Surpreendente o Kwid em 5º, parece que finalmente a Renault está conseguindo entregar o carro para os clientes. Se a partir de agora o Kwid mostrar que é robusto como o Sandero, não der mais problemas de recall ele pode se tornar uma carinha constante no top 10.

    • André

      Em compensação, o Sandero em posição 16. Deveria estar no top 10, já foi top 5.

      • T1000

        Também, o preco absurdo que está. Me surpreendo com pessoas pagando mais num produto inferior a outros da categoria.

      • Luciano RC

        Defasado e sem qualquer atrativo frente a concorrência.

      • JOSE DO EGITO

        A nova geraçao do SANDERO vem esse ano,ai tenho certeza que vai pro top 10

      • Rogério R.

        O Sandero 2019 está chegando e pelo que andam falando ele será mais requintado do que o europeu. Se a Renault mantiver o seu custo x benefício o hatch tem muita chance de voltar ao top10.

    • Gomes

      Mas em reportagem aqui do NA mesmo, do início de fevereiro, a Renault dizia que queria vender 10.000

      • Luciano RC

        Não… ela dizia que iria produzir 10 mil unidades para atender os clientes. E pelo jeito produziu e começou a entregar. Agora é esperar o mês de março para ver como vai ficar… ele tem potencial para estar vendendo umas 5 mil unidades/mês.

  • MauroRF

    Coisas que me chamaram a atenção: up e Uno lá pra baixo e Virtus vendendo o dobro do City.

    • Raimundo A.

      O salgado City mesmo tendo melhorias nos equipamentos, para quem precisa de espaço e mecânica mais interessante, bem como recursos modernos que o povo aqui adora, o Virtus vale mais.

      • MauroRF

        Vale mesmo, sobretudo porque a Honda economizou em segurança e não disponibilizou ESP nem como opcional. Demais da conta isso. Se bem que o City tem 6 AB, mas é só isso.

      • Walter Augusto

        Cara, minha esposa tinha um city. Digo que nem eu, nem ela nunca mais teremos outro city. Tem qualidades, mas também tem umas falhas imperdoáveis. Suspensão “seca” demais que passa toda imperfeição do asfalto pra dentro da cabine. Construção pėssima do painel superior, absorvendo e irradiando muito calor na cabine fazendo com que o ar condicionado não desse conta. Na estrada com chuva o vidro traseiro acumula muita água, tirando toda a visibilidade. Muito perigoso. Alô dona honda, péssimo trabalho de aerodinâmica !!! E nessa situação de chuva na estrada o retrovisor também fica com aqueles respingos que não dá pra enxergar nada…. tinha que ficar abrindo o vidro e limpando o espelho pra conseguir enxergar alguma coisa. Enfim, odiamos o carro. O civic ja é totalmente diferente, embora não tenha um mas já dirigí varias vezes na estrada.

        • Gil de Piento

          Fit e City foram os carros recentes mais desconfortáveis que já andei. Não sei o que as pessoas enxergam nesse carro para suportar tamanho desconforto.

    • CharlesAle

      A Fiat bem que poderia ter deixado o Uno Vivace, que vendia muito bem, no lugar desse enfadonho Mobi. Com preço bom e motor firefly, o Vivace daria vida nova ao Uno. Mas infelizmente a Fiat de hoje em dia não é nem sombra da ousada Fiat do passado..

      • A verdade é que o pessoal não quer comprar carro 2018 com cara de 2011. A impressão que dá é que depois de tantos anos em linha, ele está próximo de ser mudado, então o risco é grande. Preferem pegar um carro menor, mas com a certeza de estarem comprando algo “novo”.

  • Maycon Farias

    O renegade apesar e estar em 21 vendeu praticamente o mesmo número que mês passado. De fato ele só saiu dos 20 porque entrou o kwid.

    • CharlesAle

      O ridículo motor ETorq tá matando esse carro. E a insistência da Fiat é pior ainda.

      • Luciano RC

        Ela não tem nada melhor no momento… o 1.3 Turbo ainda está no forno.

        • Felippe2010

          a FCA até tem um motor melhor mas acredito que não colocam no Renegado por questões de estratégia, o motor 2.0 do Compass ia cair como uma luva no Renegado

          • Luciano RC

            O problema é ficar com o mesmo motor do Compass. O certo seria ele ter o 2.4, mas entra em outra faixa de imposto e encarece o carro.

      • Mario

        Na verdade, depois do lançamento do renegade, entraram no mercado o Kicks e Creta. Isso faz com que as vendas dos outros caiam. Isso é o mercado. Ganha quem sai na frente, depois o mercado ajusta.

    • Luciano RC

      A Jeep consegue colocar dois SUV na briga… O Renegade vendeu mais que Eco, Captur e Duster… acredito que com as mudanças que estão por vir, pode dar uma levantada… mas briga com o HR-V só quando trocar motor.

      E ainda acho que junto do 1.3 Turbo, a Jeep deveria colocar o AT9. Coloca o 2.4 no Compass com AT9 tbm.

      • Angolano

        Eu penso que o 2.4 é inviável para o Compass. Ele subiria de categoria no IPI por causa da cilindrada e perderia o principal atrativo que é o preço pouco superior aos SUVs compactos.

        • Luciano RC

          Sim, esse seria um grande problema… bom mesmo seria um 1.6 Turbo pra ele. Por mais que eu ache o 2.0 ideal

  • MauroRF

    Vamos ver agora em março, mês de 31 dias com apenas um feriado. Vai dar para ter uma ideia do reflexo nas vendas do Polo após o seu aumento. Uma coisa de que tenho dúvida: quem encomendou antes vai pagar preço antigo ou pagará o novo quando faturar? Alguém aqui que encomendou e está aguardando tem essa informação?

    • Fanjos

      Eu…

      “quem encomendou antes vai pagar preço antigo ou pagará o novo quando faturar?”

      Advinha?

      • MauroRF

        Ah, é, tinha esquecido de você, kkkkk. Vai pagar o preço prosperado, valorizado. Hoje, lá no blog do cara, tá “valorização”, kkkkk. Tomara que o seu fature logo, pois a VW, agora que perdeu a vergonha de prosperar os preços do Polo, vai começar a subir direto.

        • Fanjos

          Quanto mais melhor, quero 100k até o final do ano, mesmo que para isso precise do GTS xD

          • MauroRF

            KKKKKKKK. 100k é pouco, pede 120k, eles que se virem para justificar a prosperidade, kkkk.

          • Gomes

            Mas o curioso é ver algumas publicações antigas, da decada de 80/90 e aplicar valores corrigidos, como faz a 4 Rodas na sessão Grandes Brasileiros. Monza seria 100mil nos valores atuais. Ou seja, o carro no Brasil sempre foi caro. No início dos anos 2000 com crédito farto do governo Lula é que baixou um pouco porque as montadoras/conces ganhavam mais com financiamento que com a margem do carro….a festa acabou

  • Vinício Villar

    “40º TOYOTA/BANDEIRANTE 1” Oi?

    • Rogério R.

      Deve ter recebido placa preta.

  • 110anosimigraçaojapa

    moda de picape e SUV

    • Erivelton Freitas

      Pick-Up é um carro pra tudo! Bom pra cidade, bom pro campo, e bom pra trilha! Além de grande, ou seja, agrega status! É um carro que une o útil ao agradável, e o SUV é modinha!

  • afonso200

    prius vendendo bem, só hoje vi 5 rodando entre POA e novo hamburgo – RS

  • Natán Barreto

    Volkswagen vendeu 13.306 unidades combinadas de Polo, Gol, Fox e Up. Mais que a GM com o Onix. A diferença é que a GM tem apenas ele atuando em todas essas faixas de preço com versões pra brigar com cada um desses hatches populares da Das Auto.
    Se a VW fizesse isso com o Polo, conseguiria com certeza brigar pelo primeiro lugar. Mas em vez disso ela tá aumentando os preços em quase 3 mil reais de um carro que ainda está se estabilizando no mercado.

    • Gil de Piento

      Poderia manter apenas up e Polo, abaixando preços. Mas nunca farão isso.

    • Gomes

      Esse é o ponto! As montadoras tem estratégias diferentes. Com certeza nesse momento a rentabilidade da VW neste comparativo que vc fez está bem melhor e o ticket médio também. De fora a gente acha que todas querem brigar pela liderança, mas eles se preocupam mais com a rentabilidade. Ser primeiro sem Boa rentabilidade é ego. Isso vale para qualquer ramo. Samsung vende mais que Apple no mundo, mas a Samsung domina o mercado low cost onde a Apple não tem produto, porém, a margem da Apple deve ser infinitamente maior.

      • Paulo Vítor

        Discordo que a rentabilidade da VW seja maior nesse contexto. Ter um produto só, como a GM, reduz muito mais os custos do que ter 4. A canibalização é boa para o consumidor e péssima para a empresa. Lembrando que não são apenas custos de produção, mas marketing também

      • Natán Barreto

        Sim, tem isso também. Por causa do valor agregado e do produto que já se pagou. Onix já deve ter coberto o próprio custo de desenvolvimento, mas imagina Fox que é um projeto com 15 anos e Gol com 10? Rentabilidade muito maior.

  • Renato Salgado

    Virtus vendeu muito bem pelo pouco tempo de mercado.

  • zarath rocha

    40º TOYOTA/BANDEIRANTE 1 -> venderam UMA unidade ????

    • Rogério R.

      Recebeu placa preta.

  • Erivelton Freitas

    Mês a mês, toda vez que eu olho para essa lista me dá um desgosto tão grande! Paciência…

  • Ricardo

    Finalmente o Kwid apareceu no top 5, tem muitos nas ruas.

  • Pedro Neto

    Golf morto e enterrado pelo proprio fabricante

    • Vinícius

      Será? Brasileiro paga o mesmo preço do Golf em SUV compacto , que são veículos bem inferiores em qualidade, construção, itens de série e a culpa é do fabricante. Engraçado que é um veículo que vende bem no restante do mundo! O problema do Golf e outros modelos que vendem bem la fora estarem sumindo do Brasil é o gosto pessoal do mercado por SUV compactos ao invés de veículos médios.

      • REDDINGTON

        Não é bem por aí não…hatches médios vem CAINDO as vendas no mundo, justamente pelos SUV’S. E o preço que a VW pede por um Golf não tem como. Ai vc ve pessoas com ou sem filhos que andavam de Golf, Astra, Bravo migrando pros SUV’S…

        • A Europa ainda absorve muito bem hatches médios. Lá os sedãs, que nunca tiveram mercado muito cativo, é que estão sofrendo mais com os SUV’s. Mas a praga é mundial, mesmo.

        • Vinícius

          Seguem os preços do Golf no Brasil em 2018.

          Novo Golf Comfortline 1.0 TSi câmbio manual flex R$ 73,130,00;
          Novo Golf 2018 Comfortline 1.6 MSI AUT R$ 78.539,00;
          Novo Golf Highline 1.4 TSi câmbio manual flex R$ 95.670,00;
          Novo Golf Highline Tiptronic automático 6 marchas 1.4 TSi flex R$ 101.070,00;
          Novo Golf GTI 2.0 TSi DSG automático 6 marchas R$ 123.110,00.

          Repare que na maioria das versões os preços equivalem aos SUVs compactos, então não faz sentido reclamar do preço. A maioria reclama pq vai no embalo dos reclamoes, sem ter embasamento algum. Logo, se os SUVs compactos vendem 10, 20 vezes mais que o Golf, por praticamente o mesmo preço, acredito que o problema está no mercado brasileiro! Que compra porcarias pelo valor de carros superiores.

          Outro dado importante é que o Golf foi o segundo veículo mais vendido do mundo, perdendo apenas para o Corolla em 2017. Para você ver como o resultado de vendas no Brasil não condiz com o gosto mundial. Compare as vendas de Corolla e Golf no Brasil e verá como o Golf é injustiçado no Brasil, sendo que ambos possuem os mesmos precos, apesar de eu achar o Golf mais carro que o Corolla.

          • REDDINGTON

            O Golf GTI começa em 134 mil segundo o site da vw, mas tudo bem. Outro detalhe esses preços aí com ZERO opcionais né, de entrada manual, com ar manual, sem bancos de couro, sem sensor de ré ou câmera… Uma HRV com o único opcional da cor sai a 109 mil. SE a pessoa precisar de um carro mais alto ela vai comprar, achar que está levando mais por menos e ficar feliz, por mais que eu também ache o Golf mais carro, assim como um Civic hatch por exemplo. Se vc pegar o Golf isolado no mundo como vc citou ele pode ser sim o segundo carro mais vendido ok, mas perceba que as vendas vem caindo ou não?? Saia do Golf e olhe a nível mundo as vendas de Focus, I30 que também são carros mundiais. Estão caindo…Não só no Brasil, nos Estados Unidos o Golf despencou. As peruas por exemplo só sobrevivem na Europa, principalmente na Inglaterra…estão desaparecendo aos poucos…

          • REDDINGTON

            Ah tem outro detalhe que vc esquece. O Golf vinha da Alemanha completo, motor, suspensão, ar digital de série etc. Passou ser produzido no México aumentou o preço e perdeu um monte de coisa. Depois passou ser fabricado no Brasil, perdeu mais coisas, ganhou mais opcionais e…aumentou o preço. Lá fora isso acontece??? Não…só aqui que a VW estupra o cliente.

            • REDDINGTON

              Motor e suspensão modernos* faltou ali.

            • MarcioMaster

              E o pior, são carros diferentes, não compartilham um bocado de peças, principalmente na eletronica, imagina isso no mercado de usados, a dificuldade de arrumar peças e manter.

              • REDDINGTON

                Touché!

  • HugoCT

    Os tres primeiros são imbativeis mesmo

  • zekinha71

    O the very best não aparece na lista, é isso mesmo produção?
    E o up! está indo pelo mesmo caminho, cada mês vai mais pra baixa da tabela.

  • Itamar

    Muito triste pelo cenário do Golf no mercado.
    Aos poucos estão matando o carro…

    Uma pergunta, o Fiesta Sedan de fato parou de ser fabricado lá no Mexico?

    • Ninguém quer hatch médio mais no Brasil. É só SUV que o público procura. É só ver a venda de Focus, 308, Cruze hatch… todas ínfimas. Inclusive a GM parou de trazer a versão dois volumes co Cruze para nosso mercado. Uma pena… deixar de comprar um Golf para comprar um H-RV é algo que nunca vou conseguir compreender: são visivelmente produtos de escala construtiva diferente, com ampla vantagem para o VW. E eles disputam a mesma fatia de mercado em termos de preço. Consumidor age demais pelo efeito manada, não tem jeito.

      • Guedes

        O antigo dono do meu Golf me vendeu pra comprar
        um HRV…

        • E pelo jeito vai demorar um bom tempo para que o mercado desses “off road de faz de conta” se sature… vão ser muitos e muitos anos vendo quase só isso pelas nossas ruas.

        • Ernesto

          Eu há uns dois anos atrás estava doido para pegar um Golf, mas aí troquei de apartamento e no ano passado nasceu meu primeiro filho. Agora, só se for Golf Variant, mas usado, dos primeiros, porém o preço ainda está acima do que eu posso gastar, infelizmente.

      • REDDINGTON

        Eu discordo do efeito manada que vc cita e vou explicar o por que. Pegando o mesmos carros que vc citou. Vejo na sua foto que vc tem uma criança pequena certo. Fica uma semana carregando tralhas de crianças, colocando/tirando do bebe-conforto e me fala depois. O Golf é melhor pra dirigir?? LÓGICO! Mais esportivo!! LÓGICO. Mas se uma pessoa precisa de espaço, praticidade, um carro mais alto pra fugir da buraqueira ela vai comprar um carro mais “altinho”. Muita gente deixa de comprar o Civic e vai de HRV, o Civic é superior em tudo dependendo do ponto de vista. Tenho 1 filho pequeno, em outubro vai chegar mais um e te falo hj um Golf pra mim não serviria, uma HRV sim.

        • Mais ou menos, amigo. A pequena já está com 5 anos… rs. E como sou muito alto e meus filhos me puxaram, o pequena é só força de expressão, mesmo, kkkk.
          Mas vou te confessar que nunca senti falta de mais altura da plataforma do meu carro, não. Seja no Jetta, seja no Lounge (os dois carros que me seguiram depois que a caçula nasceu). Tudo sempre me pareceu ergonomicamente bacana. Mas é certo que no Golf a falta de porta-malas faria falta.
          Mas o que eu te falo do efeito manada, é que mesmo os consumidores históricos de hatches médios (jovens sem filhos ou família) estão abandonando os modelos, até pela sua dificuldade posterior de revenda. Há casos em que a opção pelos ditos “SUV’s” se justifica. Mas há muitos e muitos em que a escolha se dá não por critérios práticos, mas sim pela implacável “falta de lógica” do mercado… rs.

          • REDDINGTON

            Justamente! Como respondi pra outra pessoa vc ve casais jovens com ou sem filhos com SUV’S, as vezes com bicicletas, pranchas amarradas ao teto seja de HRV, Ecosport ou Renegade. E as montadoras venderam esse “sonho” de que SUV’S são carros de pessoas esportivas, descoladas e tal, diferente se vc ver uma propaganda nos Estados Unidos seja da Pilot ou da Sienna, que vendem o produto exibindo famílias e crianças pequenas, ponto . Como vc disse os critérios práticos as vezes imperam né. Ando “alto” desde novembro de 2015, depois de 2 civics seguidos, confesso que eu gostei, tomei gosto pela coisa rs rs rs , mas não nego que sou apaixonado no Civic e compraria outro com certeza, mas no momento preciso de espaço com 2 crianças rs rs rs. Valeu!

    • Vinícius

      Verdade , o brasileiro está matando o carro no BR.

  • Allan MB

    Caiu bem a venda do Corolla sem a versão PCD no portfólio em!

    • Corolla vem sofrendo perdas gradativas em suas vendas a alguns meses, saindo da faixa de 6 mil unidades mensais vendidas para esse nível de aproximadamente 4 mil, bem na contramão do que estamos vendo em termos de mercado de automóveis como um todo, que está em expansão.
      Não tem muito jeito, a Toyota vai ter que lançar o C-HR por aqui se não quiser ficar sem um campeão de vendas. O público antes cativo de sedãs está migrando rapidamente para os tais crossovers. É só observar as vendas de Compass, H-RV, Creta e cia… a perda de mercado do Corolla não está sendo acompanhada por incremento nas vendas de seus concorrentes diretos, o que deixa bem claro que estamos vendo é uma mudança de mercado, mesmo. A categoria de sedãs médios, assim como peruas, hatches médios, “aventureiros”, está sendo engolida pelos ditos SUV’s compactos.

      • REDDINGTON

        Isso mesmo. Os SUV´S hoje são uma “praga mundial” e com a chegada do Yaris o Corolla vai cair mais ainda.

      • Allan MB

        É verdade que existe uma desinteresse cada vez maior pela categoria sedan, mas os números que vocês descreveu mostrando uma queda de 2000 mil carro num período muito curto, que coincide com a paralisação por parte da Toyota da venda do Corolla versão para portadores de deficiência (PCD) de R$ 54.000,00 e pouco reais, e assim fechando um ciclo, demonstrando o quanto essa parcela era representativa nas vendas totais.

        Agora tem até Corolla sendo vendido com “taxa 0%” pra chamar o comprador de volta.

        • Não sei, não acho que as vendas para PCD fossem tão significativas. Eles não são tantos assim. E de toda forma, a Toyota continua oferecendo uma versão GLi de entrada (compatível com aquela oferecida para PCD) por menos de 70 mil reais.
          Eu aposto no movimento de mercado com relação a SUV’s da concorrência, já que a Toyota não oferece nada competitivo neste quinhão. Acho que a opção pelo C-HR vai ser apressada no médio prazo.

      • Salim Mahmood

        o Yaris ta aterrando O corolla vai sempre vender daqui a 3 anos Toyota e lider

  • Bini Bini

    O UP morreu. RIP
    A Fiat está longe da liderança nos Populares, a Fiat se ferrou em tirar o uno e o palio dos mais baratos.
    TOYOTA/ETIOS só não vende mais pq tá caro. Ahh os jovens dinâmicos odeio o painel

    • Lucas086

      Saiu no Carblog que o Take vai sair de linha. Essa Vw sei não hein.

  • Mario

    32º VW/UP 1.292 — sem comentários!!! Os fãs da Vw podem explicar isso? Ah, não precisa, já sei… os brasileiros são idiotas.

    • Paulo Santos

      O único que presta é o TSI, que custa quase 60k,aí não dá

  • Bruno Albuquerque

    Se continuar no TOP5, muito em breve a dona Renault vai aumentar o preço do KWID também…aguardem.

    • Edson Fernandes

      Calma…. vamos ver se vai aumentar esse numero. Em teoria se ela aumentar nesse momento, será um tiro no pé. Esse carro foi feito para ter um numerok de vendagem alto e a Renault tinha a expectativa de vender cerca de 6000 carros mes. Vamos ver.

      • Bruno Albuquerque

        Já aumentou! kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Marco Correa

    A Jumpy vende bem mais que a Expert. Não entendo isso. Mesma van, mesmos preços e a Peugeot ainda tem um financiamento que a Citroen não tem…

  • Marco Correa

    O Focus hatch vendeu menos que o T40!

  • Unknown

    O Golf ainda é fabricado??? Kkkk

    • Paulo Santos

      Boa. . Kkk .. Agora temos o mini golf, ou big gol.

  • Unknown

    O Virtus vendeu mais que o UP, isso pq não deu nem um mês cheio, para apuração.

  • FearWRX

    Pro Suzuki Jimny e pra Palio Weekend estar vendendo mais que o Golf é porque a coisa tá FEIA pro VW.
    De toda forma, merecido pra VW, e pelo andar da carruagem, logo logo é o que acontece com o Polo.

  • Paulo Sergio Rosa

    O kwid merece voltar as primeiras colocações. É um carro muito bom pra quem não tem muito pra gastar. Eu tenho e aprovo!

  • Leonardo azevedo

    Kwid em 5º começando a apresentar o desempenho de vendas esperado devido seu preço

  • Salim Mahmood

    salvacao

  • marcosCAR

    Os três primeiros seguem sossegados… Polo até quis, mesmo com preço promocional mas não deu…
    Quando acabar a euforia do lançamento e os descontos acredito que ele deve se posicionar entre 8° e 12°.

  • Henry

    Se continuar assim a concorrência,Ônix lider até fim 2020. Kiwid saindo das cinzas,Polo ótimo volume pelo preço.

    • Salim Mahmood

      deixa o Yaris chegar vaiu acabar com essa palhacada toda

  • edgar__rj

    Alguém me explica como o Kwid pulou de 15° pra 5° em 2 dias? O Sandero nem estava aparecendo no top 20 a dois dias atrás… Que estranho…

  • Hodney Fortuna

    Mesmo com aumentos mensais o mercado não sofre com a queda nas vendas! O brasil é um país estranho!

  • Hodney Fortuna

    Pera! Toyota Bandeirante fazendo parte da lista dos carros vendidos em 40º lugar? Mas esse carro não saiu de linha há quase 20 anos?

    • Eliandro Baseggio

      Opa!!!! Quero uma!!! Será que tem com toca fita?

  • Rafael Eduardo

    Toyota bandeirante ainda tem 0km?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email