_Destaque _Featured Mercado

Os carros mais vendidos em junho de 2016

toyota corolla black pack 1

O mercado de automóveis e comerciais leves teve alta de 2,62% em relação ao mês de maio, mas ainda ficou 18,67% abaixo do mesmo período de 2015 e apresenta queda de 25,09% no acumulado do ano.

Foram vendidas 166.410 unidades, tendo somente 951.206 emplacamentos em 2016. Entre os automóveis, a GM liderou com 17,86%, seguida pela VW com 12,03% e Hyundai com 11,70%. A Fiat aparece somente em quarto com 10,61%. Toyota ficou com 9,09%. A Ford aparece apenas em sexto.

Nos comerciais leves, a Fiat desponta com 39,83% contra 15,45%, 11,87% e 10,41%, respectivamente VW, GM e Toyota. Renault ficou com 7,23% e a Ford, em sexto novamente, com 7,03%. No geral, a GM liderou com 16,89%, enquanto a Fiat ainda mantém a segunda posição com 15,32%.

Volkswagen e Hyundai ficaram com 12,59% e 10,08%. A Toyota fechou em quinto com 9,30% e a Ford permaneceu em sexto com 8,42%. A Renault por pouco não derrubou a americana para sétimo lugar, tendo fechado com 8,21%. A Nissan finalmente passou a Jeep e a Audi liderou entre as luxuosas.

Nos automóveis, liderança do Onix com mais de 2 mil unidades de diferença para o HB20. O Sandero surpreendeu em terceiro. O HR-V se mantém como líder dos utilitários esportivos, enquanto o Corolla vendeu mais que todos os seus rivais diretos e detém 46,40% do mercado, segundo a Fenabrave. Já o Focus liderou entre os hatches médios. Strada e Toro mantém o reinado nos comerciais leves.

Confira abaixo as 20 marcas, 50 automóveis e 50 comerciais leves mais vendidos em junho de 2016:

Marcas

1º GM 28.107 16,89%
2º FIAT 25.501 15,32%
3º VW 20.943 12,59%
4º HYUNDAI 16.773 10,08%
5º TOYOTA 15.474 9,30%
6º FORD 14.016 8,42%
7º RENAULT 13.658 8,21%
8º HONDA 9.985 6,00%
9º NISSAN 4.188 2,52%
10º JEEP 4.080 2,45%
11º PEUGEOT 2.369 1,42%
12º CITROEN 2.198 1,32%
13º MITSUBISHI 1.959 1,18%
14º AUDI 1.205 0,72%
15º BMW 1.178 0,71%
16º M.BENZ 1.154 0,69%
17º KIA 808 0,49%
18º LAND ROVER 530 0,32%
19º SUZUKI 319 0,19%
20º VOLVO 310 0,19%

Automóveis

1º GM/ONIX 11.566
2º HYUNDAI/HB20 9.533
3º RENAULT/SANDERO 6.013
4º VW/GOL 5.943
5º FORD/KA 5.811
6º GM/PRISMA 5.525
7º TOYOTA/COROLLA 5.417
8º HONDA/HR-V 5.224
9º FIAT/PALIO 4.335
10º JEEP/RENEGADE 4.012
11º HYUNDAI/HB20S 3.930
12º VW/FOX/CROSS FOX 3.886
13º VW/UP 3.488
14º TOYOTA/ETIOS HB 3.291
15º TOYOTA/ETIOS SEDAN 2.928
16º FIAT/MOBI 2.822
17º FIAT/UNO 2.801
18º FIAT/SIENA 2.611
19º RENAULT/DUSTER 2.592
20º HONDA/FIT 2.278
21º FORD/ECOSPORT 2.148
22º GM/SPIN 2.097
23º VW/VOYAGE 1.856
24º GM/COBALT 1.846
25º NISSAN/MARCH 1.802
26º FORD/KA SEDAN 1.722
27º GM/CLASSIC 1.705
28º NISSAN/VERSA 1.643
29º RENAULT/LOGAN 1.563
30º HYUNDAI/TUCSON 1.458
31º RENAULT/CLIO 1.333
32º HONDA/CITY 1.263
33º FORD/FIESTA 1.239
34º CITROEN/C3 1.191
35º HONDA/CIVIC 1.129
36º PEUGEOT/208 1.008
37º TOYOTA/HILUX SW4 955
38º HYUNDAI/IX35 937
39º PEUGEOT/2008 895
40º GM/TRACKER 879
41º GM/CRUZE SEDAN 746
42º FIAT/DOBLO 732
43º VW/JETTA 700
44º FIAT/WEEKEND 608
45º CITROEN/AIRCROSS 547
46º AUDI/A3 SEDAN 537
47º FIAT/PUNTO 510
48º FORD/FOCUS 441
49º BMW/X1 424
50º NISSAN/SENTRA 414

Comerciais leves

1º FIAT/STRADA 5.276
2º FIAT/TORO 4.040
3º VW/SAVEIRO 3.566
4º TOYOTA/HILUX 2.791
5º GM/S10 2.228
6º FORD/RANGER 1.888
7º RENAULT/OROCH 1.172
8º FIAT/FIORINO 986
9º GM/MONTANA 960
10º MITSUBISHI/L200 821
11º RENAULT/MASTER 615
12º VW/AMAROK 580
13º HYUNDAI/HR 442
14º NISSAN/FRONTIER 325
15º FIAT/DUCATO 233
16º FIAT/DOBLO 157
17º RENAULT/KANGOO 152
18º IVECO/DAILY 3514 141
19º KIA/K2500 86
20º CITROEN/JUMPER 43
21º LIFAN/FOISON 41
22º M.BENZ/VITO 38
23º M.BENZ/SPRINTER 37
24º FOTON/AUMARK 1039 37
25º RAM/2500 37
26º M.BENZ/SPRINTER 311 35
27º PEUGEOT/BOXER 35
28º PEUGEOT/PARTNER 24
29º RELY/RELY PICK-UP 9
30º SHINERAY/P TRUCKS 6
31º EFFA/K01 6
32º JINBEI/M35 4
33º JAC/T8 4
34º IVECO/DAILY 3
35º RENAULT/RENAULT 3
36º HAFEI/START PICK UP 3
37º AGRALE/AGRALE MARRUA 2
38º FIAT/TECFORM 2
39º M.BENZ/SPRINTER 415 2
40º TOYOTA/BANDEIRANTE 2
41º TOYOTA/RIBEIRAUTO 2
42º VW/KOMBI 2
43º HAFEI/RUIYI 2
44º JINBEI/TOPIC 2
45º EFFA/K02 2
46º BYD/T3 2
47º FIAT/UNO 1
48º SHINERAY/P VAN 1
49º HAFEI/MINI 1
50º MAHINDRA/HWKCD4 1

[Fonter: Fenabrave]





  • Hugo Leonardo

    E o mistério da Toyota Bandeirante continua.

    • Deadlock

      Mistério maior é o Toyota Riberauto…

      • Rodrigo

        Tive que recorrer ao Google:
        Ribeirauto é uma fábrica de carrocerias, então acredito que seja o Bandeirante Picape modificado.
        Na década de 80 e começo da de 90 era comum designar alguns modelos adaptados com carroceria de fibra pelo nome da empresa responsável pela modificação (exemplo F-1000 Souza Ramos, F-1000 Sulam, etc.)
        Como esses carros já devem estar atingindo a marca dos 30 anos de idade, capaz que esse “emplacamento” na verdade seja o de placa preta (colecionador) ou mesmo de novas placas no padrão atual (3 letras e 4 números), já que até 1990 o padrão eram 2 letras.

    • Fernando S.

      Tá vendendo quase a mesma quantidade do T8 da JAC, mesmo estando fora de linha há quase 20 anos kkk

    • Paulo Sósthenes Pereira

      E a Amarok despencando cada vez mais…

      • ObservadorCWB

        Lá fora terá um V6 — enquanto aqui o pessoal sempre falou que era suficiente, que era Vw, etc e tals. Brasileiro anda se contentando com pouco.

        • Zoran Borut

          Terá um V6 por causa do escândalo do Dieselgate com o motor 2.0. E esse V6 terá potências semelhantes ao do atual 2.0, somente na versão de topo que será bem maior, com 224cv.

    • carroair33

      Gostei do SANDERO vendendo muito bem mostrando seu valor,agora vai ser dificil subir na tabela,pq aqui na terra do encantamento o hb20 que tem um rostinho bonito,vai continuar vendendo muito LAMENTAVEL!!!!

      • T1000

        O que aconteceu com o Sandero? Será que foram promoções?
        Sandero é um bom carro, porém discordo de você que o hb20 é apenas um rostinho bonito.

        • Ele insiste nisso, já coloquei os contra argumentos, mas é igual aquelas crianças que comentam na net (Quase todos): Continua postando as mesmas asneiras de sempre como se não tivesse lido.

          • carroair33

            Os HBBOYS piram quando falamos a verdade,pra vc nao falar que sou fã do ETIOS,vou aqui defender o SANDERO,carro robusto,mecanica confiavel,um bom recheio de equipamentos e um excelente espaço interno,e tambem um carro bonito,por tudo isso e mais a politica de vendas da RENAULT ja o colocaram no 3*lugar de vendas gostaria de ve-lo em primeiro mas aqui na Banania vai ser muito dificil,equanto nao amadurecermos como consumidores vamos comprar o “rostinho bonito”,o apertado HB20,que é vendido como compacto mas é na verdade um subcompacto sem falar nafamigerada BOBINA que começaram a sentir o peso da idade e quilometragem

            • O cara fala em “Banania” e defende um carro mal avaliado em crash test. Banania não é o país. São habitantes como você.
              E cara, você não tem coerência: Sabia que não é preciso diminuir um valor de um produto para mostrar o valor do outro? Coerência não é seu forte, eu ia sugerir stand-up, mas a capacidade de improviso dos comediantes sugere uma inteligência além da sua capacidade.. Você não consegue ser mais inteligente que isso? Acho o Sandero uma boa opção no mercado que temos, mas em mercados sérios ele vem mais recheado em termos de estrutura e equipamentos de segurança. Está vendo como dá para faze uma análise sem ter que ficar falando “Mas o Gol também é isso”, “Mas o up! custa caro”, “Mas a Toyota cobra caro”…?
              Vamos lá, ainda não consegui ler um comentário inteligente seu, tente novamente… Ah, eu não tenho HB20, ok?

              • carroair33

                Vc mesmo disse …em mercado serio……entao o que somos ?aqui se vende muito HB20 qual mercado somos? somos meracdo serio? ou somos um mercado de tolos?

                • Caramba, dei a chance de tentar fingir um pouco de inteligência mas você não é capaz de fazer um comentário sobre carros sem colocar o HB20 no meio? Fala a verdade, a fábrica te mandou embora? Foi maltratado em uma concessionária? Não gosta que os caras que fazem o carro falem “doiss pashstéis e dois choppis”? Isso eu também não gosto mas a cidade é legal e preparam o melhor peixe do país fora da região Norte. Somos o mercado onde um moleque torce para fabricante de carro. Onde uma criança fala sobre problemas imaginários de um carro que ele não tem e não pretende comprar na pretensa intenção de que alguém vai dar ouvidos a ele e deixar de comprar o carro. Um país onde uma pessoa consegue sentir raiva de um objeto inanimado, um país onde um pretenso consumidor reclama que o brasileiro não valoriza as coisas certas e recomenda um carro mal avaliado em um teste de segurança em detrimento de um bem avaliado. E ainda diz que o problema de mercado são os outros…

                  • carroair33

                    o que eu nao concordo é com esse fanatismo em torno de um produto que é super dimensionado alem do que ele é,agora pq vc se incomoda tanto quando falo do seu “queridinho” vc trabalha na RUINDAI vc trabalha em alguma css da marca? ah esqueci,vc tem KIA nao presisa responder ja sei pq de vc ser um intrepeto HBBOY

                    • “Nao presiso responder”? Depois dessa vou responder o que? Hahaha

                    • carroair33

                      realmente nao ja sei pq vc é um HBBOY

                    • Sim e não professor de português! Abraço.

                    • carroair33

                      HBBOY se revoltando em 3..2..1…

                    • Banido por ofensas aos outros leitores.

                    • Paulor1899

                      Baniu o Lagoeiro? Não acredito, ele é uma das “atrações” do site.

        • Retrato do Papai

          verdade… considero o sandero um carro honesto (apesar de cobrar caro pelo pouco que oferece), mas comparar com hb20 é um pouco complicado, mesmo sendo este um carro feito para o huezil… desempenho, acabamento, conforto, segurança, tecnologia, enfim…

        • Alessandro

          “Sandero mostrando seu valor”…
          Melhor ler isso do que ser cego, as vezes eu penso.
          Dos compactos o Sandero é disparado a pior opção.

          • carroair33

            VC deve ser mais um HBBOY prefere uma lata de sardinha com ROSTINHO BONITO

        • CignusRJ

          Aqui no RJ fizeram muitas propagandas na TV do Sandero, isso deve ter ajudado mas creio que o grosso das vendas tenha sido para PJ. normalmente eles compram muito no final do mês e como até meado de junho o Sandero não tinha tal desempenho nas vendas…

      • Leo

        Não há comparação entre a dirigibilidade do HB20 e a do Sandero. O Hyundai é bem melhor no dia a dia, inclusive com motores mais modernos e eficientes que os do Renault. Únicas vantagens do Sandero são o espaço – bem melhor do que no coreano – e o acerto da suspensão traseira, macia demais no HB20.

        • carroair33

          No HB20 pareçe que vc esta sentado em um carrinho de role~ma

      • FrankTesl

        Se a Renault falasse com sua parceira Nissan para ceder o cambio CVT Xtronic para o Sandero 1.6, para tirar de vez do mercado o câmbio automatizado Easy’R, talvez o Sandero ganhasse um impulso extra de vendas. Tem que aproveitar esse bom momento.

      • Tyrion Lannister

        Na verdade o Sandero depois da primeira reestilização sempre vendeu na faixa entre 5000~6500 unidades, então, nos meses passados os outros é que estavam vendendo muito mais e neste último houve um desaquecimento dos outros, sendo que o carro da Renault continuou na média.

  • tjbuenf

    E para comemorar as vendas daqui a alguns dias vai ter reajuste no HR-V….

  • Joildo Dias

    Incrível como esse corolla vende, e dona ford acorda, senão logo estará em sétimo ou oitavo kkkkkkk…..

    • Vitão

      Em breve a VW está indo para o 3o ou 4o lugar huehuehue

    • MauroRF

      A Ford é um “case” interessante. Alguém se lembra de 6 mil unidades/mês do New Fiesta? Sim, era nesse volume, mesmo depois da saída do Fiesta Rocam, pois quando eram somados dava um volume bem alto até. Agora vende mil e poucas unidades. Mas comete a bobeira de deixar o preço elevado, lançar o motor turbo apenas na cara versão de topo. Além disso, o Fiesta não mudou nada praticamente, apenas “fundiram” as antigas versão S e SE 1.5 na SE 1.6 atual, mantiveram as calotas da S, a SEL é igual à SE 1.6 antiga e a Titanium ganhou pouca coisa (na verdade, o feito notável foi o Ecoboost, que é um motor excelente e muito premiado lá fora). Some-se a isso a fama do mau pós-vendas, carros com desalinhamentos, acabamento ruim (no caso do Fiesta, até no Titanium, tive um e sei como é) e ainda tem o problemático câmbio (que alguns dizem que resolveu o problema, mas vive aparecendo reclamação, embora bem menos do que nos modelos fabricados em 2013-2014. O pior é que a Ford tem produtos bons e modernos, mas não sabe trabalhar nada direito. O resultado: está em sexto.

    • Retrato do Papai

      acho que a dona ford está indo muito bem… ontem fui em uma concessionária daqui do RJ ver um veículo seminovo no valor de R$ 36 mil, desisti dele pois estava em péssimo estado, abandonado, sem bateria etc., e o vendedor estava literalmente c4g4nd0 pra mim, atendimento péssimo, estava praticamente me mandando ir embora… se tivesse umas dúzias de neurônios a mais teria me oferecido um Ka 0km por um trocado a mais…

  • Walter Augusto

    Mobi 😭😭😭😭

    • Robinho

      kkkkkkkkkkkkkk

  • Kaian Reis

    Porque aparece a Toyota bandeirante?

    • Zoran Borut

      Esses números se referem a emplacamentos, não a veículos zero km vendidos. Por isso sempre aparece algum carro mais antigo entre os emplacados, devido a mudança de placa, restauração etc.

  • Tomtilt

    X1 fazendo sucesso, hein?

    O Etios aumentou bem as vendas depois que chegou o automático, tanto o hatch quanto o sedã. Ouvi dizer que hoje cerca de 60% das vendas são dos modelos com transmissão AT.

    O Corolla é pelado mas ainda é um dos poucos sedãs médios abaixo dos 70 mil com transmissão automática, é compreensível que venda bem, mesmo sendo “pelado” (na verdade não lembro de nenhum outro agora). Já o HR-V eu não consigo entender. Gosto da Honda, já tive Fit, mas ele é pelado de dar dó e nem o diferencial do preço tem. Aliás, tem sim, custa muito mais do que deveria.

    • Cão Preto

      O que vc vê como “pelado” no Corolla?

      Não levando em conta a versão de 69 mil (que, por sinal, é um bom C x B), e sim a mais vendida – XEI

      Eu só vejo a falta do ESC — e isso merece críticas mesmo, pois não haver nem no Altis é um erro grave da Toyota para com o consumidor.

      • Tomtilt

        Falei mais especificamente da GLi de entrada, que está abaixo dos 70 mil tanto com câmbio manual quanto com CVT. Pelado, entre aspas, porque se comparado a maioria dos sedãs médios concorrentes não oferece mais que o trivial, sem luxo, sem penduricalhos, sem itens valorizados pela grande massa consumidora como central multimídia e rodas de liga (nem um som simples tem).

        Mas ainda assim acredito que essa versão tem ótimo custo x benefício, mesmo com a falta do controle de estabilidade. Pelo menos tem mais que os dois airbags obrigatórios, oferece de série os laterais e de joelho do motorista, enquanto alguns carros desse valor sequer sonham com isso, vide o Honda City LX que custa 40 reais a menos e só vem com o AB2.

        Creio que o ESP, ou ESC, será adicionado em breve, já falam que até o Etios deverá ganhar o equipamento.

      • Lucas

        Comprei um Corolla 0km 15-16 e o vendi com 5 mil km rodados em menos de um ano. O carro parecia uma escola de samba de tanto ruído interno que se ouvia. Não sei se peguei um “batizado”, mas o carro era insuportável, um lixo. Fora um monte de “defeitos” que encontrei, como plásticos vagabundos e mal encaixados, direção tão leve a ponto de não passar segurança alguma, entre outros. Pelo menos era econômico.

        • Jackson A

          Acho que vc que não teve sorte, basta ver que quem tem corolla, volta a comprar corolla, e dificilmente sai dele.

          • pedro rt

            conheço muita gente q ta deixando de comprar a versao de entrada do corolla e passando pra versao top do etios

          • Lucas

            Foi o pior sedã que já tive. Um Civic LXR (que já possuí em 2014) dá de 10 no Corolla… E custa muito, muito menos. Isso é ignorância de quem nunca estou nenhum dos concorrentes (com todo o respeito).

            • Racelogic

              Engraçado que hoje estou com um Corolla, e meu carro anterior foi justamente um LXR 2014. Pra mim o Toyota é bem superior.

              • Lucas

                O Corolla, na minha opinião, só é um pouco mais econômico – coisa de 1km/l a mais. O teto dele é muito baixo, a direção é leve demais e não traz segurança alguma ao andar rápido, o couro dos bancos mancha facilmente (não sei se é couro mesmo, mas no meu caso ficaram marcas de jeans, enquanto no Civic isso não aconteceu em 2 anos de uso), não acostumei com aquele câmbio com trilho estranho todo torto e não definido, onde se faz força na diagonal pra passar do D pro P, a qualidade dos plásticos é péssima (basta olhar pras alavancas de abertura interna das portas, pros botões moles e mal encaixados do volante , da multimídia e afins), sem falar do pior problema: Mesmo com um acabamento macio em parte do painel e portas, o ruído interno era infernal. Sinceramente, eu preferia o Civic… Pena que o atual saiu de linha. Corolla nunca mais.
                Por falta de opções racionais, eu comprei um HRV. Parece bastante com o Civic, exceto pelo fato de não andar absolutamente nada e não ultrapassar ninguém rs.

                Uma boa tarde.

        • Cão Preto

          Eu conheço um dos donos da maior concessionária Toyota do meu estado e há relatos de barulhos internos na safra 15/16.
          Banco do passageiro mal fixado e ruídos no painel, perto da central multimídia

          • Lucas

            É possível. E os ruídos saíam exatamente dos lugares que você citou! Inacreditável. Você poderia ter falado isso há 6 meses e me poupado de perder grana rs. Brincadeiras a parte, troquei o Corolla num HRV EXL e estou gostando do carrinho, mesmo ele não andando absolutamente NADA – Pelo menos o carro é silencioso.

        • Mateus

          Tenho um Corolla 15/15 e não passei por esse problema. Tenho mais dois amigos que tem e também não relatam este tipo de falha. Parece ser mais falta de sorte mesmo.

        • Jose Silva

          Fiquei com um xei 2.0 por quase 2 anos, também não gostei, achei beberrão, acabamento fraco e barulhento. Troquei em um jetta tsi, outra categoria de carro, outra categoria de motor, cambio e suspensão e ainda com consumo melhor apesar de beber só gasolina, mas álcool nunca usei também, alias quando usei não dava nem autonomia de 200 km no corolla.

    • pedro rt

      qdo eu fui numa css toyota mes passado so tinha etios automatico la

    • VCD 2.0 16V

      Olha o Etios tornando nossas ruas mais feias. Pena que a “lataria” não acompanhou o conjunto mecânico.

      • Tomtilt

        Pra quem gosta de carrinho pra chamar atenção e causar inveja do vizinho dono de Palio Fire ou daquele colega de trabalho que tem um Gol G4 realmente o Etios não serve. Para os consumidores mais racionais, é excelente.

        • VCD 2.0 16V

          Se você não se importa em comprar um carro horrendo porém com conjunto mecânico bom, o Etios é uma boa opção mesmo. Mas eu não escolheria e também não diria que você é irracional por ter uma opinião diferente. Afinal gosto e nariz cada um tem um. Compre seu Feietios e seja feliz.

  • Marcelo Amorim

    SW4 vendendo quase 1000 unidades custando bem acima dos 200 mil,isso sim causa espanto.

    • Felippe

      a crise é só para pobre mesmo hehe

      • jkpops

        com certeza o dono da empresa que trabalho toda hora fala que tá fudido que que aquilo mas acaba de comprar um apê de 750mil e uma ix35 0km top de linha se ele tá fudido imagina a peãozada que é assalariada! kkkkkkkk

        • Se ele comprou financiado tá ferrado mesmo kkkkkkk pq o que vai pagar de juro não tá escrito.

          • MauroRF

            Pode ser, kkkkk, mas tem uns donos de empresa que felizmente estão bem e choram pitangas. Um cliente meu mesmo, conheço-os bem, sei muito bem como funciona o mercado na minha área, sei que eles lidam com volumes enormes de trabalho e que faturam horrores com o dólar mais alto (em comparação, por exemplo, aos dois reais e pouco da taxa de câmbio há dois anos), mas quando vou tratar de reajustes, é uma choradeira só, que a crise está forte, que isso, que aquilo, mas os caras estão sempre bem, sempre de carro novo, todo ano é viagem de 1 mês com a família toda para o exterior e por aí vai. Pode ser o caso do chefe do colega acima. Ou ele pode ser um daqueles que vive de imagem e se enforcou mesmo, aí não quero nem ver! rsrsrs

          • jkpops

            Pior que o peste só compra a vista tudo até mercadorias da empresa são com prazo de7 dias para pagamento depois vende pros caloteiros com prazo de30,60,90 tem cacife pra manter esses clientes…

        • Felippe

          coitado, ele ta sofrendo demais, se isso é ta fudido eu não sei oq eu nós vivemos kkkkk

          • Cão Preto

            Questão de ponto de vista. Conheço quem está irritado com o dólar alto pois não pode mais ir aos EUA renovar o guarda-roupas… (poder pode, mas não compensa).

            Enquanto outros estão preocupados com a inflação em razão da comida que precisam por à mesa.

            • Louis

              Pois ainda compensa. Fui com o dólar a R$ 4,00 e ainda achei coisa barata por lá.
              Não compensa ir só para comprar, mas se já for a passeio, compensa bastante comprar roupa lá.

            • E de certa forma os dois estão certos!
              Lembro uma vez que minha finada vó falou que teria “apenas” bife para o almoço, mas eu não devia reclamar porque muita gente não tinha nem isso. Claro que você tem que pensar em quem tem menos que você, mas se um dia eu tiver condições de dar um passo para algo maior, profissionalmente, pessoalmente ou até na hora de fazer um negócio, vou pensar “Huum, já tenho condições de ter bife, arroz e feijão na mesa, será que preciso mais que isso?”. Claro, a sabedoria de uma mineira neta de escravos tem que sempre ser levado em conta, mas a preocupação de quem tem mais que outros também é tão válida quanto daqueles que uma decisão dessas pode definir a sobrevivência…. Sem virar choro de rico é claro.

              • Cão Preto

                Mas é claro. Receber os frutos do trabalho é maravilhoso.
                O problema é quando alguém é passado pra trás para que isso aconteça.

            • Felippe

              vdd

        • rodrigo

          Estive conversando com um amigo da familia dono de garagem de veiculos, ele trabalhou 30 anos dentro da toyota e saiu pelo tempo de servico e abriu a garagem, mas ainda tem muita sabedoria dentro da concessionaria ainda intermedia vendas la dentro, ele disse que essa crise esta muito psicologica, o rapaz chega pra ele hoje e compra uma Hilux top de linha, quando chega pra conversar jogar papo fora ele comeca a reclamar da crise, sendo que nem esta, reclama da crise pq o momento é esse o assunto no país é crise..

    • Cão Preto

      Eu conheço 3 pessoas que compraram a nova SW4, na minha cidade natal (+-40k hab).

      Um é um empresário do ramo de terraplanagem. E era pobre, andava descalço quando jovem. Mas o enriquecimento dele não é muito lícito não… É sabido que o sujeito tem vários antecedentes criminais. Um filho dele desfila pela cidade em motos esportivas, em um Camaro amarelo e uma Hilux branca.

      O segundo é uma autoridade do Ministério Público. Seu salário não dá pra tanto (20 e poucos mil líquidos), mas eu sei que ele tem uma área rural também (recebida por herança), o que justifica a compra do 4×4 e provavelmente contribui na renda.
      Mas seu dinheiro foi conquistado com suor. Ele era funcionário (e já concursado desde então) do Banco do Brasil.

      O terceiro é filho do dono de uma das maiores redes de lojas de móveis e eletro do estado. Não estuda / não trabalha. Estudou na mesma escola que eu. Não comprava livros, não tinha caderno, somente fumava maconha. Gosta de ir para a fazenda (novamente a utilidade do 4×4) para tomar drogas com seus amigos.

      Ou seja, a crise não é para todos… A crise não é justa… A vida não é justa… Mas é a vida, vamos em frente

      • MauroRF

        Rapaz, a vida interiorzão afora é bem assim mesmo. Hoje moro em Santo André – SP (minha cidade natal), região do Grande ABC, cidade grande, região metropolitana de SP. Como contraste, morei por 3 anos em uma cidade do interior de SP com descrições como essas suas. No seu caso acima, de 3, 2 são coisas fora do normal, com um com enriquecimento ilícito e o outro que não sabe o que é ralar. Nessa cidade onde morei, há um contraste intenso: são 160 mil habitantes. Tive acesso a números de lá: cerca de 500 vivem dessa forma aí acima, ostentando carrões de fazer inveja ao povo do Jardins-Moema-Itaim em Sampa. São ricos demais mesmo, e muitos eu sei que de modo ilícito também (em cidade de interior, sabe-se de tudo e de todos, incrível, impossível ser anônimo em cidade pequena do interior). São pessoas de muita grana mesmo e mandam na política facinho. Outros 7 mil são classe média, vivem em bairros bons, têm seus Civics, Corollas, SUVs e alguns carros “do andar de cima” disso, têm plano de saúde etc. E os outros 152.500? Sim, vivem com poucos recursos, andam (quanto tem) com carros velhos, muitos caindo aos pedaços, vivem em bairros bem ruins de infraestrutura, superlotam o único péssimo hospital público da cidade e por aí vai. E essa pobreza alta faz muitos caírem no crime, tanto que os índices da cidade estão piorando. Dá dó de ver isso. Sei que é assim Brasil afora, mas como ali é uma cidade pequena, isso fica mais fácil de ver. Mas o que irrita é que os 500 ali não querem que a cidade se desenvolva de jeito nenhum. É um provincianismo sem fim. Por exemplo, anos atrás, o Carrefour tentou se instalar lá, os grandões donos de mercados chegaram no prefeito e disseram “não deixa”, e não teve Carrefour. O posto de gasolina que tinha no shopping foi fechado na marra pelo cartel dos postos (todos cobram o mesmo preço, que coisa, não?). Os preços nos mercados então, em geral, são mais caros do que aqui. Confesso que eu tinha outra visão do interior, mas vivendo lá, vi que a coisa é bem diferente do que se imagina. Antes, eu achava aqui em Santo André um inferno, mas a qualidade de vida lá no interior não é tudo isso não. Ou seja, não tem pra onde correr, o Brasil é a mesma porcaria em qualquer lugar. E bem injusto.

        • Cão Preto

          É complicado. Na minha cidade natal abriu um posto com preços baixos (de uma rede de outro estado), e dizem que os donos foram até ameaçados de morte. Mas mesmo assim resistiram. São fortes, donos de uma empresa sucroalcooleira no interior-norte de SP.
          O que aconteceu? Todos os outros postos (cartel até então) se obrigaram a baixar os preços.
          Do meu relato ali em cima, o dono da empresa de terraplanagem elegeu sua filha vereadora com 19 anos de idade e, nas últimas eleições, vice-prefeita pelo PMDB (partido altamente politizado/elitizado, sendo difícil conseguir um cargo, mas o dinheiro consegue tudo),
          Enfim, a distribuição de renda é um caos no Brasil.
          E eu atribuo isso tudo à ignorância generalizada do povo (não estou chamando o povo de burro, mas o povo não tem acesso a meios de comunicação verdadeiros, a bons ensinamentos, ou seja, ninguém o ajuda a abrir os olhos para a realidade) e as coisas continuam assim, sendo tudo dirigido (e muitas vezes dirigido de má-fé) pelos mesmos figurões de sempre…
          Obs.: estou falando do interior/vale do Itajaí de SC – região conhecida como Vale Europeu (cultura teoricamente européia, genes teoricamente “superiores”, povo teoricamente honesto e trabalhador…. Pfff, patifaria total)

          • MauroRF

            Pois é, confesso que me “surpreendi” com o seu relato sendo de SC, pelos motivos que você escreveu de cultura europeia etc. etc. etc. Mas isso prova que o Brasil é igualmente injusto e problemático de norte a sul. Interessante que o comportamento provinciano de interior é igualzinho. No caso aí do povo que resistiu, eles foram é corajosos mesmo, pois situações como essa não costumam terminar bem. E os cartéis dessas cidades “chegam chegando” mesmo, sem dó.

            Sim, é ignorância generalizada mesmo, com esse povo sem noção do que acontece de verdade. A questão é complexa. Um porteiro aqui do prédio mesmo falou em 2014 que ia votar na Dilma senão perderia o emprego. Deu dó, o cara não sabia o que estava falando. Mas falou em futebol, o cara sabe a tabela inteira, sabe de cor os nomes de jogadores, quem ganhou o quê em tal ano e campeonato. É esse pão e circo do futebol, do funk, das novelas etc. que me irrita (na verdade, me entristece). Poderíamos ter um país bem melhor, mas…

            • Mestre Fioda

              Mauro você resumiu bem o retrato do nosso país. Enquanto a maioria das pessoas não acordar diante dessa política de pão e circo e procurar se interessar e entender de política. Como entendem de novela, futebol e nossas “músicas” populares continuaremos a ser o país do futuro. Infelizmente é triste essa situação, pois poderíamos (sim como você disse) ter um país mais justo e de nível de primeiro mundo. Temos tudo que precisamos, principalmente recursos. N aminh aopinião, o que precisamos é que as pessoas realmente acordem para uma coisa simples. Não precisa ter dito Educação de primeira para isso, pois o que já vi de gente com MBA sem nenhum entendimento das engrenagens políticas que movem esse país. Voltando. O povo precisa entender que se a situação da escola do seu filho não é boa, a infraestrutura da cidade é ruim, o hospital da cidade está com péssimo atendimento, os preços das coisas não diminuíram, etc. Não foi porque não choveu (como Maduro disse para os Venezuelanos justificando o racionamento de energia) , porque a prefeitura não teve recurso suficiente ou porque no Brasil é assim mesmo. Tudo de ruim que acontece o povo tem que entender de uma vez por todas que a culpa é da falta de interesse dos nossos governantes, que estão no poder somente para legislar em causa própria e dos seus pares. Não precisa ser estudado para ver que um prefeito, que os vereadores ficarão 4 anos no poder e nada fizerão. É muito simples. Nas próximas eleições não votem mais em nenhum deles. Sei que um processo demorado, mas garanto que se o povo começar a não votar naqueles que nada fazem as coisas vão melhorar. Hoje o que vemos no Brasil são prefeitos ruins ficando 2 mandatos. Vereadores, Deputados e Senadores a anos na política, sem ter feito nada para transformar a vida das pessoas. O povo precisa acordar para isso. E nossa grande transformação vai acontecer quando a maior parte dos investimentos se voltarem para uma educação de verdade. Aqui no meu Estado o governo investe mais na polícia militar do que nas escolas. Acho um erro, pois quando se tem um povo educado você reduz a criminalidade, um povo educado vai ter menos problema de saúde, pois vai saber o que pode lhe fazer mal, vai se prevenir mais. Enfim, a Coreá do Sul na década de 60 era uma roça. Não tinha o desenvolvimento do Brasil., ou seja, pela lógica deveríamos estar a frente deles e não o contrário. Eles investiram pesado na educação e hoje são mais desenvolvidos que nos. Bom o debate é intenso, e fico feliz por ler comentários como o seu. Tem muita gente que pode fazer a diferença nesse país. Nessas eleições municipais eu vou tentar novamente indicar as melhores opções de candidatos para o maior número de pessoas que eu consegui. Já tentei isso, mas o resultado não é bom. Ainda ganha voto quem faz mais propaganda. Um dia quem sabe…Abs

        • Zoran Borut

          Mauro, o que a maioria não percebe ou não quer perceber é que essa situação de desigualdade que você descreveu é o retrato do Brasil inteiro, em nível federal. Assim como há os 500 e os 150 mil na sua cidade, há as minorias de elite nos níveis estaduais e nacionais, controlando seus próprios interesses e estando nem aí para o restante. Foi assim por toda a história do Brasil.

  • Cão Preto

    Quanto ao segmento dos “executivos” (coisa de Brasil, pois em outros lugares são compactos — mas temos de nos adequar à nossa realidade)…

    Vamos ver no próximo mês como serão as vendas do Cruze.
    O Sentra também está tímido, agora nessa mudança de modelo. Mas tem potencial (que, entretanto, pode ser ofuscado pelo aumento de preços, verdade seja dita).

    Enquanto isso, segue o Corolla vendendo um absurdo. O carro tem seu mérito… O único senão dele é mesmo a falta do ESC, coisa que a Toyota já deveria ter corrigido há tempo. No mais, não cabe crítica ao excelente sedã nipônico. Na internet, como bem se sabe, tem mimimi de sobra, mas na realidade o carro é muito desejado por quem não tem e muito elogiado por quem tem.

    O Jetta por sua vez, amargando poucas vendas… Vendia melhor quando era 2.0 8v, provavelmente em razão do C x B (era bem mais barato). Além disso, a versão Highline 2.0 16v perdeu um pouco seu brilho… Antigamente era um ícone em desempenho, hoje os turbinados estão invadindo o mercado em peso.

    • Megamente

      Metade dos corollas vendidos são do modelo GLi e toda vez que o Uber inicia operação em alguma cidade vende mais um monte de Corolla GLi pra lá.

      • De acordo com o mix de vendas da própria Toyota, a versão mais vendida é a XEi.

        Imagino que para cada Corolla de Uber vendido umas 10 unidades são vendidas para consumidores finais, até porque o Uber é restrito a pouquíssimas cidades das mais de 5.500 cidades do país.

        • Na verdade, a linha GLi vende 50% do total, só que é dividida em três versões padrão e mais uma série, enquanto a XEi vende 42% do mix em uma única versão, ficando o Autis com 8% do mix, aí, a Toyota, sabiamente anuncia uma meia verdade, como verdade, pois de fato, em uma versão e uma série, a XEi acaba sendo a mais vendida, enquanto os 50% da linha GLi são fracionados.

      • Maycon Farias

        O Corolla ja vende muito antes mesmo de aparecer esse Uber. Já vendia muito antes mesmo de sedans médios serem usados por taxistas e etc e etc.

      • MauroRF

        Não sei se serve de estatística, mas moro em um prédio de classe média em Santo André – SP em que todos os Corollas são XEi (e incrivelmente, todos os Civics são LXR, o meu inclusive, rs).

  • Vinicius Batista

    Putz, a VW acabou msmo! Up vendendo menos que o crossfox ‘-‘

    • MMM

      Up sempre vendeu menos que Fox.

      • Jeremias Flores

        o que me espanta é o Golf não estar na lista e o Jetta vender só 700 unidades. vai ter que mudar algumas coisas dentro da VW

        • GOLF MSI é mico, e TSI tá mais de 90 mil. Aí não tem como vender mesmo.

        • ObservadorCWB

          Golf ? Você escreveu isso a sério ? O Golf era um CARRÃO quando importado da matriz. Você viu no que se tornou o “Golf made in Brazil” ????

          • Zoran Borut

            Continua sendo um “carrão” mas sem os equipamentos que lhe davam diferencial – e com preço 25% maior, eis o principal problema.

            • ObservadorCWB

              Explica como vc tira os equipamentos que o diferenciavam (segundo seu próprio discurso virou IGUAL aos outros da categoria), cobra 25% a mais (um quarto do preço é sobrepreço)… e continua um carrão ? Você está sendo incoerente entre as opiniões…..para dizer o mínimo.

              • Zoran Borut

                Ser um “carrão” não tem a ver com etiqueta de preço.

  • Luciano Lopes

    O fato e, se a Hyundai, Toyota ou Renault colocarem mais dois produtos em seu portfolio (compacto e SUV ) passam a disputar o Top 3.

  • Franco da Silva

    A PSA não consegue mesmo… Daqui a pouco até Audi, BMW e Mercedes vão chegar em Peugeot e Citröen…
    O que acontece com essas marcas?! Os carros não são ruins.
    A explicação que eu teria, aqui na minha região, é a constante troca de autorizadas. Toda hora fecha uma e leva uns meses para abrir outra.

    • Tomtilt

      Preconceito infundado de muita gente, apenas isso. Agora eu tenho um 2008 e vejo o esforço da Peugeot pra fidelizar o cliente e melhorar o pós-venda, que era uma reclamação. Pelo menos na minha cidade, que só tem uma concessionária, o atendimento é excelente para tudo, são honestos e os serviços são feitos sem maiores transtornos. Fiz a primeira revisão recentemente e já esperava que fosse cobrado mais do que a tabela do site e me preparei pra “brigar” pelo valor de tabela, mas nem precisei, não houve a empurroterapia habitual que já tive em outras marcas e logo de cara fui informado com o mesmo valor divulgado pela marca.

      Estou satisfeitíssimo com o carro. A única coisa “chata” é que todos os meses, sempre na primeira semana do mês, alguém do setor de relacionamento ao cliente da Peugeot me liga querendo saber se estou gostando, se houveram defeitos, pedindo pra avaliar o carro e a concessionária. E são insistentes, ligam até conseguir. hahaha

      • João Cagnoni

        Se ligarem mais de uma vez no meu celular, pode ter certeza que é cobrança…

        • CignusRJ

          Hahaha no meu caso é cobrança para uma tal de Camila. E eu digo que não conheço nenhuma Camila e não adianta.
          Até SMS de madrugada já recebi querendo cobrar dela.

          • zekinha71

            Da próxima vez que ligarem pra Camila fala assim: moço vai ser difícil falar com ela, ela saiu apressada e não olhou a rua ,e um caminhão passou por cima, estamos esperando o IML vir retirar os pedaços.
            E faz aquela voz de desespero e choro, nunca mais ligam, já fiz isso.

            • Jackson

              Já fiz isso dizendo que a pessoa solicitada havia morrido, e nunca mais ligaram.

          • João Cagnoni

            Procura na lista do convênio uma médica que chame Camila, aí quando ligarem passa o número do consultório… Nunca mais ela vai se livrar.

            • CignusRJ

              Passar o carma para outra pessoa ???

              hahaha
              Pior que pode resolver para mim mas eu não faria isso. talvez eu grave as ligações e depois ameace entrar na justiça. Quem sabe assim param.

        • Tomtilt

          Cobrança só ligam uma vez, depois chega “cartinha” avisando que o devedor vai direto pra forca. rsrs

          • pedro rt

            depende muito, tem empresa q liga todo dia pra sua casa falando a msm coisa

            • Tomtilt

              Achei que tinham abandonado essa prática e já mandavam logo comunicação de protesto da dívida ou dando um prazo curto para negociação. Antigamente ligavam até para os vizinhos, amigos ou parentes quando alguém fazia cartão de crédito ou empréstimo e não pagava, as empresas sempre exigiam um ou dois números de telefone fixo com a desculpa de fazer uma consulta sobre a pessoa, mas na verdade era pra ter outro meio de cobrança.

          • João Cagnoni

            O pior são as ameaças… rsrs… Já passei por isso, nunca mais vou pegar 1 centavo qualquer de banco.

      • Como feliz ex-proprietário de um Peugeot, um dos melhores carros que tive e curiosamente também muito bem atendido pela assistência técnica eu digo: Não há preconceito infundado contra a Peugeot. Ah, e embora admire os carros da PSA, meu fabricante preferido é a Ford, outra suposta “vítima” de preconceito.
        Não adianta justificar vendas fracas com esse suposto preconceito.Porque isso se muda com bons produtos, de valor honesto. E lembrando sempre que quem tem obrigação de oferecer mais é sempre quem está atrás. O próprio Corolla era vítima de “preconceito” quando a japonesa se estabeleceu aqui. E mudou a visão de mercado com um bom produto. O que se fala de chinês hoje se falava de carros orientais, japoneses ou coreanos. Quer exemplo maior que a Hyundai? De carros inferiores aos importados dos fabricantes aqui estabelecidos a objetos de desejo.

        • Tomtilt

          Desculpe, mas tenho que discordar. Como proprietário de Peugeot já vi e ouvi muita gente falando que carro francês não presta, que eu sou corajoso por PEGAR UM IMPORTADO FRANCÊS, e bla bla bla.
          Bons produtos e de valor honesto? Considerando nosso mercado e os absurdos que temos nele os produtos PSA são de valor “honesto” sim. E ótimos produtos. Um 208 custa o mesmo que um Onix 1.4 e o GM fica muito, mas muito abaixo do Peugeot em absolutamente tudo. E o que o público prefere? Se a grande massa ligasse pra bom produto as carroças das quatro grandes não se perpetuavam indefinidamente como queridinhos do mercado.

          A grande diferença da Peugeot, Citroën e Renault para os Hyundais e coreanos em geral é que os franceses quando chegaram aqui já gozavam de excelente reputação na Europa. Não eram unanimidade por causa do exotismo que possuíam quase sempre, mas alegação de falta de qualidade isso não ocorre e nunca ocorreu. Talvez apenas no Reino Unido enfrentem ainda resistência de alguns nacionalistas por causa da rivalidade entre o país e a França, e olhe lá.

          Já os coreanos, de fato, fabricavam lixo na década de 80 e 90. Lixo. Vieram melhorar após a segunda metade da década passada e ainda assim ainda são vistos com desconfiança. Basta ver que a estratégia adotada na maioria dos mercados é de conquistar o consumidor com preços mais baixos ou com carros mais equipados que os ocidentais.

          • Curioso isso: Fiat sofria preconceito. Não sofre mais. Coreanos sofriam preconceito. Não sofrem mais. Japoneses sofriam preconceitos. Não sofrem mais. Renault sofria preconceito. Não sofre mais. E a culpa da não aceitação da Peugeot é dos outros? Mas a Renault não é tão francesa quanto?
            Claro, somos apenas dois comentaristas aqui, em comum com uma admiração da Peugeot. Mas um pensamento igual seu de um executivo da marca terminaria de jogá-la no buraco. Será que é demais pensar que a marca não se ajudou em vez de ficar jogando a responsabilidade nos consumidores? A Peugeot chegou no Brasil com uma linha feia, não chamava a atenção, mas o 206 era mais bonito que qualquer japonês já foi ou será no próximo século (e o 407 Coupé, hein? Tudo bem que é desenho italiano, mas que espetáculo!) e fez sucesso. E o 207? Um insulto do nível do Celta e G4 (Não estou comparando os carros, mas acredito que esses dois modelos são o símbolo de nosso fracasso) que só não foi pior que o comentário do executivo da marca sobre o crash-test dele. Quem está atrás tem que oferecer mais que os outros, mas a Peugeot abusou do direito de nos fazer de idiotas. Porque os japoneses popularizaram o câmbio automático sendo que da PSA era tecnicamente superior? Não adianta falar em preconceito com quem teve problema com seu AL4 que a marca alegou ser uma característica do carro. Quando a marca ofereceu bons produtos (206, Picasso, 307, C3) vendeu bem… Quando pensou em produtos empobrecidos ou vender árvores de natal (Produtos mais avançados que a concorrência, mas cuja pequena vantagem técnica não compensa o custo bem mais elevado. Um exemplo: Nunca existiu no Brasil um carro com a qualidade de suspensão de um Xsara. O compromisso perfeito entre a estabilidade e o conforto, além de ser configurável. Um espetáculo, uma obra de engenharia para aplaudir de pé. Mas GM com Vectra B, VW com o Golf e Ford com o Focus conseguiram um excelente compromisso também, mesmo que inferior ao francês, mas com custo de manutenção uma fração do custo da PSA. Eu nem vou discutir sobre Onix e 208 porque embora eu concordo que o francês é superior, essa de superior “em tudo” geralmente é argumento de quem não tem nada para dizer (E acredito que não seja seu caso. De qualquer forma quando procurei um automático para comprar decente, o mais barato no mundo real era o Onix. É, as vezes fora do mundo virtual alguns produtos tem suas cartas na manga. E o 208 era mais caro e foi desconsiderado pelo câmbio arcaico. Culpa do preconceito a defasagem tecnológica da transmissão do carro?). Mas o 208 é pior do que deveria em segurança por exemplo, e isso não é por preconceito, mas por desleixo da marca. Porque em vez de mirar o Onix, a fábrica não mira a qualidade do Fit? Mire nas estrelas para acertar aviões, porque essa é a fórmula que deu certo com a Hyundai… Ah se os coreanos ficassem nessa de preconceito…

    • Racelogic

      Em casa temos um C3 2012 (1.4 GLX, o mais simples) e um Corolla 2013 (Altis). A revisão do Corolla, mesma km e mesmos itens, é 100 reais mais barata.

      • João Cagnoni

        Comparando nos sites, as revisões do Corolla custam até metade do C3. Já precisou trocar peças? Quais foram os preços? E a qualidade de atendimento?

        • Racelogic

          Então, o atendimento foi satisfatório em ambas, melhor na Toyota. Na Citroen a “empurroterapia” é tranquila de se livrar, na Toyota inexiste. Atendimento muito rápido, cordial e tranquilo. Inclusive quando comprei o carro, pedi para fazerem alinhamento e balanceamento (por minha conta, já estava com o carro há alguns meses) o consultor disse que não precisava, pq já tinha feito na última revisão (com o antigo dono). Não me recordo (é o 2o Corolla que tenho) de ter pago mais nada além da revisão.

          Recentemente troquei bateria. A Heliar de 52Ah saiu mais em conta na css (346, instalada) do que na rua (370, melhor preço). Pastilhas de freio, por exemplo, são “preço fechado”: 339 as dianteiras.

          Enfim, é um carro fácil de se manter na css, mesmo fora da garantia. Isso dá tranquilidade de um serviço feito com o padrão da montadora, além de valorizar e facilitar a revenda.

          • João Cagnoni

            Achei bastante salgado o valor das pastilhas. Na Citroen está na faixa de R$200 as dianteiras do C4 (o freio do C4 é superior ao Corolla, discos de 283mm vs 273mm). No C3 ouvi dizer que são bem mais em conta, mas não tenho os preços, mas o freio do C3 não é bom (discos sólidos igual o Uno). O meu cunhado tem um Corolla do ano do seu e só faz manutenção em concessionária, recentemente ele deu uma batidinha no carro bem de leve que não desalinhou em absolutamente nada a frente, só tirou um pouco de tinta, estão tentando empurrar na Toyota a troca do parachoque completo (sem as grades) por 3k junto com a instalação. Disseram que não fazem reparo em funilaria, somente trocando o conjunto. Enfim, empurroterapia existe sim na Toyota, mas acho que isso depende mais da concessionária do que da marca. Meu carro tem bateria de 60ah, não faço manutenção em concessionária mas procuro usar peças originais, estou rodando há 5 anos com a mesma bateria e tenho medo de ficar na rua por isso um dia. Os preços de 60ah da Heliar ou Moura estão por volta de R$310~350 no mercado paralelo.

            • Racelogic

              Puxa, achei estranho o valor das pastilhas do C4. Pesquisei no desmonte de 60.000km da quatro rodas e encontrei uma informação diferente:

              “Pastilhas e discos novos custam R$  401 e R$ 707, respectivamente. A troca sai por R$ 190.”

              Sendo que o carro do teste gastou 2 jogos de discos e pastilhas em meros 60.000km. A revista chamou o carro de “Devorador de Freio”.

              • João Cagnoni

                Essa 4 rodas é uma piada… O site da Citroen Itavema está mostrando R$305 nas pastilhas. Vou ligar em 2 concessionárias amanhã pra tirar essa dúvida, realmente fiquei curioso, lembro claramente de ser pouco mais de R$200. Mas até sei qual matéria você leu isso, é impossível ser este preço pois o preço das peças tem aumentado consideralmente em todas as marcas, e este desmonte já é antigo. Sobre a durabilidade, não tenho nada a afirmar exceto que as minhas tem durado um tempo considerável. 30 mil km dependendo do uso é muito tempo, troquei com isso, mas ainda tinha muito material, só que estavam rígidas devido ao tempo (eu rodo pouco). Quando troquei as pastilhas do meu antigo carro eu conheci um frotista que “abandonou” a concessionária da Toyota com 3 Corollas dizendo que o freio não estava durando nada. E não é só ele que reclama disso: http://www.noticiasautomotivas.com.br/toyota-corolla-baixa-durabilidade-de-discos-e-pastilhas-e-apontada-por-donos/

              • João Cagnoni

                Complementando, provavelmente a troca sai por bem mais que isso. O preço da hora na Citroen já está em mais de R$200 se não me engano. Não lembro do preço dos discos.

      • Lucas

        O valor das revisões do Corolla, Hilux e afins estão e sempre estiveram embutidos no seu preço de compra. Daí o motivo pra serem mais caros que os concorrentes… Você acha estar economizando, mas na verdade pagou muito mais do que deveria na hora de tirar o carro da concessionária…

        • Racelogic

          No meu caso não pq comprei o carro usado. E mesmo assim discordo. A desvalorização de um sedan como o 408, por exemplo, é bem maior do que a de um Corolla ou Civic. Mas enfim, cada um compra o carro que lhe atende melhor. Estou muito satisfeito com meu carro e ainda pretendo mantê-lo por uns bons anos.

          • Lucas

            Mesmo usado, o valor da manutenção “barata” está embutido justamente nesse valor mais alto que os concorrentes que você desembolsou – o que você chama de baixa desvalorização. Vendi meu Corolla 15-16 por 80 mil há um mês, enquanto TODOS os concorrentes valem pelo menos 10 mil a menos no mercado de usados. Não fiz nem a primeira revisão porque odiei o carro, mas ela custava cerca de 250 reais. Já um C4 Lounge, turbo e muito mais equipado pede um valor de 500, por exemplo. No fim das contas dá no mesmo. Eu tinha um carro inferior com manutenção “barata” que custava 10 mil mais caro que um carro muito melhor, cujas revisões custavam um pouco a mais. Entende meu ponto de vista? Não sei se faz sentido pra você…

            • Racelogic

              Pois eu faço a conta de um modo um pouco diferente. De fato posso ter pago 10 mil a mais do que um concorrente de mesmo ano. Mas no momento da revenda essa diferença se mantém, isso sem falar na liquidez (a venda de um Corolla é muito mais fácil que a de um C4 Lounge).

              Ou seja, a diferença que paguei a mais na compra, vou receber de volta (em sua quase totalidade) na revenda, isso sem contar a liquidez e facilidade.

              E quanto aos valores de manutenção, desculpe, mas vou discordar. A soma das 6 primeiras revisões de um C4 Lounge dá R$ 5440,00, contra R$ 2937,93 de um Corolla. São 2500 reais, só de diferença no valor da manutenção programada. E essa é uma informação disponível no site das montadoras. Isso sem contar a durabilidade e confiabilidade.

              E quanto ao C4 ser muito mais equipado, isso é relativo. Meu Corolla é da geração anterior, e ao visitar uma concessionária Citroen para observar um modelo 15/16, Exclusive THP, o mais completo, senti falta do banco elétrico e borboletas do câmbio atrás do volante, coisas que meu carro, da geração anterior, possui, e o novo manteve.

              Mas enfim, é aquilo que já escrevi: cada um compra seu carro observando suas necessidades e prioridades. Estou muito satisfeito com o conforto, desempenho, e itens de série do meu carro. Espero que vc também esteja satisfeito com o seu.

    • Vinícius Barreto

      Tenho a oportunidade de comprar um 2008, mas quero automático e não vou pegar AT4. Fora que a desvalorização é muito alta.. O valor de um 408 2014 é o mesmo que meu Stepway de mesmo ano. Assim fica difícil compra pejô. E Citroen não vejo graça nos carros, mas aí é questão de gosto mesmo

      • CignusRJ

        Mas o 408 é importado e carros importados, independente de marca, sempre desvalorizam mais que os feitos no Brasil.
        O mais justo seria comparar com o 208 que é nacional.
        Não sei a desvalorização do 2008 mas faz uma pesquisa no webmotors.

        • Zoran Borut

          O 408 é argentino como o Focus, a Spacefox, a Hilux, tantos outros carros considerados “nacionais” por serem oriundos do Mercosul. O que fez o 408 desvalorizar bastante foi o fato de ter sido lançado com câmbio AT4, afugentando consumidores que conheciam a má fama dos câmbios automáticos da PSA. Mesmo a Peugeot tendo mudado o câmbio, a fama de produto ruim permaneceu.

          • CignusRJ

            Discordo do conceito “má fama”
            O Câmbio é bom só não é novo, tem mais modernos e por existirem mais modernos não significa que automaticamente ele se torna ruim.
            Note que ele ainda não pode ser chamado de obsoleto.
            Infelizmente muita gente confunde as coisas pq se lançou um produto mais moderno o anterior torna-se ruim.

            • Vinícius Barreto

              Não é questão de ser ruim. Funciona.
              Mas tem opções muito melhores e nada justifica pegar um câmbio jurássico, na minha opinião, claro rs.

      • Atley jackson

        Mas dai compra o que na categoria?
        HR-V por 92 mil básica?
        Renegade por 82 mil mais básica ainda?
        Eco e Duster nem entrou na minha lista…
        Tracker? minha cunhada teve uma e bebia mais que um Azera v6 que ela teve…
        Não adianta, fiquei pensando em tudo isso, fazendo contas, e acabamos ficando mesmo com o 2008, que no PJ aqui em Curitiba saiu por 71 K isso no Branco Pérola, mesmo com câmbio 4 marchas ( honesto ), é indiscutível o melhor custo benefício!
        Abraço

        • Vinícius Barreto

          Realmente…
          Por isso pensei no HB20X ou S.
          O problema é ser um carro mais simples, mas tem 5 anos de garantia, cambio at6, seguro mais barato, revisões mais baratas e valor de revenda seguro…
          É um grande dilema kk

  • tiago

    Os hatches médios estão morrendo…

    • MauroRF

      Reparei nisso também. Será que, por exemplo, uma nova geração do Focus viria para cá desse jeito. Nos tempos de alta do mercado, o Focus chegava a vender mais de 2 mil unidades.

    • Megamente

      Em breve os hatches serão veículos de nicho e acabarão sendo mais caros que a sua própria versão sedã, como já é o que ocorre nos Estados Unidos

      • Zoran Borut

        Mercado dos EUA sempre foi bem diferente do brasileiro, o nosso tem um gosto mais parecido ao europeu, e no caso específico dos hatches médios, os valores altíssimos cobrados por eles fazem as pessoas optarem pelos crossovers compactos que estão na moda ou pelos sedãs.

    • João Cagnoni

      Viva os sedans o/

    • pedro rt

      mais um segmento vitima dos crossovers compactos

    • T1000

      morrendo porque as montadoras jogam o preço nas alturas.
      é incrível como um Focus é caro.

  • Joe Peterson Silva Ribeiro

    Olá, boa noite! Mudando o assunto galera, será que vocês podem me ajudar. Estou negociando com um cara aqui em Sao Luís- MA um civic lxr 15/16 (7200 km), mas não tenho ideia do preço. O cara tá pedindo 70 mil , mas qual seria o preço próximo do negociável, já que um novo na minha cidade está 79 mil? Tô pensando em ofertar um valor de 67 mil. O que acham?

    • Vitão

      Creio que o valor oferecido está justo (os 67 mil), pra particular dá para negociar bem… Tenta dar uma olhada na Webmotors da sua cidade…

    • Eduardo Santos

      Também creio que 67 a 70 seja justo. No Icarros o preço da tabela tá 83, amigo.

    • MauroRF

      Oferta isso mesmo, 67k, e tenta alegar que o modelo vai mudar e tal, se bem que, como é seminovo, o cara pode alegar que “isso não procede”. Eu consegui comprar um aqui em Santo André – SP (Grande SP, região do Grande ABC) por 74,5k, zero km, 16/16, mas fiquei chorando preço até não poder mais, pois começava em 78k. Consegui IPVA e doc também. Você chegou a ver se rola negociação para um novo aí em São Luis? E como é o mercado de usados para um Civic desse tipo aí? Você acha que vai vender rápido por esse preço? Aqui, Civics e Corollas nessas condições praticamente não param nas concessionárias.

      • Joe Peterson Silva Ribeiro

        Amigo, valeu pela dica! Aqui em São luís é difícil negociar pois só tem uma concessionária. Se o teu vendedor aí me entregasse aqui com o frete gratis fechava hoje mesmo com ele kkkkk

    • CignusRJ

      Ofereça 60 e negocie por 65 :)
      Quando for negociar a compra tenha em mente o quanto vc pode pagar, o quanto esta disposto a pagar e peça sempre um valor diferente(bem menor). Depois vá negociando até chegar um valor próximo ao que vc pode ou esta disposto a pagar.

      Dica se vc tiver 100 mil nunca gaste este valor tenha em mente que haverá outras despesas(algumas inesperadas) então compre carros com no máximo 80%,85% do que vc tem.
      Como dizia a avó de um primo meu: “Quem gasta tudo o que tem, termina gastando mais do que tem.”

      • Fernando S.

        60-65 mil só se o cara estiver desesperado, na boa. Lembro qdo meu pai colocou um Novo Palio 1.4 (2013) à venda por 31 mil em 2015 (com 15 mil rodados apenas) e recebeu ofertas ridículas como 24 mil ou trocar por Classic 2010 + 5 mil reais. Após cerca de 2 meses, vendeu pelo valor pedido.

        • CignusRJ

          Se não tiver pressa em comprar deve fazer isso que eu disse.
          O compromisso de cada pessoa é com seu próprio bolso.
          Quando vendia meus carros eu sempre colocava os preços lá em cima e depois baixava, raramente vendia mais barato que paguei.

          Detalhe1 com uma semana com o carro já anunciava ele pq sabia que demoraria para vender
          Detalhe2 sempre procurava por ofertas de carros pq poderia aparecer uma boa proposta e ao vender meu carro e já teria outro para comprar.
          Detalhe3 fiz isso nos anos 90 e não era casado. hahaha hoje seria impossível para mim ter 3 carros num ano.

  • Rodrigo

    E o PokeMobi vai ganhar o prêmio de flop do ano. Aliás, se bobear, vai perder o título para as olimpíadas do Rio que promete ser o evento mais flopado da história da humanidade.
    Pra se ter uma idéia estão dando ingressos pra quem comprar assinatura de jornal.

    • ViniciusVS

      Sério? então será que é por esse motivo que já esgotaram Final, abertura e alguns esportes mais “populares” ?

      Olhei os preços e vi várias categorias esgotadas achei que tinha passado a crise, mas se está assim então acho que estava enganado kkkkk

      • Rodrigo

        Abertura esquece. Esse sim vendeu poucas unidades e a preços enormes.
        Agora se quiser assistir Golfe, Badminton, tiro ao alvo,… Tem de monte.

      • zekinha71

        Recebi email que ainda tem ingressos pra abertura, imagina o resto, e o futebol estão implorando pra comprarem.

  • ricardopilatti

    36º PEUGEOT/208 1.008

    Um desses foi o meu :)

    • CignusRJ

      Depois nos conta o que achou do carro e se possível com um ano ou mais faz um relato :)

  • rafa San san

    A FIAT só se salva por causa da TORU e a STRADA ,mais em compensação nos automóveis está em 4° lugar e cada vez mais caindo pelos ralos.

    • pedro rt

      e normal nesse momento estar assim por esta passando por uma profunda mudança em todos os modelos, quase todos sairao de linha e alguns chegarao ao longo de 2017. agora na marca so tem palio 1.4, grand siena 1.4, uno, mobi, toro, strada ,fiorino ,punto e 500 todo o resto da linha so vende oq tem no estoque pq a fabrica nao faz mais

    • Leo

      Palio e Punto vão muito mal!

  • Eduardo Santos

    Só eu que não vejo nada demais na Toro?

    • Robinho

      eu tbm não, acho feia pra c*

  • R1 – o comentário nº1

    Engraçado alguns comentários “a Fiat só se salva por causa da Toro e Strada…”, sendo que são dois produtos que sempre venderam muito bem, no caso da Strada, líder absoluta da categoria desde o lançamento, e que são mais usados como carro de passeio qu de trabalho. Agora, e Fiat precisa atualizar o restante da linha.

  • João Cagnoni

    Renegade vendendo igual Palio

    • Vitão

      É o Palio vitaminado huehuehuehue

  • CignusRJ

    NA uma sugestão.
    Para uma melhor compreensão do mercado de autos gostaria de ver duas tabelas.

    Uma com os veículos e outra com as marcas.
    Constando vendas do mês(Junho), percentual das vendas do mês(junho), vendas do mês anterior(Maio), comparativo percentual dos dois meses(junho/maio), comparativo percentual do mesmo mês do ano atual e anterior(Junho 2016/2015) e acumulado anual.

    Com relação aos comerciais leves poder-se ia colocar na mesma tabela ou em separado.

  • Fernando S.

    Não é possível q a FIAT não tenha percebido que Palio Fire, Uno e Mobi estão na mesma “prateleira”

    • pedro rt

      palio fire quase nao tem mais pra vender ja saiu de linha ha meses

  • zekinha71

    E a Chery com fábrica aqui não aparece no top 20 de marcas.

    • Tosoobservando

      Estrategia ruim e falta de produtos de “imagem” pra marca, como um bom Suv, ou um sedan grande.

      • Zoran Borut

        O preço que ela pede em seus produtos não é ruim, em relação ao restante do mercado, porém ela simplesmente não faz propaganda. Quem vai comprar algo de que nunca ouviu falar?

    • Tem apenas 45 concessionárias, das quais só 40 funcionam regularmente, bem como não faz propaganda e os poucos carros que tem não possuem versões realmente completas… fica difícil.

  • Christian Balzano

    E a Fiat numa decadência sem fim, sendo salva apenas pela jurassica Strada e o Toro vendendo muito bem, mas só nos comerciais leve. Mobi, Palio e Uno se junta tudo não dá um. Bravo e Linea nem aparece na lista, morte decretada. Doblo vendendo mais que Punto.

  • rodrigo

    Parece que os lançamentos nao afetaram quase nada a venda da Hilux, considerando a Toro nas picapes medias, S10 nao toma mais a liderança nunca mais, quem sabe passe a rival Hilux ou iguale mas a liderança ja foi

  • rodrigo

    Cruze vendendo 746 unidades por mes, agora entendi o desespero da chevrolet nesses testes de pista ridiculo que tao jogando na TV..

    • Fazer propaganda é desespero?
      E porque os testes são ridículos?

      • rodrigo

        Fazer propaganda em si nao, mas eu vi como um desespero colocando uma mercedes classe C no lado pra dizer “vejam o cruze é mais rapido que o mercedes serie C”, ridiculo porque isso seria a ultima coisa a se observar em uma mercedes, sem duvidas se me oferecessem um dos dois eu iria em uma mercedes. É a mesma coisa de quando lançou a SW4, ate hoje vejo gente falando que prefere uma Land Rover do que uma SW4, entao essa seria a minha escolha entre um cruze e uma mercedes.

        • “… ridiculo porque isso seria a ultima coisa a se observar em uma mercedes…”

          Lembro que quando a Mercedes lançou o Classe A190, a alegação era de que o motor 1.6, embora suficiente para o carrinho, não atingia o que a imagem do fabricante queria passar. Então desculpa: Desempenho é algo sempre levado em conta nos premium sim! Mesmo que seja mais do que suficiente. Isso pode até ser irrelevante para você, mas entenda que nossa opinião não é parâmetro para o mercado. Falar que quem desempenho é a última coisa a ser analisada por quem compra um carro premium mostra que você não conhece o mercado. Quem compra carros desses fabricantes quer o superlativo, sendo esses úteis ou não. E ridículo é falar que seu carro foi comparado a um alemão premium “esquecendo” de mostrar que ele foi comparado mas perdeu o comparativo (i30). No mais, não acho nada ridículo dizer que seu carro anda mais que uma Mercedes, desde que seja verdade. O que estou vendo na verdade é um discurso de ódio.
          Eu já vi Ka 1.6 ganhar corrida de Mustang e achei sensacional..

          • rodrigo

            Com certeza quem comprar um classe C nao vai visar como principal alternativa a potencia do carro, pois ele nao é o mais rapido da marca. E mesmo que um Ka 1.6 ganhe de um mustang eu ainda vou preferir um mustang. Mesma coisa do Golf GTI que tem varios videos ganhando de esportivos como serie AMG da mercedes, nao deixa de ser um Golf, eu iria de AMG mesmo que ele perca pro golf. eu nao pesquisei no google sobre nenhum dos 2, nem mercedes e nem chevrolet, estou dando opiniao propria e na minha opiniao mercedes é muito mais carro que chevrolet, como tambem é muito mais carro que um golf.

            • Você começa dizendo que tem CERTEZA que quem compra um Classe C não vai fazer tanta questão de potência (De onde vem sua certeza? Do famoso Data-Eu? Já conversou com pelo menos 3 pessoas, que mesmo para um carro de baixas vendas não é nada estatisticamente para ter esse certeza?) e usa como argumento ele não ser a principal alternativa da casa em termos de potência. Já pensou que a pessoa pode querer um desempenho bom e embora tenha condições de ter um Classe C, não tenha dinheiro para ir nos expoentes da marca em termos de desempenho? E você termina finalizando que é sua opinião. Se é sua opinião de onde viria a certeza?
              E o comercial compara desempenho de um Chevrolet com um desempenho de um Mercedes. O que é plenamente comparável. Não tem nada a ver com qual carro é melhor opção, é só para demonstrar que em matéria de desempenho o Cruze está bem posicionado contra um carro da mesma categoria de um concorrente premium. O desespero vem da sua percepção das coisas, que é a percepção de quem acha que está levando algo melhor para casa só porque o emblema na frente passa um valor.

              • Tosoobservando

                Resposta é mais simples que imagina, Mercedes da status, Cruze nao.

                • Danilo Fróes

                  Foi na ferida rs.

  • luan

    não entendo essas contas, a GM vendeu 28.107 carros no todo , somei carro por carro deu uma diferença de mais de 3.000,00 carros , alguem sabe explicar como é feita essas contas , são só carros de varejo ?

    • CignusRJ

      Questionamento interessante. Devem estar nas vendas além da 50ª posição.

      No site da Fenabrave vc pode tr a lista completa de carros
      E por falar nisso a GM ainda vende caminhões? Talvez esteja o número deles incluídos.
      Máquinas agrícolas sei que não.

      • luan

        valeu, obrigado!
        vou olhar no site da Fenabrave.

  • Mobi vendendo menos do que o UP ainda. Bem feito pra FIAT! kkkk

  • Brinquedos

    Kd o tao querido GOLF????!!!!! Rssss

  • Sassá

    Corola é o novo vectra, que na segunda geração vendeu mais que populares. Parece que o povo nao gostou mesmo do desenho atual do civic. E convenhamos, o antigo era mais bonito mesmo.

  • Atley jackson

    o único hatch médio da lista é o Focus, e ainda com míseros 441 emplacamentos…
    O Fiesta, se continuar nessa queda desenfreada no próximo mês toma pau do 208 e C3.
    Punto? da até dó, não conseguiu vender 1 unidade por concessionária em todo o Brasil.
    Peugeot 2008, vendendo mais que Tracker….

  • fbl

    e la vem a toyota godzilla atropelando as fabricas de fubicas defeituosas

  • Tyrion Lannister

    O que seria este Renault/Renault em 35ª posição nos utilitários?

  • FocusMan

    Interessante…

    Olhando a participação da Ford agora, vejo que na verdade ela caiu para 6 porque a GM, FIAT e VW perdeu muito mais mercado para a Toyota e Hyundai. Claro que estou falando de percentual.

  • Vinicius

    Fiesta ladeira abaixo #ganancia

  • Ricardo Blume

    Bom ver como o ranking está mudando. Há alguns anos atrás eram sempre os mesmos (claro que não tínhamos tantas opções), mas o que me preocupa é que com tamanha concorrência, os preços não baixam. São poucos os países que possuem a quantidade de montadoras que nós temos e cada dia que passa tenho mais certeza de combinação de preços ou algo do tipo.

    • Tosoobservando

      A resposta é simples, protecionismo. Retire as barreiras, super IPI pra importados, Inovar Auto, e vc vera os preços caindo em cascata.

  • DANIEL DFC

    Comprei o novo Prisma mesmo com os comentários contra e não me arrependi, seguro barato, manutenção fácil, e econômico, pois não ando com o pé em baixo, porta malas muito bom, com 20.000 km ainda parece novo, sem ruídos e boa estabilidade. Não para menos que é um dos mais vendidos.



Send this to friend