*Destaque *Featured Carros mais vendidos Mercado

Os carros mais vendidos em março de 2018

Os carros mais vendidos em março de 2018

O mercado brasileiro reagiu bem em março, que já é o melhor mês do ano e registra alta de 31,93% numa comparação com fevereiro e 8,86% em relação ao mesmo período de 2017. No acumulado do ano, a alta é de 14,69%. Foram 200.101 automóveis e comerciais leves com um acumulado de 527.312 unidades no primeiro trimestre.


No mês passado, a GM liderou o mercado com 15,28%, mas a VW ficou bem perto com 14,43%. A Fiat ficou em terceiro com 11,65%, enquanto a Ford fechou com 9,78%. Hyundai, Renault e Toyota ficaram próximas. Nissan ficou na frente da Jeep, enquanto Mitsubishi passou Peugeot e Citroën. A Kia voltou a vender após o fim do IPI majorado e das cotas de importação. A Mercedes foi a luxuosa mais vendida e a JAC liderou entre as chinesas.

Os carros mais vendidos em março de 2018

O Onix liderou folgado com Ka em segundo e HB20 em terceiro. O Kwid emplacou bem em quinto, deixando o Polo em sexto. O Kicks liderou entre os SUVs. O Argo em 12º, enquanto o Virtus se posicionou em vigésimo. Detalhe: o Cronos já está em 30º, empatado com o City. Nos hatches médios, o Cruze foi o mais emplacado.


Nos comerciais leves, a Strada continua insuperável, seguida da Saveiro e da Toro, que ainda mantém a vice-liderança do ano no acumulado. Hilux vendeu com folga em relação a S10. Amarok e Oroch ficaram bem próximas, mas o destaque vai para a Frontier em décimo. Master e HR continuam dominando nas vans e caminhões leves.

Confira abaixo as 21 marcas, 80 automóveis e 49 comerciais leves mais vendidos em março de 2018:

Marcas

1º GM 30.572 15,28%
2º VW 28.878 14,43%
3º FIAT 23.320 11,65%
4º FORD 19.562 9,78%
5º HYUNDAI 17.464 8,73%
6º RENAULT 16.606 8,30%
7º TOYOTA 16.458 8,22%
8º HONDA 13.527 6,76%
9º NISSAN 11.024 5,51%
10º JEEP 8.903 4,45%
11º MITSUBISHI 2.285 1,14%
12º PEUGEOT 2.080 1,04%
13º CITROEN 1.751 0,88%
14º KIA 1.416 0,71%
15º M.BENZ 1.137 0,57%
16º AUDI 853 0,43%
17º BMW 825 0,41%
18º LAND ROVER 705 0,35%
19º VOLVO 450 0,22%
20º JAC 436 0,22%
21º SUZUKI 420 0,21%

Automóveis

1º GM/ONIX 12.918
2º FORD/KA 9.803
3º HYUNDAI/HB20 9.217
4º GM/PRISMA 6.616
5º RENAULT/KWID 6.454
6º VW/POLO 6.149
7º VW/GOL 5.877
8º NISSAN/KICKS 5.532
9º TOYOTA/COROLLA 5.395
10º HONDA/HR-V 5.358
11º JEEP/COMPASS 4.647
12º FIAT/ARGO 4.349
13º FIAT/MOBI 4.335
14º JEEP/RENEGADE 4.252
15º RENAULT/SANDERO 4.105
16º HYUNDAI/CRETA 3.671
17º VW/FOX/CROSS FOX 3.349
18º TOYOTA/ETIOS HB 3.229
19º FORD/KA SEDAN 3.069
20º VW/VIRTUS 3.059
21º VW/VOYAGE 2.797
22º FORD/ECOSPORT 2.796
23º HONDA/CIVIC 2.784
24º TOYOTA/ETIOS SEDAN 2.779
25º HONDA/FIT 2.612
26º NISSAN/VERSA 2.609
27º HYUNDAI/HB20S 2.509
28º GM/TRACKER 2.486
29º GM/CRUZE SEDAN 1.720
30º FIAT/CRONOS 1.579
31º HONDA/CITY 1.579
32º NISSAN/MARCH 1.553
33º VW/UP 1.551
34º RENAULT/LOGAN 1.524
35º FORD/FIESTA 1.464
36º FIAT/SIENA 1.433
37º RENAULT/CAPTUR 1.367
38º GM/SPIN 1.310
39º RENAULT/DUSTER 1.247
40º GM/COBALT 1.238
41º HONDA/WR-V 1.186
42º TOYOTA/HILUX SW4 1.042
43º FIAT/UNO 947
44º HYUNDAI/IX35 895
45º PEUGEOT/2008 808
46º MITSUBISHI/ASX 796
47º PEUGEOT/208 727
48º CITROEN/C3 716
49º KIA/SPORTAGE 632
50º CITROEN/AIRCROSS 594
51º KIA/CERATO 540
52º HYUNDAI/TUCSON 536
53º GM/CRUZE 496
54º MB/CLASSE C 437
55º LR/DISCOVERY 397
56º FIAT/DOBLO 393
57º NISSAN/SENTRA 378
58º VW/GOLF 368
59º VW/SPACEFOX 362
60º GM/TRAILBLAZER 361
61º TOYOTA/RAV4 351
62º VW/JETTA 350
63º GM/EQUINOX 349
64º BMW/X1 347
65º PEUGEOT/3008 334
66º TOYOTA/PRIUS 306
67º JAC/T40 290
68º FORD/FOCUS SEDAN 282
69º FIAT/WEEKEND 279
70º CHERY/QQ 259
71º FORD/FOCUS 257
72º FORD/FUSION 257
73º CITROEN/C4L 257
74º VOLVO/XC60 236
75º AUDI/Q3 234
76º BMW/SERIE 3 229
77º LR/EVOQUE 229
78º AUDI/A3 SEDAN 211
79º MITSUBISHI/OUTLANDER 208
80º SUZUKI/JIMNY 199

Comerciais leves

1º FIAT/STRADA 5.595
2º VW/SAVEIRO 3.671
3º FIAT/TORO 3.493
4º TOYOTA/HILUX 3.223
5º GM/S10 2.334
6º FORD/RANGER 1.266
7º VW/AMAROK 1.063
8º RENAULT/OROCH 1.058
9º MITSUBISHI/L200 965
10º NISSAN/FRONTIER 952
11º GM/MONTANA 729
12º FIAT/FIORINO 727
13º RENAULT/MASTER 578
14º HYUNDAI/HR 413
15º IVECO/DAILY 3514 186
16º RENAULT/KANGOO 164
17º KIA/K2500 154
18º CITROEN/JUMPY 137
19º FIAT/DUCATO 132
20º M.BENZ/SPRINTER 313 93
21º PEUGEOT/EXPERT 84
22º M.BENZ/SPRINTER 51
23º PEUGEOT/PARTNER 34
24º RAM/2500 17
25º RENAULT/RENAULT 14
26º JAC/v260 13
27º M.BENZ/VITO 11
28º LIFAN/FOISON 11
29º M.BENZ/SPRINTER 415 9
30º VW/EXPRESS 7
31º CITROEN/JUMPER 6
32º EFFA/K01 6
33º TOYOTA/BANDEIRANTE 5
34º EFFA/V21 4
35º FOTON/AUMARK 3.5-14DT 4
36º IVECO/DAILY 5516 3
37º M.BENZ/SPRINTER 311 3
38º EFFA/V22 3
39º JAC/T8 3
40º IVECO/DAILY 2
41º M.BENZ/SPRINTER 515 2
42º HAFEI/TOWNER 2
43º RELY/RELY PICK-UP 2
44º AGRALE/AGRALE MARRUA 1
45º FIAT/DOBLO 1
46º FIAT/TECFORM 1
47º FORD/F150 1
48º FORD/F250 1
49º FORD/TRANSIT 1

Os carros mais vendidos em março de 2018
Este texto lhe foi útil??

361 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

      • Só tem um ponto muito importante em relação ao Golf. Devido a seu posicionamento, tanto em categoria quanto em preço, ele bate de fronta com a modinha dos “SUVs”. Então, fica complicado obter boas vendas mesmo. A categoria dos médios, principalmente dos hatches médios, é bem fraca.

        Obviamente, a VWB colaborou em manter os compradores afastados do Golf devido a sua política de preço.

          • Isso pareceu um comentário típico de hater @joaquimgrillo:disqus .
            Cite um concorrente que seja mais barato e superior ao Golf, por gentileza.

            E por favor, compare 0 KM com 0KM e não “M1 2008 é melhor”…

            • Não é hater é a realidade, é só ver que tem muitos carros de 80 mil que vende bem, se o golf fosse um carro agradável a todos ele seria lider mas não é, será que é dificil para quem gosta do modelo aceitar que não é todo mundo que gosta dele? Tem gente que prefere o Creta ao invés dele, ou de um, ou até um focus, fora as outras opções

              • Calma. Esta não é a discussão. Apesar de todos os problemas do país, temos a oportunidade de escolha e isso não é diferente na compra do carro. Eu não acho um cara burro comprar um HR-V ao invés de um Golf. Não é isso que estou querendo dizer. Estou falando do produto em si. Para mim, ele é o melhor hatch médio do país, com toda tranquilidade.

                O maior problema é a faixa de preço. O highline AT6, que tem o excelente 1.4 TSI, está na casa dos R$110 mil. Essa faixa de preço afasta MUITO as pessoas. Sobre os SUVs, não tem o que se discutir, virou modinha. A maioria só compra por um possível status e moda, mais nada. Eu respeito, só não sou obrigado a concordar.

                O teu comentário anterior foi que tem concorrentes melhores e mais baratos que o Golf e eu só te perguntei qual(is), mais nada.

    • Concordo com você Ivan. É melancólico para um carrinho que fez história. E olha que ele tem versões bem equipadas. O erro da fiat foi criar o mobi. O certo teria sido dar um tapa no visual do uno e deixá-lo com visual de mobi. Ficaria bacaninha e teria mais espaço. O mercado não perdoa e tem lá suas razões.

    • Rapaz, em um passado não muito distante a VW emplacava 30.000 GOL por mês, hoje a somatória da VW não dá 30.000 carros. A Fiat emplacava 28.000 Palio e 20.000 Uno por mês. Hoje vendendo todos os carros não emplaca 24.000 carros. Que fase do mercado brasileiro, que fase deste pais, que crise é esta, que preços são estes…. Brasil acabou, comprar carro Zero KM hoje tem que ser tipo bitolado. Tem que gostar de carro d+ para ficar trocando seu carro em um Zero KM, ou seu carro já está bem usado e realmente precisa de um novo zero km. No mais trocar por trocar nas condições atuais é queimar dinheiro que está difícil.

      Só compensa comprar carro zero hoje no Brasil se você tiver um CNPJ, for produtor rural ou usar as vantagens do PCD caso tenha alguma deficiência ou alguém na família tiver alguma deficiência que se enquadra no programa. De resto, DEUS ME LIVRE. PCD é o que manda, carros abaixo de 70.000 com descontos que chegam a 30% e ainda isenção de IPVA. Aí sim justifica. Cronos 1.8 auto de 69.900 por 54.000, Polo TSI por 53.000, Vários carros populares na faixa de 60 a 69 mil completos por 42.000 a 55.000 com isenção de IPVA. Aí sim ainda “justifica” o que continua caro.

  • Polo vendendo bem, e o Virtus vendendo o dobro do Cronos.

    Pena que a VW cobra mais do que esses 2 valem, poderia voltar a liderança do mercado, baixando um pouco o preço.

    • Polo caiu desabou do ranking, de terceiro pra sexto, povo que comprou se arrependendo, a fila que a vw fingiu existir já evaporou, só conseguiu roubar as vendas da propria marca, do Fox. é a Canibalização de vendas, a vw não consegue concorrer num mercado competitivo com 21 marcas diferentes.

        • Cara onde você mora? Na bolívia? Tem tudo a pronta entrega. Só não tem o highline com painel digital. Levei o meu carro para revisão e aproveitei para dar uma volta no polo. O carro é muito caro. Um confortline completo sai mais de 70 mil. Como não tem couro a css cobra 2200. Fala sério. Anda super bem, não deu pra ver como anda sobre a buraqueira porque o trajeto que a css permite é um tapete. Mas faz barulho, o vendedor veio com a conversa que era o comando variável e outros blablablás, barulho é barulho não importa de onde vem. O som do carro pelo preço é ruinzinho. Tudo bem, minha referência é o meu passat. Mas falaram muito do carro e não está no nível que apregoam.
          Se você não mora em São Paulo, venha e leve o seu. A css que eu fui é Original.

          • Pois é… não defendo nada ele, a referencia deveria ser passat para todos nós… agora o problema é que nos consumidores permitimos isso… olha o tal do kwid, como conseguiram tirar ate parafuso da roda para baratear… ai a referencia vira o kwid e tudo o resto é louco de caro… enfim, a fila existe sim e hoje vi no proprio sistema da vw… o ultimo polo highline com tela q a vw liberou éde um pedido do dia 11/01. E chegará só depois do dia 10 na ccs.

      • Menos, né?
        Precisa avaliar os números absolutos os quais mostraram evolução.
        Mas como à vontade de falar “eu odeio à VW” não vem, fica com esses malabarismos.

            • O carro no geral não pode ser avaliado apenas por recursos, existe todo um conjunto como não menos importante o interior, que lamentavelmente está mais para um Gol do que para Polo. Né época que a Chery oferecia o QQ completinho perante a concorrência pelada, isso não fez dele o melhor da categoria. Além do Polo, temos Fiesta, 208, Argo, cada um com suas qualidades e recursos, mas nenhum melhor que todos pois esse ainda não existe na categoria.

              • Apesar do polo ter acabamento pobre, acho ele o melhor, assim como a maioria das avaliações consideram. Ele é acima da média em tudo, menos no acabamento. O 208 é beberrão e ruim de revenda. O fiesta tem câmbio mau visto no mercado e espaço interno ruim. HB já foi e o argo é um projeto de carro com aquele câmbio GSR ou o motor 1.8 lerdo e beberrão. Fiz testdrive no 3 primeiros e o unico q faz abrir um sorriso é o polo TSI.

              • POLO é sim muito superior aos concorrentes que você citou. A lista de opcionais e tecnologia é de fazer inveja a muito carro grande usado (e alguns novos também!) e por uma verdadeira PECHINCHA, e é isso que está incomodando os donos de médios que posam de carrão e passam vergonha quando comparam os recursos eletrônicos de segurança e conveniência que tem os TSI. Aí ficam de “mimimi” painel isso, “mimimi” plástico daquilo.

                Não me interessa uma penteadeira de bordel com painel macio (serve pra quê mesmo?!), quero é recursos modernos de segurança, eletrônica embarcada e conveniência que se transforma em conforto.

                Esse conjunto eu só vejo no POLO TSI, pois os outros concorrentes na categoria só oferecem parte desses recursos e cobram preço semelhante.

                O interior é de GOL? Vá ver o interior do FIESTA (que beleza né?!), ÔNIX(sem palavras…), COBALT (nossa, tira até o fôlego…), SANDERO(coitado) , HB20 S/X (não tem plásticos no acabamento, juro!) e ARGO (deixa quieto…), depois venha falar aqui o “espetáculo” que são.

                O melhorzinho dessa turma aí é o 208, mas não tão mais, pois fica devendo recursos de conveniência e também é repleto de plásticos no acabamento, além de o preço ficar bem maior que o POLO mais caro a depender da versão. Então, fico com o POLO e seu acabamento de “GOL”, segundo os entendidos, pois só ele é “mal acabado”, os concorrentes são espetaculares.

                • Tenho quase certeza que pouca gente está sentindo inveja. Acho que carro não é uma bacia de feira, que quanto mais dentro melhor e não importa se tem partes ruins.

                  • Eu tenho certeza que está, a julgar pelos “comparativos” por aí afora com carros de categoria sempre superior. No mínimo é estranho, visto que o valor dele é parelho com seus concorrentes, que nem são citados.

                    Depende da bacia: Se forem muitos produtos de qualidade e por um preço baixo, junto com pouquíssimos produtos que podem não agradar o suficiente, mas nem por isso ruins, vai fazer bastante diferença sim.

            • TSI T.amo S.empre I.nganando para combrar mais, cara deixa de ser fanzete o TSI só faz magica no UP no polo ou golf tem muitos concorrentes que consomem o mesmo e rendem o mesmo, porém se paga menos o TSI é inflado, claro que ele anda mais porém antes um carro mais completinho do que um que só entrega motor e muito mais caro por ele.

          • Golzao que é vendido na Alemanha, plataforma modular, nota máxima em segurança, disco nas 4 rodas, chave presencial, shift paddles, ar digital, 4 Air bags, painel digital, multimídia de 8″. Baita golzao hein, queria ter um desse.

            • Cruze LT a 78 mil, como dito acima.
              Não dá nem para comparar a presença e desempenho (sem ter decorado o que vem na versão mais “básica”).
              Está, de toda a forma, dando 80 mil num carro que o preço de entrada é 50k, parece um gol e tem um acabamento muito pobre, que em pouco tempo tende a ser uma escola de samba, dada a qualidade do nosso asfalto.
              Duro pensar que há exatos 3 anos, pegava-se um Golf alemão por 74k.

              • Nao existe polo de 80k. Cruze turbo a 78k é para comprar de baciada. O mais barato que eu vi é 83k. Da mesma forma, existe cruze de 115k, então isso é relativo. Enfim, vou baixar a bola, não há nada melhor abaixo de 75k 0km, só tranqueira.

                • Fit, 2008, Lancer (e a lista vai longe), são veículos que superam em muito o Golzão e tem versões neste preço. Depende só do público alvo, exceto aqueles que fazem questão de telinha digital que em breve vai mostrar o elevado custo de depreciação.

                    • Tu que tá de achar que o polo se compara com Lancer! Por mais que seja um projeto já antigo, é outro nível de carro.

                    • Compram porque lá, com certeza, não custa esta fábula de cá. Aqui há mais veículos com custo benefício. E nem quis fazer uma lista extensa.

                    • Os europeus compram essa carroça porque lá ela equivale aos nossos carrinhos de rolimã Gol e Fox, e pelo equivalente ao que pagamos no Polo eles compram Golf – que aqui é carro de luxo.

                  • Acho graça quando os papagaios repetem “Golzão…Golzão…Golzão…”. E a FORD que só tem Fiestinha(KA), Fiesta(Fiesta), Fiestão(Focus) e Fiestão Extra G(Fusion)? TODOS com a MESMA aparência? Além da Chevrolet que é um “primor” de variedade entre seus modelos, nem cego se confunde com sua enorme coleção de Ônix e Prisma de todos os tamanhos com a mesma frente em TODOS, incluindo dois Ônix SUV.
                    Na Hyundai, i30 é jogo dos sete erros com o HB20.
                    Mas APENAS a VW é que tem carros “iguais” e o POLO é um “Golzão”.

                    Acabamento do Fiesta é sublime né? Do Focus também pelo que cobra ( falo nada). O do Ônix, Prisma e Colbalt, nossa… é de se estender tapete vermelho! Mas o POLO é que tem acabamento ruim.

                    É cada uma…

                    • Quanto ao padrão de marca, o duro da VW não é o fato de que os carros mais baratos copiam o mesmo dos mais sofisticados, e sim o contrário: é aquele design pobre de lanternas e faróis que é praticamente idêntico do Gol ao Tiguan.
                      No caso da GM, ao menos, o belíssimo volante do Camaro serviu de inspiração para outros carros, até o Ônix.

                      Quanto ao polo, além de tosco e horroroso, que é uma questão de gosto (além de ser muito reto, anos 70 e ter o péssimo difusor de ar embaixo), soa-me muito pobre um carro de > 70 mil não ter aplique de couro no volante.

                    • Você é mal informado. O volante do POLO veio SIM de carros mais sofisticados da VW e também foi parar no GOL, da MESMA forma que o volante (belíssimo para você…) do Ônix veio de carros também superiores.
                      O POLO de 65mil com pacote Tech1 já tem volante em couro.
                      Sim, beleza é subjetiva. Me agrada muito o desenho do POLO junto com as lanternas e faróis, e prefiro o painel dele do que o de todos os outros concorrentes.
                      E vá se acostumando porque a tendência agora é que os novos painéis sejam horizontais.
                      Aproveite agora e dê uma olhada no painel do novo Fiesta europeu. Os difusores de ar estão na mesma posição do… adivinhe??? POLO!

                    • Volante foi só um exemplo, eu digo toda a questão de design e identidade de marca. A VW exagera nisto, e está numa linha “simples demais”.
                      Não é padrão o volante em couro mesmo nas versões mais completas, é preciso adicionar um pacote. Isto, no longo prazo, significa desvalorização, pois trata o que deveria ser padrão do veículo como acessório.
                      É a cara do Gol. Aliás, quero até ver quanto a VW vai cobrar no 1.6 automático, que vem em breve. O 1.0 TSi tem o mesmo desempenho do 1.6 aspirado. A meu ver, dependendo de quanto a VW cobrar, em breve o Gol 1.6 AT vende mais que o Polo. Acho que apenas o 1.0 na versão top de linha foi pouco, pelo preço que estão cobrando.

                    • Simples demais para você. Para mim essa nova linha de design está belíssima e o novo Tiguan está a cara do novo POLO. LINDÃO!
                      O pacote a que você se refere é uma verdadeira “pechincha” pelos opcionais de carros bem mais caros que ele agrega ao POLO.

                      Segundo alguns, a VW é “Tudo igual” e o POLO=GOL. Certo:

                      Na GM=”Somos todos Ônix/Prisma de tamanhos variados, escolha o seu”.
                      Na FORD=”Somos todos Fiesta nos tamanhos: P/M/G e XG”.
                      Na FIAT=”Seremos todos MOBI daqui a alguns meses, estamos trabalhando pesado nisto”.

                      Motor 1.6 MSI NÃO tem desempenho igual ao 200TSI. O “0 a 100Km/h” são iguais segundo a VW porque o câmbio é manual e as marchas foram encurtadas, mas para por aí: O TSI é MUITO mais esperto, nervoso e divertido que o MSI e nas retomadas é muito mais rápido que o 1.6, que pede marcha para ganhar giro e é mais lento.

                      Além disso o TSI entrega todo o torque de 20Kgfm. já a 2000Rpm (o MSI entrega 16,5Kgfm a 4000Rpm), tem 4,9Kgfm de torque e 11cv a mais que o 1.6 aspirado, que quando ganhar o AT6 vai ficar ainda menos esperto que o 200TSI.

                  • Fit? 2008? Lancer? Você não sabe do que está falando. Esses carros não superam o POLO em NADA. o FIT no máximo fica equivalente por ter um excelente projeto (que já está envelhecendo), mas não oferece nada de destaque em relação ao POLO além do preço e fica devendo um monte de recursos de conveniência e segurança se comparados nas versões top. (temos um FIT 2016 na família e tivemos mais dois anteriores, 2010 e 2012).
                    , Lancer virou peça de museu. O melhorzinho aí seria o 2008 e na versão THP!, mas nem ele supera o POLO em questão de modernidade de projeto segurança e opcionais. O acabamento é o mesmo do 208. Supera e muito no preço! rsrsrs…

                    • Nada? Potëncia, desempenho, espaço, itens de conveniência etc… Ponto muito importante: segurança passiva. A não ser que o Polo seja um fenômeno de dirigibilidade entre os hatchs (e deveria ser realmente o eixo de torção mais avançado da história), não bate esta lista EXEMPLIFICATIVA. Carros que, sem ir ao Google, ficam na faixa de preço citada.
                      Fluence sai a 70 mil. Não dá nem para comparar a “nave” que ele é com o Golzão. Aliás, acho que o povo ficou bravinho por uma constatação óbvia: parecem corintianos que não gostam do Itaquerão.

                      Pode ser um bom carro, muito caro para o segmento. Para mim, muitos dos argumentos são exatamente os mesmos do Up, que é um fracasso MUNDIAL.

                    • José Barbosa, o FIT tem um motor 1.5 que é muito fraco para ele. Quando está carregado e com cinco pessoas ele sofre muito pra embalar (nós temos dois na família).

                      O 2008 é do MESMO tamanho que o 208 e só fica interessante nas versões mais caras que chegam a 100mil, além de não oferecer o que o POLO oferece por quase 30mil a menos. A diferença para o 208 é só o porta malas.

                      O Lancer é um projeto antiquado e fica devendo muito em conveniência, segurança e tecnologia (toma uma surra do POLO TSI nesse quesito).

                      Entre no site de cada fabricante e veja a lista de opcionais que cada um oferece e compare com a lista do POLO. A diferença é grande para o POLO e custando uma bagatela.

                    • O Fluence é um ótimo carro, mas no site custa 100mil a versão intermediária Dynamique e mais de 100mil a Privilège. O acabamento é superior ao do POLO, mas apenas a Privilège se equipara a nível de conveniência e segurança porque a Dynamique não tem nem ESP. Além disso ele está se despedindo de nosso mercado.

                    • hahahahahahahaha

                      Ok, tá arrependido porque não ficou sabendo que a Renault está vendendo o Dynamique a 70k e o Privilège a 76.

                      Melhor pagar 72 num polo e ainda ficar na fila de espera!

                    • Não meu caro. Esse carro é um grande mico e não vende, e nos usados ele despenca para conseguir vender. Eu não quero um, mesmo custando 76mil; Ou você acha que a Renault é “boazinha” pra estar oferecendo ele assim tão barato?!
                      O que eu te falei foi apenas em relação ao comparativo direto que você fez com o POLO, que continua sendo a minha escolha. Parceiro dele é o 408, excelente carro e muito completo, mas faz parceria com o Fluence no mercado.

                • Não é lixo, só não é isso tudo. Fiz test drive nele. Tenho um focus titanium e cogitei fazer um downgrade. Aquele interior não dá. Fora outras coisa que denunciam o projeto mais refinado dos médios. O freio do Polo que testei fazia barulho quando você pisava até o final, barulho metálico. O interior todo em plastico lembra muito um carro popular, não tem painel digital que salve. A tampa do porta malas com lata aparecendo e um aplique mínimo de plástico eh feia que dói . A mala só abre na chave. Se bater e não fechar tem que apertar a chave de novo pra abrir. Poderia listar mais coisas aqui que mostram como o depenation team trabalhou no polo brasileiro pra baratear o projeto, coisa que nos médios você não vê.

                  • Outra coisa, a chave presencial dele só abre as portas da frente, no focus você abre as quatro, ou seja tem sensor nas quatro portas. Coisas que o polo tem e que são melhores que o focus: painel digital, saída de ar pro banco traseiro. Desvalorização deve ser menor também. E só.

                    • Embora o Focus seja campeão de desvalorização, acho que a versão completa do Polo também corre sério risco, pensando no histórico de Fiat e seus básicos que tinham do 1.0 fire ao 1.8 “completão” custando o dobro mas que em pouco tempo a diferença diminuía.

                    • Grande problema desse preço do polo top é que ele entra na zona de carros maiores e mais refinados. Custava a vw trazer o acabamento do europeu? Os itens também, ficou muita coisa de fora, faróis , frenagem automática , painel emborrachado, motor 1.4, enfim, já que o golf está morrendo, poderia colocar o polo num patamar melhor para os órfãos de hatch médio . Vou partir pros usados ou ver se na GM dao um bom desconto no cruze. Problema que já me acostumei com os itens do focus titanium, teria que pegar a ltz do cruze, mas não sei se tem tanto desconto quanto a lt.

                    • Não sei se é verdade, mas um conhecido meu viu Fluence a 70k. Como está saindo de linha, estão atirando para tudo quantno é lado (acho que querem desovar em PCD`s). Ele não levou (tava procurando suvinho), mas serviu para negociar noutra ccs.

                    • Que estranho ler isso: “Custava a VW trazer o acabamento do europeu?”. Mas… eles são exatamente iguais no visual interno, a única diferença é o painel macio (serve pra sentar? rsrsrs…) e o colorido, que aqui seria “coisa de vi@do” ou “brega”, “horrível” etc., No resto não tem diferença.

                    • Deixa passa um ano e virar uma escola de samba para você ver. Os bancos do euporeu também são aquele de Gol?

                    • Com base em quê você diz que vai virar “escola de samba”? Isso é achismo seu.
                      Os bancos não tem nada a ver com os do GOL. Entre no site da VW, coloque as duas fotos do interior do POLO e do GOL e veja que você está falando o que não sabe. Os bancos do GOL são mais finos, redondos e curtos que os do POLO.

                    • Com base no acabamento de plástico, que não é tão nobre quanto o emborrachado e com o tempo faz barulho.

                    • Continua sem base para dizer que vai ser barulhento. Vai depender da qualidade da montagem e do projeto.
                      Uma camada de borracha sobre o painel não o torna mais rígido ou a prova de barulhos no futuro, serve apenas para parecer mais “sofisticado”, nada mais.

                      O FIESTA então deve estar com uma lista enorme de pessoas insatisfeitas com o painel de plástico dele fazendo bastante barulho, não é mesmo? Ou vai dizer que a qualidade do painel do FIESTA é “premium”?!

                    • A borracha absorve melhor, você sabe disso. Fiesta também é péssimo em acabamento. Qualidade da montagem com material ruim não adianta nada. Continue sonhando.

                    • Não estou sonhando e ainda é muito cedo para dizer que a montagem do carro é ruim e que vai fazer barulho. Ainda não tem nada de concreto sobre isso além de achismos.

                      O carro ainda é lançamento e nenhum site ou revista disse que o material do carro é de baixa qualidade, falou inclusive que a montagem do carro era muito bem feita e usava materiais de BOA qualidade.

                      A grande maioria falou muito bem do carro, apenas disse, como você, que a SENSAÇÃO de REFINAMENTO no interior poderia ser melhor e que esperavam mais, mas NÃO que era RUIM.

                    • Os faróis também sao iguais né? Não, ela colocou os leds por fora na versão brasileira pra economizar. Acha que não fez o mesmo com os materiais internos e isolamento?

                    • Estávamos falando do interior, agora você vem com o exterior. Certo:

                      Os faróis tem algo a ver com o aumento da grade para refrigeração, além do preço, que iria encarecer muito o produto.

                      Seu FOCUS também tem muita coisa que se “perdeu”, no caminho da Europa para o Brasil…

                    • Ah, me diz o que o focus argentino perdeu pro europeu, por favor. Estou curioso. O que tem no titanium Plus europeu americano que não tem no nosso? Banco bege?

                    • Esse acabamento que “não serve para sentar” é bastante relevante. Muita mulher (doidinha para ter um SUV e ficar “altinha” em relação à massa) e muito tiozão (que compra Corolla porque vale, supostamente, cada centavo gasto nele) não vão comprar carro que tenha cara de produto inferior no mercado.

                      Melhor pagar 90 num carro “decente” que 60, ou 70, num carro “ruim”.

                    • O POLO não é “ruim” e nem de longe parece ser, e 10/20mil faz diferença para muita gente, mesmo as que podem pagar (a economia está mudando…).

                      Esse acabamento emborrachado está sendo posto de lado por muitas montadoras. Olhe o CRETA por exemplo, SUV altinho, desejado e comprado por muitas mulheres e vendendo “horrores” para a categoria, o painel é de PLÁSTICO DURO do mesmo jeito que o do POLO.

                      O SUV 2008 também é de PLÁSTICO DURO e vende muito bem, CAPTUR também não tem painel todo emborrachado e está vendendo bem para uma francesa. E se não me engano, o W-RV herdou o painel do FIT e também não é emborrachado.

                      Esses carros tem aparência de produto inferior? Sabemos que não.

                    • O sensor abre as quatro portas. Basta tocar em qualquer uma das maçanetas dianteiras que abre as quatro ou somente a do motorista, se assim for programado. Não vejo muita utilidade em ter sensor nas “quatro portas”, uma vez que elas só abrião com quem estiver com a chave.

                    • Abrir as quatro porta assim a chave também abre ao apertar o botão. No Focus tem sensor na quatro maçanetas. Se eu estou com meu filho no colo e quero colocá-lo na cadeirinha dele, eu só preciso encostar minha mão na porta traseira que ele abre. No Polo eu teria que ir na porta do motorista, botar a mão na maçaneta, para depois ir na porta traseira e abri-la, entende?

                    • Muita gente quer, só tem que baixar a bola por que ele não se compara a um médio. Acredite, eu cogitei trocar o meu por ele, mas quem já teve carro médio, não volta pra compacto. Se o dinheiro permitir é claro. Estou pensando seriamente em comprar um médio usado, com a grana que gastaria num Polo com todos os opcionais eu compro um Golf ou um Focus titanium Plus, que vem com xenon, Park assist, teto solar e frenagem automática, coisa que o Polo deixou na Europa.

                    • O seu polo faz barulho no freio ao estacionar? Tipo, em manobras de estacionamento, quando vc pisa da para ouvir o atrito da pastilha com o disco? O que eu dirigi estava assim, queria saber se é característica do carro ou se a unidade estava com defeito.

                    • O meu não recebi ainda, mas nos dois q fiz testdrive não tinha nada de errado, nenhum barulho. Na hora desanimei com o acabamento, esperava mais, mas acabei ficando.

                    • Beleza, deve ser problema da unidade que eu testei. Felicidades com o novo carro, é muito bom comprar um carro novo, aproveite a sensação . Abcs

                    • Depois do que eu li aqui, vou cancelar o pedido, vou pegar uma BM usada.

                    • Se não foi ironia o que você disse, compre um Golf usado e seja feliz. BM vai te dar muitos custos em manutenção e seguro.

                    • Olha Rafael, o que tem de gente nesses sites de carros que acham que sabem melhor do que você o que você tem que fazer com o seu dinheiro…
                      Esse Leandro eu acho até engraçado. Se falam mal da Ford e seu powershift, ele solta os cachorros!

                  • O POLO está uma categoria abaixo de seu Focus, natural que fique devendo alguns itens e perca algo no acabamento. Como exemplo, seria o mesmo de alguém que queira trocar seu PASSAT Highline TSI em um Focus Titanium. Achará a mesma diferença que você achou do POLO (interior ruim, acabamento ruim, muito plástico e por aí vai…).

                    Não entendi essa da chave: qual o trabalho de apertar um botão na chave para abrir a tampa? Se a tampa do Focus não fechar direito, você não precisa enfiar a chave para abrir e fechar novamente? Enfiar a chave é melhor que apertar um botão???

                    • Amigo, no Focus se a tampa do porta malas não fechar direito existe um botão acima da placa que serve para abrir o porta malas e te permite bater a tampa de novo. Maioria dos carros tem isso, é uma coisa básica. Não precisa enfiar a chave não. No Focus só existe um buraco de chave, na porta do motorista, para um caso hipotético de a bateria da chave presencial descarregar totalmente, coisa muito difícil de acontecer, pois antes da bateria acabar o carro avisa toda hora que a bateria da chave está fraca. No porta malas não tem buraco de chave, nem nas outras 3 portas. O Passat é superior ao Focus, sem dúvida, mas eles não custam o mesmo valor, enquanto que o Polo invade a faixa de preço dos médios, por isso a comparação. abcs

                    • Sim, eu sei. Enfiar a chave foi força de expressão. Mas não vejo isso como problema para diminuir o carro.

                      Coloquei o PASSAT porque ele está em uma faixa acima do FOCUS, mesma comparação feita por você do FOCUS com o POLO, enaltecendo as qualidades superiores do carro e dizendo que o “downgrade” não dava porque o carro era inferior em muitos aspectos, por isso o PASSAT, que assim como o FOCUS, custa mais caro.
                      .
                      A faixa que o POLO Highline “invade” com todos os pacotes e cheio de mimos é a faixa de médios que não tem nem a metade de equipamentos que ele tem e custam mais caro que ele. E se colocar o médio em pé de igualdade, o valor sobe pelo menos uns 15mil, então não é bem assim que a coisa acontece, além de o POLO ser quase tão espaçoso quanto esses médios que ele incomoda. E tem muito médio que tem empate técnico com ele no espaço interno…

                      E essa conversa de que o acabamento dele é ruim e tem muito plástico, basta ir nas concessionárias das outras marcas e ver que nenhum concorrente tem moral NENHUMA! para “falar” do POLO. Para ter acabamento melhor que o dele tem que ser de categoria superior, inferior ou igual é mimimi.

                      O curioso é que quando falam mal do POLO e o acabamento, citam carros de categoria superior e a comparação é sempre com o 1.0 aspirado e o MSI, que são bem mais simples. Estranho isso…

        • Rapaz, adoro o polo, já tive um da primeira geração (hatch 2.0), um dos melhores carros que já tive, mas 80 mil nele já é demais, o comfortilne AT por 63 k já tá de bom tamanho, acima disso, não vale, mas pela economia porca da VW, o acabamento é de Gol, quer você queira ou não, até o meu finado polo em 2002 tinha acabamento melhor… Menos fanboyzismo por favor

          • Eu disse que é melhor porque no meu ponto de vista, não há nenhum carro com mais tecnologia embarcada e segurança do que ele até 80k, apesar do acabamento ruim. Eu reservei um CL por 67k, mas vou cancelar. Vou pegar uma BM série 1 usada, tem acabamento bem melhor.

            • Realmente, a sacada da Vw foi sensacional. Pegar a tela multimídia do Ônix e por no painel e vender tecnologia embarcada. Duro lembrar que a mesma empresa vendia Golf alemão pelo mesmo preço nominal há apenas 3 anos, dentre outros, possuía o mesmo TSi, mas 1.4; o DSG de 7 marchas no lugar do tiptronic, suspensão traseira multilink e por aí vai…

              • José Barbosa, praticamente todas as marcas aumentaram o preço de seus carros, com raras exceções. Quanto ao Polo, em termos de segurança ele é uma das referências, então não é só porque ele tem multimídia, coisa que outros concorrentes também o tem, que ele ficou sensacional (suas palavras).

          • Menos né? O interior do POLO 2002 era bom para a época dele, hoje é bem acanhado.

            O POLO não custa 80mil, mesmo a versão com opcionais de última geração que só são vistos em carros bem mais caros, acima de 100mil. E tem muitos acima deste valor que não tem nem a metade do que tem o POLO.

            O painel do Corolla é igual ao do SANTANA 96 e todo mundo acha um carrão. Lindo! rsrsrs…

            • O “completo”, mas ainda sem os opcionais, está a 72 mil com fila de espera. Para você chegar na concessionária e levar um hoje, vai ter que pagar ágio, e se fizer questão da versão mais completa passa disto, com certeza.

              A VW está caprichando na margem de lucro dos seus carros. Para dar 72k, melhor pegar um Cruze 2017/18 zero que tá na faixa de 78˜80k.

      • Oi?! Quem comprou se arrependeu?!
        Comprei e não me arrependi. Achei mais vantagem comprar o polo do que o ARGO (sem test crash e com motor 1.8 jurássico) ou o onix (tem segurança?!).
        Ah, e as filas existem sim. Eu mesmo tive que esperar pouco mais de um mês para receber o carro.

      • Bebeu ? Foi o melhor mês de vendas do Polo. Caiu de posição no ranking devido ao Kwid que a Renault parece que finalmente acertou a mão e é um carro bem mais em conta e devido ao Prisma que teve um grande volume de venda direta em março. 3.000 unidades do Fox esta excelente para um produto que esta em fim de carreira. Quanto a VW ela era terceiro em vendas ate poucos meses atrás e agora está em segundo bem próximo do líder.

      • não lembro do polo em 3º lugar, lembro dele em 4º lugar. verifique as vendas dela estão boas sim então é comprovado que ela concorre sim com as 21 marcas concorrentes ,olha lá a VW ta em 2º lugar nas marcas

    • Subiu uns 2 ou 3% na participação, tem alguns lançamentos bons para saírem, se as outras não se mexerem vai ser líder mesmo. Por outro lado a FCA saiu dos 10 mais vendidos, acho que já fazia uns 40 anos que sempre tinha um FIAT entre os mais vendidos.

    • Argo não vai pegar o polo, mas

      O Cronos vai subir, a custa de HB20s e prisma. Está com curva de vendas diárias acentuadas, mais do que o argo. Vai bater nos 3 mil após fim de versões GrandSiena

            • Você está muito pessimista. A imprensa como um todo e também canais no Youtube, falaram bem do carro, e as pessoas, quando querem saber de algo, vão na fonte. Considerando essa ‘considerável’ preferência pelos carros da FIAT, o Preço amistoso e os bons reviews, eu não duvido que chegue ao Top 20.

                • Pois eu já penso o contrário! Boca a Boca tem mais enviesamento que uma opinião mais técnica. Se fôssemos apenas pelo boca a boca, no Brasil, hoje, só existiria VW e Toyota. E desculpa, não simpatizo nem com uma e nem com a outra – embora reconheça o Virtus como um excelente acerto.

                  Já vi vídeos bem profissionais, como Emilio Camanzi, ou mesmo do Curiosidades Automotivas falando MUITO BEM do Cronos, assim como citando alguns problemas no carro. Imparciais, mostrando preço, itens de série, consumo e afins… De resto, dá pra tirar as conclusões!

  • Tem coisas que impressionam.

    Olha a Jeep… colocou o Compass e o Renegade acima de 4 mil unidades. Ambos brigando forte e vendendo muito bem.
    A Honda ainda fazendo milagre com o HR-V… colocar mais de 5 mil unidades é muito.
    Tem o Tracker vendendo 2400 unidades… para um modelo importado e que tem somente uma versão boa, é surpreendente.

    O Civic reagiu… o Corola continua soberano e os sedans compactos vem mostrando força…

    Agora o Ka passando o HB20 é sinal que a atualização vai abrir vantagem… hora da Hyundai se mexer.

    • Eu era um potencial comprador do hb20, mas optei pelo polo TSI. Muito mais carro. hb não tem piloto automático, shift padlles nem como opcional. 4 air bags e controle de tração e estabilidade, só na versão topo, chave presencial, nem pensar.

      • O HB20 é um carro feito para bater o Gol, lá em 2012, conseguiu, só nascendo de novo para brigar com os carros da safra de 2018.
        Estou no segundo HB20 (antes S agora X) gosto do carro, mas por todos os cantos e ângulos a oportunidades de melhoria.

          • Projeto do Polo é global, não foi feito só para o Brasil, como o HB20. HB20 tem 3 estrelas para adultos e duas para crianças, precisa dizer mais alguma coisa?

              • Ele tinha 3 até março de 2013, conforme link: https://www.latinncap.com/po/resultados
                Em novembro devem ter melhorado alguma coisa e ganhou mais uma estrela. Mas ainda sim, não tem as 5 para adulto e 5 para crianças que o polo tem. A estrutura do polo é igual ao europeu, tanto que levou 5 estrelas. Polo só não é igual no acabamento e itens do europeu. Não compare um projeto de 2012 (HB 20) com um de 2017 (Polo), 5 anos fazem muita diferença em qualquer indústria.

                • Obviamente que o Polo estruturalmente é mais evoluído, devido ser mais recente, todavia, de 4 para 5 estrelas não é tão preponderante assim, lembrando que o Polo 1.0 MPi e 1.6 MPi não possuem ESP de série, e as versões que não são equipadas com tal, possuem uma estrela a menos pelos critérios da Latin NCap, que deixou como nota final as 5 estrelas, justamente por ser possível equipar algum modelo da linha com tal equipamento de segurança, no caso o 1.0 TSi.

                  • Ainda que a avaliação do sedam sirva para o hatch, você desconsidera as estrelas para criança: HB20 são 3 contra 5 do Polo. Enfim, os números do Polo são melhores que do HB20, tanto que este não ganha um comparativo contra o Polo. Abcs.

                    • Fiz questão de pontuar que o Polo é melhor e naturalmente deve ganhar os comparativos, todavia, não é tão superior assim, tal qual sua afirmação “anos luz” indicava. É apenas um pouco melhor, devido a evolução industrial destes cinco anos e só.

                    • Ok, retiro o que eu disse. Como “ano-luz” se refere a uma medida de distância, e você parece não ter entendido a ironia, vou utilizar uma medida de tempo: Polo está 5 anos na frente do hb20.

              • Minto, o hb20 que tem 4 estrelas é o sedan, o hatch tem 3, conforme site da Latin NCAp:

                https(:)//www(.)latinncap(.)com/po/resultados

                Clique em “ver mais” que tem a informação.

              • Hb20 que tem 4 estrelas é o seda, o hatch tem só 3.

                Procure no google o site da Latin NCAP, estou tentando postar o link aqui e estão bloqueando meu comentário.

              • 4 estrelas no protocolo antigo, vale ressaltar. Se testarem de novo, corre sérios riscos de desabar. O Ka tinha 4 estrelas no mesmo protocolo e no novo deu no que deu.

      • Acredite, tratei a chave presencial (tenho uma Eco Titanium) como recurso de segurança. Imagina você deixando o carro na rua e querendo entrar no carro e arrancar logo, fiz o teste e é bem rápido desde o momento em que toca na maçaneta até entrar e já apertar o botão de partida. Outro recurso que não achei que fosse tão bom é o monitor de ponto cego e o sensor de tráfego cruzado: outro dia, eu parei numa loja com aquelas vagas perpendiculares à rua na frente e, na hora de sair de ré, eu não conseguia ver direito se vinha vindo carro (era uma via movimentada). Bastou eu engatar a ré e começar a sair que ele ficava apitando (e mostrando no painel) que tinha carro vindo lateralmente. Quando parava de apitar, eu dava a ré, apitou de novo, eu parava, isso até conseguir entrar na rua e arrancar. Muito útil. E o sensor de ponto cego é bom quando surge um motoqueiro costurando no corredor, o indicador âmbar se acende e ajuda bem, além de avisar para os carros no ponto cego. Se der a seta e houver um carro/moto no ponto cego, o indicador âmbar pisca rapidamente.

      • Uma boa estratégia, já que esses números elevam a participação da marca e a imagem no mercado, melhorando sua revenda e baixando seu custo mensal (manutenção e seguro).

        • Sem dúvidas, não estou questionando a vice liderança do Ka, só discutindo a estratégia de cada um. Em geral HB20 tem pouca participação na VD, enquanto Onix é maior mas Ka e Gol geralmente sao bem mais altas.

          • Exato, é uma boa estratégia para desovar estoques, principalmente quando há uma nova versão para entrar no mercado.
            O problema que gera distorções em certos períodos.

            • Estou falando sobre participação nas vendas totais. Ano passado o Onix foi o carro mais vendido na modalidade Vendas Diretas, com 66.572 unidades, entretanto a participação desse tipo de vendas foi de 35,29%.
              Por outro lado, o Uno por exemplo, foi só o 7o em vendas diretas, com 24.586, mas isso representou 71,96% de todos os Unos vendidos.

              O Ka vinha como vice líder de vendas diretas no acumulado de Janeiro, com participação de 41%, pouco acima do Onix com 39%, mas eu acredito que este mes vai dar um salto enorme nesses números. Não em vendas totais, mas em proporção de vendas diretas x vendas totais.

            • Só a Movida que adquire HB20 com frequência, e em algumas oportunidades, a Localiza e a Unidas, os clientes apreciam o modelo, todavia todas adquirem poucas unidades, pq a Hyundai não faz preço promocional para elas, não tendo nem 20% de suas vendas na modalidade direta, isso incluindo PCD. A Hyundai vende a maior parte para Pessoa Física, consumidor final.

    • O que mais me surpreende é que Onix e Prisma somados representam quase 64% das vendas da Chevrolet no Brasil. Embora o ticket médio destes modelos seja menor que os da Jeep, ambos são superfaturados pro nível que têm, a margem de lucro deve ser uma fábula.

      • Não é grande, não. O lucro gordo está nos carros de segmento médio pra cima, pickups e crossovers. A GM até pouco tempo estava registrando altos prejuízos no Brasil, não sei como foi em 2017, mas acho difícil terem superado completamente essa situação.

        • Aí que você se engana. O custo de produção desses carros medíocres feito pro segmento de entrada é ridiculamente baixo. A ideia é vender carro de baixo custo a preço exorbitante, e não carro médio e de luxo pelo preço “justo”. De modo geral, a indústria automobilística trabalha com uma margem apertada. Aliás, tudo o que envolve economia hoje resulta de números relativamente pequenos. Pra você ter uma noção, o déficit do governo central do Brasil foi de 1,9% do PIB em 2017, e olha o tamanho do estrago que um singelo número que não chega nem a duas unidades está fazendo. Caso fosse 1,9% de superávit a economia estaria bombando.

          Nas finanças empresariais a situação é a mesma. O limite entre lucro e prejuízo é extremamente tênue. E como eu disse, 64% das vendas da GM no Brasil são de Onix e Prisma. Se somar Cobalt e Spin que são derivados da mesma família, dá praticamente 3/4 de tudo o que ela vende no país. Se for depender dos modelos médios, picapes e SUVs só eles estariam ferrados. Até porquê, à exceção da linha S10, todos esses modelos são importados da Argentina e do México, o que implica em custos extras de taxas aduaneiras, cotas que limitam o volume que pode ser importado, dentre outras coisas.

          • Falou, falou e não explicou por que a GM lucraria mais com Onix e família do que com os outros carros.
            Quanto mais barato, menor a margem de lucro. E a GMB tem o agravante que trabalham só na base dos descontos muito agressivos, seja para pf, seja para pj.
            Os carros mais caros não possuem custos de desenvolvimento e construção tão superiores aos de segmentos abaixo, são muito equivalentes em todo o processo, no entanto nesses veículos superiores a empresa embute uma série de gourmetizações e frufrus que não custam caro mas cobram caro por eles no preço final do produto, é aí que conseguem ganhar mais por unidade…
            Porém, como Onix e família vendem MUITO mais que os médios, picape e crossovers da GMB, certamente a empresa possui uma rentabilidade maior na linha de pequenos. Mas, caso o Cruze, S10 e afins vendessem tanto quanto o Onix, seriam estes a galinha dos ovos de ouro da GM.

            • Bom, mais claro do que expliquei é difícil. Se você não entendeu, não posso fazer nada. O preço de carro não é formado somando os custos de produção mais os impostos e só no final os caras acrescentam uma margenzinha de 4% pra repartir com os concessionários ainda por cima. Entre diferentes versões de um mesmo carro isso se torna ainda mais claro. O Onix Joy custa R$ 42.990,00, enquanto o Prisma Joy sai por R$ 47.490,00, ou seja, um acréscimo de mais de 10% pela traseira saliente. Não há absolutamente nada que justifique essa diferença de valores do ponto de vista técnico, é puramente uma decisão de posicionamento de mercado. Como sedã é visto como carro de maior sofisticação, ainda que seja da versão mais barata da marca, os caras enfiam a faca. O Onix 1.4 LT custa R$ 52.790,00 e o LTZ 58.390,00, e só muda firulas de uma versão pra outra. Detalhes cromados em maçanetas, difusores de ar, manopla do câmbio, as alças de teto, aquele banco com revestimento plástico e rodas de liga leve. Você acha mesmo que era pra dar essa diferença toda por causa de custos? É óbvio que em termos absolutos a margem de um Cruze de 100 mil reais é maior que a margem da de um Onix de 50 mil. Supondo que pra ambos a margem fosse de 10%, ganhariam 10 mil sobre o primeiro e 5 mil sobre o segundo. Mas é justamente pelo fato dos carros maiores e mais sofisticados custarem mais pra se produzir que a margem é relativamente menor. Por isso que importam poucas unidades da Equinox. É preferível vender 400 delas por mês por um preço absurdo do que tentar vender 2000 unidades dela com margem menor e obter o mesmo resultado.

              • “Mas é justamente pelo fato dos carros maiores e mais sofisticados custarem mais pra se produzir que a margem é relativamente menor.”
                Negativo. Leia o comentário anterior.
                O que posso concordar é quanto a precificação do Prisma. Até porque geralmente um sedã custa menos que um hatch para se produzir e não o contrário.

                • Já li e reli. Pra mim você também falou, falou e não falou nada. Muita ingenuidade achar que montadora de carro no Brasil trabalha com margens apertadíssimas porque concedem descontos engana trouxa. A própria ideia de SUV que está na moda corrobora com o que eu estou dizendo. Fazem um modelo sobre a base um modelo compacto e cobram 50% mais caro por isso. O Honda Fit que já é ridículo de caro fica ainda pior com a HR-V, que nada mais é do que a sua versão anabolizada. Ou seja, é vender carro compacto a preço de médio. Essa que foi a grande sacada do segmento que não por acaso é o que mais bomba no momento. Todos os outros concorrentes é a mesma coisa. Sandero custa 55 mil, vendem Duster a quase 80k.

                  • E o que comentei lá atrás? De médios pra cima, picapes e crossovers! Crossover sim é muito rentável, mas carro pequeno e barato nem tanto, a não ser um Kwid ou Etios que Renault e Toyota economizam até em coisas que são necessárias.

                    • Enfim, cara, estamos falando basicamente a mesma coisa tirando um detalhe ou outro. Eu vejo que todos os carros compactos do mercado são depenados. Poderia passar a noite te dando exemplo de todas as marcas. Hyundai HB20S só tem iluminação no porta-malas na versão Premium, a Comfort 1.6 não tem. Na minha família tem Onix LT 1.4 modelo 2015 que veio de fábrica com o banco traseiro bi-partido, alças de teto para os bancos traseiros, os detalhes cromados no acabamento, iluminação no porta-malas, limpador de pára brisa com variador de intermitência, dentre outros que o modelo 2018 perdeu na mesma versão. O Joy não possui nenhum revestimento no porta-malas, fica toda a lataria exposta que nem num Fiat Uno da década de 80. E o cinto de segurança só tem regulagem de altura pro banco do motorista, no do passageiro é fixo. Se essas economias cretinas não são pra aumentar a rentabilidade ao máximo, eu não sei o que é. E os preços só aumentam, obviamente. Hoje foi a vez da Honda, por exemplo. Depenar o carro e aumentar o preço se chama inflação disfarçada, assim como o pacote da bolacha que não aumenta o preço só que vem em menor quantidade. Deveriam obrigar as montadoras a declarar o que foi retirado do carro de um ano-modelo pra outro.

                • Na verdade isso é mito. Eu trabalhei numa grande loja de departamentos e o maior custo era o aluguel da loja, depois vinha publicidade e depois a mão de obra. Grandes lojas como casas bahia, ponto frio e outras localizadas em grandes centros pagam fortuna em locação e publicidade.

                  • Você está pegando a exceção da regra. Lojas de departamentos dependem de espaços grandes e centralizados (valorizados, portanto).
                    Ainda assim, se você incluir o custo geral da empresa, especialmente gerências, e áreas administrativas, capaz de pessoal ainda bater.

        • O custo de produção desses carros é muito baixo, deve valer metade do que cobram. Zero estrelas, rigidez nenhuma, chapas de aço da pior.qualidade, acha que é caro fazer.isso?

      • Faz parte de uma estratégia inteligente de reduzir e simplificar portifólio. VW e, principalmente, Fiat, tem vários produtos que atingem o mesmo público, você nunca sabe exatamente o que levar.

          • Andei de carona num mobi 3 cil de css (banco da frente) e num kwid de ccs (banco de trás). Por mais que eu odeie admitir, se o preço fosse próximo, ficaria com o FIAT. O kwid é muito legal até se andar nele. Suspensão dura e seca e isolamento sonoro inexistente (isso pra mim é primordial). Não que o mobi seja um primor de carro (nem vou comentar o que eu acho dele).

            Sei lá…

                • Eu fiz… fiz ainda nos primeiros Kwid, antes da onda de Recall. Achei o Kwid e o Mobi iguais… dois lixo para nosso mercado. Mas se fosse essa minhas condições, pegaria o Renault.

                  • O Kwid não tem isolamento acústico algum e a vibração do motor passa toda para a cabine. A rodagem do Mobi é bem superior. Nesse segmento, o bom é ter dinheiro e partir pro Up logo, pra ter um carro bom de verdade.

                    • Na boa… acho que se é para ter um dinheiro a mais, procurar outra coisa melhor que o up!, que também é um lixo.

                    • Eu tenho um Move up! 2018 e o carro é muito bom. Tem sim seus defeitos como qualquer carro tem, mas é muito bem construído e sua superioridade nesse aspecto em relação a outros compactos é facilmente visível. Alguém falou de isolamento acústico ali encima. Mesmo estando com o carro já a oito meses, até hoje continuo a me impressionar com o silêncio ao rodar.

                  • Não fala mentira não cara, pelo amor de Deus… Já dirigi os 3, o QQ é uma porcaria, a suspensão parece um colchão de água, o carro não passa segurança nenhuma em curvas. O Kwid e o Mobi seriam equivalentes se o isolamento de ruídos e vibrações do Kwid não fosse tão nulo. O Mobi, com todos os defeitos e sendo um “remendo” em cima do Uno, é superior ao Kwid e massacra o QQ em rodagem, sem esforço algum.

                    • Tu andou no QQ novo? Pra mim o novo é superior. Tem menor ruido interior, as publicações afirmam que ele evoluiu em estabilidade, ante o anterior (e eu concordo), apenas há uma certa crítica com a suspensão de eixo rígido na traseira, onde o comportamento lembra o antigo Mille… Nada tão absurdo como afirmas. Já mudaram o perfil das rodas, hoje maiores e mais largas, e o carro não tem bateção no rodar, como ocorre com o Mobi. O acabamento do QQ é bem melhor montado e mais bonito que o do Mobi, o pior dentre os três, caindo pedaços pra todo lado (vide Longa Duração da 4 Rodas).

                      Em comportamento dinâmico, talvez o Mobi Drive, topo de linha, seja superior aos dois, mas também, 10 mil reais mais caro que o QQ topo de linha. O Mobi Easy e o Mobi Like, ambos com motor Fire perdem e feio pros equivalentes do Kwid e do QQ, devido ao acabamento deplorável, motor fraco, xoxo e beberrão, e ser barulhento.

              • Concordo plenamente. No visual o Kwid é muito melhor. Acho que falta refinamento nesses detalhes citados isolamento acústico, pois o barulho de rodagem invadiu a cabine. Nem ouvi muito o motor que todos criticam.

  • Pois é! O anti Compass Equinox está mais para Eqnada! Agora, ver o Golf com essas vendas é lamentável. Também pudera, a WV se superou, como é possível fazer tanta burrice! 1.4: preço exorbitante; 1.0: somente câmbio manual; 1.6: é brincadeira. E finalmente a pá de cal: nova geração lá fora em 2019, enquanto isso aqui…

      • Discordo.
        Jeep é uma marca consagrada mundialmente. O Compass é SUV muito bem acabado e a versão diesel ficou show! eu já tive a oportunidade de dirigir. E está vendendo bem lá fora. Apesar de preferir sedan/hatch, admito que o carro é muito bom.

        • Compass: 2.0 targshark – 166 cv e 20,5 mkgf
          Equinox: Ecotec 2.0 turbo – 262 cv e 38,5 kg de torque

          São públicos TOTALMENTE distintos. O Compass “padrão” é para alguém que foi em busca de um SUV, passou para conferir o Renegade e viu que por um pouco a mais pode levar um SUV “de verdade” e que tem vantagens em termos de custo x benefício.

          O Equinox é um carro voltado para alguém que quer migrar para um carrão ou já tem um RAV4 ou semelhantes. Além disto, a importação é a conta gotas, produto de portifólio, para tentar entender os próximos passos a dar no país.

          Nas versões mais caras, pode ser outra coisa. Mas o volume do Compass certamente não é dado por elas.

          • Quanto ao tamanho e à capacidade do porta mala, não tem discussão, é o que você disse. Entretanto, se o objetivo é encarar terra e a família é pequena, o Compass diesel dá conta do recado com distinção. Evidentemente estou falando de estradas de terra não de trilhas.

          • O rival direto do Equinox nos EUA é o Cherokee. Sao segmento D
            COMPASS é segmento C

            E renegade e tracker são B

            Compass emparelha nele as versões mais caras

    • E o Equinox merecia vender bem, pois esse Compass é um embusteiro. É um carro caro com tamanho e qualidade de carro pequeno (e pudera, pois é derivado do Renegade, não há milagres).

      • Não é a minha opinião.
        O Compass é sim derivado do Renegade( também é bacana ), só que ambos foram projetados para ser SUVs legítimos. Aliás, se porventura eu for comprar um SUV o Renegade diesel me agrada bastante e é mais barato. Eu não necessito de carros espaçosos.

  • Para mim destacaria: Ka passando HB20…… e o Equinox ainda sofrendo para alcançar o Compass… está mais do que na hora da Hyundai implementar uma nova geração e da GM investir mais em marketing do excelente produto que tem em mãos. Caso contrário o peso Jeep contará a favor do Compass.

  • O Kwid ressurge das cinzas.

    O começo foi complicado, mas o carrinho da Renault parece estar se recuperando.

    Que venda muito e outras montadoras invistam no segmento.

  • Faz muito tempo que eu não via um ranking onde só chega na casa do milhar quase lá na trigésima posição! Hehe. Ranking bonito de se ver!
    Com o mercado comprando mais, o Onix viu sua vantagem de unidades cair consideravelmente, pois já chegou a vender quase 20 mil num único mês.

    • Eu acho isso ótimo! E a Ford parece que vai jogar mais pesado ainda com as vendas diretas. Ao meu ver é a única que tem chance contra o Onix, por questão de capacidade produtiva mesmo. A não ser que a fábrica da Hyundai seja ampliada, coisa que sequer foi especulada na mídia.

  • Eu fico muito revoltado quando vejo esses rankings, sério mesmo… Me dá uma agonia profunda…

    Não tenho nada contra a Mitsubishi, inclusive, tenho muita simpatia, pois gosto do ASX, pois é um SUV médio que entrega 4X4 com um preço bem mais em conta que outros concorrentes. Também gosto da L200 Triton, e não tem um motivo certo pra isso, apenas gosto. Do mesmo jeito que amei o Eclipse Cross e torço por ele no Brasil, mas de forma alguma eu consigo aceitar que uma marca como a Mitsubishi tenha tido mais vendas que a Peugeot, simplesmente inaceitável.

    Isso é uma daquelas situações em que se pensa… O que %$$#%$#%$ Brasileiro tem na cabeça?

    Peugeot com Total Care, Recompra Garantida e Valorização de 4.000 acima da tabela Fipe, guincho 24h. Citroën com programa de garantia de até 8 anos! Não dá pra acreditar nisso!

    Mais inacreditável do que isso, é ver o 2008 vendendo mais que 208, eu realmente não entendo. Eu acho o 2008 muito bom e atraente, mas um SUV Compacto vendendo mais que um Hatch Compacto. Gente, é estranho, independente da marca ou categoria.

    Pior que isso é ver um L-I-X-O de carro, com todas as letras maiúsculas como o GM Tracker vendendo 2.400 por mês! Se mata Brasil, que não tem mais jeito não!

    • Peogeut e Citroen estão colhendo o que plantaram em varios anos de decepção, pos-venda pessimo, falta de peças etc.. Nada mais natural que as pessoas torcerem o nariz, não importa o que ofereçam. Pode falar da Mit mas ela tem um nome e reputação no off-road tanto é que o grupo Renault-Nissan comprou!

      • É incrível como as pessoas não conseguem entender que quem não tem qualidade no que entrega não dura. Ninguém faz sucesso ou fracassa no mercado por acaso. Não tem mimimi. Qualidade, confiabilidade, desempenho, durabilidade, facilidade de manutenção, garantia, e excelencia de serviços fazem a diferença.

    • Tu tem 24 anos. Então, presumo que ainda está numa fase da vida muito empolgada com carro e pensando no que o marketing faz, não em qualidades intrínsecas que o mercado observa. Em geral, ou você vai ter muito dinheiro, para perder com carro, e gostar de carro, para poder se conformar em perder tanto, ou vai adotar algumas regras simples de mercado.

      No caso da Peugeot, é uma questão de posicionamento. O 208 é vendido como um compacto “premium”, e é muito caro em relação ao que entrega. Já o 2008 é um SUVinho que custa menos que os concorrentes e é muito bonito (talvez o mais deles). Ainda assim, ela erra feio em relação ao nosso mercado (câmbio automático, só no aspirado, e lançou o veículo com AT4).

      Assim, se tu é tão rico ao ponto que pode chamar um carro de lixo, nem sei o que faz perdendo seu tempo aqui. Se é apenas uma revolta, comece a ganhar dinheiro e ver como cada marca te trata. Na GM, as pessoas querem negociar. Na revisão, às vezes até tentam enfiar coisas inúteis, mas quando recuso, não insistem. Se estou com preguiça de vender meu carro, a proposta deles não beira o absurdo. Nunca vai acontecer, como já tive no caso de um amigo, determinado reparo no motor, em garantia, cair de quase 2 mil para 300 reais, apenas porque reclamou no reclame aqui (e com pedidos para desativar a reclamação).

      Saia um pouco do marketing e vá para o mundo real. Veja o quanto oferecem, como oferecem e onde oferecem. Uma dica: o mercado já te resume bem isto. O caso mais clássico são carros que dão muita manutenção, mas ela é barata.

      • Sabe, idade nem sempre é sinônimo de maturidade, e eu acho esse argumento muito fraco. Conheço homens e mulheres, com seus 40, 50 anos, que usam esse argumento de terem passado pela vida de uma maneira X ou Y para tentar diminuir, deslegitimar ou mesmo inferiorizar a opinião e vivência alheia. E muitos desses mesmos, são mais imaturos e errados que os jovens que eles tentam desesperadamente corrigir ou cobrar maturidade.

        O que eu posso tirar do Seu Comentário, é que você viveu, teve suas experiências e passou por determinadas situações que resultaram em X conclusão, pensamento e ideia. Mas isso é uma experiência sua, uma vivência sua, que de forma alguma, jamais, em hipótese nenhuma, pode ser aplicada na vida de outra pessoa ou de outras pessoas de forma generalizada.

        Sim, um dia, quando o dinheiro realmente estiver em minhas mãos, eu vou pesar prós e contras de marcas que gosto e não gosto, poderei optar conscientemente por comprar por paixão ou racionalidade e isso vai depender de tanta coisa que pode ou não acontecer até lá.

        Logo, eu não transformaria uma experiência pessoal em algo geral que é válido para todos.

        Eu gosto da Peugeot, tenho simpatia, principalmente pelo Design lindo de seus carros! Tem gente que não, que diz A, B e C da marca. OK, entendo e respeito, e acredito também que uma maioria de compradores e usuários, passaram por perrengues, do mesmo jeito que entendo, aceito e também acredito que tem gente que comprou carros Peugeot, foi bem atendido, teve peças de forma fácil e etc… E hoje, é fiel a marca. Sim, pasme, também existe casos assim…

        Mas Eu, não trabalho com generalizações ou vivências alheias. Um dia, quem sabe, eu possa ter um e dizer se é ruim ou não para mim, ou talvez nem tenha, compre de outra marca. Independente disso, a experiência será genuinamente pessoal!

      • SO uma atualização o cambio já e AT6 desde o fim de 2017.
        O 2008 cresceu demais em vendas de fev,foi quase 600 e março 808 34% de aumento nas vendas.
        A peugeot esta mudando o portfólio, ela que e um publico premium.
        O 2008 e o melhor carro pelo que oferece vc acha a versão griffe por 76 a 78 automatica!

  • A Honda perdeu a chance de implementar as mesmas mudanças em segurança aplicadas no Fit e extremamente necessárias no City. Vai ficar na lanterna até a próxima geração. Isso sem falar no motor 1.0 Earthdream…

  • O q eu mais acho incrível da parte das montadoras é q algumas parecem estar cagando pro resultado!
    A Hyundai por exemplo,volta e meia perde o posto pra ford,mas nem por isto esboça qlqr reação.
    Provavelmente é por causa q prefere q aumente as vendas do Creta q dá mais lucro.
    Ou seja,elas só querem ganhar com o q já tem aí,se notam q não vão conseguir isto só aumentam o valor pra compensar a perda e só.

  • Pelo o visto o público ainda está dando mais um voto de confiança para o Kwid e desda vez a Renault não pode perder esta oportunidade. Achei legal ver o Sandero 2 no top 20 mesmo sem mudanças significativas desde 2014. Acho que o Sandero 2019 que terá segundo o Car and Driver interior mais refinado, CVT e até painel digital opcional sem um aumento exorbitante de preço terá potencial para voltar ao top 10. Agora que situação difícil da Fiat! O que será que ela fará para impulsionar as vendas de Argo e Mobi.

    • Mobi a Fiat já fez ha alguns meses: descontos generosos para venda direta. Para o Argo só resta seguir o mesmo caminho pois a Fiat errou no lançamento com uma precificação errada, tanto é que no Cronos a Fiat ja foi com menos sede ao pote.

  • Realmente Voyage ja era, ta igual Uno só vende para frotista. Agora chamar o Virtus de fracassado sendo que é o segundo sedan mais vendido entre os compactos e pequenos é muita raiva da VW. E o Cronos é ainda o primeiro mes de vendas. Vai aprender a fazer leitura de mercado antes de postar tanta bobagem.

  • Não sou fa da VW, mas uma coisa é precoso admitir se a vw melhorar o fator preço, com certeza iria dar trabalho para GM, haja vista que o Fox com duas versões está vendendo mais de 3000 unidades, não que o Fox esteja barato mas vai e vem tem promoção dele.

  • Nenhum FCA no top 10. A poucos anos tinhamos Uno, Palio, Strada, e Siena no top 10. A Fiat de Betim está morta, falta só jogar uma pá de cal em cima. Uma pena, sou mineiro e ver uma das maiores indústrias do estado definhando chega a dar dó. A dó só não é maior pois o ministro do Lula que plantou essa desgraça na fábrica de Betim hoje governa o estado e colhe a tempestade de queda de arrecadação que ele mesmo plantou desviando a fábrica da Jeep de Minas para Pernambuco. Aqui se faz, aqui se paga.

  • Golf reagiu e ficou na frente do Focus e só perdendo pro Cruzeiro Sport6.
    Fiquei surpreso com Cruze sedan vendendo quase 2k por mês. Outro que está na vala é o Jetta que vendeu menos que o Golf

    • Compass é de categoria acima. Agr já passou da hora do Hr-v cair: suspensão, isolamento acústico ruins, inferior ao Kicks, sem tirar que é mal equipado e cobra muito mais que o resto.

  • Ford perde muito nos médios por não usar os ecoboost e insistir no Powershift, se passasse a usar o ecoboost com um at6, at8 ou o at10, acho que conseguiria pelo menos com o sedan, emplacar uns 1500/mes, o hatch devido a moda altinho não sei se tem vida longa, espero que sim, acho que com motor e cambio adequado consiga chegar na casa dos 500/mes.

  • A Nissan vem se destacando. O Kicks atinge o topo; a Frontier vem subindo gradualmente; March e Versa mesmo defasados mantem um número estável de vendas, mas precisam de atualização. O Sentra, assim como todos os sedãs médios que sofreram canibalismo interno com a onda SUV precisa ser reinventado, talvez com a reestilização do novo Altima e a motorização turbo 1,6 DIG-T do Sentra americano. Seu pós-venda vem melhorando e já atinge 5,5% do market share, estando no retrovisor da Honda. Ótima opção para o consumidor sair da mesmice das 4 grandes e gastar menos em relação aos preços superdimensionados de Toyota e Honda.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email