Mercado

Os carros mais vendidos no primeiro semestre de 2020

Os carros mais vendidos no primeiro semestre de 2020

Com queda de 38,88%, o mercado brasileiro no primeiro semestre vendeu quase 500 mil automóveis e comerciais leves a menos que em 2019, quando 1.248.843 unidades ante as 763.280 da primeira metade desse ano.


Com 485.563 unidades emplacadas a menos, o mercado viu a GM liderar com uma pequena folga em relação à VW, que ficou em segundo. A Fiat aparece em terceiro, um pouco mais distante, mas isolada em sua posição.

A Hyundai marca sua posição no quarteto líder em lugar da Ford, que teve redução de portfólio e ficou na quinta posição. Renault e Toyota estão disputando o sexto lugar e a briga promete no segundo tempo…

Os carros mais vendidos no primeiro semestre de 2020

VEJA TAMBÉM:

Já a Jeep logrou sucesso sobre a Honda, enquanto a Nissan fechou o Top 10. Destaque mesmo vai para a Caoa Chery, que lidera o segundo pelotão, deixando Citroën, Mitsubishi e Peugeot para trás.

A BMW foi a luxuosa mais vendida, mas quem chama atenção é a Porsche com mais de 1,3 mil emplacados. Volvo e Audi, nessa ordem, devem acirrar a disputa no segundo semestre.

Entre os automóveis, o Onix vendeu quase o dobro do HB20 no período, embora tenha sido o mais prejudicado com a pandemia. O Onix Plus mostrou sua força em terceiro lugar.

Os carros mais vendidos no primeiro semestre de 2020

O Ka perdeu força diante do sedã compacto e ficou perto de Gol e Kwid. O Argo se deu bem em relação ao rival Polo, que foi até ultrapassado pelo T-Cross, que se tornou o vice-líder entre os SUVs, já que o primeiro é o Renegade.

Nos comerciais leves, Strada e Toro fazem uma boa dupla comercial na primeira ponta, com a Hilux mantendo a terceira posição. A Saveiro também continua em quarto, assim como a S10 em quinto.

No caso da Ranger, ela ainda permanece na sexta posição, mas na pandemia, foi a picape que mais cresceu no mercado, passando até a Hilux. Amarok, Fiorino e L200 aparecem na sequência, mas a Frontier já se apresenta no Top 10.

Já as vendas diretas têm Onix e Gol como os mais vendidos, com a dupla da Jeep a seguir: Renegade e Compass. Com 43,33% nessa modalidade, a Fiat liderou com VW, GM e Ford na sequência.

Confira abaixo as marcas, automóveis e comerciais leves mais vendidos no primeiro semestre de 2020:

Marcas

Os carros mais vendidos no primeiro semestre de 2020

Os carros mais vendidos no primeiro semestre de 2020

VENDAS DIRETAS

Os carros mais vendidos no primeiro semestre de 2020

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Verdades sobre o mercado

    Quero ver o que vai acontecer com a Renault agora que as locadoras estão comprando muito pouco. Ka Sedan é outro que vai despencar. Quem ainda deve manter um nivel um pouco melhor de vendas para locadoras são Gol, Voyage, Uno e Mobi que tem demanda na locação corporativa de longo prazo.

  • Rick Wakeman

    Não sei não…acho que a GM aumentou muito o preço do Joy e isso pode modificar a composição no ranking. Além da questão do estoque que cada modelo tinha, houve uma mudança de patamar de preço. Vamos aguardar os próximos meses.

    • Verdades sobre o mercado

      A Chevrolet claramente abandonou o Joy no varejo, o que achei bastante estranho pois deixa de competir na faixa de veículos vendidos à 45k e aí o HB20 está fazendo a festa visto que na faixa a partir de 50k o Novo Onix é que está dominando. PArece ter deixado o Joy direcionado para as locadoras.

      • Rick Wakeman

        Ué…mas todo mês vc dizia que o HB20 tava perto do Onix em vendas por causa do estoque. Caiu na real, finalmente?

        • Verdades sobre o mercado

          Não mudou nada. Quando começou o isolamento social a rede de css Chevrolet tinha um nível de estoque baixo de Onix e como a fábrica ficou parada 3 meses vendeu-se bem menos Onix por isso. Já a rede Hyundai (e provavelmente até a fábrica) iniciou o período de isolamento social com muito estoque, visto que o HB20 não consegue repetir o sucesso do modelo antigo, visto os grandes descontos nas versões intermediárias e Top, além do retorno das vendas para grandes locadoras (a mais recente foi para a Ouro VErde de Curitiba que nem cliente Hyundai era). Mas a Hyundai soube se adequar e posicionou o HB20 de entrada no preço promocional de 45k, competindo assim com Ka, Sandero, Argo e Joy, onde obviamente o HB20 se destaca pelo conjunto da obra. Adicionalmente lançou o pacote de segurança com air-bags laterais e ESP por apenas R$ 1.000,00 (tem ser muito tonto para não comprar este pacote) e a Chevrolet deu uma mãozinha praticamente tirando o Joy das vendas varejo. O que aconteceu com o HB20 vs Novo Onix é semelhante ao que aconteceu como Argo vs Polo. O Polo ficou com o andar de cima (mais lucrativo) e o Argo ficou com o andar de baixo. Este mês o Onix já vai começar a abrir maior distância do HB20 nos emplacamentos. Creio que não conseguirá mais vender o dobro do HB20 pelo menos até setembro, visto que o Onix tinha um maior % de vendas diretas que o HB20.

          • Rick Wakeman

            Sei…sei…

  • Márcio Heleno De Oliveira

    Vendas da Jeep + FIAT = FIAT Líder

  • Holandês Louco

    Aqueles “Ford F75” e “GM C10” e “VW Kombi” devem ser carros que estavam com placas amarelas e entraram no sistema este mês, certo?

    • kleber peters

      Deve ser. E no caso da troca da placa normal para a placa mercosul? Vai acontecer a mesma coisa? Vai ser o samba do afrodescendente portador de necessidades especiais se isso acontecer.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

Notícias por email