*Destaque Mercado Segurança

Os carros menos seguros do Brasil

onix-ncap-2 Os carros menos seguros do Brasil

Como já havíamos citado em matérias anteriores, o quesito segurança nem sempre foi uma das prioridades das fabricantes que atuam no mercado brasileiro. Muitos modelos melhoraram nesta questão com o passar do tempo, ao receber reforços estruturais e novos equipamentos, por exemplo. Entretanto, uma série de automóveis ainda continuam decepcionando na segurança, apresentando resultados deploráveis em crash tests.



O Latin NCAP, órgão que avalia a segurança dos automóveis oferecidos na América Latina e no Caribe, já testou diversos modelos comercializados em nosso mercado que decepcionaram (e muito) nos testes de impacto. Diversos deles conseguiram registrar a pontuação mínima de zero estrela para a proteção do ocupante adulto.

Listamos abaixo os carros menos seguros avaliados pelo Latin NCAP, considerando apenas os modelos com menos de três estrelas para a proteção do ocupante adulto, em versões comercializadas no mercado brasileiro e obrigatoriamente com airbag duplo e freios ABS. Confira:

Chevrolet Onix – 0 estrela para adulto e 3 estrelas para crianças

chevrolet-onix-latin-ncap1 Os carros menos seguros do Brasil

 

O automóvel menos seguro testado pelo Latin NCAP, que está à venda no mercado nacional, é o Chevrolet Onix. O modelo é inclusive o carro mais vendido por aqui. Nos testes de impacto (realizados em maio de 2017), o hatch conseguiu registrar zero estrela (com 0 pontos de 34 possíveis) para a proteção do ocupante adulto e três estrelas para a proteção do ocupante criança (com 27,38 pontos de 49 possíveis).

Na ocasião, o Onix foi criticado pelo Latin NCAP pelos sistemas de retenção que ofereceram proteção fraca ao peito do motorista. Fora isso, estruturas perigosas na zona do painel poderiam impactar os joelhos do motorista e do acompanhante. O chaõ da área dos pés do motorista se abriu após o impacto. A estrutura foi considerada estável no impacto frontal.

Já no impacto lateral, o Onix contou com proteção boa para a cabeça e a pélvis, proteção marginal para o abdômen e pobre para o peito. Ele dispõe de reforços estruturais nas portas, mas não conta com elementos de absorção de nergia para a pélvis nas portas ou nos painéis interiores das portas. O veículo mostrou uma penetração alta da barreira móvel que provocou um alto deslocamento da coluna B e do banco traseiro.

Ele não conta também com sistema Isofix de fixação de cadeirinhas infantis no banco traseiro e cinto de segurança de três pontos e apoio de cabeça para os cinco ocupantes.

Ford Ka – 0 estrela para adulto e 3 estrelas para crianças

Ford-Ka-2018-Latin-NCAP-9 Os carros menos seguros do Brasil

Em segundo lugar está o Ford Ka, outro automóvel que figura entre os carros mais vendidos no Brasil. Ele teve a mesma classificação do Onix, com zero estrela para a proteção do ocupante adulto e três estrelas para a proteção de crianças. Entretanto, o Ford conseguiu se sair um pouco melhor que o Chevrolet, com direito a 30,98 pontos de 49 possíveis para a proteção de crianças, enquanto a de adultos ele registrou zero pontos de 34 possíveis.

Conforme o divulgado do Latin NCAP, o Ford Ka apresentou um desempenho pobre no teste de impacto lateral, com níveis elevados de lesões no peito do ocupante adulto, penetração profunda da coluna B no interior do veículo e também a abertura da porta no momento da colisão. Ele decepciona ainda por não contar com dispositivos de absorção de energia de impacto lateral, painel interior de proteção nas portas e o sistema Isofix (de série) foi considerado “deficiente” pela instituição.

Fiat Mobi – 1 estrela para adulto e 2 estrelas para crianças

Fiat-Mobi-Latin-NCAP-10 Os carros menos seguros do Brasil

Carro mais em conta da Fiat no mercado nacional, o Mobi é outro carro inseguro que o brasileiro pode comprar. Ele é “menos” pior que a dupla Onix e Ka, mas ainda assim decepcionou nos testes ao obter uma estrela para a proteção do ocupante adulto (com 19,20 pontos de 34 possíveis) e duas estrelas para a proteção do ocupante criança (com 26,98 pontos de 49 possíveis).

Durante os testes, o Mobi ofereceu boa proteção à cabeça e pescoço do motorista e passageiro da frente. Já a proteção do peito e joelhos do motorista foi considerada “marginal”, enquanto a zona da área dos pés foi considerada estável, a exemplo da estrutura. No impacto lateral, o carro teve proteção boa para a cabeça, pobre para o peito, fraca para o abdômen e adequada para a pélvis.

Fora isso, ele não conta com recursos como sistema Isofix e cinto de três pontos e encosto de cabeça para todos os ocupantes, tampouco controle eletrônico de estabilidade.

Fiat Palio – 1 estrela para adulto e 3 estrelas para crianças

fiat-palio-airbags-latin-ncap1 Os carros menos seguros do Brasil

Outro Fiat que figura nesta lista é o esquecido Fiat Palio, que pode ser descontinuado em breve, sobretudo após a chegada do Argo. Ele foi testado em agosto de 2016 (um ano antes do Mobi). Na ocasião, ele recebeu uma estrela para a proteção do ocupante adulto (com 18,09 pontos de 34 possíveis) e três estrelas para a proteção do ocupante criança (com 31,57 pontos de 49 possíveis).

Conforme o divulgado do Latin NCAP, o Fiat Palio ofereceu boa proteção à cabeça e pescoço do motorista, mas proteção fraca para o peito do motorista. Além disso, os joelhos do motorista e do passageiro conseguiram impactar contra estruturas perigosas no painel. A proteção para a cabeça e a pelve no impacto lateral foi considerada adequada. O abdome teve proteção fraca e o peito, pobre.

Ele oferece reforços nas portas e nos painéis internos e lembrete do cinto de segurança para o motorista, mas não traz Isofix e nem cinto de três pontos e encosto de cabeça para todos os ocupantes.

Peugeot 208 – 2 estrelas para adulto e 3 estrelas para crianças

peugeot-208-latin-ncap Os carros menos seguros do Brasil

Por último, o Peugeot 208 conseguiu apenas duas estrelas para a proteção do ocupante adulto (com 18,27 pontos de 34 possíveis) e três estrelas para a proteção do ocupante criança (com 30,65 pontos de 49 possíveis). O modelo foi avaliado em junho de 2016 em sua versão de entrada, equipada com apenas dois airbags.

De acordo com o divulgado do Latin NCAP, no impacto frontal a cabeça do motorista e do acompanhante foram bem protegidas, mas o peito do motorista apresentou proteção marginal dos sistemas de retenção. Fora isso, os joelhos de ambos puderam ter impactado contra estruturas perigosas no painel, enquanto no impacto lateral a cabeça e o peito tiveram proteção fraca. O carro não conta com airbags laterais, nem portas e painéis internos reforçados.

  • Vinícius

    Não que tenha se saído mto bem, mas o Palio, que é um projeto antigo, se sair melhor que Onix e Ka (projetos novos), é vergonhoso para a dupla americana. Já o 208 acho louvável, até porque o valor de compra é bem próximo dos demais, se contarmos os descontos que a Peugeot da, capaz de sair mais barato do que os concorrentes.

    • Henrique Bittancourt Gouveia

      Se saíram melhor porque foram testados antes das novas normas que tem exigências maiores. No final até o UP se sairia mau.

      • Vinícius

        Não. Ambos foram submetidos ao teste com as novas normas em agosto do ano passado, tanto que foram “rebaixados”. O Up realmente não foi submetido a este novo teste.

      • ALR

        O que têm de odiadores de UP!, tá de brincadeira. Até inventar os desinformados estão inventando agora.

        • Pablo Lopes

          Pois é, desinformados e maldosos. O Up! foi sim submetido aos novos testes e dessa vez, o próprio Latin N Capa quem comprou o carro aleatoriamente para a realização dos testes e as notas se mantiveram.

          • Vinícius

            Pablo, como as notas foram mantidas se para receber 5 estrelas é obrigatório ter ESP e o Up não tem. Acho que vc está desinformado ou inventando, hein? Rs

            • Pablo Lopes

              Voltei na matéria que havia lido… Erro meu, era novo teste com carro comprado pela instituição ( o primeiro teste, foi feito com um carro “patrocinado” pela Volkswagen).

      • invalid_pilot

        Manda os números da Mega Sena de Sábado por favor

        • 4, 8, 15, 16, 23 e 42. Bom entendedores vao saber kkkkkkkkk.

          O que acontece quando um ZerOnix bate no Polo?
          “R. O motorista do ZerOnix é internado em estado gravíssimo, e o motorista do Polo vai visita-lo no hospital”.

          Black Joke.

          • Celso Rodrigo Bonete

            auto supy

          • Na minha concepção o problema no Brasil é exatamente a situação desse comentário. Parte se do princípio que quem tem o carro mais seguro tem menos lesões em um acidente, inclusive em tom de deboche aos ocupantes do carro menos seguro (que talvez não tenham condições de comprar um veículo melhor). Se o Brasil fosse sério nesse tipo de acidente citado deveria ter uma investigação para saber quem causou o acidente e dependendo dos motivos levando o culpado a prisão. Em tempos em que boa parte da população defende porte de armas e pena de morte não consigo compreender porque a mesma severidade não se aplica às infrações de trânsito, em especial as que causam acidente. Se a maioria quer armas e pena de morte não seria justo ter prisão de alguns anos para motorista que dirige bêbado ou realiza uma ultrapassagem em local proibida? Lembrando que trânsito mata mais que armas no Brasil. O correto no caso citado por você seria o culpado (quando existe) ser visitado pela vítima na prisão.

            • Eu nao entendi muito bem o que voce quis dizer. Mas do pouco que “talvez” eu entendi, eu frisei que foi o ZerOnix que bateu no Polo. Portanto o “culpado” alem de comprar um lixo de carro, infelizmente causou acidente (por N motivos), bateu na vitima, mas devido a escolha do carro a vitima saiu ilesa. O acidente pode ocorrer por descuido (cafe quente caiu no colo, criança puxou o volante, desvio e perda de controle, oleo na pista, etc. Por isso eu disse que era black joke, ja que qualquer um pode ser o causador do acidente. Contudo nao muda o aspecto do aumento de proteção que a vitima teria pela escolha do Polo.

              Quanto a voce dizer que a pessoa nao teria dinheiro para comprar um carro mais seguro, isso eu descordo. Quem compra ZerOnix tem dinheiro SIM para comprar um Up. E se a pessoa comprou um ZerOnix usado, deveria ter comprado um Sentra, Civic, Corolla de 6 anos atras em relação ao do ZerOnix usado pelo mesmo preço. Ou ainda um Fluence que no lançamento vinha de série com 6 airbags. Por sinal, a Renault sempre tenta vender encima do marketing de carro seguro (vide Clio e Fluence), mas o resultado é sempre o mesmo, ao passar dos anos ela retira os airbags devido ao consumidor banana nao dar atencao a tais equipamentos. Se bem que o Fluence, Corolla, e Cruze da epoca eram apenas 4 estrelas no impacto frontal, idem pro HB20, Etios, 208, New Fiesta, Tiida. Tem trocentos carros mais seguros que o ZerOnix pelo MESMO preço ou até menos.

              Quanto ao bebado, porte de armas, pena de morte, nao sei bem do que está falando. Embora posso imaginar a zona que é, huezil nunca teve cultura, filosofia, nem educacao. Vivem de papagaio e sempre com frase hipnotica de “se Deus quiser, vai com Deus, que assim seja, e bla bla” Ouvi isso no acidente do caminhao tanque, e cansei. Aqui no japao dirigiu bebado é cadeia, porte de armas nem pensar (apenas 6 mortes em 2015 devido a crimes com armas de fogo, enquanto que Estados Unidos é 33 mil por ano), Criminoso no japao assalta loja com faca, estupra com faca, etc. No dia que algum japones vier me assaltar com faca, eu vou dar risada na cara dele. AKI NAO JAPA. kkkkkkk. Antes que alguem me cite que é uma ilha contra continente, Canadá mandou abraços. (Tiros em Columbine by Michael Moore).

              • Kate WP

                Em julho de 2016 só em um evento foram mortas 19 pessoas a facadas por um homem no Japão!!! O Japão é onde mais se mata a facas, homicídios e suicídios no Mundo… O baixo índice de criminalidade lá, se deve ao rigor da lei, não tem nada a ver com porte de armas… Lá, se não me engano, criminoso é enforcado, dependendo da gravidade do crime… Nos EUA há mais de 300 milhões de habitantes, no Japão são quantos mesmo? Nos EUA, os Estados com mais restrições à armas de fogo, são os que mais há crimes e homicídios. Se você comparasse
                ao menos o japão à um estado com alto índice de porte de armas, pelo menos seria mais coerente… Comparações burras não levam a nada!!!

                • Eu suponho que voce vive no Japao, tem plena conciencia da cultura, leis, e dominio do idioma japones, correto? Caso contrário, pare de ler e assistir noticias do Brasil com traduções ridículas, tais como eu vi uma vez sobre “empresa japonesa aumenta o preço do sorvete, e pede desculpas no comercial”. Notícia mais escrota, falsa, e com interpretação errada da cultura do marketing japones.

                  Voce me pega um pscicopata que matou a facada 19 pessoas deficientes (sem poder de defesa), e me ignora que nesse mesmo ano japao bateu recorde em atingir o menor numero de toda historia de apenas 289 mortes por faca (boa fatia por violencia domestica).

                  Onde mais se mata a faca/? Tem certeza? Mais suicidas no mundo? Ahan!!! Coreia e Russia mandou a dica.

                  Japao tem sim pena de morte, alias dentre os países desenvolvidos, apenas Japao e Estados Unidos. Americano é porque é sedento de sangue mesmo. No caso japones é sempre tentando manter as leis equiparavel as americanas, desde a era MC Arthur. Alias japao é severamente criticado por seguir a lei da pena de morte, coisa de país subdesenvolvido.

                  Voce fala que Estado Unidos tem 300 milhoes de habitantes, e fala como japao tivesse apenas 10 pessoas habitando, sendo que Japao tem 128 milhoes de habitantes, e tambem ignora a densidade demografica do japao que é de 10 VEZES a do Estados Unidos.

                  Voce sabe nada, mal vejo policia japonesa, NUNCA vi nos shoppings, nem em hospitais. Eh mais facil eu ver macaco (animal mesmo) do que a policia. E quando finalmente vejo um policial, nem armado ele está. Alias em 2016 foi registrado apenas UM UNICO caso de tiro da policia (5 balas na perna).

                  Tem jeito nao, huezil é sempre assim mesmo. Novela e noticias com interpretacoes baseadas nos proprios conceitos, por isso o mundo é essa zona de trump. Que bom que ainda tem os pensantes. Brasileiro só acha que existe Estados Unidos no mundo, muito pela importancia economica, e sempre estar nas manchetes do jornalismo com seus devidos representantes enviados. Mas pro povo japones, Estados Unidos é forte economicamente, mas um povo louco sanguinario kkkkkk. Brasileiro paga pau pois é pobre em tudo (menos na simpatia), mas o Estados Unnidos quando é visto por um país desenvolvido como o japao, alemanha, etc, nao é lá essas coisas. Alias japones paga pau é pra Europa, em muitos aspectos mais evoluido que americano. (claro estou falando da europa desenvolvida, e nao a Europa pobre oriental.

                  Alias, alem do exemplo do sorvete que eu dei, ainda tem aquele zé ruela do “enviado especial da Globo” direto do japao. kkkkkkkk. Eu duvido que aquele xingling entenda algo do japao. Só fala besteira, enaltece onde nao deve, maior puxasaco do japao, jornalismo lixo. Contudo é lixo para quem entende, e o problema é que vira verdade para quem nao entende. E assim segue o huezil, sempre comparando abacaxi com amoras, nisso concordo com vc, no mais descordo de tudo kkkk.

              • Paulo Júnior

                “Quanto a voce dizer que a pessoa nao teria dinheiro para comprar um carro mais seguro, isso eu descordo. Quem compra ZerOnix tem dinheiro SIM para comprar um Up. E se a pessoa comprou um ZerOnix usado, deveria ter comprado um Sentra, Civic, Corolla de 6 anos atras em relação ao do ZerOnix usado pelo mesmo preço. Ou ainda um Fluence que no lançamento vinha de série com 6 airbags”

                É sério mesmo que você acha isso? Em que mundo você vive, o mundo da lua? Uma família com orçamento apertado vai ter dinheiro pra manutenção e peças de reposição para esses carros citados? Ou na sua cabeça é tudo igual? Tem horas que é tanto mimimi que não sabem nem o que falam. Pesquisa o custo de manutenção desses carros e compara com o Onix, as pessoas compram porcaria porque são obrigadas e não porque elas querem. O Brasil é um país de terceiro mundo, não é todo mundo que ganha bem igual você imagina ou pensa não.

                • “HB20, Etios, 208, New Fiesta, Tiida. Tem trocentos carros mais seguros que o ZerOnix pelo MESMO preço ou até menos.”

                  Leia todo o texto. Alem do mais, família com orçamento apertado NAO deveria comprar nem carro. Só para manter e pagar impostos, combustivel, etc, já passa dos 4 mil por ano brincando. E se o carro for um ítem impreensidiverrrrrrr, entao que compra um Palio Fire usadasso. De inseguro para inseguro, custa menos, e com baixa manutencion como vc diz. Vem com choro nao, desde quando um Etios usado, HB20 usado, New Fiesta usado, custam mais caro que manter o ZerOnix. Agora o xingling do Etios virou carro de luxo?

                  Para começo de conversa, quero ver o custo do conserto do proprio corpo na hora de pagar a conta no hospital. Isso se nao morrer, ou ficar deficiente. Malandro paga seguro de vida, plano de saude, mas compra carro inseguro? Bizarroooooooooo. Volto e repito, se o carro é usado para o trabalho, ou para levar crianças, ou ate mesmo idoso, que compra um Palio Fire usado e pronto.

                  “ah mas a taxa de juros do usado é maior que do novo, mimimi.”

                  R. Compre o HB20 que custa menos que o ZerOnix. (depende do Estado)

                  “ah mas deve ter juros na Hyundai.”
                  R. Entaum compre o Ford Ka sem juros, 0 estrela para impacto lateral, mas tem 4 estrelas para frontal.

                  “ah mas, ah mas………”
                  R. Faça um curso de finanças, economia, e desenvolvimento pessoal, ou mude-se para o interior, ou na ilha grande, ou para lençois maranhaenses, ou vai pular o muro no novo mexico.

                  • Paulo Júnior

                    Você é bom mesmo em, já patrocinou até o crash Test do HB20 e do Etios no novo protocolo e nem tinha me dito, me manda aí o Crash Test dos dois no novo protocolo, pois eu pesquisei aqui e não encontrei nada.

                    • Concordo que não escolhemos o lado do impacto na hora do acidente. Mas o ZerOnix jah foi reprovado no protocolo anterior, enquanto que o HB20 e o Etios que vc cita, foram APROVADOS!!! Agora, se o HB20 e Etios tem boa proteção ou nao para impacto lateral, isso ninguem sabe, ao menos se a batida for frontal, com certeza sao melhores que o ZerOnix.

                      Mais alguma pergunta? Preciso dormir. Seja rapido. ^D^

                    • Paulo Júnior

                      Vai lá, ótima noite de sono e estou indo lá comprar meu HB20 super seguro ou um Fluence 2012 com 6 airbags se a CC não estiver fechada. Obrigado pela dica!

                    • Nao tem de que. Se outras pessoas fazem, voce tambem consegue. ^D^

                      Ah esqueci de uma coisa, se for comprar o HB20 usado, compre do modelo fabricado apartir de agosto de 2013. Antes disso nao tinha cintos com pretensores. Por sinal, o HB20 teve nota melhor que o Corolla XEI anterior, Cruze anterior, Fluence atual (embora modelo sem pretensores), e Focus anterior.

                      Duurrrrmi.

                    • Paulo Júnior

                      Show, você é o cara!

                    • Brigadao, tamo ae. kkkkkkkk

                      E nao sei se eu disse lah encima, ou lah embaixo, mas vai aqui denovo. No protocolo anterior 3 estrelas é nota de reprovado. Isso é em qualquer Ncap do mundo, tanto Asean Ncap, China Ncap, Japan Ncap, e claro, Latinncap. Já que no protocolo antigo tem que ter no minimo 11 pontos. No atual protocolo tem que ter 27 pontos. Quanto ao impacto frontal, tem uma ligeira diferença na pontuação, mas nada que mude a relevancia das aprova~çoes do impacto frontal do protocolo antigo. Mas só para deixar detalhado, segue a mensagem oficial que eu tinha recebido 1 ano atras da latinncap.

                      “Novo protocolo Latin NCAP muda o máximo de compressão permitida para o peito. Antes o máximo era 50 mm, agora eh 42 mm.”

                      Pode pesquisar a vontade, tais info vc nao vai achar nenhum lugar, sabe pq? Pq como vc disse, EU SOU O CARA. kkk

                    • Opa opa, esqueci de citar uma coisa, pois achei que era de conhecimento de todo mundo. Talvez isso ke vc nao entendeu.

                      O novo protocolo NAO testa denovo o impacto frontal. Sim, foi o que voce leu, a latinncap NAO testa denovo o impacto frontal nos carros que já passou pelo antigo protocolo, pois o teste é o MESMO; Portanto a nota do impacto frontal do antigo protocolo VALE para a somatoria do impacto lateral do novo protocolo.

                      Tal fato voce pode inclusive observar nas fotos e videos dos carros submetidos ao testes do novo protocolo, sendo que as fotos e video do impacto frontal SAO AS MESMAS do antigo protocolo. A unica excessao é o Corolla, que mesmo sendo um facelift, a toyota bancou para bater denovo.

                      Entre no site da latinncap e olhe as fotos do ZerOnix no impacto frontal, sao AS MESMAS tanto no antigo como no novo protocolo. Idem para todos os carros desta matéria.

                      Antigo
                      https://www.latinncap.com/po/resultado/52/chevrolet-onix-+-2-airbags-desde-ago-2014

                      Novo
                      https://www.latinncap.com/po/resultado/89/chevrolet-onix-+-2-airbags

                      Agora fui dormir mesmo.

                    • Ernesto

                      Esse Paulo Júnior deixou a impressão de que ficou ofendido ao falarem mal do Onix. Provavelmente tem um. E ele não entendeu que existem carros da mesma categoria com preço muito próximo ao Onix, mas com melhor segurança que este. Ele é o exemplo bem claro do porquê ainda se vender tanto Onix. Não o culpo, pois cada um faz o que quiser com seu dinheiro. Ele não prioriza segurança, é opção dele.

                    • TSI

                      Sé loko comparar o HB20, que é um simples popular, com o Corolla, Cruze….

              • Edson Fernandes

                Fluence : O testado tinha apenas 2 air bags. O modelo de 6 air bags(aqui que era vendido para consumidores) possivelmente atingiria as 5 estrelas.

                • aH? Se o impacto é frontal, em nada mudaria ter 2 ou 6 airbags. O modelo testado era para frotista, com cinto de segurança sem pretensor. Mas de qualquer forma, o modelo para consumidor final nao receberia 5 estrelas, pois recebeu nota marginal para as pernas.

                  • Edson Fernandes

                    Pra mim, prefiro pensar que sim, já que a estrutura é diferente e tem mais reforços. E o cinto de pre tensão faz toda a diferença. Vai por mim que sofri um acidente assim.

                    Mas enfim… não vou entrar nesse merito porque iremos discutir por longo periodo.

            • Matheus

              Com 40 mil reais pode-se andar com um semi-novo de 5 estrelas nos padrões europeus de segurança. Vale a informação, pesquisa e perder o pré conceito contra esses bons usados que existem no mercado.

              • Fabão Rocky

                Existem carros usados mto seguros, sim. Porém a maioria das pessoas n deve comprar devido ao maior custo de manutenção, peças de reposição, consumo, seguro, etc.

                • Matheus

                  Exato. Mas esse mercado mudou muito nos últimos anos. Há diversas especializadas em atender e também muito mais fácil encontrar peças. Por exemplo, aqui em casa temos uma Veracruz 2009, comprada há 5 anos com 40 mil km, até hoje, somente revisões em concessionária e até agora a única coisa que precisamos trocar de extra foi as pastilhas de freio. De resto, ela simplesmente não dá manutenção. Muitos têm preconceito com esse tipo de carro, pois as peças são caras, mas não quebram.

                • DI ZAZZO

                  Mas aí não tem como mostrar carro antigo para o vizinho, e é disso que o povo gosta…

                • Matheus

                  Exatamente. Mas hoje o mercado de peças e a manutenção desses veículos já está bem mais facilitada. Por exemplo, em casa temos uma Veracruz 2009 há quase 5 anos. Compramos com 40 mil km impecável, com revisões na concessionária e continuamos assim, revisando-a na Hyundai. Atualmente está com 75 mil km. Por incrível que pareça, as revisões dela não saíram caras (+-700 reais), e até hoje as únicas coisas de fato que precisaram ser trocadas foram as pastilhas de freio (que ainda eram originais). Com certeza as peças da Veracruz tem um preço mais alto, porém não quebram. Assim, na época o que pagariamos num cruze 0 km compramos um SUV com alta segurança e muito melhor, e estamos muito contentes com ela. Acredito assim, que o pessoal tem que perder um pouco esse pré-conceito. Se pesquisar bem, acha um semi-novo muito bom.

          • 1945_DE

            É isto que as pessoas tem que entender. Estar em um carro seguro, faz diferença em momentos como este.
            https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2017/07/26/interna_gerais,886834/batida-de-frente-entre-dois-carros-deixa-quatro-mortos-na-br-135-em-cu.shtml

            • Pelo que eu vi, me parece um Fiesta vermelho antigo (segunda geração), e Up move azul. Praticamente nao sobrou nada do Fiesta ali. O Up até que está com a carroceria em bom estado;

          • Nnoitra

            A depender da velocidade, os dois vão juntos pro jardim da saudade.

          • Victor Hugo

            Lost, literalmente! Para o Onix

      • Luis Carlos K.

        Negativo, todos os carros citados na matéria foram testados sob a nova norma.

      • Leonardo Moura

        O UP fez o teste de impacto lateral já em 2014, e foi aprovado: https://www.latinncap.com/po/resultado/41/volkswagen-up-+-2-airbags

        • Vinícius

          Em 2014 as exigências eram bem diferentes as de hoje, Leonardo. Não estou dizendo que o Up se saiu bem e hoje se sairia mal, muito pelo contrário. Se sairia igual, porém a NOTA não seria a mesma. Por exemplo, em 2016 virou obrigação, dentre outros, ter ESP no veículo para conseguir 5 estrelas e o UP não possui.

          • 3 estrelas no novo protocolo é siginificado que foi aprovado no teste de impacto frontal e lateral. Enquanto que 3 estrelas no protocolo antigo (até 2015) significa que foi reprovado em tudo. Portanto 3 estrelas no novo protocolo o carro é bom sim. Vide a Ranger com boneco tudo verde no impacto lateral.

            Por sinal, vai aqui um dado oficial que NAO consta no site da latinncap.
            Os pontos do Ranger para impacto frontal foram 13.62 frontal e 16.00 (nota maxima) para o impacto lateral.

            Eu sei, porque eu sou o cara. kkkkkkkkkk. Por falar nisso, para acabar com essa zona encima do Up, mandei uma pergunta pro latinncap sobre os testes UNE laterais do protocolo antgo, e a comparacao com os atuais. Vmus ver o que me respondem.

          • Leonardo Moura

            Acredito que o teste lateral não mudou Vinícius. O que aconteceu foi que esse teste, lateral, não era sempre feito. No UP, em 2014, foi um dos poucos carros testados. Mas vc tem razão quando diz que hoje o UP perderia pelo menos 1 estrela por não ter ESP, todo carro sem ESP já perde de cara 1 estrela. Muito bem levantada a questão do ESP por vc! Abraços.

          • Ernesto

            As exigências em relação a equipamento, mas o teste lateral é o mesmo que foi realizado no Up. E ele se saiu bem. Então não tem como considerá-lo tão inseguro quanto Onix ou Ka; ele supera sem dúvida ambos.

        • Nnoitra

          Hoje, o Up! assim como o Polo de entrada, conseguem no máximo 3 estrelas.

          • Negativo. O Polo acabou de ser testado e na premissa do NCAP é a versão básica a de teste.

          • Leonardo Moura

            Acho que ficam com 4 estrelas, perdendo apenas 1 por não ter ESP de série. O Polo de entrada só não tem ESP de série, em relação aos itens de segurança avaliados pelo latin ncap.

            • Ernesto

              Quando saiu o resultado do teste do Polo, alguns leitores informaram que se o carro não tiver o item de série, mas tem como opcional, é considerado como se ele tivesse. Meio estranho mas é um argumento que justifica o Polo ter recebido as 5 estrelas.

              • Leonardo Moura

                Oi Ernesto, o Polo com nota máxima é com ESP. Qualquer carro sem ESP, Polo ou não, já perde uma estrela. Mas o teste de impacto lateral mesmo na versão sem ESP é o mesmo: todas as versões do Polo tem a estrutura igual.

                • Ernesto

                  O que eu quis dizer, Leonardo, é que a LatinNCap considerou o Polo como tendo ESP, mesmo que opcional. O Polo 1.0 MPi não tem como item de série, mas tem como opcional.
                  E lembrando que o Latin NCap testa a versão mais simples.

    • Xtodos

      Quando se analisa as classificações do Palio e Onix parece que aquela única estrela do Palio na avaliação final para adulto se sobressai ao zero do Onix.
      Mas ao analisar ambos os testes de cada um se constata que são similarmente deficientes.
      No impacto frontal os dummies no assento do motorista foram severamente avariados. Palio obteve leve vantagem com o dummy do carona menos danificados:
      Palio – Teste Frontal: https://www.latinncap.com/data/fotos/dummy_81.jpg
      Onix – Teste Frontal: https://www.latinncap.com/data/fotos/dummy_89.jpg

      Mas é no teste de impacto lateral que sucinta alguns questionamentos, porque no Palio foi realizado no lado do motorista e o Onix do lado do carona.
      Ambos dummies foram severamente avariados, embora no Onix tenha sido levemente melhor:
      Palio – Teste Lateral: https://www.latinncap.com/data/fotos/dummy_81_lat.jpg
      Onix – Teste Lateral: https://www.latinncap.com/data/fotos/dummy_89_lat.jpg

      O mais curioso é o descritivo no relatório de cada modelo para justificar as respectivas notas:
      Palio: No impacto lateral, a cabeça e a pelve tiveram proteção adequada. O abdome mostra proteção fraca e o peito proteção pobre, explicando o resultado limitado de uma estrela.
      O modelo não conta com airbags laterais; contudo, tem reforços nas portas e nos painéis internos. Esse fato explica a baixa penetração e demonstra que o veículo foi desenvolvido para oferecer boa proteção lateral
      Onix: No impacto lateral, as leituras do dummy mostraram proteção boa para a cabeça e a pélvis, proteção marginal para o abdome e pobre para o peito, explicando o resultado de zero estrela.
      O veículo não possui airbags laterais. Conta com reforços estruturais para o impacto lateral nas portas, mas não tem elementos de absorção de energia para a pélvis na porta ou nos painéis interiores da porta. O veículo mostrou uma penetração alta da barreira móvel que provocou um alto deslocamento do pilar B e do banco dos passageiros. Isso questiona a capacidade do veículo de proporcionar melhor proteção lateral mesmo contando com airbags laterais.

      Se notar os descritivos iniciais são basicamente os mesmos, mas o Onix levou zero.
      Se a conclusão fosse a evidência de que a estrutura do habitáculo é grave por permitir deformação excessiva ao ponto de abrir a porta traseira num impacto lateral poderia ter sua justificativa, mas as justificativas parecem se concentrar nas leituras de danos sobre os dummies que em ambos os casos são muitos graves para sustentar 1 Estrela para um e zero para outro.
      Se a nota final se concentrar nos resultados apresentados pelos dummies ao meu ver ambos estão enfiados na titica até a tampa.

      • Joel

        Palio: “baixa penetração e demonstra que o veículo foi desenvolvido para oferecer boa proteção lateral”
        Onix: “penetração alta da barreira móvel que provocou um alto deslocamento do pilar B e do banco dos passageiros”

        • Xtodos

          Então, Joel.
          Estes descritivos vem após o arremate das notas.
          Acredito que a nota final leve em consideração todos os resultados, constatações, inclusive o fato de a estrutura lateral, principalmente da coluna B até a C, serem deficiente ao ponto de permitir abertura das portas traseiras do Onix.
          Apenas a ordem da conclusão não está bem posicionada.

      • Marcos Souza

        Em relação a mudança no lado do impacto, eu vejo com bons olhos isto ocorrer. Pois se fosse padronizado apenas lado direito, as montadoras poderiam reforçar apenas o lado direito para burlar o teste. Isso não pode ser justificativa de nota baixa.

    • Fabão Rocky

      E desde quando 1 estrela se sai melhor? 1 estrela e 0 estrela na prática n tem quase diferença alguma. A 80km/h ou 100km/h c/ um carro q tomou 1 estrela no crash-test vai ter o mesmo estrago de um q tomou 0 estrela.

      • Vinícius

        Desde sempre! 1 é maior que 0… Isso é meio óbvio, não? Assim como 4 e 5 estrelas não são a mesma coisa, caso contrário não estariam ali essas notas. Uma estrela, apesar de haver risco de morte na batida, diminui o percentual de morte comparado a zero estrelas, isso não sou eu quem está dizendo, são palavras da própria entidade (0 e 1 estrela há risco de morte). Como eu mesmo disse no meu comentário, o Palio não se saiu bem do mesmo jeito, agora dizer que é a mesma coisa… Em relação a velocidade (80-100 km/h), qualquer veiculo, até de 5 estrelas vai se estraçalhar … Os testes são feitos representando uma velocidade de 55 km/h.

        • Fabão Rocky

          N sou nenhum analfabeto p/ n saber q 1 é maior que 0, pois isso é apenas na teoria. Mas o q eu disse foi exatamente isso q vc escreveu aí q a própria entidade falou: (0 e 1 estrela há risco de morte), ou seja, na prática. Abç!

    • Osvaldo Flosi

      Porque a revista não faz um comparativo com a mudança de metodologia do NCAP. Todos cairam. O Palio era 4×3, o Fox idem, etc. Queria ver o UP, os dois testes foram feitos na metodologia antiga.

      • Ernesto

        Apesar de não pontuar, o Up foi testado com impacto lateral. E não foi ruim como foram Onix e Ka.
        Esse teste, na época, era opcional e a VW quis que o NCap o fizesse.

  • Fanjos

    Agora pensa se pegar esses mesmos carros e fazer o teste de colisão Americano que bate só de um lado, vixiiii vai dever estrela até a próxima geração porque o carro simplesmente vai rasgar em 2

    • truco

      fato.. até as referencias europeias penaram no comeco, hj acho que maioria ja estao se saindo bem. Foi impressionante a evolucao dos primeiros testes , pros que estao recebendo TOP SAFETY PICK+
      Esses testes tem q ser cada vez mais rigorosos , as montadoras que se virem pra obter bons resultados.

    • invalid_pilot

      Small Overlap chama esse teste, aposto que nenhum carro Brasileiro se sairia bem nisso

      • No_Name

        Dificilmente o Golf brasileiro e o Focus argentino são reforçados iguais aos Golf mexicano e Focus americano para suportar esse teste, por exemplo. Os nossos devem seguir o padrão europeu.

        • F14

          Golf brasileiro é nota dez, igual ao mexicano (Top Safety Pick Plus no IIHS).

          • No_Name

            Como você sabe? Testaram o nacional lá nos EUA? Kkkkk.

    • HENRY ME

      Esse queria ver

    • Cesar

      Mas mesmo lá parece que tem treta. Saiu uma matéria estes dias que parece que só existe reforço na carroceria no lado do motorista, onde normalmente é feito o ensaio.

      • Ernesto

        Me parece que isso foi em 2016.

    • G.Alonso

      kkkkkkkkkkkkkkk pura verdade.

    • F14

      Qual o pior, 0-nix ou KArr0ça?

  • Diego G. de Lima

    Esse negócio de Isofix é um avanço mesmo, vendo o carcrash do Ka dá de vê que a cadeirinha da criança quase não sai do lugar.

    • Ricardo Rangel Lirio

      E olha que o isofix dele foi considerado ineficiente.

    • Davi Millan

      Sim, o isofix traz uma grande diferença. Vale a pena investir em um carro com isofix e em uma cadeirinha (muito cara) com isofix.

  • SDS SP

    Difícil elaborar um ranking desses na categoria dos populares. Quase todo mundo é bem ruim nesse aspecto.

  • No_Name

    Com o advento desses resultados zero estrela, as fabricantes começarão a se mexer para melhorar as laterais dos carros (e quem sabe a dianteira também). Já estão se mexendo, aliás, com o surgimento de carros com airbags laterais de série para não passar vergonha no Latin. Só na base do vexame mesmo para tomarem vergonha na cara.

  • Sasaki

    Infelizmente a maioria nao vai nem clicar pra ver,agora se vcs fizerem ou se ja fez uma materia com “Os carros mais baratos com central multimidia ia bombar!!!

  • Jesse James

    Vamo ve quando o Latincap vai acordar os brasileiros que sao dao atençao a novelas kkkk

    • Rodrigo

      Simples: só passar o resultado do crashtest numa cena de novela… ;D

      • PedroGolzinho

        Boa shuahshshks.

  • Cássio

    Eu não espero que Onix, Mobi, Palio, Ka etc sejam seguros. São carros para terceiro mundo, como Índia, Brasil etc.
    Agora, minha decepção foi com o 208, que é um carro de origem de primeiro mundo… não dá né.

    • Zé Mundico

      Origem do projeto pode até ser de primeiro mundo mas a construção, materiais e manufatura é de terceiro mundo.
      Nossos carros são simplórios e mais pelados em relação aos mesmos modelos dos países mais desenvolvidos.

      • Vinícius

        Exemplo disso é o próprio Ka. O projeto é brasileiro e foi exportado para países de primeiro mundo, porém a construção, materiais e manufatura obviamente não são os mesmos, caso contrário não teria tirado esse resultado no Latin ncap. Por isso acho que o 208 pelo menos não é de todo inseguro, infelizmente está longe do ideal, mas causaria significativamente menos danos para adultos comparado ao Ka e ao Onix , por exemplo.

        • Pablo Lopes

          Foi exportado para o mercado europeu, mas se vai emplacar lá, já é outra história.

  • TT 230

    A matéria deveria explicar melhor os testes, assim fica parecendo que quis detonar os carros que aí estão e deixar escapar carros como Etios e HB20 que ainda não passaram pelo teste mais atual e portanto mais rigoroso, como os da lista. Bola fora.

  • tiago

    Repare a nota do Mobi e compare com a do 208, depois me diz se o Latin ncap não é confuso.
    Carece de uma injeção de profissionalismo das bravas esse instituto, cheio de erros grosseiros de tradução, escolha de modelos para teste muitas vezes aleatória, mas é melhor do que nada…

  • TT 230

    Já ficou muito claro que quem não confia no seu produto, não patrocina o teste. Então uma concorrente poderia patrocinar o seu e também o carro da concorrência?

    Exemplo: a Jeep patrocinar o valor para testarem o Kicks. Ou a VW patrocinar para testarem o Argo.

    Bom, seria uma guerra entre as montadoras, mas ao menos o mercado e o consumidor sairiam ganhando.

    • Maycon Farias

      Esqueceu do Cartel entre elas*.

    • Mayck Colares

      Interessante a proposta.

  • Wanderson Bonifacio

    Para fazer um ranking desse, era preciso que todos os carros fossem testados com as novas regras.

  • marcelo

    montadoras nao estao nem ai para segurança é uma vergonha o governdo admitir que essas porcarias sao vendidas aqui , sendo que quem paga a conta por invalidos e mortos é a previdencia social e o sus , pais esta sem rumo aqui virou terra de ninguem cada um faz o que quer

    • Gomes

      Clientes não estão nem aí para segurança. As montadoras fabricam conforme o gosto do Mercado. Na Índia é muito pior que aqui. E esse ranking serrve para lamentações em blogs nada mais Ônix nota zero=carro mais vendido do Brasil. Ka nota zero=sempre no top 5. E falar que o 208 não é seguro sem ter outros carros no Ranking tb é bizarro. Imagine a quantidade de carros temos no Brasil e vem um ranking com meia dúzia de carros se intitulado “os carros menos seguros do Brasil”

  • Wolfpack

    Opa, nenhum da VW?!? E os chineses? Coreanos e japoneses?

    • Kate WP

      pois é… são os mais seguros mesmo

  • Artur Barbosa

    Matéria feita somente para torcida. O site não estimula qualquer debate, parece que somente busca uma audiência (nojenta) polarizada. Como determinar se um carro é menos seguro que outro, se somente um deles foi testado? Lastimável…

  • Carlos Reis

    Pera aí, a notícia fala de dez, mas só tem cinco aí! 👆

    • Kate WP

      eu estava procurando os dez também…

    • Nnoitra

      Na verdade, a matéria lista alguns carros fabricados no Brasil, se fossem listados os carros menos seguros vendidos no Brasil, os primeiros da lista seriam os modelos da Chery, JAC e da Lifan.

  • Nnoitra

    A chamada da matéria é na verdade os carros menos seguros fabricados no Brasil, se fosse os carros menos seguros vendidos no Brasil, os primeiros da lista seriam os modelos da Chery, da Lifan, e da JAC.

    • A materia está levando em conta testes com novo protocolo. Por isso a ausencia do Jac J3 (1 estrela), já que esse nao foi se quer testado no impacto lateral (ainda que já é um lixo só no frontal).

  • Nnoitra

    [Como já havíamos citado em matérias anteriores, o quesito segurança nem sempre foi uma das prioridades das fabricantes que atuam no mercado brasileiro.]

    Na verdade, não é prioridade dos consumidores, as montadoras entregam o que o mercado cobra.

  • NaoFaloComBandeirantes

    Eu acho esse título sensacionalista.
    E não estou defendendo nenhum desses carros.

    Só tenho certeza que existem carros tão ruins quanto no Brasil e que não foram testados.

    Como se sairiam nessa nova regra uma Montana, uma Strada, uma Weekend, um Voyage, um Fox, um March, um Cobalt, um Sandero, um Kangoo?

    Enfim: os carros da reportagem são sim uma vergonha. Jamais compraria nenhum deles. Mas ainda sim, dizer que são os 5 mais inseguros é exagero.

    Pra fazer uma lista dessa, tinha que ter uma base de dados maior.

    • PedroGolzinho

      Com certeza há carros mais inseguros que esses da matéria, amigo. A Montana, por exemplo, tem a plataforma do Corsinha B, de 1994. O título podia ser: os carros mais inseguros testados pelo LatinNCAP à venda no mercado brasileiro.

  • André Gimenez

    Para quem considera esse teste bobagem veja o resultado na pratica é o seguinte http://www.obemdito.com.br/regiao/acidente-envolvendo-bitrem-caminhonete-e-carro-e-registrado-na-pr-323/13519/

  • Julio Magalhaes

    NA vocês eram feio na matéria. Vocês estão comprando banana com maçã. O Onix e Ka foram avaliados no crash lateral. Os resultados aqui mostrados e extraídos do site do latin NCAP para esses dois modelos são relativos ao crash lateral. O dados mostrados para os demais carros são crash frontal onde o Ford Ka teve 4estrelas para adultos e 3estrelas para crianças. Esse tipo de notícia é para chamar atenção sem se importar com a repercussão da notícia.

    • Ernesto

      Julio, entra no site do Latin Ncap e veja o resultado que aparecem para Onix e Ka: 0 estrelas para adultos e 3 para crianças. Feitos respectivamente em Maio e Outubro de 2017. O que você está dizendo não tem nada a ver.
      E todos os outros da matéria também foram testados com impacto lateral.

  • Matheus

    Tem que tacar o laço nesses carros e muitos outros que temos mesmo. E chega de mimimi pra tentar defender. São ruins. Não têm segurança e ponto. Dito isso, para mim não prestam.
    Só não digam que não sabiam que eram inseguros depois do acidente (que espero nunca acontecer com ninguém)… Mas, previnir é melhor que remediar. Então, na minha humilde opinião, pensem muito antes de comprar um carro inseguro.

  • Allan Barcos Taveira

    O título deveria ser: Os carros menos seguros do Brasil testados pelo LatinNCap… o título usado passa a impressão de que foi analisado o mercado todo, enquanto na verdade os dados disponíveis são de apenas uma pequena parcela dos automóveis vendidos por aqui.

  • Hodney Fortuna

    Os modelos inteiramente desenvolvidos no brasil são de fato piores no quesito segurança! Dos modelos acima que vendem no mercado de países desenvolvidos somente o Ka que ao chegar na Europa já recebe um bom reforço na estrutura e melhores dispositivos de segurança!

  • Roxxton

    E o “glorioso” gol??
    Quantas estrela pegou?

  • João Cagnoni

    Já existe até uma regulamentação para “raquete elétrica” (sim, aquelas de matar pernilongo) pois podem oferecer risco de vida. Até os spinners são avaliados e retirados do mercado. Por que não acontece o mesmo com os carros?

    • Ernesto

      Ah sim, aquelas raquetes todas vendidas por camelôs na 25 e em outros mercados populares são todas regulamentadas.

  • Alexandre TRE

    Vergonha

  • Schack Bauer

    Alguém se surpreende que os 4 piores da lista são todos “projetos pensados especificamente para os mercados emergentes”? E o quinto, que é o 208 só deve estar aí pela “tropicalização” que a Peugeot fez, isto é, economizou no aço de reforço das laterais, não pelas deficiências do projeto.

    • Ernesto

      Na verdade a Peugeot retirou a barra de proteção lateral que existe no projeto original.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend