Mercado Montadoras/Fábricas Toyota

Otimista com 2018, Toyota projeta vendas maiores em 2019

Otimista com 2018, Toyota projeta vendas maiores em 2019

Com 200.116 unidades, de acordo com a Fenabrave, a Toyota atingiu um nível de vendas recorde no país. A montadora japonesa passou a marca de 195 mil carros vendidos em 2014, assumindo uma posição de destaque diante das demais marcas asiáticas e passando para um nível acima em volume, onde estão Hyundai e Renault, sem contar as quatro grandes.


Por conta disso, a Toyota anunciou que pretende ampliar as vendas em 2019, objetivando vender 219 mil carros no país, quase 20 mil a mais que no ano passado. A ideia é crescer 9,5% este ano. Para isso, a marca japonesa pretende elevar as vendas do Yaris, seu compacto mais recente, que vem assumindo as vendas do Etios, que ainda se mantém em produção.

Tendo suas operações limitadas pela capacidade instalada, a Toyota trabalhou no limite em Sorocaba e Indaiatuba, ambas no interior de São Paulo, de onde saem os modelos Etios, Etios Sedan, Yaris, Yaris Sedan e Corolla. A produção atingiu 209 mil unidades, sendo 28% exportadas. O volume cresceu 6%, mas a empresa espera subir para 7,6% em 2019, totalizando 225 mil carros.

Otimista com 2018, Toyota projeta vendas maiores em 2019


Para a Toyota, a expectativa é ampliar as vendas de forma equilibrada e para isso elaborou um plano de investimentos de R$ 2,6 bilhões, sendo que R$ 1 bilhão vai para a produção do Novo Corolla em Indaiatuba, enquanto outro R$ 1 bilhão vai para Sorocaba. Por fim, os R$ 600 milhões serão aplicados na fábrica de motores de Porto Feliz, próxima das duas citadas.

O objetivo, neste último caso, é nacionalizar a produção dos motores 1.3 e 1.5, assim como dos propulsores 1.8 e 2.0, que terão versões híbridas por aqui, mas com tecnologia flex. Apesar do bom desempenho, a Toyota está no jogo sem uma dupla de ataque. Falta um SUV compacto para que as vendas realmente cresçam no país.

Precisa-se de um SUV compacto

Otimista com 2018, Toyota projeta vendas maiores em 2019

Não deveria ser por falta de opção, mas o portfólio global da Toyota não contempla de fato um modelo desse segmento, um produto de baixo custo para brigar em mercados emergentes. Na Índia, por exemplo, a marca teve que se associar com a Suzuki (Maruti) para ter um produto assim, que ainda nem surgiu.

Fala-se muito na Daihatsu, mas seu projeto DN Trec parece tão distante quanto imaginar um Toyota Passo nacional. O C-HR é o mais próximo, mas Indaiatuba não suportaria um volume extra sem expansão, já negada pela empresa, o que provocaria uma canibalização do Corolla.

Um SUV compacto com base no Yaris seria a solução, sendo feito em Sorocaba, cuja fábrica pode ser expandida. Entretanto, só com a filial local, um projeto como esse seria quase impossível, pois não teria seu custo diluído com outras operações da montadora pelo mundo. Ou seja, ficaria caro demais para se pagar apenas na região.

Otimista com 2018, Toyota projeta vendas maiores em 2019
Nota média 3.7 de 3 votos

  • vicegag

    Um tal blog de carros, já informou o preço do novo Corolla híbrido para o mercado europeu, já convertido em reais e sem frete, cerca de 113.000,00 reais, imagine o quanto vai custar aqui, se no atual sem ser híbrido, já pagamos isto.

    • O Fusion Híbrido 2019 tá custando 187 mil. Imagina.

      • Rafael Pereira da Silva

        lembrando que o fusion é uma categoria acima do Corolla acho que este virá uns 50 mil mais barato do que o Camry

  • 4lex5andro

    Esse Daihatsu DN Trec ficou bem ajeitado, podia ser opção para o Br mesmo já que lá é uma marca low cost

    • JOSE DO EGITO

      Se tem uma coisa que a TOYOTA nao precisa se preocupar e com vendas ,alguem sabe do futuro do ETIOS ?

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Favorecendo as vendas do Yaris Sedã e introduzindo o C-HR a queda de vendas do Corolla será natural. Provavelmente Toyota reposicionará o Novo Corolla com um modelo mais caro, talvez com foco no modelo híbrido e com isto é possível que deixem de cessem a importação do Prius.

    • Ric_Minas

      O principal modelo da plataforma TNGA será o Corolla.
      Posteriormente, a Toyota pensará num SUV proveniente dessa plataforma.
      Neste momento é mais fácil um SUV (DN Trec) a partir da plataforma do Etios/Yaris do que um SUV da plataforma TNGA

      • Fernando Bento Chaves Santana

        Eu gostei muito das dimensões contidas e das linhas minimalistas do DN Trec. Mas acho que um modelo um pouco maior do que o este protótipo, e com linhas mais rebuscadas, seria mais adequado para o nosso mercado, pois se o carro de produção conservar os mesmos 4m do protótipo será considerado pequeno para as atuais expectativas do nosso mercado. Atualmente os consumidores querem SUVs com no mínino 4,2m e com aspecto robusto.

        O Brasileiro ainda compra carro por metro e atualmente prefere modelos de estética rebuscada e que passem sensação de imponência perante outros carros. Basta lembrar das críticas ao espaço interno do atual Ecosport, ou ao porte considerado exíguo do Peugeot 2008 e do Citroën C4 Cactus, ou ainda das críticas ao desenho “simplista” e “sem graça” do VW Up. Assim um carro pequeno e de linhas discretas como o DN Trec terá considerável chance de fracassar no Brasil.

        MAs como a Toyota já está escaldada com as críticas a estética honesta do Etios é possível que não repitam o mesmo “erro” quando escolherem seus próximos SUVs pois neste segmento a imagem é fundamental e temmuito mais peso do que no segmento dos hatchs pequenos.

    • Rafael Pereira da Silva

      para as vendas do Yaris e do Etios crescerem eles precisam de um facelift.. o Yaris veio com um visual já defasado, fora outros problemas como a qualidade de material interno

  • vi.22

    A toyota do brasil deve ser uma das mais lucrativas do grupo, 2,6 bi de investimento, vendendo mais de 200000 veiculos por ano, com menos de 3000 por carro, em 4 anos ja paga todo investimento, comsiderando que os carros mais vendidos esta sempre acima de 90000, a amortização por veiculo nao chega a 0,3%…

  • Louis

    Merecido. E não é só pela confiabilidade de seus carros, mas pelo bom atendimento no pós-venda. Estou com um Renault há menos de 1 semana e já percebi que o atendimento não chega perto da Toyota. Não que eu já tenha tido problema com o carro, mas tive uma dúvida técnica, mandei um e-mail e não obtive resposta da Renault. Da Toyota, me ligaram no mesmo dia para responder minha dúvida. Outra coisa, no manual do Kwid não veio especificando nada sobre a km e tempo da manutenção, a descrição dos serviços a serem feitos ou verificados a cada 10 mil km, é informado para acessar um site na internet. No entanto, não consigo acessar, está dando um erro no meu cadastro, ontem liguei lá e a mulher me deu uma resposta padrão de “instabilidade no sistema”, para tentar mais tarde. Resumindo, estou tentando até agora e não consigo acesso. Atenção Renault, meu primeiro carro da marca, se derem mancadas vou queimar seu filme.

  • Yuri Lima

    Enquanto não se tem um SUV compacto de verdade, a Toyota poderia fazer um Yaris “Adventure” aos moldes do Honda WR-V. Ao menos se teria uma suspensão mais elevada e um visual de aparência robusta. Não o que se apresentou no Salão de SP, um arremendo no Yaris “civil” com exatamente o mesmo conjunto de suspensão.

    Embora eu não goste desse tipo de improviso como o WR-V, mercadologicamente tem se apresentado muito bem.

  • Natán Barreto

    O Corolla teve uma certa queda em 2018. Com o atual curso do mercado em direção aos SUVs nem o Corolla se mantém nadando de braçadas por muito tempo.
    É bom correr atrás do prejuízo antes que seja tarde demais.

    Jeep deu o que o mercado queria e Compass e Renegade vendem a todo.

  • Gran RS 78

    É inacreditável que a Toyota não lançou o CH-R no Brasil, pois esse suv iria arrebentar a concorrência.

  • Chap

    Pena que desses 200 mil a maioria são Etios e Yaris…

  • Josimar Genm Tavares

    Do jeito que brasileiro compra qualquer coisa dá Toyota (vide Etios, que vende bem, e o esquisito manco e caro do Yaris) de eles lançarem pochete da Toyota vai vender muito.
    Então estão perdendo (Ou deixando de ganhar ) dinheiro e espaço no mercado por conta de não ter um SUV compacto.
    No mercado hj, só ela e a Fiat não possuem um carro dessa categoria.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email