Foton Governamental/Legal JAC Motors Montadoras/Fábricas

Paraná quer atrair investimentos de JAC Motors e Foton

jac-dumper-6x4

Uma missão comercial do governo paranaense vai até a China em busca de investimentos no setor automotivo do estado. O objetivo é ir até Hefei, província de Anhui, a fim de obter um sinal positivo da JAC Motors para instalação de uma fábrica.

A JAC Motors tem um projeto de fábrica de automóveis em Camaçari/BA, mas tem interesse na fabricação de caminhões no país (foto acima), podendo ser esta a opção de investimento no Paraná.

Foton Terracota

Além disso, a missão estadual vai se reunir com representantes da Foton em Pequim, buscando um investimento na fabricação de picapes e utilitários esportivos da marca chinesa. A empresa já possui um projeto para fabricar caminhões leves no Rio Grande do Sul e teve recentemente interesse em fazer ônibus na Bahia.

Agradecimentos ao Vicente Mueller.





  • Adriano Tochio

    Essa Jac é muito fraca !!!

    • Clovislauro

      É só o maior produtor de caminhões na China.

      • Totiy Coutinho

        maior é a Foton que tem como socia a Daimler Mercedes !

        • Holandês Louco

          Segundo o artigo “China Heavy Truck Industry Report, 2014-2017” da Prnewswire, o maior entre os pesados é a Dongfeng Motor Corporation, seguido pela JAC.

      • Adriano Tochio

        Sei que la do outro lado do mundo ela é grande, mas aqui foi só promessa até agora, a Bahia que o diga, alias vamos alembrar a Jac de desenterrar o j3 que esta la no terreno pra ajudar nos custos!!!

  • FABIANO SCHMITHE

    Tomara que de certo , isso vai ser muito bom para o Parana !..

  • V12 for life

    A JAC clona a Scania, não que seja surpresa uma chinesa fazer isso, mas pode ajudar nas vendas aqui.

    • 4lex5andro

      é a primeira impressao da foto do jac, uma copia dos scania menores ..

      o melhor em termos de equilibrio regional, seria a jac e a foton irem pra bahia, mas o paraná está entre os maiores centros economicos nacionais (rio-sp e rs), o que é muito atrativo pra qualquer fabricante que pretenda se instalar no país..

  • wagner

    a primeira foto com o caminhão da JAC, reparem que suas formas é uma cópia das cabines dos caminhões SCANIA da classe C (fora de estrada)…..até a posição e a forma das letras J.A.C são iguais aos da SCANIA.

  • Clone da geração antiga dos Scania eihn…

  • VR

    Se a DAF que é uma montadora muito conceituada na Europa está demorando pra decolar no BR, imagina uma chinesa.

    • Rafael Yashiro

      Se você reparar o preço de um DAF, ele encosta muito no preço de marcas mais tradicionais, comer Volvo, Mercedes e etc, aí fica difícil mesmo.

      • Raimundo M.

        E você queria que a DAF vendesse muito mais barato sendo no mesmo nível das concorrentes? Quem tem avaliado o produto aqui e há tempos é observado na Europa, a DAF se destaca pela grande confiabilidade, eficiência e conforto. A questão dela crescer aqui de forma lenta se dá por alguns fatores do tipo rede de autorizadas ainda em expansão; só tem um produto com dois tipos de tração e agora três tipos de motor e duas cabines. Isso limita o crescimento, mas ela vai começar a produzir o modelo CF(pesado) e depois o LF(leve). Entretanto, cada marca busca estratégias para melhorar ou manter suas vendas e nisso a DAF precisa ser mais ágil. Dou como exemplo a oferta recente da Volvo e da Scania de caminhão-trator 8×2 ou 8×2/4, que é um nicho de mercado dito tendência porque essa configuração traz mais retorno comparado ao bitrem de sete eixos. A VW/MAN não ficou para trás, mas a priori irá oferecer essa configuração num produto mais barato que é o Constellation. Há duas semanas mostrou duas configurações de eixos para o citado produto: 6×2/4(dois eixos direcionais); 8×2/4(dois eixos direcionais).

        • jkpops

          Não tem comparação entre DAF,MAN,Volvo e Scania estão no mesmo nivel já andei com um DAF XF automático e é um veiculo 5 estrelas muito bom mesmo não dá pra ter um preço tão inferior não agora os caminhões Shacman também são brutos trem de força e mecânica confiável mas a cabine é muito espartana a shacman se enquadra mais pro nicho da construção civil ,pequenos trechos muita força e o minímo de conforto pro piloto.. já a sinotruck nunca mais vi falar…

    • Raimundo M.

      Com um único produto de configurações limitadas no segmento mais caro, ampliando a sua rede, num cenário que começou a entrar em crise e as outras montadoras tem pelo menos uma década no mercado, não seria fácil mesmo, até porque caminhão não é veículo de passeio. Quem o compra trata como um investimento que precisa gerar retorno, e muitas empresas já criaram laços com alguns fabricantes tipo o Grupo G10 é parceiro da Scania. Uma empresa do setor de combustíveis da região que resido a grande maioria da frota é da Mercedes.
      Aí você fala da dificuldade de marcas chinesas, concordo, mas a depender do critério de quem compra e se o fabricante demonstrar compromisso em melhorar e dar boa assistência, obtém espaço. Na região que resido, uma empresa usa bastante veículos da Sinutruck e outros ainda em dificuldade, mas a mais tempo no mercado, da International. Eu já vi o modelo A7 da chinesa numa composição bitrem de nove eixos.

    • Junoba

      Com a crise no país, que está afetando bruscamente as vendas de caminhôes e ônibus, nenhuma empresa tem chance de ´´decolar“.

  • BlueGopher

    O mercado de caminhões está passando por fase catastrófica, e é previsto que somente dentro de alguns anos volte a atingir patamares adequados de vendas.
    Planos suspensos, fabricantes menores pensando seriamente em deixar o Brasil e, se a notícia acima for verdadeira, o Paraná está com um timming totalmente irreal.
    Pelo jeito o pessoal do Paraná só vai passear pela China e, na melhor das hipóteses, assinar belos protocolos de intenções que ficarão mofando nas gavetas governamentais.

    • Deadlock

      Embora nosso mercado esteja indo ladeira abaixo (a Volvo Paraná, que fabrica caminhões reduziu drasticamente a produção, fazendo demissões), parece que esses fabricantes visam um mercado mais amplo. A própria Foton admite que, com o dólar valorizado por aqui, ficou mais barato produzir no Brasil que na China. Portanto, esses projetos não são tão irreais assim. Mas, acho que vc tem razão, pois eles vão pensar dez vezes antes de investir por aqui, onde não existe planejamento a longo prazo porque o governo torna as coisas imprevisíveis.

  • Pedro Henrique

    chuta que é macumba paraná…

    • Robson

      Você quer que o Paraná meta o pé na JAC

    • Bruno Wendel Marcolino

      A JAC Caminhões não é administrada pelo sr. Sérgio Habib, o que já é um grande negócio.

  • Vanderlei Santos_JAC_J6_2012

    Eu se fosse empresario pensaria sobre a região Sul, procuraria um estado onde a luz não fosse 60% maior, aqui no RS o aumento foi até maior…

    • Deadlock

      Vc tem toda a razão, mas é estranho, o PR é um dos maiores produtores de EE e são punidos por isso.

    • Minerius Valioso

      Se eu fosse empresário pensaria em investir no Paraguai.

  • Marcos Wild

    A frente desse caminhão é uma cópia da Scania

  • Paulo

    Quem vai quer investir aqui numa crise dessa? desemprego, salário achatado, tudo caro, imposto alto. O governo do PR mal consegue pagar o salário dos servidores, como vai oferecer benefícios a essa empresa? tira direitos adiquiridos dos servidores públicos para dar incentivos a uma multinacional, é um puta político mesmo esse Beto Richa.

  • Mr. Car

    Preferia que fosse a Peterbilt.

  • Vagnerclp

    Este Jac aí é uma cópia do Scania P série 4.

    • Guilherme Batista

      Nao duvido que a JAC tenha comprado o projeto da Scania

  • Zé Mundico

    Caminhão é um produto usado pra transporte de cargas, materiais,etc. Quem compra geralmente é pessoa jurídica. Se as empresas estão demitindo, a construção civil parando, o consumo de produtos caindo, quem vai ser o doido de investir em caminhão nesse momento? Se for para exportar, até que pode ser, mas a coisa tá parada.

  • Lucas Irrthum

    Tenho um primo formado em Engenharia de Automação e Controle, que trabalha na fábrica da DAF, em Ponta Grossa/PR. O mercado de caminhões pesados no Brasil, não abre espaço para montadoras que fogem das convencionais (ex: Mercedes Benz, Scania, Volvo, e outros). A montadora holandesa fabrica, aqui no Brasil, 2 caminhões por dia, tem uma parcela pífia do mercado, apesar de ser novidade por aqui. Isto porque a DAF é uma marca muito tradicional e respeitada na Europa, conhecida pela qualidade. Quanto à caminhões da JAC, duvido que venderão alguma coisa por aqui.

    • Raimundo M.

      Eu já vi alguns caminhões pequenos dela importados, do segmento denominado VUC, bem como da Foton também.
      Dizer que não vai vender não faz sentido, mas se a operação permitirá vida longa a produção nacional, só o futuro dirá.
      A Hyundai atua no segmento de comerciais leves e vejo vários deles aqui. Está explorando um nicho de mercado que poucas montadoras atuam, mas tem saída garantida. Ela poderia ter entrada no segmento de caminhões pesados e extra-pesados, mas teria uma duríssima concorrência. É melhor conquistar terreno com produtos menores e aos poucos ofertar maiores, a ter muito a provar em segmentos muito concorridos e por isso caso não se dê bem, vir a descontinuar a oferta ou migrar para outros.

      • Lucas Irrthum

        Disse que não iria vender, falando-se em caminhões pesados. Quanto às linhas mais leves, se tiver um bom custo benefício, talvez emplaque algumas unidades.

      • Vagnerclp

        A Foton tem uma unidade de montagem destes caminhõezinhos aqui perto de casa, acredito que seja CKD, já os pesados eu nunca tinha visto (vi um na semana passada na rua).

    • Vagnerclp

      Esta semana vi aqui na minha cidade, um cavalo gigante de 3 eixos, com proporções bem avantajadas, eu sou autoentusiasta de caminhões e nunca tinha visto aquilo. Fui ver de perto e era um cavalo mecânico da Foton, pois tinha o mesmo símbolo desta caminhonete aí da matéria. Pelo menos em tamanho, briga fácil com o MB Actros e Axor, Scania R Streamline e Volvo Globetrotter. Não cheguei a ver plaquetas de potência neste veículo.

      • Lucas Irrthum

        A questão toda é a confiabilidade que os consumidores têm nas montadoras. Ainda mais quando se trata de caminhões pesados, cujo investimento é muito alto. A Foton terá que vir com excelente custo benefício, caso contrário os frotistas e autônomos jamais deixaram de comprar um MB, Scania, Volvo para apostar em uma marca desconhecida.

    • Roger Abdulack

      sou de Ponta Grossa, o pessoal fala muito bem do DAF

      • Lucas Irrthum

        É uma indústria recente na região, mas que possui ótima infraestrutura e muita tecnologia. Estive em Ponta Grossa para visitar meu primo, e pude notar o respeito que as pessoas têm pelo fabricante. Agora, mudando de assunto, fiquei impressionado com a cidade. É muito limpa, não tem trânsito, muita qualidade de vida.

        • Roger Abdulack

          sério isso? tá tirando né? hahaha… tem horas que o trânsito é caótico! cidade não planejada, já não está comportando o aumento do número de veículos nas ruas, a região central principalmente parece que tem horas que vai parar tudo. Precisa mudar muita coisa em infra estrutura, mas é uma bela cidade

          • Lucas Irrthum

            Você precisa conhecer as cidades do interior de Minas Gerais, pra ver a carência de infraestrutura. Eu mesmo, moro em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. A cidade tem 800 mil habitantes, e a estrutura do centro, nem se compara com o centro de Ponta Grossa. Vai por mim, a sua cidade está muito bem.

  • Garuda

    É melhor focar na Foton porque nem fábrica de carros a JAC esta conseguindo abrir

  • Garuda

    E melhor focar na Foton porque a Jac nem fabrica de carros esta fazendo

  • erick

    Se a JAC quiser vir pra Anápolis… as portas estão abertas!
    A Hyundai já tem uma grande fábrica em Anápolis.
    Uma dica pra JAC:
    só falta a fabrica! Os carros são bons!
    Estão fazendo muito sucesso no Eixo Goiânia – Anápolis – DF.

    JAC J3 é um carro muito simpático e com bom custo x benefício.

  • ‘Eduardo Oliveira

    Scania da JAC.



Send this to friend