Europa Peruas Vídeos Volkswagen

Passat chega aos 30 milhões de unidades produzidas

Passat chega aos 30 milhões de unidades produzidas

O Passat foi um marco importante para a Volkswagen e agora está comemorando 30 milhões de unidades produzidas. A unidade número 30.000.000 saiu da linha de montagem em Endem, Alemanha, nesta quarta (3), um mês antes de completar 46 anos de existência no mercado mundial.


O veículo que alcançou essa marca é uma perua Passat Variant GTE, que tem propulsão híbrida plug-in com motor EA211 1.4 TSI com um elétrico, totalizando 218 cavalos. Pintada na cor Pyrite Silver, ela não irá para o museu da Volkswagen, mas para a frota de imprensa internacional.

Passat chega aos 30 milhões de unidades produzidas

Focada no futuro, já atendendo ao Euro 6 atualizado, a Passat Variant GTE 30.000.000 não tem como ocultar o passado brilhante desse modelo médio de sucesso. Afinal, ele só perde para o Golf dentro da VW (35 milhões) e é um dos produtos mais vendidos na história do automóvel, passando bem longe do Fusca, que somou 21,5 milhões em sua carreira.


Em 14 de maio de 1973, a Volkswagen dava um passo importante para mudar sua realidade, que era o abandono necessário dos motores boxer traseiros e refrigerados a ar. O Passat surgia como o primeiro carro da marca numa concepção que perdura até hoje, motor e câmbio dianteiros, além de refrigeração líquida.

Passat chega aos 30 milhões de unidades produzidas

Antes deles, existia o K70 – um sedã de concepção parecida e que era da extinta NSU – bem como o 411/412, o maior carro de passeio da VW com mecânica oriunda do Fusca, o chamado Typ 4. Como um fastback, o Passat marcou essa virada da marca, que reforçaria o time com o renomado Golf um ano depois.

Nessa mesma época, parte dos 30 milhões de exemplares começaram a sair daqui do Brasil, onde o Passat chegou em 1974 e só saiu de cena em 1988, retornando mais tarde como importado. Nessa fase nacional, foram feitas 897.829 unidades, inclusive algumas depois do encerramento oficial (1989) e também na planta de Taubaté, ainda nos anos 70.

Passat chega aos 30 milhões de unidades produzidas

A segunda geração foi o Santana e a partir da terceira, chegou importado. Hoje o Passat é encontrado no site da VW custando R$ 164.620 na versão Highline, que tem motor 2.0 TSI de 220 cavalos e 35,7 kgfm, além de câmbio DSG de seis marchas e tração dianteira.

Passat chega aos 30 milhões de unidades produzidas
Nota média 4.8 de 4 votos

  • Eskarmory .

    Vida longa ao passatão.

    • Marcus Vinicius

      Que passa longe do Fusion nas vendas no mercado nacional acho que o Modelo americano teria mais sucesso por aqui

  • Domenico Monteleone

    Esse atual Passat é um espetáculo, pena a VW não saber ou não querer trabalha-lo no nosso mercado, já que ele não prestígio de marca premium.

    • Bruno Silva

      Ultimamente até que vem vendendo bem, muito mais que a geração anterior.

  • Marcus Vinicius

    Será que as unidades chinesas e norte americanas não contam ? !

  • th!nk.t4nk

    O Passat esmaga os concorrentes sem dó. Tive o Fusion e já dirigi um tanto o Insignia (modelo anterior e o atual), assim como já fiquei boas semanas com o Passat. É muito nítida a superioridade do VW em tudo, desde o acerto de câmbio, freios e suspensao, até detalhes de acabamento e ergonomia geral. Pode ser um carro quadradão e de visual sem sal, mas é extremamente bem acertado.

  • Ricardo

    Praticamente um carro popular na Europa.

    • Verdades sobre o mercado

      Golf e Polo até dá para chamar de popular na Europa, mas PAssat não…

  • Ricardo

    Esse GTS da foto é um sonho de consumo.

    • Dario Lemos

      Tivemos dois, um 84 azul e um 87 preto; Te falo uma coisa: carrinhos bons para dirigir, suspensão durinha (é como se “andasse sobre trilhos” nas curvas) sem ser muito desconfortável em pisos ruins (pneus Firestone Firehawk 185/60 R14 em ambos), bom conjunto motor/câmbio (4 marchas), interior, na minha opinião, superior a muito carro de entrada vendido atualmente, bancos Recaro excelentes (o ano 87 tinham prolongador para as pernas) . Ambos deixaram saudades.

      • Ricardo

        4 marchas!?

        • Dario Lemos

          Sim, o 84 era 4 marchas; quanto ao 87, até eu e meu irmão estamos em dúvidas, rsrsrsrs..eu acho que era 4 marchas, ele diz que era 5….Eu só me lembro de ter um VW 5 marchas a partir do Santana 93. Vale destacar que “pisar” nos GTS era uma delícia, o casamento do motor/câmbio e a direção precisa (para a época) era muito boa; também achava que os freios era adequados ainda que o traseiro fosse a tambor. O modelo 84 foi dado como entrada no 87 depois de 3 anos e ficamos com este último por 10 anos e vendido com quase 80 mil km. Ambos eram a álcool, aliás, quase 100% dos carros vendidos eram com esse combustível.

          • Ricardo

            Acho que todos os VW depois de 1985 eram 5 marchas. Os Passats da década de 70 já eram bons e melhores que alguns carros atuais para se dirigir.

            • Fernando Gabriel

              Exato, Ricardo, os VW de 85 em diante foram 5 Marchas, exceto o Passat LSE (Iraquiano) este, ainda com motor antigo (M270) e 4 marchas.

              • Ricardo

                Pior que esse Iraquiano é o que mais vejo pelas ruas, outros depois de 1985 são raros.

                • Fernando Gabriel

                  Tive um Passat Village 1986, 5 Marchas a Etanol, o carro era bom, mas o Iraquiano (LSE) era muito melhor, a qualidade do acabamento e construção eram superiores. Mas igualmente aos carros da mesma época, os Passat’s eram carros que ocasionavam muita ferrugem na lataria, literalmente fracos.

                  • Ricardo

                    Mas o iraquiano tinha motor mais fraco, que eu saiba.

                    • Fernando Gabriel

                      Sim, era dotado de um motor MD270 1.6, que foi a base para o AP. O LSE tinha uma construção diferenciada, pois ia para o Iraque, com radiador de cobre e ventoinha de 250w, rádio los angeles da Bosch, voltímetro de bateria, painel do GTS Pointer, acabamento como os bancos e carpete com espessura maior, carroceria reforçada e outros detalhes. A VW decidiu utilizar o motor mais antigo MD270 e o cambio de 4 marchas, para facilitar a manutenção e envio de peças para o Iraque, já que o AP e o cambio de 5 marchas ainda erão relativamente novos.

                    • Ricardo

                      E é 4 portas, ficou feio!

                    • Fernando Gabriel

                      Sim, era 4 Portas por um gosto local, assim como na época, no Brasil, o único 4 portas aceitável, era o opala comodoro, fora isso, era mais rejeitado que suco de jiló com menta e pimenta.

              • ricmoriah

                vi um hoje em Cubatão…bancos em tecido vermelho…show!

    • Luís Paulo

      Realmente é um carro muito bonito, até em tempos atuais!
      O problema é encontrar algum em bom estado.

      • Ricardo

        Se encontrar em bom estado é R$ 50.000 , até achar detonados para restaurar está difícil.

  • zekinha71

    Nessa conta entram o Santana e a Quantum?

  • marcos

    Meu VW preferido. Deixaria sem dúvida alguma de comprar Audi A4, BMW Serie 3 e Classe C de entrada para comprar um Passat Highline, melhor custo/benefício. Gosto desses Passat desde o modelo B5.

    • Freaky Boss

      também acho que o custo benefício do passat é melhor do que esses outros aí que vc citou. E a mecânica não deixa nada a desejar

  • Freaky Boss

    Um dia ainda terei um.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Belo carro, porém deixou de ser acessível a muito tempo.

  • Ricardo

    Será que contabilizaram os Passats vendidos como Santanas no Brasil?

  • Ricardo

    Sonho em restaurar e modernizar um Passat GTS Pointer 1988 colocando um motor 2.0 com injeção e modernizando a suspensão.

  • Matheus Girelli

    Isso que é carro

  • marcos

    Passat Highline é um Golf GTI de gravata, um carro excelente em tudo. Potente, espaçoso, seguro, tecnológico e com design elegante, que não cansa nunca. É um carro com história e tradição e que ultimamente sempre é vitrine da VW, mostrando o que a montadora alemã tem de melhor. E não está tão distante dos mortais, nos países onde os preços de carros são mais realistas, aqui no Brasil é uma ótima opção para quem quer um carro com luxo e não quer ostentação.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email