Governamental/Legal Preços Trânsito

Pedágio mais caro do Brasil vai passar de R$ 22,00 para R$ 22,90

pedagio-ecovias-620x376 Pedágio mais caro do Brasil vai passar de R$ 22,00 para R$ 22,90

O sistema Anchieta-Imigrantes não é só famoso por ligar a capital paulista à Baixada Santista e litoral sul, mas também por ter o pedágio rodoviário mais caro do Brasil. Atualmente a tarifa para percorrer as poucas dezenas de quilômetros entre o planalto e o mar é de R$ 22,00.



No entanto, a partir do dia 1 de julho, esse valor sobe para R$ 22,90. O reajuste atinge carros, caminhões e ônibus, ficando isentas as motocicletas. No entanto, o aumento não será somente nas duas estradas que levam às praias paulistas, já que todas as rodovias estaduais terão reajustes, que variam de 4,11% a 8,47%.

Os reajustes foram baseados no IGP-M e no IPCA, sendo que no primeiro caso, o aumento foi de 4,11% para as rodovias Autoban (Anhanguera-Bandeirantes), Tebe (SP-326, SP-351, SP-323), Vianorte (SP-325, Anel Viário de Ribeirão Preto), Intervias (Laércio Côrte), Centrovias (Washington Luís), Triângulo do Sol (SP-333, SP-310 e SP-326), Autovias (Antônio Machado Sant’Anna), Renovias (SP-215, SP-340), ViaOeste (Castelo Branco), Colinas (SP-075 e SP-127), SPVias (Francisco Alves Negrão) e Ecovias (Anchieta/ Imigrantes).

No caso do IPCA, o reajuste de 8,47% será aplicado aos trechos Oeste e Sul do Rooanel Mario Covas e as Rodovias D. Pedro I, Raposo Tavares, Marechal Rondon (Oeste e Leste) e Ayrton Senna/Carvalho Pinto. O último reajuste estadual foi no ano passado, quando houve alta de 5,29%. Hoje São Paulo tem 6,5 mil km de estradas em concessão e 143 praças de pedágio.

A Artesp (agência estadual que regula as concessões) diz que o aumento acumulado desde 2013, quando não houve aumento, foi de 11,09%. A agência argumenta que se o governo tivesse cedido à pressão das empresas por reajuste maior nas tarifas, hoje o acumulado chegaria a 22,91%.

[Fonte: A Tribuna]

  • Alvaro Guatura

    ” ficando isentas as motocicletas”

    Esse é um dos fatores que me motivam a ter moto

    • Mauro Schramm

      Ficar vivo e ileso são os motivos que afastam delas.

      • No_Name

        Tudo tem seu preço, né…

      • Wagner Lopes

        Tenho moto a exatos 23 anos e estou vivo e ileso. Acredito que o maior problema mesmo é o ser que vai encima do banco.

        • radiobrasil

          Sim, ser prudente vai lhe ajudar… mas o parachoque da moto é o motociclista… ja num carro, se alguém lhe bater a chance de lesões é MUITO menor.

          • Wagner Lopes

            Infelizmente. O risco, sem dúvida é maior que um carro. Você fica muito mais vulnerável a tudo que acontece a sua volta. Mas é o preço que se paga pelo prazer, pela paixão!

        • Mauro Schramm

          Sim. E também seria bom combinar com os motoristas.

        • Adriano

          Vc não sei como anda, mais muitos que vejo na rua parecem uns cabaços sem noção de que não tem para-choque.

          • Wagner Lopes

            Esse é o maior problema da moto sem dúvida. Os inexperientes e os imprudentes….outro grande perigo é aquele sujeito que não sente a menor atração por uma moto e um belo dia vê a possibilidade de economizar tempo e dinheiro comprando uma. Pra mim este é dos mais perigosos pois moto, infelizmente, está no sangue do sujeito. É quase nato!

        • Gustavobrtt

          Sim, continue assim. Se em 23 anos não lhe aconteceu nada, a probabilidade de acontecer aumenta. Tenho muito cuidado pois dirijo muito, estou muito exposto e já tive colegas mortos no período de trabalho. Acidentes acontecem sempre na véspera do feriado, das ferias, aposentadoria….

        • zeuslinux

          O problema é que com moto você também vai depender muito dos outros motoristas, já que a moto é o elo mais fraco num acidente.

          Outro dia mostrou num programa desses de tv dominical o caso de um jovem que perdeu as 2 pernas porque um carro avançou o cruzamento e pegou em cheio a moto dele. As pernas foram amputadas por causa de gangrena…

          Um motociclista pode cair da moto em uma pista rápida por causa de alguma poça de óleo ou algo assim e um carro ou caminhão passar por cima porque não teve tempo de frear.

          Moto é muito legal mas eu só me atreveria a dirigir no campo ou em cidades muito pequenas.

      • leomix leo

        Boa dia Mauro, tive moto e nunca me envolvido em acidente, tenho 15 anos de habilitação e nenhuma infração ou ocorrência. Vai do modo que cada um conduz. Tenho carro e moto e preifiro 10x sair de moto do que de carro. Agilidade, economia e rapidez no trânsito. Meu civic 2012 só sai da garagem pra viajar ou dias de chuva. A biz é minha companheira diária.

        • André

          Não há como negar que em caso de uma imprudência alheia, voce estará mais resguardado no Civic que na Biz, ainda mais se morar em grandes centros. A Biz não tem célula de sobrevivencia, não tem airbags nem cintos de segurança nem ABS e muito menos 4 rodas no chão.

          • Ramom Alencar

            a Biz não anda, não freia e não ilumina nada, sem falar no desconforto, dependendo da situação acaba sendo muito perigoso andar em uma, no caso dos grandes centro pode ser vantajosa pela agilidade, eu tenho uma e sempre que posso opto pelo carro.

        • Mauro Schramm

          Sim, claro que a prudência salva a própria vida. Mas no caso das motos, quem as utiliza está muito vulnerável ao erro alheio.

          • SDS SP

            O que mais me preocupa nas motos, é o risco de assalto. Aqui em Sampa ta feia a situação, independente da cc da moto o sujeito tem que torcer para retornar para casa a bordo da moto.

            E também a quantidade de condutores irresponsáveis não é brincadeira, diria que 9 de cada 10 condutores, não respeitam as leis de trânsito.

            Sou fã de motos, mas nas atuais circunstâncias, prefiro andar de ônibus do que andar de moto.

        • Rodrigo R

          As estatísticas mostram que você é exceção. Moto é o primeiro passo para o necrotério.

      • Junoba

        Mas os preços dos carros são bem elevados por aqui, isso afasta qualquer um. Por isso eu penso comprar uma moto.

        • Mauro Schramm

          São diferentes visões sobre a mesma situação. Cada um decide conforme a sua realidade. Apenas complementaria que um eventual acidente de moto pode acabar custando muito mais caro, com uma convalescênça que pode levar meses ou anos.

      • Thiago Garcia de Lima

        Carro algum supera a sensaçao proporcionada por uma moto.

    • Castle_Bravo

      Ainda sonho um dia em ter uma estradeira e pegar estrada com uma.

    • Diggo

      E não pode ter uma grande, pois caso contrário será mais visado ainda para roubos. Tem que ser de 125 pra baixo.

  • zekinha71

    Noventa centavos mais caro pra rodar em pista com 6 faixas bem sinalizada e nenhum buraco, até que não ficou caro, já a Fernão Dias, alí qualquer centavo é caro.

    • Mauro Schramm

      Pois é, acho o problema não são os noventa centavos. O problema são os vinte e dois reais que se somam a eles! hahaha

      • E o custo para construir a via? Abrindo túneis em rocha e descendo em linha reta para o litoral? O povo quer comodidade, mas não quer pagar. Ainda dá pra descer a moda antiga, mas fazendo centenas de kms a mais.

      • Alexandro Henrico von Mann

        Há alguns anos fui ao nordeste e o povo lá disse que seria melhor ter pedágio do que aquelas estradas. De fato, entre Salvador e Juazeiro/Petrolina, tive 03 rodas do carro alugado amassadas. Sem contar o desgaste de toda a suspensão. Infelizmente o Brasil é o país do paga-se 2 vezes por tudo e apesar de todos os impostos, tem que se pagar pedágio para se ter o direito de ir e vir sem medo de ficar no meio do caminho.

        • Mauro Schramm

          O modelo de concessão da BR-101 aqui em SC ficou bacaninha. A estrada não do padrão da Bandeirantes ou da Imigrantes, mas é bem conservada e há serviço de assistência e eles estão implantando várias melhorias (marginais, contornos, etc). E o pedágio é bem barato. No PR o pedágio é absurdamente caro e estradas nem aquelas coisas, vide a BR-277 que sequer é duplicada.

          Então, concordo e acho justo a cobrança de pedágio, mas não valores abusivos.

      • Pedro Gonçalves

        O pedágio da Imigrantes realmente tem um preço surreal. Mas o padrão da rodovia também é surreal (em comparação com 99% das estradas brasileiras). Totalmente duplicada, pistas independentes, várias faixas por pista, presença de enormes túneis (muitíssimo bem sinalizados) e viadutos em favorecimento de uma trajetória mais reta, sinalização impecável etc.

        Além disso, o alto preço do pedágio também tem uma função: a de conter a demanda pelo litoral naquela região. Basta chegar um feriado prolongado que as notícias são sempre as mesmas: congestionamento recorde na estrada. Sem contar como fica a cidade. Porém isso prejudica quem tem que usar a rodovia com frequência, a trabalho ou por outros motivos. É uma faca de dois gumes.

        • Astolfo silva

          nao justifica o alto preço, pagamos ipva muito caro tambem.

    • No_Name

      FD ultimamente está bem ruinzinha mesmo. No sul de MG está com buracos por toda parte. No começo o serviço prestado estava ótimo, mas atualmente tem deixado a desejar.

      • Pedro Gonçalves

        Engraçado, passei por toda a extensão da Fernão Dias em maio e em junho deste ano, não vi nenhum trecho que eu considerasse péssimo, no máximo regular. A maior parte eu acho boa ou ótima.

        Se você acha aquilo uma rodovia ruinzinha, convido-lhe a conhecer a BR 381 norte, entre Belo Horizonte e Ipatinga. Fico imaginando o que pensariam os paulistas, que estão acostumados com Imigrantes, Bandeirantes, Ayrton Senna, Castelo Branco e outras, se passassem pela nossa “rodovia da morte”. Pista simples (atualmente com vários trechos em processo de duplicação), muitas curvas (só existem duas retas no trajeto de 220km, se não me engano), asfalto péssimo, muitos buracos, subidas e descidas de serra constantes, tráfego intenso de caminhões… Sem contar o número altíssimo de motoristas capazes das mais absurdas imprudências, sem um pingo de educação ou cortesia, responsáveis pela maior parte dos acidentes diários.

    • Pedro Gonçalves

      Acho o preço dos 8 pedágios da Fernão Dias bem razoável (atualmente está em R$1,60 cada, ano passado era R$1,50). R$12,80 é um preço bom para os 600km entre BH e São Paulo, e o estado da rodovia não é ruim, pelo contrário (claro que nem se compara à Imigrantes). O asfalto e a sinalização estão em bom estado, sem contar que é totalmente duplicada (coisa rara em estradas que passam aqui em MG).

      Uma rodovia onde qualquer centavo é caro é a MG-050. Pista simples em praticamente toda a extensão, trechos com asfalto péssimo e barulhento. Pedágios com frequência semelhante à da Fernão Dias, porém quase 3 vezes mais caros! Não faz sentido! Lembranças que o governo tucano deixou em Minas…

    • Guilherme Teixeira

      Em pensar que no Estados Unidos o Governo te oferece pista com 4 a 5 faixas sem pedágio, sem buracos, pista plana, praticamente tudo reto, excelente visibilidade, sem mato, acostamento enorme nos dois lados, fora as privatizadas que possuem um asfalto ainda melhor e cobram média de U$1 a U$2. É um assalto a mão armada um pedágio acima de R$5 e ainda você paga IPVA, diferente dos EUA que só paga licenciamento.

  • Jeferson206

    E o salario do Brasileiro estagnado. Já não era barato descer a serra, de costume já pode se reservar mais de 200 dilmas só de pedágio, se continuar assim, praia vai ser luxo.

    • 4lex5andro

      com esse dinheiro , melhor ir de buzu mesmo (ja que o trecho sp-sts é pequeno) ..

  • Dafomg

    E o povo segue pagando a conta dessas máfias malditas.

    • zekinha71

      É fácil fazer parte dessa turma, é só participar de um leilão, com um bilhão já dá pra começar a brincar de tomar conta de rodovias

  • Wagner Lopes

    De acordo com nosso des-governo, não é privatização. É concessão. Mas o quê conta é que meu IPVA vai chegar normalmente…

    • Linkera

      Exato! Eu acho que assim como há abatimento no IR de quem usa o sistema privado de Saúde, Educação e Segurança, deveria haver também um abatimento no IPVA de quem usa estas rodovias privadas. Afinal a gente só paga pedágio por causa da incompetência do governo em aplicar este imposto onde deveria ser aplicado a priori: infraestrutura rodoviária!

    • Matafuego

      IPVA não é imposto vinculado, ou seja, não significa que o valor arrecadado com o imposto vai para a manutenção de rodovias.

    • J_Eduardo

      Privatização é venda e a nova dona apenas cumpre as regras do setor, como nas telecomunicações. ( as regra da ANATEL foram criadas quando da privatização nos anos 90 e favorecem muito as operadoras e isso não tem muito como mudar, pois foi definido em lei) Já a concessão tem prazo, como aqui no Rio, onde após 20 anos, a no trecho da BR 101, conhecido como ponte Rio Niterói , terminou o contrato e uma nova concessão foi efetivada, assim o preço caiu de R$5,20 para R$3,70. A diferença está no fato de que a ponte é FEDERAL e a rodovia em questão é ESTADUAL, logo o des governo do estado é que precisa mudar a regras na hora de fazer uma nova concessão. Mas se ocorrer como acontece no estado do Rio, a tendência é piorar, pq as barcas que são da mesma CCR que operava a ponte e ainda operada a Dutra, só faz aumentar os preços. Aguardo anciosamente o fim do contrato da CCR com a Via Dutra, pois espero que nova redução de tarifas seja implementada por lá tb…

      • Janduir

        Amigo, telefonia até onde sei é concessão. E ao menos algumas estradas de SP, foram concedidas por 20 anos (Imigrantes – Anchieta) e tem seu término em 2018 e serão devolvidas ao Estado. Digo isso pois vi um debate numa tv local em que Orlando Morando debatia com um petista que não lembro o nome. Quero ver quando acabar a concessão, para quanto vai baixar o pedágio principalmente o mais caro de R$22,90

        • J_Eduardo

          Telefonia é uma é uma concessão no que diz respeito a prestação do serviço de telecomunicação. As empresas do sistema Telebras, que eram as tele estaduais, como a Telesp fixo e celular e também a Embratel foram vendidas, ou seja, privatizadas. No caso de SP, que comprou a TELESP foi a Telefônica, da Espanha e outro grupo privado a telefonia celular, aqui no rio a TELERJ foi comprada por investidores e virou Oi e a Telerj celulares foi comprada pela mesma telefônica de Espanha. Por sinal uma empresa de capital misto daquele país. Modelo de empresa que ocorre em todos os outros países europeus no que diz respeito a telefonia, mas aqui, foi dado de presente a preço de banana e financiado pelo BNDS e com uso de moeda podre do sistema financeiro.
          Em todos os estados brasileiros as privatizações se deram desta forma, sendo separado a companhia de fixo e de celular. Na mesma época, também se abriu espaço para a implantação das chamadas empresas espelho, que vieram para concorrer com as novas companhias donas das ex empresas públicas. Assim surgiram a CLARO (antiga ATL) a TIM OI celular e VIVO (em alguns casos)
          Só um outro detalhe sobre as empresas públicas que foram privatizadas: Quando vc adquiria um fixo ou móvel, também adquiria ações da companhia e quando da privatização estes sócios minoritários (cidadãos brasileiros) foram obrigados a vender pelo preço que eles empresários novos donos ofereciam como valor proporcional as ações que vc possuía.

    • Raul Cotrim de Mattos

      Há quantos anos a imigrantes foi ‘privatizada’? É uma rodovia estadual ou federal?

      • Thiago_NCO

        Estadual, e já faz alguns bons anos.

      • Janduir

        Concedida em 1998 no governo Covas e será devolvida em 2018…

  • radiobrasil

    O trecho não é tão extenso, por que é TÃOOOOO CARO?

    • No_Name

      É a “única” via para se chegar a baixada e muito movimentada. Lei da oferta e demanda com um misto de oportunismo rs. Parece que há planos de se fazer uma nova estrada, mas não sei como está esse projeto.

      • 4lex5andro

        entao anchieta e imigrantes seriam a mesma rodovia, pois as duas ligam a capital á baixada de santos ..

        • No_Name

          Única do meu comentário no sentido de fazer parte da mesma concessão.

        • Debraido

          Basicamente funcionam como um único sistema.

      • Sergio

        Vc se refere aquela que sai de Parelheiros até Itanhaem né. Se sair, vai ser mto bom.

        • No_Name

          Não é essa, parece que essa foi descartada porque traria muitos danos ambientais. A que está em estudo seria uma chamada “Via Mar”.

    • zekinha71

      Só paga na ida, dependendo de que rodovia se chegou no litoral vc vai e volta sem pagar. Mas tem que rodas centenas de quilometros.

    • 4lex5andro

      muita demanda, (e como sao só duas rodovias), pra quase 1/4 de todos os carros do país a demanda vai pro alto, junto com o pedagio ..

      • Cassio

        Nada disso, nada a ver com demanda.

        Algumas questões fazem ele ser caro:

        1- Cobra-se apenas uma vez, na ida. Se quiser que caia pela metade, é só passar a cobrar nos dois sentidos, mas não há necessidade pois não há alternativa.

        2- O pedágio financiou a construção da segunda pista da imigrantes, com 9km de túneis e outros tantos de viadutos com pilates de até 100 metros de altura, no ano 2000, quando foi entregue após apenas 3 anos de construção.

        A pista é a mais moderna do Brasil e teve impacto ambiental mínimo. Custou à época 1 bilhão de reais, que, financiado, será pago até o final da concessão, por volta de 2020.

        3- Foram construídos novos trevos, reformados todos os viadutos da octogenária Anchieta, os da Imigrantes, reformas e melhorias em todos os túneis de ambas, substituição de guard rails metálicos por defensas de concreto em todas as pistas;

        4- implementação da quarta, quinta e sexta-faixas da imigrantes ao longo dos anos

        5- manutenção constante da rodovia que mais recebe caminhões dentre todas deste enorme país: Anchienta, que nunca tem um único buraco.

        6- Qual outra rodovia do país recebeu essa quantidade de ampliações de capacidade e reformas apenas com o dinheiro do pedágio? Cita apenas 1, por favor.

        • Debraido

          Ainda sim, R$10,00 por 50km é um pouco demais.

          • Cassio

            Também acho demais R$ 20,00 por uma Combo Big Mac, R$ 100 mil por um Corolla Altis, R$ 80,00 por 100 Kwh de energia elétrica, R$ 3,40 pela passagem do busão, R$ 3400,00 por um Iphone 6.

            Tudo no Brasil custa caro. Com o pedágio de rodovia decente não é diferente.

            Acho mais caro pagar os pedágios “baratinhos” das péssimas Régis Bittencourt, Fernão Dias, BR 101, do que as excelentes Imigrantes, Bandeirantes, Castello Branco….

        • Andre L. A. Melo

          Em vez de você defender este absurdo, saiba que países economicamente semelhantes ao Brasil , que são os que fazem parte dos BRICS e o México, cobram infinitamente menor seja o pedágio ou o metrô ( cerca de R$ 1,00) a passagem. Detalhe , no México, tem até que resistir a terremoto . Aqui existe uma coisa chamada propina absurda , também chamada de “fundos de campanha”, associada à obras superfaturadas , e o pior de tudo, UM POVO QUE ACEITA TUDO ISSO E AINDA ACHA QUE O VALOR ESTÁ JUSTO.

          • Cassio

            Em vez de você ficar acusando a tudo e a todos, me dê alguns exemplos de produtos ou serviços que você paga justo no Brasil e o respectivo preço nos tais BRICS.

            • Andre L. A. Melo

              Graças à esta passividade os brasileiros são massacrados com serviços ou conceções PÚBLICAS CARAS e/o DE PÉSSIMA QUALIDADE.
              Exemplos aqui no Brasil:

              “Entre São Paulo e Curitiba, trajeto de 408 km pela rodovia federal Régis Bittencourt –sob concessão da OHL–, há seis pedágios no valor de R$ 1,70, o que totaliza R$ 10,20 por viagem. Somando os valores de ida e volta, o motorista irá pagar R$ 20,40 para rodar 816 km, R$ 0,30 a mais do que paga para rodar 170 km entre Santos e São Paulo (ida e volta).

              NOTA: Os valores embora já foram reajustados ainda de servem de base para comparação.

            • Andre L. A. Melo

              “Pedágio no Brasil é o mais caro do mundo e preço não se justifica, afirma IPEA ”
              Agora um artigo sobre o tema:
              “Exemplos ao alcance de qualquer navegador na internet: “A Alemanha é um país com um sistema rodoviário altamente bem desenvolvido com rodovias,
              “autobahns”, ligando norte, sul, leste e oeste. Todas as rodovias não possuem pedágio e encontram-se em excelente estado de conservação”.(….)
              Mesmo na França, vendida aos pedágios por questões de oscilação política, os limites de velocidades deixam com água na boca: “130 km/h nas estradas que têm pedágios; 110 km/h nas autoestradas sem pedágios; 90 km/h nas estradas comuns; 60 km/h ou menos nas cidades; quando as estradas estiverem cheias ou perigosas
              a velocidade máxima permitida é de 10km/h”.

              Vai, leitor, pega essa e chora de inveja: “Em outros países da Europa, como Áustria, República Tcheca, Hungria e Suíça, não existem pedágios, mas os motoristas que pretendem utilizar as rodovias precisam pagar uma espécie de imposto (geralmente anual), que dá direito ao uso das estradas. Um adesivo (SEMELHANTE AO IPVA NO BRASIL, só que você paga usando ou não usando, não acha?) (…)
              Esbraveja, leitor: “Nas autoestradas da Grã-Bretanha, não há, em geral, pedágios. Somente a M6 Toll, perto de Birmingham e certas pontes e túneis, por exemplo, o Dartford Crossing, cobram passagem”.
              Para fechar em grande estilo: “Exemplo de países totalmente
              livres de portagens são a Finlândia, Alemanha, Suécia, Bélgica e Holanda (embora possam ter pontualmente uma ou duas portagens, por exemplo em pontes ou
              túneis). Existem também países com uma quantidade muito baixa de portagens, por exemplo Reino Unido e o Canadá, seguidos poda Dinamarca, Austrália, Noruega e Turquia”. (Turquia, isso mesmo) “O resto é puro atraso.

        • Observador

          A Rodovia dos Imigrantes é uma via pedagiada desde sua inauguração. 1974 (pista norte) e a anchieta 1947 (pista norte)

          1953 (pista sul) durante a ditadura militar!
          Como em todas as rodovias que sofreram concessões, o valor do pedágio do sistema Imigrantes/anchieta sofreu fortes aumentos, mesmo descontada a inflação, considerados excessivos por parte significativa dos usuários.

          os pontos 1,3,4,5 não são verdadeiros NÃO foi realizado nada significativo na rodovia que justifique esse preço para uma obra já concluida desde a decada de 70, o acrescimo de faixas nos trechos de planalto são relativamente baratos. e o trecho sul inaugurado em 2002 é mínimo em relação a proporção de toda a rodovia, nada justifica esses 22,90 cobrados por algo que já estava pronto, e foi “concedido” a iniciativa privada só para conservação.

          HÁ sim um pedagio na volta de R$8,00 (valor que sei não quanto está atualmente) em cubatão no sentido litoral-capital

          • Cassio

            O Copy/paste do Wikipédia funcionou muito bem.

            Acho que já sei também que teclas você apertou na última eleição. Não devem ter passado do terceiro número.

            Uma Rodovia de 1947 não precisa de recuperação de pontes, viadutos e túneis. É isso aí. Manutenção é barato. Aliás, é feito uma vez e dura séculos.

            Não sei de onde você tirou que “foi “concedido” a iniciativa privada só para conservação.”

            Você leu o edital?

            é cada uma…..

            • Observador

              Ainda bom que há meios para pesquisa uma pesquisa rápida né, não preciso ficar restrito a opinião de um ilustre desconhecido que usa das “vantagens” de se trafegar em uma rodovia em bom estado para se tentar justificar o valor extorsivo que nós é imposto, pq segundo a sua lógica se tudo no Brasil é caro, o injusto se torna justo.
              A Wikipedia mesmo sendo um site colaborativo sem cunho cientifico é apenas uma referência meu caro, e nenhum momento quis colocar esses dados com verdades incontestáveis, assim como o que vc escreveu tbm não há fontes seguras.

              Ademais, peço a gentileza que para rebater argumentos não se use de achismo, tá bom? não votei 13, muito menos e em hipótese alguma, mesmo com uma arma na cabeça votaria no traficante de minas que vive no Rio e posa de salvador, mas é um canalha. meus candidatos jamais passarão ao segundo turno pq nosso Brasil é conservador e sua elite intelectual é hipócrita e egoísta.

              Não li o edital meu caro, mas não preciso para contestar o que não concordo, e não vai ter uma criatura que vai me convencer de que é justo eu pagar para rodar em algo que foi construído com dinheiro público e é conservado pela concessionária com dinheiro público, que melhorado/ ampliado por empréstimos no BNDES pelo bolsa empresário, tudo com dinheiro público, e esses atravessadores que só lucram a nossas custas e financiam campanhas de alckimins, dilmas’s, aécios… criação de institutos como FHC, Lula, com base na corrupção e troca de favores para conseguirem lucrar em cima dos trouxas do povo brasileiro que aceitam tudo como gado que está a caminho da morte sem saber.

              Sabe o que resolve? desobediência civil. Quebrem as cancelas e liberem o fluxos até os contratos serem revisto para um patamar respeitando o princípio da proporcionalidade.

              sabe quando isso vai acontecer? nunca. pq quem tem a capacidade de organização da sociedade civil não esta preocupados com isso

              • Cassio

                Beijinho no ombro pra você!

              • Contra Perfis Falsos do PT

                Seu Comentário é completamente Mentiroso

    • !Marcelo Surf!

      A nova imigrantes, apesar de não ser tão extensa, foi sem dúvida a rodovia mais cara para se construir o km, pois através de três túneis em linha reta você chega ao litoral, sendo que a serra do mar e a mata atlântica foram 95% preservados. Isto tudo tem seu preço.

    • Thiago_NCO

      Por que nos feriados milhões de paulistanos se estapeiam para chegar ao litoral. Simples assim.

  • Leonardo

    Engraçado aki no RJ a EcoPonte (cuida da ponte Rio-Niterói) que eu acho que é a mesma da foto só que lá está escrito EcoVias só mudando no sobrenome, diminuiu significativamente seus valores na travessia e aí ela está aumentando

    • zekinha71

      Porque na Ponte é uma nova concessão, contrato e cálculos de reajustes novos.
      Daqui alguns anos a concessão da Imigrantes vai acabar e ocorrerá nova concessão, com novos valores, espero que pra baixo e mantendo a qualidade.

      • Cassio

        Exatamente

      • CorsarioViajante

        Exato. Vale lembrar o momento em que esta concessão foi feita, quando o Brasil era um país muito mais instável e arriscado do que é hoje. Isso explica em parte termos tão desvantajosos. Vide que em alguns leilões recentes o governo teve que modificar termos por falta de interessados. Não tem milagre.

  • Lorenzo Frigerio

    O IPVA paulista continua provavelmente o mais caro do Brasil. E cobrado durante 20 anos da fabricação do carro; em vários estados são só 15.

    • No_Name

      Aqui em MG é pior. Também é 4% mas tem que pagar ad eternum kkkkk!

      • lheu

        E temos a mais extensa e a pior malha viária do país. É uma vergonha um estado tão rico como MG ter estradas tão precárias.

        • Debraido

          É só entregar à iniciativa privada. Más o pessoal começa a reclamar dos pedágios. Brasileiro quer tudo “de grátis”.

          • lheu

            Defina “de grátis” ? Não estaria embutido nos 27,5% de IRPF + IPVA + os 500 mil impostos embutidos?

    • Lucas Kopereck

      Aqui também é 20 anos,mas o IPVA é 3%,sendo que pagando à vista tem desconto de 3%,não tendo multas + 15% e estando cadastrado no programa nota fiscal + 5%,total 23% de desconto,vale e pena.

      • Sergio

        aqui onde?

    • Em Minas continua cobrando mesmo depois dos 20 anos…..

      • Alex Dusfri

        No Distrito Federal são 15 anos e em Goiás são apenas 10. Quem compra carro em Goiás e mora no DF geralmente nem transfere a placa.

  • Lucas Kopereck

    No estado mais rico e desenvolvido do país,nada mais justo do que ter a tarifa mais cara! rsrsrs

  • PEDAORM

    Queria saber qual o pedágio mais lucrativo do brasil, retirando os custos…

  • Diego

    PT = PSDB Tenho nojo !!!!!!

    • Fanjos

      Tudo partidinho esquerdista lixoso

  • Marcelo Henrique

    Deveria haver um desconto no IPVA por causa dessas concessões.
    O pessoal de SP paga quantos porcento sobre o valor do veículo no IPVA?

    • Cassio

      Mito urbano. IPVA não é para pagar conservação de pistas.
      É imposto, não constribuição de melhoria.
      Sendo imposto, não há destinação dos recursos determinada.
      Governo gasta como quiser. Não tem obrigação com este imposto de gastar nenhum centavo em rodovias ou avenidas.

      • Sergio

        Pior ainda então, devia ir pra conservar pistas, e onde tem pedágio ter desconto no IPVA.

        • Rodrigo R

          “pela Constituição, nenhum
          imposto pode estar vinculado a qualquer despesa ou investimento. Todos
          os impostos, sejam municipais, estaduais ou federais, entram para o
          caixa geral do Poder Executivo, que divide o bolo como bem entende.”

          • Mark Lawrence

            Beleza, mas para se ter um carro nesse país, são pagos valores abusivos em impostos de todas as naturezas. Desde a compra do carro, a gasolina com seus impostos, até a taxa caríssima de uma simples reemissão de DUT, o que é cobrado daria SIM pra ser revertido em estradas decentes sem necessidade de implantação de tantos pedágios. Não me vem defender pedágio não que voce vai estar falando besteira.

            • Rodrigo R

              Você esta confundindo alhos com bugalhos.

              Até veículo aquático paga ipva, avião paga ipva… Se tem ou não muito imposto sobre um bem, cabe a você decidir se tem como arcar pelo mesmo.

              • Mark Lawrence

                Faz o seguinte, pede pro órgão arrecadador do seu estado subir seu IPVA e os pedágios de onde voce circula, e os impostos da gasolina onde voce mora, e todos os outros custos provenientes da atuação estatal em relação ao seu carro, ao mesmo tempo que te fornece estradas inseguras, sem sinalização e superlotadas de pessoas sem educação no transito, já que voce já ta conformado, e não consegue enxergar a correlação entre o que voce paga e o que deveria ser revertido mesmo, não é verdade? Voce deveria poupar os leitores do Noticias Automotivas de suas observações.

                • Rodrigo R

                  “entre o que voce paga e o que deveria ser revertido mesmo”

                  IPVA não paga conserto de estrada, queira você ou não.

                  • Mark Lawrence

                    Eu não to falando isso (só porque leu na materiazinha de receita publica de AFO agora acha que chega aqui e sabe mais que todo mundo). Ta precisando fazer um curso de interpretação de textos também. Os impostos não exigem uma contraprestação direta do Estado, porém, tomara que entre nessa sua cabecinha, que impostos, são RECEITAS DO ESTADO…indepententemente de serem revertidos ou nao, mas que não são. Vão parar no bolsinho da Odebretch, OAS, Paulo Otávio, Friboi, CBF, etc… enfim, em qualquer lugar, menos aonde deveriam, ou seja REVERTIDOS EM PISTAS MELHORES, ao invés de termos que pagar (além dos impostos, taxas e contribuições) concessão de rodovias, à esses mesmos filhos da p*** ganharem rios de dinheiro ao longo dos anos que exploram isso por terem ganhado seus respectivos leilões, e ganharam os leilões porque justamente tiveram condições de competir, porque já vem desviando dinheiro publico a um tempo por meio da corrupção passiva. Entendeu? Quer que desenha? Já estudou o resto da matéria? Ou só leu isso e a Veja?

                    • Rodrigo R

                      Você é mais devagar do que eu imaginava.

                      ipva é imposto sobre propriedade e não imposto para consertar asfalto.

  • Ricardo

    Do Brasil ou do Mundo!?

    • Maycon Farias

      Colega em preços somos os primeiros no mundo em tudo, não tenha dúvidas.

      • Ricardo

        Bem isso! Todos os serviços no Brasil são os mais caros e piores do mundo!

      • Compra uma maçã ou banana em um super mercado europeu. Tu vai te assustar. Abacaxi se compra em pedaços na Europa devido ao alto custo. E outra, rodar nos centros europeus também é bem caro.

        • Fanjos

          Não pode comparar o Brasil com a Europa que são diversos países minúsculos, tem que comparar com países continentais como EUA, Russia, China, Canada, etc
          Aqui temos um território gigantesco e aproveitamos como se fosse um minusculo país europeu…tudo apertado em um canto e milhares de Quilômetros abandonados por ai.

  • Mr. Car

    No Rio tem a Via Lagos (RJ-124), cujo pedágio (cobrado nos dois sentidos, ao contrário da Ponte Rio-Niterói, que só cobra no sentido Niterói), já não é barato (R$ 9,90), e vai para R$ 16,40 nos finais de semana e feriados. Motos pagam a metade destes valores, e aliás, é muito justo que seja cobrado. Como não existe almoço grátis, é óbvio que nas rodovias onde não se cobra de motos, fazem uma estimativa de quanto deixam de arrecadar com elas, e jogam sobre os demais veículos.

  • EJ

    Amigos de SP…bora protestar contra esses valores de pedágio também, né. Raramente notamos reclamações desses pedágios caríssimos do estado. O governo federal também cobra pedágio em muitas BR’s, e é uma fração desses pedágios de SP. E a estrada não é tão inferior em todos os casos não, viu. Por favor não interpretem o post como caráter político. É que estão sendo garfados.

    • Cassio

      Seu modo irônico de escrever foi ótimo!

  • Brasileiro

    pensei que o pedágio mais caro fosse a VIA LAGOS – RJ

  • Angelo_RSF

    Vale lembrar que o pedágio do sistema Anchieta-Imigrantes é cobrado apenas na descida (para quem vai para Santos e São Vicente por exemplo).

    Para ir para Campinas por exemplo, paga-se pedágio na ida e na volta.

    Se fizer as contas o “pedágio mais caro do Brasil” não é tão mais caro que o de outras rodovias

    • CorsarioViajante

      Que eu saiba na volta paga-se logo no começo da Domenico Rangoni.

      • Debraido

        Na verdade a Domenico é um outro sistema de concessão. Por isso da cobrança. Quem vai para PG, Mongaguá, Itanhaém, e Peruíbe paga esse também na volta.

        • Sergio

          Acho que tem como desviar dele, nao sei se vale a pena.

      • Antunes

        O pedagio da Domenico é pros caminhoes que nao podem passar na balsa ou pra quem não quer utiliza-la tb, tanto que o preço é igual ao da travessia Santos – Guarujá

        • CorsarioViajante

          Então falei o nome errado, quando saio do GUarujá indo para a Imigrantes logo após o posto da polícia rodoviária (que tem a bifurcação para Juquehy e cia.) tem um pedágio lá.

          • Antunes

            Então, esse pedágio “equivale” a travessia de balsas, pois vc só paga voltando e possuem a mesma tarifa, ou seja se correr o bicho pega se ficar o bicho come

            • CorsarioViajante

              Ah, sim… Mas na prática, para o motorista, é como um “pedágio de volta” da Imigrantes, o que torna o custo dela ainda mais exorbitante!

      • Angelo_RSF

        Exato…Domenico Rangoni que é usada para quem vai ao GUARUJÁ.
        Quem vai para Santos e São Vicente, como escrevi, não passa pela Cônego Domenico Rangoni.

  • CorsarioViajante

    E vamos puxando a inflação para cima, o governo como um todo aumenta todas as tarifas possíveis, e depois a sociedade que se vire. Lamentável.
    A Imigrantes, além de custar uma fortuna, não tem um ponto de parada no sentido litoral – capital, quem como eu pega o Rodoanel está ferrado pois no RodoAnel também não tem ponto de parada, nem um SAU, ou seja, um completo descaso.
    Para piorar, o limite de velocidade no túnel é de patéticos 80km/h e nas novas obras, elevadas, o limite é ainda mais absurdo: 60km/h! Lamentável.

  • Charlis

    É roubado do pedágio, e chegando na baixada, é roubado pelos bandidos novamente.
    Interessante, fico em uma cidade na FL bem no meio do estado.. (40 min de Orlando).
    De lá, posso ir para a costa do Golfo do México, ou para a costa do Atlantico sem gastar dinheiro algum com pedágio.
    Existe as pistas com pedágios, mas todas tem alterativas sem pedágios.
    Inclusive já fui desta cidade, para Key West, que fica perto de Cuba, são várias pontes cruzando o mar do Caribe, sem pagar 1 dólar em pedágio …
    É … nunca seremos.

    • Teste

      Foi permanentemente? Penso em ir morar ai mais pra frente

      • Charlis

        Não temporário.
        O permanente é meu objeto, a luta será grande, mas a minha vontade é gigante!

  • J_Eduardo

    Isso é uma baita sacanagem, aqui no Rio a CCR ponte chegou a afirmar q o preço pós renovação do contrato aumentaria, hoje com a nova concessionária o preço caiu cerca de 30%. O povo de São Paulo deve pressionar o governo estadual para fazer o mesmo pq isso é uma baita sacanagem. E antes que algum coxinha venha falar bobeira, a qualidade do serviço não piorou e a tendência é que ao longo dos próximos anos com as alterações incluídas na renovação, ainda melhorem a situação do trânsito.

    • Debraido

      O sistema Ayrton Senna / Carvalho Pinto também teve redução na casa de 30% a alguns anos atrás na nova concessão. Vamos esperar e ver se o mesmo se repetirá com o sistema Ecovias quando o atual contrato terminar.

  • Freaky Boss

    Ainda sim sou mais pagar isso a deixar por conta do estado tomar conta.
    Quanto custa um pneu novo? E segurança?

    Problema no Brasil é que pagamos tudo dobrado: pagamos muito imposto para o estado fazer, ele não faz ou faz porcamente, e aí temos que pagar para a iniciativa privada.

    Negócio é deixar pedágio e baixar impostos. Essa é a MINHA opinião.

  • V12 for life

    Que ótima notícia para estragar o dia, mas fazer oque precisamos conviver com esses aumentos abusivos.

  • Andre L. A. Melo

    Além de pagar um pedágio exorbitante, somos obrigados a pagar o IPVA mais caro do Brasil. Se você quiser emplacar o seu carro num o outro estado como o Paraná , ainda corre o risco de ser acionado judicialmente.

    • Rodrigo R

      IPVA não tem relação alguma com conservação de estradas, Padawan.

  • Revoltado

    Deveria existir um sistema de compensação no IPVA, assim como tem no IRPF, se você usar estradas pedagiadas deveria ganhar algum tipo de desconto no IPVA do exercício seguinte.

    • Rodrigo R

      IPVA não tem relação alguma com a manutenção das estradas, é imposto de propriedade.

      Assim como veículos mais velhos são dispensados de pagamento de IPVA(apenas pagam o seguro obrigatório e licenciamento anual), residências de baixa renda são isentas de IPTU.

      Então, pelas Leis no Brasil, ande com carros com mais de 15 anos(aqui no RJ é ess eo prazo mínimo) e se veja livre do IPVA, esta ai a compensação que você quer.

      Quer andar de carro zero ? Com muito conforto ? Importado ou nacional ? Pague por ele.

      Na regra Brasileira, se você não paga o IPVA, seu carro é apreendido até que se pague o tributo devido, então em miúdos, ninguém é dono do próprio carro, mas sim, possui uma autorização por tempo determinado de uso, se não pagar o tributo, tem o bem apreendido, o mesmo vale para sua casa, se você não pagar o IPTU, a Prefeitura coloca seu imóvel em dívida ativa e confisca o mesmo e você fica sem teto.

      O IPVA ainda tem o desconto anual, seu bem deprecia e o mesmo valor é abatido no ano seguinte no IPVA devido, isso ocorre até zerar a cobrança na data estipulada por cada Estado.

  • Marcelo Nascimento

    Eu entendo que se deve considerar os dois sentidos, então a campeã é a Via Lagos no RJ, que cobra nos dois sentidos absurdos R$16,40 nos fins de semana:
    Via Lagos: R$32,80/114km = R$0,28/km
    Imigrantes: R$22,90/116km = R$0,19/km

  • Sergio

    Pelo menos é a melhor rodovia do país, é o mínimo que se espera :)

  • Rodrigo R

    LAAAAAAAAAAAAAACRA NO 13 !!!

    IPVA é imposto de propriedade, não tem relação alguma com conservação de estradas.

    Vocês que acreditam nisso precisam virar essa página.

    “pela Constituição, nenhum
    imposto pode estar vinculado a qualquer despesa ou investimento. Todos
    os impostos, sejam municipais, estaduais ou federais, entram para o
    caixa geral do Poder Executivo, que divide o bolo como bem entende.”

  • Douglas

    Notem que as rodovias federais que foram concedidas têm pedágio bem menor.
    Não me espanta saber que a rodovia com o pedágio mais caro seja de uma rodovia concedida pelo governo paulista.
    Com certeza tem coisa ai nessa concessão.

  • afonso200

    nos EUA 50 cents, 1 dolar, 25cents em Miami, NY 1 dolar

  • Diego Sampaio Vieira

    É sempre assim… =/

  • Mbt

    10 reais estava bem pago!!…

  • Caçador de homens marciano

    PSDB é pedágio na veia, por eles colocavam até na marginal tietê. Quanto a motos, tinha sim que pagar pedágio. Domingo fui pra santos, no caminho passou cinco motonas à toda, placas todas levantadas.

  • Sandro

    Cada vez mais nós pagamos duas vezes por um mesmo serviço. E os impostos só subindo. Acho que os políticos privatizam as coisas para ter mais dinheiro para poder roubar. Pois se o imposto não é aplicado onde deveria pois privatizaram e forçam o cidadão a pagar para a iniciativa privada algo que já pagou ao governo, deve sobrar muito dinheiro para eles embolsarem para si próprios, para suas famílias e empresas de familiares e agregados.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend