Europa SUVs

Pequeno, Mahindra KUV100 chega à Itália – Poderia ter vindo?

Pequeno, Mahindra KUV100 chega à Itália - Poderia ter vindo?

A Mahindra ficou alguns anos no Brasil, onde comercializou o utilitário esportivo 4×4 Scorpion com motor diesel, incluindo sua variante picape. Da operação nacional, que tinha montagem em Manaus e parte da manufatura em Pouso Alegre-MG, sobraram apenas os carros vendidos e uma filial de tratores leves no Rio Grande do Sul, que continua com suas atividades.


Antes do fim, a Mahindra chegou a testar alguns modelos novos no Brasil, entre eles o SUV XUV500, que tem porte médio, além da minivan 4×4 Xylo (Quanto) e a picape Genio, derivada do mesmo, todos apresentados no Salão do Automóvel de 2012. Porém, o projeto brasileiro deu errado e a marca indiana saiu do segmento de carros de passeio e comerciais leves, ficando apenas com o agrícola.

Pequeno, Mahindra KUV100 chega à Itália - Poderia ter vindo?

Mas no mercado internacional, a Mahindra continua expandindo sua gama de produtos e coloca no mercado italiano um carrinho bem interessante que, caso a operação por aqui tivesse tido êxito, poderia ser uma opção considerável como produto de entrada. Estamos falando do Mahindra KUV100. Este pequeno SUV subcompacto começou a ser vendido recentemente na Índia e agora os italianos poderão provar seus atributos.


Praticamente com o mesmo porte de um Renault Kwid, o que indica como o utilitário esportivo derivado deste surgirá na Índia, o Mahindra KUV100 tem um visual amigável e linhas bem suaves, bem diferente do quadradão Scorpion ou do TUV300, um modelo maior e bem desconjunturado visualmente se comparado com este subcompacto.

Pequeno, Mahindra KUV100 chega à Itália - Poderia ter vindo?

Com exatos 3,700 m de comprimento, 1,727 m de largura, 1,655 m de altura e 2,385 m de entre-eixos, o Mahindra KUV100 leva cinco pessoas e mais 243 litros de bagagem no porta-malas. Dotado de bons ângulos de entrada e saída, ele tem 17 cm de altura livre do solo e suspensão projetada para enfrentar a dureza das estradas indianas.

Para seu pequeno porte, o SUV asiático tem motor bem dimensionado, sendo um 1.2 de três cilindros já Euro 6, que entrega 82 cavalos e 11,7 kgfm. Mais ou menos o que o Suzuki Jimny oferece por aqui. O câmbio é manual de cinco marchas. Curioso é que seu painel foi projetado com alavanca embutida, assim como o freio de mão, visto que na Índia ele tem capacidade para três pessoas na frente e este do meio com cinto subabdominal, o que deve ser no mínimo mortal em colisão frontal… Na Itália, logicamente não haverá isso.

Pequeno, Mahindra KUV100 chega à Itália - Poderia ter vindo?

Para sua proposta, o Mahindra KUV100 até que é bem equipado, oferecendo ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico completo, rodas de liga leve aro 15 polegadas, botão de partida, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, controle de descida, airbag duplo, sensor de estacionamento, entre outros. Visualmente divertido, tem ainda pintura em dois tons e preços a partir de 11.480 euros. Teria sido este o verdadeiro SUV dos compactos no Brasil?

Mahindra KUV100 – Galeria de fotos

[Fonte: IAB]

 

Pequeno, Mahindra KUV100 chega à Itália – Poderia ter vindo?
Nota média 5 de 1 votos

  • Ailton Junior

    achei bacana. Bom rival para kiwd e Cia

    • Tosca16

      Coloque numa locadora, depois vc verá gente nas ruas com o mesmo.

  • Salim Mahmood

    ja andei nesse carro o motor e horrivel nao tem forca aqui na Africa do Sul nao vende nada

    • NYC_Man

      Qual cidade vc mora ai?

      • Salim Mahmood

        Johannesburgo

    • Fernando Bento Chaves Santana

      O espaço interno é bom?

      • Salim Mahmood

        nao uma lastima

      • Unknown

        Com esta largura e entre-eixos, impossível ser bom!

  • Bruno Alessandri

    Não.

  • invalid_pilot

    Pra mercado que aceita Kwid, isso ai parece ser do mesmo nível ou melhor.

  • Paulino Lino

    Mahindra sempre deixando as pessoas assustadas!

  • Luconces

    Desenho amigável e linhas suaves?

    Tô vendo o carro errado kkkk

  • Pedrov

    Acho o Kwid mais agradável.

  • Pedro_chato

    1,65 de altura? É isso mesmo? No teste do alce ele sairia dando umas 04 cambalhotas

  • vicegag

    Tamanho de Kwid, e com três pessoas na frente é de assustar, no Kwid com duas pessoas mais “troncudas” já existe muito contato entre elas, na Índia só deve ter pessoas franzinas.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Três pessoas na frente é um exagero, mas repare que o KUV100 é aproximadamente 20cm mais largo que um Kwid assim o banco traseiro deverá ser bem espaçoso. A cabine alta e o assoalho plano na traseira também indicam que o carro deve ter um espaço interno muito bom.

      • Unknown

        Com menos de 1,5 m de entre-eixos? Kkkkkk

    • Wendel Cerutti

      E são mesmo ……

  • Mario

    O grande entrave de montadoras entrarem no Brasil, é a rede de css. Neste imenso país, fica difícil atender Uruguaiana e Boa Vista! Enquanto isso, as big 4, fazem a festa. E como aqui, temos crises financeiras de 4 em 4 anos, fica ruim fazer um planejamento a longo prazo.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Isso valeria uma matéria mais aprofundada. Pois sem parceiros locais bem estruturados nenhuma marca novata sobrevive. Até a BMW passou por apuros com parceiros locais no início dos anos 90 e na mesma época a Renault levou um belo caô, e a Lada também foi do céu ao inferno graças ao importador local – acho que a Lada poderia ter o Brasil como um de seus maiores mercados não fosse a falência do importador local.

  • Japa palio adventure

    É o MOBI SUV

  • Alexandre TRE

    Chega a doer os olhos vendo isso ai.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    A Mahindra comprou a Ssangyong e a Pininfarina e aos poucos está melhorado seus próprios carros. A empresa poderia ter algum sucesso por aqui. Mas começaram mal, pois o jipe e a picape eram feiosos, um bocado rústicos, porém tinham bom preço e eram robustos. Seus problemas eram mais relacionados a inconstância do parceiro local em oferecer boa rede de assistência e que em poucos anos os carros deixaram de er vendidos aqui e muita gente ficou na mão (quem distribua o s Mahindra no Brasil era mesma empresa que deixou na mão os donos de Cross Lander). Com isto a imagem da marca ficou manchada, porém os indianos mantém investimentos sólidos no Brasil com uma fábrica de tratores no RS (me parece que Mahindra é o maior fabricante de tratores do mundo) e acho que no futuro a empresa poderá entrar no mercado de caminhões e talvez voltar a vender jipes e carros de passeio no Brasil.

  • what_the_hell??

    Querida, encolhi o Vitara! (pela foto de frente, sobretudo no vermelho)

  • Tosca16

    Se alguma empresa brasileira quisesse começar no ramo automotivo era com projetos como esse, infelizmente tem que ter um projeto barato, que já seja devidamente “pago” lá fora e que pudesse vir pra cá para ser adequado a nossa realidade.

  • Jose Carlos

    Que bom que não veio!

  • Cruzamento do Novo Vitara com Mobi

  • Cromo

    Realmente o design dos carros indianos deixa a desejar, parece o pior país do mundo neste aspecto. Este carrinho poderiamos classificá-lo como um micro-SUV não fosse as rodas e pneus tão pequenos. É diferente do Kwid q está muito + pra hatch q pra SUV.

  • Cromo

    Muito interessante a alavanca do câmbio no painel, mais próximo do volante e das mãos. Desde q os movimentos do pomo desta alavanca continuem horizontais, tudo bem.

  • FocusMan

    Aberração da natureza é essa ai!

  • CanalhaRS

    Pequeno no tamanho e grande na etiqueta de preço…totalmente fora da realidade esses indianos.

  • Marcio Lenz

    Carro lindo!!! Poderia vir para cá com um preço razoável.

  • Unknown

    Que coisa bizarra, três pessoas no banco da frente em um carro desta largura…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email