Argentina Chevrolet Segredos-Flagras SUVs

Perto do lançamento, Novo Tracker é visto em testes na Argentina

Perto do lançamento, Novo Tracker é visto em testes na Argentina

O Novo Tracker está bem perto de chegar. Estima-se que nas próximas semanas, o SUV compacto da GM dará as caras oficialmente no Brasil e logo depois na Argentina, outro importante mercado para o utilitário esportivo feito em São Caetano do Sul.


Por lá, unidades do Novo Tracker foram vistas rodando na região de Santa Fé, norte da Argentina, onde a GM possui uma fábrica e um centro de testes e desenvolvimento de produto. Tal como aqui, os exemplares do SUV tinham apenas a logotipia coberta por adesivos, embora no Brasil já tenha unidades rodando com a identificação exposta.

Perto do lançamento, Novo Tracker é visto em testes na Argentina

De acordo com um dos paparazzi que flagraram o Novo Tracker, o ruído do motor surpreendeu por parecer um diesel, mas ele será equipado mesmo é com o propulsor LIH 1.2 Ecotec Turbo de 132 cavalos e 19,3 kgfm, que tem três cilindros e já equipa o Onix Plus no mercado mexicano.

Além disso, trará ainda transmissão automática de seis marchas com possibilidade de uma ou duas versões manuais. Não há planos conhecidos para introduzir motor diesel. O Novo Tracker deverá chegar ao mercado em versões de acesso, sem identificação, bem como LT, LTZ e Premier, esta última com teto solar panorâmico e tecnologias extras de segurança.

Perto do lançamento, Novo Tracker é visto em testes na Argentina

Grande aposta da GM para disputar a ponta nas vendas de SUVs por aqui, o Novo Tracker deve seguir a receita dos irmãos Onix e Onix Plus ao oferecer “mais por menos”, o que significa dispor de fábrica com seis airbags e controles de tração e estabilidade, além de assistente de partida em rampa, ar condicionado, direção elétrica e trio elétrico incompleto.

Nos preços, o Novo Tracker deverá buscar os clientes da Chevrolet que ficaram órfãos do antigo Onix Activ, provavelmente custando abaixo de R$ 70.000 iniciais, a fim de ser uma opção para os compradores PCD também.

[Fonte: Autoblog]

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • RicLuthor

    O que seria “trio elétrico incompleto”? Uma carreta com caixas de som sem os artistas da Axé Music? Rsrsrs…

    Brincadeiras à parte, o ponto fraco no design desse carro é a traseira; as lanternas ficaram em posição bastante elevada e uma grande área de chapa fica aparente.

    • Cesar

      Pelo jeito essa traseira vai ser problemática. Encostou, entorta. Já tem imagens de uma toda detonada.

      • mojave

        qual parte do carro que se encostar nao entorta ? hoje ate com as maos faz-se uma mossa no carro .

    • Deadlock

      De fato, ficou uma chapa grande, mas ainda assim é um pouco melhor que a versão anterior, colocaram umas dobras para minimizar o tamanho, que não ficou legal.

      • RicLuthor

        O fato do alojamento da placa ser amplo e localizado na tampa no modelo atual, ameniza totalmente a questão da grande área de chapa exposta.

        • Deadlock

          Se a placa for na tampa realmente resolve o problema da amplidão da peça, mas na foto está no para-choque.

          • RicLuthor

            Quando eu me referi ao modelo atual, me referi ao modelo ainda à venda no Brasil.

            De todo modo, nesse novo Tracker a ser lançado, é muito provável que na futura reestilização de meia vida a placa suba para a tampa do porta-malas; aconteceu com a Spin.

    • Filipe Augustus

      A primeira vez que vi esse carro na minha frente no transito, eu achei que era um Jeep Cherokee! Lembrou muito!

      • RicLuthor

        Já toda vez que vejo a foto da traseira desse carro, me vem à mente a antiga Pajero Dakar.

        • Filipe Augustus

          Verdade, tbm lembra!

  • Cesar

    Já foi visto no posto de gasolina com a traseira toda batida.
    Dá um confere lá na 4 Rodas.

    • hinotory O

      Essa traseira ficou sem expressão nenhuma.

  • Cesar

    Já foi visto no posto de gasolina com a traseira toda batida.
    Dá um confere na 4 Rodas.

    • Assunção

      Vi o Tracker com a traseira batida que está no site da 4 rodas ontem em Guaraí-TO. O piloto de testes estava estacionado próximo ao Banco do Brasil olhando a traseira batida e falando ao celular.

  • Willie Cicci

    “mais por menos” também conhecido como “me engana que eu gosto”, já que coisas simples como freio traseiro a disco (que a versão chinesa tem, o Vectra 97 tinha…) não estarão presentes, acabamento com plásticos de segunda linha…No Ônix ok, mas em carro que vai ter versões de 90 mil pra cima eu acho que deveria ser obrigatório. Mas os consumidores não exigem…

    • radiobrasil

      Aqui no Brasil esse detalhe passa despercebido por 99,5% do publico, garanto! Esses dias vi um Tracker Premier (completão segundo o dono)… fui ver o carro de perto e fiquei chocado com o tamborzão nas rodas traseiras! Pra um carro 1.4T que até anda bem, seria obrigatório o disco na traseira, NA MINHA OPINIÃO.

  • Janio O’ brien

    Ansioso para ver esse carro nas ruas, mesmo sendo um projeto econômico da GM, convenhamos que ele parece um carro bonito de se ver, e mais brasileiro não se preocupa com motor mesmo

    • Pablo Henrique

      Ué, mas o cojunto mecânico é um dos pontos fortes dela. Do jeito que você falou, ficou parecendo que ela vai vir com motor ultrapassado

  • th!nk.t4nk

    É um Onix altinho, com suas qualidades e defeitos. Dependendo do preço, vai tirar vendas dos irmãos mais baixos. Só acho uma pena que o Brasil não vá receber o real sucessor do Tracker na Europa, que é o Crossland X. Entao vamos de chinês mesmo.

    • Paulo Lustosa

      Mas o Crossland X é um Peugeot 2008 com outra casca, não teria como substituir o Tracker brasileiro.

      • th!nk.t4nk

        O Crossland X é superior a esse Tracker chinês aí. Dá uma olhada no pack tecnológico de ambos.

        • Pablo Henrique

          E você acha mesmo que se fosse vendido aqui no BR e com fabricação nacional assim como é a Tracker, ele manteria o mesmo pacote tecnológico? Santa inocência…

  • 4lex5andro

    DRLs de Peg 2008. Lanternas de Rav4. Janelas de JAC t5. Não precisava de adesivo pra disfarçar né GM…

  • Carlos AM

    “o ruído do motor surpreendeu por parecer um diesel”.
    Tenho carro com motor 3 cilindros e sei que vibram mais mesmo, agora dizer que parece um motor de ciclo diesel é de se preocupar.

    • Ernesto

      Deve ser exagero do paparazzi.

  • Claudio

    Esse carro vai dar B.O. Já tinha notado que essa tampa traseira era muito baixa e proeminente, quase que fazendo parte do parachoque, estilo Honda FIT. Não deu outra. A 4R acaba de postar a foto de uma Tracker batida na traseira, coisa leve, mas a tampa foi pro “saco”. Uma pena, porque eu estava pensando em comprar. Agora miou..

    • daniel

      é so botar o step pendurado atrás que resolve esse problema

      :)

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email