*Destaque Hatches Peugeot Segredos-Flagras

Peugeot 208 2019 deve estrear mais ‘pelado’ em todas as versões

novo-peugeot-208-2017-NA-13

A Peugeot parece não estar muito preocupada com o sucesso do Volkswagen Polo no mercado brasileiro. Indo na contramão do óbvio, a marca prepara a linha 2019 do hatch compacto 208 com uma lista de equipamentos mais enxuta para todas as versões. Segundo um material enviado aos concessionários que circula nas redes sociais, o Peugeot 208 2019 deve estrear nas próximas semanas nas versões Active 1.2, Active Pack 1.2, Active Pack 1.6 AT, Allure 1.2, Griffe 1.6 AT e GT 1.6 THP.


A versão de entrada do Peugeot 208 2019, a Active com motor 1.2 Puretech e transmissão manual, deixará de oferecer alarme ultrassom para passar a dispor de alarme perimétrico. Ele vai manter recursos como faróis com luzes diurnas de LED, rodas de aço aro 15 com calotas, volante com ajuste de altura e profundidade, vidros, travas e retrovisores elétricos, sistema multimídia com Android Auto e Apple CarPlay e ar-condicionado manual.

novo-peugeot-208-2017-NA-24

Já o Peugeot 208 Active Pack 1.2 e o Active Pack 1.6 perderão os dois airbags laterais dianteiros e o sistema de alarme ultrassom. Em contrapartida, ganhará câmera de ré, alarme perimétrico e, na versão 1.6 automática, regulador/limitador de velocidade. O modelo acrescenta ainda faróis de neblina, volante em couro e rodas de liga-leve de 15 polegadas.


O Peugeot Allure 1.2, por sua vez, vai receber câmera de ré e alarme perimétrico, mas vai perder o sensor de estacionamento traseiro, alarme ultrassom e para-choque traseiro com detalhe em preto. Em relação ao Active Pack, o Allure ganha grade e ponteira de escape cromadas, airbags laterais, piloto automático com regulador de velocidade, ar-condicionado de duas zonas, teto solar panorâmico, faróis de neblina e acabamento cromado no teto.

novo-peugeot-208-2017-NA-27

No caso do Peugeot 208 Griffe 1.6 AT, a lista vai perder a soleira nas portas dianteiras, frisos cromados nas janelas, bolsa na parte de trás dos bancos dianteiros, para-choque traseiro com detalhe preto e alarme ultrassom. Vai ganhar, porém, alarme perimétrico. Ele se diferencia ainda pelos sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sensores de luz e chuva, apoio de braço central, airbags de cortina e rodas de liga-leve aro 16.

Por fim, o Peugeot 208 GT 1.6 THP vai perder o monograma “GT” nas laterais. Segue com controle de estabilidade, rodas aro 17, grade dianteira Sport, capa dos retrovisores e aerofólio traseiro em preto brilhante, sistema de escape com duas ponteiras, bancos em couro e tecido com costura vermelha, painel central com soft touch, pedaleiras esportivas, alarme ultrassom, soleiras dianteiras, painel com aros em LED vermelho, entre outros.

novo-peugeot-208-2017-NA-3

Sendo assim, o modelo Peugeot 208 Urbantech 1.6 AT deixará de ser comercializado. O 208 Allure 1.6 AT e o 208 Sport 1.6 também podem ser descontinuado. Os preços atuais do 208 variam de R$ 52.990 a R$ 84.490.

COMPARTILHAR:
  • João

    Como terminar de matar um carro: leia matéria acima.

    • Eduardo T. Küll

      COM CERTEZA!!!!

      • Piloto

        Peugeot BR não cansa de surpreender. Já não vende quase nada, estão se jogando no abismo.

    • Rodrigo Pasini

      E veja o absurdo, a versão GT perdeu a sigla “GT” que fica na lateral, nossa, com essa medida a fábrica vai lucrar horrores visto a enorme quantidade de carros dessa versão que ela venda, além de que o custo dessa sigla e da mão de obra pra colocar ela na lateral do carro devem ser altíssimos.
      Agora vai!

    • Walter Silva

      disse tudo!

    • yurieu

      Não sei como tem gente corajosa para comprar Peugeote… Imagina só revender um 3008.

      • Marcello Felippe

        O problema todo na verdade é esse pensamento brasileiro de comprar carro, o 208 era melhor do que a maioria dos carros vendidos na mesma faixa de preço (mesmo diminuindo os itens de série como foi o caso ai é capaz de ainda ser melhor que o queridinho Onix). Brasileiro que se acha sabido não compra o carro pensando no todo, mas apenas em pós venda! Porém concordo que deveriam aumentar os itens de série ao invés de tirar uma coisa ou outra ali e ter preços mais competitivos nas revisões e etc… Se Peugeot ou Citroen fossem ruins como é praxe brasileira não venderia bem na Europa! Ou então se brasileiro soubesse comprar carro a Hilux não venderia tanto por tanto tempo já que é a mais instavel das pickups e ainda com menos desempenho que as demais…

      • Rafaelprado

        Eu não compro carro pensando em revender. Compro pelo conforto e prazer de dirigir que ele me proporciona.
        Essa dupla ai compensa qualquer perda financeira pela depreciação…

      • oscar.fr

        Ande em um Peugeot 208 e ande na concorrência: você entenderá.

    • Luis Carlos Saccon

      Amigo …. em time que está ganhando não se mexe , mas se não está vencendo …… se o carro não está vendendo nada , não é melhor dar uma mexida aqui , outra ali , baixar os preços , etc e tal , para ver se não daria uma bela reviravolta nessa história ????…. deixar como está , acho que é cometer um suicídio lento !!!!!

      • João

        Em casa compramos um Active Pack, que veio com ar dual zone, por 53 mil. Na época a tabela era 55 e uns quebrados. Hoje ele perdeu o ar digital e o preço não abaixou.

  • Uranium

    Ah, mas não vende por causa de “preconceito com carro francês”

    Kkkkkkk…

    • Tosca16

      PSA traz produtos muito superiores aos que temos da Renault, que empurra Dacia goela a baixo aqui; acho que dará é muito certo, brasileiro quer preço, acabamento ruim e carro espartano como um todo. Um “Kwid” da PSA venderia mais que qualquer 208, 308, 3008…

      • Uranium

        Os produtos são superiores sem dúvida, porém é fácil observar que os pacotes são sempre mal divididos e os preços não acompanham as mudanças do mercado. A Peugeot quer vender 208 1.2 pelo preço dos concorrentes 1.6, não dá… Em 2015 e 2016, no auge da crise, o 208 vendia em média 1000 unidades mensais. Agora que o mercado está recuperando de leve, não chega a 750 un, com queda de 25% em relação a 2017, enquanto o mercado cresceu 10%, está errado. Lembremos que na reestilização de 2017 a Peugeot já tinha aplicado economias de palito e empobreceu o carro e desde então só cai no ranking, mesmo com motor 1.2 novo e câmbio AT6 no 1.6.

        Então, eu afirmo sem medo que o problema não é o carro ser “chique demais” para o Brasil, isso é viagem pura. E também, a historinha de preconceito é uma piada, porque a PSA está desde 1992 no Brasil, desde 1999 tem uma fábrica local e muita gente já teve PSA, então só podemos chamar de “pós-conceito” se for o caso.

        Por fim, um Kwid da Peugeot não venderia nada, porque a Peugeot do Brasil nunca teve organização suficiente para lidar com pós-venda de carros de alto volume. Vide o 206, que vendia horrores e pegou má fama porque o pós-venda não dava conta da demanda. Aí depois veio a vergonha do 207, Hoggar e afins, que não preciso nem me estender, e afundou a barca de vez. Hoje tentam correr atrás do preju, melhoram o pós-venda aos poucos, mas o time de marketing e produto só joga pás de cal em cima. O 208, com as versões e preços certos, venderia no mínimo umas 2500 un/mês, com ou sem “preconceito”. Não tem como nem ter empatia pela empresa. É uma pena, pois gosto dos carros, inclusive tenho um.

      • Henrique Bittancourt Gouveia

        Tava lendo a descrição da VW enquanto… Kkkkkk

      • JOSE DO EGITO

        Nao concordo com essa afirmaçao,se fosse isso os carros CHINESES seriam campeoes de venda no BRASIL,PSA errou muito no pos venda,na durabilidade do carro e no auto custo de manutençao,errou na estrategia ,o mercado nao perdoa erros em um segmento altamente competitivo,agora ,estao pagando pelo erro

        • Mercado de automóvel é assim: um erro se perpetua por muitos e muitos anos, assim como acontece com os acertos, também.
          A PUG teve um começo de operações complicado no Brasil, investindo muito pouco na rede e na reposição de peças, dando atenção somente à venda. A fama pegou e o caminho para revertê-la é árduo. Está sendo bem perseguido pelo grupo nos últimos 10 anos, mas ainda vai demorar um tempo pra mudar o estigma.
          Quanto à matéria, convenhamos: a mudança de lista proposta é discreta, e claramente segue alguma pesquisa junto aos atuais donos e potenciais compradores. Isso é muito comum em todas as marcas. No C4 mesmo, a retirada de sensores lateral e de estacionamento, além do rebatimento de retrovisores, claramente teve o intuito de abrir espaço nos custos para a inserção de teto solar e de faróis de LED, algo que deve ter sido muito bem analisado junto a potenciais compradores. Não há nada de absurdamente significativo nas mudanças propostas, nem na retirada, nem na inserção de equipamentos da linha 208.

          • Loreno

            Não me surpreenderia se eles colocarem todos esses itens no próximo modelo, gerando uma certa diferenças desta para a próxima versão.

          • Fernando

            discordo completamente. porque a peugeot está retirando aqueles itens não visíveis ao usuário. sem barra de proteção, sem airbag lateral, sem alarme ultrassom, ou seja coisas que muitos não vão prestar atenção num primeiro momento, mas que fazem diferença. para mim deveria é oferecer carros mais completos, e não se nivelar por baixo. se poucos compram carros da marca, não faz diferença ter maior preço. não será por o carro da peugeot ser 1 ou 2 mil mais barato que o concorrente que irá virar preferência na hora da compra.

            • Entendo o que você quer dizer, meu amigo. Mas é só observar o mercado para saber que em termos empresariais, isso é uma verdadeira utopia: a Peugeot pode lançar os carros mais equipados do mundo aos preços mais competitivos possíveis que o mercado não reage.
              Cansei de ouvir a história “PSA se colocasse câmbio de 6 marchas nos seus carros venderia muito mais”. O câmbio de 6 marchas está aí, e nenhum tipo de reação do mercado foi sentida.
              O problema do grupo PSA é de imagem, algo que só mesmo com perseverança e tempo se resolve (a Renault já passou por isso recentemente, a Fiat a algumas décadas). Entupir seus carros de equipamentos e colocar a preços efetivamente mais módicos que os da concorrência já foi uma tática tentada à exaustão pelas duas irmãs francesas, e isso não surtiu resultado. Quando uma empresa descobre que pode efetuar economia de escala em sua linha de produção e isso não vai afetar em absolutamente nada suas vendas (poucas, é bem verdade), pode ter certeza de que ela vai executar essa estratégia.
              Tenho que discordar diametralmente de que o fato de a Peugeot trocar o alarme ultrassom por perimétrico e coisas do tipo vá alterar as vendas de seus carros para menos. Assim como inserir mais airbags, sensores dianteiros, teto panorâmico (isso ocorreu da linha 2015 para a 2016 do 208) com manutenção do preço não surtiu efeito positivo. O consumidor em geral é extremamente mal informado, e pouquíssima atenção dá a detalhes de listas de equipamentos. Há de se ter em mente que consumidores informados como você são a minoria da minoria. 90% de quem compra um 208 nem sequer sonha em saber um dia o que é uma barra de proteção lateral.

              • Leonardo Balieiro

                Ubaldir, levou o C4 na High Torque? O que achou?

                • Levei não, meu amigo. Na revisão dos 60 mil levei na Francecar. Muito bom atendimento e diagnóstico preciso, apesar de a estrutura deles ser bem simples (muito organizada, mas pequena). Como ainda não cheguei na revisão dos 70 mil, não fui mais a nenhum mecânico.
                  Mas o carro está “pianinho” (66 mil km). Única coisa que tive que fazer nesse meio tempo foi trocar uma lâmpada do farol baixo esquerdo, que queimou. Interessante foi o aviso no painel: “verificar farol baixo”. O Jetta tinha indicador de problema em lâmpada de serviço (uma luz espia amarela se acendia no painel), mas com a precisão de informar de qual lâmpada se tratava, ainda não tinha visto.
                  Uma hora eu visito a High Torque. Valeu.

              • RTEC30

                Poderiam prmover melhor o diferencial de seus equipamentos e produtos. Muitos não tem conhecimento da melhor qualidade que é ou era oferecida.

          • Mayck Colares

            Finalmente um comentário sensato, ela só trocou 6 por meia dúzia, pq viu que seus consumidores queriam meia dúzia. Fim.

            • Pois é, amigo. Grande maioria dos comentários são de pessoas que sequer perdem um tempinho para ler a matéria: olham o título e soltam o comentário. Aí fica difícil.
              A internet acabou trazendo à tona todo o tipo de “vozes”. Isso tem o lado bom e o ruim, como quase tudo na vida…
              Grande abraço.

          • oscar.fr

            A gritaria está insuportável no grupo do 208. Parece que, do dia para a noite o carro deixou de ser o mais completo e virou um Mobi. Na verdade, como tu sublinhou, foram mudanças pontuais (lamentáveis, talvez), mas que não tiram o fato do carro permanecer o melhor ou um dos dois melhores compactos do país.

            • Te falar que o mais vai chamar a atenção é a retirada do friso cromado de contorno da área envidraçada do Griffe (fará falta visualmente na versão de topo). No mais, nas versões mais baratas, alinharam (infelizmente) com o que há no mercado no caso dos airbags duplos. O restante não é relevante. Mesmo no caso dos alarmes, é muito relativo.

              • oscar.fr

                O meu, por exemplo, nem veio com alarme. Instalei na CSS.

            • Marcio

              O 208 e fiesta, por motivos diferentes, eram os melhores compactos do país nesta categoria, hoje com a chegada do polo não tem para nenhum dos dois, apesar de um ou outro ponto que me desagrada o polo é com folga o melhor carro desta faixa de mercado.

        • Mion

          Mercado altamente protegido! Mercado competitivo é o norte americano, compare a quantidade de marcas… Sobre a PSA, sim, já erro no pós venda. Hoje está melhor, não é referencia, mas está melhor. Contudo a estratégia da PSA é muito estranha, o 208 já está ficando cansado e o Polo está ai correndo soltou, não da para entender porque diminuir a oferta de equipamentos… Contudo, o 208 ainda mantem itens que nem são oferecidos em carros de segmento superior, como o teto de vidro, ar condicionado dual-zone, porta luvar refrigerado (nada como chegar com a cerveja geladinha no churras), airbags laterais e de cortina e sensor de estacionamento dianteiro. E convenhamos, a qualidade do material interno da Peugeot frente ao da Vw é muito superior. Mas, essas estratégias estranhas acabam fazendo a Peugeout perder mais espaço no mercado.

          • Wilson Junior

            Já fui cliente de Peugeot e Citroen.
            Foi um trauma tão grande que não quero nunca mais!
            Infelizmente essa foi a impressão que ficou, e pelo que vejo a marca não faz questão nenhuma de mudar essa percepção dos clientes.

            • oscar.fr

              Em termos de qualidade dos produtos, a percepção de mudança é muito grande. 208 e C3 atuais são imensamente melhores que os compactos anteriores da PSA no brasil.

        • Rafaelprado

          Peugeot esta em um processo enorme de restruturação do pós venda.

      • yurieu

        Cadê o Duster pau pra toda obra da Peugeote?

      • Uranium

        Dará tão certo essa capação, que desde a reestilização ano passado (em que o carro já tinha empobrecido e perdido itens) o 208 caiu 25%, enquanto o mercado cresceu 10%… E outra, um Kwid da PSA seria um fracasso a médio prazo, pelo simples fato de que a PSA não tem competência e organização para oferecer pós-venda decente para carros de volume. Vide o que aconteceu com o 206, um bom carro com algumas falhas, que hoje não vale nada no mercado.

  • Júnior Nascimento

    Se baixar 5k em cada versão, vai que cola.

  • Matthew

    Faltou citar o aumento de preços que virá também.

  • cepereira2006

    Quero saber se incluíram de volta a barra de proteção lateral.

    • Luciano RC

      Exatamente… e cade o ESP na versão 1.2 e 1.6.

  • Filipo

    Já tiraram as barras de proteção lateral, dai agora tiram os airbags laterais?
    Por quê a Peugeot não sai logo do Brasil?

    • Tosca16

      Porque tem marca muito pior, e que vende horrores… A PSA tem que trazer coisa ruim mesmo, aí venderá mais que hoje; tá na hora de trazer o padrão “francês” que brasileiro curte, com os pseudo-Renault que temos, tudo DACIA; no dia que lançarem um “Kwid” da PSA venderá mais que todos os 208, 308, 3008, 5008 somados …

      • Rogério R.

        Existirá um “Kwid” da PSA, é só dar uma pesquisada no site AS. Os Dacia by Renault tem robustez mecânica e manutenção barata. Esses foram os principais motivos dos Dacia by Renault fazerem mais sucesso aqui do que os antigos Renault by Renault. E segundo o AS a PSA seguirá o mesmo caminho.

      • Matuska

        O Kwid da PSA não seria o 108?

        • Tosca16

          O nome poderia ser esse mesmo kkk.

      • Filipo

        Eu entendo seu pensamento, mas uma empresa que retira as barras de proteção lateral (item primário), para mim, não pode ser respeitada.
        Infelizmente brasileiro curte “basura” (lixo), mas o Kwid teve melhor desempenho no crash-test que o 208 no Brasil.
        Ou a PSA muda, ou ela vai ter que sair do Brasil, pois a cada ano, vende menos.

        • oscar.fr

          E o 208 teve desempenho melhor que o Onix. Vida que segue.

          • Filipo

            Onix foi reforçado e levou 3 estrelas no total, já o 208 zerou. Reveja!

            • oscar.fr

              o 208 não zerou. Fake news.

    • cepereira2006

      Acredito que os air bags laterais foram projetados para funcionar um carro com barras de proteção laterais, em conjunto. Como a Peugeot tirou as barras de proteção na surdina, em uma colisão lateral o air bag inflando ao mesmo tempo que o outro carro está invadindo sem limites a cabine cause um resultado pior do que sem os air bags.

  • Tosca16

    É só lançar com acabamento ruim, vide os “Renault” que temos base Dacia, preços mais baixos e vende!!!

    • 4lex5andro

      Baixo consumo, robustez mecânica, disponibilidade de manutenção/peças e preço “menos caro” no zero km.

      Como postado nessa página, a Renault aprendeu isso com sua submarca Dacia, enquanto a PSA foi na contramão com Ds de luxo que não vendem quase nada no Brasil.

      Ou o grupo PSA segue o exemplo da Renault ou se contenta com Argentina/Uruguai/Chile onde tem um mercado consolidado.

  • Lyn

    Trocaram aquilo que não é visto pelo consumidor por algo mais tangivel. O carro parece ser bom mas acho que não tem salvação pra ele mais não, PSA vai ter que fazer que nem a renault mesmo pra crescer no brasil.

  • EuMeSmObYmYsElF

    Renault quando era Renault não vendia quase nada, melhorou quando começou com os Dacia.. Pug ta indo pelo mesmo caminho..

    • Rogério R.

      Os Dacia by Renault tem robustez mecânica e manutenção barata. Esses foram os principais motivos dos Dacia by Renault fazerem sucesso aqui. A mídia diz que Sandero/Logan 2019 terão acabamento mais caprichado do que o atual com direito a painel digital, CMM mais moderno, ESP e airbags laterais.

      • Matuska

        Clio era bem resistente, não?

        • Rogério R.

          Sim, mas os “Dacia” são bem mais já que foram projetados para rodarem pelas ruas e estradas da América Latina e leste europeu. Clio tinha fama de manutenção cara.

  • Adauto Vieira Dias Júnior

    Estou pensando em pegar um desse usado, 1.5 completo 2014, com teto e tal. por 35mil. vale a pena? acho o carrinho bem modesto .

    • Vinicius Vasques

      Sim, val a pena. Qualquer 208 pré-facelift dá de 10 a 0 em acabamento e equipamentos que o que tem sido vendidos de 2017 pra cá. Procure um ano modelo 2016 e seja feliz.

    • Luiz Gustavo

      Faca um esforço e pegue um Griffe 1.6 mec. Tenho um desses. Carrinho muito esperto, completinho, gostoso de dirigir e consumo razoável. Até o momento (55 mil km) nenhuma manutenção corretiva.

    • Daniel

      Vale! Estou no meu primeiro 208, um Griffe 1.6 mec como do colega abaixo. Estou há um ano com o carro, 35 mil km, nem uma vírgula pra reclamar.

    • pronin

      Eu acho que vale.

  • Gabriel Medeiros

    Notícias meio sensacionalista. Não vi nenhuma “perda” de item de verdade a não ser os airbags laterais. Aí fala que não tem medo do sucesso do Polo, mas oferece retrovisor elétrico, drl em led e volante com ajustes fartos desde a versão mais básica… sem contar o acabamento. Ainda tem versão básica automática.
    Pra mim, peca mesmo pela ausência de controle de estabilidade, que já não tinha antes e os concorrentes que mais vendem tb não tem.

    • Rafael Neves

      Peca pela falta de barras de proteção nas portas…

      • Mario Souza

        Ninguém que compra Onix e que não compra Peugeot sabe o que é isso!

      • Gabriel Medeiros

        Concordo que faz muita falta, mas é algo que esse modelo nunca teve e 90% do público não sabe ou não liga, vide sucesso do Ka e Ônix (e arrisco dizer até HB20, que não teve teste lateral).

        • Charlis

          Apenas o Ka e esses carros da PSA (208, C3 e derivados) não tem barra de proteção lateral no BR.

          []s

          • Gabriel Medeiros

            Já esqueceu do Ônix? Vendeu durante 5 anos sem proteção e agora tá perdoado?
            O HB20 ninguém provou que tem reforço, Sandero é outro sem proteção. Só falando, isso nunca foi prioridade pra crucificar o 208 agora.

            • Charlis

              ATUALMENTE apenas o Peugeot 208 e 2008, Citroën C3 e AirCross e o KA.

              Fonte: 4R, 9 de jan de 2018

              []s

    • Fernando

      o alarme perimétrico é uma m… teoricamente se instalado nas portas, só vai disparar o alarme se alguém tentar forçar a abertura as portas. se simplesmente quebrarem o vidro do carro o alarme não dispara. então da pra fazer a limpa no interior em tese sem problemas. isso embora talvez menos prejudicial é uma sacanagem tão grande quanto a falta dos airbags e da barra de proteção. gosto da peugeot mas com isso parece que ela está se esforçando pra se nivelar por baixo.

    • Charlis

      “Já o Peugeot 208 Active Pack 1.2 e o Active Pack 1.6 perderão os dois airbags laterais dianteiros”
      Sério que isso não é nada pra você?
      Considerando ainda que esse carro nem barra de proteção lateral tem?

      … Que feche as portas de vez.

      []s

      • Gabriel Medeiros

        Alguém não sabe ler…
        “Não vi nenhuma “perda” de item de verdade ***a não ser os airbags laterais***”

        • Luconces

          Kkkkkk

        • Charlis

          Desculpe-me, eu realmente passei batido.
          Eu fico revoltado, pois segurança é sempre em primeiríssimo lugar.
          Remover itens de segurança é um absurdo sem igual, por isso não achei a matéria sensacionalista não.
          Muito pelo contrario, tem que acabar com a pouquíssima boa fama que a PUG (ou a PSA) tem.

          []s

    • Luconces

      Somos dois. Achei a matéria meio fora do padrão NA.

  • Douglas

    Já tinham tirado os faróis com bloco semi-elíptico (projetor) do Griffe, ficando apenas no GT.
    Só o GT mesmo que não perdeu nada significativo, já que perdeu só a sigla nas laterais mesmo.

  • Giuseppe

    Um carrinho bacana desperdiçado.

    • Luciano RC

      Concordo… bem trabalhado, ele poderia vender muito bem. Mas a PSA tem uma gestão péssima no Brasil.

      • Mr. On The Road 77

        Podem banhar a ouro que não vende…

        • Luciano RC

          Com esse departamento comercial e pós-venda da PSA não vende mesmo.

  • Cleidson

    Depois não vende nada e não sabem o porquê.

  • Erasmo Artur

    Não foi lá a depenação anunciada na noticia… na maioria das versões ficou 6 por meia dúzia…

    • Luconces

      Ou ganhou-se itens ainda.

      É o famoso Click-Bait rolando por aqui

  • th!nk.t4nk

    Tiram airbags laterais pra colocar volante em couro. E o pior, boa maior parte dos consumidores é capaz de achar boa a troca.

    • klaus

      vai vender mais…eh eh

  • Rafael Neves

    “Por fim, o Peugeot 208 GT 1.6 THP vai perder o monograma “GT” nas laterais.”

    Nao acredito que haja uma “Economia” significativa na retirada de um emblema…. economia porca dona PSA!

    • Silvio

      Sinceramente, se eu tivesse um daria um jeito de tirar este emblemas.

    • Luciano RC

      Acho que foi uma forma de tentar deixar o modelo mais discreto… quem sabe até tirar um pouco do chamamento que ele causa e tentar melhorar as vendas. Sempre achei o GT muito fantasioso.

    • Ralex

      se vc chamar ele de 1.6 THP em vez de 1.6 GT o seguro ja cai e muito. No BR existe um problema de valor de seguro a anos em carros GT/GTI/GTS,TURBO,.. tudo que vem a ser versão esportiva. Tanto que hoje já não lançam mais versões esportivas e preferem adotar como uma versão normal com motor “turbo ” downsizing.. Se uma 2008 tivesse versão GT custaria de seguro muito mais que a versão top grife.. credito que estão tentando descaracterizar o veiculo como esportivo

      • Luconces

        Faz muito sentido seu comentário!

      • Rafael Neves

        Concordo com quase tudo que falou mas se eles continuarem com a versão GT não alterará nada para a Peugeot retirar o emblema ou não pois no documento constará a versão GT..dando continuidade ao problema com o seguro. Ainda acho que é uma “Economia”porca.

  • Zé Mundico

    Remanejamento de perfumaria. Pelo que entendí só vai mudar o padrão do alarme em algumas versões. Enfim…

    • Luconces

      Foi o que percebi também, tirando o airbag que retiraram em algumas versões.

      A Active Pack ainda ganha:
      – câmera de ré,
      – faróis de neblina,
      – volante em couro,
      – rodas de liga 15”,
      – cruise control na AT

  • Silvio

    Então acabou a versão Sport? Única 1.6 MT…

  • REDDINGTON

    Tem que tirar mais coisas ainda. As concessionárias do grupo PSA estão lotadas de gente, fila pra entrar com entrega de senha, vc compra um carro e espera 6 meses devido ao alto volume de vendas. Parabéns PSA.

  • Ricardo

    Compre um carro caro, com manutenção cara, sem equipamentos e com grande desvalorização.

    • Luconces

      Colega, manutenção dos PSA atuais (208 para frente) são niveladas com o mercado. O mesmo vale para desvalorização.

      Carro caro todos no Brasil são.

      O carro vem com itens interessantes e apesar da matéria falar que se perdeu itens na linha 2019, o Active Pack ganha:
      – câmera de ré,
      – faróis de neblina,
      – volante em couro,
      – rodas de liga 15”,
      – cruise control na AT

      Precisamos procurar nos informar mais e evoluir antes de ficar falando qualquer coisa na internet.

  • Oberon de Megrez

    Peugeot “pelado” é mais completo que muito carro por aí…

  • Rodolfo

    Tem quem pague D. Peugeot…… Pode cobrar mais!

    Enquanto o brasileiro tiver a cultura de “Eu quero, eu posso, eu pago meeesmo”, o mercado vai continuar ditando valores absurdos, com lucros estratosféricos e nós brasileiros pagando… kkkk

    Eu faço de tudo pra sair dessa cultura de pobre que herdamos!!! Ganho 3x o salário médio da minha capital e diferente dos meus amigos:
    – Eu não tenho um celular de ponta. Custou 700,00 a uns 8 meses.
    – Eu não tenho relógios caros. Tenho um casio original comprado por 60,00
    – Eu não tenho carro… Isso mesmo, ando de Uber, Ônibus da empresa e coletivo as vezes
    – Não tenho besteira com roupas/calçados de marca

    Em compensação:
    – Viajo no mínimo 6 vezes por ano sendo ao menos 1 dessas viagens grande
    – Minha conta bancária e investimentos aumentam a cada mês… (50% do meu salário líquido)
    – Não tenho financiamentos, preocupações… Nada que me prenda ao local que moro ou emprego…

    Fujam da corrida dos ratos!

    • Paulo Santos

      Muito bem

    • Zé Mundico

      Quando casar, isso passa.

      • Rodolfo

        Acredito viu…kkk

        Mas todo mundo tem capacidade de viver ao menos 10% abaixo do que ganha…
        Casamento não é desculpa pra viver no vermelho e não conseguir reservar nada.

        • Zé Mundico

          Pois é, meu saudoso pai já me dizia: viva sempre um degrau abaixo.

          • MauroRF

            Ele tinha total razão, é bem isso mesmo.

        • MauroRF

          Isso mesmo, tem que poupar 10% da renda, pelo menos. O melhor é poupar o quanto der e aplicar bem. Conheço gente que fica com grana em poupança ou cai no conto do gerente de banco de colocar em CDB que dá menos do que a poupança. Eu parti para investimentos (no geral) em renda fixa com prazo mais longo (e em banco pequeno) e está rendendo bem, mesmo com Selic baixa.

          • Zé Mundico

            Eu ainda prefiro o tesouro-pós a longo prazo ou o tesouro-selic. De uma forma ou de outra você pega a selic cheia, coisa que nem poupança dá.

            • MauroRF

              A poupança, se a Selic for igual ou menor que 8,5%, paga 70 da Selic + TR (que fica sempre zerada nesses casos, pode ver), se for acima disso, paga 0,5% ao mês + TR). O Tesouro Selic dá mais ou menos 98% do CDI (vi economistas falando isso), pois ele tem a custódia de 0,3% ao ano sobre o valor total aplicado. E o Selic ainda sofre cobrança de IR regressiva, mas mesmo recolhendo 22,5% nos primeiros 6 meses, ele já dá um teco a mais que a poupança. Se deixar aplicado mais de dois anos, incide 15% de IR, aí ele se distancia da poupança. E se a Selic passar de 8,5%, a poupança “trava” em 0,5% ao mês (ou 6,17% ao ano), e o Tesouro Selic vai acompanhando a Selic. Já o Tesouro IPCA segue uma taxa prefixada (hoje está 5,23%, acabei de ver) + IPCA (inflação). Para ele, vale a mesma coisa que para o Tesouro Selic: IR regressivo e taxa de custódia de 0,3% ao ano. Em contrapartida, é considerado o investimento mais seguro, e os títulos longos do Tesouro IPCA funcionam como previdência privada, como aposentadoria. Agora, falando dos CDBs, dá para achar títulos de bancos pequenos (diretamente ou via corretoras como a Easynvest, Rico, XP etc.) que pagam 6% (ou mais) + IPCA para prazos longos. Por exemplo, eu tenho um CDB para 5 anos do banco BMG que paga 7% + IPCA. Ou seja, paga mais que o Tesouro IPCA e ainda não tem a taxa de custódia, mas é um banco pequeno com mais risco que a alta segurança do Tesouro, embora esse CDB tenha cobertura do FGC. Arrisquei-me também, por exemplo, em uma debênture incentivada que paga 7,3% + IPCA (as incentivadas não têm incidência de IR, ou seja, eu ganho essa taxa aí líquida sem desconto de IR nenhum) de uma concessionária que administra rodovia que tem classificação de risco média, com vencimento para final de 2024. A desvantagem é que debênture não tem garantia de nada a não ser o próprio emissor, então, eu arrisco pouco da carteira em debêntures. Agora vou começar a “estudar” sobre ações com meu irmão, que já mexe com ações há mais de ano e ver se arrisco um pouco nisso. Mesmo assim, ação tem alto risco, então o investimento nisso precisaria ser em uma porcentagem baixa da carteira. Para reserva de emergência, eu deixo um pouco na poupança, um pouco em fundo de investimento de renda fixa, concentro mais no Tesouro Selic e outra parte eu vou aplicando, todo mês, em CDBs (ou LCIs/LCAs) com prazo de 1 ano com a melhor taxa possível no momento. Por exemplo, nesta semana, já apliquei um pouco em um CDB do Banco Máxima a 120% do CDI para 1 ano. O negócio é esse, ir variando, diversificando e poupar uma graninha para o futuro.

    • Louis

      Tenho pensamento parecido com o seu. Mas não consigo investir 50% nem sonhando… Só a escola da minha filha de 7 anos está R$ 3k /mês… Mas meus investimentos crescem ano a ano KKKK Chupa consumistas.

      • Rodolfo

        R$ 3k / mês é cruel viu…kkkk

        Mas se mesmo assim ainda consegue fazer sobrar, está show… Negócio é que 90% dos brasileiros não conseguem ver nada sobrando… Tem que trocar de carro, celular, sapato, financiamento… Até o gasto mensal atingir (ou ultrapassar) a renda mensal…

        • Louis

          Meu carro é velho, meu celular é um chinês de R$ 600,00 , e evito ficar saindo muito para restaurantes. Mas estou fazendo minha previdência, quero igualar renda passiva com renda do trabalho dentro de 10 anos. Enquanto praticamente todo meu círculo de amigos tem carros caros financiados….

          • Rodolfo

            Na visão pobre desses amigos, você está deixando de viver por conta dessa escolha… Ouvi muito quando meu salário aumentou e fui na contramão, vendendo meu carro…

            Mas é que está: Eu não vivo pior que eles, eu vivo melhor…

            Só priorizei o que é importante pra mim… Viajar é mais importante do que ter um bom carro. Ter uma reserva é mais importante que um carro…

            Triste é ter a felicidade baseada em bens materiais…

            • Gio

              Mas você não acha que viver pior ou melhor é relativo?!

              Desde que a pessoa não esteja se privando de necessidades básicas, pode ser que ter um bom carro ou um bom celular vá lhe trazer mais satisfação do que viajar, por exemplo.. São escolhas, e que bom que o mercado permite que cada um faça as suas, conforme seus próprios desejos ou vontades..

              Sinceramente, procuro não julgar onde cada um prefere gastar o próprio dinheiro.. Na verdade acho legal ver como vivem pessoas que ganham o mesmo que eu, leva a pensar nas possibilidades e refletir minhas escolhas.

              • Rodolfo

                Foi o que eu quis dizer Gio… Quando disse que “vivo melhor” foi por ter priorizado o que é mais importante pra mim, como disse também.

                Não aquilo que a mídia, cultura, julga importante. O que acho errado e aí é minha opinião, é sacrificar sua saúde financeira pra ter qualquer bem, desde bens de consumo a viagens… Independente da sua escolha, ter uma reserva é importantíssimo…

                Então, quando vejo um amigo sendo ovacionado como vencedor por conseguir pagar 50mil num carro 1.0quilometro (kkk), sendo que esse mesmo carro consome toda sua reserva e ou sobra mensal…

                Escolha gastar com o que quiser mas com responsabilidade…. O que vejo no Brasil são pessoas que ganham 2,5k/mês comprando carro de 40k financiado pra pagar 60k no final….

                Fazendo isso vc dá aval pra montadora cobrar 40k no carro e a financeira cobrar 20k pra financia-lo. E eles não estão errados não… Se tem quem compre assim, tem quem venda. Isso é mercado!

                • Rafaelprado

                  Pior é pagar 36K nesse mesmo carro seminvo financiado, e outros 20 de juros para a financeira.. Como disse no meu outro comentario e por isso que temos aumentos recorrentes nos preços..

                  • Rodolfo

                    Negócio é pagar 36k nesse carro de 40k(que com emplacamento vai sair uns 42k) e não financiar…. Isso se quiser comprar um semi-novo quase zero…

                    Já possuí Honda City comprado por 41k com 4 anos de uso e 15k rodados…. O mesmo carro, com as mesmas comfirurações sendo zero passava de 70k na loja….

                    Possuí também um Sentra 2.0 CVT com 40k rodados e 6 anos de uso, comprado por 30k…. Um zero está na casa dos 80k….

                    Então, a meu ver, existem ótimos negócios sim no meio dos semi-novos…

              • Rafaelprado

                Qual a vantagem de se ter um carro bom, quando se pode ter motoristas(Applicativos) a um valor acessivel? Quer um carro bacana para viajar alugue um por um final de semana/ feriadão sempre tem promoção?

                Quer um carro top para se exibir nos bares? Pra que?? Não vai poder beber(pra quem gosta) e dirigir…

                • Rodolfo

                  Exato Rafalepado!

          • MauroRF

            Com exceção do carro, que é novo por aqui, o resto faço igual: celular de 800 reais, não saio tanto para lugares que considero “caros” para comer e/ou me divertir e aproveitamos muito os eventos baratos e/ou gratuitos da prefeitura, por exemplo. Vamos muito a parques passear, assisto a várias peças de teatros gratuitas ou bem em conta no teatro municipal daqui. Priorizamos também tipo churrascos com amigos e família, não sai caro, dá para reunir a turma, tem muita gente que ajuda trazendo as coisas, e todos se divertem bem. Na verdade, vai do que cada um prioriza. Respeito o que cada um faz com sua grana, desde que consiga poupar algo para estar preparado para o futuro. Mesmo assim, se a pessoa não quiser poupar, é um direito dela. Eu conheço muita gente que gosta de viver intensamente o hoje. Falando do carro, a gente queria um novo e seguro para não ter (teoricamente) dor de cabeça (compramos o Eco Titanium atual). Ficaremos pelo menos 5 anos com ele, se não mais.

          • MauroRF

            Uma boa forma de fazer previdência por conta são os títulos do Tesouro IPCA, tenho amigos fazendo dessa forma. Eu já prefiro arriscar um pouco mais e colocar em títulos (geralmente CDBs) de bancos pequenos, que pagam mais que o Tesouro, sobretudo se forem de prazo longo. Mas o Tesouro é o investimento mais seguro, principalmente o IPCA (para “aposentadoria”) e o Selic (para grana imediata).

        • Rafaelprado

          3K mês é “barato”. Escolas de 1ª linha em São Paulo chega a 9K por mes, tem algumas que cobram 45K só pela primeira matricula.

      • MauroRF

        Louis, você é conservador ou aplica em fundos de ações (ou ações mesmo)? Eu sou mais conservador, digamos, e invisto em LCI/LCA, CDB, Debêntures também, um pouco no Tesouro Selic para liquidez imediata e outro tanto em Fundos de renda fixa com liquidez quase imediata (a maioria dá um pouco mais que o tesouro selic). Como formei uma reserva de emergência já, agora eu vou diversificando, ou seja, aplico, por exemplo, em CDB para 1, 3, 5 até 7 anos, mesclo pré e pós-fixado, aplico em títulos atrelados à inflação e diversifico o montante entre os bancos pequenos para ter cobertura do FGC. Aqui, não temos filhos (apenas a filha canina, kkkkk), então não temos essas despesas altas com filhos, como escola, roupa, material escolar etc., o que nos permite ter uma vida relativamente confortável. Já temos carro e apê quitados. Quanto aos investimentos, concordo com você, chupa comunistas, kkkk.

        • Louis

          MauroRF, atualmente tenho Tesouro IPCA (que foram comprados com ótimas taxas), Selic, LCA, Fundos Imobiliários, e estou começando diretamente com ações. Me considerava conservador, mas estou me arriscando aos poucos, a medida que vou aprendendo. Reserva de emergência deixo na poupança mesmo. Abraço

          • MauroRF

            É, eu preciso começar a aprender sobre os fundos imobiliários, tem muita gente falando que é uma boa. Ações meu irmão mais novo está se aprofundando agora no assunto, mas eu e ele temos vida corrida e não conseguimos ainda sentar para falarmos sobre isso. Ele disse que vai me “dar uma aula” sobre ações, kkkkk. Claro, assim que der tempo. O Tesouro IPCA, até não muito tempo atrás, tinha taxa acima de 6%. Atualmente, tá em 5,20% em média, o que acho um pouco baixo. Abraço!

    • Uislei

      Quando vc casar e tiver filhos, isso tudo vai virar pó.

      • Rodolfo

        Rapaz, se casar e ter filhos custa tanto… Quem não aproveitar a época de solteiro pra construir algo, tá ferrado…kkkk

        • Alexandre Maciel

          Por isso estou enrolando a mulher há alguns bons anos… hahaha…

          No mais, apesar de que ter carro (uso pouquíssimo) e gostar de algumas coisas de marcas específicas, viajo com pouca frequência, o que quase compensa outros custos. Hoje, o que tem pesado mesmo é o plano de saúde da genitora.

          Enfim, aproveite para fazer patrimônio com liquidez mesmo. Eu perdi um bom tempo curtindo e sem economizar… não vale a pena… hehehe…

    • Rafaelprado

      Enquanto tiver gente comprando carro com pensando na menor desvalorização possivel carro no brasil vai ser um roubo. Afinal qualquer porque vender um carro 0KM por X reais se tem gente pagando 0,95% X em um carro com 1 ano de uso?? É logico que as montadoras vão maquiar o modelo novo e subir o preço..

      • Rodolfo

        Rafaelprado, eu não pago tudo isso num carro semi-novo não…

        Um carro zero de 40k por exemplo, após 1 ano de uso é vendido por cerca de 36k…. Sendo que esse mesmo carro de 40k teve um custo com emplacamento, ipva de uns 2k….

        Então em vez de pagar 42k vc está pagando 36k… isso dá quase 85% do valor de um zero…

        • Rafaelprado

          Tenho viajado muito a trabalho mais 50% do tempo, então vendi meu carro, O custo do dinheiro parado faz valer a pena. Desvalorização, Seguro, Impostos….

  • Lucas086

    Tiraram a Allure at6 e criaram essa active pack at6 sem air bags laterais. Rapaz, impressionante, enquanto a Gm por exemplo vai recheando os carros com as mudanças de linha, a Peugeot vai na contra mão.

    • Luconces

      Cara, teve um item ou outro que foi retirado mas ganhou-se itens também! Da uma relida.

      • Lucas086

        Só de tirar os bags laterais já é motivo de reclamação. Vc prefere bag lateral ou câmera de ré? Sem falar no alarme volumétrico, coisa que só ele tinha no segmento em.todas versões.

        • Luconces

          Eu prefiro airbags.

          O problema é que se a PUG tá fazendo isso é pois o brasileiro não liga para o item. Ela deve estar mirando no que a concorrência oferece de itens de comodidade.

          O alarme é um regresso mas ainda que está sendo oferecido. Não foi retirado por completo.

          • Lucas086

            Se ela faz isso, merece vender menos ainda do que vende. Penso que tirar diferenciais que a concorrência não tem, demonstra que alguma coisa está errada no plano de vendas da marca. Eu mesmo era um candidato a comprar um Allure at6.

            • Luconces

              Eu realmente entendo seu ponto mas eu não condeno.

              Mesmo caso da Renault nos anos 90, quando tinha Clio com airbags. Nenhum popular tinha aquilo de série.

              Renault retirou depois que percebeu que brasileiro (de novo) não liga para essas coisas.

              Chega um ponto que para a empresa não compensa ficar remando contra a maré ainda mais se tiver tendo gastos acima da concorrência.

  • Raul Pereira

    Aqui em casa estamos pensando em pegar um 208 1.6 AT PCD para minha mãe, o peço com descontos cai para 41000 e a taxa de juros está 0.99, muito abaixo da concorrência.Lembrando que o uso do carro é só pra ela ir e voltar do trabalho, a 15 minutos de casa, nem marginal vai pegar, já que ela não dirige há décadas, vem com uns equipamentos interessantes no kit, ainda mais para o preço. Lembrndo que moro em SP e a rede PSA aqui é grande. Pensamos em um Polo, mas sai mais caro e o carro é só pra ela mesmo, eu e meu pai temos cada um o seu. Gostaria das opiniões da galera, por favor?

    • Vinicius Vasques

      Olhando exclusivamente para PCD eu colocaria o Onix LT 1.4 AT6 na jogada. Não sei o preço mas acredito que deve ficar a pareado com o 208. Sobre o 208 eu sou elogios, tenho um a 4 anos e é um carro bastante confiável e confortável. O único porém para mim, que conheci o carro logo no lançamento, é que ano após ano o acabamento do carro vem piorando a olhos vistos. Para quem nunca teve contato com o carro, não faz diferença, ele está alinhado com a concorrência.

      • Raul Pereira

        O Caso é que já temos um Onix aqui em casa e minha mãe odeia GM porque tirando o pé do freio ele já sai andando kkkkk

        • Vinicius Vasques

          Mas isso acontece nos 208 também rs chama-se creeping

          • Raul Pereira

            Ah, mas ela na cabeça dela acha que GM é um carro muito de homem, ela fez a prova de PCD em um e não curtiu kkk

    • Zé Mundico

      Realmente, para esse uso que você descreveu, o 208 atende bem por um preço mais sensato.

    • Luconces

      Raul, ajudei minha cunhada a comprar um Allure AT6 final do ano passado.

      Até o presente momento sem reclamações, pessoal da Loja e da PSA já ligaram para ela mais de 3x para sondar a opinião dela.

      Ela pega a marginal diariamente então está curtindo muito o conforto. O i-Cockpit é show de bola segundo meu irmão também.

      Eu chego para visitar familiares em Maio e pedi para ficar uns dias com o carro dela kkkk posso te passar mais impressões curtas minhas.

      41k é um preço muito bom para o que o carro oferece. Sinto falta apenas do ESP mas no caso da sua mãe, mais urbano, as vezes não vai fazer falta. Apesar de eu achar que é melhor não precisar usar e ter, do que o contrário.

      Do mais, estando em SP você vai estar bem servido.

      • Raul Pereira

        Opa, obrigado pelas impressões, Lucas! De grande ajuda

  • Vinicius Vasques

    Poderiam colocar uma lista de “detalhes” que o 208 perdeu de 2016 para cá:

    – forro acústico do motor (paredes e capô)
    – regulador de ar do porta-luvas
    – iluminação do porta-luvas
    – acabamento em metal no painel e alavanca de porta (trocado por plástico pintado)
    – navegação por GPS nativa
    – luz de cortesia do Griffe (antes em LED com e 2 spost) trocado pelo modelo mais barato (igual Active)
    – farol com projetor e DRL em LED do Griffe trocado pelo mais barato (igual Active)
    – painel com luzes brancas do Allure trocados pelo mais barato (igual Active)
    – farol com DRL halógeno (demais versões)
    – acabamento preto no para-choque

    Isso para falar o que me lembro de cabeça. No facelift a versão mais prejudicada foi a Griffe e de lá pra cá vem depenando ano a após ano a Active Pack, que na minha opinião era a que apresentava melhor custo x benefício da linha. sua proposta era ser a Allure sem teto panorâmico.

    Tenho um 208 e hoje pensaria 3 x em trocar por um novo, não pelo carro em si que é excelente, mas pelo que o carro já foi e o que é hoje em questão de acabamento.

  • Speed Racer

    A melhor saída para a Peugeot é fazer as malas e ir embora do Brasil pela porta dos fundos. Ganhou péssima fama com a baixa qualidade dos produtos e com um dos piores pós venda já visto. Parece que não aprendeu nada…

  • Lucia C.

    Alguém sabe a diferença de alarme ultrassom e perimétrico?

    • Vinicius Vasques

      O alarme perimétrico acusa apenas a abertura das portas enquanto o ultrassom monitora o movimento dentro do veículo (quando quebram o vidro por exemplo).

      • Lucia C.

        Ahh tá. Conhecia esse como alarme volumétrico. Obrigado

  • pronin

    Da a impressão que eles fazem de tudo para falir. Agora, para tomar esta decisão, contam provavelmente com a percepção do consumidor para certas coisas. O alarme por exemplo. Devem ter feito um estudo com concessionárias e aquelas reuniões monitoradas com grupo de perfil público e viram as coisas menos comentadas que poderiam ser riscadas do carro sem dar prejuizo de imagem pois ninguém sabe que tem ou como tem. Por outro lado com a VW oferecendo apoio de celular por quase R$ 200,00 como se fosse um grande feature, vemos que a Peugeot está dentro do que se espera da atuação de uma empresa no Brasil

  • Duh

    Peugeot dá um passo pra frente e dois para trás.

  • pedro

    Único porém fica pela retirada dos air bags laterais do Active Pack 1.6, pois os demais itens basicamente são coisas que ninguém valoriza ou nem mesmo sabe que existe. Por exemplo, alarme ultrassom ou perimétrico, duvido que alguém na vida tenha perguntado ao vendedor qual seria o disponível no veículo. E a adoção de câmera de ré em todos é um item bastante valorizado por quem compra.

    • Luconces

      Exato e na real a Active Pack ainda ganhou itens de série:
      – câmera de ré,
      – faróis de neblina,
      – volante em couro,
      – rodas de liga 15”,
      – cruise control na AT

      • Vinicius Vasques

        Ele ganhou apenas a câmera de ré. O resto sempre foi de série.

        • Luconces

          Vou rever essa lista com calma de noite!

  • William Simon

    Acho o fim da picada você comprar um carro que na versão de entrada não tenha os mesmos itens de segurança que as versões de topo. Quer diferenciar as versões coloca motorização, perfumaria, os mimos internos, mas segurança deveria ser do mais pelado ao mais top da linha.

  • SK15

    Já não vende, segundo os números não passa de 800 vendas por mês, isso desanima (e me desanima), tenho um da versão mais nova com facelift e infelizmente não me agrada tanto como os colegas que possuem o mesmo carro, não sei é por causa da re-estilização mas era o melhor CxB quando fui comprar, hoje não digo o mesmo.

  • Bruno

    Gosto muito dos carros da PSA, mas fica dificil defender as marcas do grupo.
    O 208 a cada ano que passa fica mais pobre (melhor versão sem duvida foi a de 2016), 2008 sem esp nas versoes sem o thp, 308 e 408 praticamente mortos… Ja a Citroen ta seguindo pelo mesmo caminho com o c3 e aircross bem defasados. Ja passou da hora de atualizar o motor THP igual na europa com mais opcoes de cambios e potência e trazer o Puretech Turbo para os compactos. Fora o ESP para os compactos também.

  • oloko

    Porque essa economia no ALARME? Uma coisa tão simples de um carro ter hoje em dia. De resto o pior mesmo são os air bags laterais, mancada da peugeot, mas também brasileiro nem liga pra isso mesmo né

  • awatenor

    Já que a equipe de depenação estava empolgada, podiam ter tirado os vidros e travas elétricas, trocado o volante pelos de baquelite, rodas de aro 12″ com 3 porcas, bancos com estrutura de aço revestido de tecido (sem espuma, claro), vidros laterais bipartidos basculantes, tração só em um lado, freios só na dianteira, esguichador de bombinha de pé, limpador manual (com alavanca em aço inox!)….ah, me confundi…esse seria o Citrém du chevô…

  • Fernando W

    E o preço, vai ficar ”pelado” também?! Ai, ai…

  • Danilo

    podia aproveita o embalo e ja tirar de circulação…. rede de concessionarias fraca, atendimento mais fraco ainda e manutencao cara.
    dou graças a deus em 2013 nao deu negocio a compra de um 208 Griffe Zero pra minha mãe.

  • Roderick

    Pela lógica o 2008 virá mais pelado também…

  • Mario Souza

    Preço é o que vende! Então nada mais certo. Somente esse motor 1.2 já é muito melhor que qualquer outro carro vendido na liderança do país. É só colocar uma multimídia grande que já vende mais, o que está internamente ninguém liga.

  • Fabiano Navas

    Tira-se o excelente alarme ultrassom (aquele que dispara com qualquer movimentação interna, rebocamento do veículo, quebra de qualquer vidro ou abertura do porta-malas, por exemplo), por um alarme simples e que só vai disparar se quebrarem ou arrombarem uma porta (ou seja, quando abrirem a porta mesmo).
    Lembrou a Chevrolet quando fez isso na linha 2004 do Corsa, que trocou o ótimo sistema elétrico (igual do Europeu e da Meriva, que nunca foi mudado), para o do Astra básico (sem ultrassom). Nisso, o número de arrombamentos de fechadura do porta-malas e roubo de estepes e CDs (à época na moda esse tipo de roubo) dispararem absurdamente.
    Os ladrões agradecem, Peugeot do Brasil!

    • Jurandir Filho

      Como se bandido ligasse pra alarme, aliás, ninguém liga, se disparar um alarme no estacionamento, ninguém vai lá ver…

  • Leonardo

    Mas o 208 já perdeu o LED diurno desde a reutilização, como a matéria está dizendo que ele tem?

    • Luconces

      Como assim? Minha cunhada comprou um 0 em Novembro, vem com filete em LED.

      • Leonardo

        O LED do atual é invisível durante o dia, inclusive nem serve para fins de cumprimento da lei de faróis durante o dia. Antes de reestilização o led era mais visível e contava não só com esse filete que o atual tem, mas o com o DRL em led também, logo acima deste.

  • TijucaBH

    Contramão do mercado? Que nada, estão é certissimos. 90% dos consumidores nao compram carro, compram preço e compram taxa. Hoje a fórmula de sucesso é pegar um carro de 40 mil, colocar a tabela dele em 44 mil, anunciar ele com bonus de 3 mil e gastar os outros mil com custo de taxa zero.
    A Peugeot está mais do que certa, melhor ela tirar alguns itens dos carros e usar essa economia pra bancar uma tabela fipe ou taxa ou dar como bonus. Nao existe almoço gratis! Infelizmente poucos clientes comparam os carros de fato, itens que cada um tem e pra piorar, nao comparam fazendo test drive. Na verdade, muitas concessionárias nem tem essa cultura do test drive, ate preferem que o cliente nao faça pra nao tomar tempo do vendedor, gastar gasolina, etc. Alguns fazem test drive com carro do estoque afff.

  • Clayton Martins

    Ele ainda está sendo produzido?

  • Luconces

    Não entendi o título da matéria, fala-se que vai perder itens em todas as versões mas a versão de entrada trocou-se o tipo de alarme. Não foi retirado e deixado de ser ofertado.

    Os modelos Active Pack troca-se o alarme e perde-se o airbag lateral mas ganham:
    – câmera de ré,
    – faróis de neblina,
    – volante em couro,
    – rodas de liga 15”,
    – cruise control na AT

    Allure, mesma coisa pro alarme. Perde sensor de ré mas ganha câmera.

    Griffe idem, troca-se o alarme e perde itens como soleira, bolsas nos bancos e frisos.

    GT perdeu emblema.

    É isso mesmo produção?

  • Luis Gobbi

    compraram a OPEL e poderiam trazer pra nós, com certeza venderiam mais que esses modelos PEUGEOT-FALIDOS .

  • Luis Gobbi

    http://www.opel.pt/veiculos/opel-gama/veiculos-passageiros/astra-5-portas/indice.html
    olhem o novo ASTRA da OPEL. A PEUGEOT , dona da OPEL, podia trazer pra cá.

  • Bom saber. Coitado dos desavisados. Cada economia porca que vou lhe dizer. Seria melhor enxugar essas versões. 3 já estaria bom. Mas não.. éee brasil….

  • Antonio Carlos

    E que tal deixar o preço das revisões , ao mesmo valor da Citroën? Afinal são feitos pela PSA.

  • FocusMan

    Não achei nada demais.

    Estão alterando o catálogo colocando coisas que os clientes pedem. Estão tirando itens que o Concessionário pode instalar como acessório e fazer uma graninha.

  • Filipe

    E poderia enxugar mais um bocado que ainda seria “mais carro” que todos os demais na mesma faixa de preço.
    Quando algum amigo meu escolhe um modelo de carro zero para adquirir, minha pergunta é sempre a mesma: “Qual é o correspondente na peugeot?” e na maioria das vezes, os pjôzin dão uma surra.

    • Marcio

      Isso não é verdade, apesar do atendimento ruim hoje o polo é o melhor carro da categoria, não necessariamente o mais equipado mas é o melhor carro com folga, em segundo vem 208 e new fiesta.

  • Enrico

    Nossa que problema ele perdeu a sigla gt cara continua sendo um carro melhor e mais bonito que o polo tenho um 208 e um 2008 amoo melhor carro que já tive

  • Gabriel

    A guia de led presente nos faróis das versões Active até a Griffe AT NÃO são do tipo luz diurna (DRL) como mencionado. São apenas assinaturas em LED, com função de luz de posição (potência insuficiente para funcionalidade diurna). Luz diurna em LED apenas na versão GT, provida pelos 3 pingos de led situados acima da guia de led de seu farol.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email