China Peugeot Sedãs

Peugeot 408 2019 ganha atualização na China

Peugeot 408 2019 ganha atualização na China

O Peugeot 408 2019 se apresenta na China com visual atualizado. Lá, o sedã médio da marca francesa está em uma geração à frente do modelo vendido no Mercosul e feito em El Palomar, Argentina. Sobre a plataforma modular EMP2, o equivalente chinês é mais sofisticado e continua a linha evolutiva do produto.


Agora, o Peugeot 408 2019 vem com grade dianteira maior, o que provocou um alongamento do capô e mudança de seu desenho. Além disso, o para-choque ganhou um aspecto mais agressivo com entradas de ar maiores nas laterais e faróis de neblina em LED horizontais, enquanto o conjunto ótico principal mantém os projetores de LED com mais diodos emissores de luz para piscas e DRL.

Peugeot 408 2019 ganha atualização na China

Na traseira, a mudança mais radical no Peugeot 408 2019 está nas lanternas em LED, que agora ganham um aspecto esportivo com as três “garras do leão” sobre uma superfície decorada e de lente transparente com efeito 3D, que ainda tem repetidores de direção e luz de ré com lâmpadas comuns, mas com o mesmo acabamento.


Com 4,75 m de comprimento, 1,82 m de largura, 1,48 m de altura e 2,73 m de entre-eixos, o Peugeot 408 2019 apresenta também um interior bem sofisticado, com revestimento em couro perfurado e guarnições imitando madeira, além de vários detalhes em materiais metalizados.

Peugeot 408 2019 ganha atualização na China

A arquitetura é bem mais atual que o velho 408 argentino, incluindo a multimídia, volante, instrumentação (que ainda é analógica) e sistemas de assistência ao condutor, como monitoramento em 360 graus. Por lá, o Peugeot 408 2019 utiliza um motor 1.8 de desenvolvimento local com 139 cavalos e 17,5 kgfm, bem como o Puretech Turbo 1.2 de 136 cavalos e 23,4 kgfm ou 1.6 THP com 167 cavalos e 24,5 kgfm.

A transmissão pode ser manual ou automática, ambas com seis velocidades. O Peugeot 408 ainda é vendido junto com o 308 Sedan, que é um modelo menor, evoluído a partir do 308 europeu, que também é fabricado na China. Como a presença da marca francesa é grande naquele mercado, a PSA não se intimidou em investir pesado na região, criando mais produtos localizados, especialmente da Citroën e DS.

Peugeot 408 2019 ganha atualização na China

Por aqui, o Peugeot 408 segue seu curso junto com o 308, ambos na geração anterior, que utilizam a plataforma “mutante” PF2, sendo também são produzidos ainda na Rússia. Aqui, restou apenas o 1.6 THP Flex com até 173 cavalos e 24,5 kgfm, além de câmbio automático de seis marchas. Apesar da boa oferta, com versões Business e Griffe, a dupla já está fazendo hora extra na região.

Por ora, não se sabe dos planos da PSA para substitui-los, mas a plataforma modular CMP deve ser a resposta para isso, pois poderá gerar modelos maiores, que atenderão melhor ao segmento médio, que está morrendo por aqui, mas ainda resiste bem na Argentina.

Peugeot 408 2019 – Galeria de fotos

Peugeot 408 2019 ganha atualização na China
Nota média 3.8 de 6 votos

  • Contador

    Quase impossível de vir! É triste ver como o Brasil é visto pelas montadoras, e o governo também não ajuda. O nosso mercado, grande parte é composto de REFUGO!

    • Jurandir Filho

      Carro lindo, mas é difícil a Peugeot trazê-lo pra cá, primeiro que sedan só Corolla (isolado na ponta) e civic e cruze disputando migalhas, o resto não vende, isso sem contar o preconceito (“francês não presta”) do brasileiro médio, por mais que o carro seja mais barato e tão bom ou melhor que os citados acima…

      • Contador

        Infelizmente Jurandir!

    • fsjal

      no caso do 408/308 eu até entendendo a Peugeot não querer investir.
      investir nesse segmento é jogar dinheiro fora. a categoria de hatches morreu. Nem o golf deu jeito, não será o 308 que o fará.
      sedan médio só vende corolla. tem outros ótimos produtos, mas só querem saber de corolla. então que fiquem com o corolla

      a peugeot vai investir em suv mesmo que gera mais lucro.

      • Contador

        Mas quem sabe se a Toyota trouxesse o Corolla hatch, e juntamente Peugeot e Ford trouxesse 308 e Focus, acho que o mercado daria uma aquecida.

        • fsjal

          Acho difícil. Pelo valor que se cobra dos hatches médios (na casa dos 100 mil) o pessoal tá preferindo SUV compacto, mesmo sendo um carro tecnicamente inferior.

          Só pegar as vendas dos médios e comparar com Creta, Kicks, HR-V, Renegade e afins

          • Contador

            Infelizmente é a pura realidade!

          • fschulz84

            Sim… O grande problema dos hatches médios é o preço que chegou… Normalmente, os hatches sempre foram associados a um público mais jovem, que procura um design mais esportivo e não faz questão de tanto espaço interno nem porta-malas. No máximo um casal jovem, sem filhos ou com 1 filho só poderia ser o público-alvo.

            Porém, quem deste público mais jovem possui o valor que este segmento chegou?

            E infelizmente, mesmo eu odiando isso, quem possui este valor para comprar um automóvel acaba preferindo os crossovers (me recuso a chamar de SUV e sempre me recusarei) por uma falsa sensação de ser de um segmento superior, somando a maior capacidade de porta-malas e altura do solo…

            • Matthew

              Justamente, não acho que seja culpa do consumidor. As montadoras decidiram que de médio pra cima é modelo de luxo no Brasil. Se de fato houvesse rejeição aos sedãs, Prisma, Cronos e Virtus não venderiam razoavelmente bem. Cruze e Civic já venderam acima das 3/4 mil unidades mês, mas hoje os preços estão estratosféricos. Preferem vender SUV compacto pelo preço de carro médio.

            • fsjal

              Na verdade não é o preço dos hatches, e sim o preço de tudo.
              O preço dos hatches médios acompanhou a crescente que todas as categorias tiveram.

              A diferença é que um SUV montado numa plataforma e com acabamento de compacto, custando o mesmo que um médio, que tem um refinamento muito melhor, gera mais lucro pra montadora, e querendo ou não, esse é o segmento da moda agora. O pessoal quer SUV, não tem jeito.

              • fschulz84

                Sim, exato… Os hatches acompanharam, mas o público-alvo dos hatches, não acompanharam esta crescente…

                Na década passada, o cara de 25-26 anos, já formado e com um bom cargo em uma empresa, poderia comprar um Astra, Focus, Golf… Me lembro um conhecido em 2002, tinha uns 24 anos e comprou um Astra Sport, era tipo a realização de um sonho…

                Atualmente, além da defasagem de empregos, o mesmo jovem de 25 anos, se empregado, compra no máximo um HB20, isso quando já tem um poder aquisitivo razoável…

                Ai o cara lá nos seus 32 anos, casado, com 1 ou 2 filhos, que possui condição financeira para comprar um hatch médio… Inicialmente, uma minoria sabe diferenciar segmentos, saber que um crossover é feito na base de um compacto e etc… Ai ele vai em uma concessionária, tá lá o hatch lindão, motor turbo, acabamento soft touch, esportividade e etc… Ai ele vê a altura do carro e já lembra das valetas… Ai ele vê o crossover lá, com pintura da carroceria de uma cor, teto de outro, altão… Em qual ele vai? No crossover, claro!

            • Miguel

              Pois é, a estratégia das montadoras foi igualar tanto o preço dos hatches e sedãs médios a carros de luxo que a canibalização não aconteceu com modelos similares, se virou para os SUVs! Só que os SUVs estão levando vantagem.
              E claro que esses consumidores médios não querem dar 110 mil num Corolla ou outro q seja, se tem um Jeep Compass por quase o mesmo preço! (Generalizando um pouco, mas a realidade parece essa…)

              • SUV é uma mentira que dá certo. Sorte minha que vi, lado a lado, um Civic Sport e um HR-V EXL, pelo mesmo preço.
                Deu para cair em si, antes de fazer a besteira de comprar o carro “altinho” por ele ser bem arrumado.

          • Martini Stripes

            Aí é uma questão de propaganda também.
            As montadoras encontraram uma forma de lucrar mais com plataforma compacta. Por que vender mais do que dá menos lucro?

            Não vejo propaganda de médios. Apenas de SUVs

            • fsjal

              aí a gente cai naquela teoria da tostines. Vende mais pq é fresquinho ou é fresquinho pq vende mais?
              Propaganda é cara também… as vezes eles preferem fazer propaganda daquilo que é certo que vai ser vendido. Preferem investir melhor a verba.

              • Martini Stripes

                “A lot of times, people don’t know what they want until you show it to them.”

        • Diego Lip

          Há rumores da vinda do Corolla hatch para o Brasil, mas na versão híbrida.

    • catucadão

      carro é fantástico e essa cor é linda

    • Felipe Silva

      Não vem por causa do nosso mercado, muito preconceito com os franceses, o consumidor brasileiro nao merece os carros da franceses.

  • Piston head

    Melhorou tipo uns 200% esse painel…

    • Note-se que ainda não é o “Cockpit 2.0”. Parece que “emprestaram” do 508 de geração anterior.

      • Piston head

        Mas ainda é mais interessante que o atual com aquelas 3 saídas de ar centrais.

  • EMJ

    A Peugeot provavelmente não irá mais apostar nesse segmento. Ainda nao tem expressividade e confiabilidade que o segmente exige. Acredito que o melhor caminho para a marca retomar crescimento seja focar nos crossovers e Suvs que hoje trazem uma rentabilidade muito maior. Só que pra isso dar certo a Peugeot precisa fazer melhor a lição de casa e oferecer o que o consumidor quer: cambio automático disponivel, especialmente para a versão top de linha. Até hoje nao entendo como não disponibilizaram desde o lançamento do 2008 o motor thp com cambio automatico! Era um carro que tinha tudo para ter feito mais sucesso, mas que já esta cansado. Se não investir logo numa atualização ou nova geração “mais altinha” vai de novo amargar resultados fracos na regiao…

    • Jurandir Filho

      Não cabe o aisin com motor 1.6 thp nas plataformas compactas, tanto é que o C4 cactus teve que ser alargado, a solução pro 2008 é trazer o 1.2 turbo

      • Andre L W

        Uma mentira contada várias vezes se torna “uma verdade”. O que não cabia na plataforma PF1 (208, C3, 2008 etc) era o antigo AT6 (que veio ao Brasil nos anos 2012/2013 no 308/408). Porém, na linha PSA desde 2015 existe o EAT6 e que cabe na PF1. No exterior, até hoje a plataforma PF1 só possui o 1.6THP como manual (esportivos), enquanto a combinação mais potente com versão automática usa o motor 1.2THP. Logo, a combinação “PF1+THP1.6+EAT6” não é algo “mundial”, mas que só haveria oferta (na época) em um modelo quase que específico para o Brasil (a versão topo do 2008), local em que as vendas da PSA são pífias comparativamente a outros países. Vale lembrar que mesmo na América Latina (local que seria vendido o 2008 brasileiro) não há essa demanda pela versão automática – portanto, não havia interesse em investir. Só para constar, esse mesmo EAT6 já foi lançado ano passado na plataforma PF1 (208, C3 e 2008) nas versões 4 cilindros aspiradas (apesar de o 1.6 aspirado ser da família EC5, não há grande diferença de dimensões para o 1.6THP). Logo, o problema nunca foi a plataforma, mas sim do custo de adaptação/ homologação e o benefício (não alteraria substancialmente as vendas, segundo acreditava a PSA). O EAT6 deve chegar em breve ao 2008 THP.

    • Andre L W

      Não disponibilizaram desde o lançamento o 2008 THP automático porque seria uma versão quase que exclusiva para o Brasil (onde a PSA vende muito pouco), não valendo o investimento para criar a versão. Os demais mercados que recebem o 2008 brasileiro não têm exigência de versão automática (algo mais comum no Brasil).
      E a plataforma PF1 (2008, 208, C3, Aircross) não possui no exterior a combinação “1.6THP+cambio automático”, sendo que todos veículos PF1 com 1.6THP são “manual”, enquanto o EAT6 está ligado ao 1.2THP como motor mais potente nessa plataforma.

  • Marcelo Martins

    Bonito, não virá para cá pois até o atual a Peugeot já parou de vender … já saiu do site !! tenho um 408 e estou muito satisfeito, carro grande, confortável, prazeroso de dirigir, ágil e potente mas qdo for trocar não vai poder ser por outro 408 … infelizmente !!

  • Donald Acap Acap

    Com um thp a um mês, comprado 0km, estou me preparando psicológicamente pra tentar ficar com ele o maior tempo possível, já que no mercado que eu adquiri ( PCD ) nunca mais se terá um carro tão bom, prazeroso e bem acabado. Qual outro carro do mercado PCD, e até sedãs normais se chega a 150km por hora a 3200rpm, só os tsi e talvez Civic e cruze turbo, o resto só importado.

    • José Barbosa

      Pois é… se fosse para hoje comprar um carro 0km, iria fácil de 408. A despeito do painel “antigo” que tanto falam, tem uma mecânica que dá um banho no segmento e custa 30% menos. Se for para ficar um bom tempo, dá para dar conta da desvalorização. O f… é que aqui onde moro, a título de exemplo, um a dois meses de espera para chegar, mesmo para consumidor que não usa o benefício de PCD.

  • Mayck Colares

    O 308 sedan da China é um dos sedans mais bonitos da atualidade. Esse aí a dianteira é bonita e a traseira já parece antiga, não conversa. O interior tb não tá legal.

  • Rodrigo

    350 THP?
    Esse 350 não deve ser NM para o torque (pelo menos não no motor 1.6 THP), o que será então?
    A título de comparação, 350 NM é o torque do motor 2.0 TSI da VW – Audi (Tiguan R-Line, Passat, Golf GTI,…)

    • Jurandir Filho

      O 308 GTi 1.6 thp tem potencia de mais de 200cv e torque de quase 34kgmf, vai ver arrendondaram

  • Fanjos

    Pelo menos lá eles usam um volante com comandos em cima do volante e não atras como é feito aqui e era feito no inicio do seculo

    • MonHoe

      É muito mais intuitivo, você acaba se acostumando e nem olha pro volante pra usar as teclas, tive dois Renault com esse controle

      • Esquilo Tranquilo

        Tive um renault e um pug com esses controles e acho horrível, nada ergonômico.

      • Jurandir Filho

        Também acho, depois que acostuma é bem melhor que os controles no volante que pra mim só são esteticamente mais bonitos

  • Valber Santana Coelho

    Gostei muito. Só acho que o painel poderia ser padrão i-cockpit. Pena que as chances de chegar no mercosul são pífias. O 408 do meu pai está firme e forte e uma nova geração aqui seria uma boa opção de troca.

  • Que carro bonito… pena que a categoria de sedãs médios por nossas bandas está tomando o mesmo rumo dos hatches médios, acabando aos poucos.

  • Guilherme Ferreira Lucio Lemes

    Fala da maior mudança no visual sendo a traseira do carro e não mostra ela direito…não intendo!

  • Zé Mundico

    A PSA está certíssima em investir no mercado automotivo chinês, um mercado muito maior e que lhe dá muito mais retorno financeiro do que o limitado mercado brasileiro, restrito a modelinhos populares e alguns médios pelados. Infelizmente nosso nível econômico como país e sociedade não permite modelos mais tecnológicos e caros, salvo honrosas exceções limitadas a um público bem reduzido.
    Sempre desconfiei que a PSA nunca considerou o mercado latino-americano prioridade.
    A maior prova é que Peugeot e Citroen se fixaram na Argentina e NUNCA tiveram interesse em desenvolver modelos no Brasil, que SEMPRE foi considerado um mercado alternativo, e com toda razão.
    E sedã já passou, quem quiser que goste ou deixe de gostar. Pessoalmente prefiro um bom suv do que um sedã. E olha que já tive um 408 e adorava o bicho…

    • Jefferson Ferreira

      Por incrível que pareça o mercado chinês é mais aberto que o brasileiro! Aqui além do mercado fechado e cartelizado tem a incerteza política e a insegurança jurídica!

      • Matthew

        O mercado chinês exige cláusula de joint venture pra produzir no país e não tem nada de aberto. O fato é que se trata do maior mercado automotivo do mundo com 25 milhões de unidades anuais, logo tem escala pra viabilizar qualquer coisa.

        • Cosi fan Tutti

          Esta clausula ja esta pra ser suspensa e ate 2020 já não existira mais. O mercado chines esta caminhando pra ser tao liberal quanto o americano ou europeu, e competitivo.

          • Matthew

            Ah tá…

  • Baetatrip

    Belos motores!
    1.2 e 1.6 T com diferenca de 1.1 kg de torque?!
    SUV dominou o mercado infelizmente….. Ninguem compra bons Hatch/ Sedan/ SW para pegar SUV..!

  • Dante Alighieri

    O carro ficou um espetáculo. A Peugeot tem lançado um carro mais bonito que o outro. Desde o 3008 ela tem acertado em quase todos os designs. O que ela tem de carros lindos, a irmã Citroen tem daquelas porcarias feias e sem graça. Uma pena que a PSA meio que desencanou do Brasil, já que está difícil de reverter a péssima fama que os franceses tem por aqui. Talvez trazendo a Opel sem mencionar que é do grupo PSA e que utiliza as plataforma e motores do grupo, vendendo como se ainda fosse uma puro sangue alemã, pelo menos tornasse a operação mais rentável (brasileiro é bem saudosista com a Opel e os modelos atuais são atraentes o bastante para isso) e permitisse a própria Peugeot a se arriscar mais e trazer esses modelos pra cá mesmo que como carros de baixo volume (408 / 508).

  • Miguel

    Se esses a gente não vai ser, imagina trazerem o 508 e sua belíssima perua!

  • Seria um excelente substituto para o atual 408. Nem precisava do 308, nesse caso.

  • Robinho

    que carro lindo!

  • Yo soy Yo

    Que carro lindo!

  • Natán Barreto

    Esse painel parece dos VW atuais.
    No geral achei o design velho. O 508 novo ficou tão bom q deixou a linha toda envelhecida, com exceção dos SUVs novos.
    Mas acho que poderiam ter ousado mais

  • Mr. On The Road 77

    Nem se viesse todo em ouro 48k com o melhor motor do mundo teria vendas razoáveis no Brasil.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Pode ter certeza que essa plataforma nova pra América do Sul vai servir pra produzir um hatch e sedan compacto e pelo menos um SUV compacto derivado desses dois. Adeus 208 e 2008

  • Razzo

    Da série “emenda ficou pior que o soneto”… Quanto mais mexe, mais fede…

  • Pedro K

    Mais um belo PEUGEOT! Nada além da rotina.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email