Europa Mercado Peugeot Sedãs

Peugeot 508 2019 não está nos planos para o Brasil, segundo a marca

peugeot-508-2019-oficial-5 Peugeot 508 2019 não está nos planos para o Brasil, segundo a marca

Atraente, o Peugeot 508 2019 chamou a atenção de muita gente por conta de seu estilo realmente inovador para a marca francesa. Com carroceria fastback, o modelo chegou para substituir a geração anterior, que tinha uma missão mais tradicional, que era de ser o sedã (e perua) topo de linha do fabricante.



Mas, agora o Peugeot 508 2019 tem uma missão mais individualista, buscando clientes jovens e com uma proposta de melhor performance e dinâmica de condução. Já presente em vários mercados da Europa, o fastback não está nos planos da marca francesa para o Brasil, de acordo com a empresa. O objetivo da Peugeot no momento é fixar-se bem no segmento premium com uma dupla de utilitários esportivos, que pertencem ao segmento que mais cresce no mercado.

peugeot-508-2019-oficial-5 Peugeot 508 2019 não está nos planos para o Brasil, segundo a marca

Com os crossovers 3008 e 5008, a Peugeot neste momento não pensa em outros segmentos que não sejam o de SUV. De acordo com a marca, o 508 teve seu momento no mercado brasileiro, quando foi oferecido como o maior e mais caro sedã da empresa, sem muito sucesso em termos de vendas. No caso da nova geração, o produto acabaria esbarrando em modelos de luxo da Audi, BMW e Mercedes, o que acabaria prejudicando suas vendas por causa dos alemães.



Então, por ora, o Peugeot 508 de nova geração não será acrescentado ao portfólio brasileiro, que centrará suas forças também na dupla 208 e 2008. Como se sabe, os modelos 308 e 408 são oferecidos apenas para venda direta e clientes PCD. A empresa também está focada em atualizar a gama de comerciais leves, que já recebeu o furgão Expert e em breve o maior Boxer, de nova geração. Por fim, a empresa promete mudanças profundas no Partner, que provavelmente será a versão local do Rifter europeu.

peugeot-508-2019-oficial-5 Peugeot 508 2019 não está nos planos para o Brasil, segundo a marca

No mercado europeu, o Peugeot 508 2019 apareceu como um modelo menor, medindo 4,75 m de comprimento, 1,86 m de largura, 1,40 m de altura e 2,79 m de entre-eixos, o modelo ganhou um aspecto mais fluído e um porta-malas com tampa integral como os rivais Volkswagen Arteon, Kia Stinger, Skoda Superb e Opel Insignia, por exemplo.

A plataforma é a mesma EMP2 modular dos 3008, 5008 e Expert, já oferecidos no mercado brasileiro. Na mecânica, a nova geração do 508 utiliza o motor Puretech Turbo 1.6, que é a versão atualizada do atual Prince, que conhecemos como THP. Com as alterações mecânicas, o propulsor ficou mais eficiente, entregando 180 ou 225 cavalos, este último com 30,6 kgfm. O câmbio é automático Aisin com oito marchas. Pela primeira vez, a tração integral é oferecida no modelo, assim como suspensão traseira multilink. Uma variante perua deve chegar em breve.

Peugeot 508 2019 – Galeria de fotos

COMPARTILHAR:
  • Matthew

    Esperar que um sedã médio-grande como esse viesse ao Brasil seria muita ilusão mesmo. Passat tem tradição muito maior no país e não vendeu nem 600 unidades em 2017. Porém, esses malditos SUVs estão ameaçando seriamente o segmento de médios. Absurdo a linha 308/408 não receber atualização alguma e ainda por cima serem ofertados exclusivamente por venda direta.

    No caso da VW, acho que o Polo enterrou de vez o Golf. Capaz que nem a re-estilização venha mais. Embora o compacto seja realmente bom, nunca alcançará o nível de acabamento do Golf, além da perda de diversos itens.

    • Luciano RC

      A linha 308/408 nunca vendeu bem e agora vai vender menos ainda. Tem o 2008 (poderia ganhar um banho de loja e melhorar as vendas) e acima dele o 3008/5008.

      Em breve a PSA vai produzir o C4 Cactus e acho que até o Lounge morre.

    • th!nk.t4nk

      O preço de lançamento do 508 na Europa é exatamente o mesmo do Passat, ou seja, acima de Fusion e Insignia. Pra mim a Peugeot enlouqueceu, ela nao tem condiçoes de competir com o líder de mercado. Imagino que em breve comecem a dar descontos muito agressivos, caso contrário o carro vai micar novamente.

      • Luciano RC

        Olha…. eu já andei no 508 que foi vendido aqui e posso dizer: Qualidade e conforto para competir ele tem. O que não vai ter é potencial para briga por falta de tradição da Peugeot.

    • joao vicente da costa

      O pior que no mundo inteiro a classe dos sedãs médios (mid-size) está encolhendo – de modo significativo nos EUA e menos acentuado na Europa, mas o movimento é nítido nesse sentido em todo canto…

    • Costarlc

      Concordo. Essa demanda por SUVs destruiu todos os outros segmentos.

      • André Luis Versiani

        Nem as italianas aguentam mais a pressão dos SUV.

    • RRodrigo Souza

      se a VW matar o golf com o polo , ela poderá fazer uma nova versão do polo com melhores acabamento e talvez uma potencia a mais para ficar no lugar do golf por um tempo

      • EDUARDOTEIXEIRA KULL

        Mas que, DE FATO, NUNCA será um modelo médio. Acho curioso acharem que Polo substitui Golf ou que Virtus compete de igual para igual com Cruze, Civic e Corolla. Se o VW tem maior entre eixos do que outros do mesmo segmento, É PORQUE A MARCA ASSIM O QUIS, mas isso não qualifica estes modelos a subirem de categoria. Quando a Fiat tentou isso com o Linea, a grita foi geral e agora, querem que valha o mesmo subterfúgio para os modelos VW. Não dá.

        • Mayck Colares

          Concordo com vc, é exatamente a mesma história da Fiat com o linea, só pq é vw vai colar?

        • RRodrigo Souza

          não informei que vai substitui, só informei se caso a VW tire de linha o golf, ela pode muito bem lançar uma versao com produtos de mais qualidades luxo interno, e mais potente, para ficar até achar um substituto para o golf ,

        • Gil de Piento

          Onde vc viu gente equiparando o Virtus ao Corolla? Naquele site de fanáticos por VW?

    • Raphael Pereira

      Absurdo? Nao é culpa da marca, ela esta focando no que o publico quer comprar, o povo quer SUV? Tome SUV. Investir em um segmento morto ai sim seria borrada. 308/408 Estao prestes a sair de linha no Brasil.

      • Luciano RC

        Pelo que parece… Peugeot no Brasil vai se resumir a 2008/3008/50008. Acho que no máximo fica o 208.

        • Tommy

          Até 2020 vai sair o 1008, talvez role também um sedan esticado substituto do atual 301

          • Luciano RC

            Duvido que a Peugeot traga o tal sedan esticado. No máximo fica com o 208 que tem mercado ainda por aqui.

            • Jurandir Filho

              208 fica, ainda vende razoavelmente bem e ainda tem mercado pros hatchs compactos, o segmento dos médios que já era

    • Ric53

      Eu vejo tão poucos Golf na rua que posso afirmar que a proporção de GTI’s que encontro no meu dia a dia é a mesma ou até maior do que a de tsi’s.

    • Gran RS 78

      O problema do Passat vender tão pouco se deve ao preço completamente fora de noção da VW, que cobra mais caro que um Audi A4, Mercedes C180 e BMW 320. Se ele tivesse preço de Fusion, iria vender bem mais.

  • Bruno Alessandri

    É uma decisão acertada da Peugeot. Embora interessante, o carro seria um fracasso em vendas no Brasil.
    Ontem vi um 3008 branco nas ruas, o carro é lindo. Uma nova geração do 2008 e do 208 tem tudo pra tirar a peugeot Brasil do buraco.
    Ainda, se especula sobre o 1008, um “SUV” super compacto que, se seguir as mesmas diretrizes de design, fará sucesso.

    • Mr. Pereba

      Infelizmente tenho que concordar que a decisão é acertada. O povo quer SUV, e a Peugeot não consegue se desvencilhar do estigma de carro francês que desvaloriza e tem pós venda ruim. Muito embora há algum tempo isso não represente mais a realidade (vide 208 com desvalorização abaixo da média e a reformulação das concessionárias juntamente com o programa Total Care, que mudou o pós venda da água pro vinho), isso também afeta as vendas do 508. Lançar no mercado brasileiro uma nova geração do 2008 fortemente inspirada no 3008 com motor 1.2 puretech turbo seria uma opção infinitamente mais interessante em termos de estratégia.

      • Bruno Alessandri

        Sim, todos em nova geração, acredito ser uma boa linha de vendas da Peugeot, desde que entregue o novo motor 1.2 turbo puretech e tenha preocupações básicas com segurança: 208/1008/2008/3008/5008.
        A Fiat já ensinou o que não fazer com o Argo e a VW ensinou o que deve ser feito com o Polo. Se a Peugeot souber ler o mercado, ela ressurgirá, pois seus carros estão cada vez mais interessantes, já a concorrência está cada vez mais sem graça e parecida.

      • Schack Bauer

        Concessionária em Brasília é top.

        • Jurandir Filho

          Concordo, nunca tive problemas

  • 💀GHOC💀

    trazer a preço de ferrari é melhor ficar por lá mesmo

  • th!nk.t4nk

    Então a Peugeot pretende lançar SUVs premium? Se pretendem mesmo entrar nesse segmento, são corajosos. Vamos ver o que vem por aí. Estranho que nao vi notícia sobre isso em nenhum outro lugar.

    • Luciano RC

      Falam até de um 1008. Mas antes disso, ela precisa melhorar bastante o 2008. Ele tem tudo para vender bem, só falta ela querer.

      • th!nk.t4nk

        Aí sim! Eu gostava do 1007. O visual era bem estranho, mas a porta de correr num sub-compacto é muito útil! Já vi gente entrando e saindo de vaga que seria impossível com qualquer outro carro! Poderiam voltar com ele, mas caprichando mais no visual externo, seria show!

        • Luciano RC

          Viria completamente diferente… num modelo SUV e para brigar na faixa de preço de 55-80 mil reais. O 2008 na faixa dos 75 mil a 110 mil reais e o restante como está.

      • Gil de Piento

        Se ele tem tudo para vender bem, em quê precisa ser “bastante” melhorado? Não entendi.

        • Luciano RC

          Precisa melhorar os equipamentos e mecânica. Com isso acertado, tem tudo para brigar forte no mercado. Hoje, é mais bonito.

    • Gomes

      SUV Premium para o nosso mercado, não o europeu. Ou seja, 3008 e 5008. E, de verdade, acho que eles falam Premium para se descolar da imagem de carros mais populares como 206, 207, sem pretensões de serem Mercedes, BMW, etc…

  • Feliphe Santos

    Tá é certa a Peugeot, trazer pra quê? Vender 50 unidades por ano? O povo brasileiro quer SUV.

    • RRodrigo Souza

      até o 5008 o volume de vendas é baixo por mes, acredito que a meta é de 150 unidades por mes , se o planejamento deles for bom , e eles alcançarem essa meta ou superar ,teremos que dar parabens para a marca . diferente de marca concorrente que faz meta de carro popular de 6 mil vendas mes e só vende 4 mil e pouco 5mil no maximo

      • Luciano RC

        A meta dele é baixa porque a marca tem menos de 40 revendas e falta tradição no mercado. Hoje, o 5008 é mais interessante até que o Equinox.

        • RRodrigo Souza

          sim, mas estou informando que se a media de vendas é 150 e eles conseguirem vender 150 mes ou passarem essa media, eles podem agradecer a toda a equipe e clientes, pois a fiat com o argo tinha meta de uns 6 mil e nunca chegou a bater a meta dela,isso significa que tem alguma coisa errada nas contas delas ou alguma outra coisa entende.

          • Luciano RC

            São modelos completamente diferentes. Convencer 150 clientes a comprar esse modelo nem é tão complicado, depende mais da Peugeot do que do mercado.
            Agora convencer 6 mil pessoas todo mês a comprar o Argo envolve até o trabalho da concorrência.

            • RRodrigo Souza

              mas a diferença de preços sao enormes .mas falo no quesito meta , por exemplo eu monte uma loja e minha meta é de 150 unidades por mes, se eu conseguir vender essas 150 significa que não vou sair no prejuizo, se minha demandar de produto for apenas de 150 e eu nao conseguir entregar mais significa que o cliente deverá aguardar um pouco mais, o melhor é não ter prejuizo de produto estar parado entende o raciocinio.

      • Gil de Piento

        Todos os sites e revistas explicaram que haveria limite de oferta do 3008 no Brasil por causa da limitação de capacidade da fábrica que o produz.

        • RRodrigo Souza

          mas se essa marca for alcançado e baterem essa meta eles estaram contentes isso que eu quero dizer, o importante é eles não ficarem com os carros parados sem vender

  • eduardo_

    fala para a peugeot que ficar plagiando a Lexus nao é nada legal. LEXUS É LEXUS, peugeot é peugeot.

    • Calibra vermelho 95

      hein???????

    • Jurandir Filho

      cuma?

  • invalid_pilot

    Seria burrice vender sedan desses em um mercado que vende só SUV e Corolla inflacionado.

  • pedro

    Lamento, mas este carro não tem nada de fastback. Pessoal precisa rever os conceitos de cada tipo de carroceria.

    • Debraido

      Corre lá e avisa o resto do mundo.

      • pedro

        ????

    • Marcus Inoue

      Vc viu como funciona o porta malas?

  • fsjal

    Certa a Peugeot.
    Segmento de SUV enterrou as SW, está enterrando os hatches médios e está começando a derrubar os sedans.

    Trazer o 508 no Brasil pra brigar com o Fusion, que vem do México, é micar outro carro, justo num momento em que a marca está fazendo um forte trabalho de reposicionamento.

    • Munn Rá : O de Vida Eterna

      Acho que está para nascer algum modelo de carro tão impactante como SUVs

      Está ” matando ” vários outros tipos de carros e ficando popular até na Europa

    • Vattt

      Com relação as peruas, acho que enterrou apenas no Brasil. Mundo a fora e principalmente em mercados desenvolvidos a perua tem público (você vai ver logo logo a 508 SW!!! Brasil apesar do grande território é bem pobre financeiramente, dai as compras se limitam aos carros que vendem mais para não se perder muito e assim vai.

      • Matthew

        Só na Europa as peruas ainda são fortes. Nos EUA quase não há opções deste tipo de carroceria. Dá pra contar nos dedos o número de modelos disponíveis por lá, sobretudo entre as marcas generalistas.

      • fsjal

        As SW são fortes na Europa, por questão cultural.
        Pesa também o fato de que tanto lá quanto nos EUA, as montadoras têm condições de manter uma gama muito variada dos seus carros.

        Diferente daqui, onde as montadoras precisam escolher a dedo seus lançamentos pra fazer valer o investimento.

    • Gil de Piento

      De fato, o grande problema do 508 em sua última aparição no Brasil foi o preço perante a concorrência. Ele competia com Azera V6, mas tinha um motor bem menos potente que seus concorrentes.

      • fsjal

        o 508 era bem completo e tinha um preço competitivo… mas um carro desse porte pede um motor com desempenho melhor, já que ele brigava com Azera V6, Fusion Ecoboost e Passat 2.0 TSI

  • fschulz84

    Aguardo ansiosamente pela SW desta geração do 508, mesmo que seja só pra ver por fotos!

    Acho que tem tudo pra sair a mais bela SW deste segmento.

  • EDUARDOTEIXEIRA KULL

    Falam que “O POVO QUER SUV”. Não é bem assim. Há sim um grande público iludido com os pseudo-SUV’s que, em um momento de verdadeiro aperto, não vão mesmo cumprir o que prometem. Pessoalmente, acho que tal ilusão em algum momento vai refluir. De mais a mais, existe uma fatia de pessoas que preferem/precisam de sedans verdadeiros, hatchs médios reais, etc. Pode ser um segmento hoje pequeno.

    • Gil de Piento

      Não creio que alguém compre um HRV ou um Kicks ou mesmo um Compass pensando em usar off road. Compram por design, por espaço e posição de dirigir.

  • Schack Bauer

    Entrei num desses do modelo anterior, que tinha aqui no Brasil. A primeira coisa que me chamou a atenção foi a maciez e qualidade do couro dos bancos, muito maior que o de um audi a3/a4, por exemplo.

  • EDU

    Certa a Peugeot porque se traz ninguem compra.
    E o caso do antigo 508 um carro excelente que voce ve pela faixa de 53 mil em diante no mercado de usados e mesmo assim ninguem compra pelo preconceito com as francesas.

  • Vattt

    Claro, carro para primeiro mundo!!! Como Brasil é terceiro, tem de se contentar com gambiarra e a sociedade aplicada a força pelos tributos do governo que ultrapassam os 40% em cima do valor praticado.

    • Gil de Piento

      Engraçado, então por que ela traz 3008 e 5008?

      • Vattt

        Lembre-se, S.U.V.!!! Brasileiro é limitado a Corolla medíocre de “150 mil” quando o assunto é sedã.

  • afonso200

    quem teve o 508 sabe que era otimo, só perdia em alguns detalhes pro F. Fusion

  • Bruno Costa

    Quem manda é o mercado, o povo quer pseudo-SUV pra fazer off-road em rampa de shopping? Soca pseudo-SUV. E isso não é só no Brasil (antes que venham com aquele argumento mimimi de ruas e estradas ruins) é no mundo todo. Todas as marcas estão focando em pseudo-SUV e fazendo outros modelos quase como complemento de portfólio. Se viesse ia ser caro pra caramba com os impostos e quem tivesse dinheiro não ia comprar mesmo. Então é um belo carro pra ver as fotos na internet e só. Logo, logo nem nos EUA vão vender esse tipo de carro, a Europa será o último bastião de sedãs, peruas e hatches médios e não se sabe por quanto tempo.

  • REDDINGTON

    Certa tá a Peugeot…Ia passar vergonha com as vendas pífias. Igual certas marcas que investem em esportivos de verdade…o povo quer por que quer, mas na hora de comprar…ninguém compra.

  • Marcus Vinicius

    O 5008 deveria ganhar mais potência já que é tão grande !

  • Luiz de Assis

    Bonito! Bonito! Bonito e com certeza melhor que os “bem vendidos” daqui.
    Decisão acertada da Peugeot.
    Trazer um carro desses pro Brasil pra que?

  • Felipe Alves

    A Pejô só faz m**da! Em 2001 colocou o motor 1.0 no Clio no 206, fazendo assim o único 206 1.0 do mundo! Motivo de riso e escárnio do resto do mundo. Anos depois travestiu o 206 de 207 e vendeu o único “207 fake” do mundo! Mais riso e mais escárnio! Em 2013 resolveu se auto intitular “premium” e trouxe o único “208 premium” do mundo! Mais riso e mais escárnio! Agora perdeu uma boa oportunidade de sair de mediocridade com um carro bonito e decente! Por isso que essa marca quase não vende e é detestada e rejeitada no meio automotivo.

    • Pra uma marca tão detestada e rejeitada como você diz, até que ela não tá ruim… Já são mais de 100 anos de mercado rs

      No mais, tem seus erros como todas as outras.

    • Allan Barcos Taveira

      Hater é f*da!
      É óbvio que seria ótimo esse carro vir pra cá, mas pra que uma empresa traria um modelo que mesmo fazendo sucesso para seu público não venderia uma quantidade expressiva!? ainda mais em um segmento que não está em crescimento em vendas.
      A fabricante quer e tem que ter lucro, então ela não vai fazer algo que não seja favorável à ela. Quem sabe num futuro seja viável trazer o 508 para cá…

  • Gil de Piento

    O 3008 tem limite de unidades disponíveis no Brasil por conta do limite de produção da fábrica francesa. Por isso as vendas limitadas. No mais, talvez os piranhos, safados e cadelos dos diretores da marca possam explicar as decisões comerciais.

  • Luis Burro

    Eu não entendi até agora o da parte inovadora.Só a frente com estes faróis “chifrudos”(ironicamente à Renault),pq parece seguir o estilo iniciado no 208.

  • Luis Burro

    508,o q aconteceu com o 408?Gostava do 607.

  • Marcus Inoue

    Pela primeira vez eu vejo comentário coerentes nas notícias relacionadas à PSA da NA. Não li todos os comentários, mas nos que li, não vi o mimimi de carro frágil, pós-venda e desvalorização…. De gente que nunca teve um PSA.

    Sou proprietário de um 508 da geração anterior e gostaria muito que esse novo viesse. Mas pelo mercado, esse carro não emplacaria como não emplacou o anterior e nenhum outro sedâ médio/grande que não seja alemão. Apesar de achar que um alemão de entrada não valha a pena. Pagar R$ 10.000,00 e num par de tensor de correia é insanidade…

    Acredito que se a Peugeot focar apenas em SUVs, vai virar uma marca de nicho como é a Suzuki hoje. Sim, a Suzuki não fabrica só SUV. Mas não consegue vender nada diferente de SUV aqui.

  • CanalhaRS

    “De acordo com a marca, o 508 teve seu momento no mercado brasileiro, quando foi oferecido como o maior e mais caro sedã da empresa, sem muito sucesso em termos de vendas.”
    Custava a partir de R$ 120 mil reais quando foi lançado, em 2012…só podia não vender mesmo.

    • Esses 120 mil pra brasileiro médio é preço intermediário hoje. Pq até 100 é entrada rsrs

  • zeh

    ….no Brasil, só gambiarra….feita em cima dos modelos aqui existentes…..já virou mania….

  • Gabriel Oliveira

    eu olho um 508 “antigo” na rua e já fico triste de não poder comprar, imagina se eu olhasse esse?

  • Max Neves

    A onda SUV vem da nova classe média que adora um carro que “parece grande” para ostentar. Nada contra os SUVs, mas vejo que, quem gosta de carro, sempre irão curtir os sedãs, os Hatchs, Hot Hatchs, muito mais divertidos de guiar do que esses SUVs lerdões e sem porta malas.

  • Mauro Banqueiro

    Melhor voltar a dormir, foi um sonho só…

  • Dii Nascimento

    ”No caso da nova geração, o produto acabaria esbarrando em modelos de luxo da Audi, BMW e Mercedes, o que acabaria prejudicando suas vendas por causa dos alemães.” Ué quer vender o 508 a preço de ouro ? Trás por menos e vai ganhar uma grande fatia no mercado . Eu não consigo entender essa tendencia por SUV , fico com uma pulga atrás da orelha que na verdade de tendencia não existe nada e sim uma imposição por parte dessas montadoras para o consumidor .

  • O estabelecimentos comerciais do Brasil na sua maioria tem vagas apertadas, todo médio grande quando vai estacionar, rpz…é tenso. O lance no Braza é carro pequeno ou médio no máximo.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email