Europa Híbridos Peruas Peugeot Sedãs

Peugeot 508 Hybrid: plug-in francês tem consumo de quase 77 km/l

Peugeot 508 Hybrid: plug-in francês tem consumo de quase 77 km/l

O Peugeot 508 Hybrid reforça a proposta da PSA para reduzir as emissões de CO2 antes de 2021, quando as novas normas europeias cortarão em muito o limite para apenas 95 g/km de média de frota para cada fabricante.


Diante disso, mesmo estando em boa posição, a PSA quer garantir média dentro do limite e assim inicia um rápido processo de eletrificação de sua gama de produtos, em especial da marca Peugeot, que agora traz os modelos 508 e 508 SW em versão Hybrid com recarga externa das baterias (plug-in).

Peugeot 508 Hybrid: plug-in francês tem consumo de quase 77 km/l

O fastback e a perua são equipados com motor Puretech Turbo 1.6 de 180 cavalos, que trabalha com um motor elétrico traseiro de 110 cavalos, totalizando 225 cavalos de potência combinada. Ambos são equipados com baterias de lítio de 11,8 kWh, que permitem autonomia de 54 km no 508 e 52 km na 508 SW.


O consumo médio é de 76,9 km/litro com emissão de apenas 29 g/km de CO2. O tempo de recarga é de 1h45m em um carregador especial de 6,6 kW. Os Peugeot 508 Hybrid e 508 SW Hybrid possuem quatro modos de condução: Confort, Hybrid, Zero Emission e Sport.

Peugeot 508 Hybrid: plug-in francês tem consumo de quase 77 km/l

Com câmbio automático de oito marchas de gerenciamento eletrônico, os Peugeot 508 Hybrid e 508 SW Hybrid apresentam características semelhantes às versões comuns, especialmente no que diz respeito ao espaço para bagagens, que é de 487 litros no fastback e 530 litros na perua francesa.

Feitos sobre a plataforma modular EMP2, que agora recebe suspensão traseira multilink e uma programação de conforto adaptativo no modo Confort dessa versão Hybrid, os Peugeot 508 Hybrid e 508 SW Hybrid possuem custo de propriedade e utilização similares aos da versão diesel BlueHDi 130 EAT8.

Peugeot 508 Hybrid: plug-in francês tem consumo de quase 77 km/l

O cálculo é feito, no caso de proprietários particulares, com quilometragem anual de 15.000 km, rodando-se metade do tempo no modo híbrido e metade no elétrico. No caso de empresas, a Peugeot explica que a base é de 65% no híbrido e 35% no elétrico, mas com o dobro do km: 30.000 por ano.

Peugeot 508 Hybrid: plug-in francês tem consumo de quase 77 km/l
Nota média 3.8 de 10 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • ÓQUEI

    com a internet lotada de fotos do novo HB20s (como ficou estranho aquele trem), essa matéria com o 508 veio como um alento para os meus olhos.

  • tiago

    A gente sabe que esse consumo não é realista, se fizer 20km/l já é bastante.

    • EArtur

      20km/l é consuno dos híbridos. Este aí é plug in, deve consumir bem menos mesmo. Só não sabemos o quanto a conta de luz do cidadão vai aumentar….

      • John

        Falou besteira. Este daí é um híbrido do tipo “Plug-in”, ou seja, é híbrido (tem motor à combustão e motor elétrico) e além disso, seu motor elétrico pode ser recarregado pela energia elétrica.

        • EArtur

          Obvio que tem motor à combustão né amigo, senão não estaríamos falando de consumo. Só destaquei que ele não é apenas hibrido (como fusion e corolla).

      • tiago

        Na verdade estou cansado da metodologia MALICIOSA que eles usam para propagandear o consumo dos plug in hybrids.
        Eles carregam a bateria até o talo, isso dá o suficiente para andar 50 km em modo elétrico, a partir daí eles andam 70 km. 50 com a bateria e 20 com um litro de gasolina.

        Aí quanto eles divulgam que o carro faz com 1 litro de gasolina?

        Exatamente, 70 km/l ignorando a energia utilizada das baterias.

        • EArtur

          Exato! O valor de consumo pode ser qualquer um que quiserem. Vai depender da proporção de carga que a bateria recebeu.

        • Bruno_Mgá

          Amigo provavelmente utilizam essa metodologia pois a grande maioria (para não dizer 90%) das pessoas rodam até no máximo 70km dia para ir e voltar ao trabalho/faculdade etc. Desta forma essa divulgação é válida sim. Eu mesmo rodo de 12 a 25km/dia no máximo. Final de semana inteiro na casa de 150km.

          • tiago

            Continua errada, porque a energia para rodar esses 70 km não veio de 1 litro de gasolina, mas sim de 1 litro de gasolina MAIS 11kWh de eletricidade.

        • leitor

          Vamos ver quantos quilômetros na eletricidade são rodados a cada um no combustível.

      • Eduardo Zacchi

        Então, mas daí falar que faz 76 km/l acho muito otimista sabe? Porque a diferença é muito gritante e não vejo que essas modificações permitam tamanha diferença de consumo entre os híbridos e os PIH…

  • Vae Victis

    É um carro plug-in, portanto, consome muita eletricidade e apenas 20% de combustível.
    Estranhamente, eles não declaram o consumo de eletricidade, que é o que interessa aos clientes.

    • leitor

      Não sei se interessa, mas pelo menos deveria.

  • Bruno

    Esse é bonito e ainda eficiente.

  • Emygdio Carlos

    Que Powertrain sensacional!

    Se o consumo for a metade do informado na matéria já daria um banho nos modelos híbridos da Toyota, sem contar a potência e o torque.

    Será que é tudo isso mesmo?

    • Ernesto

      Precisa saber a metodologia das medições para fazer uma comparação.

  • Fellipe Z

    Provavelmente em um modo normal faz uns 25 por km. Otimo, mas odeio esse método ridículo de divulgação

    • leitor

      Se for no Diesel esse consumo é normal.

  • MonHoe

    Por isso que a PSA ta tendo recordes de lucratividade, os lançamentos estão cada vez mais lindos, não tem o que falar mal da linha da Peugeot, são belíssimos

    • José Castro Neto

      Só aqui na Banânia que nego queima a marca , muito pelo disse que me disse.

  • Baetatrip

    Bela Wagon….!
    Pena que nao veremos esse tipo de carros aqui no Brasil…..!
    Pessoas preferem um suv de shopping do que as Wagons……

    • Emanuel Schott

      Na verdade europeus também preferem SUVs de shopping. O negócio é que o mercado por lá é tão maior que o do Brasil que o nicho desse tipo de carro já é suficiente pra mantê-lo viavelmente econômico, coisa impossível por aqui.

      • Discordo. A quantidade de peruas nas ruas na Europa é bemaior que de suv

        • Emanuel Schott

          No Top 30 da Europa de 2018 tem 9 SUVs e apenas 2 peruas (que somam com as vendas das versões hatchs e sedans de mesmo nome).

          Só a título de comparação, o “Brasil que só compra SUV de shopping”, tem apenas 6 dessa categoria.

  • NYC_Man

    Como a Peugeot está com poucos produtos em linha e baixo volume , eu traria esses carros para vender aqui .
    Assim como eu traria o 308 hatch europeu.
    Traria o 508 Sedan. Avaliaria esse Sw também

  • RPM

    Esses peugeouts são muito lindos hein….

  • Lorenzo Frigerio

    D
    e lateral parece um VW. De traseira, Mitsubishi.

  • Danilo

    Como de praxe da PSA isso ficará restrito ao 1º mundo, e se chegar aqui, será caríssimo, fora de qualquer compra racional.

  • Pedrov154 #BATDAT

    Caramba, esse sedan é bonito, hein. Só não gostei muito do interior.

    • andrei petreira

      Bem diferente mesmo esse interior meio assimétrico, acho que com um tempo vc acostuma, particularmente acho muito bonito. Só não entendo como em tempos de carros, como esse 508, a Hyundai faz uma bizarrice daquela.

    • leitor

      Esse armário que fica entre os bancos da frente é exagerado mesmo.

      • andrei petreira

        Tambem achei um pouco exagerado, mas gostaria de ver ao vivo, talvez o ângulo da foto tenha acentuado essa impressão.

  • Roberto

    bacana, mas reportagem parece estar errada pois na foto aparece apenas tração dianteira mesmo modo combinado

  • João Silva

    Para referência, um 508 sedã híbrido na França como esse custa a partir de 45.000 euros. Um 3008 como vendido aqui, lá as versões tem outras denominações, custa aproximadamente 38.000 euros, ou seja 85%.
    Se aqui um 3008 Griffe Pack custa R$169.900, o 508 teria margem para custar exatos R$200.000,00. Acho viável, considerando que um Fusion Hybrid que não é plug-in e muito ultrapassado tecnologicamente em relação a este parte de R$182.900,00.

  • Eric Locatelli Martini

    Aí Hyudai. Aprende como se faz carro bonito. Você sabia, mas esqueceu!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email