Peugeot Salões do Automóvel Vans Veículos Comerciais

Peugeot Expert será lançado na Fenatran 2017

Peugeot-Expert Peugeot Expert será lançado na Fenatran 2017

A Peugeot vai apresentar a van Expert na Fenatran 2017. O novo comercial leve chega importado do Uruguai, onde é montado em CKD em acordo com a Nordex, sendo feitos em Montevidéu. A nova proposta vai conviver com o Partner, até agora a opção mais barata da marca francesa no segmento comercial, que tem ainda a Boxer, mas já não mais produzida pela Iveco no Brasil, assim como Citroën Jumper e Fiat Ducato.



O Peugeot Expert é um modelo intermediário, da mesma classe do Mercedes-Benz Vito, que chegará com motor diesel 1.6 HDi de 115 cv e 27,6 kgfm, tendo transmissão manual de seis velocidades, além de plataforma modular EMP2 – a mesma do Peugeot 3008, por exemplo – garantindo um veículo mais rígido e leve. A capacidade de carga é de 1.500 kg com volume do baú de 6,6 m3. O tanque garante autonomia de 1.000 km. Ele tem entre eixos de 3,27 m e 5,30 m de comprimento, além de 1,92 m de largura e 1,94 m de altura.

Além da versão furgão, o Peugeot Expert deve chegar também em versão de passageiros, podendo levar até 8 pessoas. Na versão furgão, são três ocupantes. Há também uma variante executiva, chamada Traveler, que esteve presente no Salão do Automóvel 2016. Entre os itens de segurança, o furgão chama atenção por dispor de controles de tração/estabilidade e assistente de partida em rampa, além de airbag duplo e freios ABS com EDB.

No Uruguai, a produção do Peugeot Expert está atrelado ao Citroën Jumpy, que possui as mesmas características e será também comercializado no Brasil, assim como exportado para a Argentina. Com isso, a PSA amplia a gama comercial no Mercosul, que pode ganhar mais adiante novos produtos, especialmente em substituição aos envelhecidos Partner/Berlingo e Boxer/Jumper. A produção no país vizinho é limitada, mas visa atender somente esses dois mercados.

A PSA também está ampliando a capacidade produtiva na Argentina para a fabricação de uma nova geração de carros compactos, que serão feitos a partir de uma plataforma inédita, a CMP (Common Modular Platform), que está sendo desenvolvida em conjunto com a chinesa Dongfeng, uma das sócias majoritárias do grupo francês. Ela promete substitutos para os atuais compactos das duas marcas e pode eventualmente fazer modelos de outras marcas do grupo, em especial DS e Opel.

Atualmente a PSA conta com fábricas próprias em Porto Real-RJ, onde faz os modelos Peugeot 208 e 2008, bem como os Citroën C3 e Aircross, além da planta argentina em El Palomar, reinaugurada recentemente após investimento para fabricação da CMP, sendo atualmente feitos os modelos Citroën C4 Lounge e os Peugeot 308 e 408, além da dupla de multivans Partner/Berlingo.

[Fonte: Automotive Business]

Agradecimentos ao Raul Daiello.

  • Tosca16

    Me parece um excelente produto mas as vendas serão pífias já posso imaginar… PSA deveria criar uma marca de “baixo custo” para veículos comerciais, e pegar produtos como este e adaptá-los a nossa realidade; pode ser o melhor da categoria, se não tiver preço não venderá.

    • Deadlock

      Mais lixo, chega…

      • Tosca16

        Cara, não digo lixo mas a montadora tem que fazer volume, modelos como esse ficarão no eterno nicho… nem o MB Vito tem lá essas vendas todas, imagina um da PSA custando se não o mesmo pouco menos que o Mercedes-Benz.

        • Filipe Augustus

          O que tinha que acontecer era a gente receber o mesmo que o europeu com preço justo, nada de marca de baixo custo!!!! O brasileiro tinha que entender que ter um Corolla ou um HRV não é ser rico, é algo natural que todo trabalhador poderia comprar, se não zero, com 2 ou 3 anos de uso!!!!!

          • Mas se o Brasil se equiparar a Europa não sera mais brasil il il kkkk ainda passaremos muitos perrengues pra algum dia chegamos ao patamar deles.

        • Gomes

          Vito não vende pq não tem preço, ademais, nem ar condicionado o furgão tem e a porta traseira abre igual porta-malas de carro de passeio….ou seja, o cliente gasta um pouco mais e vai para Master ou Sprinter. A PSA vai vender se custar uns 85mil…. A Vito custa quase 100.

          • Tosca16

            Essa aí da PSA difíicil custar menos de 100… e bom, nem tinha me tocado que tinha Vito furgão, estava pensando que o foco do modelo era apenas passageiros. Nesta versão ainda se tem sentido, pois seria um transporte “executivo de luxo”, tal como era a proposta da T8 da JAC, o que é nicho, e põe nicho de mercado no Brasil.

        • jkpops

          Uma MB Vito custa mais caro que uma Ducato por isso que não vende quem paga 105mul num carro que tem pbt de 1300kg se pode pagar 89 mil numa Ducato cimpbt de 1600

          • Tosca16

            Vito tem mais conforto, acabamento superior… na medida do possível era o mesmo público da JAC T8.

    • Vender como Dongfeng aqui, quem sabe…

      • Tosca16

        Poderia.

  • Luciano Assunção

    A versão executivo merece câmbio automático….

  • Luis Burro

    O MB foi incluído no texto só pra mostrar q o Peugeot deriva dele?
    Com o fim da parceria da Fiat para produção de Boxer/Jumper na Europa,uma plataforma com a Dongfeng não poderia ser criada pra este segmento?

  • Luis Burro

    Pq q a Ford não traz sua linha Transit/Tourneo,parece ser a mais completa.

    • Uranium

      O Transit já foi vendido no Brasil, era importado da Turquia. Com o Inovar Auto, como a Ford só produz Transit na Europa e Eua, não teve como continuar importando por causa do super-IPI.

      • Filipe Augustus

        Talvez ela volte agora, vendeu bem aqui, vejo algumas na rua, apesar do pouco tempo que foi vendida!!!!

        • Uranium

          A partir de janeiro, com o fim do Inovar Auto, talvez a Ford mude de ideia. Quem tem Transit geralmente fala bem, naquelas seções de opinião do consumidor. Se faz sucesso nos Eua e Europa é porque é uma boa van.

      • Luis Burro

        Podia ter feito na Argentina ou no México.

        • Gomes

          PSA não tem fábrica na Argentina, a Peugeot lá vende carros da França, assim como no Chile. Acredito que pelo volume não vale a pena ter fábrica, já que essa plataforma e moderna e cara, por isso montarão em CKD no Uruguai, na mesma fábrica do Bongo. Se não me engano essa empresa já montou Renault tb.

          • Luis Burro

            Ah,estava me referindo a Ford.

          • IRA

            “A PSA também está ampliando a capacidade produtiva na Argentina para a fabricação de uma nova geração de carros compactos…” e “Atualmente a PSA conta com fábricas próprias em Porto Real-RJ, onde faz os modelos Peugeot 208 e 2008, bem como os Citroën C3 e Aircross, além da planta argentina em El Palomar, reinaugurada recentemente após investimento para fabricação da CMP, sendo atualmente feitos os modelos Citroën C4 Lounge e os Peugeot 308 e 408, além da dupla de multivans Partner/Berlingo.”

            • Gomes

              My bad….onde se “Argentin” quis dizer México. Claro que tem fábrica na Argentina, vc tem toda razão ;)

          • jocost

            PSA não tem fabrica no mundo inteiro , todos os veiculos até dezembro do ano passado vinda da ARGENTINA onde era montado , assim como é feito pela FIAT, FORD, CHEVROLET WOLKS ETC. todos os carros linha c4 vem da Argentina onde é montado. ,

            • Gomes

              Escrevi errado, o correto era “PSA não tem fábrica no Chile”

  • Mr. Car

    Seria muito interessante uma versão 8 lugares, mas teria que vir com preços bem competitivos em relação à cara Mercedes Vito.

  • Handlay P.B.

    Estranho a PSA lançar o Jumpy e o Expert no mesmo país porque são carros iguais (se diferenciando pela frente e logomarcas) e poderiam gerar concorrência interna, a não ser que tenham versões com propostas diferentes. De qualquer forma se os dois vierem será legal, vai dar para escolher a frente Citroën ou Peugeot. Seria + legal ainda se viessem com hodômetro analógico no painel.

    • Gomes

      Na Europa ja é assim e na Argentina e Chile também. Se olharmos para o que tinham por aqui, na verdade eram 3 marcas (com Fiat). Creio que dessa forma ganham em capilaridade, já que ambas as redes são pequenas.

  • Ricardo Blume

    Não duvido que será um grande veículo comercial, mas pode ser a van que for que do jeito que os franceses sofrem preconceito no Brasil (talvez exceto Renault) a concorrência não vai nem perder seu tempo com brigas e disputas.

    • Peugeot e Citroen pecaram muito na questão da falta de confiabilidade de suspensões e do famigerado câmbio de 4 marchas que foi muito problemático durante a primeira década desse século. Isso, somado à falta de preparo de grande parte de sua rede autorizada, gerou danos fortes para as marcas. Por isso sou meio contra essa expressão “preconceito”. Acho que a expressão certa é “conceito”.
      Hoje em dia a questão da confiabilidade dos carros da PSA me parece bem equalizada, e a rede autorizada, apesar de ter diminuído em tamanho, me parece bem melhor preparada que outrora. Mas a saída para derrubar a má imagem formada em outras épocas é uma só: oferecer qualidade, boa gama de produtos e bons serviços, perseverando sempre. A Renault também passou por um processo de afirmação demorado. Por incrível que pareça os carros da Dácia foram a tábua de salvação da marca que “entendeu” o que o mercado brasileiro pede. Não que a PSA deva deixar de oferecer os carros mais requintados e com tecnologias modernas, que são um tipo de “marca registrada” da empresa, mas que deveria trazer modelos com um apelo de simplicidade, durabilidade e custos de manutenção menores, isso deveria. É o que o mercado pede.

  • joao vicente da costa

    Eu vi a MB Vito outro dia na rua e o tamanho dessa classe de veículos comerciais os torna ótimos substitutos da velha Kombi…

  • Todos querendo pegar uma fatia do espaço aberto pelo fim da Kombi. Quem se sairá melhor?

  • Leonardo azevedo

    Se vier abaixo de 85 mil com AC e DH sera um forte candidato a tirar a Kombi da minha lista de futuro motor home

    • Racer

      Também já pensei em montar um motor home em uma Kombi, mas esta aí substitui com louvor, e isto levando em conta só o motor. Se for olhar o resto, daí sem chance pra Kombi.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend