Peugeot Pickups

Peugeot Landtrek chega em 2021 no segmento de picapes médias

Peugeot Landtrek chega em 2021 no segmento de picapes médias

A Peugeot Landtrek é a picape média que a marca francesa vai lançar no mercado nacional em 2021. Primeiro, ela desembarca no México ainda no segundo semestre e em seguida nos mercados da América Central e do Sul, chegando ao Brasil e Argentina apenas no próximo ano.


A Landtrek é derivada da picape chinesa Kaicene F70 da Changan, um projeto desenvolvido em parceria com a Peugeot. O novo modelo chega com proposta ampla, oferecendo versões a gasolina e diesel, dependendo do mercado. Aqui, deve chegar somente com o óleo combustível.

Peugeot Landtrek chega em 2021 no segmento de picapes médias

Medindo 5,330 m de comprimento, 1,963 m de largura, 1,868 m de altura e 3,180 m de entre eixos, a Peugeot Landtrek tem cabine dupla, mas também virá com cabine simples e chassi-cabine, para introdução de implementos terceirizados, como serviços de manutenção de rede elétrica, por exemplo. Com caçamba, ela é até maior: 5,390 m.

A Peugeot adicionou um visual já esperado no produto, que traz faróis duplos de LED, grade cromado com o leão ao centro, protetor sob o para-choque e lanternas traseiras grandes, além de rodas de liga leve. Na versão de trabalho, o acabamento é mais simples com a grade preta, para-choques, maçanetas, retrovisores e outras partes em preto.

Peugeot Landtrek chega em 2021 no segmento de picapes médias

Por dentro, o ambiente chama atenção pela multimídia com tela de 10 polegadas e sistemas Android Auto e Car Play, além de HD interno de 10 GB. A Landtrek tem ainda banco traseiro bipartido para adição de até 100 kg de carga na cabine, bem como monitoramento em 360 graus com visão 3D.

Seis airbags, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, controle de descida e controle de reboque estarão disponíveis. Na mecânica, a marca francesa não revela quais serão os motores em sua nota de imprensa.

Peugeot Landtrek chega em 2021 no segmento de picapes médias

O propulsor diesel 1.9 de 150 cavalos está sendo cogitado para a versão de trabalho, enquanto um 2.0 diesel de 180 cavalos parece mais provável para as opções mais completas. Então, será que a Peugeot terá sucesso no segmento de picapes médias como anda fazendo no mercado de vans leves?

Peugeot Landtrek – Galeria de fotos

 

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • EArtur

    É aquela velha história, para ter alguma chance terá que ser agressiva nos preços.

    • Zé Mundico

      Fique tranquilo, os preços serão bem agressivos….rsrsrs

      • Filipe Augustus

        Acho que tão agressivos que vou me sentir até agredido uhauhuahuauhuhauhua

  • Antonio Saraiva

    No Brasil, onde o consumidor de picapes desse porte aprecia status, confiabilidade e robustez, será um fiasco de vendas, a não ser que o precinho seja camarada (acho pouco provável). Em outros mercados da América Latina em que a Peugeot goza de melhor reputação, talvez faça sucesso como veículo de trabalho.

    Apesar de ser xingling, o visual e o interior ficaram bons. É interessante que todo carro chinês tabajara tem o visual de perfil meio grosseiro (principalmente picapes), embora consigam enxertam frentes e traseiras boas! Com o tempo eles tem melhorado…

    • Sino Weibo

      Ahaha é nítido o preconceito em “apesar de xing ling”, e o desconhecimento também, pq os chineses ja estão fazendo carros ótimos em suas próprias marcas.

      • Antonio Saraiva

        Não é desconhecimento, é opinião e gosto pessoal. Por isso que falei dos chineses tabajaras (não todos) e que tem melhorado com o tempo…

        • Sino Weibo

          Eu acho engraçado os brasileiros falarem mal dos chineses, pq mesmo antes os chineses faziam carros tão ruins quanto os carros brasileiros eram, e agora fazem melhores, muito melhores e os carros brasileiros só melhoraram um pouco mas praticamente dobraram de preço. O dos chineses continuaram bons e baratos. Tecnologia de ponta, carros 100% elétricos, e com tecnologia autônoma nível 5 e já conectados no 5g. E brasileiro fala mal como se tivesse algo melhor kkk

      • Antonio Saraiva

        Ou vai me dizer que a JAC T8 é linda? No caso dessa Peugeot, é nítido que essa lateral não pertence à linguagem visual da marca e não tem nada a ver com a frente…

        • Sino Weibo

          Mas essa pick-up foi parceria com a Changan, e não JAC. E qual a linguagem visual de uma lateral de uma pick-up da Peugeot? Se vc não soubesse que o projeto era de uma chinesa, vc diria que era algo da marca.

        • Sino Weibo

          Vc realmente ta tirando sarro da JAC T8, única pick-up 100% elétrica do mercado, so pq vc nao achou ela “linda”? Ter tecnologia nao diz nada pra vc? Kkk depois pergunta pq o Brasil parou no tempo e so compram produtos feitos por outros países pagando 3x mais que se pagam la fora.

          • Antonio Saraiva

            Amigão, estamos falando de design ou tecnologia?? mudou toda a linha kkkkkk é cada “argumento”… vamos fazer assim, você acha linda essa peugeot, eu acho pouco harmoniosa (não chega a ser feia). Você fica com seu gosto, compra e elogia os produtos que quiser, e eu fico com o meu, tá ok? Assim todo mundo fica feliz sem se odiar na internet…

            • Sino Weibo

              Estamos falando de tudo, do fato de uma pickup nova no mercado. Se design fosse primordial nenhum carro da Fiat ou VW venderia.

    • Antonio Sergio

      “…consumidor de picapes desse porte aprecia status… …o precinho seja camarada…”.
      Antonio, status e preço camarada geralmente não andam juntos. Vai ser difícil.

    • Ubaldir

      Também acho difícil o sucesso da Peugeot nesse nicho. É uma fatia de mercado com público extremamente conservador, que abandona qualquer atributo de determinado produto por outro que ofereça pretensa confiabilidade maior.
      Em minha opinião, a Peugeot precisa esperar pacientemente a mudança de conceito sobre seus produtos. Enquanto prevalecer a percepção do público sobre a falta de confiabilidade da marca, pensar em entrar no ramo das picapes médias me parece uma bola fora.

      • Pedrob

        Acredito que, com essa fusão da PSA e FCA, essa pick-up poderia servir de base para uma média FIAT acima da Touro. Acredito que a Toro já conseguiu abrir um mercado para a FIAT nesse segmento.

        • Ubaldir

          Estou entendendo que essa Peugeot terá proporções de Hylux ou S-10. Em um segmento onde Ford e VW nunca conseguiram emplacar como competidores de peso, imagine a Peugeot, como ficará…
          Não sei, tem muitos outros segmentos onde a PSA pode e deve se apresentar efetivamente como forma de se firmar mais concretamente no mercado brasileiro. Essa pick-up não faz o menor sentido sob o meu ponto de vista.
          Quanto à Fiat e seu sucesso com a Toro, não sei se ele se repetiria para uma camionete maior. A Toro quase que “abriu” um novo segmento (é quase que uma pick-up dos SUV’s), tendo muito da exclusividade como ponto de sucesso. Não acho que aja espaço no nosso mercado de pick-ups médias para a Fiat fazer sucesso significativo. Como eu disse, é um público extremamente conservador, que dificilmente sai de Hylux, ou na pior das hipóteses de uma S-10. Frontier, Amarok e Ranger vendem migalhas perto das duas líderes. Uma representante da Fiat me parece que ficaria no mesmo patamar dessas. Uma da Peugeot, então… enxergo potencial para vendas não mais que pífias para uma representante da PSA nesse nicho de mercado.

          • Pedrob

            Aí é que ta o poder de convencimento das concessionárias. O cidadão vai com a intençao de levar uma toro, que a principio é de um segmento abaixo (mas que ja alcança 165k nas versoes topadas) e o vendedor empurra a camionete maior com um aumento “pequeno” na parcela. Outro ponto que vejo tambem é que esse segmento é sempre mais d9 mesmo, todos os designs muito proximos, a linguagem visual da toro pode ser um atrativo pra quem procura se diferenciar. Outra estrategia é uma badge RAM, mas ainda apostaria na Fiat…

  • Chap

    Aparência de produto datado.

  • Daniel Deichmann

    Carro chines com badge Peugeot, no Brasil, o que poderia dar errado??

    • Ramiz.M

      Ônix e JAC que o digam.

      • Daniel Deichmann

        Onix usa badge Chevrolet, marca completamente consolidada no nosso mercado. JAC vende tanto não é?

        • Sino Weibo

          Vamos aguardar o Territory, que mesmo a Ford estando meio combalida, se for sucesso pode saber que outras marcas irão trazer modelos chineses, inclusive a VW.

          • Daniel Deichmann

            Boto mais fé na ford que na peugeot nesse segmento. A ford já tem a Ranger a vários anos e versões no BR.

        • Eric PB

          onix é um projeto chines em parceria com a Saic, entao vamos parar de preconceito pois este carro é sucesso de vendas.

          • Daniel Deichmann

            Volte, releia com calma o que eu digitei acima e veja se existe algum preconceito.

    • Jurandir Filho

      Você deixaria de comprar um Volvo? um iphone? desde que seja bem feito, não importa de onde venha…

      • Daniel Deichmann

        Uma coisa é desenvolver um produto, outra é fabricar. Outra ainda é dar um control C e control V em um carro, mudar a badge e vender com a sua marca.
        Se fosse uma grande marca do BR fazendo isso, o brasileiro médio comum engoliria facilmente. Mas é a Peugeot, marca que despencou + de 70% de vendas nos últimos 10 anos. E antes que pensa eu que detesto a Peugeot, saiba que tive 7 diferentes.
        Eu torço pela Peugeot no Brasil, de verdade, mas assim não dá. É uma mancada atrás da outra. Só se queimam e agora vão investir em um tipo de carroceria que não tem absolutamente nenhuma tradição em nosso mercado.

        • Sino Weibo

          É diferente do que a Mercedes, por ex. fez com a Nissan. A percepção do cliente da Peugeot não é esta tua, aliás quem vai saber que essas pick-up é Changan? Ninguém além dos fissurados em fóruns, que não chegam em 1% dos compradores, ainda mais de pick-ups, pessoas que vivem em fazendas, trabalho duro etc..

          • Daniel Deichmann

            Entendo teu pensamento mas tenho que discordar de você. Eu acho que a percepção do cliente Peugeot é justamente o contrário, quem vai na marca está disposto a ter um carro que teoricamente seria mais equipado. A Peugeot entrou no nosso mercado assim. Eram alinhados com a Europa, mais seguros, mais completos. Lembra na época que chegaram os 106/306/406 e posteriormente os 206? Eram muito mais equipados que os concorrentes a preços realmente competitivos. Infelizmente a marca visando lucro maior juntamente com o péssimo pós venda da década passada + fragilidade de certas partes dos carros fizeram com que a marca fosse tão mal falada, fora o fato da depenação (embrasileiramento dos carros). Deu no que deu. Marca cada vez mais zumbi por aqui. Quem compra carro nesse segmento quer algo robusto, que não incomode. Não quer telinha de X polegadas no painel com conexão com apple ou waze, vide Hilux que cobra um absurdo e até final do ano passado não tinha um mísero TC ou ESC, porém vende igual água no deserto pq tem uma excelente fama de carro inquebrável. Percepção da marca manda MUITO nesse momento. Todo mundo sabe que tem carros no mesmo segmento que custam menos que a Hilux mas qual vende?

            • Sino Weibo

              Na verdade todas vendem senão nem estariam a venda né. E se a Peugeot resolveu entrar nesse segmento é pq ve potencial, e quer uma fatia do bolo. E podem esperar mais, pq o grupo GWM esta se preparando pra vir para o Brasil e eles tem linha de pickups Wingle e a mais nova Pao ou P-series.

      • th!nk.t4nk

        A China não projeta Volvo, nem iPhone. Só fabricam, sob supervisão das matrizes.

    • Mr. On The Road 77

      Poderia vir com câmbio AL4.

  • Willie Cicci

    Por dentro bela viola, for fora deixa quieto.

    • Jurandir Filho

      Pra mim não é mais feia e nem mais bonita que as picapes oferecidas atualmente, tá no mesmo patamar, já por dentro é bem mais moderna que as rivais.

  • Josimar Genm Tavares

    A proposta é boa, e parece estar na frente dos concorrentes em alguns aspectos, mas o brasileiro é um povinho leigo e preconceituoso, não deve decolar em vendas, os tapajós aqui vão continuar comprando Hillux e S10 flex, que não fazem nem 4Km/L

    • Ernesto

      KKKKKKKK!!!

    • Leo

      Peugeot parece que vai vir agressiva agora.
      Novo 208, agora essa pickup e melhorias consideráveis no pós venda…
      Fora o 3008 e 5008 que vendem relativamente bem já.
      Falta trazer os novos 308 e 408.

  • Luiz Schuchter

    A antiga pick-up 508 a diesel é muito apreciada pelos donos até hj, com fama de ser trator, e a Hoggar tb é muito bem quista pelos seus donos.
    Se mantiver a qualidade dos SUVs Premium da marca, pode ter aceitação por aqui

    • Sino Weibo

      SUVs Premium?

      • Pedrob

        Leia-se 3008 / 5008

        • Sino Weibo

          O que tem de Premium? Se eles forem, então uma Rav-4 também é? Uma CR-V? ou ate os Hyundai e Kia, pois ta tudo batendo ou passando os 200 mil.

          • Pedrob

            Para o padrão do mercado brasileiro sim, pode-se considerar 3008 / RAV-4 / CR-V premium, pois são SUVs medio-grande com valores na casa dos 180 mil reais. Inclusive, falando de construção, o 3008 me impressionou, materiais e montagem do acabamento interno excelentes e couro de qualidade sensacional.

            • Sino Weibo

              Premium não é pq é melhorzinho, e sim pq é de marca premium, senão qualquer veículo importado seria premium, afinal a maioria é melhor que os “nacionais”. Aqui banalizaram a palavra premium pra qualquer coisa que seja melhor que o que é oferecido aqui, sendo que envolve muito mais coisas.

              • Pedrob

                E o que torna a marca premium? Ser melhor do que o padrão!
                Como o padrão do Brasil é baixo, o padrão de premium aqui é mais baixo kkkkk

                • Sino Weibo

                  ahaa essa é boa, mas não!

                  • Luiz Schuchter

                    Foi meio exagero o uso da palavra mesmo, mas quis dizer os SUVs de faixa mais alta de valor do que a média. Realmente premium seria Lexus, BMW, Audi pra cima.
                    Mas o que eu quis dizer é que o 3008 / 5008 como disse o colga mesmo, estão sendo bem aceitos no mercado.
                    Eu nunca tive peugeot, mas aluguei um 208 1.2 por 10 dias, foram pouco mais de 3000km, e gostei bastante dele, só fiquei chatedo com os 7,2km/L no etanol (carro estava com 800km rodado), mas achei muito alto o consumo, mas meu pé foi meio pesado rsrsrs.

  • Rogério R.

    Eu estou avisando. É assim que será a globalização automotiva, América do Sul, Eurásia e Ásia. Falando da nova picape, ela possue versões cabine dupla, simples e chassis cabine, opções não faltam e o design não ficou tão feio, agora resta saber se a picape terá as qualidades mecânicas e o pós venda que atraiam a confiança dos consumidores.

    • Ramiz.M

      Na América do Sul a Peugeot é referência em veículos para serviço. Em especial Chile, Argentina, Uruguai e Colômbia. Acredito que esta caminhonete manterá o legado.

      • Rogério R.

        Concordo a picape 504 ainda recebe elogios.

  • Com a junção da PSA com a FCA, acho que no Brasil pelo menos faria mais sentido sair com o logo da FIAT. No resto da América do Sul, a Peugeot até vai bem em veículos diesel.

  • Raphael P

    A Peugeot deveria lançar uma área de comerciais aproveitando o relativo sucesso da Expert, colocar todos juntos com sua versão da Ducato, assim como as cabines simples e chassi da LandTrek em uma área especifica para todos, e deixando a versão top junto aos carros de passeio, faria muito bem.

  • Natán Barreto

    Anos pra Peugeot lançar uma picape decente e com motor diesel e ela me chega com isso e só pra 2021 ainda.
    O design parece que tem dez anos e tem a harmonia de um ornitorrinco.

    Piada pronta essa picape que já nasceu morta.

  • Murilo Soares de O. Filho

    O Visual até não é o pior, tudo vai depender da qualidade, motorização e preço.

  • zekinha71

    Chamada correta: Pickup chinesa com logo da Peugeot chega em 2021.

    • Sino Weibo

      pode acostumar que a maioria dos carros lançados em países emergentes serão projetos/rebadges de modelos chineses.

  • Foonoslew

    Acredito qua a maior referência entre as pickup para trabalho atualmente seja a Hillux, mas na categoria de conforto design percebo que o grupo Fiat vem comendo por todas as beiradas possíveis e essa pickup da peugeot aí tem um bom potencial para completar o buraco entre a toro e a ram 1500.

  • Mr. On The Road 77

    Agora com a Peugeot sendo um grupo com a FCA, esse carro perde todo o sentido.

  • Haggard

    Curti… ao menos de visual, consegue competir pau a pau com a Amarok, que para mim, é a pick-up mais bonita do mercado e a com mais cara de pick-up mesmo, quadradona e “brucutu”.

  • Bruno Luís

    Acredito que será uma febre nas locadoras de veículos. Alguns fatores serão primordiais para isso:
    – Motor com sincronismo por corrente sinônimo de durabilidade e pouca manutenção.
    – Sistema de tração 4×4 simples e eficiente .
    – Pós venda deverá cativar os clientes com bom atendimento e um bom plano de manutenção preventiva.
    – No vídeo de apresentação observei que as versões mais simples não possui para-choque traseiro , um componente que se danifica constantemente em empresas onde o número usuários do mesmo veículo e alto, outra característica observada a tampa da carroceria abre em ângulo de 270 graus interessante , pois ajuda na carga e descarga.
    No Brasil acredito que o motor deverá ser recalibrado pois 150 cv é 35,7 kgfm a mídia irá matar a pickup de criticas por causa de números.

  • Mayck Colares

    Espero muito estar errado mas não vejo nada de certo nesse lançamento.

  • Mayck Colares

    Cadê o i cockpit?!? Realmente pensei q teria, pois há outros projetos peugeot com outras marcas em que mantém o desenho interno nos dois mas a peugeot usa o i cockpit como o Rifter

    • Luconces

      Não é regra apesar de eu também sentir falta do i-cockpit. O 108 e a Expert/Traveller também não possuem o i-cockpit.

  • Johnalton Hermes

    Frontier é você?

  • Aires Jone

    Esse carro é no mínimo feio. O interior até que é aceitável.

  • Hein?

    Mais feio que bater na mãe.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email