Manutenção Peugeot

Peugeot promete: “cliente não satisfeito com o serviço, não paga”

Peugeot promete: "cliente não satisfeito com o serviço, não paga"

A Peugeot continua com esforço em mudar a imagem ruim que obteve no mercado brasileiro. Peças caras e pós-venda deficiente são alguns dos argumentos que levaram a marca francesa para as piores colocações na opinião dos consumidores. Porém, a empresa quer virar o jogo e a estratégia agora é focar prioritariamente nos serviços.


De acordo com a Peugeot, “cliente que não estiver satisfeito com o serviço, não paga pela mão de obra”. A empresa – com planos de ampliar a rede integrada com a Citroën – elenca este novo compromisso aos outros um dos 10 já estabelecidos pela marca com o cliente no pós-venda, numa campanha que a montadora chama de “Peugeot Total Care“.

O compromisso em não cobrar a mão de obra do cliente que não se sente satisfeito com o serviço é novo, mas não é o único que isenta o cliente de pagar pelo serviço.

Peugeot promete: "cliente não satisfeito com o serviço, não paga"


No Total Care, estabilizado em 2015, o primeiro ponto é o do prazo de entrega do veículo de 24h em revisão agendada. Se o carro não for entregue, o cliente não paga. Da mesma forma, o segundo compromisso paga a diferença de orçamento contratado, se houver.

A Peugeot tem a estratégia comercial chamada “Virada Brasil” como ponto de mudança para sua atuação no país. Assim, a chamada para o não pagamento em caso de insatisfação, surge no momento em que a PSA tem plano de dobrar de tamanho no Brasil, alcançando uma rede unificada de 364 lojas em todo o território nacional.

Assim, um pós-venda de qualidade é imprescindível para se elevar as vendas no mercado nacional. O grupo francês quer 5% de market share em 2023, ante os atuais 2,9%. Em pesquisa recente, a Peugeot já aparece em segunda posição – ao lado da Honda – na satisfação dos clientes com o pós-venda. Apenas a Hyundai está no topo, enquanto a irmã Citroën ficou na décima posição.

Peugeot promete: “cliente não satisfeito com o serviço, não paga”
Nota média 4.9 de 7 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Samuel Hernandez

    Tenho um 2008 Griffe desde 2016, não tenho um A pra falar do carro.’
    Sobre o pós venda, impecável, do atendimento, da explicação do que foi feito no carro e em tudo.
    Nunca forçaram aquela revisão mais cara, apenas ofereceram como opcional.
    Quando encontraram um probleminha no sensor do pedal, na revisão, trocaram tudo sem alarde e sem dores de cabeça.
    Teria um outro tranquilamente, fiz e faço propaganda dessa nova fase da Peugeot.

    • Milton Quadros

      O problema começa com a venda e o primeiro dono pós garantia. Ou gasta uma fortuna na concessionária ou procura um reparador independente que desconhece o “complicadíssimo” carro (na medida que não tem treinamentos, base de conhecimento acessível ou fornecedores de peças alternativos) e ferra tudo. Por causa disso a depreciação é máxima desanimando quem vai comprar um novo.

      • Fernando Oliveira

        É exatamente isso que acontece com os carros da PSA. Apesar da Citroen ter me surpreendido positivamente (carro muito robusto e confiável e excelente atendimento na concessionária), não tenho coragem de comprar um 0 Km (o meu comprei usado na própria concessionária), devido à altíssima depreciação. Quando vou fazer revisão, a concessionária sempre me oferece troca, com condições excelentes, no entanto, recuso, pois o meu atual veículo ainda está me atendendo bem.

        • Mateus Pinheiro de Carvalho

          o problema ainda é a desvalorização, mas pode ter certeza, a PSA está no caminho certo, um dos motivos era por conta do terrivel pós-venda, coisa que, pelo menos no ultimo ano, melhorou praticamente 100%, vide a votação dos eleitos quatro rodas em que a marca ficou com o segundo lugar.

          • Rodrigo

            Depende muito do modelo. Pega um 3008 (dos novos) usado, desvaloriza menos que Jeep Compass e VW Tiguan.

            • Oba

              A mais pura verdade que poucos sabem.

            • eduardo

              Tenho um e é verdade!

        • Jorge Osório Cortese Magalhães

          Se oferecem trocas com condições excelentes, a depreciação não é tão problemática, ao menos se permanecer na marca…

        • Al

          É, eu também não compraria um carro da PSA zero, a menos que os descontos fossem substanciais, como era o caso do 408, que já era oferecido por 70 mil, em um carro comparável em porte, conforto e desempenho, a carros na faixa dos 100 mil. Do contrário, é perder muito dinheiro, pois a depreciação é severa.

          Isto se dá, a meu ver, em grande parte pela dificuldade em dar boa manutenção no carro. Como eu conheço de mecânica um pouquinho mais que a média dos brasileiros, ainda consigo contornar algumas dificuldades, mas o consumidor médio realmente fica na roça quando tem de dar manutenção nos carros da PSA.

          Agora, pra comprar usado, depois que o primeiro dono já perdeu dinheiro, é bom negócio. Vc pega um carro diferenciado, com melhor conforto e desempenho, por preço de popular pé-de-boi.

      • Ubaldir

        Esta realidade vem mudando aos poucos, como é natural de ocorrer quando uma marca investe pesado na melhoria de seu pós-venda como a PSA tem feito (mais com a Peugeot que com a Citroen).
        208/2008, C3, C4 Lounge com motores turbinados… já temos alguns bons exemplos de modelos com boa aceitação no mercado de usados e desvalorização na média do mercado.
        Claro, ainda temos 408, 308, C4 Lounge com motor aspirado… todos com desvalorização ainda alta. Mas a mudança vai acontecendo devagar, isso não tem como.
        Nesse momento eu vejo é um portfólio muito reduzido em termos de oferta de modelos zero km, tanto na Peugeot quanto na Citroen. Na Peugeot a linha se resume a 208, 2008, 3008/5008 e comerciais. Na Citroen, Lounge, C3/Aircross, Cactus e a linha comercial. Convenhamos, não são modelos que se alinhem com o que o público vem buscando atualmente. A oferta de modelos mais voltados ao mercado de entrada e de SUV’s compactos mais alinhados com o que o consumidor procura é primordial para elevar a penetração dos franceses no mercado brasileiro.
        A PSA é o único grupo que nos seus ditos SUV’s compactos oferece uma SW (2008) e um Hatch (Cactus) aventureiros. Aí não tem santo que ajude a competir com os Cretas, H-RVs e Kicks da vida.

    • Jr

      Já podia ter deixado no seu comentário o endereço da concessionaria peugeot/citroen que você trabalha

      • Samuel Hernandez

        Trabalho com Games e Esporte Eletronico, meu querido!

        • Ubaldir

          Nem responda esse tipo de comentários, meu amigo. No mundo, tem falta de educação e senso em todo canto.

      • Leonardo

        Típico consumidor de Palio, Gol e Celta velhos.

        • Jr

          Não típico de quem já teve um peugeot/citroen e sofreu muito na mão deles, agora depois de toda m*rda e descaso que passaram anos fazendo com seus clientes, vem com esse papinho de marido arrependido prometendo mudar, quem bate esquece, quem apanha não esquece nunca mais. Quanto ao meu carro, tenho um corolla que nunca me deu dor de cabeça, estou feliz com ele e esperando o novo chegar para trocar, pegeout/citroen nunca mais. Boa sorte para os possíveis novos proprietários dessa joça

          • TchauQueridos

            Disse tudo amigo!
            Eu como ex proprietário de Peugeot e Citroen, podem vir aqui falando que vão dar o carro com 10 anos de garantia e essa conversa de quem estiver insatisfeito não paga, que eu não quero nem saber dessa dupla nunca mais!

          • Cássio

            “quem bate esquece, quem apanha não esquece nunca mais”, rapaz, quanta verdade nessa frase!
            Acho que é por isso que eu nunca mais quis saber de Fiat.

            • Johnny Cage

              kkkkkkk atualmente vejo milhares de videos no youtube dos proprietários do polo com carro zero km desmontado nas css por mil problemas.. Agora com relação a fiat eu pessoalmente não gosto nem confio, mas a Toro e o jeep renegade e compass estão surpreendendo. Não pelo número de vendas, mas vejo poucos proprietários reclamando desses fiat…

      • TchauQueridos

        Boa kkk

    • Ubaldir

      É meu caso. Estamos no segundo 208 em casa, com o primeiro sendo repassado com 4 anos e 85 mil km de uso.
      Absolutamente nada a reclamar.

  • zekinha71

    O duro vai ser achar ccs pra primeiro comprar o carro e depois reclamar, todas as que eu conhecia já fecharam faz tempo.

    • Saymon Erickson

      A daqui (Manaus) fechou há mais de um ano. Só tem 1 Citroën.
      O mercado de usados daqui é bem preconceituoso com carros PSA. A maioria das lojas não quer nem ver Peugeot e Citroën, por causa dos carros problemáticos de um passado não muito distante.

  • Milton Quadros

    É preciso mais: uma agenda de cursos para reparadores independentes, uma ampla base de dados para consultas de proprietários e manutenção de fóruns técnicos e de proprietários. Uma marca não ganha abrangência se não consegue ser facilmente manutenida na nossa amplidão e dispersão geográfica. Aqui não é a França, não é a Europa.

    • Oba

      Foi assim que a Fiat acabou com o preconceito em relação a marca mesmo entre os reparadores. A Fiat tinha a mesma fama que marca do leao tem de manutenção cara e problemática.
      Mas parece que a Peugeot nao vai querer entregar o manual tecnico para terceiros e sim melhorar os serviços na sua própria rede para manterem os clientes fazendo manutenção nas proprias concessionárias. Coisa que poucos continuam fazendo após termino da garantia.
      Uma simples troca de correia dentada custa de 1200 a 1400 no 208.
      Nao sei como é o valor nas outras marcas em carros da mesma categoria mas com certeza poucos aceitarão pagar este valor se pode fazer em oficina independente e pagar muito menos.
      Torço muito que a marca consiga o resultado esperado mas infelizmente nao acredito muito que somente com esta ação consigam o mesmo resultado que a Fiat.

      • Fernando Oliveira

        Concordo que poucos proprietários continuarão a fazer serviços em concessionária após o término da garantia. Não é comum, até mesmo para a própria concessionária. Eu mesmo tenho um Citroen e meu carro está beirando os 100K Km. Sempre fiz as revisões na concessionária e da última vez que fui fazer a revisão, o consultor ficou surpreso comigo, em levar um veículo com 5 anos de adquirido e 90K Km…
        De fato, as peças e os serviços são bem mais caros que em oficinas independentes, coisa em torno 3x, mas no meu caso, cansei de “pegadinhas” em serviços de oficinas independentes. Sempre dava algum problema, o último e pra mim a “gota d´água”, foi uma correia dentada recém trocada que se rompeu durante uma viagem longa e tive que ficar no “meio do nada” sem comunicação, muito tenso. Por estas e outras, prefiro o serviço da concessionária, no caso da Citroen, NUNCA tive problema, além do atendimento ser EXCELENTE (Union Citroen Juiz de Fora).
        No caso da Peugeot, creio que está no caminho certo, para melhorar sua imagem entre os consumidores brasileiros. Há um longo caminho a ser percorrido ainda, pois seus modelos (os da Citroen também), sofrem muuuuita desvalorização no mercado de usados, além do problema crônico da disponibilidade de peças.

        • Oba

          Eu procuraria os meus direitos sobre a correia dentada. É um caso seríssimo.
          Mas digo que ja troquei correia quando tinha carro de outra marca na concessionária e o carro nunca mais foi o mesmo. Começou a trepidar em marcha lenta e o consultor teve a coragem de dizer que nao existe ponto na correia dentada. Naquela época nao existia internet então nao tínhamos como obter informações.
          Muitos anos depois com a internet descobri que é muito comum nao trocarem a correia dentada da forma correta que da mais trabalho e acertarem o ponto da correia dentada.
          Depois disso graças a deus nunca mais tive que carro que precisou trocar a correia.
          E o atual quero passar pra frente antes de chegar o tempo de trocar.
          Aprendi na prática que nao se deve confiar em serviço de concessionária.
          Faço revisão para ter o carimbo no manual mas qualquer serviço prefiro fazer fora da rede autorizada pelo preço e qualidade do serviço.

          • Fernando Oliveira

            Pois é. No caso do problema com a correia dentada, nem quis me estressar mais, já vendi o carro do jeito que estava e acabei adquirindo o atual que é um Citroen.
            Com relação ao serviço em concessionária, sempre que posso, acompanho presencialmente todos os serviços. Pelo menos esta da Citroen, onde levo o meu carro (Union Citroen Juiz de Fora), os caras são muito profissionais. É caro, mas pra mim está valendo a pena. Agora, fazer serviços em oficinas independentes, NUNCA MAIS. SEMPRE tive problemas em pelo menos três oficinas diferentes na minha cidade, onde pelo menos duas são bem conceituadas. Peguei trauma mesmo.

            • Oba

              Que bom que ainda existem profissionais que trabalham da forma correta. Pena que o preço é inviável na rede em alguns casos e muda a qualidade conforme filosofia de trabalho de cada profissional e propria gerencia da concessionaria.

      • Matuska

        A PSA tem um serviço de reparador Online com muitos dados técnicos e procedimentos de troca. Qualquer um pode fazer cadastro e usar o site.

        • Oba

          Nao sabia. Será que os mecânicos principalmente os espirito de porco sabem?
          Porque os próprios mecânicos contribuem para queimar a imagem da marca.

    • Romulo’

      A PSA já dispõe disso há muito tempo. Tem manual do reparador, distribui boletins técnicos, tem acesso a site com catalogo de todas as peças de todos os carros em linha ou não.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Falta um compacto mais barato e um sedan compacto no portifólio.

    • El Gato!

      E um sedan médio. Desde a saída do 408 a marca não manifesta intenção de trazer nenhum outro carro para a lacuna.

      • Não tem mercado pra mais um sedã médio.

      • Zé Mundico

        Trazer outro para quê? O 408 era excelente mas não tinha mercado. Se tirou do catálogo é porque justamente ninguém comprava.

        • El Gato!

          É… infelizmente você tem razão… retiro o que eu disse.

        • e3965

          408 estava defasado, era o baseado no 308 lançado em 2007 na Europa, nem uma simples direção elétrica tinha. Carro excelente para comprar usado, mas novo jamais pegaria. Já existia na China dois sedans para substituir, o 408 nova geração de lá e o 308 ll sedan, não trouxe nenhum.

        • TchauQueridos

          Excelente?
          Me desculpe, mas perto da concorrência era super defasado.
          Sem contar a hiper-desvalorização que o modelo sofria.

          • Zé Mundico

            Olha, posso te dizer que era excelente em conforto, tecnologia e desempenho, melhor do que qualquer Corolla ou Civic da vida. Desvalorização era a normal do mercado, pois Corolla sempre foi super ultra-hiper valorizado, praticamente de uma forma irracional.

        • SDS SP

          Era um bom carro, mas mais pelo preço competitivo, pois já estava bem defasado. Tal defasagem era que justificava o preço mais baixo.

          • 4lex5andro

            O 301 é o sedan que a PSA precisa pra enfrentar a faixa de compactos premium, onde os três-volumes ainda vendem.

            Cronos, Virtus, Fiesta, HB20S e Cobalt dominam o segmento.

      • Ubaldir

        Sedã médio já era. Negócio hoje são sedãs no padrão “Virtus”, de construção mais simples, largura de carro compacto e comprimento de carro médio.
        A GM vai lançar o Onix sedã em substituição a Prisma e Cruze. A Nissan está trazendo um novo Versa que vai aposentar de vez o Sentra. A Renault já descartou o Fluence a tempos em nome de mais oferta de SUV’s.
        O mercado de sedãs médios vai ficar restrito praticamente a Corolla e (talvez) Civic em poucos anos.

    • Ubaldir

      Sem falar em SUV’s compactos que realmente se enquadrem no conceito estabelecido pelo mercado.
      2008 é um 208 SW aventureiro. Cactus é um hatch compacto aventureiro. Nenhum dos dois se mostram aptos a competirem em condições de igualdade no mercado que tem T-Cross, H-RV, Kicks, Creta, Renegade…

      • Miguel

        Vamos ter que aguardar um novo 2008, quando reestilizar geral.

        • Ubaldir

          Pois é. Mas essa remodelação de agora parece ter “empurrado” o novo 2008 para alguns anos para frente.

  • El Gato!

    Mas a fabricante não menciona em seus “compromissos” a disponibilidade imediata de peças de reposição. Pelo que acompanho em fóruns, é a maior reclamação dos clientes da marca. De nada adianta entregar carro limpo, servir cafezinho, tabelas preço de revisão… se leva três meses para chegar uma simples peça.
    Digo com todas as letras: torço pela Peugeot. Das francesas, é a única que me desperta intenção de compra (3008 e 208 GT). Está em um excelente caminho, mas ainda precisa melhorar em pontos nevrálgicos, como o número de css no país e na questão de peças.

    • Junoba

      Um parente meu teve uma pequena avaria na dianteira do Fluence em Janeiro de 2019 ( atropelou um cachorro ), e até hoje, Maio, o veículo aguarda peças e atualmente esta parado na oficina da Css Renault sem previsão de ficar pronto. O reparo ficou em absurdos R$13 mil ( o seguro vai cobrir ).

      • Jr

        13 mil reais !!!!!!!!!!!!!!!!!!! O seu parente atropelou um cachorro ou um elefante? Destruiu a frente do carro toda?

        • Junoba

          Não, visualmente ficou pouco danificado. Estragou o radiador e a ventoinha. Peças estupidamente caras e demoradas para chegar. Meu avô tem 80 anos e esta passando por esta infeliz situação. Descaso da Renault.

          • Johnny Cage

            Se bobear vc consegue as peças mais rápido no mercado livre… kkkkkkkk

      • Samluzbh

        Fala a cidade e a Css como alerta.

        • Junoba

          Css Leva Renault, Ipatinga/MG

    • e3965

      Isso é verdade, tenho um Peugeot 308, quando precisei da concessionária, fui tratado como rei, mas levou 1 mês para chegar um simples farol.

      • Antunes

        Estranho, tive um 208 griffe 15/15 tirado 0km, minha lanterna apresentou um defeito, com 1 semana chegou a nova e trocaram sem nenhum problema, sempre fui bem atendido na css citroen por sinal, kkkk, vendi o carro, mas nas 3 revisões sempre fui bem atendido
        Revisões realizadas na Citroen Louvre de Santos, porque a Peugeot tinha fechado na época, ja abriu outra atualmente

        • Aragones

          Lanterna é item de alto giro amigo. Faz parte do “kit batida” que toda ccs deve ter em estoque. Era obrigação deles terem à pronta entrega. O fato de não terem já diz bastante sobre o estoque de peças deles.

          • Antunes

            Eu estava numa css citroen, eles não teriam estoque de peugeoat além de peças de motor kkkk, esses dias minha buzina do Jetta queimou, fui na CSS a mizera buzina nao tinha estoque e demorou 2 semanas pra chegar

      • Johnny Cage

        não sou garoto propaganda mas só demorou isso pq vc não procurou no mercado livre… kkkkk

        • e3965

          Era garantia, então porque iria pagar no Mercado Livre. Acrílico do farol com menos de 3 anos de uso embaçou todo, por burrice minha não mandei trocar os 2, meses depois e já sem garantia aconteceu o mesmo com o do outro lado.

    • SDS SP

      Já vi uma reportagem no M1 em que uma css ficou 45 dias para entregar um simples disco de freio. Esse tipo de coisa acaba com à reputação de uma marca, mesmo que seja algo pontual.

    • Al

      Minha esposa tem um C3, que compartilha praticamente tudo com os Peugeot. Nunca usei os serviços de concessionária, nem comprei peças lá, seja Citroen, ou Peugeot, por 3 motivos fundamentais:
      – O primeiro, e principal, é que os preços de peças são exorbitantes. Consigo no mercado paralelo, de bons fabricantes, por menos da metade do preço, como foi o caso das bandejas de suspensão da Monroe e a bomba de combustível (não lembro a fabricante que comprei, mas era primeira linha), além de itens de manutenção de rotina, como correias, filtros, velas e fluidos.
      – O segundo, é que nas poucas vezes que ousei orçar o valor nas concessionárias, quase nunca havia para pronta entrega. Era sempre por encomenda. Se no paralelo consigo na hora, pra que a concessionária?
      – O terceiro motivo, mais subjetivo, é que frequentemente encontrei educação e cortesia da parte dos atendentes na concessionária, mas quase nunca uma resposta clara e precisa para o meu questionamento técnico.

      Não que eu queira um mundo perfeito ou ideal, mas já tive carros da Fiat, Chevrolet, Toyota e Honda, onde apesar de usar mais serviços de oficinas paralelas, cheguei a comprar peças e fazer alguns serviços nas concessionárias, pois em alguns casos a diferença de valores nem era tão grande assim.

      Então, melhorar mão-de-obra é importante, mas se não tiver uma melhoria nos preços e prazos de entregas de peças, além de um estoque mais otimizado de peças de grande saída, eu nem vou chegar a conhecer a mão-de-obra, pois não vou comprar peças lá.

    • fsjal

      Tive um 208 e hoje tenho um 308
      No 208 precisou trocar o cabo de acionamento do freio de mão que estava rangendo. Chegou e uma semana.
      No 308 o teto de vidro trocou 3 meses depois que comprei o carro. A peça chegou em 10 dias.

      Comparado com a Ford (meu carro anterior foi um Fusion) que não tinha um simples amortecedor a pronta entrega (e o prazo era: não tem prazo pra chegar) parece outro mundo

      Não posso dizer que estou insatisfeito.

    • Johnny Cage

      Eu escuto muito esse tipo de reclamação dos donos da sportage.. falam que as peças da kia demoram pra chegar e tudo caro. Não sei se é verdade, mas desisti da marca por este motivo… Confesso que optei pela toyota pensando na fabricação nacional e justamente isso, disponibilidade de peças, fácil reparo mesmo por mecânicos independentes e fácil acesso a informação técnica pois existem muitos fóruns na internet…

  • Junoba

    A PSA tem 1.7% do mercado, não 2,9% como diz no texto.

    • rodrod

      é em torno de 1% mesmo! seja so no ranking de “automoveis” ou so de “comerciais leves” OU os dois rankings juntos (classificaçao geral)

      • Erasmo Artur

        Mês passado foi 1.1% citroen e 0.9% peugeot.

      • Junoba

        Dados de 2018

        • rodrod

          dados de 2019

  • Ralex

    Recentemente tive uma experiencia com uma ccs Peugeot (Chanson em Maringá – PR), e fiquei surpreso com o atendimento. Era algo tao criticado aue entrei com o maior receio e sai muito surpreso. Estao no caminho certo, tem muitos detalhes a arrumar mas o principal ja conseguiram, que é ter a intenção e reconhecer os erros. Torço agora pela montadora, nao sou fã boy e nem tenho veiculo da marca, mas no BR onde atendimento é sempre péssimo, o 2 lugar esta mais que merecido

    • Leonardo Timm

      Tive um probleminha numa viagem ano passado e parei na Chanson, mas a de Cascavel. Nunca fui tão bem tratado numa ccs quanto lá. Atendimento perfeito. Nada a reclamar, muito pelo contrario. Se continuar assim vai longe.

  • Domenico Monteleone

    ótimo, que ela consiga oferecer um excelente nível de atendimento.

  • tvglobonãotemjapa

    parece igual pastel na feira kkkkkkkkkkkkkkk

  • Carlos Nixon

    A Peugeot precisa também alinhar os produtos no Brasil com a linha na Europa. Lá lançam uma nova geração de um modelo e aqui só dão um “tapa” no visual. A pessoa fala pra um amigo que vai comprar tal carro e o amigo fala: você vai perder dinheiro porque lá na Europa já tem um modelo novo. E disso vem, também, a desvalorização grande.

  • Antonio Carneiro

    Estou com um C4 THP 13/14 não penso trocar.

    • Jr

      Nem pode né, quando você for na CSS trocar vai ver o preço ridículo que vão dar nele

      • Antonio Carneiro

        Não preciso vender meu carro (não do Banco) para comprar outro. Tenho dinheiro pra isso, quem tem q se preocupar com depreciação é quem vai trocar de financiamento.

        • TchauQueridos

          Pra comprar Peugeot e Citroen só assim mesmo.
          Sem se preocupar com nada!

        • F30FLORIPA

          Não fala besteira. Vou te dar um exemplo bem simples de entender:
          Se você comprar um carro 0km da Peugeot ou Citroen por um valor X, após 2 anos o valor que você receberá ao revende-lo será BEM menor do que se tivesse comprado a 2 anos atrás um carro da Honda ou Toyota.

          • e3965

            Vou te dar um exemplo também, o valor do Honda e do Toyota é bem maior também. Se for para comprar usado então, mais ainda. O que você compra mais caro, claro que venderá por mais.

            • F30FLORIPA

              Deixei claro em meu comentário que estava falando de carro 0km, mas no mercado de usados a diferença (na desvalorização) também existe, só não é tão grande.
              Gostaria q vc desse um exemplo de carro (0km) da Reunalt ou Citroen que seja equivalente a um carro da Honda ou Toyota, só que mais barato.

              • e3965

                Não vou pesquisar, pois não vale a pena ir CSS só para isso, mas nunca vi carro da Honda e Toyota mais barato que um PSA da mesma categoria (comparar tabela não adianta, tem que ir ver o preço real de venda na CSS). Carros Honda e Toyota sempre foram conhecidos por pagar mais e levar menos e serem os que quebram barreiras de preço mais alto. Eu que compro só carro usado, nunca valeu a pena, sempre levei mais e paguei muito menos em carro francês do que se optasse por Honda e Toyota. E como eu disse, não perco quase nada, pois vendo barato, mas também compro barato.

          • Antonio Carneiro

            Trabalho no Mercado financeiro. Não preciso da ajuda de ignorantes para fazer conta e muito menos para dar opinião do que eu devo comprar ou não.

      • e3965

        Quando a gente já paga um preço ridículo na compra, fica mais fácil aceitar o preço ridículo na venda.

        • Jr

          Um particular não vai pagar muito mais que uma css em um pegeout/citroen, tendo em vista da péssima fama que eles ainda tem em muitos lugares Brasil a fora

          • e3965

            Aqui em SC Peugeot/Citroen tem boa aceitação comparado a outros estados, vendo tranquilo para particular. Como compro usado barato, não ligo nem um pouco de vender barato depois. Ando de carro médio com 3 anos de uso por preço de Onix, melhor negócio, impossível.

          • TchauQueridos

            Inexplicavelmente aqui no fórum ninguém tem nenhum problema com Peugeot e Citroen.

            • Jr

              Estranho né? Tenho até uma certa desconfiança sobre isso, mas como não posso provar, deixo para lá

      • Michel

        mas vc sabe se ele pode ou não?

  • Fabio Augusto Mazzarino

    E como fica o caso da Val du Lion em SJCampos/SP? Pedi carro disponivel em estoque, me venderam um carro já vendido.

    Ficaram prometendo pra semana seguinte por mês. No final pediram mais duas semanas pra entregar um modelo mais novo cambio mais novo. Na data marcada fui lá e o câmbio era o mm. O vendedor se justificando dizendo q a alavanca do câmbio era nova.

    Peguei o sinal de volta e fui na Hyundai.

    Nesse caso eu recebo o dinheiro do carro de volta?

  • Hodney Fortuna

    Uma boa estratégia da Peugeot se ela quiser mesmo ganhar mercado. Os carros dela são bons, mas peca gravemente na questão de assistência como também no preço das peças que é um absurdo!

  • Marcus Vinicius

    Sedan compacto 301 derivado do atual 208 poderia chegar para ficar no lugar do extinto 408, sendo feito em Porto Real RJ

  • Nutz Nutz

    Se o Cliente não satisfeito com o serviço, não paga, então a Peugeot está fazendo nada mais do que o óbvio.

  • Leonardo

    5 meses atrás, meu sobrinho que tem um 208 automático (4 marchas), teve problema no câmbio (que novidade) e foi diagnosticado que os cabos estavam corroídos. Preço para troca do cabo: R$ 1490, preço para reparo do cabo: R$ 690. Por curiosidade, procurei quando custa esse cabo novo do meu Fusion ecoboost: R$ 650 reais.
    Nessa, tempos depois, também teve que trocar o óleo do câmbio. Preço da concessionária: R$ 1900. Fez o serviço em mecânico particular e pagou R$ 1100. Mais uma vez pesquisando no meu Fusion: R$ 1000 reais pela troca.
    Se a Peugeot realmente quer mudar a imagem, a manutenção de um carro popular tem que ter preço de carro popular, não de carro de luxo. Também precisa melhorar a qualidade de seus carros, que são frágeis comparados à concorrência.

    • e3965

      Peugeot pode ser ruim e tal, mas Ford no Brasil é horrível demais.

      • El Gato!

        Tenho carros da Ford faz 9 anos. Estou no meu terceiro Ford seguido, e estou abandonando a marca por conta do atendimento das concessionárias. Não aguento mais. Em Porto Alegre, pelo menos, é o pior atendimento possível.

      • Leonardo

        As duas são bem ruins. Mas acho que Peugeot capricha.

    • RoDs

      Amigo… o seu carro vai sair de linha… segura essa bomba.

      • El Gato!

        Não tenho nada com a discussão de vocês, mas… porque o carro vai sair de linha ele é uma “bomba”? O Fusion é excelente, cara. Um baita carro. Infelizmente, sofre com a baixa altura dele em nosso asfalto lunar… mas isso é um problema do país, não do carro.

        • Ernesto

          Se o carro não é adaptado pelo fabricante para ser vendido aqui, então isso se torna do carro. Até parece que a Ford não sabe como são nossas ruas!

      • Robinho

        aff

    • fsjal

      Pelo menos na minha cidade o pós venda da Ford e da Peugeot são extremos, sendo o da Ford um dos piores que eu já tive.

      Eu tive um Fusion Ecoboost também e sempre digo que o carro é maravilhoso, pena que é Ford.
      De fato os custos de manutenção são ótimos, mas a indisponibilidade de peças, falha em processos, etc era um absurdo. Nem parecia que eu tinha um carro de R$ 120.000 (na época)

  • Romulo Germer

    Já tive 307, 308 e 208, sempre fui muito bem atendido aqui em Santa Catarina, com muita agilidade, quando precisei de alguma peça ou serviço que levasse 2 dias ou mais sempre disponibilizavam um carro reserva, nunca tive despesas adicionais. Já quando tive um Fox Highline que baixava óleo em excesso desde 0km, a VW queria que eu ficasse medindo nível de óleo à cada mil km na concessionária (sendo q rodo 5 mil km por mês), e não disponibilizavam carro reserva de modo algum, e não aceitavam fazer qualquer manutenção no carro para tentar resolver..

  • BuffyDawn Summers

    Em 2010, quando comprei meu primeiro AT, tinha decidido pelo “207” quando saiu o Latin NCAP e o resultado decepcionante para esse carro. De lá pra cá, nada mudou nos testes de segurança.

    Também tive uma colega que foi convencida a pagar 5 mil pelo conserto do câmbio AT com o carro na garantia e um defeito que existia desde a venda do carro (não foi mal uso). O velho… é mulher e não sabe de nada (e ela não sabia mesmo).

    Vai ser preciso mais que um comercial para me convencer a comprar um carro dessa marca.

  • mrcarvalho66

    Não recomendo a marca. Parece que tudo deles não é bom. Ouço reclamações direto e no programa TopGear a marca é zoada quase sempre quando eles fazem referência à ela. Pelo tempo que estão aqui no Brasil, já era para eles terem resolvido tudo e ter uma linha de carros com bom padrão. São bonitos, mas…

  • José Carlos Fontes VIII

    Também penso em comprar Peugeot, mas não quero um carro cuja peça necessária pra reparo chegue rapidamente, ou mesmo que já haja. Quero um carro que não dê defeito, como todos os 3 que tive nos últimos 4 anos, de outra marca. Quando acesso o NA sobre a Peugeot, é só comentário sobre oficina, mas carro bom é justamente o que não dá oficina, e ponto final.

  • Maycon Farias

    Coitada, esperou vender 2 mil carros por mês para tentar mudar. Mas boa sorte.

  • SK15

    Tive um Peugeot pior caca que fiz na vida não recomendo nunca, além das CSS péssima …

    • Luconces

      Quando foi isso?

  • Davi Millan

    A disparidade entre as concessionárias da PSA ainda é alta, com cidades com atendimentos não tão bons ou até ruins, mas outras com excelência. Mas posso falar de Florianópolis e mais precisamente da Citroen. No caso da Citroen não tenho reclamações nenhuma, sendo no mínimo o melhor pós-venda que já presenciei, ficando muito acima da VW, Kia, Honda e outras. Já da Peugeot não sei pessoalmente, somente de amigos e familiares que tiveram carro da marca e não se arrependeram nada, pois sempre falaram bem do pós venda da marca nos tempos atuais (dos modelos 208 em diante).

  • JCosta

    Bons carros, design interessante (especialmente a partir do 208). Mas, se já é difícil ter um diagnóstico de reparo preciso na CSS, imagine fora dela. O pior: não valorizam os próprios veículos na eventual troca por outro.

  • Milton Fabiano Camargo

    É só tomar coragem de romper com o oligopólio das empresas automotivas e baixar os preços dos 0KM.
    Carros mais baratos, mais vendas, mais peças sendo produzidas = redução dos custos.
    Um 208, na situação em que está a Peugeot, jamais poderia custar o que custa.
    Tem que focar numa campanha agressiva de preços e vantagens, se quiser virar o jogo.
    No site da montadora um 208 começa por inacreditáveis R$ 57.490,00!!!
    Tá mais do que explicado o baixo volume de vendas do modelo.

  • Eng Turbo

    A fama da PSA é algo muito dificil de contornar (Não é impossivel). Mas um dos maiores problemas nesse momento é a percepção do ex-dono. A maior parte (Disparado) NUNCA mais compraria outro carro da marca…..e um dos grandes motivos é a desvalorização/dificuldade na venda. Fica dificil convenser alguem a comprar um carro por 100k e 3 anos depois vender (com dificuldade) por 50k.
    Eu sou prova disso, ja comprei alguns PSA usados, sempre na média de 50% do valor do zero km, isso com 3 anos de uso em média.

    Outro colega comentou da dificuldade de acesso a dados tecnicos em oficinas independentes, e isso é fato. Boa parte das oficinas nem mesmo se interessam em realizar manutenção nos carros da marca. Tive alguns contratempos com o meu ultimo PSA e a oficina a qual sempre levo, acabou resolvendo, porém o proprietario deixou bem claro que estava fazendo por respeito, pois não pega mais carros da marca para manutenção, pela dificuldade de encontrar dados tecnicos e peças a disposição.

    Então, a PSA tem MUITO dever de casa, e o caminho é longo. Porém, desejo boa sorte a eles!

    Ps: To de olho em um 208GT, quem sabe não envio um “usado da semana” ;)

    • Gomes

      Pelo menos já deram o primeiro passo. Descobri esses dias vendo uma Revista Oficina Brasil que eles tem um Portal do Reparador no site, com informações técnicas e vídeos explicativos

  • SDS SP

    Legal esse esforço da PSA em focar na melhoria do pós vendas. Pena que o grupo diminuiu bem nos últimos anos com fechamento de varias concessionárias, mas essa diminuição pode ser uma oportunidade para arrumar a casa.

  • Gran RS 78

    Cada um sabe onde gastar o seu rico dinheirinho, mas eu estou fora de Peugeot/Citroen.

    • Diogo

      Tomei coragem e comprei o carro oferece mais por menos – C4 cactus feel automático (Roda 17″ , piloto automático e etc…) falando do carro em si está aprovado agora vamos ver na revenda, daqui uns 3/4 anos.

      • Gran RS 78

        Tive um C3 e não tive sorte com a marca, por isso peguei receio com esses modelos.

  • Oba

    Que bom que em alguns casos é mais barato na própria rede da marca mas como nao é em 95 por cento do caso e cada profissional trabalha de uma forma para o bem e para o mal do resultado do trabalho, prefiro me abster de ter que trocar peças que teoricamente deveriam seguir um passo a passo correto e passar pra frente antes de chegar a hora da troca dessas peças.

  • Luciano Souza

    Enquanto falam em ampliar, fecharam a loja de Manaus, agora a autorizada mais proxima fica a 750km… Valeu PUG…

    • Gomes

      Mas pelo menos eles nomearam a High Torque do ADG aí não?

      • Saymon Erickson

        Sim, é essa mesmo a oficina autorizada nomeada.

        • sigma7777777

          É uma ótima oficina. Faço serviços com eles.

  • Luciano Souza

    e so tem 3 carros no portfólio… Ta pior que as chinesas….

  • fsjal

    Estou no meu segundo Peugeot, na marca desde 2016 e até hoje não tenho uma reclamação pra fazer do carro ou do pós venda.
    Do nível da Hyundai, que foi a melhor experiência nesse quesito que eu tive.
    Compraria o terceiro tranquilamente.

  • Wanderson Perin

    Eu sempre tive Honda…CRV, FIT…sai da CRV e peguei um ix35…espero não me arrepender, pois Honda sempre fiz todas revisões na CCS pois o custo realmente valia a pena e o atendimento sempre foi ótimo! Sem contar que os carros mesmo que eu tenha pegado usado (sempre compro usado de procedência, não compro carro zero), nunca me deram dor de cabeça, só mesmo itens de desgaste normal, agora vamos ver como vai ser com a Hyundai. Quanto a Pegeout tenho amigos próximos que não tiveram boas experiências, destaque de problemas em modelos com motor THP.

    • sigma7777777

      Acesse o canal High Torque no YouTube: dias atrás saiu um vídeo de um mecânico da PSA explicando correções que fizeram no motor THP. Parece que chegou mesmo uma nova PSA no mercado, vamos ver, mas fiquei contente por isso.

  • Johnny Cage

    parabéns gomes, mas te falar que o público só descobre essas informações através do boca boca… eu já li umas 30 postagens falando mal da marca até ler sua publicação. só por aí a gente entende porque vai ser difícil a peugeot conseguir mudar a fama ruim que pegou no Brasil… Arrisco dizer que seria mais facil mudar a logo do leão e investir em reestrutura de marca… algo tipo Caoa Chery está tentando fazer… e tome 5 anos de garantia pra começar a conversa..

  • Cássio

    “cliente não satisfeito com o serviço, não paga”, mas só se Justiça determinar, em processo que dura até 8 anos.

  • Renato Almeida

    PSA tem um mega desafio no Brasil: produtos com durabilidade duvidosa e reputação ruim no mercado, além de rede de css e portfólio reduzidos.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email