*Destaque Matérias NA

Piloto automático ajuda a economizar combustível?

Chevrolet-Onix-Advantage-2018-11 Piloto automático ajuda a economizar combustível?

Sobretudo para quem viaja constantemente pelas rodovias do nosso País, o piloto automático se tornou um item obrigatório para ajudar a decidir a compra de um automóvel.



Tal equipamento é bastante comum entre os modelos comercializados no mercado brasileiro, sobretudo entre os exemplares equipados com transmissão automático – afinal, não faria muito sentido você não ter que trocar as marchas, mas ainda assim precisar tomar conta do pedal do acelerador em viagens, não? Porém, ainda assim alguns carros vacilam ao não dispor de tal recurso, como o Nissan Kicks, mesmo em sua versão topo de linha que passa dos R$ 100 mil.

É certo que uma das prioridades e principais características do piloto automático é o conforto. Entretanto, é preciso se preocupar ainda com alguns outros pontos, como é o caso do consumo de combustível.

Muitos condutores, sobretudo aqueles que estão prestes a “entrar no mundo” do piloto automático com a aquisição de um novo veículo, têm dúvidas se o recurso aumenta ou diminui significativamente o consumo de um carro? Esclarecemos esta dúvida abaixo. Confira:



O que é e como funciona o piloto automático?

Antes de tudo, vamos para a parte técnica que muitos ainda não têm conhecimento. Conhecido também como controlador de velocidade de cruzeiro (ou cruise control, em inglês), o piloto automático permite que o motorista determine uma velocidade constante para que o veículo não ultrapasse este limite. Toda a operação é realizada através de botões nas alavancas na coluna de direção (normalmente a do lado direito) ou ainda em comandos posicionados no próprio volante.

Ao acionar os botões, o piloto automático informa a velocidade do carro para uma central de comando eletrônico, sendo que esta repassa a informação para o atuador, que acelera ou desacelera o veículo para manter a velocidade constante, juntamente com a borboleta do acelerador.

Este sistema, além de proporcionar maior conforto ao motorista, já que ele elimina a necessidade de controlar o pedal do acelerador o tempo todo, consegue ainda evitar multas ao exceder o limite de velocidade da via, por exemplo. O piloto automático pode ser desligado pelos próprios botões na alavanca ou volante ou ainda ao pisar firmemente no pedal de freio ou do acelerador.

Chevrolet-Onix-Advantage-2018-11 Piloto automático ajuda a economizar combustível?

Como funciona o piloto automático num carro manual?

É certo que o piloto automático acaba sendo “mais inteligente” num automóvel equipado com transmissão automática. Afinal, neste caso, o câmbio troca as marchas automaticamente para manter a velocidade, sobretudo numa subida mais íngreme.

Entretanto, num veículo com câmbio manual, ao precisar fazer uma troca de marcha, o motorista precisará (obviamente) acionar o pedal de embreagem. Esta operação provavelmente irá desativar o piloto automático, obrigando o condutor a reativar e reprogramar o recurso após realizar a passagem de marcha.

Piloto automático realmente economiza combustível?

Vamos ao que interessa: o sistema de piloto automático realmente ajuda no consumo de combustível para se tornar mais “amigo” do bolso do proprietário do veículo?

Como citamos no início desta matéria, o piloto automático foi concebido para proporcionar o máximo de conforto ao motorista, ainda mais em viagens mais longas, e não para poupar combustível, já que a intenção do recurso é manter a velocidade constante independente das condições da via. Para tal, há alguns recursos extras, como o start/stop, que consegue desligar o motor em paradas curtas, como em semáforos.

Sendo assim, dá para dizer que não, o piloto automático não diminui o consumo de combustível. Pode até mesmo acabar por aumentar o consumo.

Isso pois numa situação com subida mais íngreme, por exemplo, o sistema iria precisar aumentar a aceleração para tentar manter a velocidade pré-definida pelo motorista, elevando a rotação do motor e, consequentemente, aumentando o consumo do veículo. Já com o piloto automático desativado e o motorista controlando o pedal do acelerador, ele irá conseguir aproveitar o embalo do automóvel para enfrentar o aclive sem tanto esforço.

Já em decidas, o piloto automático novamente manteria o motor em funcionamento para conseguir manter a velocidade constante. Com o sistema desativado, o condutor poderia tirar o pé do acelerador, provocando o corte da injeção e reduzindo a velocidade. Isso também provoca um aumento no consumo de combustível.

Por outro lado, caso você seja daquele tipo de condutor que tem o pé direito “pesado” demais, o piloto automático pode ser um grande aliado não só para otimizar o consumo e diminuir os gastos no posto de combustível, como também para evitar multas por excesso de velocidade.

Chevrolet-Onix-Advantage-2018-11 Piloto automático ajuda a economizar combustível?

E o piloto automático adaptativo? É mais eficiente?

Se você é um pouco mais ligado a automóveis mais caros e sofisticados, provavelmente já deve ter se deparado com o piloto automático adaptativo na lista de equipamentos de muitos deles. Como o próprio nome indica, trata-se de uma versão do sistema que consegue se adaptar de acordo com as condições de trânsito, promovendo acelerações e frenagens de acordo com o veículo que trafega à frente. Isso tudo com o uso de sensores instalados em diversos pontos da carroceria do seu automóvel.

O piloto automático adaptativo ajusta automaticamente à velocidade, sem a intervenção do motorista, para manter uma distância segura em relação ao veículo da frente. Caso haja um veículo mais lento, o sistema reduz a velocidade automaticamente. Já se a pista está livre e com os demais veículos trafegando numa velocidade mais alta, retorna para a velocidade definida inicialmente.

No entanto, ainda não há comprovações por parte dos fabricantes a respeito de um consumo de combustível maior ou menor com o piloto automático adaptativo em relação ao sistema convencional. Acreditamos que não haja uma diferença significativa no consumo, até porque no piloto automático tradicional, o motorista precisará fazer os reajustes de velocidade quando necessário para evitar qualquer colisão. Ou seja, a versão adaptativa do item apenas faz o que o condutor precisaria fazer com o sistema normal.

Entre os carros mais em conta equipados com tal item, há o Ford Fusion, Ford Ranger, Volkswagen Golf, Jeep Compass, Peugeot 3008, Volkswagen Passat, entre outros. O mais barato deles custa na faixa dos R$ 125 mil.

Conforto ou economia?

Como você pode comprovar ao decorrer deste texto, o piloto automático influencia sim no aumento do consumo de combustível. Porém, muitos condutores acabam não ligando para este fato, já que acabam sendo recompensados pelo conforto extra proporcionado pelo recurso. E você, costuma utilizar constantemente o piloto automático do seu carro? Nota um consumo de combustível maior? Conte para nós!

COMPARTILHAR:
  • T1000

    Um conhecido meu tem no cruze modelo antigo; ele disse que desistiu de usar pois aumenta demais o consumo.

    • Louis

      Acho que aumentaria significativamente em estradas com muitas subidas e descidas, visto que para manter a velocidade ele segura na descida e reduz marcha na subida. Já com o motorista controlando, a tendência é deixar aumentar um pouco a velocidade na descida e deixar cair um pouco na subida, aproveitando melhor a energia cinética do carro.

      • Edson Fernandes

        Depende. Tem carros que mesmo com o carro ganhando velocidade, ele não reduz, deixa o carro rolar e depois só retoma para manter a velocidade configurada.

        Em carros CVT isso é muito comum, ele começa a piscar o visor indicando que a velocidade está acima do programado mas ao voltar, ele controla. (para aclives, há um consumo maior, mas para declive e plano, ele consegue controlar em rotação mais baixa do que no “pé”).

        • Leandro Oliveira

          Nenhum carro com cambio automatico (CVT ou tradicional), segura velocidade na marcha com o piloto ligado. O carro rola e so torna a acelerar novamente quando a velocidade chega na quantidade pré estabelecida pelo condutor. Nesse momento, há sim uma economia. Tenho um veiculo com cambio CVT e faço testes todo dia, com e sem piloto acionado. Sabendo usar, principalmente em lugares planos e nunca em aclives e serras, ganho em média 1 km/l.

          • Edson Fernandes

            Pois é Leandro, foi o que eu disse no meu caso. Eu só desligo em aclive e controlo no pé. Faz toda a diferença.

            Agora, uma das pessoas que comentou, disse que da CR-V reduz marcha em descida. Eu sinceramente não sei dizer. Nos que eu tenho mais familiaridade, sempre ganhou velocidade sem reduzir marcha.

            • GPE

              O civic com AT5 reduz marcha se o carro ganhar uns 4 ou 5km/h numa descida

              • Edson Fernandes

                Nossa, eu acho isso horrivel, o carro amarrar a condução para tentar manter velocidade. Ok, entendo que exista a situação de inclinação, mas se essa não for mais forte, não faz sentido.

                O CVT do Fluence já faz diferente: Ele tem o freio-motor, mas só atua se vc estiver utilizando o freio sem acelerar o carro, aí ele aumenta a rotação para uns 2500rpm ou 3000rpm para segurar. Tirando isso, se notar que está ganhando velocidade sem freios, ele deixa o carro embalar.

                Outro ponto caso queira fazer, é dar um toque no acelerador caso esteja fazendo freio-motor, na hora ele cai para 1100-1500rpm e o carro embala.

                • GPE

                  Isso q eu disse é com o cruise ligado. Em situação normal ele nao reduz marcha

        • Hen_Par

          É o caso do Fluence.

          • Edson Fernandes

            Sem duvida, ele deixa o carro andar.

            Foi engraçado qdo minha esposa ao testar o carro de um potencial vendedor, perguntou isso e ele disse que o carro não ganhava velocidade…. e eu cutucando ela (estava no banco traseiro) para que ela freasse…rs

            Ela freou porque percebeu que estava passando da velocidade e iria ter um radar e o cara perguntou pra ela: “Porque freou?” E ela disse, que não estava acostumada.

            Ainda bem, seria chato andar num carro e trazer uma multa ao dono.

          • Leandro Oliveira

            Tenho um Fluence CVT e ele nao segura nada em descidas…. o carro ganha velocidade de forma bem tranquila…. Só se colocar no modo manual e reduzir.

        • Davi Millan

          No C4 Lounge eu tinha que desativar o piloto automático em subidas e descidas, porque se eu mantivesse ele acionado o consumo aumentava. Já para carros manuais eu não acho o piloto automático um item essencial, mas o limitador de velocidade é bom para evitar as “cartinhas do papai Noel” haha

          • Edson Fernandes

            Po… meu tio tem no Sandero Stepway dele (manual).

            Te digo que ele não sabe mexer (mas já tem idade, 82 anos). Mas eu gostei de tocar viu. Como as vias que ele acessa quase sempre são estradas (seja para o sitio dele, como para casa do meu primo ou ir para a cidade), para ele tem muita serventia (mas ele não usa, eu usaria).

            E não sei porque, mas o dele que é 2015 (portanto 1.6 8v) me impressionou em pegar alguns trechos de aclive acentuado e eu conseguir manter quinta marcha sem o carro pedir quarta.

            Esse mtor eu já conhecia e eu já dirigi outro Sandero de mesmo motor que era super fraco (tudo bem, o dele já ganhou aquela mudança de potencia e torque, os que eu já andei de carona ou que já dirigi não), mas confesso que foi agradavel e me impressionou que dá para ter conforto mesmo no manual.

            Mas é uma verdade: No manual, mudou de marcha desativa o controlador. Agora, algo vergonhoso em GM e Toyota é não ter o indicador da velocidade programada ao contrário do Sandero que o possui. Todas deveriam ter de série, é um item a mais no display digital de uma linha que faz toda a diferença.

    • Victor Eduardo

      Honda Civic 9° Geração que possuo, qualquer morrinho de nada ele coloca 3, rotação vai lá em cima. Se cair 3km abaixo do configurado já entra logo a 3° ahuahauhauha. Impraticável. Se tiver com econ ligado então é tanto coice devido a rotação que você fica ate enjoado.

      • GPE

        Depende da velocidade e da inclinação. Reduzir p 4 é normal. Agora 3 só qnd é uma inclinação considerável. Melhor usar o ECON pq ele deixa cair mais e so reduz dps q cai uma velocidade considerável

        • Victor Eduardo

          ECON? kkkkkkkkkkkkkkkkk É muito pior. Não sei se você tem o carro, mas o meu funciona assim SET 100KM se cair para 97 Entra Quarta, se em 3 seg a velocidade não voltar a subir exemplo chega 95 Ai ele coloca 3° até chegar a 100km. Porém já acabou elevação. Ai ele coloca a 4 … 3° para tentar segurar a 100km pois já passou está quase a 110km.

          Tem vídeos no youtube de quando essa geração foi lançada de avaliadores falando exatamente isso.

          Como é um motor “Girador” Se você SET a 120km/h Ai é uma viagem prazerosa sem muitas reduções.

          Como ao menos na minha região limite é de 80km/h e no máximo 110km/h. :'(

          Consigo fazer uma viagem mais econômica, menos cansativa não utilizando esse recurso do meu carro na minha região.

          Abraços.

    • Danillo Barros

      No Prisma eu coloco o cambio no modo manual e ele economiza um pouco, se deixar em AT dá até desespero de tanta redução.
      Aí eu fico como um maluco falando com o carro tipo: – Pra que isso rapaz? relaxa aí e fica em manual pra aprender… kkkkkkkkkkkk

      • Paulo Lopes Jr

        Kkkkkkkk…. meu Golf faz a mesma coisa. No modo automático reduz demais… travo ele na sexta marcha do modo manual e fica uma belezura.

        • Danillo Barros

          Pois é, esse é o segredo do sucesso do cruise control.

  • Catucadao

    sem essa…. controle de combustível vem do próprio dono do carro e da maneira como dirigi.

    • Licergico

      sim ! é também é o motorista que controla o CC !!!!

  • Bruno

    Tive um c4 thp que parecia até economizar mais combustível. Agora no jetta parece consumir mais

  • MaurícioVSP

    Não vejo vantagem alguma, até acho perigoso pelo fato da pessoa acabar deixando o pé longe dos pedais do acelerador e freio para “descansar”. No caso de precisar frear repentinamente o ideal é que o pé esteja perto, no caso, no acelerador, pois o movimento lateral é rápido e já faz parte da memória muscular, com o pé no chão do carro já há uma demora em apertar o pedal, até correndo o risco de apertar o do acelerador. Também acho totalmente desnecessário auxílio de rampa para carros com câmbio automatizado ou automático. É só usar o pé esquerdo no freio…

    • Thiago

      Ou você não viaja, ou não transita por locais lotados de radares (onde qualquer distração mínima é premiada com um auto de infração). Particularmente há muitos anos não compro carro sem controle de cruzeiro (nome mais adequado do que “piloto automático”).

      • MaurícioVSP

        Ando sim, Campinas é cheia de radares. Mas nunca tive multa por excesso de velocidade mesmo sem controle de cruzeiro. Até tenho um alarme de velocidade (Fiat tem), mas nem sempre toca pois ainda ando abaixo da velocidade dele. Sabendo andar na velocidade certa para quê o tal controle de cruzeiro, aliás, como na mesma via pode haver mudanças de velocidade, é mais fácil ainda você ser multado por causa do dito cujo.

        • Thiago

          “Até tenho um alarme de velocidade (Fiat tem), mas nem sempre toca pois ainda ando abaixo da velocidade dele. Sabendo andar na velocidade certa para quê o tal controle de cruzeiro”
          Você fala que basta saber andar na velocidade correta, mas você mesmo acabou por deixar claro que nem sempre anda. Senão o alarme não tocava nunca. Seja o controle de cruzeiro, seja o limitador de velocidade, nem sempre conseguimos manter o tempo todo a velocidade da via, qualquer pequeno declive pode fazer o carro ultrapassar bem na hora de passar em um radar. Mas façamos assim, eu acho útil e você não, ok? Perigoso, só para os imprudentes que fazem uso disso achando que irá substituir a atenção do condutor.

          • MaurícioVSP

            Sim, nem sempre toca pois eu coloco ele ainda abaixo da velocidade. Por exemplo, algumar avenidas daqui são 50 km/h, mas a maioria é 60. Então, deixo nos 50 mesmo e quase nunca toca, quando toca é onde as vias são de 60 km/h e eu acabo acelerando um pouco mais, mas já tiro o pé assim que ele toca, ou seja, estou andando mais pra 45 do que 50 se pensarmos que quase todos os velocímetros são calibrados com diferença de 10% a mais do que a velocidade real do carro (UFA! Já pensou se fosse exato! Aí sim o pessoal seria multado direto!!!). Quando vou à São Paulo pela Bandeirantes, por exemplo, que tem velocidade de 120 km/h, deixo no 110… Além de não ser multado, ainda economizo combustível pois ando em rotação mais baixa… No final, você chega ao se destino praticamente no mesmo tempo…

            • José Barbosa

              hahaha piadista você, né?

              Quero ver pegar centenas de km em linha reta sem ninguém nem na contramão por dezenas de minutos e ter que tolerar o limite ridículo de 80 km/h que temos aqui.

              • Vitorhugo

                Se for pra nao levar multa, que mal tem?

                • José Barbosa

                  Há muitos males. A começar porque não se adota um critério justo, baseado na própria legislação, nas condições da via, e na evolução tecnológica dos carros. Quando além de se por um limite ridiculamente baixo, espalham-se radares pela via, que nem movimento para isto tem, histórico de acidentes ou qualquer coisa que o valha, fica claro que é a famosa indústria da multa.
                  Hoje, é um limite de velocidade tolerável. Mas e se resolverem decidir que o limite das vias será de 10 km/h? O princípio é o mesmo, apenas o nível em que é aplicado está incorreto.

          • MaurícioVSP

            O problema é exatamente esse, imprudência, o pessoal acha que o carro tem que decidir tudo sozinho… ainda tá longe disso, o negócio é ficar sempre atento mesmo.

    • Edson Fernandes

      Olha… se a pessoa resolve colocar os pés que não seja proximo do pedal do acelerador só porque tem o controlador de velocidade, então não sei onde a pessoa deixa o pé. Qualquer situação vc es´ta com o pé proximo.

      Mas ainda vale acrescentar: Você está numa via livre de outros carros, vc irá viajar com mais segurança mesmo não estando com o pé praticwmente no acelerador, minha postura ao se aproximar dos carros é tbm mudar minha posição justamente para evitar qualquer problema. Se for o caso, até a desativação do controle.

      Ou seja, isso que vc está falando vale a palavra “imprudencia” que pode acontecer com a pessoa se fizer isso.

      • MaurícioVSP

        Sim imprudência mesmo, muita gente certamente fica com o pé para baixo, longe dos pedais até pelo conforto. Aí que está perigo!

      • Leandro Oliveira

        Bem nessa… estão pensando que piloto automatico é igual à condução autonoma!

      • José Barbosa

        Para mim, há dois pontos notáveis em que uso crouise control e não sei mais viver sem ele.

        Rodovias desertas e com boa condição de visibilidade; descida do anel rodoviário de BH e congêneres.

        No primeiro caso, até fico com o pé em várias posições, até mesmo para evitar o desgaste e, se precisar, contar com muito mais reflexo e força no pedal, que compensa a diferença de tempo no acionamento.
        No segundo, eu já fico com o pé quase no freio, porque ali, o que tem de gente te cortando, especialmente ao não passar do limite em nenhum ponto da via, não é brincadeira.

        • Edson Fernandes

          Meu medo quando se está andando com certo fluxo é vc pegar situações onde o carro faz uma retomada e vc precisa no mesmo momento pisar no freio, isso me trás um pouco de receio.

          Mas em estrada qdo estou praticamente sozinho, eu relaxo o pé mesmo mas sempre atento ao que está ao meu redor. Mas o relaxamento me faz curtir muito a viagem.

          • José Barbosa

            Esta é uma questão interessante. Porque graças aos caminhões que geram tragédias, e a ineficiência do DNIT em prover uma solução adequada (o óbvio seria dividir o fluxo de carros e caminhões em pistas divididas), a velocidade da descida é significativamente mais baixa do que aquela em que você andaria confortavelmente. Então, você escolhe entre deixar no “manual” e ficar TODA HORA olhando o radar, ou desce no piloto automático, com o pé pré-posicionado no freio e acompanha o trânsito em tempo real.

            • Edson Fernandes

              Hehehehe isso eu tbm faço. É bem dessa forma mesmo.

              Mas duvido que separem, acredito que em nenhum lugar do mundo fazem isso.

    • th!nk.t4nk

      Se o piloto automático for adaptativo (ACC), o carro freia sozinho ao se aproximar de outro. Meu carro já me salvou uma ou duas vezes nessa situaçao, freiando antes que eu pudesse reagir. Ah, e com a camera ele também lê as placas e reduz a velocidade automaticamente (aumentando depois ao passar por outra placa).

  • Abdallah

    Uso muito em minhas viagens para sp, e não sinto nenhuma diferença no consumo.

  • Celso Iron Head

    No meu caso (CR-V), gasta mais, especialmente em rodovias onde tem sobe e desce, na subida baixa marcha e sobe muito o giro e descida freia, aumenta consumo em até 20%, daí no pedal se tem mais controle destas situações…só uso onde é plano e claro, pouco movimento daí até é interessante…

    • Cássio

      O CR-V freia em descida? O Fit não freia, mas reduz marcha.

      • th!nk.t4nk

        O certo é ele fazer uma combinaçao de ambos. Até certo limite ele reduz marcha, depois começa a agir no freio.

    • afonso200

      tenho um Azera V6 e CRV 2.0 EXL 11……ela é manca, qualquer coisa cai pra 4 marcha, e minima coisa a mais ja cai pra 3 marcha

    • GPE

      A solução p evitar essas reduções é deixar no modo manual(caso seu carro tenha)

  • Baetatrip

    Pois e……
    Aqui nao tem muita estrada p/ usar o CC, pois tem mt radar, curvas, etc etc!
    Ja tive e usava muito pouco
    Atual nao tem, as vezes faz falta…!

  • Eu pego estrada diariamente, chego a percorrer 1000km por semana e não consigo usar o controle de cruzeiro. Simplesmente porque toda hora tenho que pisar no freio devido aos motoristas que trafegam na esquerda abaixo da velocidade máxima da via, e outros que além de andarem devagar não dão passagem. Então, como não dá para ficar nem 5 minutos com o troço ligado, eu não uso.

    • TijucaBH

      Aqui em MG é assim, impossível usar e as poucas vezes que usei o consumo subiu significativamente

      • José Barbosa

        Em MG é impossível… e o fato reportado de não conseguir 5 minutos mostra como nossa infraestrutura e culutra estão bastante distantes do ideal para adotarmos certos recursos.

    • GPE

      Se der p usar 1min eu deixo ligado

  • Ubiratã Muniz Silva

    Na minha motocicleta tem ajudado a economizar, já que tenho a mão direita pesada no acelerador hehehehe.

    Sem usar o cruise, 14,5 km/l, usando o cruise nas vias expressas, 18. Mas Brasília é bem plana e cheia de retas.

    Harley-Davidson Heritage 2018.

  • Luiz Ramos Jr.

    Tenho o pé direito um pouco pesado e gosto de utilizar e acho mais economico em longos percursos de longas retas de dezenas de km, utilizo pra descansar os pés mesmo, as situações irritantes do piloto automático são justamentes nos aclives e declives pelos motivos descritos no texto acima. Acho item indispensável quando se tem $$$ pra comprar um automático. Sonho em comprar um veiculo com o controle adaptativo, deve ser ainda mais confortável.

  • 82_BD

    Sinceramente, acho o limitador de velocidade muito mais útil que o piloto automático. Nunca vi uma notícia em sites especializados dedicada a essa ferramenta.
    O piloto automático vira um tormento em rodovias que cruzam relevos acidentados. O limitador por outro lado, te deixa mais “livre” na condução do veículo.

  • Silvio

    “Sobretudo para quem viaja constantemente pelas rodovias do nosso País, o piloto automático se tornou um item obrigatório para ajudar a decidir a compra de um automóvel.”
    Penso que forçaram um pouco a Barra na introdução do assunto… item obrigatório e dicidir compra de automóvel, acho que ainda são pontos um pouco distantes de um regulador de velocidade. São itens interessantes, mas não acredito que tenham tanto peso assim para a maioria dos consumidores.
    Meu carro mesmo tem regulador e limitador, viajo bastante e mesmo assim não sinto tanta necessidsde de usá-los. Ainda assim, acho o limitador mais útil para quem mora em locais infestados de radares.

    • Licergico

      cada um com suas prioridades. dispenso 100% limitador de velocidade , e eu não compraria um carro sem cc atualmente. ( de preferencia os que alteram a velocidade de 2 em 2 km/h ) .

  • Lukoh

    Eu tinha no Astra com câmbio manual… era muito prático e simples de usar, principalmente pela posição dele na alavanca (junto da seta), bem ao alcance do dedo. Em 5ª marcha em estrada, mesmo tendo que frear por algum carro na frente, era fácil redefinir ou retomar a velocidade.

    Já no Corolla XEi AT é um tormento…. além de ter uma alavanca própria só pra ele embaixo do volante (anti-ergonômica), a cada inclinação da pista o sistema reduz marcha e joga a rotação lá no céu…. um absurdo de má programação.

    • Nutz Nutz

      Eu já tive Corolla XEi AT e agora eu tenho o Corolla XEi CVT. O problema não é a programação. O problema é o câmbio AT de 4 velocidades. No Corolla CVT não tem este problema.

  • Luccas Villela

    Acho completamente inútil, sinceramente. Limitador sim, é muito bacana.

  • No_Name

    Com o Fiesta que eu tive o consumo subia… E agora com o Focus que tenho o consumo diminui!

  • Mayck Colares

    Só é bom para longos trechos de reta e pouco trânsito. Então uso quase nunca.

    • Licergico

      eu uso todos os dias ! ido e voltando do trabalho ! transito fluiu , esta acima de 40 clico no SET … o carro da frente freio CANC… voltou a andar RES…. a velocidade aumentou “+” , diminuiu ” – ” .

      No caso do civic é notório a redução de consumo usando o cc . Considero item indispensável hj .

      • GPE

        Assino embaixo

    • Ducar Carros

      Na Ponte Rio-Niterói é uma beleza o cc, manter no pé 80 km/h sem trânsito é complicado.

    • REDDINGTON

      Cara também não consigo usar…incrível uma galera dizendo que usa. Na cidade impossível, na estrada idem.

      • th!nk.t4nk

        Tem que ser o controle de cruzeiro adaptativo (ACC), pois aí ele mantém a distância do carro da frente (freia automaticamente quando encontra tráfego). Mesmo assim concordo que no Brasil é tenso pra usar essas tecnologias.

        • REDDINGTON

          O problema é achar isso em qualquer carro…quando vc acha a conta sai cara. Mas seria o ideal, e estamos caminhando pra isso.

  • Schlatter70

    Tive um RAV4 com o sistema. Ele reduzia duas marchas em qualquer subidinha para manter a velocidade e jogava o giro do motor lá em cima. É realmente confortável e descansa a perna do acelerador, mas o consumo aumenta com certeza. Talvez nos adaptativos mais novos e modernos isso não aconteça.

  • Everson Favaro

    Equipamento indispensável. Reage diferente de acordo com o conjunto motor-câmbio, e a programação da montadora. Já experimentei vários da GM, Toyota, Dodge, Ford e Volvo. Qualquer motorista que queira economizar acha nele um excelente companheiro. É só aprender a usar da maneira mais confortável, ou econômica. Isso quem decide é o motorista. É ele quem conhece o carro e sabe se vale a pena deixar o equipamento ligado em determinada subida ou descida. Todos que experimentei tinham a opção de voltar à velocidade pré-programada, então isso não é um problema.

  • wagner

    O kikcs eu desconsidero como opção somente pela ausência desse equipamento tão básico.

  • carloscomp

    Item indispensável pra mim, junto com câmbio automático e apoio de braço central, conforto enorme ao dirigir, especialmente em estradas.

  • Licergico

    no civic com cc ligado ele é sempre mais econômico . Andando na lei em viagens longas consigo medias de 17,5km/l a 18 km/l controlando no pé no máximo 16,5km/l .

    • Luciano RC

      O mesmo acontece com a HR-V. Andando a 90km/h em rodovia plana (sem subidas) e ele ligado, consigo uma média de 18km/l.

  • REDDINGTON

    Eu só conseguiria usar viajando de madrugada na 101…OU seja NUNCA

  • afonso200

    em cambio com tiptronic ok, mantem na marcha selecionada, mas no caso de cambio automatico só com D, nao tem o que fazer nem no piloto nem sem piloto, ele vai cair a marcha mesmo numa subidinha,,,,,aqui em casa no Azera V6 ele sobe de boas em 6 macha…..ja na CRV 2.0 ela é manca e qualquer inclinação a 80 ela ja cai pra 4 marcha…pouco mais e entra 3 marcha,,,,ridiculo como é manca ela, e só tem opção D D3 ou 1

  • Allen Ribeiro

    Tenho um civic 2014 manual e ele aceita trocar as marchas com o cruise Control atuvado, mas se demorar muito com o pedal acionado ele desliga, nas subidas ele acelera (Com ECON ligado) de forma gradual,com o ECON desligado ele acelera rápido pra velocidade gravada.É um conforto muito bom.. realmente evita multa.. coloco 110km/h e passo pelos radares tipo pistola sem medo…kkkkk o que eu acho interessante, é que nas descidas curtas, ele meio que freia e mantém a velocidade.. mas quando é muito forte a descida… ai nao tem jeito.. ele passa cerca de 10..20km/h a mais

  • Francisco Helio

    Direção elétrica, câmbio automático e controle de cruzeiro; itens indispensáveis pra mim na compra de um carro.

  • Xandy Paiva

    Fiz uma viagem entre São José dos Campos e Balneário Camboriú, usei bem o piloto automático e não achei que gastou muito, até porque a maioria da estrada é boa e sem aclives ou declives.

  • Oberon de Megrez

    No meu carro, quando estou a 100km/h o giro fica entre 1.400 a 2.000 com o piloto ligado, com ele desligado é dificil manter abaixo dos 2.500. Em viagens que eu fiz eu considerei mais econômico e não tenho o pé pesado. a média com ele ligado gira em torno de 11,5km/l com ele desligado, mesmo eu indo com o pé leve faz 10km/l e olhe lá

  • Luciano RC

    Tudo vai da condição que foi ativado. Pegar a Marginal Tiete limpa, economiza porque ela é toda plana e manter o giro bem baixo. Agora pegar uma rodovia com aclive e declive, é comum ele aumentar o consumo por segurar pra descer e acelerar pra subir, sem pensar no embalo.

    Eu uso muito e confesso que não consigo mais ficar sem… no meu caso, economiza muito. Pega bastante a Rodovia dos Bandeirantes e Castelo Branco, o que é perfeito para usar.

  • Fabricio

    No fusion awd o piloto adaptativo na minha experiência com o carro ( uns 12 mil km)… melhora (diminui) bastante o consumo. Por volta de 15 a 20% fácil. O carro se comporta mais suavemente, e usa sempre uma marcha mais leve do que estaria se não estivesse com o adaptativo ligado… ajuda, e muito.

  • th!nk.t4nk

    No meu carro o ACC consome bem mais. Quando o carro da frente sai à direita, por exemplo, ele volta a acelerar com bastante vigor. Se fosse eu no comando, faria uma aceleraçao mais progressiva. Mesmo assim uso o ACC porque o conforto é grande.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email