Polestar 3 é revelado antes do lançamento em outubro

polestar 3

Tão próximo de um Volvo quanto a Lynk & Co, a Polestar lançará em outubro seu terceiro modelo, o Polestar 3, um crossover de porte médio com visual inspirado no conceito Precept.


Considerado o primeiro SUV da marca sueca, o Polestar 3 terá processador computacional Nvidia e radar laser LiDAR para condução autônoma acima de Nível 2.

Segundo a Polestar, o modelo terá dois motores elétricos (um em cada eixo) e baterias de lítio no centro, com autonomia de 600 km no ciclo WLTP.

Com produção nos EUA e China, o Polestar 3 será um grande impulsionador de vendas para a marca nórdica, que atualmente conta com os modelos Polestar 1 e 2, sendo cupê híbrido e crossover elétrico.

Thomas Ingenlath, CEO da Polestar, diz: “O Polestar 3 é o SUV da era elétrica. Nossa identidade de design evolui com este elétrico de luxo de alto nível, com um caráter de marca forte e individual”.

Ele explica: “Com este carro, trazemos o ‘esporte’ de volta ao SUV, mantendo-nos fiéis às nossas raízes de desempenho.”

Sobre a atuação global, que será em 30 mercados importantes ao redor do mundo até o fim de 2023, Ingenlath comenta: “Este é um marco importante para nossa empresa, que impulsiona nossa trajetória de crescimento e nos leva à próxima fase”.

Tendo vendido 29.000 em 2021, a Polestar projeta vender 290.000 carros em 2025, sendo boa parte deles nos EUA e Europa.

Visualmente, o Polestar 3 tem frente muito semelhante ao do conceito Polestar Precept com faróis bifurcados e para-choque com linhas expressivas.

Note que o capô tem saídas de ar, indicando foco na aerodinâmica nesta proposta da Polestar.

Com teto de vidro que se conecta à vigia dupla traseira, cortada por um defletor de ar, o Polestar 3 tem um perfil de cupê, além de trazer lanternas em LED pronunciadas numa base em preto brilhante.

Tendo maçanetas retráteis e ao que parece barras de LED na base das portas, o que seria interessante para o ingresso no carro durante a noite, o Polestar 3 tem rodas grandes e pinças de freio bem robustas.

 

 

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.