Esportivos Hatches Sedãs Volkswagen

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

Junto do Virtus, que também ganhou configuração GTS (Gran Turismo Sport), o novo Volkswagen Polo GTS basicamente já desembarcou no Brasil. O hatch esportivo chega às concessionárias no início de 2020.


Tanto o Polo como o Virtus GTS foram apresentados no Salão do Automóvel de São Paulo 2018. Entre tantas outras máquinas expostas no evento, o Polo GTS conseguiu despertar a atenção do público.

A montadora havia anunciado planos para lançar o Polo e Virtus versão esportiva no Brasil. Isso quando a companhia apresentou seus planos para a América Latina. Com isso, aos poucos, a Volks foi revelando alguns detalhes do seu mais “novo” carro.

Tecnologia e esportividade são pontos fortes do novo Volkswagen Polo GTS.


Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

Em seu interior, a cor vermelha se faz presente em diversas áreas, reforçando o ar de esportividade. Embaixo do capô, ele abriga motorização 1.4 TSI de 150 cv de potência.

Por enquanto, o novo esportivo da Volkswagen segue como protótipo, ou seja, algumas modificações devem ocorrer até o seu lançamento oficial no ano que vem.

Polo GTS – história

A sigla GTS (Gran Turismo Sport) surgiu em meados dos anos 1980, no Passat. Um ano seguinte, a Volkswagen resolveu dar um sobrenome ao esportivo, passando a se chamar Passat GTS Pointer.

Logo em seguida, a Volkswagen lançou o Gol GTS, produzido entre anos de 1987 a 1994. Ele chegou como uma “versão melhorada” da configuração GT.

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

O Gol GTS era equipado com motor 1.8 carburado e produzia 99 cv de potência. O clássico esportivo fazia de zero a 100 km/h em 10,7 segundos.

O volante em quatro raios relembrava os carros da Volkswagen dos anos 70, bem como o painel. Mais tarde, o Gol Gran Turismo Sport ganhou outras novidades, como o volante quatro bolas, retrovisores anexos às portas, além do painel com comandos satélite.

Vale lembrar que no Salão do Automóvel de São Paulo 2016, a Volkswagen causou furor no evento ao apresentar um Gol GT conceito.

De fato, as modalidades esportivas da VW eram o sonho de consumo de muitos brasileiros naquela época — e, claro, se estende até hoje. Agora, com a chegada do novo Polo GTS, pode-se dizer que futuramente esse esportivo poderá, também, se tornar um clássico.

Afinal, com o lançamento do hatch, marca-se o retorno do emblemático GTS em solo nacional. Saiba mais abaixo:

Polo GTS – detalhes

O Polo GTS é um carro com linhas agressivas que remetem a um esportivo, de fato. O vermelho, que já virou sinônimo de esportividade, se faz presente tanto interior quanto no exterior.

No modelo oficial que estará à venda em 2020, uma linha vermelha divide a grade superior em duas partes na dianteira. A faixa vai até internamente no farol. Por falar em faróis, eles são em full-led.

Na parte traseira, assim como os faróis, as lanternas também são em leds. Quanto ao design, há um alongamento no topo que, consequentemente, aumenta o aerofólio. Ele é “gravado” na tampa do porta-malas, da mesma maneira que em outros VW Polo.

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

Trazendo características do modelo europeu, o GTS traz detalhes do GTI. O para-choque traseiro é texturizado e há abertura na esquerda que faz um contorno para a ponteira dupla do escapamento.

A grade é do tipo colmeia e traz a identificação “GTS”. A esportividade Gran Turismo Sport também é ressaltada por meio da tonalidade preta utilizada em vários pontos da carroceria do Polo GTS, como nas soleiras, retrovisores, além dos para-choques.

As rodas são exclusivas. Em aro 17 com pneus Pirelli 205/50 Cinturato P7. Elas devem ter acabamento diamantado (lembrando que é um conceito, então a confirmação das rodas deverá ser feita em 2020).

Por dentro, mais esportividade no Polo GTS, e também mais vermelho: na costura do volante em couro, na alavanca de câmbio, nos tapetes, painel e banco.

O volante, que possui a sigla “GTS” na base, tem excelente empunhadura. O interior faz jus ao “sobrenome” GTS, pois os bancos dianteiros (tipo concha) são de encantar, uma vez que eles “abraçam” o condutor e passageiro.

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

Por falar neles, o encosto de cabeça é incorporado ao banco, forrado com tecido e mesclado em couro. Mas, desta vez, os assentos não são produzidos pela grife Recaro. As linhas horizontais presentes no banco do Polo GTS lembram os modelos da década de 1980.

A Volkswagen cuidou de cada detalhe no hatch, um exemplo é o painel digital, como o velocímetro com tipografia em itálico. Outro ponto que chama atenção é a cor preta no interior doPolo GTS. Bancos, teto, laterais da porta e painel foram escurecidos.

O Volkswagen Polo GTS chega às concessionárias com motor 1.4 TSI de 150 cv de potência (etanol ou gasolina) e 250 Nm de torque (25,5 kgfm). O conjunto é o mesmo que equipa a versão highline do T-Cross.

Com esse conjunto, o Polo GTS pode fazer de zero a 100 km/h em 8,5 segundos, ou até menos (igual o antigo VW Golf 1.4 TSI).

O câmbio é automático de seis velocidades, com mudança de marchas em rotações elevadas. Além disso, o motorista pode fazer as trocas por meio das aletas atrás do volante (Paddle Shift).

Por falar em câmbio, alguns incômodos são perceptíveis, como os trancos, por exemplo. Embora isso, as trocas são rápidas.

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

As trocas através do Paddle Shift podem propiciar ainda mais esportividade. Mas um ponto negativo das aletas de plástico no Polo GTS é o tamanho. Elas são muito pequenas.

Se você chegou até aqui aguardando uma transmissão manual, saiba que a Volkswagen não possui planos para essa opção.

Por se tratar de um conceito, a Volks não divulgou muitos detalhes até o momento sobre desempenho. Mas o hatch esportivo já foi testado pela imprensa e podemos dizer que ele se saiu muito bem. O VW Polo GTS faz curvas bem. Também é um carro firme.

Para animar ainda mais, o Polo GTS contém quatro modos para condução, que proporcionam mudança na assistência da direção, ponto de troca da marcha, assim como a entrega de torque.

Para apimentar mais, o condutor poderá utilizar o modo Sport, que gera um ronco de escape (esse sistema foi oriundo do Jetta).

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

A Volkswagen ainda não divulgou os valores do novo Polo Gran Turismo Sport, mas pode-se esperar um custo de aproximadamente R$ 90 mil.

Quanto à lista de equipamentos, isso ainda é uma incógnita, a montadora só irá fazer essa revelação no ano que vem.
No entanto, podemos prever um Polo GTS parecido com o que a Highline oferece, ou seja, sensor de estacionamento dianteiro, retrovisor eletrocrômico, cluster digital, navegação GPS e central multimídia de 8 polegadas DiscoverMedia. Start Stop também está confirmado.

A tela multimídia oferece, dentre outros recursos, cronômetro, informações sobre temperatura de água e óleo, e pressão turbo.

Já o porta-malas tem 300 litros de capacidade.

Embora tenha poucos detalhes sobre o carro, reunimos aqui todas as informações do veículo. O Notícias Automotivas ainda tentou tirar alguns detalhes com a assessoria da Volks, mas sem sucesso. Aguardemos 2020.

A chegada às concessionárias está programada para o primeiro trimestre de 2020.

Detalhes do irmão (Virtus)

O Virtus GTS segue com motor TSI de 150 cv de potência e 25,5 kgfm de torque.

Quanto ao design, o sedan manteve alguns detalhes como no irmão Polo: feche vermelho; o para-choque dianteiro ganhou detalhe em preto, deixando-o ainda mais com cara de esportivo.

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos

Herdado do Jetta GLI (Gran Luxury Injection), o Virtus GTS também conta com um emulador que faz o carro ter um ronco. Ao colocar no modo Sport, o veículo ganha a “transformação” de esporte.

Inclusive, a Volkswagen teve uma discussão interna para definir se ambos os carros deveriam ter um ronco. Mas no final decidiram colocar, afinal de contas, eles estão lançando no mercado um veículo que se apresenta como esportivo.

Internamente, o acabamento das portas segue igual do Virtus Highline. Os bancos também “abraçam” e possuem encosto de cabeça integrado ao assento. O logotipo GTS está bordado no material.

Detalhes em vermelho estão presentes no câmbio, costura dos bancos, volante, saída de ar, além do painel. O preto também está nos bancos, teto, laterais da porta e painel.

No painel, as informações também dispõem de tipografia em itálico. Já a central multimídia é igual do Polo GTS, propiciando visualização de informações como cronômetro, temperatura de água e óleo, e pressão turbo, dentre outros.

Ainda há borboletas atrás do volante para trocar de marcha (Paddle Shift). Em geral, não há tanta diferença entre os dois veículos, exceto, óbvio, o design.

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos
Volkswagen

Vale destacar que tanto Virtus quanto Polo podem chegar nas lojas sem a possibilidade de opcionais, ou seja, talvez não será viável incluir teto solar, por exemplo.

O Volkswagen Virtus GTS pode sair mais caro do que o irmão hatch, ficando na casa dos R$ 100 mil.

“O público pediu e a Volkswagen fez! O grande ícone do passado estará de volta. As versões esportivas GTS vão retornar, agora nos modelos Polo e Virtus. Em breve esses esportivos, estarão entre nós!”, disse Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen América Latina, em novembro do ano passado.

Confira abaixo uma breve ficha técnica do Polo Gran Turismo Sport com informações já oficiais:

Polo GTS – ficha técnica

Motor: 1.4, 4 cilindros, 16V, turbo, flex

Potência: 150 cv de potência a 5.500 rpm

Torque: 25,5 mkgf a 1.500 rpm

Transmissão: Automática de seis marchas

Tração: Dianteira

Preço: não revelado (estima-se: entre R$ 90 a R$ 100 mil)

Comprimento: 4,05 metros

Altura: 1,47 metro

Peso: 1.200 kg (aproximadamente)

Porta-malas: 300 litros

Polo GTS: motor, detalhes, equipamentos, consumo, desempenho, fotos
Nota média 3.3 de 6 votos

Darlan Helder

Darlan Helder

Darlan Helder, natural de São Paulo, é jornalista e fotógrafo. Escreve na internet sobre o universo automotivo desde 2011. Além disso, atua com produção de conteúdo para plataformas digitais em agências de comunicação.

  • Wall André

    Depois que o carro já ficou manjado eles lançam…

  • Jackson Willian dos Santos Jac

    Melhor do carro era o volante altura e as rodas… vw conseguiu cagar…. 👏🏻👏🏻👏🏻

  • FREDRED

    Polo Sedan tomou benga do Onix Sedan, os pilotos de super trunfo foram ao delírio kkk
    Esse “gts” com esse câmbio ridículo vai tomar benga de carro 1.6 aspirado.

    • leomix leo

      Não é bem assim.

      • Cesar

        Foi bem assim e já são 3 diferentes testes.

      • Paulo Lustosa

        Pior que o Virtus 1.0 TSI tomou três bengas diferentes do Onix Plus automático tanto em desempenho, retomadas, quanto consumo.

    • RicardoVW

      Não exagera, de 1.6 não, mas de outros 1.4t tomará benga com essa M de câmbio.

    • Cardoso (não aquele)

      O Onix plus sendo mais rápido que o Virtus me surpreendeu também. Mas tem que ser o câmbio automático ruim do Virtus o culpado, só pode.
      Se eles querem que o GTS seja realmente esportivo, ou colocam nele um câmbio automático que presta, ou então um manual… Só que com manual imagino que as vendas vão sair prejudicadas.

      Queria ver como o Onix Plus com câmbio manual se sai.

      • Ualisson André

        Eu queria ver era na gasolina, pra jeba entrar com mais força no virtus!! 😂😂

      • Paulo Lustosa

        Tem outro detalhe, o motor do Plus na verdade tem 125 cv tanto na gasolina quanto no álcool, pois a GM declarou apenas a potência de roda, ao contrário da VW que declarou a potência de motor no Polo, Virtus e Golf, que na verdade no álcool tem os mesmos 125 cv do Onix. Diferença mesmo é curvatura de torque, e o Onix cresce mesmo depois de 4000 rpm, e o Polo/Virtus para de render depois de 4500 RPM. Lembrou muito a calibração do Up TSI, embora o Up tenha potência e torque menor que o GM por conta da turbina menor e a calibração totalmente diferente do Polo.

        • mjprio

          Esse motor não tem 125CV porque nao tem injeção direta, como no Chinês, que possui. Ai chega a este número

          • Paulo Lustosa

            Assista o vídeo do dinamômetro da Tork One. resultou em 125 cv e 18,3 kgfm.

      • FREDRED

        Não concordo, o câmbio manual seria muito bem vindo quem compra esse tipo de carro é o mesmo comprador de Sandero RS (meu caso), 208 Gt etc. Não se limite a opiniões dos especialistas automotivos da Internet, o mundo lá fora é bem diferente (sem ofensas).

    • André

      Isso que a Gm ainda nem lançou o novo Onix Stingray, com motor 1.4 do Cruze e cambio manual.

      • Cardoso (não aquele)

        Eu ja fiquei super surpreso do Onix ter uma versão LTZ manual.
        Se essa versão realmente for vendida, o novo onix hatch tem tudo pra ser meu próximo carro lá pro final de 2020.

        • alexandre

          Cardoso, fui numa cc aqui do Rio conhecer o Plus LTZ. O carro tá bem, bem, bem legal. Já escolhi também que o Onix LTZ manual será meu próximo carro. Inclusive haverá opção de rodas exclusivas, 16″ à venda nas ccs. Por 60 mil, não tem nada nem de perto para competir/comparar.

    • EArtur

      Tenho um A3 com esse motor e câmbio.

      Nem os 2.0 aspirados acompanham, quem dirá esses 1.6

      Também anda mais que os demais 1.4 turbo, incluindo o cruze.

      • Paulo Lustosa

        Jetta tomou pau de Cruze… por pouco mas tomou.

        • EArtur

          Verdade.

          Mas dos 1.4 tsi o jetta é o mais lento mesmo.

    • Richard Hbig

      Vdd. É o maior culpado é o defasado câmbio tiptronic.

  • beto

    Podiam melhorar a qualidade das fotos hein NA ?

  • Eu gostei. Mas o preço é proibitivo… Um insulo a inteligência de qualquer um.

    • Proibitivo para você e um insulto a sua inteligência.

      • Blz milionário… pode comprar se você faz questão.

  • Cesar

    Quem sabe agora consegue andar mais que o Ônix Plus.

    • Ualisson André

      😂😂😂

  • RicardoVW

    Esportivo com um lixo de câmbio, já provado pelo pau que levou do Onix, e com suspensão de jipe!

  • CarloAndreiDiniz

    Será que sou só eu que não suporto mais ver esse volante da Volks, fala sério ridículo isso, até o passat 2020 com esse volante acorda Vokswagem, faz 28 anos com esse volante ridículo, o do golf extinto é show.

    • Cardoso (não aquele)

      Concordo, o volante que o Up tinha antes é mais bonito que o atual.

    • A Kia faz o mesmo: um volante pra todos os carros, até para o Stinger.

    • th!nk.t4nk

      Acho sempre curioso que os brasileiros vêm tanto problema com volantes em geral. Toda marca usa basicamente o mesmo volante em todo seu lineup. E esse aí tá longe de ser feio (muito mais polêmico é da Volvo, um modelo premium). Enfim, beleza de volante é a última coisa que se olha num carro. O que importa nele é a ergonomia em primeiro lugar. Mas num país onde a suspensao dos carros é alta como de um trator, acho cômico que o tema “volante” cause mais estranheza do que isso.

  • CarloAndreiDiniz

    Será que é só eu que acho e não consigo gostar do desenho do parachoque do polo nem dos detalhes internos do farol acho desconexo, tirando os 90% do plástico dos encaixes e das rebarbas, alem do barulho interno parece uma charanga velha, esse volante ridículo, preço absurdo, o resto o carro é bonito.

  • Vinícius de Oliveira

    Gostei das rodas

  • Natán Barreto

    Cada dia que passa fica mais desagradável ler matérias no NA. Parece que não existe revisor de texto. Um site desse porte não pode ter tantos erros nos textos, além de mal formatados, ficando complicado de ler.

    Perdi a conta de quantas vezes a matéria confundiu Polo com Gol GTS no texto.

    • Cardoso (não aquele)

      Pior parte é que o texto foi escrito por um jornalista e mesmo assim saiu desse jeito…

    • Tchones

      Faz um tempo que a qualidade das matérias está piorando.

      Em alguns artigos o problema está nas fotos de baixíssima qualidade
      Em outros o redator escreve uma frase por parágrafo.
      Nesse existe a confusão entre os modelos.

      Uma pena, pois o site que era referência para mim se tornou o segundo ou terceiro a ser acessado quando quero ler sobre carros.

    • Daniel Pirolli

      Exatamente. Li essa materia no sabado, e só estou comentando hoje, e lendo os comentarios pensei, ninguem vai falar dos erros polo/gol, do texto. Bem complicado mesmo.

  • Senna ever

    A VW precia jogar fora esse facão usado pra fazer o painel dos carros dela.

  • Danilo

    Bom…. vamos lá:

    Enfim, para o mercado brasileiro que se contenta com pouco, esse carro ta legalzinho, porem nada de extraordinario. Pelo preço que vai custar, vai estar absurdamente caro pelo que oferece, pelo carro que é, pelo enorme misterio que fizeram em cima e o tempo que estão demorando pra lançar.

    Aqui na Alemanha o Polo Highline com Opção de pacote R-Line e motor 1.5 TFSi de 150cv e cambio DSG de 7 Marchas tem proposta mais esportiva do que o GTS brasileiro 1.4 com cambio automatico e suspensao pra andar no canavial.
    Ainda sexta vi um Polo Highline preto (nao sei dizer qual motor pq aqui muitos tiram os letreiros atras, que alias eh opcional de fabrica vir ou não, sem custo, em todas as montadoras), com rodas pretas aro 16 e tava lindo o carro. Baixo (original) fica excelente. Logico que quem vai querer andar pro mato nao rola, mais pessoas que comprarem um GTS JA TEM QUE ESTAREM CIENTES que é um carro com uma “proposta esportiva” (psicologica, mais dizem que eh kkkkk).

    Enfim, pra mim o GTS é a VW BR querendo arrotar Peru enquanto na verdade comeu chuchu. E vão cobrar preço de Picanha.
    So olhar Polo e Virtus Highline com todos opcionais o quanto custam. Estao pelo menos de 12-15 mil inflacionados do valor que deveriam realmente custar. O tal Polo GTS deveria custar o que custa hj um Polo highline completo e ainda assim, na minha opiniao, estaria caro.

    Ai pra finalizar a cereja do bolo, a VW e muitos jornalistas encheram a boca pra dizer que o Polo Brasileiro tem saida de Ar traseira, coisa que o Europeu não tem.

    Bom preferia o melhor acabamento do europeu, a abertura da tampa traseira pelo Simbolo, a melhor lista de itens de serie e opcional etc etc etc etc a ter uma saida de Ar traseira em um carro pequeno, coisa que A PROPRIA VW NEGLIGENCIOU em um carro que deveria ter esse item que é o NOVO JETTA.

    • Marcelo Alves

      Eles deveriam ter colocado esse motor 1.4 como opcional no Highline (ou até mesmo no confortline) sem ficar nessa de querer chamar de esportivo e cobrar caro para quase ninguém comprar (inclusive o seguro vai ficar mais caro)… Ah, aqui no Brasil os carros têm que ter os logotipos de motor e da versão no lado de fora (eu acho isso uma besteira), porque o pessoal gosta e acha que dá status mostrar qual é a versão e o motor do carro para os outros na rua hahaha!

      • Danilo

        exatamente. Eu sempre tirei os letreiros dos carros. Primeiro que so serve pra encardir em volta e ficar feio e acho mais bonito sem (gosto pessoal).
        Entao cara, um Polo Highline com motor 1.4 seria mais realistico pro mercado brasileiro. Como fizeram no T-Cross.
        E dai ja traziam importado o Polo Gti pra tampar o buraco que Golf deixou, mesmo que limitado, mais caro por caro, preferia um GTi importado a um GTS meia boca que vai ficar caro do mesmo jeito. Pelo menos o GTi é 2.0, tem cambio DSG, poderiam trazer com teto solar e etc.
        Enfim, seria mais condizente. Ja fizeram isso com o Polo 9N, trouxeram o GTi 2 portas Limitado. Poderiam fazer novamente.

  • Mateus Caputo

    Cade o consumo??? No título fala em consumo mas no texto não tem nada. Reportagem fraca.

  • Paulo

    Emulador de som, sem opção de câmbio manual, carro boqueta viu!

  • Luis Fernando Pozas

    Eu chuto que a diamondwagen vai botar o valor do Hatch em torno de 100k e do sedan em torno de 110k

  • RICARDO Vilela

    A VW ULTIMAMENTE SÓ ESTA FABRICANDO CARROS PARA RICO, EM UM PAIS COM 12 MILHÕES DE DESEMPREGADOS E A MAIORIA QUE TRABALHA GANHA 1 SALÁRIO MÍNIMO QUEM É QUE PODE COMPRAR UM CARRO DESSES? SÓ RICO!!!

    • RicardoVW

      Só VW não! Um Kwid de 42 mil também é só para classe média para cima.

  • SDS SP

    Com esse câmbio, a esportividade esperada vai para o espaço.

  • Mario Trevizan

    a suspensao “trator” é de serie?

  • Bruno Albuquerque

    Polo GTS (Ganhei um Trator Sportivo). Concordo com a maioria: seria muito mais racional e interessante se a VW vendesse o GTS como um pacote para a versão Highline, assim como há o R-Line para outros produtos dentro da marca. Entre um highline com todos os opcionais disponíveis e um GTS, sem dúvida, eu iria de highline.

  • Bryan Silva

    Poderia anabolizá-lo um pouco mais.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email